Página 1 dos resultados de 4 itens digitais encontrados em 0.000 segundos

Lanças erguidas, espadas no ar : como a música regionalista da Califórnia da Canção Nativa escreve a História do Rio Grande do Sul

Duarte, Thiago Scott
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.95%
O primeiro festival nativista do Rio Grande do Sul surgiu em 1971, na cidade de Uruguaiana, com a criação da Califórnia da Canção Nativa, que serviu como modelo para cerca de cinquenta festivais existentes hoje no estado. Estes alcançaram grande popularidade, com grande influência no florescimento e valorização das coisas regionais. O estudo divide-se em duas grandes partes. A primeira reconstitui a história da Califórnia, apontando para suas origens em movimentos regionalistas do século XX, centrando-se principalmente na primeira década de sua existência de 1971 a 1981. Na segunda, comentam-se os resultados da análise dos textos das vinte e oito canções premiadas pelo Festival, no mesmo período. No campo da comunicação em massa, tais canções reforçam e renovam a identidade cultural gaúcha, contendo fortes índices de idealização, porém revelando dados de modernidade capazes de seduzir a população urbana e superar o estigma de "grossura" que há décadas pairava sobre a arte popular regional. A intenção da pesquisa foi a de verificar o que este tipo de manifestação cultural poderia nos dizer sobre a sociedade na qual se originou e como se da a representação da história do Rio Grande do Sul nas canções do corpus. Os festivais ocorrem em um ambiente de festa com a constante evocação de símbolos da identidade regional gaúcha. O imaginário social que está refletido nas canções mostra uma figura humana típica modelada pelo habitat rural...

Canto livre? : o nativismo gaúcho e os poemas da Califórnia da Canção Nativa do Rio Grande do Sul

Santi, Álvaro
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
48.18%
Este estudo aborda o “Nativismo” gaúcho, fenômeno regional originado no Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG), cujas manifestações artísticas mais importantes são os “festivais de música nativista”. O mais antigo desses festivais, a “Califórnia da Canção Nativa do Rio Grande do Sul”, realizado anualmente em Uruguaiana desde 1971, tornou-se modelo para eventos semelhantes, em outras cidades do Estado. O estudo divide-se em duas grandes partes. A primeira reconstitui, em síntese inédita de depoimentos, artigos em jornais e outros textos, a história da “Califórnia...”, de 1971 a 1989; apontando ainda para suas origens em movimentos regionalistas do século XIX. Na segunda, comenta-se os resultados da análise dos textos das sessenta e sete canções premiadas pelo Festival, no mesmo período. Não dispondo de fonte fidedigna dos textos, foi necessário fixá-los mediante consulta a fontes orais e escritas. A análise mostrou uma complexa, por vezes contraditória relação entre canções e textos programáticos dos movimentos citados. O mesmo acontece em relação à poesia folclórica brasileira e à Gauchesca Platina, tradições que são atualizadas pelas canções, com a consciência possível aos poetas que têm de se submeter aos regulamentos dos festivais. No campo da comunicação de massa...

Música de festival

Marcon, Fernanda
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 174 f.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
17.71%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, Florianópolis, 2009.; A música nativista pode ser entendida como um caso específico de regionalismo musical dentro da música popular brasileira contemporânea; trata-se de um repertório de canções oriundo do estado do Rio Grande do Sul, conhecido como "música nativista gaúcha". Como um estilo musical, a música nativista compreende diferentes gêneros - denominados ritmos pelos interlocutores dessa etnografia. Nesse sentido, os festivais de música nativista se tornaram um espaço privilegiado para o que ficou conhecido no Rio Grande do Sul - primeiramente - como Movimento Nativista, sobretudo, a partir da década de 1980. Além disso, a constituição do nativismo deve ser analisada com o que lhe serve de substrato maior: as referências à chamada cultura gaúcha. O objetivo desta dissertação foi o de realizar uma etnografia da produção de música nativista no festival Sapecada da Canção Nativa, em Lages-SC, atentando para os valores e tradições evocados pelos sujeitos em suas práticas musicais, considerando a constituição de imaginários acerca da formação da cidade de Lages durante o momento festivo.; La música nativista puede ser entendida como un caso aparte del regionalismo musical dentro de la música popular brasileña contemporánea; consiste de un repertorio de las canciones originarias del Estado de Rio Grande do Sul...

Payador, Pampa e Guitarra: tempo, espaço e ecos de uma cultura; Payador, Pampa and Guitar: time space and echoes of a culture.

Abott, Milena de Oliveira
Fonte: Universidade Federal de Pelotas; Centro de Letras e Comunicação; Programa de Pós-Graduação em Letras; UFPel; Brasil Publicador: Universidade Federal de Pelotas; Centro de Letras e Comunicação; Programa de Pós-Graduação em Letras; UFPel; Brasil
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.82%
The present paper aims at discussing the poetical-musical production in Rio Grande do Sul based on the intertexuality and interdisciplinarity perspectives in the nine compositions that are part of the LP (Long Play) Payador, Pampa and Guitar, by Noel Guarany and Jayme Caetano Braun. Among the productions presented on the LP it is found songs, payadas and poems. The thematic of the record proposes the cultural/ideological unit between Brazilian gaúchos and Uruguayan and Argentinian gauchos. In this context of crossing frontiers it is possible to realize that its content surpasses the limits related to local and regional colour. Also, this is a work that arises in a cultural moment in which there were few publication of poem books, and the poets found in music and songs, a space of prestige in society for their publications. Such phenomenon did not occur in Rio Grande do Sul only, but all over Brazil and Latin America. In the Brazilian literature there is a tradition with the orality and, the oral genres have an important role in Rio Grande do Sul’s regional scenery. In addition, Payador, Pampa and Guitar integrates the scenery that highlights the existence of the regional musical style, with the production of songs more dedicated to the reflexion on the cultural formation of the gaúcho and platino people.; Sem bolsa; A presente pesquisa discute sobre a produção poético-musical do Rio Grande do Sul a partir das perspectivas de intertextualidade e interdisciplinaridade presentes nas nove composições que integram o LP (Long Play – disco de vinil) Payador...