Página 1 dos resultados de 6787 itens digitais encontrados em 0.013 segundos

Agonistic behavior and environmental enrichment of cats communally housed in a shelter

DANTAS-DIVERS, Leticia M. S.; CROWELL-DAVIS, Sharon L.; ALFORD, Kelly; GENARO, Gelson; D`ALMEIDA, Jose Mario; PAIXAO, Rita L.
Fonte: AMER VETERINARY MEDICAL ASSOC Publicador: AMER VETERINARY MEDICAL ASSOC
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
36.98%
Objective-To evaluate the presence of a dominance rank in a group of cats and the relation between agonistic behavior and the use of resources, including environmental enrichment, in these cats. Design-Observational analytic study. Animals-27 neutered cats in a shelter in Sao Paulo, Brazil. Procedures-The cats were video recorded for 4 consecutive days to obtain baseline data. Subsequently, a puzzle feeder was added as an enrichment device every other day over 8 days, for a total of 4 days with enrichment. Cats were also video recorded on these days. All pretreatment and posttreatment agonistic behaviors and interactions with the puzzle feeder were recorded by reviewing the videotapes. Results-143 agonistic encounters were recorded, of which 44 were related to resources and 99 were not. There were insufficient agonistic interactions to determine a dominance rank. Presence or absence of the puzzle feeder did not affect the rate of aggression. There was no significant effect of weight, sex, or coat color on the rate of aggression, and aggressive behavior did not correlate with time spent with the puzzle feeder. Twenty-three of the 27 cats interacted with the puzzle feeder. Conclusions and Clinical Relevance-In a stable group of communally housed cats...

Protein Intake during Weight Loss Influences the Energy Required for Weight Loss and Maintenance in Cats

VASCONCELLOS, Ricardo S.; BORGES, Naida C.; GONCALVES, Karina N. V.; CANOLA, Julio C.; PAULA, Francisco J. A. de; MALHEIROS, Euclides B.; BRUNETTO, Marcio A.; CARCIOFI, Aulus C.
Fonte: AMER SOC NUTRITIONAL SCIENCE Publicador: AMER SOC NUTRITIONAL SCIENCE
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
36.98%
The effects of 2 diets with different protein contents on weight loss and subsequent maintenance was assessed in obese cats. The control group [Cc; n = 8; body condition score (BCS) = 8.6 +/- 0.2] received a diet containing 21.4 g crude protein (CP)/MJ of metabolizable energy and the high-protein group (HP; n = 7; BCS = 8.6 +/- 0.2) received a diet containing 28.4 g CP/MJ until the cats achieved a 20% controlled weight loss (0.92 +/- 0.2%/wk). After the weight loss, the cats were all fed a diet containing 28.0 g CP/MJ at an amount sufficient to maintain a constant body weight (MAIN) for 120 d. During weight loss, there was a reduction of lean mass in Cc (P < 0.01) but not in HIP cats and a reduction in leptinemia in both groups (P < 0.01). Energy intake per kilogram of metabolic weight (kg(-0.40)) to maintain the same rate of weight loss was lower (P < 0.04) in the Co (344 +/- 15.9 kJ.kg(-0.40).d(-1)) than in the HP group (377 +/- 12.4 kJ.kg-(0.40).d(-1)). During the first 40 d of MAIN, the energy requirement for weight maintenance was 398.7 +/- 9.7 kJ.kg(-0.40).d(-1) for both groups, corresponding to 73% of the NRC recommendation. The required energy gradually increased in both groups (P < 0.05) but at a faster rate in HP; therefore...

Prevalence of Rickettsia species antibodies and Rickettsia species DNA in the blood of cats with and without fever

BAYLISS, Danielle B.; MORRIS, Arianne K.; HORTA, Mauricio C.; LABRUNA, Marcelo B.; RADECKI, Steven V.; HAWLEY, Jennifer R.; BREWER, Melissa M.; LAPPIN, Michael R.
Fonte: ELSEVIER SCI LTD Publicador: ELSEVIER SCI LTD
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
36.96%
Rickettsia species antibodies have been detected in some cats but it is unknown whether infected cats develop clinical signs. The prevalence of Rickettsia species deoxyribonucleic acid (DNA) in blood from clinically ill cats has not been determined. The objective of this study was to determine if cats with fever (body temperature >= 102.5 degrees F [39.2 degrees C]) were more likely to have evidence of rickettsial infection than healthy, age-matched, control cats with a body temperature < 102.5 degrees F. Rickettsia species polymerase chain reaction (PCR) assays were performed to detect rickettsial DNA extracted from blood (71 paired samples), indirect immunofluorescence assays (IFA) were performed to detect serum antibodies against Rickettsia felis (90 paired samples) and Rickettsia rickettsii (91 paired samples), and the results between pairs were compared. All samples were negative for Rickettsia species DNA. More cats with fever were seropositive for R felis or R rickettsii than control cats, but results were not statistically significant. Results of this pilot study failed to show an association between Rickettsia species DNA or Rickettsia species antibodies and fever. (c) 2008 ESFM and AAFP. Published by Elsevier Ltd. All rights reserved.; Center for Companion Animal Studies at Colorado State University

Avaliação do cálcio sérico ionizado em gatos sadios e em gatos com insuficiência renal crônica; Serum ionized calcium evaluation in healthy cats and in cats with chronic renal failure

Giovaninni, Luciano Henrique
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/06/2003 PT
Relevância na Pesquisa
37.05%
A insuficiência renal crônica (IRC) pode ocasionar uma série de alterações metabólicas no organismo, das quais o comprometimento do metabolismo do cálcio pode acarretar em desmineralização óssea e mineralização de tecidos moles, inclusive renal, favorecendo a perda ainda maior de néfrons. Na rotina, a avaliação do cálcio é geralmente realizada pela mensuração do cálcio sérico total, entretanto, a única fração biologicamente ativa deste mineral é representada pelo cálcio ionizado. Assim, o presente estudo teve como objetivo avaliar o cálcio ionizado em gatos sadios e em gatos com IRC, com o intuito de se obter subsídios para o melhor entendimento da homeostase do cálcio. Foram analisados 25 gatos sadios (grupo controle) e 19 gatos com IRC (grupo de estudo) em que foram determinadas as concentrações séricas de cálcio ionizado, cálcio total, sódio, potássio, cloreto, fósforo inorgânico, albumina, como também do pH sangüíneo e das variáveis da hemogasometria. Não foram observadas diferenças significantes entre os grupos controle e estudo no que se relaciona aos valores de cálcio total (controle = 9,52 ± 0,96; IRC = 9,48 ± 0,96) e cálcio ionizado (controle = 5,24 ± 0,18; IRC = 5,29 ± 0...

População domiciliada de cães e gatos em São Paulo: perfil obtido através de um inquérito domiciliar multicêntrico ; Populations of domestic dogs and cats of São Paulo city: profile gotten through health survey

Magnabosco, Cristina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/09/2006 PT
Relevância na Pesquisa
36.98%
Introdução: A relação entre cães, gatos e seres humanos é antiga e ainda polêmica ,principalmente, nos aspectos referentes à questão da saúde. O desequilíbrio na população animal levou a excessos populacionais, que junto com a falta de saneamento e o crescimento desordenado das cidades, propiciaram a disseminação de zoonoses, principalmente, nas metrópoles. Ainda não é claro o risco dos animais à população humana frente aos benefícios possíveis. Justificativa: As freqüentes interações entre o homem e animais de estimação propiciam surgimento de novas zoonoses, tornando fundamental o conhecimento da dinâmica populacional de cães e gatos nas diferentes cidades brasileiras. A análise desses parâmetros, através de um inquérito domiciliar, abrirá um novo leque de opções, que permitirá novos conhecimentos técnicos e poderá ser um norteador de políticas públicas para essa área tão carente de informação. Objetivo: Analisar o perfil da população domiciliada de cães e correlacionando com as condições dos domicílios e do seu entorno e o nível sócio- econômico dos proprietários de animais. Material e Método: Foram utilizados dados de estudos de corte transversal e base populacional...

Dinâmica da infecção toxoplásmica em felinos infectados pelo Vírus da Imunodeficiência Felina; Dynamics of toxoplasmic infection in cats infected by Feline Immunodeficiency Virus

Zanutto, Marcelo de Souza
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/04/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.03%
Para avaliar se a dinâmica da infecção toxoplásmica em gatos infectados pelo VIF é diferente daquela que ocorre em gatos não infectados por esse retrovírus, gatos adultos infectados pelo Vírus da Imunodeficiência Felina (VIF) clade B assintomáticos (n=7) (Grupo I: VIF+TOXO+), e gatos sem a infecção viral (n=7) (Grupo III: VIF-TOXO+) foram inoculados pela via oral com cistos de Toxoplasma gondii cepa P. Os animais foram avaliados por meio do exame clínico, mensuração de anticorpos IgM e IgG anti-T. gondii pela Reação de Imunofluorescência Indireta, eliminação e quantificação de oocistos pela técnica de flutuação em solução de sacarose, leucograma, e as subpopulações de linfócitos T CD4+ e CD8+ foram mensuradas por meio da citometria de fluxo. Outros dois grupos de gatos, um apenas infectado com o VIF (n=7) (Grupo II: VIF+TOXO-) e outro não infectado com nenhum dos agentes (n=3) (Grupo IV: VIF-TOXO-), constituíram os grupos controle. O período de eliminação de oocistos e a quantidade de oocistos eliminados foram semelhantes entre os Grupos I e III, respectivamente p=1,00 e p=0,201. O período de soroconversão e a duração dos títulos de IgM e IgG também foram semelhantes, respectivamente p=0,535; p=0...

Avaliação da concentração sérica de paratormônio intacto em gatos com doença renal crônica; Intact serum parathyroid hormone evaluation in cats with chronic kidney disease

Giovaninni, Luciano Henrique
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/09/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.08%
A doença renal crônica (DRC) evolui de forma progressiva e o hiperparatiroidismo secundário renal (HPTSR) é uma das importantes alterações que causa a perda adicional de néfrons e o comprometimento de varios sistemas; o paratormônio (PTH) é considerado como uma importante toxina urêmica. A avaliação do PTH sérico em felinos com DRC pode trazer informações para o melhor entendimento da fisiopatologia do HPTSR, suscitando possíveis medidas terapêuticas. Observou-se que gatos com DRC (n=40) apresentaram aumento significante (p < 0,05) da concentração sérica de paratormônio intacto (PTHi) quando comparados a gatos clinicamente normais (n=21; grupo controle). Quanto a avaliação do PTHi nos subgrupos de DRC (ESTÁGIOS II, III e IV de evolução da afecção, classificados segundo o International Renal Interest Society IRIS), constatou-se diferença significante entre os gatos dos ESTÁGIOS III e IV com os gatos clinicamente normais; em relação ao ESTÁGIO II, apesar de não ter sido observada diferença significante, a maioria dos gatos apresentou aumento da concentração sérica de PTHi (> 60,2 pg/mL). Em relação aos valores das concentrações séricas de fósforo e de cálcio iônico, detectou-se a tendência de concentrações séricas progressivamente maiores de fósforo (hiperfosfatemia) nos estágios mais avançados da doença (frequências de 16...

Ecocardiografia tecidual em gatos da raça Maine Coon geneticamente testados para a cardiomipatia hipertrófica; Tissue Doppler echocardiography in Maine Coon cats genetically tested for hypertrophic cardiomyopathy

Pellegrino, Arine
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.1%
A cardiomiopatia hipertrófica (CMH) é a principal cardiopatia dos felinos e é caracterizada por hipertrofia miocárdica concêntrica, sem dilatação ventricular. Disfunções miocárdicas ocorrem em gatos com CMH, mas pouco se conhece a respeito destas alterações nos estágios iniciais da afecção. Em gatos da raça Maine Coon, a mutação no gene MyBPC-A31P está relacionada com a CMH de origem familial, porém, a correlação exata entre o genótipo e o fenótipo ainda é inconclusiva. A ecocardiografia tecidual é uma modalidade não invasiva que permite avaliação da função miocárdica e é mais sensível que a ecocardiografia convencional. Para avaliar a função sistólica e diastólica, antes ou após a ocorrência de hipertrofia ventricular, gatos da raça Maine Coon (n=57), geneticamente testados para a mutação, foram avaliados por meio de ecocardiografia convencional e tecidual (nas modalidades Doppler tecidual pulsado, Doppler tecidual colorido e strain). Posteriormente, foram fenotipicamente classificados em: normais (n=45), suspeitos (n=7) e acometidos pela CMH (n=5); e genotipicamente classificados em: negativos (n=28), heterozigotos (n=26) e homozigotos para a mutação (n=3). Valores de velocidades miocárdicas (Doppler tecidual pulsado e colorido) e valores de strain...

Ocorrência de cálculo renal e/ou ureteral em gatos com doença renal crônica atendidos no Hospital Veterinário da Universidade de São Paulo; Nephrolithiasis and/or ureterolithiasis occurrence in cats with chronic kidney disease attended at the Veterinary Hospital of the University of São Paulo

Pimenta, Marcela Malvini
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/07/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.05%
Mais do que uma realidade na clínica de felinos, os cálculos renais em gatos tornaram-se motivo de grande preocupação para a especialidade. Em contraste aos cálculos de estruvita encontrados frequentemente na vesícula urinária, os cálculos de oxalato de cálcio (CaOx), localizados em rins e ou ureteres passaram a compor um novo perfil da urolitíase. Foi realizado um estudo clínico transversal com 96 gatos com o objetivo de determinar a ocorrência de cálculos de origem renal (nefrolitíase e ureterolitíase) em gatos portadores de DRC e uma possível associação entre essas duas doenças. Destes pacientes, 24 foram excluídos por não atenderem os critérios necessários para classificação entre os grupos. Assim, 72 gatos portadores de DRC foram divididos em dois grupos, DRC com evidências de nefrolitíase e ou ureterolitíase (n=47), e DRC sem evidências de nefrolitíase e ou ureterolitíase (n=25). Os grupos mostraram homogeneidade em relação à classificação da DRC segundo os estágios propostos pela IRIS - International Renal Interest Society (p= 0,5613), como também em relação à idade (p=0,274). Contudo, os gatos classificados no estágio II da DRC foram os mais representados em ambos os grupos. Apesar disso...

Ocorrência de opacidades corneanas (Florida spots) en gatos atendidos no Hospital de Clínicas Veterinárias da UFRGS; Occurrence of corneal opacities (Florida Spots) in cats referred to the Veterinary Medical Teaching Hospital/UFRGS

Machado, Mauro Luiz da Silva; Baptista, Nina Isabel de Oliveira; Breitsameter, Irene
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.98%
Florida Spots são opacidades corneanas que acometem cães e gatos, observada primeiramente em gatos no Sul da Florida-EUA. A etiologia ainda é desconhecida e origens micótica, bacteriana (micobactéria) ou por efeito físico da incidência de luz ultravioleta já foram sugeridas, porém, não comprovadas. O objetivo deste trabalho foi conhecer a ocorrência de Florida Spots em gatos atendidos na clínica geral do Hospital de Clínicas Veterinárias da UFRGS (HCV), Porto Alegre – RS e sua relação com sexo, idade, raça e ambiente (outros contatantes felinos). Escolheu-se aleatoriamente 100 gatos conduzidos à consulta no hospital por motivos diversos no ano de 2001. Observou-se Florida Spots em 32 % dos animais, dos quais 43,75 % eram afetados unilateralmente (57 % o olho esquerdo e 43 % o olho direito). Foi significativa a diferença estatística em relação à raça (SRD foram os mais afetados (p < 0,05) e também significativo em relação aos animais que tiveram contato com outros gatos (p < 0,05). O fato de animais SRD (que habitualmente são criados de forma mais livre, o que permite o contato com outros gatos) e animais que, independente da raça, tiveram contato com outros serem os mais afetados, induz-nos a pensar na possibilidade de haver um agente etiológico transmissível envolvido nesta afeção...

Comparison of xylazine and medotomidine as premedicants for cats being anaesthetised with propofol-sevoflurane

Selmi, A. L.; Mendes, G. M.; Lins, B. T.; Figueiredo, J. P.; Barbudo-Selmi, G. R.
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 139-143
ENG
Relevância na Pesquisa
36.98%
The effects of premedicating cats with saline, xylazine or medetomidine before anaesthetising them with propofol-sevoflurane were compared. Twenty-four cats were randomly assigned to three groups of eight to receive either 0.25 ml of saline, 0.50 mg/kg of xylazine or 0.02 mg/kg of medetomidine intravenously, and anaesthesia was induced with propofol and maintained with sevoflurane. Medetomidine produced a greater reduction in the induction dose of propofol and fewer adverse postoperative effects than saline or xylazine. Hypoxaemia was observed after induction with propofol in the cats premedicated with saline and xylazine, but not in the cats given medetomidine. The cats treated with medetomidine and xylazine developed profound bradycardia. The blood pressure of the cats premedicated with saline and xylazine decreased, but the blood pressure of the cats premedicated with medetomidine was maintained. The cats premedicated with saline took longer to recover from anaesthesia than the other two groups.

Arthropod-borne pathogens circulating in free-roaming domestic cats in a zoo environment in Brazil

Andre, Marcos Rogerio; Baccarim Denardi, Nathani Cristina; Marques de Sousa, Keyla Carstens; Goncalves, Luiz Ricardo; Henrique, Paloma Canedo; Grosse Rossi Ontivero, Claudia Regina; Lima Gonzalez, Irys Hany; Cabral Nery, Carolina Vaz; Fernandes Chagas, Ca
Fonte: Elsevier B.V. Publicador: Elsevier B.V.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 545-551
ENG
Relevância na Pesquisa
37%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Processo FAPESP: 13/09889-0; Recently, tick and flea-borne pathogens have been detected in wild carnivores maintained in captivity in Brazilian zoos. Since free-roaming cats are frequently found in Brazilian zoos, they could act as reservoirs for arthropod-borne pathogens, which could be transmitted to endangered wild carnivores maintained in captivity in these institutions. On the other hand, stray cats in zoos may play a role as sentinels to pathogens that circulate among wild animals in captivity. The present work aimed to detect the presence of Anaplasmataceae agents, hemoplasmas, Bartonella species, piroplasmas, and Hepatozoon sp. DNA in blood samples of 37 free-roaming cats in a Brazilian zoo. Three (8%) cats were positive for Anaplasma spp. closed related to Anaplasma phagocytophilum; 12 (32%) cats were positive for hemoplasmas [two (5%) for Mycoplasma haemofelis, five (13.5%) for Candidatus Mycoplasma haemominutum, and five (13.5%) for Candidatus Mycoplasma turicensis]; 11(30%) were positive for Bartonella spp., six (16%) were positive Babesia vogeli and one (3%) for Theileria sp. Coinfection with multiple arthropod-borne agentes was observed in sampled cats. None of sampled cats were positive for Ehrlichia spp....

Detecção microbiológica e molecular da bacteremia por Bartonella spp. em gatos; Molecular and microbiological detection of Bartonella spp. bacteremia in cats

Marina Rovani Drummond
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/08/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.02%
Atualmente o genero Bartonella compreende pelo menos 31 especies e subespecies, sendo 15 delas conhecidamente patogenicas ao homem. Tres especies de Bartonella estao associadas ao maior numero de manifestacoes clinicas em seres humanos. Sao elas: Bartonella bacilliformis, Bartonella quintana e Bartonella henselae. A B. henselae e a bacteria mais associada a doencas humanas e sua transmissao e muitas vezes relacionada ao trauma cutaneo causado pelo arranhao de gatos infectados. Em recente estudo, documentou-se que mais de dois por cento dos doadores de sangue da regiao de Campinas testados estavam bacteremicos por Bartonella spp. e o contato com animais foi um fator de risco para a aquisicao da infeccao. Com o objetivo de avaliar a prevalencia de bacteremia por Bartonella spp. e isolar uma cepa regional de B. henselae, e foram analisadas 112 amostras de sangue de gatos, sendo que destes, 84 (75%) eram nao domiciliados. A partir do sangue total coletado durante o procedimento cirurgico para castracao, foi realizada extracao de DNA, seguida de PCR nested que amplifica a regiao FtsZ e e especifica para B. henselae. Este sangue tambem foi inoculado em meio liquido BAPGM (Bartonella Alpha-Proteobacteria Growth liquid Medium). Apos dez dias de incubacao...

SEROPREVALENCE OF Toxoplasma gondii (Nicole & Manceaux, 1909) AND RETROVIRAL STATUS OF CLIENT-OWNED PET CATS (Felis catus, Linnaeus, 1758) IN RIO DE JANEIRO, BRAZIL

Bastos,Bethânia Ferreira; Brener,Beatriz; Gershony,Liza; Willi,Liliane; Labarthe,Norma; Pereira,Cássia; Mendes-De-Almeida,Flavya
Fonte: Instituto de Medicina Tropical Publicador: Instituto de Medicina Tropical
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 EN
Relevância na Pesquisa
36.98%
Cats, as definitive host, play an important role in the transmission of Toxoplasma gondii. This study aimed to establish the seroprevalence of anti-T. gondii immunoglobulins G and M, and determine the frequency of oocysts in the feces of the domestic cat population in Rio de Janeiro, Brazil. We also aimed to study the association between T. gondii infection and age, sex, breed, lifestyle, diet and retroviral infection. A total of 108 cats were included in the study and fecal samples of 54 of those cats were obtained. Only 5.6% of the cats were seropositive for anti-T. gondii immunoglobulins using the indirect hemagglutination test. None of the 54 cats presented oocysts in their fecal samples. Although not statistically significant, males, mixed-breed, free-roaming and cats aged two years and older were found to be more exposed. Age, lifestyle and the use of litter boxes were found to play an important role as risk factors. Anemia and retroviral infections were independent of T. gondii infection. No antibodies were detected in the majority of cats (94.4%), indicating that those cats had never been exposed to the parasite and, therefore, once infected, they could present the risk of shedding large numbers of oocysts into the environment.

Assessing the impact of introduced cats on island biodiversity by combining dietary and movement analysis

Hervias, s; Oppel, S.; Medina, F.M.; Pipa, T.; Diez, A.; Ramos, J.A.; Ruiz de Ybanez, R.; Nogales, M.
Fonte: The Zoological Society of London Publicador: The Zoological Society of London
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
37.07%
Populations of feral (not owned by humans) and domestic cats Felis catus coexist in most inhabited islands, and they have similar impacts on native species. Feral cats are generally believed to vary their diet according to prey availability; however, no previous studies of diet have tested this hypothesis on insular ecosystems with a limited range of available prey. Because domestic cats kill prey independently of hunger, the spatial extent of their impact on wildlife will be influenced by home-range size. In this study, we combined dietary information with cat movements to assess the impacts of feral and domestic cats on island biodiversity. We quantified the diet of cats from scat samples collected across one year and tested whether diet varies by season. The abundance of main prey categories was also estimated to document seasonal variation in prey availability for cats. Finally, we tracked domestic cats by global positioning system units in all four seasons to examine whether home-range patterns varied seasonally. The diet of cats constituted three prey groups (rodents, birds and invertebrates), and the seasonal variation in consumption of each taxon matched the seasonal variation in prey availability, thus supporting the generalist behaviour of cats on oceanic islands. Roaming behaviour varied among individuals and across seasons...

Detection of hemoplasma and Bartonella species and co-infection with retroviruses in cats subjected to a spaying/neutering program in Jaboticabal, SP, Brazil

Bortoli,Caroline Plácidi de; André,Marcos Rogério; Seki,Meire Christina; Pinto,Aramis Augusto; Machado,Saulo de Tarso Zacarias; Machado,Rosangela Zacarias
Fonte: Colégio Brasileiro de Parasitologia Veterinária Publicador: Colégio Brasileiro de Parasitologia Veterinária
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2012 EN
Relevância na Pesquisa
36.98%
Hemotrophic mycoplasmas and Bartonella species are important pathogens that circulate between cats and invertebrate hosts, occasionally causing diseases in humans. Nevertheless, there are few reports on occurrences of these agents in cats in Brazil. The present study aimed to detect the presence of hemoplasma and Bartonella DNA by means of PCR and sequencing. FIV antigens and anti-FeLV antibodies, were studied by using a commercial kit on blood and serum samples, respectively, among 46 cats that were sampled during a spaying/neutering campaign conducted in Jaboticabal, SP. Three (6.5%) cats were positive for hemoplasmas: two (4.3%) for 'Candidatus M. haemominutum' and one (2.2%) for both M. haemofelis and 'Candidatus M. turicensis'. One of the two 'Candidatus M. haemominutum'-infected cats was also positive for FeLV antigens and showed antibodies for FIV. Two cats (4.3%) were positive for B. henselae. One of them was also positive for FeLV antigens. Eight cats (17.4%) were positive for FeLV, and just one (2.2%) showed anti-FIV antibodies. Bartonella species and hemoplasmas associated with infection due to retroviruses can circulate among apparently healthy cats.

Molecular detection of Rickettsia typhi in cats and fleas.

Nogueras, Maria Mercedes; Pons, Immaculada; Ortuño Romero, Anna M.; Miret, Jaime; Pla, Júlia; Castellà Espuny, Joaquim; Segura, Ferran
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em //2013 ENG
Relevância na Pesquisa
37%
Background: Rickettsia typhi is the etiological agent of murine typhus (MT), a disease transmitted by two cycles: rat-flea-rat, and peridomestic cycle. Murine typhus is often misdiagnosed and underreported. A correct diagnosis is important because MT can cause severe illness and death. Our previous seroprevalence results pointed to presence of human R. typhi infection in our region; however, no clinical case has been reported. Although cats have been related to MT, no naturally infected cat has been described. The aim of the study is to confirm the existence of R. typhi in our location analyzing its presence in cats and fleas. Methodology/Principal Findings: 221 cats and 80 fleas were collected from Veterinary clinics, shelters, and the street (2001-2009). Variables surveyed were: date of collection, age, sex, municipality, living place, outdoor activities, demographic area, healthy status, contact with animals, and ectoparasite infestation. IgG against R. typhi were evaluated by indirect immunofluorescence assay. Molecular detection in cats and fleas was performed by real-time PCR. Cultures were performed in those cats with positive molecular detection. Statistical analysis was carried out using SPSS. A p < 0.05 was considered significant. Thirty-five (15.8%) cats were seropositive. There were no significant associations among seropositivity and any variables. R. typhi was detected in 5 blood and 2 cultures. High titres and molecular detection were observed in stray cats and pets...

Clinical study of acquired immunodeficiency syndrome in domestic cats in São Paulo; Estudo clínico da síndrome de imunodeficiência adquirida em gatos domésticos de São Paulo

Reche Jr., Archivaldo; Hagiwara, Mitika Kuribayashi; Lucas, Silvia Regina Ricci
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/1997 ENG
Relevância na Pesquisa
37%
In order to study the magnitude of distribution of feline leukemia virus (FLV) and feline immunodeficiency virus (FIV) among domestic cats in São Paulo, 401 animals from both sexes, different ages and breeds, were tested for antibodies (FIV) and viral soluble antigens (FLV) by means of ELISA (feline leukemia virus antigen / feline immunodeficiency virus antibody - CITE ® - Agrytech Sistems Inc.). Among these animals, 123 were healthy cats and 278 were patients at the Department of Medical Clinics / Veterinary Hospital of Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo due to various diseases eight (6,5%) FIV positive cats and two (1,6%) FLV positive cats were found among healthy animals in opposition to 39 (14%) and 30 (10,8%) sick cats regents to FIV and FLV antigens and antibodies, respectively. All animals but one presented single infection. FIV infection was four times more frequent among males when compared to females; nevertheless, no difference was found related to FVL infection. Opportunistic infections as those caused by Hemobartonella felis were the most common baseline disease found among FIV or FLV infected cats. When tumors, were considered the mediastinal lymphoma was the most frequent type found among FVL infected cats. A variety of other diseases was observed...

Estudo comparativo da intoxicação experimental por amitraz entre cães e gatos; Comparative study of experimental amitraz intoxication between dogs and cats

Andrade, Silvia Franco; Laposy, Cecília Braga; Rodrigues, Luciana Teramossi; Marcicano, Jacqueline; Andrade Jr, Carlos Vianna de; Appel, Thiago Luiz
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2008 POR
Relevância na Pesquisa
36.98%
O objetivo do presente trabalho foi estudar as características em comum e as diferenças observadas na intoxicação induzida por 1 mg/kg de amitraz, IV, em cães e gatos. Os principais sinais clínicos observados em comum foram sedação, hipotermia, bradicardia, bradiarritmias, hipotensão, bradipnéia, midríase e hiperglicemia transitória, porém a intensidade destes sinais foi diferente entre as espécies. A hipotermia foi mais acentuada em gatos. Os cães foram mais sensíveis às alterações cardiorespiratórias apresentando diminuição mais significativa na freqüência cardíaca e respiratória, além de ocorrência de maior número de bradiarritmias. Os gatos apresentaram midríase mais prolongada do que os cães. Observou-se hiperglicemia e hipoinsulinemia transitórias e diminuição transitória dos níveis plasmáticos de cortisol em ambas espécies, porém os gatos apresentaram um pico de hiperglicemia maior e mais precoce do que os cães, e com relação aos níveis plasmáticos de cortisol, os cães apresentaram uma diminuição mais acentuada do que os gatos. O tempo médio de retorno da sedação foi mais prolongado em gatos. Estes resultados mostraram que a intoxicação por amitraz entre cães e gatos é muito similar...

Ocorrência de parasitos gastrintestinais em fezes de gatos das cidades de São Paulo e Guarulhos; Occurrence of gastrointestinal parasites in feces of cats from the cities of São Paulo and Guarulhos

Ragozo, Alessandra Mara Alves; Muradian, Vanessa; Silva, Jean Carlos Ramos e; Caravieri, Renato; Amajoner, Vanny Rose; Magnabosco, Cristina; Gennari, Solange Maria
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2002 POR
Relevância na Pesquisa
37.02%
Amostras de fezes foram colhidas de 138 gatos, de idade, sexo e raça variadas, capturados nas ruas das cidades de São Paulo e Guarulhos, para determinação da presença de parasitos gastrintestinais. Os animais encontravam-se alojados individualmente no Centro de Controle de Zoonoses dos Municípios de São Paulo (107 gatos) e Guarulhos (31gatos). As fezes foram colhidas individualmente e processadas pela técnica de flutuação em solução de sacarose (d=1,203g/cm³). Dentre os protozoários o agente mais freqüente foi o Cystoisospora felis, em 36 gatos (26,09%), seguido pelo Cystoisospora rivolta, em 34 (24,64%), pelo Cryptosporidium parvum, em dois (1,45%) e pelo Sarcocystis spp. em um animal (0,72%). Dentre os helmintos, Toxocara cati foi o de maior ocorrência, com 39 gatos positivos (28,26%), seguido pelo Ancylostoma spp., com 12 gatos positivos (8,70%) e pelo Platynosomun fastosum em dois gatos (1,45%). A presença de proglotes de Dipylidium caninum foi observada em duas amostras, quando da colheita nas gaiolas, dado este certamente subestimado, uma vez que o encontro de cápsula ovígera em fezes é bastante raro, sendo o diagnóstico feito pela observação de proglotes nas fezes frescas. Os parasitos estavam presentes em infecções múltiplas em 25 animais (18...