Página 1 dos resultados de 34100 itens digitais encontrados em 0.027 segundos

Empresas brasileiras na China: estratégia e gestão; Brazilian companies in China: strategy and management

Pimentel, João Eduardo Albino
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.62%
A globalização teve muitas conseqüências na governança do mundo, particularmente, orquestrando um reordenamento econômico em que os países emergentes assumiram uma posição de maior destaque. Soma-se a isso a ascensão de grandes empresas multinacionais com sede nesses países. A China e o Brasil são dois exemplos de países que vem ganhando grande importância no cenário global e cujas empresas também começam a liderar e se destacar em alguns setores. No entanto, são poucas as empresas brasileiras que tem atividades relevantes na China, além de exportações a partir do Brasil. Essa dissertação identifica as razões da situação presente, entre elas a falta de conhecimento e as intensas dificuldades enfrentadas por empresas ocidentais, particularmente brasileiras, na China. Além disso, o governo brasileiro também não exerce algumas funções que lhe seriam próprias no processo. Foi inicialmente realizada uma pesquisa bibliográfica sobre motivações e vantagens para empresas e países dos investimentos diretos no exterior, competitividade internacional, relações econômicas entre Brasil e China, relações governo-empresas no processo de internacionalização e diferenças culturais e institucionais entre os dois países. Com isso...

China e países do Sudoeste Asiático versus Japão: uma aliança estratégica em defesa do status quo

Graça, Magda Teixeira
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.65%
Depois de ter alcançado o reconhecimento internacional como membro permanente do CSNU, em detrimento de Taiwan, em 1971, a RPC, volvidas quase quatro décadas, tem um novo desafio a enfrentar. O Japão prepara-se para se candidatar a membro permanente do CSNU e a China poderá vir a ter de partilhar a liderança regional com um velho invasor. Barry O’Neill identificou a RPC, de entre os países que integram o círculo dos membros permanentes do CSNU, como sendo o membro que detém um poder de veto que se destaca dos restantes quatro membros (EUA, Inglaterra, França e URSS). Como sublinha o autor, “Veto members occupying outlying positions like China, have especially high voting power…”. No entanto, analisando esta questão num quadro de debate sobre o tema do alargamento do CSNU, a possibilidade de o Japão vir a integrar um dos novos assentos atribuídos a membros permanentes levanta a questão da modificação do actual status quo da China. Em específico, esta tese explora o recurso a uma aliança entre China e os países do sudeste asiático para preservar a manutenção do status quo numa eventual reforma da Organização das Nações Unidas (ONU), particularmente do Conselho de Segurança (CSNU). Para compreender este tema...

Organic farm conventionalisation and farmer practices in China, Brazil and Egypt.

OELOFSE, M.; HOGH-JENSEN, H.; ABREU, L. S. de; ALMEIDA, G. F.; EL-ARABY, A.; HUI, Q. Y.; SULTAN, T.; NEERGAARD, A. de
Fonte: Agronomy for Sustainable Development, Paris, v. 31, n. 4, p. 589-698, 2011. Publicador: Agronomy for Sustainable Development, Paris, v. 31, n. 4, p. 589-698, 2011.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
EN
Relevância na Pesquisa
46.38%
Certified organic agriculture stipulates a range of principles and standards, which govern farmer practices. The recent global expansion of organic agriculture has raised new challenges for organic agriculture, particularly whether management practices in organic farms are subject to the forces of conventionalisation. We studied changes in agroecological practices in certified organic farms in China, Brazil and Egypt. The study takes departure in the conventionalisation hypothesis and the analysis is framed using organic and agroecological principles. The study focuses on agroecological design principles, inherent to organic agriculture, of diversity in crop production, pest, disease and weed management, and soil fertility management. The research design was as a multiple case study of five cases in China, Brazil and Egypt. We show that the adoption of organic agriculture has induced fundamental changes in organic farmer management practices, although agroecological practices of organic farmers do not fulfil organic principles. The forces of conventionalisation exert a strong influence on changes in organic farmer practices. Organic ?niche? market crops with a high-value influence organic farmers? management decisions, particularly regarding the prioritisation of diversity in the cropping systems for agroecological purposes. The farming systems have therefore not undergone major changes of their cropping patterns. Furthermore...

Inequality in China: a case study

Gong, Sen; Li, Bingqin
Fonte: Save the Children in China Publicador: Save the Children in China
Tipo: Relatório Formato: 19 pages
Relevância na Pesquisa
46.53%
Over the past 30 years, China has substantially reduced the number of people living in absolute poverty. Moreover, during the past 10 years, the country has gradually introduced social protection measures that target the poor and aim to prevent those who have already escaped poverty from dropping below the poverty line in the future. However, over time rising inequalities in multiple forms have increasingly become a threat to social harmony, the prospect of further growth, and the well-being of future generations. As China embarks on another period of reform, it must narrow the gap in income and wealth to pave the way for sustainable economic growth and social development. This can only be done by addressing the root causes of inequality in opportunity and outcomes, such as market distortions, abuse of public resources or power, and unequal access to good-quality public services. The first section of the Report examines the Chinese approach to development over the past 30 years, at the beginning of which absolute poverty was very common. This report argues that both the results and the means of poverty alleviation in China are significant. The second section summarises the emerging issue of various inequalities in China, which include inequality in income...

Education and social change in China: Inequality in a market economy

Zhang, N.
Fonte: Contemporary China Centre Publicador: Contemporary China Centre
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2007 EN
Relevância na Pesquisa
46.32%
The article reviews the book "Education and Social Change in China: Inequality in a Market Economy," edited by Gerard Postiglione.

China and globalization: The social, economic and political transformation of Chinese society

Tubilewicz, C.
Fonte: Contemporary China Centre Publicador: Contemporary China Centre
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2008 EN
Relevância na Pesquisa
46.32%
Review(s) of: China and Globalization: The Social, Economic and Political Transformation of Chinese Society, by Doug Guthrie, New York: Routledge, 2006, xii + 398 pp. US$85.00/ 70.00 (Hardcover), US$24.95/ 13.99 (Paperback).; Czeslaw Tubilewicz

Changing fortunes: the history of China Painting in South Australia.

Smith, Avis Carol
Fonte: Universidade de Adelaide Publicador: Universidade de Adelaide
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2009
Relevância na Pesquisa
36.63%
This thesis addresses a gap in research regarding South Australian china painting. Although china painting has been practised in Australia for the last 120 years and is held in major Australian collections, it has been little researched and then in a minor role associated with ceramics and studio potters, or as women’s art/craft. The china painters too, have been little researched. My research identifies the three ‘highs’ of the changing fortunes of china painting, and how the practice survived in between. I argue that it was first taught in the city’s School of Design, Painting and Technical Art in 1894 as a skill for possible industrial employment, due to the initiative of School Principal, Harry Pelling Gill. However china painting classes were discontinued by 1897 due to an economic depression and the fact that the anticipated industry did not eventuate. In 1906 china painting classes were reinstituted in the (re-named) Adelaide School of Art and teacher Laurence Howie was pivotal in that revival. China painting classes ceased during the First World War while Howie served overseas in the Australian Forces, but resumed in 1923 after his return and appointment as Principal of the (renamed) School of Arts and Crafts. The resulting change in the fortunes of china painting was the outcome of the School’s appropriate training in art and design...

Women with Money, Women with Minds: Social Status, Gender and Marriage Choices among Elite Urban Women in Contemporary China

Southwell-Lee, Meiling
Fonte: Universidade Nacional da Austrália Publicador: Universidade Nacional da Austrália
Tipo: Thesis (PhD); Doctor of Philosophy (PhD)
EN_AU
Relevância na Pesquisa
46.32%
This dissertation investigates the relationship between social status, gender and marriage choices in urban China today, with a specific focus on highly educated and high-income women. The fieldwork research included in-depth interviews with 70 women in Beijing, 35 of whom hold or are in the midst of attaining a PhD, and 35 of whom are professional or business women who earn over 5,000 RMB per month. The interviews probed their romantic choices and marriageability, examining the factors that affect their decision-making and the ways in which they describe and justify their personal life courses. The research findings are set against popular Chinese discourses which suggest that high-status Chinese women are undesirable as wives and, as a consequence, largely remain single. Chapter 3 examines the content of these discourses and discusses the social norms and values that underpin them. The research shows that, contrary to the stereotype portrayed in the discourses, a high proportion of the highly educated and high-income women are married or in serious relationships. However, their personal life courses tend to vary slightly from the norm as a consequence of several interrelated factors. First, the time spent studying or establishing a career tends to delay marriage and motherhood. Second...

Cámara Colombo-China de inversión y Comercio: Colombia y China oportunidades y retos camino hacia un TLC

Cámara Colombo-China; Colegio de Estudios Superiores de Administración - CESA
Fonte: Colégio de Estudos Superiores de Administração Publicador: Colégio de Estudos Superiores de Administração
Formato: 130 min.; video/x-flv
Relevância na Pesquisa
46.43%
La presencia de Xiaoyuan es sin duda una de las más relevantes para las expectativas académicas de los estudiantes del CESA, pues se trata ni más ni menos del representante en Colombia del gigante asiático, país que es la segunda economía del mundo después de Estados Unidos y el más poblado de la tierra. China es la nación que más exporta y la segunda que más compra productos al mundo. Por otra parte, tener al embajador Chino en la academia resulta trascendental para tocar uno de los temas más importantes a futuro, época en la que seguramente ‘universitarios’ ya habrán recibido su título profesional como administradores de empresas del CESA: la posible firma de un tratado de libre comercio con ese país.

A tradicional arte do teatro de sombras da China.

Embaixada da China
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Exposição Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.32%
A Exposição “A Tradicional Arte do Teatro de Sombras”, em sua forma mais rudimentar, apareceu primeiramente na Dinastia Han (206 a.C. – 220 d.C.), com o imperador Wu Ti. É encarado, do ponto de vista de sua forma teatral, como a origem do cinema de filmes de movimento e fala. Trata-se da mais antiga combinação de imagem e ação na arte de contar histórias. Hoje, é a única forma artística a combinar a tradição da arte popular com a dos papéis recortados, capturando os elementos básicos do entretenimento popular folclórico da China. Suas personagens são estruturadas de forma bidimensional, formato único no mundo. A exposição está dividida entre painéis com imagens, contendo tanto informações sobre a confecção dos bonecos como descrições da cultura chinesa, e materiais utilizados durante o processo de feitura das marionetes, como espátulas, tintas, pincéis, instrumentos musicais e outros elementos. O conjunto das imagens, com textos explicativos, é formado por animais, plantas, vestimentas, móveis e desenhos faciais, além de personagens masculinas e femininas da cultura chinesa.

Nueve dragones en pantalla: imágenes de China en el documental británico

Plana Espinet, Gina
Fonte: [Barcelona] : Universitat Autònoma de Barcelona, Publicador: [Barcelona] : Universitat Autònoma de Barcelona,
Tipo: Tesis i dissertacions electròniques; info:eu-repo/semantics/doctoralThesis; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Publicado em //2015 SPA
Relevância na Pesquisa
36.64%
El espectacular crecimiento económico experimentado por China en los últimos veinticinco años ha transformado el país en una superpotencia mundial y en uno de los temas más recurrentes de nuestra época. Las televisiones de todo el mundo han demostrado reiteradamente su interés por dar cuenta de la naturaleza de las nuevas relaciones sino-europeas, y las noticias relacionadas con China inundan hoy las pantallas de los televisores de casi toda Europa. Pero las relaciones entre China y el viejo continente no son un fenómeno nuevo y las imágenes del país asiático han estado presentes en todos los periodos de la historia del pensamiento y la cultura occidentales. Investigadores recientes y pasados se han acercado a la representación de China desde múltiples perspectivas pero son pocos los que osan adentrarse en las particularidades de su plasmación audiovisual y el análisis de las imágenes de China en el cine documental se revela especialmente desatendido en el ámbito de la investigación académica. En base a la teoría del framing, esta tesis doctoral analiza todos los documentales emitidos en la televisión generalista británica entre 2010 y 2012, buscando nuevos y viejos patrones de representación de China. Se demuestra que la imagen que el gigante asiático ha merecido a los pensadores europeos de todas las épocas alterna cronológicamente visiones positivas y negativas y que éstas han tenido un impacto en la forma en la que los Europeos han entendido China en cada momento. Asimismo...

De la China legendaria al declive del Celeste Imperio: La representación de China y su imagen literaria en la España del siglo XIX

Ning, Siwen
Fonte: [Barcelona] : Universitat Autònoma de Barcelona, Publicador: [Barcelona] : Universitat Autònoma de Barcelona,
Tipo: Tesis i dissertacions electròniques; info:eu-repo/semantics/doctoralThesis; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Publicado em //2015 SPA
Relevância na Pesquisa
36.65%
Esta tesis examina la representación de China que ofrecen la prensa y la narrativa española en el siglo XIX. El periodo del que se ocupa comprende entre los años 30 del siglo XIX hasta alrededor de 1900, teniendo en cuenta el relevo del japonismo por la chinoiserie. La tesis tiene como fuentes primarias textos españoles derivados de tres ámbitos. En primer lugar, la prensa ilustrada, que se considera el campo más fecundo de la reproducción de estereotipos del extranjero y más sensible a las tendencias artísticas; en segundo lugar, los principales libros de viaje a China escritos por diplomáticos españoles y, por último, las obras de ficción sobre China o sobre los chinos, tanto los publicados en la prensa como los publicados en volúmenes. La tesis plantea un paradigma analítico basándose en tres corrientes teóricas posmodernas: la representación, la imagología y el estereotipo, acudiendo a teóricos como S. Hall, D. H. Pageaux y R. Amossy. En el planteamiento, estas tres ramas disciplinarias confluyen en un enfoque poscolonial, atendiendo a las críticas y metodologías de E. W. Said y H. Bhabha. En cuanto a la percepción de la otredad desde un punto de vista historiográfico, se recurre a la historia del conocimiento sobre China desde España...

AS RELAÇÕES ENTRE CHINA E AMÉRICA LATINA: IMPACTOS DE CURTA OU LONGA DURAÇÃO?

Ferchen, Matt; Universidade de Tsinghua (China)
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/05/2013 POR
Relevância na Pesquisa
46.49%
O artigo foca as relações de negócios e investimentos entre China e América Latina na década de 2000. Hátrês interpretações principais, distintas e relacionadas, sobre esse conjunto de relações: para a primeira,a América Latina, uma região com recursos naturais abundantes, exporta produtos primários para umaChina em expansão, mas carente de tais recursos. Sustentam essa interpretação aqueles, incluindo muitosrepresentantes proeminentes do governo, que afirmam as relações econômicas entre China e AméricaLatina serem fundamentalmente complementares, tendo um efeito positivo para ambas as partes. Emcontrapartida, outros observadores têm destacado que o que é visto como complementaridade é na verdadeapenas uma forma renovada de dependência latino-americana. Esses autores alegam que, apesar darápida expansão dos negócios e investimentos trazer benefícios no curtoprazo para ambos os lados, essanatureza de relações baseada em commodities reforça os padrões disfuncionais de desenvolvimento daAmérica Latina que muitos países da região há muito tempo renunciaram e têm tentando deixar para tráshá mais de meio século. Tomando essa discussão como referência...

A Grande Guerra e a ascensão da Ásia: a China e o Japão

Vaz-Pinto,Raquel
Fonte: IPRI-UNL e Tinta da China Publicador: IPRI-UNL e Tinta da China
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 PT
Relevância na Pesquisa
46.38%
A Grande Guerra é geralmente analisada pelo prisma das grandes potências e, em especial, dos Estados Unidos, França e Grã-Bretanha. Os três aliados não partilhavam os mesmos objectivos e a mesma visão do que deveria ser a ordem do pós-guerra. Esta divisão era também visível noutras partes do globo e, em especial, na Ásia Oriental. Este artigo tem como finalidade analisar os objectivos de dois países asiáticos: a China e o Japão. Enquanto a China considerou a entrada na Guerra como um meio para a sua verdadeira autodeterminação inserida no espírito wilsoniano, o Japão viu uma oportunidade de ver consagrado o seu estatuto de grande potência imperial. Apesar de ambos terem saído deste conflito - e, em especial, do Tratado de Versalhes - insatisfeitos, a Grande Guerra confirmou a ascensão da Ásia enquanto actor das relações internacionais.

A China e a cooperação Sul-Sul

Mendes,Carmen Amado
Fonte: IPRI-UNL e Tinta da China Publicador: IPRI-UNL e Tinta da China
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
46.38%
A mudança de paradigma na forma como a República Popular da China é percepcionada (de fraca e politicamente frágil a forte) e o seu crescente soft power, resultante, em parte, dos elevados níveis de desenvolvimento económico, levaram à aceitação generalizada da sua influência cada vez mais visível no hemisfério Sul. Vista como um parceiro mais conveniente do que os países ocidentais, a China legitima a sua presença em África e na América Latina apresentando o seu próprio modelo de desenvolvimento económico, dissociado da democratização política. Recorrendo ao slogan da cooperação Sul-Sul e substituindo as normas ditas ocidentais por outras «com características chinesas», como as subjacentes aos Cinco Princípios de Coexistência Pacífica, Pequim desafia os interesses europeus e transatlânticos nessas regiões.

Grande Estratégia e o «sonho da China» de Xi Jinping

Carriço,Alexandre
Fonte: IPRI-UNL e Tinta da China Publicador: IPRI-UNL e Tinta da China
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.43%
O artigo descreve dois pilares conceptuais e simbióticos da grande estratégia da China («ascensão/desenvolvimento pacífico» e «mundo harmonioso») e o recente emolumento conceptual de Xi Jinping, denominado «sonho da China/chinês». Argumenta-se que este conceito é uma evolução na continuidade ainda que possa indiciar teluricamente uma alteração no padrão de comportamento do país, passando da anterior «lógica de redução das diferenças» para uma de «gestão e controlo das diferenças» dos seus interesses face aos de outros atores do sistema internacional.

O reposicionamento da China: geoeconomia, geopolítica e estratégia

Ribeiro,José Félix
Fonte: IPRI-UNL e Tinta da China Publicador: IPRI-UNL e Tinta da China
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.38%
O artigo começa por apresentar os fatores que facilitaram a centralidade dos Estados Unidos durante a Guerra Fria e a influência da globalização nesses fatores, destacando o papel-chave das relações económicas, financeiras e estratégicas dos Estados Unidos com a Ásia-Pacífico entendidas como a base da globalização. Tendo em conta a crise financeira internacional de 2008, que precipitou um ajustamento naquela relação, analisam-se os fatores internos da China que podem favorecer a atuação chinesa naquela área e, por fim, os objetivos intermédios e operacionais caso a China queira no futuro disputar com os Estados Unidos o papel de «Império do Meio».

A China e a Índia no Atlântico Sul

Neves,Miguel Santos
Fonte: IPRI-UNL e Tinta da China Publicador: IPRI-UNL e Tinta da China
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.38%
O artigo começa por analisar os objetivos, a estratégia e o impacto da presença da China no Atlântico Sul e a forma como tem respondido aos desafios que se vão colocando. Depois centra-se na análise da presença da Índia, procurando perceber as conexões com o seu espaço estratégico natural e a relevância das relações que mantém com o Brasil e a África do Sul. Por fim procede a uma análise comparativa da ação e impacto da China e da Índia de modo a identificar pontos de convergência e de divergência e refletir sobre a própria relação bilateral no contexto do Atlântico Sul assim como sobre as tensões e contradições no seio dos BRICS

Confluência na Ásia? As relações Rússia-China

Freire,Maria Raquel
Fonte: IPRI-UNL e Tinta da China Publicador: IPRI-UNL e Tinta da China
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.38%
As relações Rússia-China têm sido pautadas por níveis de cooperação assentes nas posturas comuns em temas fundamentais de política externa, bem como por alguns elementos de continuidade nos projetos de consolidação nacional. Contudo, esta não tem sido uma relação isenta de constrangimentos, especialmente quando objetivos incompatíveis se cruzam. Este texto analisa as relações entre a Rússia e a China num quadro internacional mudado, onde a região Ásia-Pacífico tem vindo a ganhar relevância. Relações políticas, económicas e de segurança são objeto de análise, com vista a compreender os principais temas na agenda e as dinâmicas que têm gerado em termos da relação bilateral, que se assume cada vez mais assimétrica.

A China e a transformação da Ásia

Gaspar,Carlos
Fonte: IPRI-UNL e Tinta da China Publicador: IPRI-UNL e Tinta da China
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.38%
O artigo explora o papel da China na evolução da Ásia no sistema internacional, apresentando as dinâmicas políticas e securitárias que caracterizaram os seus diferentes «centros» - a Ásia Oriental, a Ásia do Nordeste ou a Ásia do Sudeste - e que na viragem do século criaram as condições para a emergência de uma «Grande Ásia», em simultâneo com o reconhecimento da China. São ainda abordados os diferentes conflitos que marcaram a história da região durante a Guerra Fria, e embora o fim da Guerra Fria não tenha trazido a «paz kantiana» à Ásia verificou-se um «intervalo lockeano» na região, resultado da preponderância unipolar norte-americana e de um ciclo longo de desenvolvimento económico.