Página 1 dos resultados de 4 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

História de uma coleção: Miguel Calmon e o Museu Histórico Nacional

Abreu,Regina
Fonte: Museu Paulista, Universidade de São Paulo Publicador: Museu Paulista, Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1994 PT
Relevância na Pesquisa
96.75%
Retraçando a trajetória da Coleção Miguel Calmon, doada ao Museu Histórico Nacional, no Rio de Janeiro, em 1936, estabelece seu significado no contexto histórico e ideológico daquela insti-tuição, que a expôs desde seu ingresso, até seu desmonte, no final da década de 1960. São duas as reflexões cenlrais: a primeira sobre a noção de história subjacente ao modelo de museu que vigorou no Museu Histórico Nacional desde sua fundação, em 1922 alé aos anos 1960; a segunda sobre a construção do personagem Miguel Calmon, apresentado e ritualmente visitado na sala que recebeu seu nome.

A sombra do imortal: reflexões sobre a nação e a memória

Saliba,Elias Thomé
Fonte: Museu Paulista, Universidade de São Paulo Publicador: Museu Paulista, Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1996 PT
Relevância na Pesquisa
56.32%
A partir do livro de Regina Abreu, A fabricação do imortal: memória, história e estratégias de consagração no Brasil, são discutidas as principais abordagens da problemática da nacionalidade. O tema central do livro é a coleção Miguel Calmon du Pin, doada ao Museu Nacional em 1936, que é analisada nos seus mais variados desdobramentos, tanto no que se refere às estratégias de consagração individual quanto às formas de construção cultural da brasilidade.

History of a collection: Miguel Calmon and the National Historical Museum; História de uma coleção: Miguel Calmon e o Museu Histórico Nacional

Abreu, Regina
Fonte: Universidade de São Paulo. Museu Paulista Publicador: Universidade de São Paulo. Museu Paulista
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/1994 POR
Relevância na Pesquisa
96.89%
Retraçando a trajetória da Coleção Miguel Calmon, doada ao Museu Histórico Nacional, no Rio de Janeiro, em 1936, estabelece seu significado no contexto histórico e ideológico daquela insti-tuição, que a expôs desde seu ingresso, até seu desmonte, no final da década de 1960. São duas as reflexões cenlrais: a primeira sobre a noção de história subjacente ao modelo de museu que vigorou no Museu Histórico Nacional desde sua fundação, em 1922 alé aos anos 1960; a segunda sobre a construção do personagem Miguel Calmon, apresentado e ritualmente visitado na sala que recebeu seu nome.; Oullining the career of the Miguel Calmon collection, endowed 10 the Nalional Historical Museum (Rio de Janeiro) in 1936, the A. unveils ils meaning in lhe historical and ideological conlext of the museum, which exhibiled lhe grant unlil the end of lhe 1960s, when the show was disconlinued. Two main arguments are deve10ped: first, the concepts of hislory underlying lhe museum paradigm Ihal inspired lhe Museu Histórico Nacional, since its origins in 1922 unlil lhe sixlies; secondly, lhe conslruction of Miguel Calmon's public persona, exhibited and rilually visiled in the roam named afer him.

A sombra do imortal: reflexões sobre a nação e a memória; Under the aegis of the immortal: reflexions on nation and memory

Saliba, Elias Thomé
Fonte: Universidade de São Paulo. Museu Paulista Publicador: Universidade de São Paulo. Museu Paulista
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/1996 POR
Relevância na Pesquisa
56.48%
A partir do livro de Regina Abreu, A fabricação do imortal: memória, história e estratégias de consagração no Brasil, são discutidas as principais abordagens da problemática da nacionalidade. O tema central do livro é a coleção Miguel Calmon du Pin, doada ao Museu Nacional em 1936, que é analisada nos seus mais variados desdobramentos, tanto no que se refere às estratégias de consagração individual quanto às formas de construção cultural da brasilidade.; Taking Regina Abreu's book, A fabricação do imortal: memória, história e estratégias de consagração no Brasil, as a starting point, the A. discusses the main approaches to the issues of nationalism and memory, The core of this book is the grant ma de to the National History Museum in 1936 by Miguel Calmon du Pin of his collection which is analysed according to the strategies of personal consecration and to the vectors for the cultural construction of "brasilidade" (Brazilianness").