Página 1 dos resultados de 14 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Concepção de um sistema misto em concreto armado e alvenaria estrutural aplicado a silos multicelulares para cafe a granel; An alternative design of multi-cell group for storing coffee beans

Jose Floriano de Azevedo Marques Neto
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/08/2004 PT
Relevância na Pesquisa
26.16%
O agronegócio café representa atualmente no mundo a segunda maior commodity e observa-se uma tendência cada vez maior em se trabalhar com esse produto a granel, em grandes volumes. Diversos fatores justificam essa tendência: transporte mais barato e mais seguro em caminhão do tipo container; custo mais barato do container para embarcar nos navios para exportação; diminuição significativa da mão ? de ? obra de manuseio; maior segurança contra incêndio; maior rapidez na carga e descarga; e eliminação de gastos com valores não agregados ao produto. Visando uma concepção construtiva racional e econômica, o presente trabalho propõe um sistema de armazenagem para café a granel, na forma alternativa aos sistemas tradicionais, quer seja de armazenagem do café em sacos de 60kg, ou mesmo em sacos tipo big-bags, com capacidade individual de 900kg a 1200kg. No projeto proposto, o silo é composto de células em alvenaria estrutural, geminadas duas a duas na largura e com um número variável de células no comprimento, em função do volume desejado de armazenagem. Esse sistema simétrico favorece a racionalidade operacional, garantindo a continuidade entre os fluxos de recebimento e de expedição. O fundo da célula é em forma de tremonha dupla tronco-piramidal...

Clipping 2012-07-julho

Agecom, UFSC
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Imagem
PT_BR
Relevância na Pesquisa
16.32%
Clipping de 01 e 02/07/2012: UFSC / Conselho Universitário / Greve dos servidores / Calendário acadêmico / Fortalezas Multimídia / Roberto Tonera / Cursinho Pré-vestibular / Secretaria de Educação / Inscrições / Cotas / Greve dos servidores públicos federais / Ministério do Planejamento / Salários / Negociação / Semana Nacional de Ciência e Tecnologia / 11ª SEPEX / Salim Miguel / Fantasia e (é) realidade ou treze textos surreais / Tércio da Gama / Editora Unisul / Conselho Universitário / Calendário acadêmico / 11ª Mostra de Cinema Infantil / Palestra / Walter Tournier / Teatro Governador Pedro Ivo / Sessões Escola / A Grande Viagem / CFH / Florianópolis / Plano Diretor / Campanha eleitoral / Orlando Ferreti / APPs/Instituições da rede de ensino federal / Cargos efetivos / Cargos de direção / Funções gratificadas / Lei 12.677/2012 / Reuni --- Clipping de 03/07/2012: UFSC / Doação de alimentos / Complexo Penitenciário de Florianópolis / Luís Carlos Cancellier de Olivo / Festas no Campus / Vandalismo / Cesar Souza Júnior / Ado Von Wangenheim / Rua Deputado Edu Vieira / Armazém Vieira / Ministério da Educação / Greve servidores federais / SISU / Matrículas / ENEM / Pré-vestibular UFSC/SED / Inscrições / Servidores públicos federais / Lei de Acesso à Informação / Teto salarial / Distorções / Fundação Franklin Cascaes / 19º Festival Isnard Azevedo / Salários / Professores / Universidades federais / Universidades estaduais / Andes / Concursos sem candidatos aprovados / São Paulo / UFABC / Unifesp --- Clipping de 04/07/2012: UFSC / Festas no Campus / Pró-reitoria de Assuntos Estudantis / Festa junina / Diretório Central dos Estudantes / Servidores da UFSC / Greve / Documentário / Crianças / Publicidade / Criança...

Poéticas contemporâneas

Freitas, Roziliane Oesterreich de
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 144 f.| il. +
POR
Relevância na Pesquisa
26.6%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão.; Esta dissertação tem por objetivo perseguir três espaços que, em suas formas específicas de expressão, oferecem uma leitura da poesia dos anos 90. O primeiro espaço é delimitado pela voz da crítica a respeito da poesia de Carlito Azevedo. O segundo, pela leitura dos quatros primeiros números da revista Inimigo Rumor, lançada pela editora Sette Letras, no ano de 1997. Por último, destaca-se a leitura da poesia de Carlito Azevedo, acompanhada da análise de alguns poemas publicados nos livros do autor, Collapsus Linguae, As Banhistas e Sob a Noite Física. Guiada por esses espaços determinantes para a constatação de um "momento promissor" da poesia nos dias de hoje, busco evidenciar que o regime de novidade, atualmente, também pode estar combinado ao do retorno.

Clipping 2013-03-março

Agecom, UFSC
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Imagem
PT_BR
Relevância na Pesquisa
16.16%
Clipping de 01/03/2013: Simone Leite / Cineasta Zeca Nines Pires / Ricaldinho da Ilha / Udesc / Obras literárias para o Vestibular de Inverno 2013 / Geração do Deserto / Guido Wilmar Sassi / Guerra do Contestado / Silveira de Souza / Ecos do Porão – Vol. II / Editora da UFSC / Capitães de Areia / Jorge Amado / Amar, Verbo Intransitivo / Mário de Andrade / Beijo no Asfalto / Nelson Rodrigues / Secretaria Municipal de Saúde / Secretaria do Estado da Educação / Estudantes da rede pública / Consumo abusivo de drogas ilícitas e de álcool / Instituto RIC / Projeto Alerta Galera / Jogo da Onda / Instituto Estadual de Educação – IEE / Mestrandos da UFSC / Produção de vídeos / Premiação aos melhores trabalhos / Jornalistas do Diário Catarinense / Professora de Português, Joseana Andrea Fonseca / Cursinho Pré-Vestibular da UFSC / Vencedores do concurso Vestibulando DC 2013 / Caderno Vestibular / Premiação Clipping de 02, 03 e 04/03/2013: Livro O Detetive de Florianópolis / Jair Francisco Hamms / Vestibular 2014 da UFSC / Coletânea Os Últimos Sonetos / Cruz e Sousa / Editora da UFSC / Literatura catarinense / Vestibular de Inverno da Udesc / Livro Geração do Deserto / Guido Wilmar Sassi / Livro Ecos do Porão – Vol. II / Silveira de Souza / Novo Diretor do campus da UFSC em Joinville / Luís Fernando Peres Kalil / Concurso para a UFSC / Vagas para Joinville / Centenário de A Sagração da Primavera / Igor Stravinski / Vaslav Nijinski / Dirce Waltrick do Amarante / Curso de Artes Cênicas da UFSC / Romance A Terceira Expedição / Daniel Fresnot / Mestre em Letras pela UFSC...

Negativo e ornamental: um poema de Carlito Azevedo em seus problemas

Simon,Iumna Maria; Dantas,Vinicius
Fonte: Centro Brasileiro de Análise e Planejamento Publicador: Centro Brasileiro de Análise e Planejamento
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2011 PT
Relevância na Pesquisa
66.83%
O estudo reconstitui as estratégias compositivas de um poema de Carlito Azevedo, "Na noite física" (1996), que glosa e incorpora um poema sem título de Charles (1985). As transformações revelam a trama intertextual de um poeta contemporâneo em que a erotização textual se sobrepõe à sua matéria, cuja violência fica sugerida. Discute-se o problema da isenção do sujeito produzida pela dissolução referencial, principalmente a estetização decorrente de um espetáculo verbal feito com os elementos anti-ilusionistas da poesia moderna.

The Michael Reaction of Enaminones with N-(p-tolyl)-maleimide: Synthesis and Structural Analysis of Succinimide-enaminones

Cunha,Silvio; Rodovalho,Waléria; Azevedo,Neucírio R.; Mendonça,Marcos de O.; Lariucci,Carlito; Vencato,Ivo
Fonte: Sociedade Brasileira de Química Publicador: Sociedade Brasileira de Química
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2002 EN
Relevância na Pesquisa
16.16%
The reaction of N-(p-tolyl)-maleimide with enaminones afforded succinimide-containing enaminones in moderate to good yields, and these compounds were evaluated against E. coli and S. aureus, but no significant antibacterial activity was observed. The regiochemistry of the compounds was examined mechanistically within frontier molecular orbital considerations. In the solid state three-dimensional structure there is the formation of cooperative inter- and intramolecular NH...O and CH...O hydrogen bonding.

A crítica brasileira de poesia contemporânea: velhos debates, outras máscaras

Scramim,Susana
Fonte: Programa de Pos-Graduação em Letras Neolatinas, Faculdade de Letras -UFRJ Publicador: Programa de Pos-Graduação em Letras Neolatinas, Faculdade de Letras -UFRJ
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
26.16%
Propõe-se com este artigo refletir tanto sobre a produção poética quanto a sua crítica, tanto sobre a história da poesia quanto da história da crítica. Elas não são discutidas como instâncias separadas, mas, ao contrário, serão tomadas como práticas de uma mesma teoria/pensamento sobre a arte. A crítica de poesia contemporânea no Brasil tem que enfrentar alguns desafios propostos pelo modo de se produzir poesia no presente. No lugar de impor as mesmas exigências e cobranças das práticas críticas idealistas e utópicas à poesia e de responder com paráfrases de velhos debates aos desafios do presente, a crítica tem diante de si a poesia a tarefa de também tentar elaborar sentidos para a cultura do contemporâneo, o que implica sempre uma relação de interpretação com o passado e com a tradição. Longe de ser diagnosticado como um processo de "retradicionalização", "formalização" e "esteticização" dos problemas da cultura, a produção de poesia produz uma análise do tempo presente tão ou mais eficaz do que vem atribuindo-lhe certos setores da crítica.

“un idioma para hablar con los muertos”: Tamara Kamenszain. O gueto. /O eco da minha mãe. Trad. Carlito Azevedo e Paloma Vidal. Rio de Janeiro: 7Letras, 2012, 117pp.; “un idioma para hablar con los muertos”: Tamara Kamenszain. O gueto. /O eco da minha mãe. Trad. Carlito Azevedo e Paloma Vidal. Rio de Janeiro: 7Letras, 2012, 117pp.

Klinger, Diana
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 20/06/2013 POR
Relevância na Pesquisa
26.6%
;

POESIA, CRÍTICA E MEDIAÇÃO

Prigol, Valdir; UFFS
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 28/02/2013 POR
Relevância na Pesquisa
26.16%
Um sintoma do presente é a quantidade de coleções organizadas em torno da apresentação de poetas e ficcionistas. Estas coleções parecem partir da imagem de um leitor estrangeiro aos autores apresentados. Por isso, constituem-se como guias, manuais, roteiros de leitura. A coleção Ciranda de Poesia, da Editora da UERJ, publicou um livro de Susana Scramin sobre o poeta Carlito Azevedo em que a apresentação do poeta parte de uma imagem recorrente em sua obra: a freqüentação. Este texto recompõe o método adotado pela autora e alguns textos do autor para mostrar como eles propõem a frequentação como forma de aproximar o leitor dos poemas do autor e dele mesmo.

PEDRAS QUE SE TOCAM: UM POEMA NO MEIO DO CAMINHO

Salgueiro, Wilberth Claython F.
Fonte: PPGL Publicador: PPGL
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 27/02/2014 POR
Relevância na Pesquisa
26.16%
Relata-se a biografia (polêmicas, paródias) do poema "No meio do caminho", de Carlos Drummond de Andrade, e analisam-se poemas de Ana Cristina Cesar, Bith e Carlito Azevedo a partir dos movimentos de desleitura propostos por Harold Bloom, em A angústia da influência.

A experiência da destruição na poesia de Carlito Azevedo

Ribeiro, Gustavo Silveira; Universidade Federal da Bahia
Fonte: Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais Publicador: Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/07/2014 POR
Relevância na Pesquisa
46.6%
Um dos livros mais instigantes da recente poesia brasileira,Monodrama (2009), de Carlito Azevedo, propõe uma complexa meditação sobre a catástrofe, experiência fundamental do tempo presente, através da elaboração de imagens que procuram dar conta, ao mesmo tempo, da dimensão social e coletiva da destruição (voltadas, fundamentalmente, para a representação dos choques e aporias da paisagem urbana) e de seus desdobramentos subjetivos, configurados no texto como reflexão sobre o luto e reivindicação política da poesia frente ao mundo.

AINDA A REDESCOBERTA DE SÁ DE MIRANDA NO SÉCULO XX: CARLITO AZEVEDO E ALEXANDRE O’NEILL

Franco, Márcia Maria de Arruda
Fonte: Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais Publicador: Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 30/06/2000 POR
Relevância na Pesquisa
46.83%
Na segunda metade do século XX, a poesia de Sá de Miranda foi redescoberta por alguns poetas da língua portuguesa, nos dois lados do Atlântico. Aqui apresentamos dois exemplos desta redescoberta, o de Carlito Azevedo, nos anos noventa, no Brasil, e o de Alexandre O’Neill, nos anos setenta, em Portugal. Ambos parecem redescobrir a atualidade do poeta antigo através dos irmãos Campos. On the second half of the XXth century, Sá de Miranda’ s poetry has been discovered by some poets of the Portuguese language, on both sides of the Atlantic. Here are presented the discovery of two poets: Carlito Azevedo, in the nineties, in Brazil, and Alexandre O’Neill, in the seventies, in Portugal. Both poets seem to have discovered the newness of Sá de Miranda in the writings of brothers Campos.

Onde a Linha?

Sterzi, Eduardo; Universidade Federal de Santa Catarina
Fonte: Núcleo de Estudos Literários & Culturais (NELIC-UFSC) Publicador: Núcleo de Estudos Literários & Culturais (NELIC-UFSC)
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Avaliado pelos pares; Formato: application/pdf
Publicado em 18/09/2012 POR
Relevância na Pesquisa
26.16%
http://dx.doi.org/10.5007/1984-784X.2011nesp4p22João Cabral, em «Murilo Mendes e os rios», relembra uma curiosa atitude do poeta mineiro: em nome do Paraibuna, que banha sua natal Juiz de Fora, saudava reverente, chapéu à mão, cada rio que encontrava pelo caminho em suas andanças espanholas. Na penúltima das quatro quadras do poema, Cabral diz nunca ter perguntado a Murilo «onde a linha / entre o de sério e de ironia» deste «ritual», contentando-se com rir «amarelo / como se pode rir na missa». Na explicação que, anos depois, já morto Murilo, Cabral aventa para aquele «rito» (o léxico do sagrado atravessa o poema), parece optar pela seriedade do gesto: «nos rios, cortejava o Rio, / o que, sem lembrar, temos dentro».

O convívio da poesia

Leone, Luciana di; UFRJ
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 21/12/2015 POR
Relevância na Pesquisa
46.6%
http://dx.doi.org/10.5007/2176-8552.2015n19p105Este texto pretende problematizar a noção de convívio que se tornou, nos últimos anos, uma noção corrente na crítica e na teoria literária para pensar produções poéticas contemporâneas nas quais aparece a figura do(s) amigo(s). Para isso, tento mostrar como, ao longo do século XX, parte da crítica, alicerçada numa concepção autônoma da arte, negou valor a uma poesia concentrada no convívio, como no caso da poesia de circunstância, uma poesia eminentemente doméstica. Em seguida e em contraposição, coloco a necessidade de reavaliar essa poesia como sendo aquela que poderia nos aproximar de um vínculo menos centrado no sujeito cartesiano e lúcido que construiria o poema, estimulando outro tipo de trocas e uma perspectiva não autônoma da arte. Por último, no entanto, chamo a atenção para o perigo de, uma vez feita essa recuperação da dimensão convivial, desativá-la, já não pela via da recusa, mas por uma celebração do conceito que o reaproxima das noções de cordialidade, ou de amizade em termos identificatórios e pacificados.Palavras-chave: poesia contemporânea; convívio; poesia de circunstância; Carlito Azevedo.