Página 1 dos resultados de 1396 itens digitais encontrados em 0.059 segundos

Quantificação das citocinas séricas Th1/Th2 por citometria de fluxo no linfoma de Hodgkin clássico; Measurement of Th1/Th2 serum cytokines by flow cytometry in classical Hodgkin lymphoma

MITELMAN, Adriana K.; BUCCHERI, Valeria; PRACCHIA, Luís F.; RUBENS, Claudia V.; POPPE, Santa; CAVALCANTE, Alexandra M. M. P.; MONTEIRO, Sandra M.
Fonte: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e daSociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea Publicador: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e daSociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
116.18%
O linfoma de Hodgkin clássico (LHC) é uma neoplasia com distúrbio na produção de citocinas. Estudos demonstram que o padrão anormal das citocinas no linfonodo acometido pela lesão contribui não somente com a proliferação das células malignas H-RS, como também com o característico infiltrado hiper-reativo que compõe o tecido no LHC. Esta disfunção pode ser observada tanto no quadro clínico dos pacientes, como nas características histopatológicas: sintomas B, deficiência na resposta imune celular, bandas de colágeno e eosinofilia. As concentrações séricas das citocinas Th1 (IL-2, TNF, INF-γ) e Th2 (IL-4, IL-5, IL-10) foram estudadas em 45 pacientes com LHC, ao diagnóstico, e em 34 doadores saudáveis, por citometria de fluxo (CBA - cytometric beads array). Houve aumento das concentrações das citocinas TNF (p<0,01), INF-γ (p<0,01), IL-4 (p=0,01), IL-5 (p<0,01) e IL-10 (p<0,01) dos pacientes quando comparados com o grupo controle. Não foi evidenciada diferença em relação a IL-2. Ao correlacionarmos as concentrações das citocinas Th1/Th2 com as variáveis clínico-laboratoriais dos pacientes, observou-se que níveis elevados da IL-10 (Th2) estão correlacionados com as variáveis que implicam em pior prognóstico: estádios III/IV (p=0...

Simplified flow cytometric assay to detect minimal residual disease in childhood with acute lymphoblastic leukemia; Detecção de doença residual mínima em crianças com leucemia linfoblástica aguda por citometria de fluxo

DELBUONO, Elizabete; MAEKAWA, Yumi H.; LATORRE, Maria do Rosário D. O.; SEBER, Adriana; PETRILLI, Antonio Sergio; BRAGA, Josefina A. P.; LEE, Maria Lúcia M.
Fonte: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e daSociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea Publicador: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e daSociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
116.18%
The detection of minimal residual disease (MRD) is an important prognostic factor in childhood acute lymphoblastic leukemia (ALL) providing crucial information on the response to treatment and risk of relapse. However, the high cost of these techniques restricts their use in countries with limited resources. Thus, we prospectively studied the use of flow cytometry (FC) with a simplified 3-color assay and a limited antibody panel to detect MRD in the bone marrow (BM) and peripheral blood (PB) of children with ALL. BM and PB samples from 40 children with ALL were analyzed on days (d) 14 and 28 during induction and in weeks 24-30 of maintenance therapy. Detectable MRD was defined as > 0.01% cells expressing the aberrant immunophenotype as characterized at diagnosis among total events in the sample. A total of 87% of the patients had an aberrant immunophenotype at diagnosis. On d14, 56% of the BM and 43% of the PB samples had detectable MRD. On d28, this decreased to 45% and 31%, respectively. The percentage of cells with the aberrant phenotype was similar in both BM and PB in T-ALL but about 10 times higher in the BM of patients with B-cell-precursor ALL. Moreover, MRD was detected in the BM of patients in complete morphological remission (44% on d14 and 39% on d28). MRD was not significantly associated to gender...

Efeitos tóxicos sobre a imunidade inata do peixe Centropomus parallelus (Poey, 1860) causados por um hidrocarboneto policíclico aromático (naftaleno): avaliação por citometria de fluxo; Toxicological effects of a polycyclic aromatic hydrocarbon (naphthalene) on innate immunity of the fish Centropomus parallelus (Poey, 1860): evaluation by flow cytometry.

Affonso, Sandra Freiberger
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/03/2006 PT
Relevância na Pesquisa
116.18%
A citometria de fluxo é um método preciso, rápido e eficaz na avaliação de múltiplos parâmetros celulares, tanto estruturais como funcionais, propiciando a separação e o estudo de diferentes populações e sub-populações de células. No presente estudo, foram empregados métodos citométricos para caracterização dos diferentes tipos celulares sangüíneos de Centropomus parallelus, assim como para verificação da viabilidade celular, avaliação da atividade fagocítica e ativação do burst respiratório. Foram identificadas três sub-populações representativas de leucócitos: linfócitos, monócitos e trombócitos. Estas células foram estimuladas, in vitro, com Staphylococcus aureus, marcado com iodeto de propídeo (SAPI), lipopolissacarídeo de Escherichia coli (LPS) e zymosan, partículas de Saccharomyces cerevisiae. As respostas frente aos estímulos foram distintas de acordo com o tipo celular e o estímulo apresentado. Os monócitos apresentaram maiores percentuais de fagocitose frente ao estímulo provocado pela SAPI e pelo Zymosan; já a população que continha trombócitos entre outros tipos celulares (por exemplo: linfócitos), apresentou "fagocitose" significativa apenas para SAPI. O burst oxidativo detectado pela fluorescência emitida pelo diacetato 2´7´diclorofluoresceína (DCFH) foi significativo apenas quando estimulado com PMA (miristato-acetato de forbol)...

Estudo das alterações morfo-funcionais de espermatozóides bovinos submetidos à sexagem por meio da técnica de citometria de fluxo; Study of morpho-functions alterations in bovine spermatozoa submitted on sorting through flow cytometry technology

Tanno, Priscilla Harumi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/09/2009 PT
Relevância na Pesquisa
116.27%
O objetivo deste estudo foi avaliar as alterações morfo-funcionais do sêmen bovino submetido à sexagem através da técnica de citometria de fluxo e comparar com o sêmen convencional e a diferença entre as subespécies. O sêmen foi obtido de seis touros, sendo três taurinos (Holandês preto e branco) e três zebuínos (Gir leiteiro), com quatro ejaculados de cada animal (n = 24). Cinco tratamentos foram realizados: sêmen convencional com diluidor L (Lagoa); sêmen convencional com diluidor S (Sexing) e sêmen sexado (nos tempos de zero, três e seis horas após a ejaculação para avaliar se existem alterações de membranas ao longo do tempo). Foram avaliados pela citometria de fluxo quanto à integridade de membrana plasmática e reação acrossomal (PI/FITC-PSA); peroxidação lipídica (C11-BODIPY581/591) e capacitação espermática através de análises da fosforilação da tirosina e aumento da fluidez e desorganização da membrana plasmática (Merocianina 540 e Yo-Pro1). Os efeitos de tratamentos foram avaliados por análises de variância (ANOVA), empregando-se o programa estatístico Stat-View® (SAS Institute, Inc. 1998, Cary, NC, USA). Foram considerados significativos os valores com P<0,05 e com tendência a significância (P<0...

Estabelecimento de um ensaio funcional de ligação de proteínas de merozoítas de Plasmodium vivax a eritrócitos humanos por citometria de fluxo; Establishment of a functional binding assay of Plasmodium vivax merozoite proteins to human erythrocytes by flow cytometry

Françoso, Katia Sanches
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/10/2012 PT
Relevância na Pesquisa
106.4%
A invasão de eritrócitos por merozoítas de Plasmodium é um processo bastante complexo em que várias proteínas do parasita interagem com receptores presentes na célula hospedeira. É nossa hipótese que o Antígeno 1 de Membrana Apical (AMA-1) e a Proteína 1 da Superfície do Merozoíta (MSP1) estejam envolvidas na adesão ao eritrócito, no momento da invasão. Sendo assim, o objetivo deste estudo foi avaliar a capacidade de ligação de proteínas de merozoítas de P. vivax a eritrócitos humanos utilizando um novo ensaio de citometria de fluxo e o clássico ensaio de citoaderência. Para tanto, a ligação das proteínas recombinantes correspondentes à região C-terminal de 19 kDa da MSP1 (PvMSP119), ao ectodomínio (PvAMA-1E) e aos domínios I-II e II de AMA-1 (PvAMA-1DI-II e PvAMA-1DII) foi avaliada por citometria de fluxo utilizando anticorpo fluorescente contra cauda de histidina. A proteína recombinante baseada na região II da Proteína Ligante de Duffy (PvDBP-RII) foi utilizada como controle positivo e a tioredoxina humana como controle negativo. Os dados foram expressos pela média da intensidade de fluorescência (MIF). Os resultados dos ensaios de citometria de fluxo confirmaram a ligação de PvDBP-RII a eritrocitos Duffy A (MIF=1997±405) e Duffy B (MIF= 5760±303). No entanto...

Metodologia e aplicação da citometria de fluxo na hematologia veterinária

Nakage, Ana Paula Massae; Santana, Aureo Evangelista; Cápua, Maria Luisa Buffo de; Coelho, Patrícia Sampaio
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) Publicador: Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 966-973
POR
Relevância na Pesquisa
116.32%
A citometria de fluxo é um método emergente na medicina veterinária que permite a identificação e quantificação de células em suspensão. Apesar do custo elevado e da necessidade de técnicos especializados para realização da avaliação citofluorométrica, esta técnica tem uma ampla aplicação na hematologia veterinária, incluindo a avaliação de células-tronco hematopoiéticas, eritrócitos, leucócitos e plaquetas. O grande potencial de aplicação clínica da citometria de fluxo inclui a quantificação das células CD34+ como indicação da capacidade de reconstituição hematopoiética após o transplante de células-tronco e das subpopulações linfocitárias para avaliação da resposta imune frente aos transplantes e às doenças que acometem os animais. Projetos científicos sobre a avaliação citofluorométrica das células-tronco e subpopulações linfocitárias de cães têm sido desenvolvidos com sucesso por pesquisadores da área de hematologia veterinária na Universidade Estadual Paulista (UNESP), Campus de Jaboticabal. Portanto, no futuro, a citometria de fluxo deve se tornar uma técnica de rotina em laboratórios veterinários no Brasil.; Flow cytometry is an emergent method in veterinary medicine which provides the identification and quantification of the suspension cells. However the high costs and the trained technical specialist required the flow cytometry has a wide variety of applications in the veterinary hematology including hematopoietic stem cells erythrocyte...

Regeneração de estruturas semelhantes a protocormos e citometria de fluxo aplicadas ao melhoramento genético e ao estudo do genoma nuclear de orquídeas

Fritsche, Yohan
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 138 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
116.33%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Recursos Genéticos Vegetais, Florianópolis, 2012; Além de grande importância ecológica, muitas espécies da família Orchidaceae, a mais numerosa entre as angiospermas, constituem-se em importantes recursos genéticos devido ao seu valor horticultural e apelo ornamental. O desenvolvimento de protocolos de micropropagação para estas espécies é importante, pois uma maneira eficaz de conservar determinado recurso genético se dá pela sua utilização. No entanto, estes protocolos são altamente específicos e muito escassos atualmente. Estudos visando o melhoramento genético de espécies através da fixação de ganho genético bem como estudos de ordem molecular são também altamente desejáveis. O objetivo deste trabalho foi desenvolver um protocolo regenerativo baseado em estruturas semelhantes a protocormos (ESP) e emprego de biorreatores de imersão temporária (BIT) para Cattleya tigrina, espécie nativa com grande potencial ornamental e atualmente pouco encontrada in situ. Também objetivou-se a realização de estudos do genoma nuclear desta e de outras espécies nativas, com o emprego da citometria de fluxo...

Implantação da análise do conteúdo de DNA por citometria de fluxo para avaliação do prognóstico de hemopatias malignas nos pacientes atendidos pelo serviço de hematologia do Hospital Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina

Mengatto, Vanessa
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 77 p.| ils., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
116.27%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-graduação Multidisciplinar em Saúde, Florianópolis, 2014; Os cânceres são doenças que apresentam expansão clonal descontrolada de células somáticas, promovendo a ruptura da organização tecidual. O genoma humano possui inúmeros mecanismos de proteção de sua integridade. Quando não ocorre a reparação dos danos no DNA, podem ocorrer desequilíbrios genéticos; entre esses, as aneuploidias, as quais são boas indicadoras da presença de neoplasia, assim como, podem sugerir o prognóstico em vários tumores. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a classificação dos tumores dos tecidos hematopoético e linfoide deve ser baseada em uma abordagem diagnóstica com ênfase nos seguintes parâmetros: morfológico, fenotípico, genotípico e características clínicas. Diante disso, o objetivo deste trabalho foi implantar a análise do conteúdo de DNA, por citometria de fluxo, para avaliação do prognóstico de hemopatias malignas nos pacientes atendidos pelo Serviço de Hematologia do Hospital Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina. Para atingir o objetivo, inicialmente a metodologia foi padronizada com células de sangue periférico de oito indivíduos sem neoplasias hematológicas. Após essa etapa...

Importância da citometria de fluxo na avaliação da resposta imune celular em indivíduos portadores de tuberculose pulmonar soronegativos ou soropositivos ao HIV

Gaspar, Pâmela Cristina
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 159 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
116.32%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Farmácia, Florianópolis, 2014.; A tuberculose (TB) é uma doença infectocontagiosa causada pelo Mycobacterium tuberculosis (MTB) transmitida diretamente de pessoa para pessoa, através da inalação de partículas infectadas pelo MTB. A TB é considerada um problema de saúde pública mundial. A cada ano, são registrados mundialmente, aproximadamente, 9 milhões de novos casos de TB e 1,4 milhões de mortes decorrentes da doença. Indivíduos infectados pelo MTB podem desenvolver tanto uma doença progressiva quanto uma infecção latente, dependendo do seu estado imunológico. Com o advento da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS), caracterizada como uma disfunção grave do sistema imunológico de pacientes infectados pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV), houve um profundo impacto sobre o aumento do número de novos casos de TB. Apesar da forte correlação entre o desenvolvimento da TB e a diminuição de células T CD4+ no sangue periférico de indivíduos coinfectados pelo MTB/HIV estar bem estabelecida, a resposta imune celular pulmonar permanece incerta. Informações relacionadas à citologia do escarro de pacientes com TB são escassas e não se sabe exatamente se há diferenças na resposta imune celular pulmonar entre os pacientes HIV soropositivos e HIV soronegativos. Estas observações reforçam a importância da pesquisa para o desenvolvimento e avaliação de métodos que permitam o estudo das células que envolvem a resposta imune pulmonar no combate à infecção pelo MTB...

Avaliação das células T reguladoras por citometria de fluxo

Cardoso, Emília Maria dos Santos
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
116.18%
Introdução: As doenças auto-imunes são, no seu conjunto, altamente incapacitantes e mortais, sobretudo no sexo feminino. Na última década, foi possível associar estas patologias com uma subpopulação de linfócitos T CD4+- Treg - responsável pela manutenção da tolerância periférica através de mecanismos de regulação/supressão imunológica. Atualmente é possivel quantificar as Treg através da deteção do fator de transcrição FoxP3, por citometria de fluxo (CMF). Mais recentemente, alguns autores defendem que a marcação de superfície com a IL-R7α (CD127) poderá substituir a marcação intracelular com FoxP3. Contudo, ainda persistem dúvidas relativamente ao fenótipo que possibilita a sua deteção, de forma mais simples e eficaz. Materiais e Métodos: O projeto inclui 27 amostras de dadores saudáveis e 11 doentes com Artrite Reumatóide. A imunofenotipagem dos linfócitos foi efetuada por CMF , com recurso aos anticorpos anti-CD4 ECD, anti-CD25 FITC, anti-CD127 CY5 (Beckman Coulter) e anti-FoxP3 PE (eBioscience). Resultados: Amostragem de dadores saudáveis - CD4+CD25+FoxP3+3,60±2,30%; CD4+CD25+CD127-/low 4,35±1,82%; CD4+CD25++FoxP3+1,43±0,77%; CD4+CD25++CD127-/low 1,75±0,85%. Amostragem de doentes - CD4+CD25+FoxP3+ 2...

Caraterização de leveduras imobilizadas por citometria de fluxo

Correia, Andreia Elisa Fernandes
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
106.36%
O trabalho apresentado nesta tese realizou-se entre Setembro de 2012 a Outubro de 2013 e teve como objetivo principal a implementação da técnica de citometria de fluxo na Proenol - Indústria Biotecnológica, Ltd. Para a realização deste trabalho recorreu-se à técnica multiparamétrica de citometria de fluxo, para caraterizar células de levedura, e à cinética fermentativa, para monitorizar a evolução das fermentações. A caraterização focou-se nas propriedades fisiológicas das leveduras permitindo um acompanhamento da evolução e heterogeneidade da vitalidade e do estado adaptativo das células de levedura. Os parâmetros monitorizados por citometria de fluxo neste trabalho foram: células viáveis; células metabolicamente ativas; células com membrana íntegra; lípidos neutros e trealose. A levedura utilizada foi Saccharomyces cerevisiae imobilizada numa matriz de alginato de cálcio, identificada comercialmente por ProElif® para produção de espumantes, sendo inoculada diretamente no vinho. Todavia, as esferas de ProElif ® podem ser previamente rehidratadas para casos específicos, como os das paragens das fermentações em garrafas. Com o aparecimento de um nicho de mercado que utiliza o ProElif® para reiniciar fermentações paradas...

Contributo para a caracterização da medula óssea da cabra (Capra aegagrus hircus) por citometria de fluxo

Pires, Joelma Margarida Pinheiro
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
106.39%
Dissertação de Mestrado em Biotecnologia para as Ciências da Saúde; A medula óssea é um tecido de consistência gelatinosa que preenche a cavidade interna de vários ossos do esqueleto, podendo ser classificada em dois tipos principais: medula óssea vermelha (também designada medula óssea ativa) e medula óssea amarela. Vários estudos têm sugerido a subdivisão da medula óssea em nichos com microambientes específicos. Microscopicamente, a medula óssea é constituída, em proporções diferentes, por células hematopoiéticas e suas correspondentes células tronco hematopoiéticas e células progenitoras, células tronco mesenquimais, células do estroma, adipócitos, mastócitos (células do tecido conjuntivo) e células plasmáticas. As células tronco hematopoiéticas têm a capacidade de se diferenciarem em linfócitos (células hematopoiéticas envolvidas na resposta imune), em granulócitos (células hematopoiéticas que defendem o organismo contra bactérias), em trombócitos ou plaquetas (células hematopoiéticas responsáveis pela prevenção da hemorragia) e em eritrócitos (células hematopoiéticas vulgarmente conhecidas como glóbulos vermelhos ou hemácias, que são responsáveis pelo transporte de gases pelo sangue). Atualmente sabe-se que as células hematopoiéticas são positivas para os seguintes marcadores celulares de superfície: CD45...

Metodologia e aplicação da citometria de fluxo na hematologia veterinária

Nakage,Ana Paula Massae; Santana,Aureo Evangelista; Cápua,Maria Luisa Buffo de; Coelho,Patrícia Sampaio
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2005 PT
Relevância na Pesquisa
116.32%
A citometria de fluxo é um método emergente na medicina veterinária que permite a identificação e quantificação de células em suspensão. Apesar do custo elevado e da necessidade de técnicos especializados para realização da avaliação citofluorométrica, esta técnica tem uma ampla aplicação na hematologia veterinária, incluindo a avaliação de células-tronco hematopoiéticas, eritrócitos, leucócitos e plaquetas. O grande potencial de aplicação clínica da citometria de fluxo inclui a quantificação das células CD34+ como indicação da capacidade de reconstituição hematopoiética após o transplante de células-tronco e das subpopulações linfocitárias para avaliação da resposta imune frente aos transplantes e às doenças que acometem os animais. Projetos científicos sobre a avaliação citofluorométrica das células-tronco e subpopulações linfocitárias de cães têm sido desenvolvidos com sucesso por pesquisadores da área de hematologia veterinária na Universidade Estadual Paulista (UNESP), Campus de Jaboticabal. Portanto, no futuro, a citometria de fluxo deve se tornar uma técnica de rotina em laboratórios veterinários no Brasil.

Importância e vantagem da citometria de fluxo frente aos testes de triagem no diagnóstico da hemoglobinúria paroxística noturna

Modesto,Thaís M.; Neves,Maria Amélia B.; Brito,Ana Elita de; Araújo,Rosane C. P.; Santos,Neyliane F. G.; Valgueiro,Maria do Carmo; Machado,Cíntia G. F.
Fonte: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular Publicador: Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 PT
Relevância na Pesquisa
116.23%
Hemoglobinúria paroxística noturna (HPN) é uma doença clonal adquirida da célula tronco hematopoética em decorrência de uma mutação somática no gene PIG-A, causando inabilidade dos eritrócitos, leucócitos e plaquetas de se protegerem contra lise mediada pelo sistema complemento. Assim, avaliamos a eficiência dos testes de triagem para HPN (teste de Ham e pesquisa dos antígenos CD55 e CD59 em coluna de gel) utilizando a citometria de fluxo (CMF), que é capaz de detectar e quantificar o clone HPN. Inicialmente, selecionamos 63 pacientes que foram testados pelo teste de Ham entre janeiro/2003 e dezembro/2004, na Fundação Hemope. Destes, 15 tiveram seus testes positivos para HPN. O critério de inclusão dos casos para avaliação por CMF foi a obtenção de resultados do teste em gel concordantes com o teste de Ham positivo. Dessa maneira, quatro pacientes foram incluídos no grupo de estudo. Foram adicionados a esse grupo dois casos que exibiam clínica exuberante da doença, mas tiveram os resultados discordantes, explicado pelo fato de que o teste em gel foi realizado após terapia transfusional recente, provocando a suspeita de falso resultado normal. Submetemos esses seis casos à CMF, os quais todos se mostraram verdadeiros portadores da doença através da confirmação da existência do clone HPN em eritrócitos e granulócitos...

A importância da citometria de fluxo no diagnóstico raro de mieloma mielomonocítico

Bacal,Nydia Strachman; Guerra,João Carlos de Campos; Ferreira,Eurípedes; Nozawa,Sonia Tsukasa; Kanayama,Ruth Hissae; Di Pietro,Daniel; Borovik,Cleide; Hamerschlak,Nelson; Hungria,Vania Tietsche de Moraes; Rosenfeld,Luiz Gastão Mange
Fonte: Sociedade Brasileira de Patologia Clínica; Sociedade Brasileira de Patologia; Sociedade Brasileira de Citopatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Patologia Clínica; Sociedade Brasileira de Patologia; Sociedade Brasileira de Citopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2002 PT
Relevância na Pesquisa
116.18%
O mieloma múltiplo consiste na proliferação de células plasmáticas. Raramente apresenta, ao diagnóstico, morfologia de células imaturas com citoplasma amplo basofílico, sugerindo quadro leucêmico inicial. O objetivo deste artigo é mostrar a importância da imunofenotipagem na elucidação destes achados morfológicos pela expressão simultânea de antígenos plasmocíticos, mielomonocíticos e de linhagem linfóide T, confirmando a hipótese diagnóstica de mieloma mielomonocítico. Apresentamos dois casos de mieloma mielomonocítico através de análise morfológica (coloração pancromática de Romanovsky), citoquímica (PAS, peroxidase, sudan black, alfanaftil acetato esterase e oil red), citogenética e imunofenotipagem por citometria de fluxo em sangue periférico e medula óssea, de acordo com as técnicas recomendadas. Foram utilizados os anticorpos monoclonais: CD2, CD3, CD4, CD5, CD7, CD10, CD13, CD15, CD19, CD20, CD25, CD33, CD34, CD38, CD45, CD56, CD71, HLA-DR, TCR alfa/beta, TCR gama/delta, kappa, lambda, IgM e IgD de superfície e intracitoplasmática, assim como MPO, CD79a e CD3 intracitoplasmático. Utilizamos as técnicas de banda G e FISH nas análises citogenéticas. Foram observadas alterações clonais em ambos os casos...

Diagnóstico de imunofenótipos de síndromes linfoproliferativas crônicas por citometria de fluxo na Fundação HEMOPA

Brito Junior,Lacy Cardoso de; Feio,Danielle Cristinne Azevedo; Barbosa,Suane Reis; Bentes,Alessandra Quinto; Francês,Larissa Tatiane Martins
Fonte: Sociedade Brasileira de Patologia Clínica; Sociedade Brasileira de Patologia; Sociedade Brasileira de Citopatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Patologia Clínica; Sociedade Brasileira de Patologia; Sociedade Brasileira de Citopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
116.32%
INTRODUÇÃO: As síndromes linfoproliferativas formam um grupo heterogêneo de neoplasias malignas com diferentes comportamentos clínicos, fatores patológicos e características epidemiológicas e podem ter seu diagnóstico geral com base na morfologia das células linfoides observadas no sangue periférico. OBJETIVO: Testar a factibilidade diagnóstica do método de imunofenotipagem por citometria de fluxo para síndromes linfoproliferativas a partir da definição de um painel mínimo de anticorpos. MATERIAL E MÉTODOS: Participaram 47 pacientes para diagnóstico diferencial dos subtipos de síndromes linfoproliferativas por citometria de fluxo, no período de julho de 2008 a julho de 2010, atendidos na Fundação HEMOPA. RESULTADOS: A mediana de idade dos pacientes foi de 68 anos, não houve diferença estatística entre os sexos e o subtipo de síndromes linfoproliferativas mais frequente foi a leucemia linfoide crônica/linfoma linfocítico de pequenas células B. CONCLUSÃO: O método de imunofenotipagem por citometria de fluxo, ao lado da morfologia, de amostras de sangue periférico mostrou-se uma metodologia auxiliar, segura, rápida, factível e não invasiva para o diagnóstico de síndromes linfoproliferativas crônicas a partir do painel de anticorpos sugerido.

Aplicação da citometria de fluxo no diagnóstico da leishmaniose tegumentar americana

Pereira de Oliveira, Andresa; Rêgo Alves Pereira, Valéria (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
116.45%
A LTA é uma infecção parasitária tendo Leishmania (Viannia) braziliensis) como agente etiológico de maior incidência no Brasil. Em todas as formas clínicas da doença, sabe-se que a resposta imune é dependente de células T. Embora estudos avaliem a resposta humoral na LTA, ainda não está esclarecido o papel de anticorpos específicos na imunidade contra Leishmania. Além disso, o diagnóstico da LTA demonstra dificuldades pois o mesmo é realizado por associações clínicas, epidemiológicas e laboratoriais. Considerando os benefícios da citometria de fluxo, uma nova abordagem utilizada na pesquisa de anticorpos com aplicabilidade superior aos diferentes protocolos de detecção e revelação convencionais, este estudo trouxe uma alternativa através da pesquisa de anticorpos IgG de L(V)braziliensis, aplicável ao diagnóstico da LTA e critério de cura.O objetivo deste estudo foi comparar as técnicas de reação de imunofluorescência indireta (IFI) e citometria de fluxo na avaliação clínica-laboratorial dos pacientes antes e após cura clínica e avaliar a aplicabilidade da citometria de fluxo no monitoramento pós-terapêutico dos pacientes. Soros de 14 pacientes antes do tratamento (AT), 13 pacientes 1 ano após tratamento (PT)...

Emprego da citometria de fluxo na avaliação do perfil imunofenotípico de pacientes com leucemia linfocítica crônica

Lopes, Maria Cleide de Araujo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas; Bioanálises e Medicamentos Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas; Bioanálises e Medicamentos
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
126.18%
Chronic lymphocytic leukemia (B-CLL) is a clonal proliferation of mature B lymphocytes characterized by indolent clinical course. Biologically this clonallity is characterized by low expression of surface immunoglobulin (sIg) with restriction to a single immunoglobulin light chain associated with high expression of CD5 antigen and positivity to B cell antigens lymphocytes such as CD19, CD20 and CD23 and negativity to FMC7. The immunological profile and morphological analysis of lymphoid cells are the main means for the differential diagnosis of B-CLL from other chronic lymphoproliferative diseases. The aim of this study was to evaluate the expression pattern of a variety of membrane antigens in leukemic cells originating from patients with B-CLL. In this study, peripheral blood samples from 80 patients with B-CLL were analyzed by multiparametric flow cytometry in addition to routine hematologic exams, using a panel of monoclonal antibodies (MoAb): CD45/CD14, CD3/CD19/CD45, CD4/CD8 / CD3, CD20/CD5/CD3, CD3/CD16-56/CD45, CD2/CD7, FMC7/CD23, CD103/CD22/CD20, HLADR/CD38, CD10/CD19, CD1a, CD11b and also IgM/gD, kappa and lambda immunoglobulin light chains for the detection of surface immunoglobulin and clonal restriction for immunoglobulin light chain. The Hematological data were obtained from the hematological analyzer and cytomorphological analysis in blood film stained by Leishmann. The study samples consisted of 45 men and 35 women...

Avaliação dos marcadores celulares por citometria de fluxo nos portadores de leucemia mieloide aguda atendidos no Hemocentro do Rio Grande do Norte-Hemonorte

Vasconcelos, Roberto Chaves de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas; Bioanálises e Medicamentos Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas; Bioanálises e Medicamentos
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
126.32%
The acute myeloid leukemia (AML) is a disease in which malignant myeloblasts expand, build up and suppress normal hematopoietic activity would represent a major diagnostic challenge. With the advent of immunophenotyping by flow cytometry, the diagnosis of these tumors have become more faithful, facilitating the treatment and monitoring of patients. The objectives of this study: diagnosis and classification of AML based on immunophenotyping by flow cytometry with a panel of AcMo specific for acute leukemias, set the frequency of AML in samples from patients with acute leukemias sent to the Department of Hematology Blood Center of Rio Grande do Norte - HEMONORTE, establish standards of antigen expression for different subtypes of acute leukemia and its correlation with the newly diagnosed cases refractory to treatment and recurrence of the disease, standardization of methods for detection and labeling of surface antigens by flow cytometry and intracytoplasmic flow, and observe the frequency of acute leukemia with aberrant phenotypes rare. During the study, 351 were diagnosed acute leukemia, and 179 (51%) classified as AML and 172 (49%) and ALL, which were excluded from the present work. Of the 179 AML, 92 (51.4%) were female and 87 (48.6%) were male...

Aplicação da citometria de fluxo em medicina transfusional de canídeos

Costa, Margarida Ana Machado Marta da
Fonte: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária Publicador: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 05/05/2014 POR
Relevância na Pesquisa
106.36%
Dissertação Mestrado Integrado em Medicina Veterinária; A área de medicina transfusional tem sofrido um grande desenvolvimento nas últimas décadas. Atualmente, existe um melhor conhecimento, no que diz respeito às diferenças entre os grupos sanguíneos e aos perigos de reações transfuncionais. Em canídeos estas têm maior importância quando o paciente é submetido a uma segunda transfusão, porque nesta espécie, na sua maioria, a existência de aloanticorpos não ocorre naturalmente. O antigénio DEA 1 é o antigénio com maior antigenicidade e que possui um maior risco de causar reações transfusionais. Recentemente, verificou-se que os tipos sanguíneos DEA 1.2 e 1.3, não são considerados grupos sanguíneos, mas sim uma expressão diferente do mesmo antigénio eritrocitário, o DEA 1. O objetivo deste estudo foi analisar dois métodos de tipificação, nomeadamente a expressão antigénica pela tira da Alvedia® e com a determinação antigénica pela citometria de fluxo. Através da tira imunocromatográfica, utilizando anticorpos monoclonais, e da citometria de fluxo, foi classificada a expressão antigénica, dos dadores do banco de sangue do SIAMU e de alguns pacientes que receberam transfusões, em 4 categorias com níveis crescentes de intensidade: muito fraca...