Página 1 dos resultados de 10 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Obtenção de corante natural a partir de caroço de abacate (persea americana)

Holbach, Juliana Maciel
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
16.94%
Com a crescente busca por alimentos mais saudáveis, naturais e com aparência agradável, a obtenção e uso de corantes naturais tornam-se importantes no mercado atual. Além da função de corante, existem interesses nas propriedades medicinais e seus efeitos na saúde humana. No grupo de corantes naturais, os carotenoides são os principais pigmentos naturais responsáveis pelas colorações amarela, laranja ou vermelha de muitos alimentos. Seus efeitos benéficos estão associados às suas propriedades antioxidantes e antidegenerativas. Uma fonte de carotenoides é o abacate (Persea americana), que contém esses pigmentos em sua casca, polpa e caroço. No processamento do fruto, o caroço é descartado, mas contém carotenoides. Logo, o caroço de abacate tem potencial para servir de matéria-prima para a extração de corante natural. Este trabalho teve por objetivo realizar extração de carotenoides a partir do caroço de abacate utilizando etanol como solvente. Os ensaios foram determinados por meio de um Planejamento Experimental Completo (2³) para avaliar os efeitos do volume de solvente (mL), número de extrações e tempo de extração (minutos). Foram obtidos extratos com concentração de carotenoides totais entre 9...

Determinação de carotenoides provitamina a por cromatografia em coluna aberta e cromatografia liquida de alta eficiencia

Paulo Roberto Nogueira Carvalho
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/09/1990 PT
Relevância na Pesquisa
16.94%
Neste trabalho estudou-se a determinação de carotenóides provitamina A em alguns alimentos através do uso de cromatografia em coluna aberta (CCA) com óxido de magnésio e Hyflosupercel e cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) com coluna com fase reversa (C-18). A quantificação em CLAE foi obtida pelo uso de padrão externo ou de padrão interno com Sudan I. Os resultados obtidos com a e b -caroteno em cenoura e azeite de dendê, b-caroteno e b-criptoxantina em mamão e b-caroteno em tomate e couve foram bons, mostrando que qualquer uma das três técnicas podem ser usadas, desde que as análises sejam conduzidas sob ótimas condições. Uma boa separação das diferentes próvitaminas em CCA depende da experiência do analista e da sua acuidade visual. A quantificação com padrão externo em CLAE requer injeção frequente de padrões analíticos, fazendo com que a variação da pureza dos padrões comerciais e a alta instabilidade destes compostos seja um grave problema. A estabilidade do Sudan I faz com que a quantificação com padrão interno em CLAE apresente-se como o método preferido. Para isso entretanto foi necessário clarificar o extrato, passando-o através de uma minicoluna de óxido de magnésio e Hyflosupercel...

Efeito do tratamento térmico na concentração de carotenóides, compostos fenólicos, ácido ascórbico e capacidade antioxidante do suco de tangerina murcote

Dutra,André de Souza; Furtado,Angela Aparecida Lemos; Pacheco,Sidney; Oiano Neto,João
Fonte: Instituto de Tecnologia de Alimentos - ITAL Publicador: Instituto de Tecnologia de Alimentos - ITAL
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2012 PT
Relevância na Pesquisa
18.05%
Neste estudo, avaliou-se o efeito do tratamento térmico do suco de tangerina murcote em relação ao teor de carotenóides totais, ao perfil de carotenóides (luteína, zeaxantina, β-criptoxantina e β-caroteno), aos compostos fenólicos totais, ao ácido ascórbico e à capacidade antioxidante. No processo, utilizou-se um trocador de calor tubular, sendo avaliados 11 tratamentos seguindo um ensaio fatorial completo 2² com três repetições no ponto central, com quatro pontos axiais e uma região de observação de 88 a 100 ºC e 16 a 44 s. O teor de caratenóides totais decresceu de forma significativa em quase todos os tratamentos aplicados, se comparado ao valor encontrado para o suco in natura. A maioria dos tratamentos não reduziu de forma significativa os teores dos caratenóides luteína, zeaxantina e β-criptoxantina. Além disso, o teor de β-caroteno não sofreu alterações significativas em todos os tratamentos avaliados. A análise de variância mostrou que, para os caratenóides, não ocorreram interações significativas entre as variáveis temperatura e tempo. Os teores de ácido ascórbico e compostos fenólicos totais apresentaram reduções em seis condições avaliadas, ao passo que, em quatro...

Determinação de caratenóides em coquinho (Butia capitata).

FARIA, J. P.; VIEIRA, R. F.; LIMA, L. H. C.; AGOSTINI-COSTA, T. S.
Fonte: In: ENCONTRO DO TALENTO ESTUDANTIL DA EMBRAPA RECURSOS GENÉTICOS E BIOTECNOLOGIA, 11., 2006, Brasília, DF. Anais: resumos dos trabalhos. Brasília, DF: Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, 2006. Publicador: In: ENCONTRO DO TALENTO ESTUDANTIL DA EMBRAPA RECURSOS GENÉTICOS E BIOTECNOLOGIA, 11., 2006, Brasília, DF. Anais: resumos dos trabalhos. Brasília, DF: Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, 2006.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Formato: p. 181.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
16.94%
2006

Avaliação do teor de carotenóides totais em híbridos e acessos de banana.

CERQUEIRA, J. de O.; OLIVEIRA, L. A. de; VIANA, E. de S.; SOUSA, M. R.; SILVA, S. de O. e; AMORIM, E. P.
Fonte: In: JORNADA CIENTÍFICA EMBRAPA MANDIOCA E FRUTICULTURA, 4., 2010, Cruz das Almas. [Anais...] Cruz das Almas: Embrapa Mandioca e Fruticultura, 2010. (Embrapa Mandioca e Fruticultura. Documentos, 190). 1 CD-ROM. Publicador: In: JORNADA CIENTÍFICA EMBRAPA MANDIOCA E FRUTICULTURA, 4., 2010, Cruz das Almas. [Anais...] Cruz das Almas: Embrapa Mandioca e Fruticultura, 2010. (Embrapa Mandioca e Fruticultura. Documentos, 190). 1 CD-ROM.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
18.05%
Nos últimos anos, a população tem percebido que os alimentos nãservem apenas para nos alimentar, mas também oferecem compostobiologicamente ativos, que nos proporcionam benefícios à saúde. Desspercepção surgiu o conceito de alimentos funcionais. Entre esses compostobiologicamente ativos, estão os caratenóides, que são corantes naturais doalimentos e possuem também atividade biológica, além da atividadprovitamínica A de alguns caratenóides. Tantos os caratenóides que sãprovitamínicos e os que não são, contribuem para saúde, aumentando resposta imune e reduzindo o risco de doenças degenerativas como câncedegeneração muscular, cataratas e doenças cardiovasculares. Os caratenóidesão responsáveis pela coloração amarela, laranja e vermelha de grandnúmero de frutas, folhas e algumas flores, sendo encontrados também noanimais. Este trabalho objetivou avaliar o teor de carotenóides totais de 1acessos de banana, sendo 12 híbridos resistentes à Sigatoka-negra, trêhíbridos em avaliação quanto à resistência à mesma doença e três variedadecomerciais (Grande Naine, Pacovan e Prata Anã).; 2010; PDF. 042.

Carotenoides em produtos de mandioca.

OLIVEIRA, L. A. de
Fonte: In: REUNIÃO DE BIOFORTIFICAÇÃO NO BRASIL, 4., 2011. Teresina. Palestras e resumos... Rio de Janeiro: Embrapa Agroindústria de Alimentos; Teresina: Embrapa Meio-Norte, 2011. 1 CD-ROM. Coordenadores: Marília Regini Nutti, Maurisrael de Moura Rocha. Publicador: In: REUNIÃO DE BIOFORTIFICAÇÃO NO BRASIL, 4., 2011. Teresina. Palestras e resumos... Rio de Janeiro: Embrapa Agroindústria de Alimentos; Teresina: Embrapa Meio-Norte, 2011. 1 CD-ROM. Coordenadores: Marília Regini Nutti, Maurisrael de Moura Rocha.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
16.94%
A estrutura altamente insaturada dos carotenoides, responsável pelas suas propriedades, torna-os susceptíveis à degradação durante o processamento. Em alimentos processados o teor dos carotenoides depende do tipo e das condições do processamento e da estocagem. A retenção de carotenoides totais ou do ?-caroteno em raízes de mandioca tem sido relatada para diferentes produtos. Em um dos estudos, a farinha de raspa seca ao forno e seca a sombra e a mandioca cozida apresentaram os maiores níveis de retenção (71,9; 59,2 e 55,7%, respectivamente) e o gari o menor (em torno de 34,1%). Elevada retenção também foi observada quando as raízes secas foram mantidas como lascas em vez de ser triturada como farinha. Avaliando a retenção dos produtos com o armazenamento, as perdas foram maiores durante as duas primeiras semanas e menores durante as duas semanas subsequentes. Em outro estudo a retenção do carotenoide total foi avaliada para quatro diferentes variedades, sendo observada maior retenção em mandioca cozida a 100 oC por 30 minutos (72 a 96%), para a mandioca chips e a farinha de mandioca a retenção foi menor (26 a 43% e 50 a 59%, respectivamente), provavelmente devido a alta temperatura utilizada.; 2011

Avaliação do conteúdo de carotenóides e compostos cianogênicos em híbridos da mandioca da geração 2008.

SILVEIRA, S. M. da; OLIVEIRA, L. A. de; KIMURA, M.; SANTOS, V. da S.; FONSECA, M. D.; ANDRADE, M. V. S. de; SANTOS, A. de O.; SANTOS, W. de J.; SILVEIRA, D. M. de S.; SOUSA, M. R.; AMORIM, T. da S.
Fonte: In: REUNIÃO DE BIOFORTIFICAÇÃO NO BRASIL, 4., 2011. Teresina. Palestras e resumos... Rio de Janeiro: Embrapa Agroindústria de Alimentos; Teresina: Embrapa Meio-Norte, 2011. 1 CD-ROM. Coordenadores: Marília Regini Nutti, Maurisrael de Moura Rocha. Publicador: In: REUNIÃO DE BIOFORTIFICAÇÃO NO BRASIL, 4., 2011. Teresina. Palestras e resumos... Rio de Janeiro: Embrapa Agroindústria de Alimentos; Teresina: Embrapa Meio-Norte, 2011. 1 CD-ROM. Coordenadores: Marília Regini Nutti, Maurisrael de Moura Rocha.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 4 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
16.94%
Este trabalho teve como objetivo avaliar o teor de carotenóides totais e compostos cianogênicos de híbridos de mandioca da Geração 2008. Foram avaliados 64 híbridos sendo que 14 apresentaram teor de carotenóides totais acima de 10 µg g-1 de mandioca fresca e conteúdo de compostos cianogênicos abaixo de 100 µg de HCN g-1. Dos 14 acessos, cinco possuem concentração de carotenoides totais entre 12,5 a 15,5 µg g-1 de mandioca fresca, com baixo conteúdo de compostos cianogênicos, entre 59,9 à 93,5 µg de HCN g-1 de mandioca fresca. Tais híbridos podem ser considerados promissores como fontes de carotenoides, podendo ser indicados aos agricultores como mandioca de mesa.; 2011; PDF .T92.

Influência do acondicionamento na retenção de B-caroteno em farinha de raspa de mandioca biofortificada.

ALVES, R. M. V.; ITO, D.; CARVALHO, J. L. V. de; OLIVEIRA, L. A. de; PACHECO, S.; MOREIRA, C. Q.; SOUSA, M. R.
Fonte: In: REUNIÃO DE BIOFORTIFICAÇÃO NO BRASIL, 4., 2011. Teresina. Palestras e resumos... Rio de Janeiro: Embrapa Agroindústria de Alimentos; Teresina: Embrapa Meio-Norte, 2011. 1 CD-ROM. Coordenadores: Marília Regini Nutti, Maurisrael de Moura Rocha. Publicador: In: REUNIÃO DE BIOFORTIFICAÇÃO NO BRASIL, 4., 2011. Teresina. Palestras e resumos... Rio de Janeiro: Embrapa Agroindústria de Alimentos; Teresina: Embrapa Meio-Norte, 2011. 1 CD-ROM. Coordenadores: Marília Regini Nutti, Maurisrael de Moura Rocha.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 4 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
16.94%
Neste estudo avaliou-se o uso de uma embalagem de PETmet/PEBD na retenção de carotenóides da farinha de raspa de mandioca sendo realizado o acondicionamento do produto com e sem vácuo com posterior estocagem a 25 °C/75% UR. Observa-se aos 45 dias de estocagem uma perda superior a 50% de ß-caroteno na embalagem PETmet/PEBD sem vácuo, e 30% no PETmet/PEBD com vácuo aos 118 dias de estocagem.; 2011

Melhoramento de mandioca para aumento do teor de betacaroteno.

SANTOS, V. da S.; OLIVEIRA, L. A. de; KIMURA, MIEKO; AMORIM, T. da S.; NUTTI, M. R.; CARVALHO, J. L. V. de
Fonte: In: REUNIÃO DE BIOFORTIFICAÇÃO NO BRASIL, 4., 2011. Teresina. Palestras e resumos... Rio de Janeiro: Embrapa Agroindústria de Alimentos; Teresina: Embrapa Meio-Norte, 2011. 1 CD-ROM. Coordenadores: Marília Regini Nutti, Maurisrael de Moura Rocha. Publicador: In: REUNIÃO DE BIOFORTIFICAÇÃO NO BRASIL, 4., 2011. Teresina. Palestras e resumos... Rio de Janeiro: Embrapa Agroindústria de Alimentos; Teresina: Embrapa Meio-Norte, 2011. 1 CD-ROM. Coordenadores: Marília Regini Nutti, Maurisrael de Moura Rocha.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
16.94%
O objetivo desse trabalho foi avaliar o teor de carotenoides e compostos cianogênicos em mandioca para mesa. Foram avaliados 78 clones resultantes da autofecundação de 16 acessos (BGM 61, BGM 66, BGM 878, BGM 893, BGM 913, BGM 952, BGM 971, BGM 991, BGM 1137, BGM 1146, BGM 1186, BGM 1702, BGM 1706, BGM 1708, BGM 1709 e BGM 1776) do Banco de Germoplasama da Embrapa Mandioca e Fruticultura. Os teores de carotenoides variaram de 4,43 a 16,12 µg.g-1, enquanto os de compostos cianogênicos variaram de 60,8 a 298,1 µg.g-1. Entretanto, os teores de compostos cianogênicos desses clones de maior teor de carotenoides tenderam a ser maiores que 100 ppm, e assim, eles não podem ser selecionados como mandioca mansa. Como os clones que têm teores baixos de HCN e altos teores de carotenoides ainda têm que atender a outros critérios relacionados à qualidade, torna-se difícil identificar um que atenda a todos esses critérios. Assim, a estratégia que está sendo adotada é o intercruzamento entre os clones que possuem teores elevados de betacaroteno e baixos teores de compostos cianogênicos, visando continuar obtendo progresso no melhoramento para aumento do teor de betacaroteno, mantendo baixo o teor de compostos cianogênicos.; 2011; PDF. T98.

Avaliação da retenção de carotenóides de abóbora, mandioca e batata doce

Nascimento, Priscila do
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 67 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
16.94%
Pós-graduação em Engenharia e Ciência de Alimentos - IBILCE; No presente trabalho, a retenção de a-caroteno e ß-caroteno de fatias de abóbora, submetidas ao processo de secagem foi avaliada, verificando o efeito do branqueamento (98°C/2 min), pré-tratamento osmótico com solução de sacarose (40%) e da temperatura de secagem (60°C, 70°C e 80°C). Secagem direta sem pré-tratamento acarretou perdas consideráveis de a-caroteno e ß-caroteno (17% - 18% e 11% - 13%, respectivamente), todavia, diferenças na retenção desses carotenóides devido à diferença de temperatura não foram observadas. a-Caroteno e ß-caroteno permaneceram estáveis durante o branqueamento. A desidratação osmótica provocou perda de aproximadamente 5% dos dois carotenóides. No entanto, o branqueamento e tratamento osmótico realizados previamente à secagem melhoraram a retenção de a-caroteno e ß-caroteno durante a secagem, exceto para a temperatura de 80°C na qual a amostra branqueada apresentou menor retenção. Devido à grande presença de mandioca e batata doce na alimentação básica de muitos países em desenvolvimento e sua importância como fonte de vitamina A principalmente das populações mais carentes, a retenção de ß-caroteno durante o cozimento...