Página 1 dos resultados de 2008 itens digitais encontrados em 0.010 segundos

Desempenho de crianças com transtorno fonológico no test of language development primary 3 adaptado para o Português Brasileiro; Performance of phonological disordered children in the test of language development primary 3 adapted to Brazilian Portuguese

Broggio, Francine Tovo Ortigoso
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
46.24%
A heterogeneidade do Transtorno Fonológico tem suscitado muitas discussões e despertado a atenção dos pesquisadores quanto a importância de se descrever detalhadamente as características fonológicas dos sujeitos que o apresentam. Instrumentos específicos que contribuem para o diagnóstico diferencial desse Transtorno de outras alterações de linguagem possibilitam maior precisão na sua identificação. O presente estudo teve como objetivo descrever o desempenho de crianças com Transtorno Fonológico no Test of Language Development Primary 3 adaptado para o Português Brasileiro. Participaram da pesquisa 91 sujeitos, de ambos os gêneros, com idades variando de 4:0 a 8:10 anos, sendo 76 crianças com desenvolvimento típico de fala e linguagem (grupo controle) e 15 crianças com Transtorno Fonológico (grupo pesquisa). Foram aplicados os subtestes do Test of Language Development Primary 3 adaptado em todos os sujeitos, e analisados os escores padrão dos subtestes e os quocientes dos índices compostos. Também foram analisadas as correlações entre os índices Percentage of Consonants Correct - Revised do ABFW e o Percentage of Consonants Correct - Revised do Test of Language Development Primary 3 adaptado, e, entre cada um desses índices e os escores padrão dos subtestes e os quocientes do teste. Foi ainda analisada a associação entre histórico de otite...

Designação sintática estrutural em crianças com distúrbio específico de linguagem, autismo e síndrome de Down; Syntactic structural assignment in children with specific language impairment, autism and Down syndrome

Tavares, Talita Maria Fortunato
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/05/2012 PT
Relevância na Pesquisa
46.25%
Objetivo: Estudar a estruturação hierárquica da sintaxe em crianças com distúrbios de linguagem. Foram pesquisados os quadros de Distúrbio Específico de Linguagem (DEL), Distúrbios do Espectro Autístico (DEA) e Síndrome de Down (SD). O objetivo principal desta pesquisa foi avaliar e comparar a designação sintática estrutural, por meio da compreensão de sentenças com predicativos e pronomes reflexivos ligados a um substantivo não adjacente, de modo a testar a hipótese do Déficit de Ordenação Hierárquica (DOH). Essa hipótese postula que crianças com distúrbios de linguagem têm dificuldade em estabelecer relações não adjacentes (hierárquicas) entre os elementos de uma frase. Esta pesquisa também avaliou se uma demanda adicional de memória de trabalho, em construções contendo pronomes reflexivos, afeta a designação sintática estrutural em crianças com DEL, DEA e SD. Método: Sessenta e duas crianças falantes do Português Brasileiro (40 meninos e 22 meninas) entre 7; 0 e 14; 2 anos de idade participaram de dois estudos que investigaram a designação sintática de predicativo e de pronome reflexivo. O Estudo I comparou o desempenho de crianças com DEL e crianças com desenvolvimento típico de linguagem (DTL). O Estudo II comparou o desempenho de crianças com DEL...

Habilidades motoras, linguísticas e cognitivas de crianças prematuras e crianças nascidas a termo entre dois e três anos; Motor, cognitive and language skills of premature and term infants between two and three years

Ribeiro, Camila da Costa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/02/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.24%
A prematuridade é considerada um fator de risco biológico para o desenvolvimento infantil. Permeando a hipótese de que, a prematuridade possa levar à alterações do desenvolvimento, condição esta significativa nas fases iniciais, quando o cérebro está imaturo tornando a criança vulnerável à eventos interferentes nos processos de aquisição de habilidades, este estudo foi delineado, com o objetivo de comparar o desempenho de crianças nascidas prematuras e típicas de idade entre dois e três anos quanto ao desempenho motor, linguístico e cognitivo. Após o cumprimento dos aspectos éticos, foram avaliadas 20 crianças com prematuridade (GE-I), 16 crianças com prematuridade extrema (GE-II) e 36 crianças nascidas a termo (GC-I e GC-II), com desenvolvimento típico, pareadas quanto ao sexo e idade cronológica. A avaliação foi composta por entrevista inicial com os responsáveis, Questionário de Anamnese, Inventário de Desenvolvimento de Habilidades Comunicativas MacArthur - Primeiras palavras e gestos, Observação do Comportamento Comunicativo, Teste de Vocabulário por Imagens Peabody, Teste de Linguagem Infantil ABFW Parte de Vocabulário, Teste de Screening de Desenvolvimento Denver II e avaliação psicológica...

Desempenho de escolares falantes do Português Brasileiro no Clinical Evolution of Linguage Functions - 4th edition (CELF-4); Performance of portuguese speaking school children in the Clinical Evaluation of Language Functions - 4th edition (CELF - 4)

Bento-Gaz, Ana Carolina Paiva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.21%
Para avaliar a linguagem infantil, há a necessidade da utilização de vários testes e a identificação das alterações deve ser realizada por meio de um sistema padronizado. No Brasil, há escassez de testes formais para avaliação da linguagem infantil. A tradução e adaptação de instrumentos já disponíveis em outras Línguas podem amenizar essa carência. Sendo assim, o objetivo geral deste estudo foi verificar o desempenho de escolares falantes do Português Brasileiro no Clinical Evaluation of Language Functions - 4th Edition (CELF - 4). Participaram deste estudo 160 escolares em desenvolvimento normal de linguagem, na faixa etária compreendida entre 7 e 10 anos de idade, sendo 80 deles recrutados em escola pública e 80 oriundos de escola particular da Zona Leste da cidade de São Paulo. Na primeira parte do estudo, apresentamos a tradução e adaptação do CELF-4 para o Português Brasileiro e os resultados obtidos mostraram que os procedimentos adotados na tradução do teste mantiveram sua equivalência com a versão original, indicando que não houve mudanças significativas no conteúdo e no formato do teste. Foi utilizado o ? de Cronbach para verificar a consistência interna de cada subteste do CELF-4, ou seja...

A relação linguagem-cognição no trabalho com Comunicação Suplementar e/ou Alternativa com a criança com paralisia cerebral; The cognitive-language relation in the Augmentative and/or Alternative Communication intervention in children with cerebral palsy

Pires, Sandra Cristina Fonseca
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/03/2005 PT
Relevância na Pesquisa
46.31%
Comunicação Suplementar e/ou Alternativa (CSA) é uma área clínica reconhecida pela ASHA (1991) que visa suprir temporária ou permanentemente dificuldades severas de comunicação oral, seja qual for o fator etiológico e a idade do indivíduo em questão. É uma área ainda recente no Brasil, havendo poucos estudos científicos, sobretudo que a relacionem com o trabalho cognitivo e de linguagem e com quadros de alteração sensório-motora em crianças. A hipótese inicial é que haja pré-requisitos cognitivos e de linguagem para a abordagem direta da CSA. A presente pesquisa teve como objetivo relacionar o nível de desenvolvimento cognitivo e de linguagem com o desempenho do trabalho de CSA com crianças com Paralisia Cerebral. Utilizou-se como amostra nove crianças com paralisia cerebral, com idades entre 4;0 e 9;11. Cada criança foi avaliada a partir de um protocolo estabelecido para determinar sua etapa de desenvolvimento cognitivo e de linguagem. Paralela a esta avaliação registrou-se o desempenho da criança no uso da CSA e a descrição detalhada do seu material - tipo de sistema utilizado, número de símbolos no total e por categoria semântica, forma de disposição e tipo de acesso. No caso das crianças que apresentaram uso eficiente da CSA...

Procedimentos para a análise de vogais e obstruintes de fala infantil no português brasileiro; Procedures for the analysis of child vowels and obstruents in brazilian portuguese

Larissa Mary Rinaldi
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/08/2010 PT
Relevância na Pesquisa
46.25%
Esta dissertação pretende criar uma base de dados de referência da fala infantil, para o estudo de vogais e obstruintes do Português Brasileiro (doravante PB). Os sujeitos têm de 5 a 7 anos de idade, sem história de patologias de fala. Para isso, desenvolveu-se uma ferramenta lúdica para a coleta da fala dos sujeitos. A metodologia é centrada em uma história infantil, intitulada "Deu a louca nos Contos de Fadas", e usa um jogo de percurso de tabuleiro para gerar a emissão de 57 palavras criadas para o instrumento. O total de palavras alvo é 36. Elas foram criadas pondo-se em correspondência cada obstruinte do PB (fricativas e oclusivas) com as vogais [a], [i] e [u]. A metodologia permite a coleta de todos os sons do PB na posição de ataque inicial e medial. Este estudo utilizou-o apenas para observar obstruintes e vogais em posição tônica inicial. Foram coletados dados de 9 crianças (5 meninas e 4 meninos) na fase final de aquisição da linguagem. Para as gravações, o pesquisador solicitou às crianças que dissessem as palavras alvo inseridas em uma frase veículo que se mantinha dentro do tema lúdico. A frase foi "Digo ____ volte atrás". Essa dizia respeito a desfazer uma suposta confusão gerada pelos protagonistas da história infantil. Era a frase "mágica". Apenas uma sessão de coleta de dados (para cada criança) foi suficiente para gravar todas as palavras-alvo. Em análise preliminar...

Avaliação de linguagem infantil em situação naturalística e contexto grupal; Assessment of child language in naturalistic group context

Amanda Brait Zerbeto
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
56.35%
Na Clínica Fonoaudiológica, a avaliação de linguagem é o processo que permite ao fonoaudiólogo caracterizar e analisar a linguagem da criança, e que fornece subsídios para a conduta a ser adotada pelo profissional. A abordagem sócio interacionista de aquisição de linguagem considera a linguagem como a atividade pela qual o sujeito constrói seu conhecimento de mundo. Linguagem e conhecimento do mundo passam pela mediação do outro, o interlocutor, com destaque para a relação dialógica no acesso ao simbólico. Dessa concepção de linguagem decorrem propostas de avaliação em contextos que permitam a observação dos diferentes aspectos da linguagem. Constituem exemplo disso as situações naturalísticas, preferencialmente em grupo, em que se propicia a interação da criança com diferentes interlocutores (adulto e crianças), e com atividades apropriadas à faixa etária das crianças - tipicamente situações de brincadeira. Nesse sentido, o objetivo do presente estudo foi descrever aspectos e contribuições de uma proposta de avaliação de linguagem em situação naturalística e em grupo, de crianças entre 1:9 e 3:0 anos (projeto aprovado pelo CEP - Unicamp, protocolo 399/2011). Participaram do estudo nove crianças...

Risk factors for proper oral language development in children: a systematic literature review

Gurgel,Léia Gonçalves; Vidor,Deisi Cristina Gollo Marques; Joly,Maria Cristina Rodrigues Azevedo; Reppold,Caroline Tozzi
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2014 EN
Relevância na Pesquisa
56.34%
Purpose: To conduct a systematic review of literature production related to risk factors for proper oral language development in children. Methods: We used the terms "child language," "risk factors," and "randomized controlled trial" in MEDLINE (accessed via PubMed), Lilacs, SciELO, and The Cochrane Library from January 1980 to February 2014. Randomized controlled trials involving the study of some risk factors related to child language were included. Works with individuals who were not from the age group 0–12 years and presented no reliable definition of risk factors were excluded. The research findings were classified according to their theme and categorized methodological aspects. Results: We observed the lack of a standardized list of risk factors for language available for health professionals. The main risk factor mentioned was family dynamics, followed by interaction with parents, immediate social environment, and encouragement given to the child in the first years of life. It was also observed that organic hazards such as brain injury, persistent otitis media, and cardiac surgery, besides the type of food and parental counseling, may be related to language disorders. Conclusion: More randomized controlled trials involving the evaluation of risk factors for child language and the creation of further studies involving children above 6 years of age and males are needed.

Interventions Aimed at Improving Child Language by Improving Maternal Responsivity

Brady, Nancy; Warren, Steven F.; Sterling, Audra
Fonte: PubMed Publicador: PubMed
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2009 EN
Relevância na Pesquisa
46.3%
Maternal responsivity, or the ways in which mothers provide for, interact with, and respond to their children, helps to shape their children’s development, including language development. In this chapter, we describe maternal responsivity as a multilevel construct with different measures appropriate for each level. Molar responsivity refers to aspects of interaction style such as affect that can best be measured with rating scales. Molecular responsivity refers to contingent maternal behaviors that occur in response to child behaviors; and are best reflected by the frequencies of occurrence of these contingent behaviors. Results of many studies have demonstrated that both molar and molecular responsivity are related to important child outcomes such as language development. Children of more responsive mothers tend to have better outcomes. Based on these findings, interventions aimed at improving maternal responsivity and thereby child language outcomes have been developed and investigated through a number of studies. Results have shown positive outcomes for maternal responsivity and lesser secondary benefits to child language outcomes. Some of the qualities that appear associated with better outcomes include timing the interventions to co-occur with specific developments in child behaviors...

Study of child language development and disorders in Iran: A systematic review of the literature

Kazemi, Yalda; Stringer, Helen; Klee, Thomas
Fonte: Medknow Publications & Media Pvt Ltd Publicador: Medknow Publications & Media Pvt Ltd
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /01/2015 EN
Relevância na Pesquisa
46.32%
Child language development and disorder in Iran has been the focus for research by different professions, the most prominent ones among them being psychologists and speech therapists. Epidemiological studies indicate that between 8% and 12% of children show noticeable signs of language impairment in the preschool years; however, research on child language in Iran is not extensive compared to studies in English speaking countries, which are currently the basis of clinical decision-making in Iran. Consequently, there is no information about the prevalence of child language disorders in Iranian population. This review summarizes Iranian studies on child language development and disorder in the preschool years and aims to systematically find the most studied topics in the field of normal development, the assessment and diagnosis of language impairments as well as exploring the current gaps within the body of literature. Three main Iranian academic websites of indexed articles along with four other nonIranian databases were scrutinized for all relevant articles according to the inclusion criteria: Iranian studies within the field of Persian language development and disorders in preschool children published up to December 2013. They are classified according to the hierarchy of evidence and weighed against the criteria of critical appraisal of study types. As this is a type of nonintervention systematic review...

An in-depth analysis of real and perceived barriers to speech and language program participation for children with speech and language delays : a question of barriers to service?

Sneyd, Elizabeth J.
Fonte: Brock University Publicador: Brock University
Tipo: Electronic Thesis or Dissertation
ENG
Relevância na Pesquisa
46.24%
The current study investigated the effects that barriers (both real and perceived) had on participation and completion of speech and language programs for preschool children with communication delays. I compared 36 families of preschool children with an identified communication delay that have completed services (completers) to 13 families that have not completed services (non-completers) prescribed by Speech and Language professionals. Data findings reported were drawn from an interview with the mother, a speech and language assessment of the child, and an extensive package of measures completed by the mother. Children ranged in age from 32 to 71 mos. These data were collected as part of a project funded by the Canadian Language and Literacy Research Networks of Centres of Excellence. Findings suggest that completers and non-completers shared commonalities in a number of parenting characteristics but differed significantly in two areas. Mothers in the noncompleting group were more permissive and had lower maternal education than mothers in the completing families. From a systemic standpoint, families also differed in the number of perceived barriers to treatment experienced during their time with Speech Services Niagara. Mothers in the non-completing group experienced more perceived barriers to treatment than completing mothers. Specifically...

The biological and behavioural effects of maternal trauma and posttraumatic stress disorder on child development

Beall, Jacqueline Anne
Fonte: Universidade de Adelaide Publicador: Universidade de Adelaide
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 2752576 bytes; 96130 bytes; application/pdf; application/pdf
Publicado em //2007 EN
Relevância na Pesquisa
46.28%
Environmental factors such as stress and hormones acting during embryogenesis, as well as early life experiences such as parental care have been clearly demonstrated in animal models to shape the individual's phenotypic gene expression, brain development, and behavioural repertoires ( Meaney, 2005 ). However, human studies have not assessed both prenatal mental health and the quality of postnatal parental care with the same sample of mothers. The current study sought to fill this gap by investigating the impact of women's experiences of trauma and posttraumatic stress disorder ( PTSD ) before pregnancy on the mother's ante - and postnatal mental health problems, parenting, and children developmental outcomes. The study reported here is the second phase of a longitudinal study that commenced in 2002. In phase one community based middle class women in their third trimester of pregnancy were recruited and followed during the early postnatal period ( Linke, 2002 ; Lowe 2003 ). The current study assessed forty four mother - infant dyads at three time points during the second postnatal year. The dyads were divided into one of three groups ( control, trauma control and PTSD ) depending on the mother's trauma experience and whether she met the lifetime diagnosis for PTSD. The assessments included the measure of the mother and infant's basal cortisol...

Dos paradoxos da constituição do sujeito e das tentativas de saber-fazer com a língua: a amarração sinthomática nas vias de um autismo

Souza, Cirlana Rodrigues de
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
46.43%
Nesta tese abordamos os paradoxos da constituição do sujeito e sua relação com a linguagem embasados na teoria psicanalítica de Jacques Lacan e na teoria da linguística estrutural de Ferdinand de Saussure no que concerne ao significante e seu funcionamento pela distinção que possibilita a inscrição da alteridade constitutiva. Da Psicanálise, delimitamos conceitos como pulsão, Real, Simbólico e Imaginário, o Sinthoma como uma possibilidade para o sujeito em constituição, a repetição e lalíngua. De modo específico, tratamos dos impasses subjetivos instaurados no percurso de constituição estrutural de uma criança em tratamento psicanalítico em vias de uma resolução autista e de suas tentativas de saber-fazer com a língua nesse percurso. A língua, em seu funcionamento pela distinção entre significantes, deu a direção do tratamento por ser o operador dessa condição do sujeito e de seus impasses no laço com o Outro. A tese desta pesquisa gira em torno da seguinte questão: Qual a função da língua insistente da criança em uma fala que não servia para ela se comunicar? Temos como hipótese paradoxal a tomada da língua, pela criança, como tentativa de saber-fazer com seu sintoma conferindo-lhe um estatuto de sinthoma...

Caracterização do perfil diagnóstico e fluxo de um ambulatório de Fonoaudiologia hospitalar na área de Linguagem infantil; Characterization of the diagnostic profile and flow of a Speech-Language Pathology service in child language within a public hospital

MANDRÁ, Patrícia Pupin; DINIZ, Marília Vieira
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
56.18%
OBJETIVO: Caracterizar o perfil diagnóstico e o fluxo de usuários de um serviço de Fonoaudiologia de um hospital escola público. MÉTODOS: A coleta foi realizada em documentos, arquivos de prontuário, selecionados por código no período entre outubro de 2007 e março de 2009. Após o registro, os resultados foram descritos estatisticamente. RESULTADOS: Houve predomínio do gênero masculino (67,8%); em 58,95% a faixa etária estava entre 0 e 7 anos; 88,48% da população era procedente de municípios da região norte do estado de São Paulo; 43,2% vinham do serviço neurologia do hospital e 33,6% frequentavam escola. Quanto ao diagnóstico 27,5% eram de atraso de linguagem, 20,06% de distúrbios de linguagem e 15,51% de distúrbios da aprendizagem, com prevalências de 0,31, 0,17 e 0,23 casos em 273, respectivamente. As comorbidades foram: retardo do desenvolvimento neuropsicomotor (14,28%) e prematuridade (8,69%). Os encaminhamentos eram para Audiologia (24,77%) e Odontologia (20,18%) e 51,64% dos usuários estavam em lista de espera para terapia no local. CONCLUSÃO: Prevaleceu o diagnóstico de atraso de linguagem em crianças do gênero masculino, com idade entre 0 e 6 anos e 11 meses. Foi identificado um fluxo externo proveniente de município da região e interno (ambulatorial). Parte da demanda foi absorvida pelo serviço...

Performance de sujeitos falantes do Português e do Inglês no Test of Early Language Development; Performance of Brazilian Portuguese and English speaking subjects on the Test of Early Language Development

GIUSTI, Elisabete; BEFI-LOPES, Débora Maria
Fonte: Pró-Fono Produtos Especializados para Fonoaudiologia Ltda. Publicador: Pró-Fono Produtos Especializados para Fonoaudiologia Ltda.
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
56.19%
TEMA: aplicação de um teste americano de linguagem infantil em sujeitos falantes do Português Brasileiro. OBJETIVO: comparar a performance de sujeitos normais falantes do Português Brasileiro com os sujeitos falantes do Inglês Americano no Test of Early Language Development - Terceira Edição (TELD-3). MÉTODO: participaram deste estudo 120 crianças, com faixa etária de 2:00 a 7:11 anos, sendo 20 sujeitos por faixa etária, de ambos os sexos. Os sujeitos passaram por um processo de seleção e foram testados individualmente pela pesquisadora, em seguida foi realizada uma análise comparativa entre a performance dos falantes do Português e os falantes do Inglês. RESULTADOS: os resultados indicaram que a performance dos sujeitos foi equivalente para a idade até 4:11 anos. Para 5, 6 e 7 anos no subteste receptivo da forma A, os sujeitos falantes do Português obtiveram pontuação mais alta do que a apresentada na referência americana. E para as faixas etárias de 5 e 6 anos no subteste expressivo, na forma B, a pontuação dos sujeitos falantes do Português foi menor do que a observada na referência americana. CONCLUSÃO: a tradução de instrumentos diagnósticos já disponíveis em outras línguas pode amenizar a carência em países que não dispõem destes recursos e...

Audiovisual language and school language: two cosmo-visions in the structuring of children linguistics; Lenguaje audiovisual y lenguaje escolar: dos cosmovisiones en la estructuración lingüística del niño

Ciro, Lirian Astrid
Fonte: Universidad de la Sabana Publicador: Universidad de la Sabana
Tipo: Artigo de Revista Científica
SPA
Relevância na Pesquisa
46.28%
This paper analyzes the complex relationship between audiovisual language (TV being one of its main supports) and school language in order to observe their effects on child language. In this way, audiovisual language is a potentially educational mechanism because it is both a new way of resignifying the world and a mechanism of linguistic socialization. Hence, it is necessary to establish a strategic relationship between audiovisual language and school language. In this way, child language is an intermediate point between these two languages and it allows the child to have open and flexible views of different realities and to be willing to weigh options. In short, it is the structuring of a new society where multiplicity of codes will contribute to facilitating free expression.; En el presente texto se pretende analizar la compleja red relacional existente entre el lenguaje audiovisual (partiendo de la televisión como uno de sus soportes) y el lenguaje escolar, para vislumbrar sus efectos en el lenguaje infantil. La idea es mostrar el lenguaje audiovisual como un mecanismo potencialmente educativo, por cuanto es una forma de resignificar el mundo y de socialización lingüística; tal característica hace necesario entablar una relación estratégica entre él y el lenguaje escolar. De este modo...

Audiovisual language and school language: two cosmo-visions in the structuring of children linguistics; Lenguaje audiovisual y lenguaje escolar: dos cosmovisiones en la estructuración lingüística del niño

Ciro, Lirian Astrid
Fonte: Universidad de la Sabana Publicador: Universidad de la Sabana
Tipo: Artigo de Revista Científica
SPA
Relevância na Pesquisa
46.28%
This paper analyzes the complex relationship between audiovisual language (TV being one of its main supports) and school language in order to observe their effects on child language. In this way, audiovisual language is a potentially educational mechanism because it is both a new way of resignifying the world and a mechanism of linguistic socialization. Hence, it is necessary to establish a strategic relationship between audiovisual language and school language. In this way, child language is an intermediate point between these two languages and it allows the child to have open and flexible views of different realities and to be willing to weigh options. In short, it is the structuring of a new society where multiplicity of codes will contribute to facilitating free expression.; En el presente texto se pretende analizar la compleja red relacional existente entre el lenguaje audiovisual (partiendo de la televisión como uno de sus soportes) y el lenguaje escolar, para vislumbrar sus efectos en el lenguaje infantil. La idea es mostrar el lenguaje audiovisual como un mecanismo potencialmente educativo, por cuanto es una forma de resignificar el mundo y de socialización lingüística; tal característica hace necesario entablar una relación estratégica entre él y el lenguaje escolar. De este modo...

Child language interventions in public health: a systematic literature review

De Cesaro,Bruna Campos; Gurgel,Léia Gonçalves; Nunes,Gabriela Pisoni Canedo; Reppold,Caroline Tozzi
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 EN
Relevância na Pesquisa
66.32%
Purpose: Systematically review the literature on interventions in children's language in primary health care. Methods: One searched the electronic databases (January 1980 to March 2013) MEDLINE (accessed by PubMed), Scopus, Lilacs and Scielo. The search terms used were “child language”, “primary health care”, “randomized controlled trial” and “intervention studies” (in English, Portuguese and Spanish). There were included any randomized controlled trials that addressed the issues child language and primary health care. The analysis was based on the type of language intervention conducted in primary health care. Results: Seven studies were included and used intervention strategies such as interactive video, guidance for parents and group therapy. Individuals of both genders were included in the seven studies. The age of the children participant in the samples of the articles included in this review ranged from zero to 11 years. These seven studies used approaches that included only parents, parents and children or just children. Conclusion: The mainly intervention in language on primary health care, used in randomized controlled trials, involved the use of interactional video. Several professionals...

Cognição, motricidade, autocuidados, linguagem e socialização no desenvolvimento de crianças em creche; Cognition, motor activity, self care, language and socialization during children development in day care

Murta, Agnes Maria Gomes; Lessa, Angelina do Carmo; Santos, Antônio Sousa; Murta, Nadja Maria Gomes; Cambraia, Rosana Passos
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/2011 POR
Relevância na Pesquisa
46.22%
OBJETIVO: avaliar o desenvolvimento cognitivo e motor, autocuidados, linguagem, socialização de crianças e estado nutricional de zero a seis anos. MÉTODO: como sujeitos, participaram 48 crianças matriculadas na instituição filantrópica Casa da Criança, residentes na periferia da cidade de Diamantina (Vale do Jequitinhonha, Minas Gerais, Brasil). Para a coleta dos dados foram utilizados os seguintes instrumentos e procedimentos: aplicação do Inventário Portage, avaliação nutricional e aplicação de questionário sócio-econômico. RESULTADOS: a análise de correlação parcial revelou que ocorreu correlação estatisticamente significante entre os pares de variáveis: cognição x linguagem, socialização x autocuidado e motor x peso/altura e peso/idade. DISCUSSÃO: percebeu-se a necessidade de implantação de um programa nas creches na área de desenvolvimento infantil, que integre saúde e educação, e que possa ser planejado a partir da perspectiva do Inventário Portage. A utilização das ferramentas como as definidas no estudo possibilita a otimização dos repertórios das crianças, a capacitação dos educadores e a orientação dos familiares para estimulação das crianças. CONCLUSÃO: uma intervenção baseada no Inventário Portage mostra-se promissora para promoção das interações saudáveis entre as crianças e pais/cuidadores.; OBJECTIVE: to evaluate the cognition and motor development...

Interações entre díades mãe-criança que apresentam a linguagem expressiva típica e díades mãe-criança que apresentam a linguagem expressiva atrasada; Mother-child interaction: child with typical development in expressive language and child with late language development

Véras, Renata Meira; Salomão, Nádia Maria Ribeiro
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; avaliado por pares; Formato: application/pdf
Publicado em 13/10/2005 POR
Relevância na Pesquisa
46.45%
The main objective of this study was to investigate the interactional aspects of mother-child relation with late development in expressive language and mother-child with typical language development based on the social interaction perspective. Participated in this study twelve mother-child dyads, with children aged from 24 to 36 months equally distributed between two children groups. The motherchild interactions were recorded in a free play situation, and the data registrations and analysis were carried out using the CHILDES (Child Language Data Exchange System) computer program. Through the comparison using proportions test, it was verified that there were variations on mother’s conversation directed to these two groups of children. The analysis of the mother’s semantic contingency pointed that the used continuity expressions with children that presented typical language development. It was observed that children with late development in expressive language received more directive expressions, and mothers presented more requests to children with typical language development. data were analyzed considering that children with typical language development presented more spontaneous speech and adequate verbal answers, and children with late development in expressive language presented more non-verbal answers...