Página 1 dos resultados de 7508 itens digitais encontrados em 0.009 segundos

Descrição do ambiente de marketing internacional para a carne bovina brasileira com foco na União Européia, Rússia e países africanos; International marketing environment description for brazilian beef exports focusing European Union, Russian and african countries

Tonini, Maria Gabriela de Oliveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/03/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.05%
O Brasil é o maior exportador de carne bovina do mundo. Suas vendas externas de carne têm grande representatividade ao setor e à economia nacional, tanto pelo faturamento, quanto pela sua importância no escoamento da produção. Entretanto, vários fatores interferem no desempenho das vendas internacionais da carne bovina brasileira. As questões sanitárias estão entre as barreiras mais restritivas, incluindo principalmente, no caso do Brasil, a febre aftosa. Mas outras barreiras técnicas, como rastreabilidade, certificações, entre outras, e também tarifárias impedem ou limitam o acesso da carne brasileira em alguns mercados internacionais. Especialmente quando se trata de carne bovina in natura, aumentam ainda mais as restrições. Para melhorar o entendimento das exportações brasileiras de carne bovina e obter mais informações sobre as possíveis alterações do ambiente de marketing para a carne bovina brasileira no mercado internacional, a proposta do trabalho é descrever os fatores que interferem nas exportações de carne bovina. Tais fatores serão apresentados de maneira geral, os que são aplicáveis a quaisquer mercados e especificamente para a União Européia (UE), Rússia e países da África. Cada mercado foi escolhido por uma série de razões. A União Européia é o principal comprador da carne bovina brasileira e é o mercado que mais exige normas e imposições para a carne bovina. As restrições incluem barreiras tarifárias...

Tendência temporal do consumo de carne no município de São Paulo: estudo de base populacional - ISA Capital 2003/2008; Trends in meat consumption in city of São Paulo: population based study ISA Capital 2003/2008

Carvalho, Aline Martins de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/09/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.01%
Introdução. As carnes são boas fontes nutricionais para o homem, porém devem ser consumidas com moderação, pois seu consumo excessivo tem sido relacionado ao aumento do risco de doenças crônicas. Além de agravos à saúde, a carne promove grande impacto no meio ambiente a partir da sua produção. No Brasil, a disponibilidade de carnes vem aumentando na alimentação domiciliar, entretanto, dados de consumo alimentar individual de carnes são escassos no país. Objetivo. Descrever a tendência de consumo individual de carne em São Paulo na última década, e avaliar a relação entre o consumo excessivo de carne, qualidade da dieta e impacto ambiental. Métodos. Foram utilizados dados de 2361 indivíduos coletados em 2003 e 1662 indivíduos coletados em 2008 de ambos os sexos, com idade de 12 anos ou mais, incluídos no estudo transversal de base populacional: Inquérito de Saúde de São Paulo (ISA-Capital). A amostragem se deu probabilisticamente em dois estágios, setor censitário e domicílio. O consumo alimentar foi verificado em cada ano com o uso dois recordatórios alimentares de 24 horas. A estimativa de ingestão habitual das carnes foi feita pelo Multiple Source Method. A qualidade da dieta foi analisada pelo Índice de Qualidade da Dieta Revisado e o impacto ambiental pela estimativa de equivalentes de gás carbônico (CO2) a partir do consumo de carne. Resultados. O consumo de carnes em São Paulo aumentou em cerca de 20 por cento na população estudada. O consumo excessivo de carne foi observado em quase 75 por cento das pessoas e o tipo de carne mais consumido nos dois períodos foi a bovina...

Composição química e rendimento da carne ovina in natura e assada

Pinheiro, Rafael Silvio Bonilha; Jorge, André Mendes; Francisco, Caroline de Lima; Andrade, Ernani Nery de
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 154-157
POR
Relevância na Pesquisa
37.02%
Utilizou-se o músculo Triceps brachii de cordeiros não castrados ½ Ile de France ½ Santa Inês terminados em confinamento para a realização das análises físico-químicas. Foram determinados: a umidade, a proteína, a gordura, as cinzas e os carboidratos da carne, in natura e assada, destes animais, assim como o rendimento desta carne, após o processo de cocção. A carne assada apresentou valores maiores de gordura e proteína (7,49 e 33,67%) em comparação com a carne in natura (5,36 e 18,85%), respectivamente. Os percentuais de cinzas e carboidratos não foram influenciados pelos tratamentos estudados, porém para os valores de umidade, a carne in natura obteve valores superiores ao da carne assada, 74,05 e 57,02%, respectivamente. A carne assada teve perdas durante o seu preparo por evaporação, por gotejamento e por cocção de 33,20, 1,36 e 35,20%, respectivamente. Concluiu-se que a carne assada apresenta valor nutricional mais elevado que a carne in natura, para os teores de gordura e proteína, pelo fato da carne in natura apresentar maior valor de umidade em relação à assada, ocasionando assim a concentração de gordura e de proteína na carne assada. O preparo da carne ocasionou perdas por cocção de 35,20%...

Carne suina reestruturada pre-cozida e congelada : efeito dos metodos de congelamento, redução de gordura e substituição de pernil por paleta suina

Maria Regina Sarkis Peixoto
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/08/1986 PT
Relevância na Pesquisa
37.04%
Realizou-se três experimentos objetivando: (1) estudar os efeitos da substituição parcial de gordura por água, com utilização de 0,6% de uma mistura comercial (BEKAPLUS C4@) de carragena com tripolifosfato de sódio, em partes iguais, para reter a água; (2) avaliar a possibilidade de substituir, parcial ou totalmente, a carne de pernil por carne de paleta, e (3) quantificar a influência do método de congelamento criogênico versus convencional - das porções. Comparou-se a influência das modificações nas formulações e processos de fabricação de uma carne suína reestrurada, pré-cozida e congelada, através de análises físicas, químicas, sensoriais e de custos de matérias primas. Em linhas gerais, o processamento desenvolvido nessa pesquisa envolve a mistura de carne cortada em cubos a 1°C, com adição de sal, tripolifosfato e gelo em escamas, até que ocorra uma intensa liberação de proteínas miofibrilares. Adiciona-se, então a carne moída, a 1°C, e os demais ingredientes, misturando até que a massa atinja 5°C, quando é adicionada a gordura e mais gelo. Mistura-se por mais 4min., sem vácuo, e mais 1,5min. sob vácuo. O embutimento da massa é feito em envoltório de poliamida e o cozimento com elevação gradual da temperatura da água até o produto atingir 72°C. O produto é...

Propriedades tecnologicas da carne do jacare do Pantanal Caiman Crocodilus Yocare (Daudin, 1802) (Reptilia, Crocodilia)

Pedro Fernando Romanelli
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/10/1995 PT
Relevância na Pesquisa
37.06%
O objetivo deste trabalho foi avaliar o potencial do jacaré do pantanal Caiman crocodilus yacare (DAUDIN, 1802) em fornecer carne, bem como o conhecimento de algumas características químicas e tecnológicas de sua carne para ser uma possível alternativa de aproveitamento, no processamento e/ou consumo humano. Iniciou-se os estudos, com medidas para avaliar os aspectos quantitativos do animal através da composição corporal e da carcaça. Na composição corporal foi possível conhecer o percentual de ocupação no animal dos quatro cortes do segmento corporal: cabeça, tronco, cauda e membros. Na composição da carcaça, através da desossa manual, separaram-se os músculos e ossos, para calcular o percentual de cada componente. Desses estudos verificou-se nos 2 grupos de animais analisados, ser a cauda o corte com melhor rendimento muscular, com uma relação músculo / osso que variou de 7,5 - 9,5, seguido pelos membros com valores de 3,6 - 3,9 e o tronco com variação de 2,8 - 3,4. As mudanças "post mortem" foram acompanhadas com medidas da degradação anaeróbica do glicogênio e da curva de pH. Os resultados mostraram que nas primeiras 20 - 25 horas pós-abate, ocorreu 80 - 85% da degradação do glicogênio, e o pH inicial de 6...

Efeito da ractopamina e da imunocastração no bem-estar animal e nas propriedades da carne suína; Ractopamine and immunocastration effects on animal welfare and on fresh pork properties

Raquel Formighieri
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.03%
A adição de ractopamina (RAC) na dieta de suínos em terminação tem sido amplamente utilizada para melhorar o desempenho zootécnico, porém tem despertado questionamentos no âmbito do bem-estar animal e qualidade da carne suína. Além disso, a posibilidade de ocorrer resíduos dessa substância na carne preocupa alguns países e a União Européia. Os objetivos desse trabalho são avaliar os possíveis efeitos da combinação da ractopamina e imunocastração, nas propriedades da carne e nas condições físicas e fisiológicas de bem-estar dos suínos. Um total de 310 fêmeas, machos castrados e imunocastrados de duas granjas diferentes e distintos cruzamentos genéticos [Tempo macho × Topigs 40 fêmea, granja A (n = 202) e AGPIC 337 macho × CB 22 fêmeas da granja B (n = 108)] foram aleatoriamente designados para receber o tratamento com RAC (7,5 mg / kg), durante 21 (±2) dias antes do abate, ou a dieta convencional, sem RAC. Na granja A, vocalizações foram registradas, para cada tratamento, durante a condução dos animais para o box de atordoamento. Os 202 suínos provenientes da granja A e os 108 suínos da granja B foram abatidos em diferentes abatedouros comerciais e as carcaças foram resfriadas por 24 horas a 4°C. Amostras de sangue foram coletadas na sangria...

Atividade antioxidante de bioprodutos do Cerrado : estabilidade oxidativa e qualidade da carne de frango; Antioxidant activity of cerrado’s byproducts : oxidative stability and chicken meat quality

Lima, Cristiane Bovi de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.02%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, 2014.; Texto parcialmente liberado pelo autor. Conteúdo restrito: resultados e discussões dos capítulos 2 e 3.; Foram conduzidos 2 experimentos avaliando a estabilidade oxidativa e a qualidade física da carne de frangos suplementados dieteticamente com 4 extratos de plantas do Cerrado. Cada experimento utilizou 350 frangos que receberam rações com os extratos de barbatimão (BAR) e pacari (PAC), experimento 1; e sucupira (SUC) e copaíba (COP), experimento 2. Cada extrato foi fornecido em 3 dosagens 200, 400 e 600 ppm (experimento 1); e 500, 900 e 1300 ppm (experimento 2) e comparado a um tratamento controle negativo (CONT), sem adição de extratos. Ao final dos experimentos de campo, 10 animais de cada tratamento foram abatidos e as carnes do peito e da coxa e sobrecoxa foram coletadas e mantidas refrigeradas por 24 horas. Decorrido esse tempo, parte da carne de cada tratamento foi embalada à vácuo e congelada, e outra parte foi utilizada para avaliação da composição centesimal, pH e cor e, adicionalmente para o peito, perda de peso por cocção (PPC) e força de cisalhamento (CIS). As carnes congeladas foram utilizadas para a confecção de almôndegas pré-cozidas para a análise de estabilidade oxidativa durante armazenamento refrigerado. Para essa análise foram avaliados separadamente as carnes do peito e do complexo coxa e sobrecoxa para cada um dos experimentos...

Influência do ph final e tipo de embalagem na conservação de carne de bovino da raça maronesa: Parâmetros microbiológicos, físico-químicos, sensoriais e fracção volátil

Saraiva, Cristina Maria Teixeira
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
37.02%
Tese de Doutoramento em Ciências Veterinárias; A carne de bovino é uma das que tem maior valor comercial no panorama das espécies pecuárias. Para além do valor intrínseco da carne de bovino, a sua origem associada a uma raça autóctone e a um sistema de produção ecologicamente sustentável, como é o caso da raça bovina Maronesa DOP, aumenta o seu valor comercial e a sua aceitabilidade. Porém, para poder explorar todo o potencial desse produto, é necessário assegurar que chega ao consumidor nas melhores condições, e encontrar formas de apresentação que tornem mais fácil e segura a sua distribuição por unidades comerciais que frequentemente não têm serviço de corte de carnes. Assim, a comercialização desta carne previamente embalada, num sistema que prolongue ao máximo a sua vida útil, preservando o seu aspecto natural, principal factor que determina a decisão de compra pelo consumidor pode ser vantajosa. Por outro lado, é conhecida a ocorrência de carnes de condição DFD no sistema de produção desta carne, cuja capacidade de conservação é previsivelmente inferior. O presente trabalho teve como objectivo determinar quais as melhores condições de embalagem de carne de bovino Maronês DOP, de diferentes condições post mortem - Normal...

Processos proteolíticos e características sensoriais em carne de bovino da raça Maronesa. Influência do pH final e tempo de maturação

Silva, José António de Oliveira e
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
37.13%
Durante o processo de transformação do músculo em carne, vários factores condicionam os processos bioquímicos e físicos, que influenciam de forma marcante a qualidade final da carne. Entre estes factores, o pH final (pHf) da carne é referido como um importante condicionador das características sensoriais e tecnológicas da carne. A tenrura é, na carne de bovino, particularmente importante contudo, o tipo de relação existente entre o pHf e a tenrura, bem como as suas causas não são unanimemente aceites. Durante o armazenamento da carne (maturação), existem evidências que, a degradação de algumas proteínas miofibrilhares poderão contribuir para a tenrificação da carne. O envolvimento de proteases endógenas, principalmente as catepsinas e as calpaínas, ainda que extensivamente estudadas, tem conduzido a resultados controversos. Pelo contrário, os conhecimentos sobre o efeito do pHf da carne de bovino na actividade enzimática e na degradação miofibrilhar são praticamente inexistentes. Com o presente trabalho, pretendeu-se contribuir para o conhecimento da influência do pHf da carne de bovino da raça Maronesa e tempo de maturação, ao nível da proteólise miofibrilhar e da actividade enzimática das calpaínas e catepsina D. As repercussões ao nível das características tecnológicas e sensoriais da carne foram...

Composição química e rendimento da carne ovina in natura e assada

Pinheiro,Rafael Silvio Bonilha; Jorge,André Mendes; Francisco,Caroline de Lima; Andrade,Ernani Nery de
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.02%
Utilizou-se o músculo Triceps brachii de cordeiros não castrados ½ Ile de France ½ Santa Inês terminados em confinamento para a realização das análises físico-químicas. Foram determinados: a umidade, a proteína, a gordura, as cinzas e os carboidratos da carne, in natura e assada, destes animais, assim como o rendimento desta carne, após o processo de cocção. A carne assada apresentou valores maiores de gordura e proteína (7,49 e 33,67%) em comparação com a carne in natura (5,36 e 18,85%), respectivamente. Os percentuais de cinzas e carboidratos não foram influenciados pelos tratamentos estudados, porém para os valores de umidade, a carne in natura obteve valores superiores ao da carne assada, 74,05 e 57,02%, respectivamente. A carne assada teve perdas durante o seu preparo por evaporação, por gotejamento e por cocção de 33,20, 1,36 e 35,20%, respectivamente. Concluiu-se que a carne assada apresenta valor nutricional mais elevado que a carne in natura, para os teores de gordura e proteína, pelo fato da carne in natura apresentar maior valor de umidade em relação à assada, ocasionando assim a concentração de gordura e de proteína na carne assada. O preparo da carne ocasionou perdas por cocção de 35,20%...

Representações sociais do consumo de carne em Belo Horizonte

Barros,Guilherme Santiago de; Meneses,José Newton Coelho; Silva,José Ailton da
Fonte: IMS-UERJ Publicador: IMS-UERJ
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.01%
O presente estudo objetivou identificar as representações sociais do consumo de carne em Belo Horizonte, MG, adotando-se a metodologia qualitativa. Foram feitas entrevistas semiestruturadas com 34 frequentadores do Mercado Central de Belo Horizonte, as quais foram analisadas por meio da técnica de análise de conteúdo. Verificou-se que, majoritariamente, o gosto pela carne é representado como uma construção cultural e que ela ocupa o papel central das refeições, servindo, inclusive, de elemento para coesão social. O hábito de abstinência da carne no período da Quaresma mostrou-se esvaziado do significado original, perpetuando-se como simples tradição ou norma católica. Observou-se que a carne vermelha em várias ocasiões tem a ela atribuída, exclusivamente, o significado de "carne". Quanto à saúde, houve grande diversidade de representações, sendo o consumo de carne representado como saudável ou não saudável dependendo da circunstância. Igualmente, quando em evidência seu preço, ela transitava de item necessário para opcional. A carne foi fortemente identificada como fonte de proteína e a carne branca considerada mais saudável que a vermelha. A de porco foi representada como gordurosa e potencial transmissora de doenças. As representações sociais do consumo da carne...

Desenvolvimento e caracterização físico-química e sensorial de embutido cozido tipo apresuntado de carne de caprino

Beserra,Frederico José; Melo,Luís Roger Rabelo; Rodrigues,Maria do Carmo Passos; Silva,Elisabeth Mary Cunha da; Nassu,Renata Tieko
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2003 PT
Relevância na Pesquisa
37.01%
O objetivo deste estudo foi desenvolver um produto embutido cozido, tipo apresuntado, contendo diferentes percentuais de carnes suína e caprina de animais de descarte (animais velhos) como forma de agregar valor a essa matéria prima de pouca aceitação no mercado na forma "in natura". As formulações A (100% carne suína), B (75% carne suína e 25% carne caprina), C (50% carne suína e 50% carne caprina), D (25% carne suína e 75% carne caprina) e E (100% carne caprina) foram submetidas a testes de aceitação global. Os resultados obtidos revelaram existir diferenças significativas (p < 0,05) entre formulações, constituindo-se a formulação com 75% carne suína e 25% carne caprina a de melhor aceitação global dentre aquelas contendo carne caprina.

PRODUTOS DE EMULSÃO (FIAMBRES) ELABORADOS COM CARNE DE POEDEIRAS LEVES (LEGHORN) DE DESCARTE E ÓLEOS VEGETAIS

Nardin,Tânia Regina Fiore; Graner,Murilo; Verruma-Bernardi,Marta Regina
Fonte: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" Publicador: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1999 PT
Relevância na Pesquisa
37.05%
Foram elaborados fiambres (emulsões) curados e defumados com carne de poedeiras leves e óleos vegetais, e foi feita a sua comparação com produto semelhante, obtido com carne de frangos de corte. Na desossa manual dos cortes, obteve-se um rendimento médio de 14,73% para peito, 14,91% para pernas e coxas e 2,46% para as coxinhas das asas, em relação ao peso da carcaça (média de 1195,81g). A carne mista foi obtida a partir de 14,73% de carne branca (peito) e 17,37% de carne escura (pernas e coxas e coxinhas das asas). O rendimento final na obtenção do produto foi de 113,50%, em relação à carne mista; em relação à carcaça congelada, de 34,34%. Quanto à composição química, os produtos apresentaram, em média, 64,76% de umidade, 13,91% de proteína, 16,62% de lipídios, 3,00% de cinzas, pH 6,21. O rendimento foi de 94,96%, após o processamento térmico e resfriamento. Os fiambres foram submetidos à análise sensorial. Quanto ao sabor, os produtos elaborados com carne de poedeira e óleo de soja foram superiores ao produto controle e não houve diferença significativa quando elaborados com óleo de milho. Apresentaram-se mais macios os elaborados com carne de frango e óleo de soja, em relação à carne de galinha. Para a avaliação de suculência...

Novas metodologias para avaliar a qualidade da carne - avaliação da qualidade da carne e derivados pela ressonância magnética nuclear.

COLNAGO, L. A.; FORATO, L. A.; TULLIO, R. R.; CRUZ, G. M. da
Fonte: In: SIMPÓSIO SOBRE QUALIDADE DA CARNE, 3.; SIMPÓSIO INTERNACIONAL SOBRE QUALIDADE DA CARNE, 2006, Jaboticabal, SP. Anais...São Carlos: Embrapa Pecuária Sudeste; Jaboticabal: Funep, 2006. Publicador: In: SIMPÓSIO SOBRE QUALIDADE DA CARNE, 3.; SIMPÓSIO INTERNACIONAL SOBRE QUALIDADE DA CARNE, 2006, Jaboticabal, SP. Anais...São Carlos: Embrapa Pecuária Sudeste; Jaboticabal: Funep, 2006.
Tipo: Capítulo em livro técnico-científico (ALICE) Formato: 1 CD-ROM
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.83%
Neste trabalho, serão apresentadas as principais aplicações da ressonância magnética nuclear (RMN) na avaliação da qualidade de carne e de seus derivados. O fenômeno da RMN é observado em todos os materiais que contenham núcleos atômicos com número impar de prótons e/ou de nêutrons. Trata-se de isótopos que apresentam momento magnético e spin nuclear e que, quando colocados em um campo magnético (ímã), passam a pressionar com uma freqüência característica (freqüência de ressonância), que normalmente ocorre na faixa da onda de rádio ou de rádiofreqüência. Assim, com a irradiação (excitação) da amostra com esta onda de rádio específica, a amostra passa a emitir o seu sinal de rádio, que é o sinal de RMN. A intensidade, a freqüência e a duração do sinal são proporcionais à concentração, à composição química e à mobilidade do material, respectivamente.; 2006

Elaboração de carne caprina maturada para churrasco

Bosco de Macedo Coelho, João; Pinheiro de Faro, Zelyta (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.04%
Com o propósito de melhorar as características organolépticas da carne caprina quando preparada sob a forma de churrasco e torna-la competitiva, a carne foi maturada em pré-rigor à quente com e sem tripolifosfato de sódio, e comparadas, através de análise sensorial Teste de Ordenação, com as carnes caprina e ovina preparadas pelo método tradicional da região. Os efeitos dos tratamentos foram avaliados por meio da determinação dos teores de umidade, capacidade de retenção de água (CRA) e pH das amostras prontas para assar. Os valores obtidos para umidade e CRA não apresentaram diferenças significativas entre os tratamentos, contudo o pH da carne ovina foi inferior, (p<0,05), aos demais. O teste sensorial revelou uma superioridade da carne ovina em relação à carne caprina maturada e tradicional (p<0,05). Quando comparada a carne caprina maturada com tripolifosfato com a carne caprina preparada pelo método tradicional e sem a participação da carne ovina, esta foi significativamente superior (p<0,01). Conclui-se que o processo de maturação da carne caprina adicionada de 0,5% de tripolifosfato de sódio deixou a carne caprina em igualdade de condições de competir com a carne ovina

Extensión de la vida comercial de la carne de cordero mediante suplementación dietética con extracto de romero

Serrano Espada, Rafael
Fonte: Universidade de Múrcia Publicador: Universidade de Múrcia
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
37.04%
1. Objetivos: • General: 1. Extender la vida útil de la carne cruda y cocinada de cordero, conservada en condiciones usuales de comercialización al por menor, mediante la suplementación dietética con extractos tipificados de romero compuestos por ácido carnósico y carnosol. • Específicos: 1. Optimizar el método de suplementación de la dieta considerando la época de administración, la proporción de ácido carnósico y carnosol y la dosis de extracto en el pienso. 1.1. Determinar el efecto de la época de administración (gestación, lactación y cebo) sobre la calidad y vida comercial de la carne. 1.2 Determinar el efecto del ratio ácido carnósico/carnosol sobre la calidad y vida comercial de la carne. 1.3 Establecer la dosis conservante mínima efectiva en carne con el objeto de optimizar la relación dosis-efecto de los suplementos ovinos. 2. Metodología: La investigación se realizó en tres fases. En un primer experimento se suministraron 600 mg kg-1 de un extracto de romero (ER) compuesto por ácido carnósico y carnosol (2:1) a la ovejas gestantes y lactantes, y también a los corderos de cebo. En un segundo experimento se suministraron 600 mg kg-1 de un ER enriquecido en carnosol (1:1) sólo a los corderos de cebo. En un tercer experimento se repitió el ensayo anterior reduciendo la dosis de ER 1:1 a 200 y 400 mg kg-1. La carne cruda (lomo) fue envasada en atmósfera protectora (70/30 O2/CO2) y almacenada hasta 21 días en una vitrina a 2 ºC y 800 lx. La carne cocinada (hamburguesas de pierna) fue envasada en aerobiosis hasta 4 días en una vitrina a 2 ºC y 800 lx. El deterioro de la carne se determinó en base a diversos parámetros físico-químicos (pH...

Efeitos do uso de carne bovina pre "Rigor Mortis" e fosfato nas caracteristicas fisicas, quimicas e sensoriais de embutidos tipo emulsão

Jussara Carvalho de Moura Della Torre
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/08/1991 PT
Relevância na Pesquisa
37.07%
A utilização da carne na fase pre "rigor mortis" traz benefícios econômicos como redução dos custos de transporte, ralo de obra, instalações e energia de refrigeração. Adicionalmente, o uso de carne "pre-rigor" pode melhorar consideravelmente as propriedades de retenção de água e emulsificação de gordura de embutidos cárneos. Com o objetivo de comprovar esses benefícios, conduziu-se um estudo para determinar-se os efeitos do uso de carne "pre-rigor" ("carne quente"), carne resfriada convencionalmente e de tripolifosfato de sódio (TPF) nos níveis de 0 e 0,3%, nas características físicas, químicas e sensoriais de embutidos tipo emulsão. Utilizou-se formulação básica, contendo 39,4% de carne de dianteíro de vaca, 4,6% de bucho, 4,3% de carne suína, 9,5% de carne industrial bovina, 27,4% de toucinho, 2,35% de sal, 2,0% de amído, 0,78% de condimentos, 0,05% de eritorbato de sódio, 0,02% de nitrito de sódio e gelo em quantidade suficiente para se ter uma razão umidade: proteína igual a 4,5. A formulação foi balanceada de modo a conter entre 12 e 13% de proteína e entre 25 e 26% de gordura. A carne de dianteiro de vaca foi moída uma hora após o abate e misturada com cloreto de sódio de forma a obter-se o efeito de carne "pre-rigor"...

Modelo de capacitación modular en terreno, dirigido a profesionales y técnicos vinculados a los sistemas de producción de carne y leche bovina

Corporacion de la Carne; Fundacion de Instruccion Agricola Adolfo Matthei; Jaime Patricio Velásquez Guarda
Fonte: Corporação de Fomento da Produção Publicador: Corporação de Fomento da Produção
Tipo: Proyecto
Publicado em 03/12/2009
Relevância na Pesquisa
46.68%
La Región de los Lagos históricamente es considerada una región eminentemente lechera y agrícola actualmente tiene una población aprox. de 771.874 habitantes de los cuales el 304% vive en sectores rurales lo que representa 235.040 personas (11% del total nacional). A nivel de productores el sector pecuario bovino en la región según datos del censo agropecuario del año 2007 genera aprox. 11.466 empleos formales. Sin embargo estimaciones al respecto permiten vislumbrar cerca de 25 mil empleos esto considerando el empleo informal ligado a los sistemas productivos ganaderos. De acuerdo a los diferentes estudios realizados sobre el sector pecuario existe una brecha atingente a la baja productividad del recurso humano que participa en las actividades pecuarias esto dado a la falta de competencias laborales especificas. Lo cual plantea la necesidad de contar con un servicio de capacitación dedicado a impartir competencias laborales a quienes trabajan directamente con los recursos primarios de los sistemas cárnicos y lácteos de la región. Sin embargo esta iniciativa se hace especialmente difícil de llevar a cabo ya que la oferta de cursos se concentra en los centros urbanos lo cual plantea necesariamente al interesado en capacitarse dejar su lugar de trabajo y en algunos casos viajar largas distancias para asistir a un centro de formación tradicional y matricularse en algunos de los cursos de capacitación que se imparten dentro de las comunas más grandes de la región. Desde este punto de vista es fácil comprender que por ejemplo a un técnico y/o profesional residente en comunas relativamente asiladas como Palena o Quemchi le resulte dificultoso el asistir a una capacitación de 24 horas (mínimo 3 días) en la ciudad de Puerto Montt u Osorno. Lo anterior sin tomar en cuenta que dentro de la décima región existen lugares de mucho mayor aislamiento donde se desempeñan técnicos y profesionales. Esto plantea la necesidad de contar con un servicio de capacitación móvil que permita llevar una oferta de capacitación a comunas aisladas tales como Rió Negro Entrelagos...

Estudo da interrupção da refrigeração no prazo de validade de carne embalada em atmosfera protetora

Paulos, Filipa Lopes Pereira Jorge
Fonte: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária Publicador: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 20/11/2015 POR
Relevância na Pesquisa
37.02%
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária; A contaminação microbiana inicial da carne e a subsequente contaminação cruzada devido à manipulação ou contacto com superfícies contaminadas são factores que influenciam o prazo de validade de carne. Para além disso, uma monitorização cuidada da temperatura em toda a cadeia de processamento, seguindo os princípios de um plano HACCP, é importante na prevenção do desenvolvimento de microbiota de deterioração. O objectivo deste trabalho foi verificar o impacto de uma refrigeração inadequada no prazo de validade de carne acondicionada em embalagem com atmosfera protetora, baseando-se num cenário real de quebra dos mecanismos de refrigeração de uma câmara industrial de armazenamento em frio. Neste estudo, foram usados três tipos diferentes de produtos. As amostras eram de 1a) carne de novilho fatiada manualmente, 1b) carne de novilho fatiada de acordo com as práticas comerciais da fábrica e 2) preparado de carne picada de novilho produzido de acordo com as práticas comerciais da fábrica e 3) carne de suíno fatiada manualmente. As amostras de carne foram embaladas em atmosfera protetora com 70% de O2 e 30% de CO2 e expostas, de seguida, a uma das quatro seguintes combinações de temperatura: a) 0ºC (amostras controlo)...

Alternativas a los sistemas actuales de alimentación en el cebo intensivo de corderos: efecto de la supresión de la paja de la ración y la utilización del cereal en grano sobre la ingestión, el crecimiento y las características de la canal y de la carne

Rodríguez, Ana Belén
Fonte: Universidad de León Publicador: Universidad de León
Tipo: Tesis Formato: 2506257 bytes; application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
37.03%
Tesis doctoral de la Universidad de León, Departamento de Producción animal I y la Estación Agrícola Experimental (EAE-CSIC).--Mayo 2005; [ES] El objetivo de este trabajo fue generar la información necesaria para desarrollar un sistema de alimentación, alternativo al sistema convencional de cebo intensivo de corderos, basado en la eliminación de la paja de la ración, la utilización del cereal entero y la libre elección de alimentos. Para llevar a cabo este objetivo se real izaron cuatro pruebas experimentales. La primera prueba experimental tuvo como objetivo específico estudiar el efecto de un sistema de libre elección de alimentos, sobre a ingestión, la ganancia de peso vivo y las características de la canal y de la carne de corderos. Para ello se utilizaron 24 corderos machos de raza Merina de 15,5 kg de peso inicial, distribuidos en dos grupos experimentales (CONTROL y CTc). Los corderos del grupo CONTROL se alimentaron de acuerdo al sistema convencional de cebo intensivo (pienso compuesto y paja de cebada). Los animales del grupo libre elección (CTc) recibieron, por separado y a voluntad, cebada en grano, torta de soja y corrector vitamínico-mineral. El control de la ingestión se realizó diariamente para el pienso compuesto del grupo CONTROL y la cebada en grano y la torta de soja del grupo CTc. En el caso de la paja y el corrector vitamínico-mineral...