Página 1 dos resultados de 476 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

A Ilustração luso-brasileira e a circulação dos saberes escravistas caribenhos: a montagem da cafeicultura brasileira em perspectiva comparada; Luso-Brazilian Enlightenment and the circulation of Caribbean slavery-related knowledge: the establishment of the Brazilian coffee culture from a comparative perspective

MARQUESE, Rafael de Bivar
Fonte: Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.35%
A geração dos ilustrados luso-brasileiros encarou a agricultura escravista caribenha como o modelo a ser emulado na América portuguesa. Para tanto, traduziram e publicaram, na virada do século XVIII para o XIX, alguns textos elaborados nas Antilhas. Nesse escopo reformista, a cafeicultura ocupou lugar de destaque. Para compreender o papel desses saberes na montagem da cafeicultura brasileira, comparam-se os casos de Brasil e Cuba. Pretende-se demonstrar que, na colônia espanhola, implantou-se de fato a planta produtiva cafeeira de Santo Domingo, e no Brasil, criou-se uma planta, lastreada em novos padrões de gestão agrícola fundados em saberes locais.; The generation of enlightened Luso-Brazilians saw Caribbean slavery agriculture as the model to be emulated in Portuguese America. To do so, at the turn of the eighteenth to the nineteenth centuries, they translated and published some texts originally elaborated in the Antilles. In this reformist environment, the coffee culture occupied a place of prominence. To understand the role of this knowledge in establishing the Brazilian coffee culture, the Brazilian case is compared with the Cuban. The intent is to demonstrate that in the Spanish colony, the productive coffee plan of Santo Domingo was implanted...

Cafeicultura científica globalizada e as montanhas capixabas: a produção de caféarábica nas regiões do Caparaó e Serrana do Espírito Santo

Frederico, Samuel
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia, Instituto de Geografia, Programa de Pós-Graduação em Geografia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia, Instituto de Geografia, Programa de Pós-Graduação em Geografia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 7-20
POR
Relevância na Pesquisa
37.18%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); O propósito deste artigo é demonstrar a expansão e a consolidação da produção de café Arábica nas Montanhas Capixabas (ES), estabelecendo uma distinção entre as suas duas principais regiões produtoras: Serrana e Caparaó. Trata-se de uma cafeicultura secular produzida quase que exclusivamente por pequenos produtores, com o uso da mão de obra familiar e da parceria, conjugada com uma policultura de subsistência e voltada também para o abastecimento dos mercados locais. Apesar dessas características comuns e de sua proximidade geométrica, diferentes formas de uso e organização dos territórios das duas regiões legaram distintos recursos territoriais, que se expressam atualmente em diferentes formas de apropriação de valores materiais, simbólicos e de prestação de serviços personalizados para a produção cafeeira.; The aim of this article is to demonstrate the expansion and consolidation of the Arábica coffee growing on the Montanhas Capixabas (ES), distinguishing its two producing regions: Serrana and Caparaó. These regions have many common features like a secular coffee production and smallholdings with a single family with a mixture of cash crops (principally coffee) and subsistence farming. However each region throughout its history had different ways of use and organization of their territories that enable distinct ways of appropriation of material...

A cafeicultura brasileira no modelo tecnologico produtivista (1960/90)

Lucas Frazão Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/12/1994 PT
Relevância na Pesquisa
37.61%
A cafeicultura brasileira foi objeto de um conjunto de transformações tecnológicas, institucionais e creditícias, iniciado na década de 60, que possibilitaram a sua adequação ao modelo produtivista da agricultura. Baseando-se em variedades de alto rendimento, na utilização de insumos modernos, e em amplo apoio financeiro sustentado por linhas de crédito especiais, foi implementado um processo de inovação que modificou em muito o perfil da cafeicultura nacional. A produtividade aumentou como reflexo das tecnologias fortemente recomendadas pelos órgãos públicos responsáveis pela consolidação do modelo. Outros aspectos da produção foram menos apreciados, como os relativos à qualidade, resultando em perda de competitividade no mercado internacional, concorrendo negativamente para o sucesso do setor. A cafeicultura, apesar do esforço produtivista, dá sinais de esgotamento do modelo. É este processo e seus impactos que são analisados neste estudo; The Brazilian coflee crop prodution has faced an impressive technological transfonnation since the 60s. This process has occurred in a coherent way with the agriculture technological regime which has focused on productivity gains. Based on high Yield varieties and its complementary inputs and supported by a large set of agricultural policies...

Cafeicultura orgânica familiar da região de Poço Fundo, MG

Nicolau, Vitor Ribeiro do Valle
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 76 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.18%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias, Curso de Agronomia.; Na região de Poço Fundo (MG) existe uma cafeicultura distinta, caracterizada por ser orgânica e familiar, produzindo cafés de qualidade de bebida. Com o intuído de conhecer esse modo de produção o presente trabalho se desenvolveu em duas empresas da região: na Cooperativa dos Agricultores Familiares de Poço Fundo e Região e no Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Sul de Minas. As principais atividades vivenciadas foram voltadas para as áreas de classificação e degustação de cafés, assistência técnica e controle biológico conservativo do bicho mineiro. Apesar da produção cafeeira orgânica da região ser bem conceituada, passa por fase de regressão, pois os agricultores não estão satisfeitos com a remuneração do café orgânico. Com isso, tendo em vista a valorização do mercado atual para esse tipo de agricultura, percebe-se que não está havendo uma comercialização que agregue o devido valor a esse tipo de produto. Uma proposta para esse problema é a construção de uma unidade de processamento dentro da cooperativa.

Crédito e pequena cafeicultura no oeste paulista: Franca/SP 1890-1914

Tosi,Pedro Geraldo; Faleiros,Rogério Naques; Teodoro,Rodrigo da Silva
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.35%
Este artigo versa sobre a importância da pequena cafeicultura no complexo cafeeiro entre 1890 e 1914. Discutimos aqui as relações de trabalho, as formas de financiamento e o modo como a pequena propriedade se insere neste universo. Utilizamos como fontes prioritárias os contratos de trabalho que envolviam a formação e/ou o trato de cafeeiros e as escrituras de dívidas hipotecárias, ambas lavradas nos Livros Cartoriais, fontes estas ainda não trabalhadas pela historiografia de forma mais sistemática. Desviamos nosso olhar para uma região marcada predominantemente pelas pequenas e médias fazendas produtoras de café, observando a dinâmica da acumulação em um período de expansão e de crise da cafeicultura.

Modalidades e hierarquias do crédito na cafeicultura paulista (1889-1930)

Tosi,Pedro Geraldo; Faleiros,Rogério Naques; Fontanari,Rodrigo
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.18%
A partir do edifício teórico braudeliano investiga-se as modalidades de crédito praticadas na cafeicultura paulista, bem como as hierarquias que caracterizaram o seu funcionamento e organização. Lista-se neste artigo uma série de operações de crédito captadas por fontes documentais de diferentes naturezas, buscando subsidiar a discussão sobre a diversidade das formas de obtenção de crédito no espaço em questão. O ponto de nosso argumento é que o interior do estado, especializado na produção de café, joga papel fundamentalmente subordinado na hierarquia e na cadeia do crédito, dominada pelo grande capital cafeeiro, sendo que os mecanismos de concentração da riqueza e das oportunidades se situam mais destacadamente na capital paulista, que, por sua vez, também ocupa posição subordinada em relação aos principais centros capitalistas.

A Ilustração luso-brasileira e a circulação dos saberes escravistas caribenhos: a montagem da cafeicultura brasileira em perspectiva comparada

Marquese,Rafael de Bivar
Fonte: Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.35%
A geração dos ilustrados luso-brasileiros encarou a agricultura escravista caribenha como o modelo a ser emulado na América portuguesa. Para tanto, traduziram e publicaram, na virada do século XVIII para o XIX, alguns textos elaborados nas Antilhas. Nesse escopo reformista, a cafeicultura ocupou lugar de destaque. Para compreender o papel desses saberes na montagem da cafeicultura brasileira, comparam-se os casos de Brasil e Cuba. Pretende-se demonstrar que, na colônia espanhola, implantou-se de fato a planta produtiva cafeeira de Santo Domingo, e no Brasil, criou-se uma planta, lastreada em novos padrões de gestão agrícola fundados em saberes locais.

Cafeicultura científica globalizada e as montanhas capixabas: a produção de caféarábica nas regiões do Caparaó e Serrana do Espírito Santo

Frederico,Samuel
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia, Instituto de Geografia, Programa de Pós-Graduação em Geografia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia, Instituto de Geografia, Programa de Pós-Graduação em Geografia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.18%
O propósito deste artigo é demonstrar a expansão e a consolidação da produção de café Arábica nas Montanhas Capixabas (ES), estabelecendo uma distinção entre as suas duas principais regiões produtoras: Serrana e Caparaó. Trata-se de uma cafeicultura secular produzida quase que exclusivamente por pequenos produtores, com o uso da mão de obra familiar e da parceria, conjugada com uma policultura de subsistência e voltada também para o abastecimento dos mercados locais. Apesar dessas características comuns e de sua proximidade geométrica, diferentes formas de uso e organização dos territórios das duas regiões legaram distintos recursos territoriais, que se expressam atualmente em diferentes formas de apropriação de valores materiais, simbólicos e de prestação de serviços personalizados para a produção cafeeira.

Estrutura e dinâmica da cafeicultura em Minas Gerais.

OLIVEIRA, A. de A. S.; GOMES, M. F. M.; RUFINO, J. dos S. L.; SILVA JÚNIOR, A. G. da; GOMES, S. T.
Fonte: REVISTA DE ECONOMIA, v.34, n.1, p.121-142, jan./abr. 2008. Publicador: REVISTA DE ECONOMIA, v.34, n.1, p.121-142, jan./abr. 2008.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Formato: 121-142
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.18%
Este artigo teve como objetivo identificar e analisar a dinâmica de crescimento da cafeicultura em Minas Gerais e em duas regiões do estado tipicamente produtoras ? Sudoeste e Cerrado. O referencial teórico utilizado baseia-se na teoria de inovação induzida. O modelo analítico é o denominado Shift-Share, que permite decompor as fontes de crescimento nos efeitos área, rendimento, localização geográfica e composição, a fim de encontrar os fatores responsáveis pelo crescimento (ou queda) da produção. Os resultados apresentados indicam que existem diferenças nos fatores que determinam o crescimento da produção de café na região mais tradicional (Sudoeste) comparada à região relativamente mais moderna (Cerrado). Assim, pode-se salientar que programas e políticas que visam o desenvolvimento agrícola de determinadas regiões devem levar em consideração as especificidades destas, de forma a estimular atividades e práticas agrícolas segundo suas necessidades e particularidades, gerando o melhor impacto possível para as mesmas.; 2008

Cafés sustentáveis, avaliação do grau de conformidade da cafeicultura familiar em Barra do Choça - BA, sobre exigências da produção integrada.

PEREIRA, J. S.; SOUZA, S. E. de; SANTOS, P. R P.; AFONSO JUNIOR, P. C.; COSTA, H. A.; TRINDADE, P. B.; TRINDADE, P. B.
Fonte: In: SIMPÓSIO DE PESQUISA DOS CAFÉS DO BRASIL, 7., 2011, Araxá. Anais... Brasília, DF: Embrapa Café, 2011. Publicador: In: SIMPÓSIO DE PESQUISA DOS CAFÉS DO BRASIL, 7., 2011, Araxá. Anais... Brasília, DF: Embrapa Café, 2011.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.35%
O objetivo deste trabalho foi avaliar o grau de conformidade com a proposta de Produção Integrada PIC entre a cafeicultura familiar de Barra do Choça ? BA. De forma voluntária o questionário de auto-avaliação foi aplicado em cada três cafeicultores de dez associações. Sendo averiguados os itens de conduta, capacitação, proteção ambiental, implantação da cultura, manejo do Solo, proteção da planta, manejo da água, colheita e pós-colheita, gestão da unidade de produção, e a responsabilidade Social. Os resultados, indicam que a cafeicultura familiar de Barra do Choça possui consciência sobre as boas práticas agrícolas. De forma que, com ajustes, haveriam perspectivas para que o sistema de Produção Integrada de Café seja implantado.; 2011

Classificação da cafeicultura familiar pelo uso de clusterização.

FERREIRA, A. M. F.; TEIXEIRA, S. M.
Fonte: In: SIMPÓSIO DE PESQUISA DOS CAFÉS DO BRASIL, 5., 2007, Águas de Lindóia, SP. Anais... Brasília, DF: Embrapa Café, 2007. Publicador: In: SIMPÓSIO DE PESQUISA DOS CAFÉS DO BRASIL, 5., 2007, Águas de Lindóia, SP. Anais... Brasília, DF: Embrapa Café, 2007.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.47%
Este estudo teve o objetivo de contribuir para a caracterização da cafeicultura familiar, utilizando-se ferramentas de análise de informação, especificamente de clusterização ? SimpleKmeans . Os dados coletados sob a coordenação da Embrapa Café, dentro do projeto de pesquisa ?Custos de Produção da Cafeicultura Brasileira? foram tratados e submetidos ao processo de clusterização. Foram feitos estudos comparativos entre os diversos critérios atualmente utilizados para a caracterização da agricultura familiar (PRONAF, CONTAG, FAO/INCRA), além de uma caracterização resultante da pesquisa e outra complementada considerando uma tipologia referenciada na lógica familiar. Os dados organizados possibilitaram análises inter e intra grupos familiares e patronais resultantes dos critérios classificatórios. Utilizando metodologia de data mining, buscou-se identificar similaridades e dissimilaridades inter e entre os grupos e inferir quais atributos se relacionam com os processos de produção de tipo familiar na cafeicultura. Conclui que há variação significativa no conceito de agricultura familiar no café para diferentes critérios de classificação, e na amostra estudada a inexistência de um padrão de comportamento produtivo que possa ser associado a um ou outro grupo.; 2007

Estruturação, modelagem e implantação do banco de dados geográfico para cafeicultura do sul de Minas, utilizando o modelo de dados OMT-G (Object Modelling Technique - Geographic).

VIEIRA, G. C.; ALVES, H. M. R.; SILVEIRA, S. P. S.; BERNARDES, T.; SOUZA, V. C. O.
Fonte: In: SIMPÓSIO DE PESQUISA DOS CAFÉS DO BRASIL, 5., 2007, Águas de Lindóia, SP. Anais... Brasília, DF: Embrapa Café, 2007. Publicador: In: SIMPÓSIO DE PESQUISA DOS CAFÉS DO BRASIL, 5., 2007, Águas de Lindóia, SP. Anais... Brasília, DF: Embrapa Café, 2007.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.18%
Geotecnologias, dentre elas o sensoriamento remoto e os sistemas de informação geográfica (SIG), têm sido utilizadas para agilizar estudos e planejamento da agricultura. No caso da cultura do café, podem facilitar a avaliação da distribuição das áreas cafeeiras, com a sua quantificação e o entendimento das relações entre os sistemas de produção e o ambiente. Este trabalho descreve a estruturação, modelagem e a implantação do banco de dados geográfico do Sistema de Informação da Cafeicultura do Sul de Minas por meio do SIG-SPRING. O OMT-G foi o modelo utilizado para a modelagem dos dados geográficos gerados neste banco. Os resultados obtidos estão disponibilizados no Portal Vertical GeoSolos - http://www.epamig.br/geosolos.; 2007

Identificação e avaliação de estratégias de desenvolvimento territorial em áreas de cafeicultura familiar do sul de Minas Gerais.

SILVEIRA, M. A. da; BONNAL, P.; NICOLELLA, G.; BERNARDES, T.; ALVES, H. M. R.
Fonte: In: SIMPÓSIO DE PESQUISA DOS CAFÉS DO BRASIL., 2007, Águas de Lindóia. Anais... Brasília, DF: Embrapa Café: Consórcio Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento do Café, 2007. Publicador: In: SIMPÓSIO DE PESQUISA DOS CAFÉS DO BRASIL., 2007, Águas de Lindóia. Anais... Brasília, DF: Embrapa Café: Consórcio Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento do Café, 2007.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.18%
Este texto se refere a uma pesquisa (?Identificação e avaliação de estratégias de desenvolvimento rural sustentável para a cafeicultura do Sul de Minas?, subprojeto componente do projeto ?Estratégias, modelos e geotecnologias para a caracterização e monitoramento de agroecossistemas cafeeiros de Minas Gerais?, coordenado pela Embrapa Café) em andamento que analisa as relações sócio-ambientais do espaço rural, mais especificamente as que tratam do processo de desenvolvimento rural sustentável das famílias produtoras de café dos de Machado, Campestre e Poço Fundo, Sul de Minas Gerais. A pesquisa optou por uma combinação de métodos científicos que foca o uso eficaz dos recursos naturais e valoriza o conhecimento e cultura locais. De maneira abrangente, três preocupações estruturam o subprojeto: 1) a caracterização de territórios, sob os aspectos físico-ambiental, técnico, comercial, cultural e socioeconômico; 2) a análise da qualidade do café e 3) apoio às dinâmicas sociais e territoriais valorizando ativos específicos da região da cultura cafeeira.; 2007

Variabilidade de atributos físicos e químicos de solo submetidos a diferentes sistemas de manejo de plantas espontâneas na cafeicultura do cerrado mineiro; Variability of physical and chemical attributes of soil submitted to different systems of handling of spontaneous plants in the area of coffee grown in the Cerrado biome of Minas Gerais

Silva, Patrícia Costa
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.18%
A cafeicultura está em rápido desenvolvimento nas áreas de cerrado, as quais apresentam propriedades físicas do solo favoráveis ao desenvolvimento da cultura e a mecanização, porém, nessas áreas, os solos são muito intemperizados, naturalmente ácidos e de baixa fertilidade. Com a expansão da cultura, novos desafios foram incorporados, uma vez que o emprego de tecnologia e manejo correto torna-se fatores primordiais para a manutenção e aumento de produtividade e lucratividade. Sendo assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar os atributos físicos do solo: densidade do solo, microporosidade, macroporosidade, porosidade total e agregação do solo através da estabilidade de agregados via úmida; e os atributos químicos: carbono orgânico total, cálcio e magnésio, submetidos a diferentes sistemas de manejo de plantas espontâneas em diferentes regiões (locais) de amostragem, na cultura do cafeeiro, através da estatística clássica e da geoestatística. A área da pesquisa localizou-se na Fazenda do Glória/ UFU- Uberlândia – MG. Foram demarcadas quatro malhas de 1200 m2 contendo em cada 60 pontos eqüidistantes de 3 x 4,5 m georeferendados para amostragem do solo, em sistema de sequeiro e fertirrigado, com controle de plantas espontâneas por herbicida e por grade niveladora. Em março/2006 (época chuvosa do ano) e agosto/2006 (época seca) foram retiradas 480 amostras...

Uma avaliação das condições de trabalho dos empregados na cafeicultura mineira e no cultivo da cana-de-açúcar em São Paulo, nos anos 2004, 2006 e 2008

Fonseca Júnior, Sérgio Borges
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.55%
Este trabalho tem o objetivo de analisar a evolução das condições de trabalho dos empregados na cafeicultura no Estado de Minas Gerais e no cultivo da cana-de-açúcar paulista em período recente. Para isso, foi realizado um estudo nos autores bases que abordam a temática de modernização na agricultura e os seus impactos sobre o espaço rural e nas condições de trabalho. Além disso, foi analisada uma série histórica de dados da cafeicultura e do cultivo de cana-de-açúcar nacional, observando-se como evoluem a produção, área plantada e produtividade. Posteriormente, foi analisado como evoluí o número de pessoas ocupadas nas diversas categorias ocupacionais na cafeicultura mineira e no cultivo de cana-de-açúcar paulista, confrontando-as com a média da agricultura nacional. Por fim, foram construídos os Índices de Qualidade de Emprego (IQE) para os grupos de empregados mais qualificados e menos qualificados, nos anos de 2004, 2006 e 2008, este indicador capta a evolução das condições de trabalho dos empregados nas culturas em analise, em período recente. Tanto na cafeicultura mineira, quanto no cultivo da cana-de-açúcar paulista os IQEs foram superiores a média nacional (para estas mesmas culturas e unidades da federação)...

AVALIAÇÃO DO PROGRAMA “CIRCUITO SUL-MINEIRO DE CAFEICULTURA” NAS REGIÕES SUL E SUDOESTE DO ESTADO DE MINAS GERAIS

Fonte: Organizações Rurais & Agroindustriais Publicador: Organizações Rurais & Agroindustriais
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.66%
Visando à manutenção de destaque da cafeicultura sul-mineira no cenário nacional, o estado de Minas Gerais, por intermédio de suas instituições públicas, criou um programa de desenvolvimento regional para atender aos principais problemas referentes à cafeicultura regional. Com essa finalidade, foi implantado o “Circuito Sul-Mineiro de Cafeicultura”, na busca dos seguintes objetivos: melhorar a qualidade do café, manter e criar novos empregos, aumentar a produtividade, reduzir os custos de produção e, por conseqüência, melhorar a renda dos cafeicultores. Entretanto, apesar da importância desse programa como subsídio para a solução de problemas referentes à cafeicultura da região sul e sudoeste do estado de Minas Gerais, ele ainda não foi avaliado. Portanto, conduziu-se este trabalho com o objetivo de avaliar o Circuito Sul-Mineiro de Cafeicultura, considerando-se uma abordagem metodológica orientada por diferentes métodos de pesquisa...

AVALIAÇÃO DA CAFEICULTURA PELA ABORDAGEM DO CUSTEIO VARIÁVEL EM PROPRIEDADES NAS PRINCIPAIS REGIÕES PRODUTORAS DO BRASIL

Fonte: Organizações Rurais & Agroindustriais Publicador: Organizações Rurais & Agroindustriais
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.35%
Estimaram-se, neste estudo, os custos operacionais de produção e a margem de contribuição real e potencial proveniente da cafeicultura em cidades nos estados de Minas Gerais, Paraná, Espírito Santo e São Paulo, principais regiões produtoras do Brasil. Além disso, buscou-se inferir o ponto equilíbrio da atividade, produção na qual os custos operacionais totais se igualam à receita total. Os dados foram levantados em: Três Pontas, Santa Rita do Sapucaí, Patrocínio e Manhumirim no estado de Minas Gerais; Jaguaré e Iúna, no Espírito Santo; Altinópolis, em São Paulo e Ribeirão do Pinhal, no estado do Paraná. Em relação à margem de contribuição, os resultados indicam que as produtividades potenciais a aumentam consideravelmente. O aumento do ponto de equilíbrio (sacas por hectare), em decorrência da elevação dos custos operacionais, para a consecução da produtividade potencial é compensado pelo aumento significativo no número de sacas produzidas, o que reduz de forma consistente os custos operacionais unitários. Pode-se concluir que a cafeicultura apresenta ganhos com o aumento da produtividade.

Eficiência da irrigação localizada e do consumo de energia na cafeicultura na região do Alto Jequitinhonha.; Efficiency of located irrigation and the consumption of energy in coffee culture in the Region of High Jequitinhonha.

Almeida, Wagner Vicente Rodrigues de
Fonte: Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri Publicador: Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.18%
O presente trabalho foi desenvolvido em 12 propriedades rurais localizadas nos municípios de Capelinha, Carbonita, Itamarandiba e Turmalina, produtoras de café irrigado pelo sistema de gotejamento, com o objetivo de avaliar a eficiência da irrigação localizada e do consumo de energia na cafeicultura na região do Alto Jequitinhonha, no período de janeiro a julho de 2009. Para isso foram realizadas medições das vazões dos gotejadores, em talhões de café com idade de 5 anos. Os gotejadores foram selecionados utilizando-se a metodologia proposta por KELLER & KARMELI. Por meio dos resultados dos cálculos obtidos a partir dos dados coletados em campo, estimou-se o volume de água aplicado, o consumo de energia real de cada propriedade rural e kg de grãos produzido por lâmina de água aplicada pelo produtor. Em seguida, com as informações da evapotranspiração real, da evapotranspiração da cultura, eficiência do sistema de irrigação e Kc da cultura do café, determinou-se o volume de água e o consumo de energia elétrica simulados para a condição de manejo adequado da irrigação nas propriedades em estudo, no período de janeiro a julho de 2009. Os resultados obtidos permitiram concluir que, em função da inexistência de um manejo adequado da irrigação...

Análise espectro temporal de produtos do sensor MODIS como diagnóstico para a cafeicultura de precisão

Santos, Wesley Batista dos
Fonte: Universidade Federal de Lavras; Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola; UFLA; brasil; Departamento de Engenharia Publicador: Universidade Federal de Lavras; Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola; UFLA; brasil; Departamento de Engenharia
Tipo: Dissertação
Publicado em 23/11/2015 POR
Relevância na Pesquisa
37.55%
The coffee is an agricultural and economic activity of great importance for the Brazilian market. Despite the social and economic importance to the country, the coffee needs additional information from your production system. The remote sensing through satellite images and products available free, like MODIS sensor, can be a key tool for mapping and monitoring for the coffee. Therefore, the objective of this work was to analyze the application of MODIS sensor products as diagnostic data for precision coffee. The study area is located in the city of Campos Gerais/MG, Brazil with area of 461.28 hectares of coffee plantations, divided into experimental plots. Two times series were used and acquired from INPE, (a) time series EVI2 MODIS sensor; (b) number of rainfall (mm/month), the TRMM sensor. Another series used, acquired from NTSG, was to evapotranspiration (mm/month) of MOD16A2/A3 MODIS product and was also collected "in situ" property data in the study, such as, area, growing, productivity, among others. The collected data were selected and organized into a database. After creating the database, the spectral curves and performed correlation and regression for the variables (data) were generated. The results showed that EVI is influenced by moisture content and evapotranspiration...

Analise do desempenho econômico e ambiental de diferentes modelos de cafeicultura em São Paulo – Brasil : estudo de caso na região cafeeira da Média Mogiana do Estado de São Paulo

Sarcinelli, Oscar; Ortega Rodriguez, Enrique
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Article; info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Publicado em //2006 POR
Relevância na Pesquisa
37.35%
A queda no preço do café no mercado internacional nos últimos anos e a dificuldade de acesso dos pequenos produtores ao pacote tecnológico oferecido pelo mercado para o aumento da produtividade da lavoura está fazendo com que muitos produtores abandonem a cafeicultura para se dedicar a outras atividades. A agroecologia se apresenta como alternativa a estes produtores devido às suas características de substituição de insumos químicos por recursos naturais locais. A análise e comparação de três propriedades com diferentes sistemas de produção cafeeira (agroecológicos e convencionais), localizadas na região da Média Mogiana do Estado de São Paulo, demonstraram que ambos os modelos possuem vantagens competitivas e pontos fracos que podem continuar a inviabilizar economicamente a produção cafeeira nas pequenas propriedades desta região. O resultado final aponta para a necessidade da melhoraria na administração da pequena empresa rural cafeicultora através da combinação das melhores características de cada modelo de produção estudado. A adoção de técnicas de gestão administrativa mais economicamente racionais e a utilização sustentável dos recursos ambientais disponíveis naturalmente nas propriedades...