Página 1 dos resultados de 1223 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Atributos químicos e biológicos do solo, nutrição e produção de grãos de soja influenciados pela calagem e pela cobertura de aveia preta em sistema plantio direto; Chemical and biological attributes of the soil, soybean nutrition and yield as affected by liming and by black oat cover crop under no-till system

Garbuio, Fernando José
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/02/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.36%
A acidez do solo é um sério problema que limita o crescimento radicular das culturas. A aplicação de calcário na superfície do solo visando à correção da acidez é utilizada em áreas cultivadas no sistema de plantio direto (SPD) já instalado. A amenização da acidez no subsolo devido à aplicação do calcário na superfície é influenciada pelo manejo da cobertura vegetal e pela adubação nitrogenada. Além disso, a calagem e a cobertura vegetal afetam os ciclos de C e de N devido à influência em atributos biológicos do solo, como estrutura e atividade microbiana, qualidade e quantidade de substrato disponível aos microorganismos decompositores. Os objetivos desse estudo foram avaliar o efeito da calagem e da cobertura de resíduos de aveia preta, com e sem adubação nitrogenada (i) nos atributos químicos e na especiação iônica da solução de um Latossolo Vermelho Distrófico, textura média, na nutrição e na produção de grãos de soja em experimento conduzido em Ponta Grossa-PR (25º10S, 50º05W) sob SPD; (ii) nos compartimentos de C e de N, no potencial de mineralização de N e na taxa de decomposição de aminoácidos; e (iii) estudar o efeito do pH inicial do solo e local de adição de resíduos de aveia preta na composição da solução do solo e no comportamento da comunidade microbiana. A calagem aumentou o pH do solo e os teores de Ca e Mg trocáveis e reduziu os teores de Al e Mn até 60 cm de profundidade...

Indicadores para tomada de decisão para a calagem no sistema plantio direto

Nicolodi, Margarete
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.23%
As recomendações de calagem utilizadas no sistema plantio direto (SPD) foram desenvolvidas no sistema convencional (SC), tendo como base o pH do solo. No SPD ocorrem alterações nas características do solo, como dinâmica diferenciada do alumínio e aumento dos teores de fósforo e cálcio na camada superficial, que provocam uma menor resposta à calagem. A Comissão de Química e Fertilidade do Solo NRS/SBCS alterou, em 2000, o valor do pH do solo de 6,0 para 5,5 e acrescentou a saturação por bases de 60 % para a tomada de decisão para a aplicação de calcário no SPD. Há, ainda, a necessidade de sua validação em áreas de lavoura. O objetivo deste trabalho foi avaliar alguns indicadores para a tomada de decisão para a aplicação de calcário no SPD em áreas de lavoura. Foram utilizados 7 cultivos em 6 lavouras no SPD consolidado em Latossolo Vermelho distrófico, sem adição de tratamentos, onde foram coletadas amostras de solo e de tecido vegetal e avaliado o rendimento de grãos. Os coeficientes de determinação, entre o rendimento de grãos e os indicadores de acidez foram superiores com alumínio trocável, a saturação por alumínio e Al/Ca+Mg comparado ao pH em água e a saturação por bases, sendo estes os indicadores de tomada de decisão adotados pela Comissão... a partir de 2000. Os valores de referência de 0...

Calagem e as propriedades eletroquímicas e físicas de um latossolo em plantio direto; Liming effect on electrochemical and physical properties of a no-tilled oxisol

Costa, Falberni de Souza; Bayer, Cimelio; Albuquerque, Jackson Adriano; Fontoura, Sandra Mara Vieira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.3%
Neste estudo, avaliou-se (i) o efeito da calagem nas propriedades eletroquímicas e físicas de um Latossolo Bruno há 21 anos em plantio direto (PD), bem como (ii) o efeito do revolvimento do solo para a incorporação de calcário sobre as suas propriedades físicas. A calagem aumentou o potencial elétrico superficial do solo, independente do modo de aplicação de calcário, cujos valores estimados variaram de (–) 90 mV a (–) 118mV. Entretanto, a argila dispersa em água não aumentou, o que pode ter sido devido à sua relação inversa com o carbono orgânico total (COT) (r2=0,80) e Ca+Mg (r2=0,56), cujos maiores teores foram verificados na camada superficial do solo. O diâmetro médio geométrico (DMG) dos agregados não foi afetado pela calagem, e teve uma relação positiva com os teores de COT (r2=0,89) das diferentes camadas de solo. Após 5 anos, não se verificou efeito negativo do revolvimento do solo para a incorporação de calcário sobre o DMG dos agregados e na porosidade deste solo argiloso (690g kg-1 argila) e de mineralogia predominantemente gibsítica. Além das condições favoráveis à atividade microbiana, maiores teores de COT e de Ca e Mg na camada superficial de solos em PD contribuem para a mitigação do efeito dispersivo da calagem.9; In this study there has been an evaluation of (i) the liming effect on some electrochemical and physical properties of a no-tilled Oxisol (Haplohumox) for 21 years...

Camada diagnóstica, critérios de calagem e teores críticos de fósforo e potássio em solos sob plantio direto no centro-sul do Paraná; Soil layer for sampling, liming criteria and critical levels of phosphorus and potassium in no-till system at the middle south of paraná state, Brazil

Vieira, Renan Costa Beber
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.36%
A região Centro-Sul do Paraná caracteriza-se por apresentar condições de clima e solo altamente favoráveis à produção agrícola, com rendimentos superiores a 3,2 Mg ha-1 de soja e 10,2 Mg ha-1 de milho. Entretanto, não há um sistema de recomendação de fertilizantes englobando rotação de culturas em sistema plantio direto na região, o que conduz ao uso de recomendações desenvolvidas em outros locais. Neste sentido, este trabalho visa fornecer subsídios para a elaboração de um sistema de recomendação de adubação e calagem para solos em sistema plantio direto na região Centro-Sul do Paraná, contemplando informações de camada diagnóstica, critérios de calagem e teores críticos de fósforo (P) e potássio (K) disponíveis. Para isso, oito experimentos foram instalados a campo no inverno de 2008, sendo dois com doses de calcário, três com doses de P e três com doses de K. Visando consolidar os resultados, três experimentos de calagem e dois de P e K de longa duração, anteriormente conduzidos na região, também foram analisados no estudo. Na avaliação da camada diagnóstica, correlações entre os atributos do solo (pH em CaCl2, saturação por bases - V %, Al trocável, saturação por Al, teor de P e K - Mehlich-1) nas camadas de 0-10 e 0-20 cm e os rendimentos de grãos das culturas foram estabelecidas...

Critérios de calagem para a soja no sistema plantio direto consolidado; Liming criteria for soybean in established notillage system

Nolla, Antônio; Anghinoni, Ibanor
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.36%
As recomendações de calagem desenvolvidas para o sistema convencional de preparo do solo estão sendo utilizadas no sistema plantio direto, onde há uma dinâmica diferenciada dos atributos de acidez decorrente do acúmulo superficial de matéria orgânica e de nutrientes e menor toxidez por Al. Este trabalho relaciona diferentes indicadores de acidez de um Latossolo Vermelho aluminoférrico típico no sistema plantio direto com características de plantas de soja, para estabelecer critérios de calagem. Foram utilizados dois experimentos em plantio direto há oito anos, um iniciado a partir de lavoura convencional e outro de campo natural, com diferentes níveis de acidez, resultantes de aplicação anterior de doses de calcário. Amostras indeformadas de solo foram coletadas em colunas (PVC), e plantas de soja foram cultivadas por 25 dias. Os critérios de calagem foram obtidos a partir da derivação de equações relacionando o rendimento de grãos no campo e características de plantas de soja nas colunas com os seguintes indicadores de acidez do solo: pH em água e em CaCl2, Al trocável e sua saturação, relação Al/ Ca + Mg trocáveis e saturação por bases. O pH em água de 5,5 e a saturação por bases de 62 % foram os critérios de calagem mais adequados...

Interação calagem-adubação nitrogenada na produção de sorgo sob deficiência hídrica em rotação com soja

Gallo,Paulo Boller; Mascarenhas,Hipólito Assunção Antonio; Bataglia,Ondino Cleante; Quaggio,José Antonio
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1986 PT
Relevância na Pesquisa
37.36%
No ano agrícola 1983/84, conduziu-se um exerimento num Latossolo Vermelho-Escuro álico na Estação Experimental de Mococa, SP, plantando o sorgo cultivar Contigrão 111 em parcelas que receberam calagem em 1980 nas doses equivalentes a 1, 4, 7 e 10t/ha de calcário dolomítico, e foram cultivadas por três anos com soja. Nas subparcelas, aplicaram-se 0, 40, 80 e 120kg/ha de nitrogênio em cobertura 35 dias depois da germinação. Os resultados mostraram que a calagem elevou substancialmente a produção, mesmo com a drástica deficiência hídrica ocorrida na fase reprodutiva da cultura. A calagem eliminou as limitações impostas pela toxicidade de alumínio e aumentou a disponibilidade do nitrogênio proveniente dos restos da cultura de soja. Em todos os níveis de calagem, houve aumento linear de concentração de nitrogênio nas folhas de sorgo, em função das doses de nitrogênio em cobertura, mas as quantidades necessárias para atingir níveis adequados de N nas folhas foram substancialmente reduzidas nos níveis mais altos de calagem.

A calagem na reação do algodoeiro a adubação com superfosfato simples

Silva,Nelson Machado da; Carvalho,Luiz Henrique; Hiroce,Ruter; Quaggio,José Antonio
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1987 PT
Relevância na Pesquisa
37.3%
Após o quarto ano de condução de um ensaio permanente de calagem e de adubação mineral com o algodoeiro, iniciado em 1974 em um latossolo roxo ácido, argiloso (66%) e rico em matéria orgânica (4,1%), no município de Guaíra, SP, reaplicou-se o calcário. Utilizaram-se as mesmas doses da primeira fase (1,5, 3,0 e 6,0 t/ha), exceto nas parcelas testemunhas, onde se fez uma calagem mínima com 1,5 t/ha. A adubação mineral teve continuidade com aplicações anuais de 60 kg/ha de N (sulfato de amônio) e P x K, em esquema fatorial, nas doses de 0, 60 e 120 kg/ha de P2O5 (superfosfato simples) e 40 e 80 kg/ha de K2O (cloreto de potássio). Por falta de resposta significativa do algodoeiro a potássio, não se considerou o efeito do referido nutriente. No tratamento com a dose máxima de calcário, foi possível estabilizar o pH em H2O na camada arável do solo, ao redor de 6,0 e, em função da lixiviação de bases (Ca + Mg), na faixa de 5,5 na camada subsuperficial, que representariam condições adequadas para o desenvolvimento da cultura em apreço. O índice pH, os valores de Ca e de Mg da análise de terra e a produtividade das plantas cresceram significativamente com a reaplicação do calcário. A resposta do algodoeiro à aplicação acumulada de superfosfato simples diminuiu com a correção da acidez do solo...

Efeitos da calagem e da adubação potássica sobre características agronômicas e propriedades tecnológicas da fibra do algodoeiro

Sabino,Nelson Paulieri; Kondo,Julio Isao; Silva,Nelson Machado da; Sabino,José Carlos; Igue,Toshio
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1995 PT
Relevância na Pesquisa
37.44%
Em latossolo roxo, ácido e de baixa fertilidade, do município de Guaíra (SP), implantou-se, em 1976, um ensaio permanente de calagem e adubação potássica com o algodoeiro, variedade IAC 18. Em esquema de parcelas subdivididas, o calcário dolomítico foi incorporado às parcelas nas doses de 0, 2, 4 e 6 t/ha no primeiro ano. O potássio foi aplicado anualmente, nas doses de 0, 50, 100 e 150 kg/ha de K2O, na forma de cloreto e na presença de doses constantes de N, P2O5 e, quando necessário, boro. No sexto ano (1981/82), reaplicou-se o calcário nas doses originais e, nos anos subseqüentes até 1985/86, utilizou-se a variedade IAC 20. No primeiro ciclo de calagem, o calcário alterou positivamente a massa de um capulho e deprimiu a de cem sementes. Ambas as características foram beneficiadas pela adubação potássica. Quanto às propriedades tecnológicas da fibra, o comprimento, a maturidade, o índice Micronaire e a tenacidade diminuíram com a calagem, enquanto a adubação potássica proporcionou melhoria apenas à uniformidade de comprimento e índice Micronaire. A porcentagem de fibra não foi afetada pela calagem e teve seus valores diminuídos pela ação do potássio. Os resultados do segundo ciclo de calagem confirmaram o efeito positivo do calcário sobre a massa de um capulho e da adubação potássica nessa característica e também na massa de cem sementes. Verificou-se...

Calagem e adubação nitrogenada e potássica para o cafeeiro

Van Raij,Bernardo; Costa,Waldir Marques da; Igue,Toshio; Serra,José Renato Miranda; Guerreiro,Gustavo
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1996 PT
Relevância na Pesquisa
37.3%
A calagem do cafeeiro é realizada com base em resultados da análise de solo de amostras coletadas na projeção da copa, a parte mais acidificada do terreno devido à aplicação de adubos nitrogenados. Isso tem suscitado dúvidas, por existirem partes da área do solo menos ácidas em cafezais, mormente nas entrelinhas, onde ocorre o acúmulo de bases em vista da arruação. Outro problema da cafeicultura é o uso rotineiro de fórmulas com altos teores de N e de K, sem atentar para as reais necessidades da cultura. Neste trabalho, estudaram-se a calagem e as adubações nitrogenada e potássica, em dois cafezais em produção, os quais vinham sendo normalmente calcariados e adubados. Os dois ensaios foram desenvolvidos em solo podzolizado-de-Lins-e-marïlia do município de Garça (SP) entre 1987 e 1992. Utilizou-se um delineamento fatorial fracionado 1/2 (4 x 4 x 4), com as seguintes doses: calcário - 400, 1.600, 3.600 e 6.400 kg/ha; nitrogênio - 64, 121, 196 e 289 g/cova; potássio (K2O) - 36, 81, 144 e 225 g/cova. Constatou-se efeito maior de nitrogênio e menor de calcário; o potássio não afetou as produções. A saturação por bases, na projeção da copa, foi bem inferior aos 70% preconizados como meta de calagem para o cafeeiro. 0 efeito de N nas produções...

Influência da calagem no rendimento de matéria seca de plantas de cobertura e adubação verde, em casa de vegetação

Ernani,P. R.; Bayer,C.; Fontoura,S. M. V.
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2001 PT
Relevância na Pesquisa
37.3%
A recuperação de solos degradados é lenta e onerosa. Plantas de cobertura de solo e adubação verde têm sido amplamente utilizadas nesse processo de recuperação, pois promovem alta produção de fitomassa com baixo custo, especialmente se forem tolerantes à acidez. O presente trabalho objetivou avaliar o efeito da calagem no rendimento de matéria seca de dezesseis dessas espécies, em casa de vegetação. Oito espécies de inverno (Lollium multiflorum, Avena strigosa, Lathyrus sativus, Lupinus angustifolius, Pisum sativum, Secale cereale, Vicia sativa e Vicia villosa) e oito de verão (Stizolobium niveum, Stizolobium aterrinum, Stizolobium deeringianum, Crotalaria juncea, Crotalaria retusa, Crotalaria spectabilis, Cajanus cajan e Canavalia ensiformes) foram cultivadas em amostras da camada arável de dois solos ácidos catarinenses (Latossoso Bruno e Cambissolo Húmico), em Lages (SC), em 1997. Os tratamentos consistiram da aplicação de doses de calcário equivalentes a 0, 0,25, 0,50, 1,00 e 1,50 vezes a quantidade recomendada pelo método SMP para elevar o pH dos solos a 6,0. Os valores de Ca e Mg trocáveis aumentaram linearmente com a calagem e na mesma magnitude, ao redor de 3,0 mmol c kg-1 para cada incremento de 0...

Eficiência da calagem superficial e incorporada precedendo o sistema plantio direto em um argissolo sob pastagem natural

Kaminski,João; Santos,Danilo Rheinheimer dos; Gatiboni,Luciano Colpo; Brunetto,Gustavo; Silva,Leandro Souza da
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.3%
A calagem altera os atributos químicos do solo, permitindo o crescimento radicular e sua eficiência em profundidade no perfil do solo. Este trabalho foi realizado com objetivo de avaliar a eficiência da calagem superficial e incorporada sobre atributos da acidez em profundidade, passados sete anos de sua aplicação, em área sob sistema plantio direto (SPD). O experimento foi instalado na área experimental do Departamento de Solos da Universidade Federal de Santa Maria, em um Argissolo Acinzentado distrófico plíntico, textura média relevo suave ondulado com substrato aluviais recentes. Os tratamentos consistiram da aplicação superficial e incorporação do calcário (uma aração e duas gradagens) nas doses de 0,0; 2,0; 8,5 e 17,0 Mg ha-1, sendo a dose 2,0 Mg ha-1 reaplicada a cada 24 meses na superfície, independentemente da incorporação inicial, totalizando 2 + 2 + 2 + 2 Mg ha-1. Em outubro de 2001, sete anos após a aplicação de calcário, foram abertas três trincheiras por parcela e coletadas amostras de solo em camadas de 1 até 10 cm de profundidade; de 2,5 até 25 cm e de 5 até 40 cm. Os resultados obtidos mostraram que a eficiência da calagem se manteve por período superior a sete anos da sua aplicação em SPD...

Calagem em latossolo sob influência de coberturas vegetais: neutralização da acidez

Pádua,Tullio Raphael Pereira de; Silva,Carlos Alberto; Melo,Leônidas Carrijo Azevedo
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.3%
A movimentação dos produtos da dissolução do calcário e a correção da acidez podem ser influenciadas pelo manejo da calagem e pela quantidade e qualidade da matéria orgânica presente no solo. Avaliou-se a correção da acidez de acordo com a aplicação de calcário superficial ou incorporado nas profundidades de 0-10, 0-20 cm, em um Latossolo Vermelho distroférrico (LVdf) sob diferentes coberturas vegetais anteriores (mata, eucalipto, pinus e pastagem). O estudo foi realizado de novembro de 2002 a janeiro de 2003 no Departamento de Ciência do Solo da UFLA, sendo avaliados, depois de 30 dias de reação do calcário, e antes do cultivo do algodão, os teores trocáveis de Ca2+ e Al3+, o pH e os níveis de saturação por bases (V) em amostras de solo coletadas nas profundidades de 0-5, 5-10, 10-20 e 20-40 cm. A calagem superficial causou, na camada de 0-5 cm, uma elevação do pH e V para níveis acima dos considerados adequados para o cultivo do algodoeiro, caracterizando uma calagem excessiva. Foram verificados acréscimos, em relação à área sem calagem, do pH, Ca2+ e saturação por bases em camadas de solo além das camadas de incorporação do corretivo, principalmente nas amostras de solo com maior teor de matéria orgânica...

Resposta da alfafa a fontes de fósforo associadas ao gesso e à calagem

Sarmento,Patrícia; Corsi,Moacyr; Campos,Fábio Prudêncio de
Fonte: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" Publicador: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2001 PT
Relevância na Pesquisa
37.3%
O fósforo é um dos nutriente mais importante na produção de alfafa nos solos brasileiros. Diversas fontes de P são disponíveis no mercado e o fosfato de Gafsa (FG) é considerado tão eficiente como solúvel. A eficiência dos adubos fosfatados é afetada pela acidez do solo. O uso do gesso associado ao FG pode corrigir o perfil do solo em relação ao alumínio e diminuir a fixação do P no solo. Portanto, o objetivo deste trabalho foi avaliar num experimento em vasos a eficiência do superfosfato triplo (ST), do FG e do FG com gesso, aplicados antes e depois da calagem, nas doses de 50, 100 e 200 mg P dm-3. Foi utilizado um solo classificado como LATOSSOLO VERMELHO-AMARELO Alumínico. Foram efetuados três plantios de alfafa, realizando-se um corte no primeiro plantio e três cortes no terceiro. Com o ST obteve-se maior produção de matéria seca (MS) (3,3 g/vaso) do que com o FG (1,0 g/vaso) no primeiro plantio. Mas no terceiro plantio ocorreu menor produção de MS com o uso do ST (2,4 g/vaso) do que com o FG (6,0 g/vaso). O gesso com FG elevou a produção de MS (7,0 g/vaso) em relação ao FG (3,7 g/vaso) no terceiro plantio. A aplicação do ST depois da calagem aumentou a produção de MS (5,0 g/vaso) comparado a aplicação antes da calagem (3...

Nutrição e crescimento do algodoeiro em latossolo sob diferentes coberturas vegetais e manejo de calagem

Pádua,Tullio Raphael Pereira de; Silva,Carlos Alberto; Dias,Bruno de Oliveira
Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.36%
O algodoeiro (Gossipium hirsuntum L.) é muito sensível à toxidez de alumínio, sendo exigente em correção de solo. O manejo da calagem em plantios direto e semi-direto, na presença de palha na superfície, tem sido pouco estudado para essa cultura. Nesta pesquisa, avaliaram-se o estado nutricional e a matéria seca do algodoeiro em função da calagem em latossolo sob diferentes coberturas vegetais (mata, eucalipto, pinus e pastagem). O experimento foi conduzido em casa de vegetação, durante 45 dias e os tratamentos estudados consistiram da combinação de quatro métodos de manejo da calagem (testemunha, sem calagem, SC; carbonato de cálcio aplicado em superfície, CS; carbonato de cálcio incorporado na camada de 0-10 cm, C10; e carbonato de cálcio incorporado na camada de 0-20 cm, C20) com as coberturas vegetais do latossolo estudado. Foram avaliados os teores de N, P, K, Ca, Mg, S, B, Cu, Fe, Mn e Zn na parte aérea e a matéria seca da parte aérea e de raiz. A correção da acidez do solo em superfície ou a incorporação do calcário a 10 cm de profundidade causaram uma supercalagem na camada de solo de 0-5 cm. A calagem propiciou maior acúmulo da maioria dos nutrientes analisados, aumentou a produção de matéria seca de raízes e da parte aérea do algodoeiro em todos os sistemas de cobertura vegetal dos solos avaliados. As maiores produções de matéria seca foram observadas nas áreas onde o corretivo de acidez foi incorporado ao solo. Em áreas já cultivadas (pastagem)...

Adubação química e calagem em erva-baleeira.

ARRIGONI-BLANK, M. de F.; FAQUIN, V.; PINTO, J. E. B. P.; BLANK, A. F.; LAMEIRA, O. A.
Fonte: Horticultura Brasileira, v. 17, n. 3, p. 211-215, nov. 1999. Publicador: Horticultura Brasileira, v. 17, n. 3, p. 211-215, nov. 1999.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.36%
Cordia verbenacea, popularmente conhecida como erva-baleeira, é uma planta medicinal perene com propriedade antiinflamatória. O trabalho teve como objetivo avaliar os efeitos da adubação química e da calagem no crescimento e na nutrição da erva-baleeira, mediante a técnica da diagnose por subtração. Foram utilizados no experimento mudas com 40 dias de idade após a emergência das sementes e, cultivadas em vasos com capacidade para 5 dm3 em condições de casa de vegetação. Os tratamentos usados foram: completo (adubado com N, P, K, S, B, Cu, Fe, Zn e calagem); completo sem calagem; completo exceto cada nutriente (N, P, K, S, B, Cu, Fe, Zn) e testemunha (solo natural). Após 120 dias do transplantio observou-se que, no cultivo da erva-baleeira em solos ácidos e de baixa fertilidade, a calagem e a adubação são essenciais para o seu crescimento. No solo utilizado, os nutrientes que apresentaram maiores respostas quanto ao crescimento e nutrição da espécie foram o N, K e B, bem como a calagem.; 1999

Calagem melhora a disponibilidade de cálcio no solo e a produtividade de Ilex paraguariensis St. Hil.

SANTIN, D.; BENEDETTI, E. L.; ALMEIDA, I. C. de; BARROS, N. F. de; WENDLING, I.
Fonte: In: CONGRESO SUDAMERICANO DE YERBA MATE, 6.; SIMPOSIO INTERNACIONAL DE YERBA MATE Y SALUD, 2., 2014, Montevideo. Memorias. [S.l.]: Grupo Interdisciplinario de Yerba Mate y Salud, 2014. Publicador: In: CONGRESO SUDAMERICANO DE YERBA MATE, 6.; SIMPOSIO INTERNACIONAL DE YERBA MATE Y SALUD, 2., 2014, Montevideo. Memorias. [S.l.]: Grupo Interdisciplinario de Yerba Mate y Salud, 2014.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: Disponibilizado online.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.36%
Avaliou-se a influência da calagem na disponibilidade de Ca2+ no solo, produtividade e teor foliar de Ca e Al em erva-mate. Instalaram-se experimentos em três locais, avaliando-se cinco doses superficiais de calcário dolomítico para atingir 50 % das seguintes saturações por bases: 0, 30, 60, 90 e 120 %. Após 18 meses, avaliou-se: teor de Ca2+ no solo em três profundidades; teor foliar de Ca e Al e produtividade de erva-mate comercial (ECOM). A calagem, não alterou o teor foliar de Ca, mas, reduziu o de Al. A calagem, aumentou o teor de Ca 2+ no solo e, a produtividade de ECOM entre 21 e 27 %. Em solos com baixa disponibilidade natural de Ca 2+, a calagem deve disponibilizá-lo entre 4,0-4,5 cmol c dm-3 na profundidade de 0-5 cm, já em solos com alta disponibilidade de Ca 2+, a calagem deve disponibilizar o nutriente até 6,0 cmolc dm-3 para o cultivo da erva-mate.; 2014

Nutrição e crescimento do algodoeiro em latossolo sob diferentes coberturas vegetais e manejo de calagem

Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
PT
Relevância na Pesquisa
37.36%
O algodoeiro (Gossipium hirsuntum L.) é muito sensível à toxidez de alumínio, sendo exigente em correção de solo. O manejo da calagem em plantios direto e semi-direto, na presença de palha na superfície, tem sido pouco estudado para essa cultura. Nesta pesquisa, avaliaram-se o estado nutricional e a matéria seca do algodoeiro em função da calagem em latossolo sob diferentes coberturas vegetais (mata, eucalipto, pinus e pastagem). O experimento foi conduzido em casa de vegetação, durante 45 dias e os tratamentos estudados consistiram da combinação de quatro métodos de manejo da calagem (testemunha, sem calagem, SC; carbonato de cálcio aplicado em superfície, CS; carbonato de cálcio incorporado na camada de 0-10 cm, C10; e carbonato de cálcio incorporado na camada de 0-20 cm, C20) com as coberturas vegetais do latossolo estudado. Foram avaliados os teores de N, P, K, Ca, Mg, S, B, Cu, Fe, Mn e Zn na parte aérea e a matéria seca da parte aérea e de raiz. A correção da acidez do solo em superfície ou a incorporação do calcário a 10 cm de profundidade causaram uma supercalagem na camada de solo de 0-5 cm. A calagem propiciou maior acúmulo da maioria dos nutrientes analisados, aumentou a produção de matéria seca de raízes e da parte aérea do algodoeiro em todos os sistemas de cobertura vegetal dos solos avaliados. As maiores produções de matéria seca foram observadas nas áreas onde o corretivo de acidez foi incorporado ao solo. Em áreas já cultivadas (pastagem)...

EFEITO RESIDUAL DE CALAGEM Ε MICRONUTRIENTES EM LATOSSOLO AMARELO SOB ROTAÇÃO DE CULTURAS.

ALFAIA,Sônia Sena; MURAOKA,Takashi
Fonte: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Publicador: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/1997 PT
Relevância na Pesquisa
37.3%
O ensaio de campo foi conduzido por um período de três anos, num Latossolo Amarelo da Amazônia Central cultivado com soja (1985), arroz (1986), caupi (1987) e caupi (1988), em rotação, visando estudar o efeito residual da calagem e interação com micronutrientes. Os tratamentos foram 0,2,3 e 5 t/h de calcário calcítico e 2,3 e 5 t/ha de calcário calcítico + micronutrientes (5 kg/ha Cu; 7,5 kg/ha Mn; 0,5 kg/ha Mo; 4,5 kg/ha Zn; 2,0 kg/ha B). Não houve acréscimo significativo na produção de soja e arroz com doses crescentes de calcário: soja variou de 260 a 732 kg/ha e arroz de 557 a 919 kg/ha. No entanto, com calcário + micronutrientes foram obtidos aumentos significativos de produção com relação aos tratamentos só com calagem e à testemunha: soja variou de 1986 a 2357 kg/ha e arroz de 1471 a 2133 kg/ ha. No terceiro ano (caupi) ainda houve uma pequena resposta à aplicação de micronutrientes, enquanto que no quarto ano de cultivo a produção do caupi foi bem menor que a do ano anterior e não houve r-esposta aos tratamentos estudados. A análise do solo nos dois primeiros anos de cultivo mostrou que a maioria dos micronutrientes analisados encontravam-se acima dos níveis críticos; somente o Cu e o Mn apresentaram baixos teores...

Respostas de tangerineiras 'Montenegrina' à calagem e adubacão orgânica e mineral

Panzenhagen, Nestor Valtir; Koller, Otto Carlos; Sartori, Ivar Antonio; Portelinha, Nelso Volcan
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.51%
Esta pesquisa objetivou estudar a influência da calagem e de adubações minerais e orgânicas na produção de tangerineiras (Citrus deliciosa Tenore) cv. Montenegrina, enxertadas em Poncirus trifoliata Raf. O plantio foi realizado em julho de 1988, num solo Podzólico Vermelho-Escuro, de textura franco-argilosa. O delineamento experimental constou de blocos ao acaso, com nove tratamentos e quatro repetições, usando três plantas úteis por parcela. Os tratamentos utilizados foram: testemunha (sem adubação e sem calagem); solo corrigido a pH 6,5 antes do plantio; adubações com esterco de aviário + calagem anualmente; adubações com esterco bovino + calagem anualmente; adubações com N e K + calagem anualmente; adubações com N e K + calagem anualmente + correção com P antes do plantio; adubações com N, P na dose simples e K + calagem anualmente; adubações com N, P na dose dupla e K + calagem anualmente; adubações anuais com N, P na dose simples e K, sem calagem. A adubação corretiva com P, na instalação do pomar, foi suficiente para assegurar uma produção de frutos similar à obtida pelas adubações de reposição anual deste nutriente, até oito anos após o plantio. A elevação dos teores foliares de N foi positivamente relacionada com o aumento da produção de frutos e com a diminuição do peso médio dos mesmos. O uso de sulfato de amônio acidifica o solo e requer maior quantidade de calagem de manutenção.; The objectives of the present study were to investigate the influence of liming and mineral and organic fertilization on yields of cv. ‘Montenegrina’ tangerines (Citrus deliciosa Tenore) grafted onto Poncirus trifoliata Raf. The grove was planted in July of 1988 on a Dark-Red Podzolic (Rhodic Paleudult) soil. The experiment was set up in randomized blocks design composed of nine treatments and four replicates...

Resposta da alfafa a fontes de fósforo associadas ao gesso e à calagem;;; Alfalfa response to phosphorus sources associated to gypsum and liming

Sarmento, Patrícia; Corsi, Moacyr; Campos, Fábio Prudêncio de
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2001 POR
Relevância na Pesquisa
37.3%
O fósforo é um dos nutriente mais importante na produção de alfafa nos solos brasileiros. Diversas fontes de P são disponíveis no mercado e o fosfato de Gafsa (FG) é considerado tão eficiente como solúvel. A eficiência dos adubos fosfatados é afetada pela acidez do solo. O uso do gesso associado ao FG pode corrigir o perfil do solo em relação ao alumínio e diminuir a fixação do P no solo. Portanto, o objetivo deste trabalho foi avaliar num experimento em vasos a eficiência do superfosfato triplo (ST), do FG e do FG com gesso, aplicados antes e depois da calagem, nas doses de 50, 100 e 200 mg P dm-3. Foi utilizado um solo classificado como LATOSSOLO VERMELHO-AMARELO Alumínico. Foram efetuados três plantios de alfafa, realizando-se um corte no primeiro plantio e três cortes no terceiro. Com o ST obteve-se maior produção de matéria seca (MS) (3,3 g/vaso) do que com o FG (1,0 g/vaso) no primeiro plantio. Mas no terceiro plantio ocorreu menor produção de MS com o uso do ST (2,4 g/vaso) do que com o FG (6,0 g/vaso). O gesso com FG elevou a produção de MS (7,0 g/vaso) em relação ao FG (3,7 g/vaso) no terceiro plantio. A aplicação do ST depois da calagem aumentou a produção de MS (5,0 g/vaso) comparado a aplicação antes da calagem (3...