Página 1 dos resultados de 526 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

O universo desportivo de cegos e deficientes visuais : uma interpretação

Wagner Xavier de Camargo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/12/1999 PT
Relevância na Pesquisa
37.52%
A crescente tendência a informação e a rapidez com que as mudanças ocorrem redimensionam fronteiras na atual sociedade contemporânea, pós-industrial e globalizada. Países em vias de desenvolvimento como o Brasil não conseguem acompanhar tais mudanças na velocidade imposta pelas regras internacionais, e no âmbito do sistema desportivo não ê diferente: o movimento do desporto de rendimento de portadores de deficiência está em xeque pela tendência de normatização que o equipara ao desporto de alto nível convencional. O desporto de cegos e deficientes visuais não foge à regra: estaria este subjugado a uma perversa lógica do sistema pós-capitalista global de competição ou participaria de novos paradigmas que estão sendo gestados há um longo tempo? Com o objetivo de melhor entender o movimento desportivo de cegos e deficientes visuais brasileiros, esta pesquisa foi centrada na construção de uma interpretação acerca desse universo, analisando, fundamentalmente, as ações e decisões tomadas, atualmente no Brasil, pela Associação Brasileira de Desportos para Cegos. Para tanto, foram feitas observações participantes em campeonatos específicos dessa entidade e coletaram-se depoimentos de atletas, técnicos e dirigentes envolvidos com o chamado desporto de rendimento de cegos. Subjacente à busca estavam as indagações sobre o que esse desporto representa...

Estrategias para a aprendizagem esportiva : um abordagem pedagogica da atividade motora para cegos e deficientes visuais

Jose Julio Gavião de Almeida
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/05/1995 PT
Relevância na Pesquisa
37.16%
No estudo denominado "Estratégias para a aprendizagem esportiva: uma abordagem pedagógica da atividade motora para cegos e deficientes visuais", desenvolvido basicamente junto ao Projeto de Atividade Motora Adaptada da Faculdade de Educação Física da Universidade Estadual de Campinas, desde 1990, procuramos realizar um trabalho que auxiliasse aqueles que se dedicam ou pretendem dedicar-se ao preparo de deficientes visuais no campo da Educação Física através de atividades motoras gerais e específicas direcionadas ao esporte, conscientizando-os e aos deficientes visuais, da possibilidade de grandes conquistas nesse campo. Para tanto, recorremos a informações obtidas em campos científicos diversos e que não se restringiram ao esporte ou ao deficiente visual. Procuramos assim, visualizar o aspecto evolutivo do homem e, em conseqüência, a necessidade de uma preocupação constante com a renovação e adaptação de experiências educativas através de atividades motoras. Este processo viu-se fortalecido pela inter-relação entre o homem e o meio, suas características, influências e potencialidades mostrando a responsabilidade da Educação Física no desenvolvimento do homem enquanto ser individual, social e membro de uma cultura; On the study called "Strategies for the Learning of Sports: a Pedagogical Approach of the Motor Activity for Blinds and the Visually Impaired" basically developed at the Adapted Motor Activity Project of the Physical Education School of the Campinas State University since 1990...

Futebol para cegos (futebol de cinco) no Brasil : leitura do jogo e estrategias tatico-tecnicas; Football for blind (football five-a-side) in Brazil : game understanding and tactical-technical strategies

Marcio Pereira Morato
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/06/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.52%
O futebol para cegos é uma modalidade esportiva coletiva capaz de proporcionar a prática do fenômeno futebol às pessoas cegas. Suas regras são baseadas nas adotadas pelo futsal. As adaptações existentes visam contemplar as características específicas das pessoas cegas. Neste contexto, este estudo se apresenta com o objetivo de descrever e analisar as características específicas do futebol para cegos: Quais os contextos e os personagens mediadores do desenvolvimento e prática dessa modalidade? Como se dá a estruturação coletiva das equipes? Quais as estratégias tático-técnicas utilizadas pelos jogadores diante de suas diferentes percepções? Em busca da concretização de tal objetivo, utilizou-se a entrevista semi-estruturada para coletar os dados junto a seis jogadores que integraram a seleção brasileira nos Jogos Paraolímpicos de Atenas 2004, no Pan-americano de 2005 e no Mundial de 2006; e os técnicos que já passaram ou não pela seleção, mas que já dirigiram equipes que se destacam no cenário nacional. Após a transcrição das entrevistas elas foram analisadas pela Análise de Enunciação, uma das técnicas da Análise de Conteúdo. Os dados evidenciaram o ciclo de mediação cultural do futebol para cegos...

As novas tecnologias e os cegos em situações interativas e a compensação social

Deitos, Teresinha Pellicioli
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.33%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação.; O desenvolvimento e a acelerada implementação das novas tecnologias, associados ao processo de compensação social ou dialética, podem constituir-se em fatores desencadeadores e suporte ao processo de inclusão social de pessoas com história de cegueira. Nesta dissertação discutem-se estes aspectos, buscando-se a sustentação nos aportes da teoria histórico-cultural de Vigotski e seus colaboradores, para daí enfocar questões específicas, sobretudo a díade compensação/deficiência no cotidiano dos sujeitos cegos. A metodologia de pesquisa utilizada inclui a história de dois sujeitos cegos, evidenciando de que forma as alternativas sociais, em especial aquelas relacionadas às novas tecnologias, contribuem para o processo de compensação como força motriz que leva à superação das faltas/carências/deficiências. Trata-se de apreender a inclusão e redesenhar as questões do preconceito, da discriminação, da estigmatização, refletindo sobre o significado e as possibilidades de superação da deficiência dentro do contexto da diversidade social que envolve as pessoas com história de cegueira.

O processo educativo em ciências da natureza para cegos em cursos de graduação em fisioterapia

Voos, Ivani Cristina
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.44%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós-graduação em Educação Científica e Tecnológica, Florianópolis, 2013.; Este trabalho teve como objetivo analisar, com base no que expressaram cegos que participaram na qualidade de alunos de cursos de graduação em Fisioterapia, as mediações associadas ao processo de ensino-aprendizagem, em especial, nas componentes curriculares de Ciências da Natureza e de Ciências da Saúde. Foram obtidas, através de entrevistas semiestruturadas, expressões de cinco pessoas cegas participantes como estudantes de cursos de graduação em Fisioterapia. A partir da análise das informações obtidas apontam-se possíveis transformações que podem contribuir no processo de ensino-aprendizagem de alunos cegos que optam pela carreira na área de Fisioterapia. A tecnologia assistiva foi um dos elementos que caracterizaram os processos de mediação expressados. A voz dos participantes da pesquisa apontou as interações sociais e a linguagem como importantes para a aprendizagem dos conteúdos de Ciências da Natureza e da área de Ciências da Saúde e não obrigatoriamente a presença de recursos materiais, ainda que relevantes e necessários. Identificou-se ainda que as interações sociais com colegas...

Participar para ver: as interacções sociais nas aulas de Ciências da Natureza como uma prática inclusiva de alunos cegos no 2º Ciclo do Ensino Básico

Ferreira, Tânia Isabel Campanacho Ferreira
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
37.16%
Tese de mestrado, Educação (Didáctica das Ciências), Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2009; No decorrer do século XX, nas sociedades ditas ocidentais, a educação de alunos em condição de necessidades educativas especiais sofreu profundas alterações e, com a Declaração de Salamanca (UNESCO, 1994), a educação inclusiva passa a inscrever-se nos discursos educativos. A partir daqui, tem havido um esforço considerável em muitos países para que as políticas e as práticas educativas se tornem mais inclusivas (Ainscow & César; Freire & César, 2002). Neste sentido, torna-se essencial a construção de cenários educativos mais inclusivos, que acolham a diferença como uma riqueza que é património de todos (César, 2003), cabendo a Escola respeitar a diversidade dos alunos que a frequentam e permitir que todos se apropriem de uma cultura científica. A promoção do trabalho colaborativo em cenários de educação formal, assente nas interacções sociais, nomeadamente no caso dos alunos cegos, poderá permitir o desenvolvimento das competências sócio-cognitivas e emocionais dos alunos. Esta investigação consiste num estudo de caso intrínseco (Stake, 1995/2007) , de natureza interpretativa (Denzin & Lincoln...

Módulo de Navegação para Cegos (Smartvision)

Adão, Telmo Miguel Oliveira
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.58%
Dissertação de Mestrado em Informática; Dados da Organização Mundial de Saúde (World Health Organization, 2010) conjugados com informações demográficas apresentadas no relatório da população mundial pela Population Reference Bureau (Population Reference Bureau, 2010) revelam que, mais de 314 milhões de pessoas, ou seja, cerca de 4.6% da população mundial, possuem algum tipo de incapacidade visual, dos quais 45 milhões, cerca de 0.7% da população mundial, são cegas. Pessoas com estas deficiências podem encontrar sérias barreiras à mobilidade quando desejam deslocar-se num dado ambiente. Para ajudá-las, é inviável recorrer a sistemas de apoio à navegação para o público em geral, uma vez que estes não acompanham um cego de forma regular e efectiva para o manter aproximado a uma determinada rota ou para o ajudar a evitar os obstáculos durante o percurso. Uma resposta mais orientada surge com a criação dos sistemas de navegação para cegos, mas mesmo estes, não dispensam a utilização das rudimentares bengalas, dos dispendiosos cães guia ou outros meios complementares de auxílio. O SmartVision é um sistema de apoio à navegação para cegos, que está a ser desenvolvido na UTAD e que propõe algumas soluções inovadoras para lidar com as lacunas atrás mencionadas. Foi pensado para planear rotas...

Plataforma integradora para gestão de informação geográfica de sistemas de navegação para cegos

Carneiro, Ricardo Miguel Gonçalves
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.16%
Dissertação de Mestrado em Engenharia Informática; A constante evolução da Internet tem vindo a uniformizar o acesso à informação em diversas áreas. Os Sistemas de Informação Geográfica (SIG) são uma dessas áreas. A informação geográfica relativa a um determinado espaço encontra-se disponível na Web, possibilitando aos utilizadores o seu acesso e manipulação em qualquer parte do mundo. Neste contexto é proposta uma plataforma integradora (SIGUTAD) para gestão de informação geográfica de suporte a sistemas de navegação para cegos que vai de encontro às especificidades requeridas pelo protótipo do projeto Blavigator. Para isso, além do desenvolvimento da plataforma integradora, este trabalho envolve também um estudo prévio sobre quais as técnicas e métodos existentes para manipulação de informação geográfica. A plataforma deve ainda possibilitar a sincronização da informação georreferenciada com aplicações móveis. A informação geográfica recolhida e usada neste trabalho é referente ao Campus da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. A plataforma foi desenvolvida no âmbito do projeto Blavigator, que consiste na construção de um protótipo para o auxílio da navegação e orientação de pessoas cegas...

“O Código Pitágoras”: um jogo educativo para alunos cegos e amblíopes

Ferreira, Frederico Diogo Carvalho
Fonte: Universidade Nova de Lisboa Publicador: Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /11/2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.33%
Devido à crescente popularização dos computadores pessoais, estes encontram-se fortemente enraizados na nossa vida quotidiana. Para muitas pessoas, em particular as mais jovens, o computador já se tornou uma ferramenta de trabalho, uma fonte de informação ou até uma forma de entretenimento indispensável ao seu dia-a-dia. Por estas razões os computadores oferecem-nos boas oportunidades de expansão em diversos contextos, nomeadamente no ensino escolar e na inclusão social. Vários estudos afirmam que o uso de vídeo jogos na educação traria muitos benefícios ao processo de aprendizagem, pois permitiriam formas de ensino mais motivadoras e adaptáveis aos comportamentos sociais das crianças e jovens de hoje. No entanto há que ter diversos cuidados, caso contrário, corre-se o sério risco de tornar o jogo um motivo de desconcentração e não numa ferramenta de estudo. Para tal é importante encontrar métodos que façam a distinção entre os alunos que decoraram as soluções do jogo por jogarem frequentemente, dos que arriscam nas respostas sempre que jogam e dos alunos que vão adquirindo conhecimentos de cada vez que jogam, premiando estes últimos em detrimento dos dois primeiros. A forte presença do computador no dia-a-dia torna-o também um importante veículo para a inclusão de pessoas com deficiências visuais. No entanto como a interacção com o computador é normalmente muito exigente a nível visual...

Desenvolvendo tecnologia para prevenção e tratamento de emergências domésticas para cegos

Pagliuca,Lorita Marlena Freitag; Costa,Estevânia Martins; Costa,Nágela Maria; Sousa,Kelly Monte
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/1996 PT
Relevância na Pesquisa
37.33%
O aprimoramento do desenvolvimento dos órgãos dos sentidos se dá pela percepção de estímulos do meio, o que leva o homem à apreensão do conhecimento. A pessoa privada da visão conta com seus sentidos remanescentes para sua relação com o que a rodeia. O cego está sujeito a emergências domésticas, comuns a todas as pessoas, mas tem dificuldades de acesso a processos educativos que abordem a prevenção e tratamento destas emergências. Em um Curso de Prevenção e Tratamento de Emergências Domésticas para Cegos, desenvolveu-se tecnologia pedagógica abordando anatomia e fisiologia dos sistemas esquelético, circulatório e pulmonar, além da prevenção e tratamento para desobstrução das vias aéreas, parada cardio-pulmonar, queimaduras, choque elétrico, traumas, hemorragias, envenenamentos, desmaios, convulsões e uso de medicação oral. Utilizou-se esqueleto humano, manequim, moldes, papéis, tubos de plástico e borracha e, principalmente, comunicação verbal e táctil. Os conteúdos transmitidos foram aplicados em situações simuladas. A tecnologia mostrou-se eficaz pela capacidade demonstrada pelos cegos através da verbalização e repetição dos procedimentos.

Compreensão textual de alunos cegos com o domínio do Braille

Boas, Ludmilla Lima Vilas; Ferreira, Sandra Patricia Ataíde (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.58%
Este estudo teve por objetivo geral investigar a compreensão textual em alunos cegos com domínio do Braille; e como objetivos específicos: 1) averiguar as mediações entre o aluno cego e o objeto leitura favorecidas pela família e pelo (a) professor (a); 2) verificar a influência de uma estimulação precoce adequada favorecida pela família para o processo de aprendizagem da leitura em Braille; 3) investigar a relação entre a qualidade de ensino do Braille e o processo de formação de leitores críticos e competentes; 4) averiguar a compreensão dos alunos cegos frente a um texto narrativo e outro argumentativo. Para tal, participaram 03 estudantes cegos congênitos, 01 do primeiro ano e 02 do terceiro ano do Ensino Médio, de uma escola pública do Recife. Participaram também os pais/cuidadores de cada um dos alunos cegos e seus professores. Para efetivação dos objetivos, foram realizadas entrevistas individuais com os pais/cuidadores e professores, e entrevistas individuais e sessões de compreensão textual com os alunos. A atividade de compreensão consistiu em responder a perguntas inferenciais sobre dois textos escolhidos: um narrativo (A verdade) e um argumentativo (O papel do cheiro), que foram divididos em partes previamente estabelecidas pelo pesquisador. A análise dos dados foi de natureza qualitativa e realizada em duas etapas. A primeira foi a análise das entrevistas e a segunda...

Três instâncias mediadoras na compreensão textual do gênero notícia com cegos de diferentes níveis de formação

Boas, Ludmilla Lima Vilas; Ferreira, Sandra Patrícia Ataíde (Orientadora)
Fonte: UFPE Publicador: UFPE
Tipo: Tese de Doutorado
BR
Relevância na Pesquisa
37.58%
Este estudo teve como objetivo geral verificar o desempenho na compreensão textual de cegos de diferentes níveis de formação frente a três notícias em três diferentes instâncias mediadoras de leitura: o braile, o ledor humano e o ledor digital; e como objetivos específicos: 1) Averiguar as experiências de leitura, o acesso e a utilização das três instâncias mediadoras de leitura por cegos de diferentes níveis de formação; 2) comparar a natureza da compreensão textual de cegos frente às notícias tendo-se as três diferentes instâncias mediadoras de leitura: o braile, o ledor humano e o ledor digital; 3) verificar a natureza das inferências geradas pelos cegos de diferentes níveis de formação frente às notícias tendo-se as três diferentes instâncias mediadoras de leitura. Para tal, participaram 27 cegos, que foram divididos em três grupos, organizados a partir do nível de formação. Para efetivação dos objetivos foram realizadas entrevistas semiestruturadas individuais e sessões de compreensão textual, utilizando-se três notícias em cada instância e realizando 5 perguntas para cada notícia. Os dados das sessões de compreensão textual foram analisados qualitativamente e quantitativamente. No caso das entrevistas...

Recomendações para ampliação da usabilidade das academias públicas para usuários cegos e com baixa visão

Oliveira, Sabrina Talita de
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
37.52%
Resumo: Com a inserção constante de equipamentos públicos no intuito de melhorar a qualidade de vida e lazer da população, a administração dos municípios oferece mobiliários, equipamentos para atividade física e diversos aparelhos que estão disponíveis nos espaços públicos para uso gratuito da população. Na mesma medida em que os equipamentos são disponibilizados ocorre uma crescente preocupação no sentido de que princípios mínimos de ergonomia, de conforto, de segurança e de design universal sejam atendidos por tais equipamentos. Entretanto, percebe-se a deficiência dos equipamentos públicos em atender as mais diferentes capacidades individuais, partindo do pressuposto de que aparelhos de uso comum devem atender a normas técnicas e a documentos constitucionais que prevêm critérios de acessibilidade a espaços urbanos. Partindo desse enfoque, percebe-se uma necessidade crescente por estudos aprimorados sobre aspectos ergonômicos nos produtos, já que nos últimos anos observa-se crescimento significativo na implantação de equipamentos para exercícios físicos ao ar livre em muitas cidades brasileiras. Nesse contexto, o tema da presente pesquisa é a acessibilidade das Academias ao Ar Livre dos municípios paranaenses de Curitiba e Araucária na interface com usuários cegos e de baixa visão. Optou-se pela escolha desses usuários tendo em vista que a grande maioria destas pessoas não possui restrições físicas ou motoras...

Fatores associados ?? conclus??o da educa????o superior por cegos: um estudo a partir de L. S. Vygotski; Fatores associados ?? conclus??o da educa????o superior por cegos: um estudo a partir de L. S. Vygotski

SILVA JUNIOR, Bento Selau da
Fonte: Universidade Federal de Pelotas; Educa????o; Programa de P??s-Gradua????o em Educa????o; UFPel; BR Publicador: Universidade Federal de Pelotas; Educa????o; Programa de P??s-Gradua????o em Educa????o; UFPel; BR
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.73%
This thesis has the objective to describe how a group of blind people explains its graduation in higher education, identifying the factors associated with this conclusion, in the light of L. S. Vygotski s studies. Methodologically, the thesis consisted in a qualitative study, assuming the form of case studies. The research counted on the participation of nine blind people based on the following criteria: being blind and being higher education egresses. The instruments to collect data were the interview and the document analysis. The collected data were worked out through the discursive textual analysis. The theoretical framework brought information pertaining to the participation of blind students in higher education; definition of terms blind and disability; social movements influence on the blind; inclusion of disabled people in higher education; the presence of obstacles for the blind to attend higher education; and the role of professors who work with visually impaired students.It included the presentation of psychological-pedagogical propositions about blindness, arising from investigations developed by Vygotski in the context of his defectology, which resulted in a reorganization of the texts of Tome V of his Collected Works...

Caracterização da intensidade de esforço dos atletas cegos da Seleção Brasileira de Futebol de 5

Souza, Ramon Pereira de
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
37.16%
Tese de Doutoramento em Ciências do Desporto; O Futebol de 5 apresenta-se como uma modalidade Paraolímpíca praticada por sujeitos com defeciência visual. Contudo, existe uma lacuna no conhecimento quanto ao nível de esforço executado por esses sujeitos na prática dessa modalidade. Desta forma, o objetivo deste estudo foi analisar por meio da Frequência Cardíada as variações da intensidade de esforço (média por posição e média do grupo) realizados pelos atletas de Futebol de 5 da Seleção Paralímpica do Brasil durante simulações de partidas oficiais (coletivos). Para o efeito 8 atletas cegos, do sexo masculino, com 24,50±3,66 anos, da Seleção Brasileira efetuaram 6 jogos simulados onde foram avaliados a antropometria, ergoespirometria e a frequência Cardiaca (FC). Os jogos foram realizados na mesma temporada, obedecendo as regras oficiais da modalidade (IBSA, 2013) sendo dois jogos em cada semana de treinamento, em um total de 3 semanas em um período de 3 meses. Os valores de FC foram analisados individualmente, por posição tática, e da equipe durante os 6 jogos. Não foram obseradas diferenças estatisticamente significativas nos valores de FC entre coletivos, entre posições e entre grupos. A pesquisa concluiu que o Futebol de 5 é uma modalidade intermitente por permanecer 52...

Uma ferramenta de autoria síncrona acessível para cegos: um estudo de caso no curso PROINESP

Barwaldt, Regina; Santarosa, Lucila Maria Costi; Passerino, Liliana Maria
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.33%
O artigo apresenta uma alternativa como forma de viabilizar a inclusão digital, social e educacional dos cegos através das TIC’s em ambientes virtuais de aprendizagem, permitindo canais diferenciados de interação social. Um dos fatores, senão o principal é a falta de Tecnologia Assistiva e ambientes interativos acessíveis síncronos com recursos de áudio para suporte em EAD principalmente no que tange às pessoas cegas. Assim, o EVOC teve a proposta básica de ser uma ferramenta de interação social síncrona com áudio acessível, implementada, conforme padrões de acessibilidade da W3C/WAI, modelada conforme padrões UML. Distribuído sob licença GPL (software livre), usando o gerenciador de banco de dados MySQL que consiste em uma aplicação desenvolvida na linguagem PHP e FlashCom Server MX. O trabalho também investigou como ocorre o processo de interação entre sujeitos cegos e videntes como viabilidade de inclusão digital através da ferramenta. Posteriormente foram analisados os registros de áudio dos chats transcritos das sessões realizadas.; The article presents an alternative way to achieve digital inclusion, social and education of the blind through (ICT's) in virtual environments for learning...

Em busca de um modelo de acessibilidade audiovisual para cegos no Brasil: um projeto piloto;

Franco, Eliana Paes Cardoso
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 18/12/2007 POR
Relevância na Pesquisa
37.16%
Apesar da Lei no. 10.098/2000 ter assegurado aos portadores de deficiência auditiva e visual o livre acesso aos meios de comunicação, foi apenas em 2004 que o Decreto no. 5.296 determinou a implantação de três sistemas que garantem o amplo acesso desses cidadãos ao audiovisual. Contudo, só em março de 2006, após mais duas modificações, este decreto começou a ser amplamente discutido. A questão da acessibilidade audiovisual não é simples para um país em desenvolvimento, porque implica em alto investimento em tecnologia e em recursos humanos. Em se tratando deste último, vale perguntar como a formação de profissionais em acessibilidade audiovisual se dará. Este artigo revela o esforço pioneiro de um grupo de pesquisa em tradução audiovisual da Universidade Federal da Bahia para introduzir a questão da acessibilidade na universidade, especialmente no que se refere aos cegos e deficientes visuais. O artigo relata os resultados da primeira fase de um projeto piloto (etapa Salvador), o qual busca elaborar um modelo de audiodescrição que vá de encontro às necessidades e preferências do público deficiente visual brasileiro.; Despite the fact that the Law Project no. 10.098/2000 ensured to the hard of hearing and visually impaired the free access to all means of communication...

ACCESSIBILITY AT SITES OF UNIVERSITY LIBRARIES BY THE VISUALLY IMPAIRED AND BLIND PEOPLE; ACCESIBILIDAD EN LOS SITIOS DE LAS BIBLIOTECAS UNIVERSITARIAS DE BRASIL POR LAS PERSONAS CON DISCAPACIDADES VISUALES Y CIEGOS; Acessibilidade dos deficientes visuais e cegos às informações de bibliotecas universitárias na web

Ferreira, Gabriela Ayres; Cianconi, Regina de Barros
Fonte: UFPB Publicador: UFPB
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 28/08/2011 POR
Relevância na Pesquisa
37.44%
Study of accessibility at sites of Brazilian university libraries by the visually impaired and blind people. To perform the study it was carried on a bibliographic survey on web accessibility, within the scope of the national and international legislation, methods and approaches to test usability and accessibility and assistive technologies that help information access by people with special needs. It stresses the importance of building sites that are accessible to all people regardless of their physical conditions, including those with special needs, due to the facts that it is a basic right of all citizens. For the empirical search it was initially performed an accessibility test of websites from university libraries through an auto appraiser in order of analyzing the errors found by confronting them with the web accessibility guidelines of the World Wide Web Consortium (W3C). Then, to meet the needs and barriers to the sites access from the university libraries faced by the blind and the visually impaired users, a usability and accessibility test was applied through the implementation of pre-defined tasks in the environment of the Instituto Benjamim Constant´s users. The results have allowed the identification of the difficulties faced by the blind users to access the web and...

A importância do desporto de alto rendimento na inclusão social dos cegos: Um estudo centrado no Instituto Benjamin Constant - Brasil

Pereira,R.; Osborne,R.; Pereira,A.; Cabral,S.I.
Fonte: Edições Desafio Singular Publicador: Edições Desafio Singular
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.33%
A população de pessoas deficientes vem crescendo a cada dia, gerando problemáticas sociais que interferem diretamente na qualidade de vida deste segmento. O objetivo dessa pesquisa foi investigar o esporte de alto rendimento como contribuição para inclusão social de atletas cegos do Instituto Benjamin Constant. Observou-se que os alunos egressos do Instituto, até duas décadas atrás, não davam prosseguimento aos seus estudos, embora gozassem de oportunidade igualitária e constitucional como cidadão brasileiro. Foram entrevistados dez atletas cegos egressos do Instituto, que estudaram entre 1994 e 1998, tendo na época da pesquisa a condição de atletas de alto rendimento e ao mesmo tempo cidadãos, que trabalham, estudam e são independentes. A pesquisa utilizou o método qualitativo, empregando como instrumento de investigação a entrevista semi-estruturada (Flick, 2005; Ruquoy, 2005). Para tratamento dos dados utilizou-se a técnica de “Análise de Conteúdo” (Minayo, Deslandes, Neto, & Gomes, 2002). Os resultados foram organizados em torno de três categorias: a importância do esporte, orientação e mobilidade, e a vida antes e depois de ser atleta. A pesquisa concluiu que o esporte de alto rendimento contribuiu para a inclusão social de todos os entrevistados. Seus depoimentos responsabilizam o esporte como fator primordial para realização de parte de seus ideais...

Conteúdo visual em sonhos de cegos

Bértolo,Helder; Paiva,Teresa
Fonte: Sociedade Portuguesa de Psicologia da Saúde Publicador: Sociedade Portuguesa de Psicologia da Saúde
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2001 PT
Relevância na Pesquisa
37.44%
O presente estudo visa estabelecer correlações entre parâmetros espectrais do EEG de sono e as variáveis dos relatos oníricos, particularmente os conteúdos visuais, e analisar as diferenças entre fases REM (sono paradoxal) e NREM (sono lento) em sonhos de cegos. Oito voluntários cegos com idades entre 21 e 43 anos, de ambos os sexos, foram registados durante duas noites de polissonografia ambulatória no domicílio. Os voluntários foram acordados por telefone, sem qualquer interacção pessoal, a cada 90 minutos, de forma a relatarem os seus sonhos. Foram realizadas análises de conteúdo baseadas nos critérios Hall e Van de Castle e análises espectrais no EEG de sono (nos 5 minutos anteriores a cada acordar). Os voluntários apresentaram conteúdos visuais nos seus relatos oníricos com diferenças entre acordares em fases REM e NREM: sendo a maior incidência durante o sono paradoxal. Foram encontradas correlações consistentes entre as variáveis dos relatos e os parâmetros espectrais do EEG de sono. A taxa de actividade visual correlaciona-se positivamente com as altas frequências do EEG (>25Hz) e negativamente com a banda alfa. Em conclusão, os voluntários cegos relatam conteúdos visuais nos seus sonhos, maioritariamente durante sono REM...