Página 1 dos resultados de 7157 itens digitais encontrados em 0.014 segundos

Educação ambiental, sustentabilidade e ciência: o papel da mídia na difusão de conhecimentos científicos; Environmental education, sustainability and science: the role of media through the diffusion of scientific knowledge

SULAIMAN, Samia Nascimento
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Bauru: Faculdade de Ciências, UNESP Publicador: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Bauru: Faculdade de Ciências, UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
56.15%
São problemas de ordem ambiental: aquecimento global, mudanças climáticas, escassez de recursos naturais, resíduo. Em resposta, têm sido gerados novos saberes no campo da ciência, tecnologia e educação chamada ambiental de modo a se proporem alternativas para que o homem possa relacionar-se com o ambiente de maneira sustentável, e a mídia tem contribuído sobremaneira na veiculação desses conhecimentos. Na imprensa escrita, revistas e jornais têm criado seções, suplementos, cadernos tematizando educação e meio ambiente. Produzida pela revista Carta Capital, desde 2006, a revista Carta na Escola busca difundir "atualidades em sala de aula", e de setembro de 2007 a agosto de 2008 publicou a série "Sustentabilidade na Escola", com dez artigos relacionando sustentabilidade, ciência e educação. A partir do referencial teórico-metodológico da análise dialógica do discurso, este artigo analisa o discurso da sustentabilidade baseado na difusão de conhecimentos científicos, proposto nessa série, e sua limitação enquanto estratégia de educação ambiental.; Global warming, climatic changes, scarcity of natural resources, waste are problems of environmental order. As an answer new knowledge has been generated in the fields of science...

A ciência na educação formal: investigando possibilidades de problematização das questões socioambientais; The science in formal education: investigating possibilities of problems cause by environmental issues

Louzada, Marcos Alexandre
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/05/2014 PT
Relevância na Pesquisa
56.13%
A presente pesquisa foi elaborada com a colaboração de uma equipe de professores do Ensino Fundamental II e Ensino Médio numa escola pública vinculada à Diretoria Regional de Ensino de Itapecerica da Serra, com o objetivo de analisar qual o papel da Ciência na educação formal e como a escola pode se firmar como propositora de conhecimentos a partir da problematização das questões socioambientais de seu entorno. Durante toda a trajetória da pesquisa procurou-se estabelecer um diálogo com autores que defendem a educação numa perspectiva crítico-transformadora e reconhecem a complexidade, a incerteza, a contradição e a pluralidade da natureza humana, entre eles Paulo Freire, Edgar Morin, Maria Cândida Moraes, enfatizando-se também as contribuições de Attico Chassot sobre a valorização dos saberes populares pela escola no intuito de proporcionar uma Alfabetização Científica e os aportes teóricos da Ciência pós-normal de Silvio Funtowicz e Jerry Ravetz. Como estratégia metodológica optou-se pela adoção do Grupo Focal por ser caracterizado como um recurso para compreender o processo de construção das percepções, atitudes e representações sociais de grupos humanos. Esta dissertação utilizou-se ainda de uma abordagem qualitativa...

Museus e centros de ciência : gestão, educação e sociedade - Catavento, Sabina e Museu Exploratório de Ciências; Museums and science centers : management, education and society - Catavento, Sabina and Exploratory Science Museum

Adriana de Lima Barbosa
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/02/2014 PT
Relevância na Pesquisa
56.13%
O interesse crescente pela Ciência revela a importância das instituições museais de Ciência e Tecnologia por suas características educacionais, motivacionais e lúdicas. Nos últimos dez anos, se observa a ampliação da produção científica brasileira e sua projeção no cenário internacional. Esta realidade vem se refletindo na formulação de políticas públicas nacionais para a área de CT&I, com importantes reflexos na academia e no setor privado, embora em menor grau. No âmbito da formação da cultura científica, verifica-se, porém, um real, mas tímido crescimento de iniciativas museológicas dinâmicas (hands on), com o intuito de atrair e despertar o interesse da CT&I na sociedade, em especial, crianças e adolescentes. Embora o discurso nacional aponte para o potencial estratégico da CT&I para o desenvolvimento do país, a educação científica e tecnológica ainda deixa muito a desejar, como pode ser constatado pelos resultados negativos de pesquisas internacionais e nacionais nas áreas de Ciências, Matemática e Leitura (PISA, 2012 e Prova ABC, 2012). Qual seria, portanto, a contribuição dos centros e museus de ciência na educação científica brasileira; suas características e atuação para a formação de uma cultura científica nacional? Como acontecem os processos de criação e de gestão dessas instituições e de que forma elas se articulam com as políticas públicas municipais? Para melhor compreender essas dinâmicas e a interface das instituições museais com os setores educativo...

Exclusão à Excelência: Caminhos Organizacionais para a Qualidade da Educação

Patrício, Manuel; Sebastião, Luís; Justo, Manuel; Bonito, Jorge
Fonte: Associação da Educação Pluridimensional e da Escola Cultural Publicador: Associação da Educação Pluridimensional e da Escola Cultural
Tipo: Livro
POR
Relevância na Pesquisa
56.05%
Desde a sua fundação, em março de 1990, a Associação da Educação Pluridimensional e da Escola Cultural (AEPEC) tem conseguido realizar de dois em dois anos o seu congresso científico-pedagógico. Esse compromisso tem sido mais difícil de cumprir nos últimos anos, sobretudo a partir de meados da última década, por motivos diretamente relacionados com o seu enfraquecimento institucional e o desinvestimento geral - político, económico e social - na Educação. Com efeito, as dificuldades que já estiveram na origem da sua fundação, e consequente extinção do “Projecto Escola Cultural” - precisamente em 1990 -, têm vindo implacavelmente a acentuar-se, vindo a atividade da Associação a acusar cada vez mais fortemente os seus efeitos. Em todo o caso, temos conseguido sempre, no concernente aos congressos, superar essas dificuldades. Todavia, se é verdade que temos realizado os congressos - ainda que por vezes com menos fulgor e vitalidade do que era nosso timbre e continua a ser a nossa vontade -, é certo que nem sempre temos sido capazes de editar e publicar os trabalhos científicos consequentes. Algo aconteceu de novo com o XI Congresso. Até agora, a equipa realizadora tem sido constituída por elementos dos órgãos sociais e por sócios da AEPEC escolhidos pela direção...

Ciência na literatura e literatura na ciência

Galvão, Cecília
Fonte: Instituto Politécnico de Santarém, Escola Superior de Educação Publicador: Instituto Politécnico de Santarém, Escola Superior de Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2006 POR
Relevância na Pesquisa
56.08%
Ciência e literatura, apesar de terem linguagens específicas e métodos próprios, podem ficar valorizadas quando postas em interacção, proporcionando diferentes leituras e novas perspectivas de análise. Neste artigo pretendo evidenciar algum do diálogo possível entre saberes diversos, olhando para alguns exemplos quer da nossa literatura quer de textos científicos, fazendo emergir sentidos que proporcionam uma compreensão global. Recorro à teoria da complexidade para, de uma forma breve, justificar essa necessidade de apreensão holística do mundo. Apresento ainda algumas implicações deste diálogo de saberes para a escola, particularmente para a educação em ciência. - Science and Literature, despite their specific languages and methods, can profit from an analysis where different meanings and perspectives are enhanced. In this paper I present a possible dialogue between these fields of knowledge, using some excerpts of literature and others excerpts of scientific texts, to discover a global understanding. I use the theory of complexity as the fundament, in a glance, of the necessity nowadays of looking at the world through a holistic lens. I present also some implications of this different knowledge dialogue for the school...

Ciência e educação: que relação?

Reis, Pedro
Fonte: Instituto Politécnico de Santarém, Escola Superior de Educação Publicador: Instituto Politécnico de Santarém, Escola Superior de Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2006 POR
Relevância na Pesquisa
56.11%
Neste artigo discutem-se diversos argumentos invocados na justificação de uma educação científica alargada a toda a população e um dos slogans que tem sido mais utilizado com o objectivo de mobilizar a sociedade em torno de determinadas ideias e propostas de mudança relativamente à educação em ciência: literacia científica. Apresentam-se diferentes definições do conceito de literacia científica, os diversos elementos que as caracterizam e as propostas dos seus autores no sentido de as operacionalizarem através da educação formal e não-formal. - This paper discusses (1) some arguments invoked to justify a scientific education for all, and (2) the definition of “scientific literacy”: one of the slogans more widely used to mobilize the society around the objective of promoting a science education for all citizens.

Ciência e educação: Que relação?

Reis, Pedro
Fonte: Escola Superior de Educação de Santarém Publicador: Escola Superior de Educação de Santarém
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2006 POR
Relevância na Pesquisa
56.06%
Neste artigo discutem-se diversos argumentos invocados na justificação de uma educação científica alargada a toda a população e um dos slogans que tem sido mais utilizado com o objectivo de mobilizar a sociedade em torno de determinadas ideias e propostas de mudança relativamente à educação em ciência: literacia científica. Apresentam-se diferentes definições do conceito de literacia científica, os diversos elementos que as caracterizam e as propostas dos seus autores no sentido de as operacionalizarem através da educação formal e não-formal.

O papel da natureza da ciência na educação para a cidadania

Praia,João; Gil-Pérez,Daniel; Vilches,Amparo
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru. Publicador: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2007 PT
Relevância na Pesquisa
66.09%
O presente trabalho tem como propósito dar uma nova contribuição para o debate que se vem desenvolvendo, já faz algum tempo, em volta do papel da natureza da ciência na educação científica e, em particular, na formação de uma cidadania para a participação na tomada de decisões.

O ensino de história da química: contribuindo para a compreensão da natureza da ciência

Oki,Maria da Conceição Marinho; Moradillo,Edílson Fortuna de
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru. Publicador: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 PT
Relevância na Pesquisa
56.04%
Relata-se um estudo de caso que teve como objetivo explorar as potencialidades de aproximação entre História e Filosofia da Ciência da educação científica mediante utilização do ensino de História da Química. Visou-se auxiliar os alunos na compreensão da natureza da ciência e no aprendizado de conceitos químicos. O estudo envolveu a intervenção de uma professora/investigadora numa disciplina de História da Química e teve caráter exploratório, com abordagem de pesquisa qualitativa. A análise dos resultados utilizou o modelo misto, com categorias analíticas definidas a priori, que nortearam as dimensões epistemológicas de análise e a identificação de categorias emergentes, construídas a partir das respostas dos alunos a questionários abertos. Os resultados obtidos confirmaram a importância do espaço dessa disciplina para os alunos conhecerem a natureza da ciência, adquirindo concepções menos simplistas e mais contextualizadas sobre a ciência, apesar de alguma dificuldade na superação de concepções realistas ingênuas fortemente enraizadas em suas visões epistemológicas.

Ciências possíveis em Machado de Assis: teatro e ciência na educação científica

Gardair,Thelma Lopes Carlos; Schall,Virgínia Torres
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru. Publicador: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
56.15%
Este estudo busca compreender como a relação entre teatro e ciência pode ser profícua na educação em ciências, a partir de atividade desenvolvida no "Ciência em Cena", área do Museu da Vida, Fundação Oswaldo Cruz/RJ. A atividade consiste na apresentação da peça "Lição de Botânica", de Machado de Assis, seguida de debate e exibição de cd-rom. Neste artigo foi analisado o primeiro semestre da temporada de 2007, que reuniu 1.827 pessoas. As 171 perguntas elaboradas durante os debates realizados após trinta espetáculos, foram registradas por escrito e interpretadas com base em critérios metodológicos da "análise de conteúdo". O exame dos dados permite discutir a interface entre processos de criação artística e educação científica. Tal discussão está ancorada na perspectiva problematizadora da educação segundo Freire e no entendimento, tal qual Maturana, da educação como um espaço dialógico de convivência, um lugar de perene criação/recriação da vida.

Educação ambiental, sustentabilidade e ciência: o papel da mídia na difusão de conhecimentos científicos

Sulaiman,Samia Nascimento
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru. Publicador: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
56.15%
São problemas de ordem ambiental: aquecimento global, mudanças climáticas, escassez de recursos naturais, resíduo. Em resposta, têm sido gerados novos saberes no campo da ciência, tecnologia e educação chamada ambiental de modo a se proporem alternativas para que o homem possa relacionar-se com o ambiente de maneira sustentável, e a mídia tem contribuído sobremaneira na veiculação desses conhecimentos. Na imprensa escrita, revistas e jornais têm criado seções, suplementos, cadernos tematizando educação e meio ambiente. Produzida pela revista Carta Capital, desde 2006, a revista Carta na Escola busca difundir "atualidades em sala de aula", e de setembro de 2007 a agosto de 2008 publicou a série "Sustentabilidade na Escola", com dez artigos relacionando sustentabilidade, ciência e educação. A partir do referencial teórico-metodológico da análise dialógica do discurso, este artigo analisa o discurso da sustentabilidade baseado na difusão de conhecimentos científicos, proposto nessa série, e sua limitação enquanto estratégia de educação ambiental.

Educação ambiental em tempos de transição paradigmática: entrelaçando saberes "disciplinados"

Rodrigues,Ana Raquel de Souza
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru. Publicador: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2014 PT
Relevância na Pesquisa
56.11%
Apresentam-se informações bibliográficas a respeito da crise paradigmática da ciência moderna e da necessidade do diálogo da ciência com outras racionalidades a fim de enriquecer a nossa relação com o mundo pela produção de um conhecimento mais prudente. A complexidade da contemporaneidade anuncia a crise de um modo de pensar fragmentado e utilitarista e o retorno de um pensamento complexo. Em tempos de transição paradigmática, em que as certezas absolutas e as promessas de progresso e de qualidade de vida têm sido questionadas por formas mais éticas e estéticas de pensar/estar no mundo, a Educação Ambiental desponta como um saber mobilizador de conhecimentos e práticas capazes de transcender fronteiras demarcadas. Ao restabelecer o diálogo das disciplinas, a Educação Ambiental constitui novos territórios curriculares em que o entrelaçamento de saberes se abre ao novo, às mudanças e ao imprevisto inerentes aos agenciamentos de novas formas de perceber o mundo e fazer Educação.

A teoria celular em livros didáticos de biologia : uma análise a partir da abordagem histórico-filosófica da ciência

Silva, Elda Cristina Carneiro da
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: 290f. : il., tabs.; application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
56.23%
Orientadora : Profª Drª Joanez Aparecida Aires; Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Exatas, Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática. Defesa: Curitiba, 17/12/2014; Inclui referências; Resumo: A abordagem histórico-filosófica aplicada à educação em ciências vem, ao longo dos anos, ganhando espaço em estudos, análises e propostas sobre as possíveis contribuições desta abordagem para enfrentar muitos dos problemas da educação em ciências (PEDUZZI, 2001; MARTINS, L., 2005; FORATO, 2009; PRESTES, 2012). De maneira geral, a inserção da história e filosofia da ciência na educação em ciências ocorre basicamente por meio de livros didáticos. No caso da educação em biologia, um conteúdo central veiculado nestes livros é a Teoria Celular, uma vez que esta teoria permitiu, dentre outros aspectos, reconhecer a semelhança microscópica entre todos os seres vivos devido a uma estrutura comum: a célula. A pesquisa em questão teve como objeto livros didáticos do ensino médio e superior, considerando que há uma tendência daqueles livros em acompanharem o modelo de história da biologia apresentada nestes. Dessa forma, o objetivo geral deste trabalho consistiu em conhecer e refletir sobre quais concepções a respeito da natureza da ciência são apresentadas nos livros didáticos de biologia aprovados pelo PNLD/2012 e em livros universitários usados como referência para estes...

Ciência na literatura e literatura na ciência.

Galvão, Cecília; Departamento de Educação e Centro de Investigação em Educação da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa
Fonte: Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém Publicador: Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 05/04/2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.14%
Ciência e literatura, apesar de terem linguagens específicas e métodos próprios, podem ficar valorizadas quando postas em interacção, proporcionando diferentes leituras e novas perspectivas de análise. Neste artigo pretendo evidenciar algum do diálogo possível entre saberes diversos, olhando para alguns exemplos quer da nossa literatura quer de textos científicos, fazendo emergir sentidos que proporcionam uma compreensão global. Recorro à teoria da complexidade para, de uma forma breve, justificar essa necessidade de apreensão holística do mundo. Apresento ainda algumas implicações deste diálogo de saberes para a escola, particularmente para a educação em ciência.

Ciência e educação: que relação?

Reis, Pedro; Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém; Centro de Investigação em Educação da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa
Fonte: Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém Publicador: Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 05/04/2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.13%
Neste artigo discutem-se diversos argumentos invocados na justificação de uma educação científica alargada a toda a população e um dos slogans que tem sido mais utilizado com o objectivo de mobilizar a sociedade em torno de determinadas ideias e propostas de mudança relativamente à educação em ciência: literacia científica. Apresentam-se diferentes definições do conceito de literacia científica, os diversos elementos que as caracterizam e as propostas dos seus autores no sentido de as operacionalizarem através da educação formal e não-formal.

“Pré-Cientistas: A Ciência na Educação Pré-Escolar”

Pinto, Daniela da Fonseca
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /07/2014 POR
Relevância na Pesquisa
56.09%
Relatório da Prática Profissional Supervisionada Mestrado em Educação Pré-Escolar; O presente relatório enquadra-se no Mestrado em Educação Pré-Escolar como resultado da Prática Profissional Supervisionada desenvolvida em dois Contextos Socioeducativos – Creche e Jardim de Infância. O objetivo deste relatório é refletir sobre ambos os contextos e as aprendizagens realizadas ao longo de todo o percurso, salientando as intenções pedagógicas pensadas para a ação nos diferentes contextos. Durante a Prática Profissional Supervisionada no contexto de Jardim de Infância surgiu uma problemática mais significativa – a importância da ciência na educação pré-escolar - que será analisada neste relatório. A reflexão sobre esta problemática evidencia a importância de trabalhar a ciência com as crianças e o papel do adulto na sua promoção. Todas as situações ilustradas ao longo do tema são atividades reais realizadas com o grupo de Jardim de Infância. Ao longo de toda a intervenção as crianças foram vistas como seres ativos na sua aprendizagem, com direito à sua opinião. As vozes das crianças foram sempre respeitadas para que pudesse realizar uma prática focada nos seus interesses e necessidades. Por fim...

Estudos e ações em informação e educação - 2013

Garcez, Eliane Fioravante; Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação - PGCIN/UFSC.; Silva, Ana Claudia Perpétuo de Oliveira da; Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC).; Pizarro, Daniella Camara; Programa de Pós-Graduação em Ciê
Fonte: Departamento de Ciência da Informação – UFSC Publicador: Departamento de Ciência da Informação – UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 23/04/2014 POR
Relevância na Pesquisa
56.06%
http://dx.doi.org/10.5007/1518-2924.2014v19n39p269No texto são relatadas as atividades e as discussões ocorridas durante o IV Seminário Estudos e Ações em Informação e Educação, realizado nos dias 02 e 03 de dezembro de 2013. Com o tema O fluxo metodológico da pesquisa na pós-graduação o Grupo de Pesquisa Informação, Tecnologia e Sociedade (GrITS), idealizador e organizador do evento, teve como objetivos; a)  mostrar as técnicas empregadas pelos pesquisadores na captura dos dados para a pesquisa, focando mais nas modalidades entrevista e questionário; b) socializar o que os pesquisadores experimentaram ao aplicá-la; c) os desafios que precisaram superar na conclusão desta etapa da pesquisa; e d) os resultados obtidos. O referido seminário que envolveu docentes, pesquisadores e estudantes do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PGCIN) e do Programa de Pós-Graduação em Gestão do Conhecimento (PPGEGC) mostrou um pouco das temáticas exploradas pelo GrITS nas suas duas linhas de pesquisa a) Informação, Educação, Ética e Representação de Sociedade e b) Gestão da Informação, Qualidade e Tecnologia levando para conhecimento e debate a produção de pesquisas realizadas e em desenvolvimento no grupo no período 2009-2012. 

EDUCAÇÃO, INFÂNCIAS NEGRAS E POLÍTICAS PÚBLICAS: contribuições dos estudos étnico-raciais

Passos, Joana Célia dos; Universidade Federal de Santa Catarina e Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Pesquisa qualitativa; Revisão de literatura Formato: application/pdf
Publicado em 24/06/2012 POR
Relevância na Pesquisa
56.04%
http://dx.doi.org/10.5007/1980-4512.2012n26p1Este texto resulta de reflexões tecidas na mesa “Educação e Infância: contribuições das Ciências Humanas e Sociais”, apresentada no I Seminário Internacional de Educação Infantil (I SIEI), organizado pelo Núcleo de Estudos e Pesquisas da Educação na Pequena Infância (NUPEIN / UFSC) e Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Infantil (GEDIN / UDESC), entre os dias 14 e 16 de maio de 2012, em Florianópolis. Nele são tratadas questões relacionadas à educação para as relações étnico-raciais na Educação Infantil, a partir de contribuições de estudos sobre as relações raciais no Brasil.

Cidadania, conhecimento, ciência e educação CTS: Rumo a "novas" dimensões epistemológicas

Vaz Moniz dos Santos,Maria Eduarda
Fonte: Revista iberoamericana de ciencia tecnología y sociedad Publicador: Revista iberoamericana de ciencia tecnología y sociedad
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2005 PT
Relevância na Pesquisa
56.09%
Numa sociedade que se baseia, cada vez mais, no uso intensivo do conhecimento e num tempo em que os discursos da pós-modernidade se centram na desconstrução da cidadania liberal e potenciam a construção de "novas" dimensões da cidadania, está a emergir uma nova matriz social e tecnológica da ciência, em ruptura com o paradigma positivista em que se tem apoiado a ciência e a cidadania modernas. Quando a tecnociência se tornou objecto de conflito social e de debate político e quando "civilizar" a ciência e "cientifizar" a cidadania são condições para potenciar uma ciência menos arrogante e uma cidadania mais democrática, a educação CTS emerge como uma esperança. A construção de uma cidadania cultural, crítica e activa requer, como estratégia epistemológica, conceptualizações e racionalidades CTS que, face a uma potente força cognitiva - a solidariedade de saberes, reposiciona o ser através do saber.

SOCIEDADE, CIÊNCIA E EDUCAÇÃO: ABORDAGENS SOBRE CONHECIMENTO PEDAGÓGICO NA TEORIZAÇÃO DE ANÍSIO TEIXEIRA

Severo, José Leonardo Rolim de Lima Severo José Leonardo Rolim de Lima
Fonte: Revista HISTEDBR On-line Publicador: Revista HISTEDBR On-line
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 25/06/2012 POR
Relevância na Pesquisa
56.13%
O texto está orientado na perspectiva de proceder a uma discussão acerca das relações entre sociedade, ciência e educação como vértices de um triângulo presente na base que estrutura o que se concebe como conhecimento pedagógico para Anísio Teixeira. Para tanto, o trabalho organiza-se através dos seguintes eixos: as conexões existentes entre ciência e educação, no qual são abordadas as ingerências que o projeto de modernização nacional da primeira metade do século XX no Brasil empreendeu na definição das finalidades da educação, destacando o ideário do movimento escolanovista e a participação de Teixeira no pensamento e reformas educacionais da época e a constituição do conhecimento pedagógico enquanto tecnologia da educação, concebida como arte científica na referida teorização. A noção de produção de conhecimento pedagógico deste educador está relacionada com o potencial de contribuição que a ciência deveria dar à modernização do país por intermédio de pesquisas empíricas e observações práticas com base numa filosofia voltada às necessidades da ação.