Página 1 dos resultados de 309 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Avaliação econômica do processo de produção de celulase através de cultivo em meio sólido.; Economic evaluation of the process of production of cellulase by cultivation on solid medium.

Lima, Caio Augusto Funck de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/04/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.66%
Na produção do etanol 2G, as celulases representam um componente importante do custo. Com base em informações da literatura e resultados obtidos no Laboratório de Engenharia Bioquímica da Escola Politécnica da USP, foi feito um estudo do custo de produção das celulases via fermentação em estado sólido (FES) em escala industrial. Foram consideradas as seguintes variáveis no processo de produção das celulases, denominadas cenários de produção: concentração das celulases no meio de cultura de 1 a 150 FPU/gms; produtividade em celulases em 0,11 e 0,45FPU/gms.h; atividade de celulase na hidrólise de bagaço de cana-de-açúcar entre 7 e 30 FPU/g de substrato seco; massa de bagaço de cana a ser hidrolisada entre 5 e 30% do bagaço gerado numa usina sucroalcooleira de referência (1.000.000 ton. de cana-de-açúcar /ano); custo dos substratos para a FES variando entre US$6,00 a US$12,00 por tonelada para o bagaço de cana-de-açúcar (80% da massa do meio) e US$80,00 a US$110,00 por tonelada para o farelo de trigo (20% da massa do meio); capacidade volumétrica dos reatores de FES variando entre 5 e 50 m3. Os impactos das variáveis consideradas foram: concentração de celulases no meio de cultura, acima de 45FPU/gms causam reduções menores que 5% no custo de produção; produtividades iguais em celulases (0...

Hidrólise enzimática de celuloses pré-tratadas; Enzymatic hydrolysis of pretreated cellulose

Ogeda, Thais Lucy
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/04/2011 PT
Relevância na Pesquisa
27.78%
A hidrólise enzimática de celulose representa, em relação à hidrólise ácida, uma alternativa limpa para produção de etanol. No entanto, existem duas dificuldades: o alto custo das enzimas e recalcitrância das regiões cristalinas da celulose. Para o primeiro problema, propomos a imobilização de celulase, um complexo enzimático que sinergicamente promove a degradação da celulose em glicose e celobiose, sobre wafers de silício. Apesar da atividade enzimática de celulase adsorvida ser em geral menor que a de celulase livre, a imobilização de celulases provou ser vantajosa, pois permite até seis reusos, mantendo um nível de atividade apenas 20% inferior ao original. Quanto à questão da recalcitrância das regiões cristalinas da celulose, utilizamos diferentes pré-tratamentos de celulose, a fim de reduzir a sua cristalinidade e o seu grau de polimerização, além de também modificar a estrutura supramolecular da celulose e a quantidade de poros que esta apresenta, avaliando todos estes parâmetros quantitativamente frente à atividade enzimática livre e imobilizada. A sacarificação enzimática de celulase livre e imobilizada foi determinada na hidrólise de celulose microcristalina (Avicel), e dois tipos de celulose nativa...

Papel como fonte alternativa para produção anaeróbia de hidrogênio; Paper as an alternative source for anaerobic production

Botta, Lívia Silva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/03/2012 PT
Relevância na Pesquisa
27.88%
O objetivo desse trabalho foi avaliar a produção de 'H IND.2' a partir da degradação de papel sulfite com a utilização de consórcio microbiano obtido do fluido ruminal, na presença e ausência da celulase. Para obtenção de consórcio de bactérias essencialmente produtoras de ' H IND.2', fluido de rúmen in natura, utilizado como inóculo, foi submetido a tratamento ácido (pH 3 por 24 h), e posteriormente enriquecido em meio de cultura Del Nery modificado em diluições seriais. Nos ensaios de produção de 'H IND.2' foi utilizado 10% (v/v) desse inóculo em reatores com diferentes concentrações de papel e celulase, e em reatores controle, nos quais não houve adição de celulase. Reator anaeróbio em batelada, em triplicata, com papel sulfite e meio Del Nery modificado, foi mantido a 37 ºC, pH inicial 7,0, com headspace preenchido com 'N IND.2' (100%) para os seguintes ensaios: (1) 0,5 g papel/L e 4 mL celulase/L; (2) 2,0 g papel/L e 15 mL celulase/ L; (3) 4,0 g papel/L e 30 mL celulase/L; (CT 1) 0,5 g papel/L; (CT 2) 2,0 g papel/L; (CT 3) 4,0 g papel/L. Os rendimentos de 'H IND.2' foram 42, 26,6 e 24 mmol' H IND.2'/g papel para os ensaios 1, 2 e 3, respectivamente. Não houve produção de 'H IND.2' nos reatores controle. O consumo de substrato...

Cálcio e o desenvolvimento de aerênquimas e atividade de celulase em plântulas de milho submetidas a hipoxia

Dantas, Bárbara França; Aragão, Carlos Alberto; Alves, José Donizeti
Fonte: Universidade de São Paulo (USP), Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ) Publicador: Universidade de São Paulo (USP), Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 251-257
POR
Relevância na Pesquisa
37.66%
A formação de aerênquimas é conhecida como uma das mais importantes adaptações anatômicas pelas quais as plantas passam quando são submetidas à deficiência de oxigênio. Esse tecido se desenvolve pela ação de enzimas de degradação ou afrouxamento da parede celular. Este trabalho foi conduzido com o objetivo de verificar o desenvolvimento de aerênquima em plântulas de milho cv. Saracura- BRS 4154, submetidas à hipoxia. Associou-se, ao desenvolvimento dessa estrutura, a atividade da celulase. Para tanto, plântulas com 4 dias de idade foram submetidas aos tratamentos de hipoxia, pela imersão em tampão de alagamento, na ausência e presença de cálcio. Após 0, 1, 2, 3 e 4 dias da aplicação dos tratamentos, foram feitos cortes anatômicos na região apical dos coleóptiles e na região intermediária da raiz para a avaliação da formação de aerênquimas, e coletado o material para os ensaios enzimáticos de celulase. A atividade celulase foi medida através de método viscosimétrico. Nas raízes, a formação de aerênquima aumentou logo após a hipoxia e atingiu 50% do total do córtex ao quarto dia de hipoxia. Este órgão apresentou uma área cortical com aerênquima em média sete vezes maior que nos coleóptiles...

Atividade da celulase de fungos isolados do solo da Estação Ecológica de Juréia-Itatins, São Paulo, Brasil

Ruegger, Marcelo J. S.; Tauk-Tornisielo, Sâmia M.
Fonte: Sociedade Botânica de São Paulo Publicador: Sociedade Botânica de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 205-211
POR
Relevância na Pesquisa
37.57%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Oitenta fungos filamentosos isolados do solo da Mata Atlântica da região conhecida como Banhado Grande, Estação Ecológica de Juréia-Itatins, São Paulo, Brasil, foram analisados para avaliar seus potenciais quanto a produção de celulases em resposta à presença de celulose, como única fonte de carbono, em meio de cultura. Foi utilizada a técnica de coloração com vermelho congo e determinada a atividades da celulase em papel de filtro (FPase) e em carboximetilcelulose (CMCase). Os fungos foram diferenciados quanto à atividade dessas enzimas, pois tais atividades variaram em relação ao tipo de substrato e à metodologia aqui utilizados. A melhor atividade CMCase (1,64 U) foi obtida com o cultivo de Trichoderma harzianum (V) em meio de farelo de trigo após cultivo por 4 dias, a 25 ºC. Os resultados obtidos não forneceram evidências para diferenciar qualquer linhagem que tivesse melhor atividade da celulase em relação às demais. Contudo, sugerem que estudos mais detalhados com as linhagens de Trichoderma: T. harzianum III e V, T. inhamatum I, T. longibrachiatum, T. pseudokoningii II e T. viride I, serão necessários para avaliar se estas são potencialmente boas produtoras de celulase...

Estudos estruturais e funcionais de duas glicosideo hidrolases : a celulase putativa XF0810 de Xylella fastidiosa e a lisozima digestiva 1 de Musca domestica; Structural and functional studies of two glycosyl hydrolases : the putaitve cellulase XF0810 of Xylella fastidiosa and the digestive lysozyme 1 of Musca domestica

Amanda Abdalla Valerio
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/07/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.46%
Glicosídeo hidrolases (EC 3.2.1.-) são enzimas que hidrolisam ligações glicosídicas. Neste trabalho realizamos estudos funcionais e estruturais de duas glicosídeo hidrolases: a celulase XF0810 de Xylella fastidiosa e a lisozima digestiva 1 de Musca domestica (MdL1). A celulase XF0810 está anotada no genoma da X. fastidiosa como membro da família 5 das glicosídeo hidrolases (EC 3.2.1.4). Após a amplificação, clonagem, expressão e purificação da mesma; prosseguimos com os experimentos de filtração em gel analítica, dicroísmo circular, DLS, ensaio enzimático e cristalização desta proteína. Foi feito um estudo de modelagem onde ficou evidenciado que a XF0810 não pertenceria à família 5 pois quatro dos sete resíduos conservados que caracterizam esta família foram substituídos, incluindo os dois resíduos catalíticos de glutamato essenciais para o mecanismo de clivagem de retenção. Isto foi comprovado através da ausência de atividade nos ensaios feitos com a proteína purificada. A MdL1 pertence à família 22 das glicosídeo hidrolases (EC 3.2.1.17) e foi cristalizada com o ligante Nacetilquitotetraosídeo para a difração de raios X. A resolução da estrutura (2H5Z no PDB) foi realizada por meio do método de substituição molecular tendo como modelo a estrutura nativa. A análise comparativa da MdL1 com outras lisozimas de quatro classes diferentes de animais mostrou grande semelhança e pequenas diferenças apenas na região das voltas. Estas diferenças foram utilizadas para explicar as características especiais de uma lisozima com função digestiva. A volta na região definida pelos resíduos 98-100 apresenta uma deleção na MdL1...

Avaliação dos efeitos da aplicação da enzima celulase nas propriedades de sustratos têxteis de algodão

Ferreira, Fernanda Cristina Silva
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 203 p.| il., tabs., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.57%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Físicas e Matemáticas. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Quimica.; Na indústria têxtil as operações convencionais de preparação, tingimento e acabamento são responsáveis pela geração de uma grande quantidade de carga poluidora, especialmente pelo elevado consumo de substâncias químicas como álcalis e agentes tensoativos. Para minimizar estes problemas tem-se aplicado tratamentos enzimáticos, os quais são seletivos à ação sobre componentes químicos específicos e ocorrem a baixas temperaturas, na faixa de 60°C. A celulase é uma das enzimas mais utilizadas na indústria têxtil, principalmente nos processos de preparação e acabamento, em especial no biopolimento. No presente trabalho foram investigadas diferentes condições de empacotamento das fibras de algodão, assim como determinada a influência de diferentes pré-tratamentos sobre a ação da celulase. Verificou-se que a escolha adequada do pré-tratamento pode ser uma possível rota para promover o ataque da enzima em situações onde o mesmo é desfavorável, devido ao aumento da resistência por efeitos de empacotamento. Foram investigadas diferentes meadas de fios (OE 12/1...

Caracterização e aplicação de enzimas de forma combinada na biopreparação de tecidos felpudos de algodão

Furlan, Franciele Regina
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 151 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
27.73%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-graduação em Engenharia Química, Florianópolis, 2013; No presente trabalho investigou-se a viabilidade da utilização do pool enzimático celulase (E.C. 3.2.1.4), pectinase (E.C. 4.2.2.2) e amilase (E.C. 3.2.1.1), na biopreparação de tecidos felpudos 100% algodão. Foram determinadas as atividades enzimáticas em diferentes condições de processo, variando-se os parâmetros pH, temperatura e tempo de reação, investigando-se ainda a melhor combinação entre as enzimas, com a finalidade de remover constituintes celulósicos e não celulósicos presentes nas fibras de algodão (pectinas e amido). Avaliou-se dois processos de biopreparação, primeiramente com a adição de agentes umectante e sequestrante no início do processo e outro após a reação enzimática. Foi avaliado também o desempenho de uma celulase neutra e dos corantes reativos amarelo 145, vermelho 194 e azul 221 na etapa de tingimento, verificando a eficácia do tingimento e biopolimento simultâneos, através das análises de cor no sistema CIELab e testes de pilling e formação de pó (pilosidade). Para fins comparativos, realizou-se uma preparação alcalina convencional com as condições normalmente utilizadas nas indústrias. A comparação das propriedades dos tecidos...

Estudos de sinalização celular em Hypocrea jecorina (Trichoderma reesei) durante a expressão dos genes de celulase (cbh1 e cbh2) em presença de celulose e soforose e durante o antagonismo contra Pythium ultimum

Silva, Roberto do Nascimento
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
27.66%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Celular, 2008.; Trichoderma reesei (Hypocrea jecorina) é amplamente utilizado na indústria e seu potencial para o uso na agricultura como agente de controle biológico contra fungos fitopatogênicos começou a ser explorado recentemente. O gene gna3 que codifica para uma proteína G subgrupo III, ativadora de adenilato ciclase de T. reesei, foi clonado para o estudo do seu possível papel no controle da expressão de genes codificadores das celulases (cbh1 e cbh2) por celulose e soforose. Bem como, na produção de enzimas que degradam parede celular (EDPCs), durante o antagonismo contra Phytium ultimum. A linhagem mutante de T. reesei que possui uma cópia modificada de gna3 para expressão de uma versão da proteína GNA3 (gna3QL) que se mantém ativada exibiu elevado conteúdo intracelular de AMPc e uma diminuição na esporulação, mas sem afetar a taxa de crescimento vegetativo no escuro e um aumento de 20% dessa taxa em presença de luz. Consistente com o comportamento da linhagem selvagem, nenhuma transcrição de genes de celulase ocorre na ausência de indutor. Entretanto, o mutante mostra um aumento na transcrição de celulase em presença de celulose...

Efeito do tratamento hiperbárico na hidrólise de pasta Kraft com celulase

Ferreira, Ana Raquel Figueirinhas Correia
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.57%
Com este trabalho pretendeu-se estudar o efeito que o tratamento a alta pressão hidrostática exerce sobre a hidrólise enzimática com celulase de pasta kraft branqueada de Eucalyptus globulus. Foi utilizada a endo celulase (EC 3.2.1.4) comercial de tipo1,4-(1,3:1,4)-β-D-glucano 4-glucano- hidrolase produzida pelo fungo Tricoderma virido. De modo a averiguar qual a influência que o tratamento hiperbárico tem sobre a velocidade de hidrólise e sobre a quantidade de açúcares redutores formados, quando aplicado previamente à reacção de hidrólise, submeteu-se a pasta a pressões de 300 e 400 MPa durante intervalos de 5, 15 ou 45 minutos. De uma forma geral, verificou-se que a pressão e o tempo de pressurização representam dois parâmetros que afectam significativamente a extensão da reacção de hidrólise, visto o seu aumento se traduzir numa maior quantidade de açúcares redutores formados. Contudo, apesar de no tratamento hidrostático a 400 MPa se verificar uma maior intensidade de hidrólise do que a 300 MPa, à medida que a pasta está mais tempo sob pressão o seu efeito torna-se cada vez menos acentuado quando comparado com as amostras que foram pressurizadas durante menores intervalos de tempo à mesma pressão. Para posteriores análises...

Atividade da celulase de fungos isolados do solo da Estação Ecológica de Juréia-Itatins, São Paulo, Brasil

Ruegger,Marcelo J.S.; Tauk-Tornisielo,Sâmia M.
Fonte: Sociedade Botânica de São Paulo Publicador: Sociedade Botânica de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2004 PT
Relevância na Pesquisa
37.57%
Oitenta fungos filamentosos isolados do solo da Mata Atlântica da região conhecida como Banhado Grande, Estação Ecológica de Juréia-Itatins, São Paulo, Brasil, foram analisados para avaliar seus potenciais quanto a produção de celulases em resposta à presença de celulose, como única fonte de carbono, em meio de cultura. Foi utilizada a técnica de coloração com vermelho congo e determinada a atividades da celulase em papel de filtro (FPase) e em carboximetilcelulose (CMCase). Os fungos foram diferenciados quanto à atividade dessas enzimas, pois tais atividades variaram em relação ao tipo de substrato e à metodologia aqui utilizados. A melhor atividade CMCase (1,64 U) foi obtida com o cultivo de Trichoderma harzianum (V) em meio de farelo de trigo após cultivo por 4 dias, a 25 ºC. Os resultados obtidos não forneceram evidências para diferenciar qualquer linhagem que tivesse melhor atividade da celulase em relação às demais. Contudo, sugerem que estudos mais detalhados com as linhagens de Trichoderma: T. harzianum III e V, T. inhamatum I, T. longibrachiatum, T. pseudokoningii II e T. viride I, serão necessários para avaliar se estas são potencialmente boas produtoras de celulase, sob condições adequadas de cultivo.

Cálcio e o desenvolvimento de aerênquimas e atividade de celulase em plântulas de milho submetidas a hipoxia

Dantas,Bárbara França; Aragão,Carlos Alberto; Alves,José Donizeti
Fonte: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" Publicador: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2001 PT
Relevância na Pesquisa
37.66%
A formação de aerênquimas é conhecida como uma das mais importantes adaptações anatômicas pelas quais as plantas passam quando são submetidas à deficiência de oxigênio. Esse tecido se desenvolve pela ação de enzimas de degradação ou afrouxamento da parede celular. Este trabalho foi conduzido com o objetivo de verificar o desenvolvimento de aerênquima em plântulas de milho cv. Saracura- BRS 4154, submetidas à hipoxia. Associou-se, ao desenvolvimento dessa estrutura, a atividade da celulase. Para tanto, plântulas com 4 dias de idade foram submetidas aos tratamentos de hipoxia, pela imersão em tampão de alagamento, na ausência e presença de cálcio. Após 0, 1, 2, 3 e 4 dias da aplicação dos tratamentos, foram feitos cortes anatômicos na região apical dos coleóptiles e na região intermediária da raiz para a avaliação da formação de aerênquimas, e coletado o material para os ensaios enzimáticos de celulase. A atividade celulase foi medida através de método viscosimétrico. Nas raízes, a formação de aerênquima aumentou logo após a hipoxia e atingiu 50% do total do córtex ao quarto dia de hipoxia. Este órgão apresentou uma área cortical com aerênquima em média sete vezes maior que nos coleóptiles...

Germinação de sementes de café (Coffea arabica L.) submetidas a diferentes concentrações e tempos de embebição em celulase

Sales,Juliana de Fátima; Alvarenga,Amauri Alves de; Oliveira,João Almir de; Nogueira,Francisco Dias; Rezende,Lúcio Costa; Silva,Fabiano Guimarães
Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2003 PT
Relevância na Pesquisa
37.57%
As sementes de café germinam lentamente em razão de a semeadura ser feita logo após a colheita, o que coincide com o período frio do ano, e também por causa de o pergaminho constituir uma barreira que dificulta a absorção de água pela semente. Objetivando avaliar o efeito da aplicação exógena da enzima celulase sobre a germinação de sementes de café, foi realizado o experimento com sementes de café, cultivar Acaiá do Cerrado, imersas em solução de celulase em diferentes concentrações (0; 1,6; 3,2 e 6,4 g.L-1 em tampão citrato de potássio 0,05 M e pH 4,8), por 0, 72 e 144 horas. Observou-se que a enzima celulase na concentração de 6,4 g.L-1 proporcionou maior índice de velocidade de germinação (IVG) e porcentagem de germinação, quando as sementes ficam em contato com a solução por 144 horas.

Produção de celulase por fermentação submersa empregando resíduos agroindustriais para produção de etanol

Barros, Maria Aparecida
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.46%
A preocupação com o consumo crescente de combustíveis, aliada a escassez de matérias-primas e a poluição ambiental estimulam o uso da biotecnologia na produção de biocombustíveis. Neste aspecto um dos interesses da biotecnologia moderna é a utilização de resíduos urbanos, industriais e agrícolas para despoluir o ambiente e criar produtos e tecnologias alternativos associadas à produção de etanol. Este trabalho tem como objetivo avaliar a produção e utilização do complexo enzimático hidrolítico de biomassa mista de soro de queijo e celulose na produção de etanol. Neste trabalho são apresentados os resultados do estudo da produção conjunta das enzimas β – galactosidase e celulase em meios contendo lactose e celulose em diferentes tempos de fermentação para meios de cultura submersa de composição soro 60g/L, extrato de levedura 3g/L com sais (meio 1), soro 60g/L, celulose 20g/L, extrato de levedura 3g/L com sais (meio 2), lactose 40g/L, extrato de levedura 3g/L com sais (meio 3), lactose 40g/L, celulose 20g/L, extrato de levedura 3g/L com sais (meio 4). Observou - se maior produção de enzimas nos meios 3 e 4 sendo escolhido o meio 4 como melhor meio de fermentação para produção de enzimas devido a maior produção de celulase em relação ao meio 3. Após a escolha do meio foi avaliada a produção conjunta das enzimas e estudada a hidrólise da celulose e soro de queijo produzidas pelo extrato enzimático gerado por Aspergillus niger e Trichoderma reesei. O melhor tempo de produção de enzimas encontrado foi de 12h...

Produção de celulase por fermentação submersa empregando resíduos agroindustriais para a produção de etanol

Rocha, Nattácia Rodrigues de Araújo Felipe
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.28%
Neste trabalho estudou-se a produção de um complexo enzimático gerado a partir de resíduos agroindustriais e Aspergillus niger e na sequência a produção de bioetanol utilizando o mesmo resíduo. Nos testes preliminares estudou-se o melhor substrato e escolheu-se a melhor cepa de micro-organismo capaz de gerar um complexo enzimático com boa atividade em termos de celulase (FPase). O complexo enzimático gerado foi submetido a um processo de precipitação salina com o intuito de concentrar o caldo enzimático e avaliar a influência do processo salting-out na melhora da produção de etanol. Depois de selecionado o substrato e a linhagem de Aspergillus niger para o desenvolvimento deste trabalho estudou-se as principais variáveis que influenciam nas fermentação em estado sólido (FES) e consequentemente na produção do complexo enzimático. Nesta etapa do trabalho desenvolveu-se um planejamento composto central (PCC) com o intuito de verificar qual o melhor volume de enchimento do reator tambor rotativo usado na produção de enzimas. Em seguida, variou-se a temperatura e o tempo de FES, as respostas avaliadas foram as atividades proteolíticas e FPase. Selecionadas as condições da FES realizou-se testes de fermentação e hidrólise simultânea empregando a biomassa proveniente do resíduo do beneficiamento de arroz (RBA) e soro de leite na produção de etanol. Para a fermentação alcoólica...

Germinação de sementes de café (Coffea arabica L.) submetidas a diferentes concentrações e tempos de embebição em celulase

Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
PT
Relevância na Pesquisa
37.57%
As sementes de café germinam lentamente em razão de a semeadura ser feita logo após a colheita, o que coincide com o período frio do ano, e também por causa de o pergaminho constituir uma barreira que dificulta a absorção de água pela semente. Objetivando avaliar o efeito da aplicação exógena da enzima celulase sobre a germinação de sementes de café, foi realizado o experimento com sementes de café, cultivar Acaiá do Cerrado, imersas em solução de celulase em diferentes concentrações (0; 1,6; 3,2 e 6,4 g.L-1 em tampão citrato de potássio 0,05 M e pH 4,8), por 0, 72 e 144 horas. Observou-se que a enzima celulase na concentração de 6,4 g.L-1 proporcionou maior índice de velocidade de germinação (IVG) e porcentagem de germinação, quando as sementes ficam em contato com a solução por 144 horas.

Atividade da celulase e β-galactosidase no estudo da firmeza da polpa de mamões 'golden' e 'gran golden'; Cellulase and β-galactosidase activities in 'golden' and 'gran golden' papaya softening

GALLON, Camilla Zanotti; BROETTO, Sabrina Garcia; SILVA, Diolina Moura
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
27.57%
O objetivo desse trabalho foi avaliar a ação das enzimas celulase e β-galactosidase em relação à perda de firmeza dessas cultivares de mamões 'Gran Golden' e 'Golden' devido a relatos de uma perda de firmeza diferenciada entre as cvs. Os frutos foram armazenados a 25ºC e analisados diariamente quanto à firmeza da polpa e à atividade enzimática da celulase e β-galactosidase durante 8 dias. Os resultados de firmeza da polpa e atividade enzimática foram submetidos às análises de correlação e regressão. No 4º dia pós-colheita os mamões 'Golden' apresentaram firmeza média de 60,6 N e os 'Gran Golden' 31,1 N e a um aumento da atividade da celulase e da β-galactosidase. Os dados gerados neste trabalho sugerem que as enzimas celulase e β-galactosidase atuam diferentemente no processo de perda de firmeza dos frutos das cultivares Goldene Gran Golden. Aantecipaçãonaperdade firmezade 'Gran Golden' pode estar relacionada com a maior atividade dessas enzimas.; It has been reported by orchards from the north of Espírito Santo state that 'Gran Golden' papaya loses firmness faster than 'Golden'. The goal of this work was to evaluate the action of cellulase and β-galactosidase related to the softening on papaya. The fruits have been stored at 25ºC and firmness and enzymes activities were daily analyzed during 8 days. The results were submitted to correlation and regression analysis. The activity of cellulase and β-galactosidase had increased for both cultivars. The 4th postharvest day showed that 'Golden' firmness was 6.18 while 'Gran Golden' was 31.1 N. Fruit softening in 'Gran Golden' was intense and the fruit was very soft at ripe stage. These works show that hydrolytic enzymes cellulase and β-galactosidase act differently in the softening process in 'Golden'and 'Gran Golden'papaya. The flesh firmness on 'Gran Golden' is related to the increased activity of these enzymes. These results can help to choose which cultivar to produce in relation to shelf-life and fruit quality at commercialization places.; Coordenacao de Aperfeicoamento de Pessoal de Nivel Superior (CAPES); Banco do Nordeste; Brapex

Avaliação do efeito da inibição da celulase no biopolimento de substrato de algodão

Perfeto, Marcelo Wigg
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 203 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.85%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química; As enzimas celulásicas vêm sendo amplamente utilizadas em substituição aos produtos químicos nas indústrias têxteis em etapas de biopolimento, conferindo aos artigos têxteis maior maciez e melhor acabamento superficial através de um processo ambientalmente correto. Neste contexto, o foco deste trabalho foi avaliar a etapa de biopolimento sob diferentes condições reacionais. Os processos enzimáticos, e em particular a aplicação de celulase investigada neste trabalho, apresentam limitantes como a inibição proporcionada pelos produtos solúveis da reação, afetando diretamente a cinética enzimática. Além disso, a aplicação de celulase na etapa de biopolimento forma como subproduto microfibrilas insolúveis de algodão, que após secas geram um fino pó que acompanham principalmente os artigos felpudos acabados, dando um aspecto indesejável ao produto final. Neste trabalho, aplicou-se celulase comercial sobre tecido felpudo na presença dos inibidores glicose e celobiose, com o objetivo de avaliar o grau de redução da atividade enzimática, a adsorção da celulase sobre o substrato...

Imobilização de celulase em nanopartículas poliméricas de poli(metacrilato de metila) via polimerização em miniemulsão

Simon, Patricia
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 90 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.73%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química, Florianópolis, 2015.; Celulases são enzimas altamente eficientes na conversão de celulose em glicose. Seu emprego na forma imobilizada viabiliza, por meio da possibilidade de sua reutilização em ciclos sucessivos, diversos processos biotecnológicos. Diferentemente dos métodos convencionais de imobilização por ligação covalente, os quais frequentemente requerem inúmeros e complicados procedimentos, a polimerização em miniemulsão permite imobilizar a enzima em nanopartículas poliméricas em uma única etapa de reação. Assim, com o objetivo de obter celulase imobilizada em nanopartículas de poli(metacrilato de metila) (PMMA), foram conduzidas reações de polimerização em miniemulsão de metacrilato de metila (MMA). A formação das nanopartículas de PMMA mostrou-se dependente da quantidade de celulase adicionada, sendo a conversão de monômero tanto maior quanto maior a concentração de enzima. Sob condições otimizadas, foi possível produzir nanopartículas estáveis, com diâmetros de aproximadamente 134 nm, como também alcançar a máxima eficiência de imobilização (60...

Cálcio e o desenvolvimento de aerênquimas e atividade de celulase em plântulas de milho submetidas a hipoxia; Calcium and the development of aerenchyma and celulase activity in corn seedlings subjected to hypoxia

Dantas, Bárbara França; Aragão, Carlos Alberto; Alves, José Donizeti
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2001 POR
Relevância na Pesquisa
37.73%
Aerenchyma formation is known as one of the most important anatomical adaptations of plants submitted to oxygen shortage. This tissue develops by action of degrading enzymes and resulting in cell wall loosening. This work was conducted with the objective of verifying aerenchyma development in corn seedlings cv. Saracura - BRS 4154, submitted to hypoxia. The development of aerenchyma was observed in association to cellulase activity. The seedlings were submitted to the hypoxia treatments 4 days after germination , by immersion in a flooding buffer, in the absence and presence of calcium. After 0, 1, 2, 3 and 4 days under hypoxic conditions the evaluation of aerenchyma formation was made by transversal sections of coleoptiles apex , where the development of damages caused by hypoxia were also observed, and the intermediary region of roots. The material for the cellulase assays was collected after each of the hypoxia periods. The activity of cellulase was measured by the viscosimetric method. Aerenchyma formation in the roots increased immediately after the induction of hypoxia and reached 50% of the total cortex area at the fourth day of hipoxia. This organ presented an average aerenchyma area seven times higher than coleoptiles, where the area of intercellular spaces reached 15% of the cortex; cell injuries were observed on 65% of the total seedlings. Cellulase activity showed an initial decrease due to the forced stress...