Página 1 dos resultados de 134 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Protective effect of Calendula officinalis extract against UVB-induced oxidative stress in skin: Evaluation of reduced glutathione levels and matrix metalloproteinase secretion

FONSECA, Yris Maria; CATINI, Carolina Dias; VICENTINI, Fabiana T. M. C.; NOMIZO, Auro; GERLACH, Raquel Fernanda; FONSECA, Maria Jose Vieira
Fonte: ELSEVIER IRELAND LTD Publicador: ELSEVIER IRELAND LTD
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
67.36%
Background and purpose: Calendula officinalis flowers have long been employed time in folk therapy, and more than 35 properties have been attributed to decoctions and tinctures from the flowers. The main uses are as remedies for burns (including sunburns), bruises and cutaneous and internal inflammatory diseases of several origins. The recommended doses are a function both of the type and severity of the condition to be treated and the individual condition of each patient. Therefore, the present study investigated the potential use of Calendula officinalis extract to prevent UV irradiation-induced oxidative stress in skin. Methods: Firstly, the physico-chemical composition of marigold extract(ME) (hydroalcoholic extract)was assessed and the in vitro antioxidant efficacy was determined using different methodologies. Secondly, the cytotoxicity was evaluated in L929 and HepG2 cells with the MTT assay. Finally, the in vivo protective effect of ME against UVB-induced oxidative stress in the skin of hairless mice was evaluated by determining reduced glutathione (GSH) levels and monitoring the secretion/activity of metalloproteinases. Results and conclusions: The polyphenol, flavonoid, rutin and narcissin contents found in ME were 28.6 mg/g...

Antimicrobial activity of Calendula officinalis, Camellia sinensis and chlorhexidine against the adherence of microorganisms to sutures after extraction of unerupted third molars

Faria, Raquel Lourdes; Lourenco Cardoso, Lincoln Marcelo; Akisue, Gokithi; Pereira, Cristiane Aparecida; Junqueira, Juliana Campos; Cardoso Jorge, Antonio Olavo; Santos Junior, Paulo Villela
Fonte: Universidade de São Paulo (USP), Faculdade de Odontologia de Bauru Publicador: Universidade de São Paulo (USP), Faculdade de Odontologia de Bauru
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 476-482
ENG
Relevância na Pesquisa
67.47%
Objective: The objective of this study was to compare the antimicrobial effect of mouthwashes containing Calendula officinalis L., Camellia sinensis (L.) Kuntze and 0.12% chlorhexidine digluconate on the adherence of microorganisms to suture materials after extraction of unerupted third molars. Material and Methods: Eighteen patients with unerupted maxillary third molars indicated for extraction were selected (n=6 per mouthwash). First, the patients were subjected to extraction of the left tooth and instructed not to use any type of antiseptic solution at the site of surgery (control group). After 15 days, the right tooth was extracted and the patients were instructed to use the Calendula officinalis, Camellia sinensis or chlorhexidine mouthwash during 1 week (experimental group). For each surgery, the sutures were removed on postoperative day 7 and placed in sterile phosphate-buffered saline. Next, serial dilutions were prepared and seeded onto different culture media for the growth of the following microorganisms: blood agar for total microorganism growth; Mitis Salivarius bacitracin sucrose agar for mutans group streptococci; mannitol agar for Staphylococcus spp.; MacConkey agar for enterobacteria and Pseudomonas spp., and Sabouraud dextrose agar containing chloramphenicol for Candida spp. The plates were incubated during 24-48 h at 37 degrees C for microorganism count (CFU/nnL). Results: The three mouthwashes tested reduced the number of microorganisms adhered to the sutures compared to the control group. However...

Tratamento de ulcera varicosa e lesoes de pele com Calendula officinalis L. e/ou com Stryphnodendron barbadetiman (Vellozo) Martius

Jorge Neto, J.; Fracasso, J. F.; Camargo Neves, C. L.; Dos Santos, L. E.; Banuth, V. L.
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 181-186
POR
Relevância na Pesquisa
67.45%
Calendula officinalis L. and S. barbadetiman are used in Brazil for the treatment of a number of aliments. The healing properties of these substances are well known, mainly in domestic or sun burn. In order to establish a pharmacological rationale for the traditional use of these plants as a cicatrizant or antiinflammatory remedy, we used ethanol extracts or gel from stem bark of the S. barbadetiman and inflorescence of the Calendula. We selected four groups of patients; two groups shown varicose ulcer (I, II) and two groups shown skin lesions (III and IV). Groups I and III were treated with Calendula and group II and IV were treated with Calendula plus barbadetiman. The data in this study suggest that the treatment with Calendula or Calendula plus barbadetiman are effective in the process that brings wounds to a close. These findings provide basis to an alternative treatment of varicose ulcer.

Micropropagação de Calendula officinalis L

Bertoni, B. W.; Damião Filho, C. F.; Moro, J. R.; França, S. C.; Pereira, A. M S
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 48-54
POR
Relevância na Pesquisa
67.34%
Micropropagation of Calendula officinalis L. is usually propagated through seeds and therefore shows high diversity in flower size and colour, what causes quantitative and qualitative chemical variability. A micropropagation protocol was established for clonal propagation of this species to achieve homogeneous biomass, more appropriate for the production of phytotherapics. Explants harvested from capitula were the most appropriate for the micropropagation process. MS culture medium supplemented with 1.0 mgL-1 BAP and 6.0 gL-1 Phytagel™ enhanced shoot proliferation, while MS medium supplemented with 0.5 mgL-1 Kinetin and 6.0 gL-1 Phytagel™, increased shoot elongation. Plantlets (80%) cultured in MS/2 medium supplemented with 1.0 mgL-1 de IBA rooted.

Efeitos do uso de Calendula officinalis na cicatrização de feridas em mucosa palatina: estudo histológico em ratos

Fernandes, Alexandre Vieira
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 61 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
67.72%
Pós-graduação em Odontologia - FOA; Desde as tradições dos povos mais antigos, tem sido atribuídas à Calendula officinalis, propriedades cicatrizantes quando aplicada topicamente em feridas expostas ao meio externo. Diversos trabalhos da literatura científica mundial vêm buscando comprovar essa propriedade terapêutica, bem como relacionar os elementos que a constituem. O presente experimento propõe avaliar os efeitos da aplicação tópica da preparação de Tintura-mãe de Calendula officinalis em orabase, sobre a cicatrização de feridas experimentais em mucosa palatina de ratos. Após realizar feridas palatinas padronizadas, quarenta e oito animais foram divididos em quatro grupos, para receberem a aplicação tópica de três diferentes tipos de preparações: Grupo I: Tintura-mãe de calêndula + orabase; Grupo II: Solução hidro-alcoólica + orabase; Grupo III: Orabase. Os animais do Grupo IV não receberam nenhum tipo de tratamento. Todos animais foram tratados com as referidas substâncias diariamente, uma vez ao dia, por 72 horas, após a realização das feridas e sacrificados 3, 7 e 10 dias depois. A evolução do processo cicatricial foi avaliada histologicamente, através de microscopia de luz, por um patologista que ignorava a identificação dos grupos a que se referiam as lâminas (H.E.). Os resultados obtidos no presente experimento...

Identificação dos constituintes químicos da fração volátil da Calendula officinalis produzida no Paraná

Gazim,Zilda Cristiani; Ferreira,Gilberto Alves; Rezende,Claudia Moraes; Nakamura,Celso Vataru; Dias Filho,Benedito Prado; Cortez,Diógenes Aparicio Garcia
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2007 PT
Relevância na Pesquisa
67.39%
A Calendula officinalis L., pertence à família Asteraceae, é originária da Europa e está aclimatada na região Sul do Brasil, onde vem crescendo o seu cultivo comercial para fins farmacêuticos e cosméticos. Suas inúmeras propriedades terapêuticas entre as quais antiinflamatória, cicatrizante e anti-séptica, justificam a grande procura desta planta pela população. O presente trabalho compara a composição química da fração volátil da cultura de calêndula aclimatada na região Noroeste do Paraná, com os dados da literatura da cultura na França. As substancias químicas majoritários identificadas por cromatografia gasosa acoplada à espectrometria de massas (CG/MS), nas duas culturas, foram sesquiterpenos hidrocarbonetos e álcoois; d-cadineno (22,53%) e a-cadinol (20,40%) para a cultura de calêndula produzida na região Noroeste do Paraná, Brasil, e d-cadineno (12,10%) e a-cadinol (25,50%) distinto do registrado para a cultura de calêndula produzida na região de Massif Central, França. Adicionalmente, para garantir a qualidade da planta na comercialização, foram realizadas análises físico-químicas (perda por secagem = 85,0% e perda por dessecação = 11,6%).

Avaliação do tratamento subcrônico com o extrato hidroalcoólico de Calendula officinalis L. sobre os parâmetros bioquímicos e hematológicos em ratas Wistar

Silva,E.J.R.; Aguiar,F.J.S.; Gonçalves,E.S.; Sousa,I.M.V.; Dimech,G.S.; Fraga,M.C.C.A.; Coelho,M.C.O.C.; Wanderley,Almir G.
Fonte: Sociedade Brasileira de Farmacognosia Publicador: Sociedade Brasileira de Farmacognosia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2005 PT
Relevância na Pesquisa
67.36%
Os efeitos da administração oral subcrônica do extrato hidroalcoólico (EHA) preparado de flores de Calendula officinalis L. foram investigados sobre os parâmetros hematológicos e bioquímicos em ratas Wistar adultas. Quarenta ratas (n=10/grupo) foram tratadas durante 30 dias consecutivos com EHA por via oral nas doses de 0,25, 0,5, e 1,0 g/kg de peso e, em seguida, determinados os perfis bioquímico e hematológico e a massa dos órgãos. Os resultados mostram que durante o período do tratamento não se observou sinais de toxicidade ou morte. Os parâmetros bioquímicos e hematológicos, assim como a massa dos órgãos não foram modificados pela administração subcrônica do EHA, excetuando-se aumento significativo de 24,2% para uréia na maior dose estudada e aumento, respectivamente, de 62,3, 30,2 e 44,4%, para ALT. Na hematologia, registrou-se flutuação dentro dos valores de referência na contagem diferencial de neutrófilos, linfócitos e monócitos. Dessa forma, a administração subcrônica do extrato hidroalcoólico de Calendula officinalis não produz efeitos tóxicos sobre a maioria dos parâmetros bioquímicos e hematológicos estudados em ratas Wistar adultas. Entretanto, o aumento dos níveis séricos de uréia e alanina aminotransferase (ALT) em doses elevadas sugere sobrecargas renal e hepática...

Teor e rendimento de flavonóides em calêndula (Calendula officinalis L.) cultivada com diferentes lâminas de irrigação

Bortolo,D.P.G.; Marques,P.A.A.; Pacheco,A.C.
Fonte: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais Publicador: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
67.34%
A Calendula officinalis L. apresenta uso ornamental, culinário e terapêutico. A inflorescência é usada com ação cicatrizante e antiinflamatória. O experimento analisou o efeito de quatro lâminas de irrigação em condições de campo, na produção de flavonóides em calêndula. As lâminas baseadas na evaporação do Tanque Classe A (ECA) foram: 0, 50, 100 e 150% ECA; sendo aplicadas desde o início do florescimento até o final do ciclo da cultura. O teor de flavonóides não apresentou diferenças estatísticas. Os maiores valores de matéria seca de flores e rendimento de flavonóides foram obtidos no tratamento sem irrigação. O teor de prolina foi maior para o tratamento com estresse por excesso hídrico. A deficiência hídrica acumulada para o tratamento sem irrigação sinalizou uma possível morte por deficiência hídrica. Com a ocorrência da precipitação no período de pré-florescimento, a planta, originária do Mediterrâneo, respondeu com florescimento abundante em massa e em número de flores. Assim, para Presidente Prudente, caso não ocorra a reposição hídrica do solo por precipitação, é necessário o uso de irrigação complementar com 200 mm apenas no período de pré-florescimento, para induzir ao máximo florescimento e máximo rendimento de flavonóides por hectare.

Influência da adubação e da cobertura morta na produtividade e no teor de flavonóides de Calendula officinalis L. (Asteraceae)

Borella,J.C; Ribeiro,N.S; Freato,A.M.R; Mazzo,K.F; Barbosa,D.M
Fonte: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais Publicador: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
67.19%
Desenvolveu-se ensaio de cultivo de Calendula officinalis, variando-se os tipos de adubação e utilização de cobertura morta na observação da produção de inflorescências, droga vegetal e quantificação dos flavonóides presentes nestes materiais.O delineamento experimental adotado foi de blocos casualizados com 3 repetições, em arranjo fatorial de 3 x 2, constituído de seis tratamentos, sendo 1. adubação química (100 kg de N ha-1 + 50 kg de P ha-1); 2. adubação química + cobertura morta (grama seca - Paspalum notatum); 3. adubação orgânica (esterco bovino curtido 50 t ha-1); 4. adubação orgânica + cobertura morta; 5. sem adubação química ou orgânica + cobertura morta; 6. sem adubação química ou orgânica e sem cobertura morta (testemunha). Os resultados de número capítulos produzidos, massa seca das inflorescências e massa da droga vegetal foram totalizados após cinco meses do plantio. A quantificação de flavonóides foi realizada através de método espectrofotométrico. Os dados foram analisados estatisticamente (ANOVA/Teste Tukey-Kramer-5%) e mostraram diferenças significativas (70% superior) no número de inflorescências, massa seca das inflorescências e massa da droga vegetal entre o tratamento com adubação orgânica (3) e os tratamentos sem adubação química ou orgânica com cobertura morta (5) e o testemunha (6). As demais comparações...

Analysis of the essential oils from Calendula officinalis growing in Brazil using three different extraction procedures

Gazim,Zilda Cristina; Rezende,Claudia Moraes; Fraga,Sandra Regina; Dias Filho,Benedito Prado; Nakamura,Celso Vataru; Cortez,Diógenes Aparicio Garcia
Fonte: Divisão de Biblioteca e Documentação do Conjunto das Químicas da Universidade de São Paulo Publicador: Divisão de Biblioteca e Documentação do Conjunto das Químicas da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2008 EN
Relevância na Pesquisa
67.26%
Terpenes and aroma volatiles from flowers of Calendula officinalis cultivated in southeastern Brazil were obtained by steam distillation (SD), headspace-cold finger (HS-CF) extraction and headspace solid-phase microextraction (HS-SPME) coupled with gas chromatography and mass spectrometric analysis. The dried flowers contained 0.1% oil. Kovats indices and mass spectra were used to identify 27 individual components in the various volatile fractions. The main components present in the volatile fractions of the C. officinalis flowers, obtained by SD, HS-SPME, and HS-CF, were δ-cadinene (22.5, 22.1, and 18.4 %) and γ-cadinene (8.9, 25.4, and 24.9 %) while 20.4 % of α-cadinol was seen only after SD extraction.

Antimicrobial activity of Calendula officinalis, Camellia sinensis and chlorhexidine against the adherence of microorganisms to sutures after extraction of unerupted third molars

Faria,Raquel Lourdes; Cardoso,Lincoln Marcelo Lourenço; Akisue,Gokithi; Pereira,Cristiane Aparecida; Junqueira,Juliana Campos; Jorge,Antonio Olavo Cardoso; Santos Júnior,Paulo Villela
Fonte: Faculdade De Odontologia De Bauru - USP Publicador: Faculdade De Odontologia De Bauru - USP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2011 EN
Relevância na Pesquisa
67.47%
OBJECTIVE: The objective of this study was to compare the antimicrobial effect of mouthwashes containing Calendula officinalis L., Camellia sinensis (L.) Kuntze and 0.12% chlorhexidine digluconate on the adherence of microorganisms to suture materials after extraction of unerupted third molars. MATERIAL AND METHODS: Eighteen patients with unerupted maxillary third molars indicated for extraction were selected (n=6 per mouthwash). First, the patients were subjected to extraction of the left tooth and instructed not to use any type of antiseptic solution at the site of surgery (control group). After 15 days, the right tooth was extracted and the patients were instructed to use the Calendula officinalis, Camellia sinensis or chlorhexidine mouthwash during 1 week (experimental group). For each surgery, the sutures were removed on postoperative day 7 and placed in sterile phosphate-buffered saline. Next, serial dilutions were prepared and seeded onto different culture media for the growth of the following microorganisms: blood agar for total microorganism growth; Mitis Salivarius bacitracin sucrose agar for mutans group streptococci; mannitol agar for Staphylococcus spp.; MacConkey agar for enterobacteria and Pseudomonas spp., and Sabouraud dextrose agar containing chloramphenicol for Candida spp. The plates were incubated during 24-48 h at 37ºC for microorganism count (CFU/mL). RESULTS: The three mouthwashes tested reduced the number of microorganisms adhered to the sutures compared to the control group. However...

Avaliação toxicológica pré-clínica do extrato hidroalcoólico de Calendula officinalis L.

José Ramo da Silva, Erick; Gonçalves Wanderley, Almir (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
67.42%
Calendula officinalis L., Asteraceae, é cultivada em várias partes do mundo para fins ornamentais e medicinais, sendo conhecida popularmente como Calêndula. Os extratos de suas flores são utilizados como antiinflamatório e cicatrizante (1 a 2g/150mL de água). Em nossa revisão bibliográfica, constatamos carência de informações toxicológicas detalhadas sobre a espécie. Nesse sentido, o trabalho teve como objetivo avaliar a segurança do uso do extrato hidroalcoólico (EHA) de Calendula officinalis em roedores. Para isso, foram realizados testes de toxicidade aguda por via oral em camundongos e ratos nas doses em progressão geométrica de 0,625 a 5,0g/kg de peso corporal. Efeito da administração sub-crônica do EHA por via oral sobre os parâmetros bioquímico, hematológico, morfológico e reprodutivo nas doses de 0,25; 0,5 e 1,0g/kg por dia. Os resultados obtidos mostram que por via oral o EHA não provocou mortes em doses de até 5,0g/kg nos animais. Os perfis bioquímico e hematológico após o tratamento por via oral com EHA durante 30 dias não sofreram variações, com exceção da uréia e alanina aminotransferase (ALT) que aumentaram significativamente em ambos os sexos. Não foram observadas alterações nas massas relativas e morfologia macroscópica externa dos órgãos analisados...

Desenvolvimento de dentifrícios com extratos fluidos de CALENDULA OFFICINALIS l., (ASTERACEAE) e CASEARIA SYLVESTRIS Sw., (FLACOURTIACEAE),destinado ao tratamento de periodontias

Arantes, Angela Bonjorno
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
67.38%
Resumo: A Calendula officinalis L. (Asteraceae) e a Casearia sylvestris Sw. (Flacourtiaceae), são exemplares da flora medicinal que possuem propriedades terapêuticas destacandose as atividades antiinflamatória, antimicrobiana e cicatrizante, atribuídas ao sinergismo de seus constituintes químicos. No intuito de usufruir destes beneficios desenvolveu-se uma formulação dentifrícia, na forma gel, com seleção criteriosa de matérias-primas e excipientes que atendessem os requisitos farmacotécnicos e as restrições legislativas. Incorporou-se extratos fluidos destas plantas e verificou-se a capacidade inibitória in vitro frente a microorganismos frequentemente encontrados em periodontias. Efetuou-se controles para a avaliação da qualidade das drogas, quantificando como marcadores químicos, os flavonóides. Os extratos fluidos foram elaborados segundo critérios da Farm. Bras. 11, onde foram pesquisados os mesmos marcadores. Formulou-se dentifrícios com as designações CO (contendo 10% de extrato fluido de C. officinalis); CS ( 10% de extrato fluido de C. sylvestris), CC (extrato fluido de C. officinalis e extrato fluido de C. sylvestris 1: 1). Nestas formulações avaliou-se a capacidade inibitória frente a microorganismos específicos do processo de formação de placa bacteriana...

Uso da CALENDULA OFFICINALIS na prevenção e tratamento de radiodermite em cabeça e pescoço

Schneider, Franciane
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
67.52%
Resumo: Um dos efeitos adversos mais comuns do tratamento radioterápico é a radiodermite/radiodermatite, o qual é definida como um conjunto de lesões cutâneas provocadas por uma exposição excessiva à radiação ionizante; é considerada uma queimadura complexa que ocorre das estruturas internas às externas, levando à desidratação da pele, ocasionando algumas vezes complicações graves. A graduação de toxicidade da pele do paciente varia em uma escala de 0 a 4, conforme critérios do Radiation Therapy Oncology Group (RTOG). As indicações do que utilizar nas radiodermites dependerá do grau de toxicidade, da avaliação do enfermeiro e da aplicabilidade de cada produto. Realizou-se um ensaio clínico randomizado duplo cego com o objetivo geral de avaliar a eficácia da Calendula officinalis em relação aos ácidos graxos essenciais (AGE) na prevenção e tratamento de radiodermite. Foram incluídos 60 participantes com câncer de cabeça e pescoço em tratamento radioterápico (Cobalto-60) em um hospital de referência em oncologia na cidade de Curitiba/PR, 32 no grupo controle (uso tópico de AGE) e 28 no grupo experimental (uso tópico de Calêndula). Os participantes foram avaliados a cada cinco dias, do início ao fim e após 30 dias do término da radioterapia. Houve predomínio de participantes do sexo masculino...

Caracteriza??o qu?mica e f?sico-qu?mica e estudos preliminares de planejamento da formula??o fitoter?pica semi-s?lida contendo tintura de Calendula officinalis L.

NUNES, Kariane Mendes
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
Relevância na Pesquisa
67.59%
A fitoterapia constitui uma forma de terapia medicinal que vem crescendo visivelmente ao longo dos anos, no entanto, apesar da extensa utiliza??o dos fitoter?picos, a qualidade destes medicamentos muitas vezes ? deficiente e question?vel. Dentre as plantas medicinais mais empregadas como fitoter?picos, temos a Calendula officinalis L.(Asteraceae), utilizada pelos seus efeitos antiinflamat?rios, antis?pticos e cicatrizantes. Sendo assim, o presente estudo objetivou aprimorar e consolidar o emprego de metodologias de tecnologia farmac?utica na ?rea de desenvolvimento de fitoter?picos, por meio da realiza??o de estudos preliminares do planejamento/pr?-formula??o de uma formula??o fitoter?pica semi-s?lida contendo tintura de C. officinalis L., visando o controle de qualidade das etapas do seu desenvolvimento. Na caracteriza??o f?sica e f?sico-qu?mica do p? e da tintura de cal?ndula foi poss?vel obter especifica??es farmacogn?sticas condizentes com as da literatura, al?m de constatar a identidade do material vegetal atrav?s da detec??o do marcador qu?mico rutina por CCD. Por meio da valida??o do m?todo, que apresentou par?metros recomendados pela legisla??o vigente, foram determinados 463 ?g/mL de rutina na tintura. Os espectros obtidos na regi?o do infravermelho (IV) mostraram bandas caracter?sticas da rutina no extrato liofilizado...

Evaluación de la actividad bactericida de fracciones enriquecidas en flavonoides a partir de: psidium guajava l. (guayaba), calendula officinalis l. (caléndula), l. (romero) y matricaria chamomilla l. (manzanilla) sobre: erwinia carotovora (dye).

Ruiz Hurtado, Freddy Mauricio; Betancourt Calderón, Germán Camilo
Fonte: Ibagué : Universidad del Tolima, 2014.; 170 COL CO Publicador: Ibagué : Universidad del Tolima, 2014.; 170 COL CO
Tipo: Trabajo de grado - Pregrado; Text; info:eu-repo/semantics/bachelorThesis; info:eu-repo/semantics/updatedVersion Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
67.7%
88 Páginas; Las plantas alimenticias son infectadas por bacterias originando graves problemas fitosanitarios que generan pérdidas económicas a los agricultores. Estos microorganismos desarrollan resistencia hacia los antibióticos debido a su uso inadecuado. Una alternativa en el control de bacterias fitopatógenas es el empleo de extractos botánicos, con lo cual se busca reducir el impacto económico y ambiental en el sector agrícola. Empleando diversos órganos de Psidium guajava L. (guayaba), Calendula officinalis L. (caléndula), Rosmarinus officinalis L. (romero) y Matricaria chamomilla L. (manzanilla) se elaboraron extractos etanólicos, de los cuales se obtuvieron cuatro (4) fracciones mediante una serie eluotrópica de solventes (éter de petróleo, acetato de etilo, n-butanol y agua). Los extractos y sus fracciones fueron caracterizados fitoquímicamente con cromatografías en capa delgada para detectar flavonoides (fracción etérea descartada) y su actividad in vitro se evaluó frente a la cepa E. carotovora mediante el método de inhibición zonal (método de difusión en agar), utilizando concentraciones de 5.000, 7.000 y 10.000 (μg/mL), con mediciones de halos de inhibición a las 24 y 48 horas. Los resultados obtenidos mediante estas pruebas determinaron un control positivo de las plantas P. guajava con su extracto etanólico y sus 3 fracciones y C. officinalis en su fracción acetato de etilo. Los resultados obtenidos a partir del estudio de actividad biológica in vitro sugieren que las fracciones n-butanol y acuosa en la especia P. guajava y la fracción acetato de etilo en la especia C. officinalis son promisorias para futuros ensayos de actividad bactericida y otros estudios químicos.; ABSTRACT Food plants are infected by causing serious phytosanitary problems caused economic losses to farmers bacteria. These microorganisms develop resistance to antibiotics due to improper use. An alternative in the control of plant pathogenic bacteria is the use of botanical extracts...

Assessment of plant development, morphology and flavonoid content in different cultivation treatments of Calendula officinalis L: , Asteraceae

Paim,Luis Fernando Nunes Alves; Fontana,Marina; Winckler,Marina; Grando,Adriana Aparecida; Muneron,Tânia Lúcia; Roman Júnior,Walter Antônio
Fonte: Sociedade Brasileira de Farmacognosia Publicador: Sociedade Brasileira de Farmacognosia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 EN
Relevância na Pesquisa
67.34%
The objective of this study was to examine the influence of cultivation treatments on plant development, morphology and flavonoid content in Calendula officinalis L., Asteraceae. The cultivation treatments were liming (LIM), liming + organic fertilizer (LORG) and liming + NPK chemical fertilizer (LCHEM). The experiment was completely randomized with sixty repetitions and the means were compared by ANOVA and Duncan's test (significance of 95%). The results show that LORG and LCHEM produced greater plant development compared with LIM treatment. The LORG treatment also produced plants with greater homogeneity, fresh mass, and higher numbers of flowers per plant, but lower biomass of flower produced by each individual. Morphoanatomical variations were also observed with tubular flowers with yellow centres (TCA) and tubular flowers with brown centres (TAC) that produced a higher content of flavonoids (1.41 and 1.44% respectively), compared with ligulate flowers with yellow centres (LCA) and ligulate flowers with brown centres (LAC) (0.89 and 0.95% respectively). The chemical compounds in the flowers of calendula viewed by thin-layer chromatography showed that the treatments did not have any influence on the qualitative chemical profile of the plant. However...

Antimicrobial activity of Calendula officinalis, Camellia sinensis and chlorhexidine against the adherence of microorganisms to sutures after extraction of unerupted third molars

Faria, Raquel Lourdes; Cardoso, Lincoln Marcelo Lourenço; Akisue, Gokithi; Pereira, Cristiane Aparecida; Junqueira, Juliana Campos; Jorge, Antonio Olavo Cardoso; Santos Júnior, Paulo Villela
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia de Bauru Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia de Bauru
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/10/2011 ENG
Relevância na Pesquisa
67.47%
OBJECTIVE: The objective of this study was to compare the antimicrobial effect of mouthwashes containing Calendula officinalis L., Camellia sinensis (L.) Kuntze and 0.12% chlorhexidine digluconate on the adherence of microorganisms to suture materials after extraction of unerupted third molars. MATERIAL AND METHODS: Eighteen patients with unerupted maxillary third molars indicated for extraction were selected (n=6 per mouthwash). First, the patients were subjected to extraction of the left tooth and instructed not to use any type of antiseptic solution at the site of surgery (control group). After 15 days, the right tooth was extracted and the patients were instructed to use the Calendula officinalis, Camellia sinensis or chlorhexidine mouthwash during 1 week (experimental group). For each surgery, the sutures were removed on postoperative day 7 and placed in sterile phosphate-buffered saline. Next, serial dilutions were prepared and seeded onto different culture media for the growth of the following microorganisms: blood agar for total microorganism growth; Mitis Salivarius bacitracin sucrose agar for mutans group streptococci; mannitol agar for Staphylococcus spp.; MacConkey agar for enterobacteria and Pseudomonas spp., and Sabouraud dextrose agar containing chloramphenicol for Candida spp. The plates were incubated during 24-48 h at 37ºC for microorganism count (CFU/mL). RESULTS: The three mouthwashes tested reduced the number of microorganisms adhered to the sutures compared to the control group. However...

Análise por CG-EM do óleo essencial de Calendula officinalis cultivado no Brasil utilizando-se três diferentes processos de extração; Analysis of the essential oils from Calendula officinalis growing in Brazil using three different extraction procedures

Gazim, Zilda Cristina; Rezende, Claudia Moraes; Fraga, Sandra Regina; Dias Filho, Benedito Prado; Nakamura, Celso Vataru; Cortez, Diógenes Aparicio Garcia
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/09/2008 ENG
Relevância na Pesquisa
67.62%
Terpenes and aroma volatiles from flowers of Calendula officinalis cultivated in southeastern Brazil were obtained by steam distillation (SD), headspace-cold finger (HS-CF) extraction and headspace solid-phase microextraction (HS-SPME) coupled with gas chromatography and mass spectrometric analysis. The dried flowers contained 0.1% oil. Kovats indices and mass spectra were used to identify 27 individual components in the various volatile fractions. The main components present in the volatile fractions of the C. officinalis flowers, obtained by SD, HS-SPME, and HS-CF, were δ-cadinene (22.5, 22.1, and 18.4 %) and γ-cadinene (8.9, 25.4, and 24.9 %) while 20.4 % of α-cadinol was seen only after SD extraction.; Terpenos e aromas voláteis das flores de Calendula officinalis cultivados no sudoeste do Brasil foram isolados por arraste a vapor (SD), dedo frio (HS-CF) e micro extração em fase sólida (HS-SPME) acoplada à espectrometria de massas. As flores secas da C. officinalis contêm 0,1% de óleo essencial e foram identificadas 27 substâncias químicas através do cálculo do índice de Kováts e interpretação dos espectros de massas. As substâncias majoritárias presentes no óleo essencial das flores de C. officinalis...

Calendula officinalis

Lastra Valdés,Humberto; Piquet García,Rosario
Fonte: Revista Cubana de Farmacia Publicador: Revista Cubana de Farmacia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1999 ES
Relevância na Pesquisa
67.28%
Se analizó lo informado en la literatura en relación con la Calendula officinalis en sus aspectos farmacognósticos, químicos y farmacológicos en el período 1970 a 1997. Se utilizaron como fuentes principales de consulta el Chemical Abstract y el IPA. El objetivo del trabajo fue fundamentar las investigaciones sobre el uso de la Calendula en las industrias farmacéuticas y cosmética.