Página 1 dos resultados de 564 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Climacteric, physically active women ingesting their routine diet oxidize more carbohydrates than lipids

SANTOS, R. D. S.; SUEN, V. M. M.; IANNETTA, O.; MARCHINI, J. S.
Fonte: INFORMA HEALTHCARE Publicador: INFORMA HEALTHCARE
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
37.5%
Objective To investigate the influence of a routine Brazilian diet on the rate of oxidation of energy substrates in climacteric, obese women, who came to the outpatient clinic of the Hospital of the School of Medicine of Ribeirao Preto (HCFMRP-USP). Methods Subjects were recruited from outpatients at the Climacteric Clinic of the HCFMRP-USP, who were aged between 39 and 65 years and who voluntarily agreed to participate in this study. They were submitted to anthropometric measurements and indirect calorimetry for resting energy expenditure and substrate oxidation rate determination. Results The carbohydrate oxidation in the group of climacteric, obese women showed a significant positive correlation between energy consumption at rest and ingestion of carbohydrates (in grams); the subjects` rate of lipid intake showed a significant negative correlation with their body mass index, waist circumference, and daily total caloric intake. Conclusion Carbohydrate intake and carbohydrate oxidation rate may contribute to weight gain in climacteric women.; Fundacao de Amparo a Pesquisa do Estado de Sao Paulo (FAPESP)

"Depressão em mulheres no climatério" ; Depression in the women in Climacteric

Nievas, Andréia Fernanda
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/07/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.65%
Os sintomas psicológicos apresentados pela mulher, na fase do climatério, vem sendo estudados desde o século XIX, dando-se destaque para a presença de sintomas depressivos. A expectativa de vida das mulheres vem aumentando e é possível dizer que elas viverão um terço de sua vida após a menopausa. A saúde mental e a qualidade de vida merecem especial atenção para que as mulheres possam viver de maneira tão saudável quanto possível a fase do climatério. Para entender um pouco mais a dinâmica entre sintomas depressivos e contexto biopsicossocial dessas mulheres nos propusemos a realizar este estudo. Objetivos: caracterizar o grupo de mulheres na fase do climatério e identificar a presença de sintomatologia sugestiva de depressão, analisando os indicadores biopsicossociais relacionados. Metodologia: A pesquisa foi realizada com 30 mulheres que freqüentaram pela primeira vez o Ambulatório Multidisciplinar do Climatério do HCFMRP-USP no período de novembro de 2003 a dezembro de 2004. Foram aplicados dois questionários durante a entrevista: a) Identificação e Contexto da Mulher no Climatério (ICMC) e b)Inventário de Beck. Os dados foram analisados estatisticamente por análise bi-variada e multivariada. Resultados: Os dados evidenciaram que a presença de sintomas sugestivos de depressão estavam aumentados entre as mulheres na faixa etária de 40 a 49 anos...

Fatores associados ao risco cardiovascular em mulheres no climatério; Cardiovascular disease risk and associated factors in climacteric women.

França, Ana Paula
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.42%
Objetivo: identificar o risco cardiovascular (RCV) e sua associação com fase do climatério, idade, grau de instrução, paridade, nível de atividade física, hábito de fumar e terapia hormonal da menopausa, em mulheres de 40 a 65 anos atendidas em ambulatórios públicos da cidade de São Paulo. Métodos: as variáveis dependentes foram RCV segundo obesidade global, identificada pelo índice de massa corporal (IMC) e pelo percentual de gordura corporal (%GC), e RCV segundo obesidade abdominal, identificada pela relação cintura/quadril (RCQ) e pela circunferência da cintura (CC). A variável explanatória principal foi fase do climatério e as variáveis de controle foram: idade, grau de instrução, paridade, nível de atividade física, hábito de fumar e terapia hormonal da menopausa (THM). As análises de regressão logística múltipla foram executadas no programa STATA 9.0, utilizando o processo "stepwise". Resultados: constatou-se RCV aumentado, segundo obesidade global, em 32,0% (IMC) e 24,7% (%GC) das mulheres; e, segundo obesidade abdominal em 49,0% (RCQ) e 64,0% (CC) das mulheres. Nos modelos finais, permaneceram associadas ao RCV aumentado, segundo obesidade global (IMC): fase do climatério, nível de atividade física...

Disfunção temporomandibular em mulheres climatéricas: sensibilidade dolorosa, risco oferecido pela massa óssea sistêmica e diagnóstico feito pelo RDC/TMD comparado à ressonância magnética (3,0 Tesla); Temporomandibular disorders in climacteric women: pain sensibility, risk posed by systemic bone mass and diagnostic made by RDC/TMD compared to MRI (3.0 Tesla)

Galhardo, Alessandra Pucci Mantelli
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/04/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.31%
O aumento da expectativa de vida tem despertado o interesse de pesquisas, com o intuito de proporcionar um envelhecimento saudável e de qualidade. Segundo dados do último censo realizado pelo IBGE em 2010, a população brasileira é composta por 97.342.162 mulheres, das quais se estima que cerca de 30 milhões estejam entre os 40 e 65 anos de idade, período que inclui o climatério. Portanto, condições clínicas como a osteoporose se tornam relevantes, tanto sob o ponto de vista de política de saúde pública, quanto em relação ao aspecto social, por comprometer a qualidade de vida. As mulheres também sofrem mais por disfunção temporomandibular (DTM) do que os homens, sendo que o início desse quadro se dá a partir da puberdade, com picos durante o período reprodutivo e remissão após a menopausa. O envolvimento dos hormônios sexuais femininos na osteoporose já está bem definido, porém sua participação na DTM ainda é motivo de controvérsias. Assim, esse trabalho se propôs a investigar o papel da massa óssea sistêmica de mulheres climatéricas como fator de risco para DTM articular, bem como o comportamento da dor por DTM nos períodos da transição para menopausa (entre 48 e 55 anos), pós-menopausa (de 56 a 65 anos) e senescência (de 65 a 70 anos). Para tanto...

Mulher climatérica e doença arterial coronariana: desvelando sentidos e significados; Climacteric woman with coronary artery disease: uncovering meanings and significance

Silva, Liscia Divana Carvalho
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/08/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.42%
Esta pesquisa de abordagem quali-quantitativa objetivou compreender o significado atribuído pelas mulheres climatéricas à doença arterial coronariana (DAC), analisando a relação que elas estabelecem na vivência com tais episódios (climatério e DAC). O referencial teórico-metodológico utilizado na análise da pesquisa foi o interacionismo simbólico, respaldado no método de análise de conteúdo. Na fase quantitativa, utilizou- se como instrumento de coleta de dados a Escala de Avaliação da Menopausa (MRS) com quarenta (40) mulheres; dessas 40 mulheres participaram da fase qualitativa, a técnica de grupos focais, vinte e cinco (25) mulheres. A pesquisa foi realizada no Ambulatório de Cardiologia do Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão. A idade média das mulheres foi de 58 anos, menopausa aos 45 anos; a maioria com baixa escolaridade, exercia atividades do lar; somente uma (01) fora usuária de terapia hormonal. Os sintomas mais frequentes relatados foram: ansiedade, mal estar no coração, irritabilidade, problemas musculares e nas articulações. Os sintomas mais intensos, entretanto, foram os problemas musculares e nas articulações, ansiedade, mal estar no coração, esgotamento físico e mental. Ao referirem o significado do climatério e menopausa...

Health status profile of climacteric women

Santos, Roberta D.S.; Carvalho, Flávia G.D.; Lima, Tatiana P.; Viegas, Riana L.; Faria, Angélica; Suen, Vivian M.M.; Navarro, Anderson M.; Iannetta, Renata; Nonino, Carla B.; Marchini, Julio S.; Iannetta, Odilon
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 310-317
ENG; POR
Relevância na Pesquisa
37.31%
Study design: Retrospective analysis of medical records. Purpose: This study aimed to determine the prevalence of obesity, diabetes mellitus, hypertension and dyslipidemia in a group of climacteric women. Methods: Study of the first patients treated at the Menopause Clinic (ACLI), Department of Obstetrics and Gynecology, School of Medicine of Ribeirão Preto (USP), from 1983 to 2007. Data on weight, height, BMI, biological group, diagnosis of hypertension, diabetes and dyslipidemia was collected from February/2008 until April/2008. Results: From 1983 until 2007, 400 patients were followed up, and 272 had their records registered. Of these 272 patients, 628 were selected queries, and therefore, on average, each woman had three returns. Women over the age of 29 and maximum of 80 years and median BMI above 25kg/m2. The prevalence of diabetes, hypertension and dyslipidemia was respectively 32%, 68% and 54%. The prevalence of NCDs and BMI was higher for the later groups. Conclusion: Climacteric women treated at a hospital level care center showed a worsening of the BMI and the prevalence of noncommunicable chronic diseases over time, which is urging a closer look at health professionals in this population group.

Prevalência de sintomas do climatério em mulheres dos meios rural e urbano no Rio Grande do Norte, Brasil; Prevalence of climacteric symptoms in women living in rural and urban areas of Rio Grande do Norte, Brazil

Silveira, Inavan Lopes da; Petronilo, Patrícia Arboés; Souza, Maxwell de Oliveira; Silva, Thiago Demétrio Nogueira Costa e; Duarte, João Marcelo Brasil Pinheiro; Maranhão, Técia Maria de Oliveira; Azevedo, George Dantas de
Fonte: Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia Publicador: Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.65%
OBJETIVO: avaliar a sintomatologia climatérica e fatores relacionados entre mulheres dos meios urbano e rural do Rio Grande do Norte. MÉTODOS: estudo transversal, descritivo, envolvendo casuística de 261 mulheres climatéricas residentes em Natal e Mossoró (grupo urbano; n=130) e Uruaçu, em São Gonçalo do Amarante (grupo rural; n=131). A sintomatologia climatérica foi avaliada pelo Índice Menopausal de Blatt-Kupperman (IMBK) e Escala Climatérica de Greene (ECG). A análise estatística constou de comparações das medianas dos escores entre os grupos e regressão logística. Defi niram-se como “muito sintomáticas” as pacientes com escores ≥20, para ambos instrumentos (variável dependente). As variáveis independentes foram: idade, procedência, alfabetização, obesidade e prática de atividade física. RESULTADOS: o grupo urbano apresentou escores signifi cativamente superiores ao grupo rural, tanto para o IMBK (medianas de 26,0 e 17,0, respectivamente; p<0,0001), quanto para a ECG (medianas de 27,0 e 16,0, respectivamente; p<0,0001). Na amostra total, evidenciou-se que 56,3% (n=147) das mulheres foram classifi cadas como “muito sintomáticas”. Na comparação intergrupos, essa prevalência foi signifi cativamente mais elevada nas mulheres urbanas em relação às rurais (79...

Atenção à mulher no climatério realizada por profissionais da estratégia da saúde da família; Service to climacteric women by professionals using the family health strategy

Pereira, Angela Bete Severino
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Ensino na Saúde (FM); Faculdade de Medicina - FM (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Ensino na Saúde (FM); Faculdade de Medicina - FM (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.71%
Introduction: The climacteric period is the transitional period between reproductive and non-reproductive life in women. Clinical evaluation of women during the climacteric period should be dictated by their health situation and possible difficulties endemic to this time, and involve a cross functional team. Healthcare includes both promotion of health and disease prevention. Objective: To evaluate the care provided to women during the climacteric period by health professionals using the Family Health Strategy. Methods: A descriptive, cross-sectional, exploratory study conducted among university educated health professionals using the Family Health Strategy (FHS) in the East Healthcare District of Goiania, Goias, Brazil. Data were collected through a questionnaire. This data collection instrument was previously assessed by experts and underwent pilot testing. All stages of the study were developed in accordance with the guidelines and regulations of Brazilian National Council on Health Resolution no. 466/2012. Data were processed using the Statistical Package for the Social Sciences using descriptive statistics and presented in tables and figures. Results: Participants included 57 (75.0%) university educated health professionals who work in the FHS. Many of the healthcare professionals reported that there are differences between the climacteric period and menopause...

Characterisation of ethylene pathway components in non-climacteric capsicum

Aizat, W.; Able, J.; Stangoulis, J.; Able, A.
Fonte: BioMed Central Ltd. Publicador: BioMed Central Ltd.
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2013 EN
Relevância na Pesquisa
37.73%
Background: Climacteric fruit exhibit high ethylene and respiration levels during ripening but these levels are limited in non-climacteric fruit. Even though capsicum is in the same family as the well-characterised climacteric tomato (Solanaceae), it is non-climacteric and does not ripen normally in response to ethylene or if harvested when mature green. However, ripening progresses normally in capsicum fruit when they are harvested during or after what is called the ‘Breaker stage’. Whether ethylene, and components of the ethylene pathway such as 1-aminocyclopropane 1-carboxylate (ACC) oxidase (ACO), ACC synthase (ACS) and the ethylene receptor (ETR), contribute to non-climacteric ripening in capsicum has not been studied in detail. To elucidate the behaviour of ethylene pathway components in capsicum during ripening, further analysis is therefore needed. The effects of ethylene or inhibitors of ethylene perception, such as 1-methylcyclopropene, on capsicum fruit ripening and the ethylene pathway components may also shed some light on the role of ethylene in non-climacteric ripening. Results: The expression of several isoforms of ACO, ACS and ETR were limited during capsicum ripening except one ACO isoform (CaACO4). ACS activity and ACC content were also low in capsicum despite the increase in ACO activity during the onset of ripening. Ethylene did not stimulate capsicum ripening but 1-methylcyclopropene treatment delayed the ripening of Breaker-harvested fruit. Some of the ACO...

Cuidados integrales a la mujer en edad climatérica; Comprehensive care to women in climacteric age

Pérez San Emeterio, Alejandro
Fonte: Universidade de Cantabria Publicador: Universidade de Cantabria
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
SPA
Relevância na Pesquisa
37.31%
El climaterio es el periodo de duración variable, que aparece en las mujeres entre los 45 y 64 años, y que se caracteriza por la transición entre la etapa reproductiva y no reproductiva de la mujer. Dicha etapa puede estar acompañada de importantes cambios físicos, psicológicos y sociales, que en ocasiones condicionan un deterioro de la calidad de vida de la mujer, tales como sofocos, atrofia urogenital, ansiedad, irritabilidad etc. El acontecimiento fundamental del climaterio es la menopausia, definida como el cese permanente de la menstruación debida a la pérdida de la actividad folicular ovárica tras un periodo de doce meses de amenorrea y las alteraciones en el equilibrio hormonal que lo acompañan. Este trabajo es una revisión bibliográfica sobre los cuidados de enfermería recomendados en ésta etapa y el impacto que tienen en la salud de las mujeres. Éstos cuidados están dirigidos al fomento de hábitos de vida saludables, tales como realizar actividad física regular y adaptada a las características de la mujer, alimentación equilibrada, el no uso de sustancias tóxicas, y otras recomendaciones específicas para algunos síntomas. Por último, se revisa el tratamiento farmacológico disponible, analizando las indicaciones...

Incontinência urinária no climatério: prevalência, fatores associados e impacto na qualidade de vida; Urinary incontinence in climacteric: prevalence, associated factors andthe impact on quality of life.

Dellú, Máyra Cecilia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/08/2015 PT
Relevância na Pesquisa
37.31%
Introdução - A saúde da mulher no climatério tem sido amplamente investigada e discutida, não só pelas repercussões clínicas que afetam a vida das mulheres, mas também pelo significativo impacto para a saúde pública. A literatura brasileira é escassa em inquéritos populacionais sobre a incontinência urinária (IU) no climatério que, apesar de não expor as mulheres a risco, promove significativo impacto sobre a qualidade de vida que pode estender-se para as atividades da vida diária, prática de exercício, função sexual e relações interpessoais. Objetivo - Estimar a prevalência e identificar os possíveis fatores associados à IU e ao impacto da perda urinária em mulheres climatéricas. Método - Por meio de amostragem aleatória estratificada foram selecionadas 1200 mulheres, entre 35 a 72 anos, cadastradas na Estratégia de Saúde da Família do município de Pindamonhangaba - SP, 2014. As variáveis dependentes foram a IU e o impacto da perda urinária - pesquisadas por meio do ICIQ-SF e KHQ - e as independentes - fatores epidemiológicos e clínicos - investigadas por meio de inquérito populacional, medidas antropométricas, coleta de sangue e urina. Resultados - Participaram do estudo 998 mulheres com média de 51...

Sleep disorders in climacteric women

Teixeira de Araujo Moraes, Sandra Dircinha; da Fonseca, Angela Maggio; de Moraes, Eli Mendes; Bagnoli, Vicente Renato; Schlechta Portella, Caio Fabio; Abreu, Luiz Carlos; Baracat, Edmundo Chada
Fonte: DRUNPP-SARAJEVO; SARAJEVO Publicador: DRUNPP-SARAJEVO; SARAJEVO
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
37.77%
Introduction: This paper examines the various factors that contribute to the occurrence of sleep alterations during peri and post climacteric and thus produce significant imperil to women's quality of life. Among the probable causes of insomnia or sleep disorders associated to climacteric stand out the occurrence of vasomotor symptoms, depressive state and respiratory distress during sleep, such as sleep apnea, along with chronic pain, although psychosocial factors related to the climacteric bear major influence on such clinical status. Method: The bibliographic analysis was carried out using several electronic data base namely: Cochrane, Medline, Embase, Bni Plus, Biological Abstracts, Psycinfo, Web Of Science, Sigle, Dissertation Abstracts and ZETOC published in English, Spanish and Poruguese. The key terms used were: sleep, REM sleep, slow wave sleep polysomnography; electroencephalogram; sleep disturbances; disturbances of sleep onset and maintenance; excessive somnolence disturbances; climacteric; menopause; depression; neurobiology; biologic models; circadian rhythm; mental health and epidemiology. Case studies and letters to the editor were excluded. The summaries of the identified studies found in the data base were analyzed and assessed...

A mulher coronariopata no climatério após a menopausa: implicações na qualidade de vida.; The post menopausal climacteric woman with coronary artery disease: implications to quality of life.

Favarato, Maria Elenita Corrêa de Sampaio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/10/2000 PT
Relevância na Pesquisa
37.31%
O climatério, período da vida da mulher situado entre os 35 e 65 anos, constitui uma transição entre a fase reprodutiva e a não reprodutiva. Diversas mudanças fazem parte desse período, como a menopausa, alteração da estética física, nos aspectos psicológicos e sociais. No climatério há perda da proteção do estrogênio, ocorrendo aumento significativo na incidência de doenças cardiovasculares, que, após algumas décadas, alcança aquela observada homens. A cardiopatia pode promover um comprometimento global do indivíduo afetando-o, também, nos segmentos afetivo-emocional e social. A sobreposição de duas situações que envolvem importantes aspectos psicossociais - o fim do período reprodutivo e a presença da doença cardiovascular - pode interferir negativamente na qualidade de vida dessas mulheres. O presente estudo avaliou a qualidade de vida em mulheres com doença isquêmica do coração no climatério após a menopausa. O estudo incluiu 100 mulheres após a menopausa, sendo 50 portadoras de doença arterial coronária (DAC) em seguimento no Instituto do Coração (InCor) HC-FMUSP e 50 que não apresentavam doenças associadas (grupo controle) atendidas no Centro de Saúde Escola Geraldo de Paula Souza da FSP - USP. A qualidade de vida foi avaliada mediante a utilização de dois instrumentos: uma entrevista estruturada e a aplicação do questionário genérico de avaliação de qualidade de vida ( SF - 36 ). Os grupos eram homogêneos em relação à idade da última menstruação: 49 ±3...

"Vivenciando o climatério: o corpo em seu percurso existencial à luz da fenomenologia" ; Experiencing the climacteric: the body in its existential course under the light of the phenomenology.

Gonçalves, Roselane
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/08/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.5%
Buscando compreender a vivência do climatério realizei pesquisa qualitativa de abordagem fenomenológica. As entrevistas foram realizadas com sete mulheres, entre 48 e 55 anos de idade, que apresentaram menopausa espontânea. Para desvelar a essência do fenômeno ser mulher vivenciando o climatério elaborei a questão norteadora: Fale-me, como é para você estar vivenciando o climatério? Dos depoimentos emergiram as Unificações Ontológicas: percebendo mudanças no seu corpo, vivenciando sentimentos de ambigüidade, conscientizando-se do mundo por meio do corpo no tempo e no espaço, refletindo sobre a sexualidade e reconhecendo novas maneiras de co-existir no mundo, que foram analisadas e interpretadas à luz do referencial teórico filosófico de Maurice Merleau-Ponty. Os resultados do estudo culminaram na elaboração de pressupostos para a pesquisa, o ensino e a assistência à mulher climatérica, que vão além do biológico, contemplando a dimensão humana existencial. UNITERMOS:Assistência de enfermagem. Climatério. Menopausa. Meia-idade. Saúde da mulher. Fenomenologia. ; Trying to understand the climacteric experience, I have accomplished qualitative survey of phenomenological approach. The interviews were accomplished with seven women...

Climacteric complaints among very low-income women from a tropical region of Brazil

Medeiros,Sebastião Freitas de; Medeiros,Márcia Marly Winck Yamamoto de; Oliveira,Vivaldo Naves de
Fonte: Associação Paulista de Medicina - APM Publicador: Associação Paulista de Medicina - APM
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2006 EN
Relevância na Pesquisa
37.5%
CONTEXT AND OBJECTIVE: Climacteric symptoms may vary between different countries and cultures. Socioeconomic factors and climate may be implicated. The aim of this study was to identify climacteric symptomatology among very low-income Brazilian women, living in a hot and humid region. DESIGN AND SETTING: This cross-sectional population-based study was conducted in Cuiabá, at Júlio Müller University Hospital, a tertiary institution. METHODS: The study enrolled 354 climacteric women. The variables analyzed were social class, symptomatology and abnormal concurrent conditions. The study was approved by the hospital's research ethics committee. RESULTS: Sixty-five percent of the participants (232/354) were very poor and had had little schooling. The number of symptoms per woman was 8.0 ± 5.7. Hot flushes, nervousness, forgetfulness and fatigue were each found in nearly 60.0%. Tearfulness, depression, melancholy and insomnia were also frequent. Sexual problems were reported by 25%. The most relevant concurrent abnormal conditions reported were hypertension (33.9%), obesity (26.5%), arthritis/arthrosis (15.0%) and diabetes mellitus (9.6%). Hot flushes were associated with tearfulness, nervousness and forgetfulness. CONCLUSION: Brazilian climacteric women of low income and low schooling present multiple symptoms. Vasomotor and psychosexual symptoms were the most prevalent disorders. Hot flushes were associated with nervousness...

Climacteric symptoms in Quechua and Mestizo women from the Andean region of Cusco, Peru: Effects of altitude and ethnicity

Vallejo, María Soledad; Blumel Méndez, Juan Enrique; Lavín Acevedo, Pablo Alejandro; Ojeda, Eliana
Fonte: Elsevier Publicador: Elsevier
Tipo: Artículo de revista
EN
Relevância na Pesquisa
37.61%
Artículo de publicación ISI; Background Latin-American women present a greater severity of climacteric symptoms than women from other parts of the world. Previous studies suggest that this could be due to either its Amerindian crossbreeding or the altitude in which a huge proportion of the Latin-American population lives. Objective To answer this question, climacteric symptoms between Peruvian women (“Hispanic-Mestizas” and “Quechuas”) living in similar altitude (around 3000 MASL) were compared. Method This is a cross sectional descriptive study of healthy women of 40–59 years of age living in Departamento de El Cusco, Peru. Using the MRS questionnaire climacteric symptoms were assessed in 395 “Hispanic-Mestizas” (Quechua-Spaniard breeding) and 376 pure “Quechuas”. Results The “Quechuas” compared with “Hispanic-Mestizas” have comparable similar age, but less: obesity, schooling years, cigarette smoking, use of hormonal therapy, diabetes and hypertension; and a greater: proportion of postmenopausal women and number of children. “Quechuas” showed a greater prevalence in ten of the eleven symptoms evaluated by the MRS scale, except for insomnia. The total MRS score was 14.54 ± 7.51 vs. 9.87 ± 6.26 (p < 0.0001)...

Is the Menopause Rating Scale accurate for diagnosing sexual dysfunction among climacteric women?

Blümel, Juan E.; Fuenzalida, Andrea; Prado, Monica del; Flores, Daniel; Peter, Chedraui; Figueroa, Rodrigo; Jara, Daniela
Fonte: Elsevier Publicador: Elsevier
Tipo: Artículo de revista
EN
Relevância na Pesquisa
37.31%
Background: Although several tools have been designed to assess quality of life (QoL) among middle-aged women their capacity to specifically assess sexual dysfunction (SD) remains uncertain. Moreover, if SD impairs QoL within this population, then sexual assessment becomes a key issue. Objectives: To evaluate the accuracy of the Menopause Rating Scale (MRS) in diagnosing SD among climacteric women. Methods: In this cross-sectional study 370womenaged 40–59 years filled out theMRSand the Female Sexual Functioning Index (FSFI) simultaneously. SD among surveyed women was defined as those obtaining a total FSFI score of ≤26.55. A receiver-operator curve (ROC) was used to plot and measure the diagnostic accuracy of one MRS item (item 8, assessing sexual problems) using the FSFI total score as a gold standard. Results: Mean age of surveyed women was 49.3±5.8 years. A 56.5% of them were married, 44.3% were postmenopausal, 66.8% were sexually active and 57% had SD (FSFI total score ≤26.55). ROC curve determined a score ≥1 in the MRS item 8 as a cut-off value for discriminating women with SD (78% sensitivity and 62% specificity with an area below the curve of 0.70 Swett). Conclusions: The MRS was moderately accurate for diagnosing SD among climacteric women. More research is warranted in this regard.

Descrição de uma intervenção psicológica com mulheres no climatério; Description of a psychological intervention for women in the climacteric

Netto, Jaqueline Rodrigues da Cunha; Gorayeb, Ricardo
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/2005 POR
Relevância na Pesquisa
37.31%
Este artigo visa descrever e analisar as técnicas de grupo utilizadas numa intervenção psicológica, com os objetivos de informar, de apoiar e de preparar psicologicamente mulheres de meia-idade sobre a fase do climatério. A intervenção foi desenvolvida em contexto grupal e ficou constituída por 12 encontros semanais com duração de 1:30 h cada. Os resultados obtidos levam à discussão de quanto o trabalho grupal e as técnicas participativas podem contribuir para aumentar a motivação das mulheres que participaram pelo atendimento, facilitando as discussões e promovendo a integração do grupo. Aspectos relacionados à maneira como se deu a implementação da intervenção também são postos em questão. A conclusão, que os dados permitem, é de que esta modalidade de atendimento pode propiciar às mulheres uma vivência mais positiva da fase do climatério, melhorando sua qualidade de vida neste período.; The present report describes and analyses the group dynamic techniques used in a group psychological intervention carried out in order to inform, support and prepare psychologically middle-aged women with respect to the climacteric syndrome. The contribution of group work and group dynamics techniques to increase the motivation for...

Procura de serviço médico por mulheres climatéricas brasileiras; Climacteric women seeking medical care, Brazil

Pedro, Adriana Orcesi; Pinto-Neto, Aarão Mendes; Costa-Paiva, Lúcia; Osis, Maria José; Hardy, Ellen
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/.pdf
Publicado em 01/08/2002 POR
Relevância na Pesquisa
37.42%
OBJETIVO: Identificar as causas e os fatores relacionados à procura de serviço médico por mulheres climatéricas. MÉTODOS: Realizou-se estudo descritivo e exploratório de corte transversal, de base populacional. Selecionaram-se, por meio de amostragem por conglomerado, 456 mulheres residentes no município de Campinas, SP, na faixa etária entre 45 e 60 anos de idade. Os dados sobre os motivos de procura dos serviços médicos foram coletados por meio de entrevistas domiciliares, com questionário estruturado e pré-testado. A análise dos dados foi realizada pelo teste qui-quadrado, pelo coeficiente de Cramer e pela análise de regressão linear múltipla. RESULTADOS: Aproximadamente 80% das mulheres climatéricas procuraram atenção médica por causa da irregularidade menstrual e dos sintomas climatéricos. Mulheres com companheiro, em terapia de reposição hormonal e com maior intensidade dos sintomas psicológicos foram as que mais procuraram atenção médica. A principal razão para a não-procura foi a mulher considerar que a queixa não merecia atenção médica. CONCLUSÕES: A procura de serviço médico por queixas relacionadas ao climatério foi alta, porém um porcentual significativo de mulheres não procurou atenção médica por considerar a sintomatologia natural.; OBJECTIVE: To study the causes and factors associated with climacteric women seeking medical care. METHODS: A descriptive exploratory cross-sectional population-based study was carried out. Subjects were 456 women aged 45 to 60 years resident in a metropolitan area of Southeastern...

Mulher no climatério: reflexões sobre desejo sexual, beleza e feminilidade; Women in the climacteric: reflections on sexual desire, beauty and femininity

Valença, Cecília Nogueira; Nascimento Filho, José Medeiros do; Germano, Raimunda Medeiros
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2010 POR
Relevância na Pesquisa
37.56%
O climatério é um período abrangente da vida feminina, caracterizado por alterações metabólicas e hormonais que trazem mudanças envolvendo o contexto psicossocial. Tendo como referência as alterações de sexualidade vivenciadas no climatério, este trabalho tem por objetivo refletir sobre desejo sexual, beleza e feminilidade da mulher nessa fase. A metodologia adotada consistiu em estudo bibliográfico, em livros e artigos publicados, entre 1999 e 2009. A exigência exacerbada pela beleza eterna e jovialidade é agravada no climatério, no qual o corpo feminino não tem o mesmo vigor físico pelas alterações decorrentes do envelhecimento. A mulher climatérica vive o mito da perda do desejo sexual, todavia, continua a sentir prazer, não devendo deixar de manifestar amor e sexualidade. A visão social estereotipada sobre o papel da mulher (esposa e mãe) pode interferir negativamente na visão das mulheres sobre si mesmas e no seu relacionamento com as pessoas e o mundo. Nesse sentido, é importante que as mulheres tenham acesso à informação em saúde para a compreensão das mudanças do período de climatério/menopausa, contemplando e ressignificando tal fase como integrante de seus ciclos de vida e não como sinônimo de velhice...