Página 1 dos resultados de 71 itens digitais encontrados em 0.011 segundos

Efeitos de diferentes coberturas mortas obtidas a partir do manejo mecânico com roçadeira lateral na dinâmica populacional de plantas daninhas em citros.; Mulches effect produced through mechanical management with a lateral rotary mower on the population dynamics of weeds on citrus.

San Martin Matheis, Hector Alonso
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/05/2004 PT
Relevância na Pesquisa
36.6%
Com o objetivo de avaliar o efeito da cobertura morta, produzida pelos adubos verdes lab-lab (Dolichos lablab L.), guandu-anão (Cajanus cajan (L.) Millsp), crotálaria (Crotalaria juncea L.), guandu (Cajanus cajan (L.) Millsp), milheto (Pennisetum glaucum (L.) Leeke), uma mistura de três coberturas (D. lablab + C. cajan + C. juncea), e a infestação natural do pomar de laranja, composta principalmente por capim-colonião (Panicum maximum Jacq.), sobre as plantas daninhas, bem como avaliar o efeito destas coberturas sobre as seguintes plantas daninhas: poaia (Richardia brasiliensis Gomes.), capim-colonião, erva-palha (Blainvillea biaristata DC.), falsa-serralha (Emilia sonchifolia (L.) DC.), capim-colchão (Digitaria horizontalis (Retz.) Koel.), corda-de-viola (Ipomea grandifolia (Dammer.) O’Donell), picão-preto (Bidens pilosa L.), guanxuma (Sida santaremnensis H. Monteiro.) e tiririca (Cyperus rotundus (L.) Pers.), em condições de pós e pré-emergência, foram instalados dois experimentos em condições de campo e quatro em condições de casa de vegetação, na Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo, Departamento de Produção Vegetal, Piracicaba, S.P. O delineamento experimental foi de blocos casualizados para um experimento em campo e blocos casualizados no esquema fatorial para os demais. O manejo mecânico das diferentes vegetações...

Dinâmica populacional de plantas daninhas, desenvolvimento, estado nutricional e produção de citros em função da associação de adubos verdes, cobertura morta e herbicidas; Population dynamics of weeds, development, nutrition and citros production in function of association of cover crops, mulch and herbicides

Bremer Neto, Horst
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/01/2007 PT
Relevância na Pesquisa
36.8%
O presente trabalho teve o objetivo de avaliar os efeitos da vegetação intercalar composta por gramíneas e leguminosas perenes e da cobertura morta, obtida pelo manejo mecânico da vegetação intercalar, e herbicidas aplicados em pós-emergência, na linha da cultura, sobre a população de plantas daninhas, características químicas do solo, estado nutricional, desenvolvimento vegetativo e produção de citros. O experimento foi conduzido, durante as safras 2004/2005 e 2005/2006, na Fazenda São Judas, Lucianópolis - SP, em um pomar de laranja Pêra (Citrus sinensis (L.) Osbeck.), plantado em outubro de 2002. O delineamento utilizado foi o de blocos ao acaso, com parcelas subdivididas sendo 7 tratamentos e 2 subtratamentos, com 4 repetições. Os tratamentos foram: 1) vegetação intercalar de Brachiaria ruziziensis R. Germ. & Evrard, sem cobertura morta na linha da cultura; 2) vegetação intercalar de B. ruziziensis, com cobertura morta1 na linha da cultura; 3) vegetação intercalar de B. ruziziensis e Arachis pintoi Krap. & Greg com cobertura morta1 na linha da cultura; 4) vegetação intercalar de B. ruziziensis e Stylosantes spp. com cobertura morta1 na linha da cultura; 5) vegetação intercalar composta por Brachiaria plantagineacom cobertura morta1 na linha da cultura 6) vegetação intercalar de Arachis pintoi com cobertura morta1 na linha da cultura; 7) vegetação intercalar de estilosantes 'mineirão' (Stylosathes macrocephala (25%)...

Manejo da vegetação intercalar para obtenção de cobertura morta na cultura do abacateiro visando minimizar os danos causados por Phytophthora cinnamomi; Inter-row vegetation management for mulching avocados to minimize negative effects of Phytophthora cinnamomi

Santos, Nardélio Teixeira dos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/02/2014 PT
Relevância na Pesquisa
46.86%
Apesar das excelentes condições edafoclimáticas para a produção de abacates no Brasil, a cultura encontra limitações relacionadas à baixa produtividade e suscetibilidade à podridão da raiz causada por Phytophthora cinnamomi, a principal doença da cultura nas distintas regiões produtoras. A aplicação de coberturas naturais ao solo é uma das estratégias que visa o controle desta doença, e entre seus benefícios estão a maior disponibilidade de água e nutrientes, menor competição das plantas daninhas, melhoria da estrutura, porosidade e fertilidade do solo e melhor aspecto sanitário das plantas, por favorecer a formação de um ambiente supressivo ao desenvolvimento do patógeno, pelo aumento do sistema radicular e da população de microorganismos antagônicos. Todos estes benefícios das coberturas naturais, junto ao aporte de nutrientes após sua incorporação, favorecem indiretamente a produção e o crescimento dos frutos. O objetivo deste trabalho foi avaliar distintos manejos da vegetação intercalar em abacateiros 'Hass' visando à obtenção de coberturas naturais que, aplicadas ao solo, permitam minimizar a incidência da podridão radicular, promovendo melhorias no estado sanitário das plantas e na produção. Entre 2011 e 2013 foram avaliados cinco tratamentos: T1: ausência de vegetação intercalar...

Potencial de utilização de cobertura vegetal de sorgo e milheto na supressão de plantas daninhas em condição de campo : II - efeitos da cobertura morta; Potential of Sorghum and Pearl Millet Cover Crops in Weed Supression in the Field : II – Mulching Effect

Trezzi, Michelangelo Muzell; Vidal, Ribas Antonio
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.53%
A capacidade de supressão de plantas daninhas por culturas de cobertura é bastante conhecida e explorada, embora seja pouco pesquisada a importância relativa dos efeitos físicos e alelopáticos sobre esse fenômeno. Dois experimentos foram realizados a campo, em 1999/2000 e 2000/2001, na área experimental da Faculdade de Agronomia da UFRGS, no delineamento experimental em blocos ao acaso, com quatro repetições, objetivando determinar os efeitos da cobertura morta de plantas de sorgo e de milheto sobre a supressão de plantas daninhas. Nos dois anos de condução dos experimentos, os tratamentos resultaram de um fatorial, em que o fator A foi constituído pelos genótipos de sorgo RS 11, BR 601 e BR 304, representantes de três classes de produção de extratos radiculares hidrofóbicos em laboratório, pelo genótipo de milheto Comum RS e por uma testemunha sem culturas; e o fator B, constituído por níveis de palha de cada genótipo sobre o solo. Em 1999/2000, níveis de palha de sorgo de 1,3 t ha-1 foram suficientes para reduzir 50% das infestações de Brachiaria plantaginea (BRAPL) e Sida rhombifolia (SIDRH). Em 2000/2001, 4 t ha-1 de palha de sorgo ou milheto foram suficientes para reduzir 91, 96 e 59% da população total de SIDRH...

Alterações dos atributos químicos do solo e resposta da soja à cobertura vegetal e à calagem superficial na implantação do sistema de semeadura direta

Lima, Eduardo do Valle
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: x, 125 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
46.34%
Pós-graduação em Agronomia (Agricultura) - FCA; Estudaram-se as alterações dos atributos químicos no perfil do solo e a resposta da soja safrinha em função de diferentes coberturas vegetais, com e sem calagem superficial, na implantação do sistema de semeadura direta (SSD). O experimento foi conduzido no ano agrícola de 1999/2000, na Fazenda Experimental Lageado, da Faculdade de Ciências Agronômicas, Campus de Botucatu/UNESP, em NITOSSOLO VERMELHO Estruturado. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados em parcela subdividida, com quatro repetições. As parcelas de 6 m x 10 m, foram constituídas de sorgo de Guiné vermelho e branco (Sorghum bicolor), milheto (Pennisetum americanum), painço (Panicum dichotomiflorum), vegetação espontânea e sem vegetação. Aos 53 dias após a emergência (DAE), as coberturas vegetais foram dessecadas e acamadas, seguindo-se a aplicação superficial de 3,1 t ha-1 de calcário na metade de cada parcela, visando a elevação da saturação por bases (V%) a 70%. Após duas semana, realizou-se a semeadura direta da soja, cv. IAC-19, no início do período de outono-inverno (safrinha). Para as coberturas vegetais, foram avaliadas a produção de matéria seca (M.S.)...

Avaliação de discos de corte de semeadora-adubadora em diferentes quantidades de cobertura vegetal

Santos, Alessandro José Marques
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: ix, 56 f. : il. color, gráfs, tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
56.34%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Pós-graduação em Agronomia (Energia na Agricultura) - FCA; A qualidade e eficiência no corte da palha realizado pelos mecanismos de corte das semeadoras-adubadoras são elementos determinantes no processo de semeadura, em função da ocorrência de “embuchamentos” e de paradas, no afastamento da palhada ou mesmo no conhecido efeito do “envelopamento” da semente que ocasiona a deposição sobre a palha enterrada pelo mecanismo. Dessa forma, o objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho de diferentes mecanismos de corte de palha de uma semeadora-adubadora de maneira individualizada em diferentes quantidades de cobertura vegetal adicionadas artificialmente em um solo de textura argilosa. Para a realização do trabalho foi utilizado um dinamômetro (anel ortogonal), projetado, construído e calibrado numa célula de carga padrão. O experimento foi conduzido na Fazenda Experimental Lageado, pertencente à Faculdade de Ciências Agronômicas – Unesp de Botucatu. O delineamento experimental utilizado foi em parcelas subdivididas com quatro repetições, sendo as parcelas principais constituídas de cinco quantidades de palhada de aveia preta, adicionadas artificialmente ao solo em área conduzida em plantio direto e as subparcelas de três mecanismos de abertura de sulco...

Inventário da cobertura vegetal das fazendas Lageado e Edgardia - Botucatu SP - no período de 36 anos, com utilização de imagens de sensoriamento remoto

Deganutti, Roberto
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 170 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
56.49%
Pós-graduação em Agronomia (Energia na Agricultura) - FCA; A evolução tecnológica dos equipamentos de sensoriamento remoto apresenta atualmente uma velocidade altíssima. Os sensores instalados a bordo de satélites geram imagens cada vez mais apropriadas para levantamentos em escala detalhada, mas ainda longe de alcançar o nível de detalhe (íconos 1m) dos sistemas fotográficos, sistema este que por meio de fotografias aéreas se obtém imagens da superfície terrestre. Estas fotografias são obtidas com uma câmara especial calibrada de acordo com especificações cartográficas e posicionada na base do avião com filtros próprios para eliminação de névoa. Os filmes utilizados são normalmente pancromáticos. Os negativos resultantes tem a medida padrão de 23 cm por 23 cm. As fotos são verticais e sua escala depende da distância focal da câmara e da altura de vôo. Utilizando-se desta tecnologia o presente trabalho relata a coleta e separação dos materiais a serem utilizados, vasta revisão da literatura, pesquisa na Internet, e o desenvolvimento da fotointerpretação da cobertura vegetal da área estudada como os elementos pictoriais: textura, forma, tamanho e dimensões, área esta correspondente às Fazendas Lageado e Edgardia...

Decomposição de residuos de milho e atributos fisico-hidricos do solo sobre plantio direto em area cultivada com feijão irrigado na Região de Campinas, SP; Decomposition of waste maize and soil physical and hydic attributes on no-tillage in area with irrigated beans cultivated in Campinas, SP Region

Carolina Maria Sanchez Saenz
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/09/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.71%
A cobertura morta constitui um dos principais fatores para o êxito da produção agrícola em sistema plantio direto. Dentre as principais características buscadas, as plantas utilizadas como fonte de cobertura vegetal devem proteger o solo e melhorar seus atributos físicos, químicos e biológicos para a cultura subseqüente. Por isso, tem-se procurado a identificar sistemas de manejo do solo que favoreçam o aumento ou que mantenham a quantidade de cobertura morta sobre o solo. Portanto, o objetivo deste trabalho foi avaliar diferentes quantidades de cobertura morta do solo e doses de nitrogênio mineral depositadas sobre a superfície de um Latossolo Vermelho distroférrico, relacionando a decomposição com atributos físico-hídricos no sistema plantio direto com feijão irrigado. O ensaio foi conduzido no Campo Experimental da Faculdade de Engenharia Agrícola da UNICAMP, em Campinas, SP, no período de junho a setembro de 2007, em delineamento de blocos casualizados, com três repetições no esquema fatorial 3x4 (total de 12 tratamentos e 36 parcelas). As doses de nitrogênio foram ausência de N, 50 kg ha-1 e 120 kg ha-1 e as quantidades de cobertura morta foram ausência de palha, 4,0 Mg ha-1, 6,0 Mg ha-1 e 10,0 Mg ha-1. Os dados foram submetidos a análise de variância e comparação de médias pelo teste de Tukey com 5% de probabilidade pelo programa SAS. Os resultados mostram que nos tratamentos com aplicação de resíduos de milho na superfície do solo houve maior manutenção no teor de água no solo ao longo do ciclo da cultura. A decomposição do resíduo de milho foi semelhante em todos os tratamentos avaliados e não sofreu influência da aplicação de nitrogênio...

Comparação entre os métodos da transeção linear e fotográfico na avaliação de cobertura vegetal morta, sob dois métodos de preparo, após a colheita da soja

Alves,A. G. C.; Cogo,N. P.; Levien,R.
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/1998 PT
Relevância na Pesquisa
76.82%
A eficácia da cobertura vegetal morta no controle da erosão pode ser avaliada através de dois indicadores principais: a porcentagem de cobertura do solo pelos resíduos culturais e sua persistência sobre a superfície ao longo do tempo. O preparo do solo, por sua vez, pode exercer influência significativa sobre esses indicadores. O trabalho foi realizado no campo, no município de Eldorado do Sul, Depressão Central do Rio Grande do Sul. Avaliou-se a persistência da cobertura vegetal morta durante um período de pousio, que foi de maio de 1989 a abril de 1990, em sucessão à cultura da soja. Os resíduos dessa cultura foram manejados sem preparo, por escarificação e por gradagem. A porcentagem de cobertura do solo pelos resíduos culturais foi quantificada pelo método fotográfico e pelo da transeção linear. A cultura da soja produziu cobertura vegetal morta em pequena quantidade e de baixa durabilidade. A distribuição dos resíduos na superfície, sem preparo do solo, foi o tratamento que possibilitou melhor correlação (R²) entre os índices de cobertura obtidos pelos dois métodos testados. Nas áreas sob gradagem ou escarificação do solo, os índices de cobertura obtidos pelo método fotográfico foram superiores aos da transeção linear...

Lixiviação e imobilização de nitrogênio num nitossolo como variáveis da forma de aplicação da uréia e da palha de aveia

Ernani,P. R.; Sangoi,L.; Rampazzo,C.
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2002 PT
Relevância na Pesquisa
56.25%
A magnitude das reações do N no solo varia com as condições climáticas, características do solo, tipo de preparo, forma de aplicação dos fertilizantes nitrogenados e manejo da cobertura vegetal morta. O presente trabalho objetivou avaliar o efeito da forma de aplicação de nitrogênio e de resíduos de aveia preta na lixiviação e imobilização do N num Nitossolo Vermelho. Foram realizados dois experimentos, em casa de vegetação, nos quais se combinaram formas de aplicação de N (sem uréia, uréia incorporada ou aplicada sobre a superfície do solo) e de palha de aveia (sem palha, palha de aveia incorporada ou aplicada na superfície do solo). No experimento de lixiviação, testou-se também o efeito do pH do solo (5,5 e 7,0) e, no de imobilização, o efeito da época de semeadura (0, 30 ou 60 dias após adição da palha e do N). Aplicaram-se o equivalente a 4,0 Mg ha-1 de matéria seca de palha, nos dois experimentos, e 200 ou 100 kg ha-1 de N, respectivamente, no experimento de lixiviação ou imobilização, cujas quantidades foram calculadas com base na área da superfície do solo das unidades experimentais. A lixiviação foi quantificada por meio da percolação de água destilada, semanalmente, durante dez semanas...

Hidrogramas e sedimentogramas associados à erosão hídrica em solo cultivado com diferentes sequências culturais, com diferentes condições físicas na superfície

Portela,Jeane Cruz; Cogo,Neroli Pedro; Amaral,André Júlio do; Gilles,Luciléia; Bagatini,Tatiane; Chagas,Juliana Pardo; Portz,Gustavo
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2011 PT
Relevância na Pesquisa
46.26%
Estudos hidrossedimentológicos detalhados são de grande valia para o melhor entendimento e controle do processo de erosão hídrica e, por conseguinte, para se aprofundar a pesquisa no assunto e, assim, praticar a conservação do solo e da água de modo mais eficaz e duradouro. Considerando isso, realizou-se este trabalho com o objetivo de desenvolver hidrogramas (taxas instantâneas de descarga da enxurrada versus tempo) e sedimentogramas (concentrações instantâneas de sedimento na enxurrada e taxas instantâneas de perda de solo versus tempo) individualizados (cada repetição de tratamento), associados à erosão hídrica ocorrida em solo cultivado com diferentes sequências culturais (gramíneas e leguminosas de inverno e verão, implantadas em semeadura direta, nos modos de cultivo isolado e consorciado), com diferentes condições físicas na superfície (solo não mobilizado, solo recém-escarificado, solo previamente escarificado e solo recém-gradeado, com presença e ausência de crosta e de completa, pouca e nenhuma cobertura por resíduos culturais). O estudo foi desenvolvido em campo, na EEA/UFRGS, em Eldorado do Sul (RS), usando-se chuva simulada e um Argissolo Vermelho distrófico típico com textura franco-argiloarenosa na camada superficial e declividade média de 0...

EFEITO DA COBERTURA VEGETAL DO SOLO SOBRE A ABUNDÂNCIA E DIVERSIDADE DE INIMIGOS NATURAIS DE PRAGAS EM VINHEDOS

FADINI,MARCOS ANTÔNIO MATIELLO; REGINA,MURILLO DE ALBUQUERQUE; FRÁGUAS,JOSÉ CARLOS; LOUZADA,JULIO NEIL CASSA
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2001 PT
Relevância na Pesquisa
46.4%
O controle de pragas da videira no Brasil restringe-se basicamente ao uso de inseticidas, devido à inexistência de trabalhos que visem a complementar o manejo de pragas através de controle biológico. Neste trabalho, objetivou-se verificar o efeito de diferentes coberturas vegetais nas entrelinhas de plantio de videira sobre a abundância e diversidade de potenciais inimigos naturais de pragas da videira no município de Caldas, região Sul do Estado de Minas Gerais. Foram testadas sete diferentes coberturas de solo (aveia-preta, aveia-preta e ervilhaca, ervilhaca, cobertura morta, uso de herbicida, capina mecânica e mato roçado). A cobertura vegetal do solo influenciou tanto a diversidade quanto a abundância de inimigos naturais, sendo o consórcio de aveia-preta e ervilhaca, cultivadas simultaneamente, o tratamento que proporcionou maior diversidade e abundância de inimigos naturais. Assim, a cobertura vegetal do solo pode, potencialmente, ser um componente importante em programas de manejo integrado de pragas na cultura da videira.

Manejo mecânico e químico da aveia preta e sua influência sobre a taxa de decomposição e o controle de plantas daninhas em semeadura direta de milho

Araújo,Augusto G. de; Rodrigues,Benedito N.
Fonte: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas Publicador: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2000 PT
Relevância na Pesquisa
46.62%
A formação da cobertura vegetal morta sobre a superfície do solo constitui um dos principais requisitos da semeadura direta devido a seus efeitos alelopáticos e físicos, os quais proporcionam maior eficiência no controle de plantas daninhas. O objetivo do trabalho foi avaliar a influência de seis manejos da aveia preta sobre a taxa de decomposição do vegetal e a incidência de plantas daninhas, visando a formação de cobertura morta para semeadura direta de milho. Os sistemas avaliados foram: dessecação com sulfosate; dessecação seguida da rolagem; rolagem seguida da dessecação; rolagem exclusiva; trituração exclusiva e trituração seguida da dessecação. A eficiência no controle foi avaliada através da cobertura do solo por plantas daninhas aos 35 dias após a semeadura e pelo peso de plantas daninhas na colheita do milho. Houve diferenças significativas entre os manejos quanto à taxa de decomposição da aveia e o controle de plantas daninhas. Entretanto, os tratamentos com taxas diferenciadas de decomposição foram semelhantes em relação à eficiência do controle. Os tratamentos que se diferenciaram quanto ao controle de plantas daninhas foram a dessecação seguida do rolo-faca e o rolo-faca seguida da dessecação. A combinação dos manejos mecânico e químico não trouxe nenhum benefício em relação aos manejos exclusivos e os manejos mecânicos exclusivos foram iguais entre si.

Deposição efetiva do produto pulverizado sobre cobertura vegetal de aveia-preta por diferentes pontas de pulverização

Contiero,R.L.; Francischini,A.C.; Santos,G.; Ita,A.G.; Ruver,A.; Bucker,E.G.
Fonte: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas Publicador: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
46.31%
A cobertura vegetal que permanece no solo após a colheita beneficia as características físicas e químicas do solo. No entanto, essa palha torna-se uma barreira para a aplicação de herbicidas pré-emergentes, pois impede que eles atinjam o alvo. Nesses casos, a escolha ideal da ponta de pulverização, bem como o tamanho da gota, são imprescindíveis para o sucesso da aplicação. O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficiência de transposição do líquido pulverizado, dependente do tamanho de gotas, produzido por vários modelos de ponta de pulverização sobre diferentes densidades de palha de aveia-preta. O trabalho foi realizado em Maringá-PR. Foram utilizadas caixas tipo gerbox como unidades coletoras, cobertas por diferentes quantidades de palha de aveia. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, em esquema fatorial 8 x 7, sendo oito pontas de pulverização (leque e cone) e sete quantidades crescentes de palha de aveia-preta. O produto retido na superfície coletora foi colhido e mediu-se a absorbância. Os dados foram submetidos à análise de variância, e as médias, comparadas entre si por meio do teste de agrupamento Skott-Knott a 5% de probabilidade. Pode-se concluir que o tamanho das gotas é extremamente importante na transposição da palha de aveia. Gotas muito finas e muito grossas não conseguem transpor a barreira formada pela palha de maneira eficiente. Pontas de pulverização que produzem gotas de tamanho médio (CV-IA 02 e ST 02) apresentam volume de transposição maior do que o das demais...

Uso de cobertura morta vegetal no controle da umidade e temperatura do solo, na incidência de plantas invasoras e na produção da cenoura em cultivo de verão

Resende,Francisco Vilela; Souza,Luciano Soares de; Oliveira,Paulo Sérgio Rabello de; Gualberto,Ronan
Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2005 PT
Relevância na Pesquisa
36.8%
Avaliaram-se os efeitos de diferentes tipos de cobertura morta de solo de origem vegetal sobre o crescimento, controle de plantas daninhas, produtividade e regime hidrotérmico do solo no cultivo da cenoura, cultivar Brasília, em um experimento conduzido no período de setembro a dezembro de 1998, em Marília, SP. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados, com cinco tratamentos e quatro repetições em parcelas de 2 m². Estudou-se os seguintes tipos de cobertura: serragem de madeira, casca de arroz, maravalha (raspa de madeira), capim seco (Cynodon spp.) e controle (solo sem cobertura morta). A utilização da cobertura morta de solo mostrou-se como uma prática vantajosa para o cultivo de verão da cenoura, reduziu a temperatura em até 3,5ºC, aumentou a retenção de umidade do solo em até 2,3% em relação ao controle e melhorou o desenvolvimento das plantas de cenoura. Houve menor incidência de plantas daninhas com o uso de maravalha e capim seco que, juntamente com a serragem também aumentaram o número de plantas colhidas. Entre os tipos de cobertura morta utilizados, a casca de arroz e a maravalha se destacaram em relação ao solo descoberto como os materiais que proporcionaram maior produtividade (112...

Influência da adubação e da cobertura morta na produtividade e no teor de flavonóides de Calendula officinalis L. (Asteraceae)

Borella,J.C; Ribeiro,N.S; Freato,A.M.R; Mazzo,K.F; Barbosa,D.M
Fonte: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais Publicador: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.87%
Desenvolveu-se ensaio de cultivo de Calendula officinalis, variando-se os tipos de adubação e utilização de cobertura morta na observação da produção de inflorescências, droga vegetal e quantificação dos flavonóides presentes nestes materiais.O delineamento experimental adotado foi de blocos casualizados com 3 repetições, em arranjo fatorial de 3 x 2, constituído de seis tratamentos, sendo 1. adubação química (100 kg de N ha-1 + 50 kg de P ha-1); 2. adubação química + cobertura morta (grama seca - Paspalum notatum); 3. adubação orgânica (esterco bovino curtido 50 t ha-1); 4. adubação orgânica + cobertura morta; 5. sem adubação química ou orgânica + cobertura morta; 6. sem adubação química ou orgânica e sem cobertura morta (testemunha). Os resultados de número capítulos produzidos, massa seca das inflorescências e massa da droga vegetal foram totalizados após cinco meses do plantio. A quantificação de flavonóides foi realizada através de método espectrofotométrico. Os dados foram analisados estatisticamente (ANOVA/Teste Tukey-Kramer-5%) e mostraram diferenças significativas (70% superior) no número de inflorescências, massa seca das inflorescências e massa da droga vegetal entre o tratamento com adubação orgânica (3) e os tratamentos sem adubação química ou orgânica com cobertura morta (5) e o testemunha (6). As demais comparações...

Avaliacao de modelos para previsao da infiltracao de agua em solos sob cerrado.

SILVA, C. L. da; KATO, E.
Fonte: Pesquisa Agropecuaria Brasileira, Brasilia, v.33, n.7, p.1149-58, jul, 1998. Publicador: Pesquisa Agropecuaria Brasileira, Brasilia, v.33, n.7, p.1149-58, jul, 1998.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.53%
Os objetivos deste trabalho foram testar sob condicoes de solo nu e com cobertura vegetal morta o modelo de GAML,e apresentar a ideia de velocidade de infiltracao basica variavel em funcao da energia cinetica das chuvas, a ser aplicada no modelo original de Green-Ampt no caso de solo nu. Usaram-se dez infiltrometros e um simulador de chuvas, instalados em Latossolo Vermelho-Amarelo da Fazenda Agua Limpa, Distrito Federal. Comparando os resultaods encontrados nos testes de campo com os simulados, verificou-se que o modelo GAML, simulou bem os valores de velocidade de infiltracao e de infiltracao acumulada nos infiltrometros com cobertura vegetal, poram na condicao de solo nu as simulacoes foram prejudicadas. Verificou-se tambem que em condicoes de solo nu a proposta de adotar a velocidade de infiltracao basica variavel em funcao do selamento superficial melhorou a performance do modelo de Green-Ampt, em comparacao com o modelo GAML na previsao da infiltracao de agua.; 1998

Uso de cobertura morta vegetal no controle da umidade e temperatura do solo, na incidência de plantas invasoras e na produção da cenoura em cultivo de verão

Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
PT
Relevância na Pesquisa
36.8%
Avaliaram-se os efeitos de diferentes tipos de cobertura morta de solo de origem vegetal sobre o crescimento, controle de plantas daninhas, produtividade e regime hidrotérmico do solo no cultivo da cenoura, cultivar Brasília, em um experimento conduzido no período de setembro a dezembro de 1998, em Marília, SP. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados, com cinco tratamentos e quatro repetições em parcelas de 2 m². Estudou-se os seguintes tipos de cobertura: serragem de madeira, casca de arroz, maravalha (raspa de madeira), capim seco (Cynodon spp.) e controle (solo sem cobertura morta). A utilização da cobertura morta de solo mostrou-se como uma prática vantajosa para o cultivo de verão da cenoura, reduziu a temperatura em até 3,5ºC, aumentou a retenção de umidade do solo em até 2,3% em relação ao controle e melhorou o desenvolvimento das plantas de cenoura. Houve menor incidência de plantas daninhas com o uso de maravalha e capim seco que, juntamente com a serragem também aumentaram o número de plantas colhidas. Entre os tipos de cobertura morta utilizados, a casca de arroz e a maravalha se destacaram em relação ao solo descoberto como os materiais que proporcionaram maior produtividade (112...

Cobertura morta e umidade do solo na cultura de feijoeiro irrigado em sistema plantio direto; Mulching and soil moisture in irrigated bean crop under no-tillage system

Francisca Franciana Sousa Pereira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/02/2011 PT
Relevância na Pesquisa
46.81%
O uso de cobertura morta sobre a superfície do solo tem sido um componente da agricultura sustentável, pois possibilita melhores condições de conservação da umidade para o crescimento e o desenvolvimento das culturas, reduzindo os efeitos adversos decorrentes da falta de chuva. Para o feijoeiro, que é pouco tolerante ao déficit hídrico severo, a utilização da cobertura vegetal juntamente com a tecnologia da irrigação conduzida de forma racional, proporciona bons rendimentos com menor desperdício de água no ciclo da cultura. Neste contexto, o presente trabalho teve por objetivo avaliar a influência da quantidade e o grau de decomposição da cobertura morta de milho no ciclo do feijoeiro irrigado, na retenção de água e sua disponibilidade para a produção da cultura em sistema plantio direto. Para tanto, um ensaio foi conduzido no campo experimental da Faculdade de Engenharia Agrícola (FEAGRI) da UNICAMP, no período de junho a setembro de 2010. O delineamento experimental foi em esquema fatorial em blocos inteiramente casualizados, compreendendo nove tratamentos: três lâminas de irrigação (0, 50 e 100% da evapotranspiração da cultura) e três coberturas (0,0, 6,0, e 12,0 Mg 'ha POT. -1') com três repetições. Para análise dos parâmetros biométricos das plantas...

ESTIMATIVA DO FATOR "C" DA EUPS PARA COBERTURA MORTADE RESÍDUOS VEGETAIS DE ORIGEM URBANA PARA AS CONDIÇÕES DE SÃO CARLOS (SP, BRASIL)

Da Silva,Alexandre Marco; Edmar Schulz,Harry
Fonte: ASOCIACIÓN INTERCIENCIA Publicador: ASOCIACIÓN INTERCIENCIA
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2001 PT
Relevância na Pesquisa
76.6%
Neste trabalho estima-se o valor do fator C da Equação Universal de Perda de Solo para uma cobertura vegetal morta formada de resíduos de podas de praças e ruas, dispostos superficialmente sobre um Latossolo Vermelho-Amarelo fase arenosa, localizado no município de Itirapina (SP). O período considerado para análise é de 1o de janeiro a 31 de março de 1996. O valor estimado do fator C para o período de estudo foi 0,075. Conclui-se que o material demostrou eficiência satisfatória para uso como material de controle da erosão. São necessários estudos complementares para otimizar o uso da cobertura morta como controlador da erosão e como adubo orgânico e sistematização do estudo conjunto com a determinação do fator C.