Página 1 dos resultados de 426 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

A construção da competência clínica: da concepção dos planejamentos de ensino às representações da aprendizagem entre graduandos de enfermagem.; The building of clinical competence: from teaching planning apprehension to learning expression among nursing graduate students.

Dell'Acqua, Magda Cristina Queiroz
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 06/05/2004 PT
Relevância na Pesquisa
46.31%
Pensar a formação de enfermeiros pressupõe articular essa questão às expressões de referenciais teóricos, na perspectiva de uma vertente pedagógica que passe pelo construtivismo e por competências. Assim, os objetivos foram: caracterizar, numa visão longitudinal, a proposição competências assistenciais na graduação; identificar o potencial de competência clínica de graduandos de Enfermagem; analisar representações discentes relativas à aprendizagem das experiências clínicas e propor referenciais para a construção da competência clínica no âmbito da Graduação em Enfermagem. O estudo foi de natureza qualitativa; os sujeitos foram alunos do último semestre da graduação, num total de 29 participantes; foi realizada análise documental dos planos de ensino das disciplinas assistenciais da graduação e utilizou-se também a Técnica do Incidente Crítico (TIC) como estratégia metodológica apta a identificar experiências significantes para a aprendizagem clínica. A instituição de ensino e os sujeitos aceitaram participar do estudo, conforme as recomendações ético-legais. Os dados evidenciaram uma organização curricular centrada em disciplinas, com modalidades organizativas que partem do genérico para o específico...

Análise de um sistema de avaliação de aprendizagem para internato em pediatria baseado em exame clínico objetivo estruturado, observação de prática clínica e exame escrito

Sandoval,Gloria E.; Valenzuela,Patricia M.; Monge,Marcela M.; Toso,Paulina A.; Triviño,Ximena C.; Wright,Ana C.; Paris,Enrique; Sánchez,Ignacio; Valdivia,Gonzalo S.
Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria Publicador: Sociedade Brasileira de Pediatria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2010 PT
Relevância na Pesquisa
46.18%
OBJETIVO: Descrever e analisar três ferramentas usadas no sistema de avaliação aplicado ao internato em pediatria por um período de 7 anos na Faculdade de Medicina, Pontificia Universidad Católica de Chile, Santiago, Chile. MÉTODOS: Pesquisa observacional retrospectiva projetada para as modalidades de avaliação usadas de 2001 a 2007 que foram implementadas no internato em pediatria. As ferramentas foram as seguintes: exame clínico objetivo estruturado (objective structured clinical examination, OSCE), exame escrito e diretrizes de observação de prática clínica diária (DOPCD). Os métodos de avaliação foram aplicados ao internato em pediatria do sexto ano, com um total de 697 alunos. A análise estatística incluiu uma avaliação descritiva, com correlação e regressões linear simples e múltipla (ANOVA), teste de Bonferroni e coeficiente alfa de Cronbach. O nível de significância foi de 5%. RESULTADOS: Escores de sucesso com a OSCE foram atingidos em 75,7±8%, com melhor média entre o sexo feminino (p < 0,001). Os escores de OSCE melhoraram após o terceiro ano de implementação. O coeficiente alfa de Cronbach foi de 0,11-0,78. O exame escrito teve escore médio de 79,8±10%, e não houve diferenças quanto a gênero. O escore médio de DOPCD 97...

A vivência clínica na formação do enfermeiro

Landim,Simone Alves; Silva,Gilberto Tadeu Reis da; Batista,Nildo Alves
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 PT
Relevância na Pesquisa
56.36%
Realizou-se uma análise da literatura no que se refere à vivência clínica na formação do enfermeiro. Procurou-se identificar a produção científica de dissertações e teses que abordem essa vivência, tendo como base de coleta de dados, o Catálogo de Dissertações e Teses do CEPEn, ABEn Nacional, no período de 2001 a 2006. De um total de 132 resumos relacionados a essa temática, 124 (94%) utilizavam o descritor educação em enfermagem; 05 (4%), competência clínica e 03 (2%), residência e internato. Os resultados evidenciam que a produção científica em vivência clínica, elemento essencial à competência clínica, é incipiente, com ligeiro predomínio de dissertações de mestrado as quais, em sua maioria, utilizam métodos qualitativos, sendo sua distribuição distinta no país.

Avaliando competência clínica: o método de avaliação estruturada observacional

Amaral,Eliana; Domingues,Rosângela Curvo Leite; Bicudo-Zeferino,Angélica Maria
Fonte: Associação Brasileira de Educação Médica Publicador: Associação Brasileira de Educação Médica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
66.26%
Apesar dos avanços tecnológicos, a história médica, o exame físico e a relação médico-paciente continuam as mais importantes ferramentas diagnósticas e terapêuticas. No entanto, deficiências em habilidades clínicas entre alunos têm sido relatadas. Competência clínica deve ser considerada não apenas a demonstração de comportamentos isolados, mas, sim, a habilidade integrada de pensar, sentir e agir na prática real, um determinado contexto. Por isso, ferramentas de observação direta são bastante úteis para avaliar o que os estudantes fazem ou deixam de fazer durante as consultas. O instrumento de avaliação estruturada parece ser adequado tanto para os avaliadores quanto para os avaliados, uma vez que pode ser usado como um guia de observação e também como uma ferramenta de feedback, ampliando as oportunidades de aprendizagem no cenário clínico. Para que esse instrumento seja aplicado de forma eficaz, justa e confiável, os avaliadores precisam ser adequadamente preparados.

Conceito global: um método de avaliação de competência clínica

Domingues,Rosângela Curvo Leite; Amaral,Eliana; Bicudo-Zeferino,Angélica Maria
Fonte: Associação Brasileira de Educação Médica Publicador: Associação Brasileira de Educação Médica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.39%
Muito se tem feito para desenvolver métodos que avaliem de forma confiável a proficiência em habilidade clínica dos alunos de graduação médica. Há fortes evidências de que a avaliação global pode ser uma alternativa viável e confiável na avaliação de estudantes de graduação no ambiente clínico. Rotineiramente, a competência clínica tem sido avaliada pelos docentes por meio de um conceito subjetivo. Essa nota, dada por um especialista, não é objetiva e está sujeita a vieses. O uso de um instrumento bem delineado, com diversos itens pontuados numa escala, oferece a vantagem de especificar o que deve ser avaliado, auxiliando os avaliadores a distinguir os diferentes níveis do desempenho. Usando este método, os docentes podem expressar sua percepção global dos alunos, de forma mais objetiva, em relação a duas esferas distintas da competência: técnica (contendo itens como história clínica, exame físico, conhecimento médico, julgamento clínico, solução de problemas e hábitos no trabalho) e humanista (incluindo comunicação com pacientes e familiares, respeito, habilidades reflexivas, sensibilidade ao contexto e trabalho em equipe).

Avaliação de competência clínica em estudantes de medicina pelo Miniexercício Clínico Avaliativo (Miniex)

Megale,Luiz; Gontijo,Eliana Dias; Motta,Joaquim Antônio César
Fonte: Associação Brasileira de Educação Médica Publicador: Associação Brasileira de Educação Médica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
56.19%
A avaliação de competências clínicas constitui etapa essencial na formação do estudante de Medicina e deve ser feita pela observação direta do desempenho em situação real. Este trabalho objetiva determinar a confiabilidade e a consistência interna do Miniexercício Clínico Avaliativo (Miniex), instrumento de avaliação de competências clínicas que consiste na observação feita pelo professor em uma consulta focada, realizada pelo interno, no ambiente de trabalho. Ao final da consulta, o docente conversa com o estudante sobre suas falhas e acertos, configurando a avaliação formativa. Foram produzidos 12 vídeos que mostram o desempenho de estudantes em atendimento a pacientes na Enfermaria de Pediatria do Hospital das Clínicas da UFMG. Vinte quatro professores do Departamento de Pediatria com média de 25 anos de docência assistiram individualmente aos filmes, pontuando os itens da competência pelo Miniex. O Coeficiente de Correlação Intraclasse foi de 0,71 com IC de 95%, e o Coeficiente Alfa de Cronbach, 0,84, indicando boa confiabilidade e consistência interna do Miniex. O escore de satisfação com o instrumento foi de 7,5 para os docentes e 8,3 para os internos numa escala de 9 pontos. Os achados recomendam prosseguir os estudos para avaliar os critérios de validade e exequibilidade do Miniex.

Competência clínica de alunos de Medicina em estágio clínico: comparação entre métodos de avaliação

Domingues,Rosângela Curvo Leite; Amaral,Eliana; Zeferino,Angélica Maria Bicudo; Antonio,Maria Ângela G. Monteiro; Nadruz,Wilson
Fonte: Associação Brasileira de Educação Médica Publicador: Associação Brasileira de Educação Médica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.31%
OBJETIVO: Comparar quatro métodos de avaliação com base nas notas obtidas por alunos do quarto ano de Medicina em estágio clínico. MÉTODO: Ao final do estágio clínico em Ginecologia e Obstetrícia, Clínica Médica e Pediatria, em unidades de atenção primária, 106 alunos do quarto ano foram avaliados com base em quatro métodos: Prova Teórica (Pt), Portfólio (Pf), Avaliação Estruturada do Atendimento Clínico (AE) e Conceito Global Itemizado (CGI), (escala 0-10). A análise estatística utilizou coeficiente alfa de Cronbach, teste de Wilcoxon para dados pareados, coeficiente de correlação de Pearson, análise de componentes principais e distância euclidiana. RESULTADOS: As medianas mais baixas foram de PT, e as mais altas, de AE. Houve diferença significativa nas distribuições das notas entre todos os pares de métodos (P < 0,001). A correlação mais forte e a maior concordância ocorreram entre as notas de AE e CGI. A análise de componentes principais contrastou as notas de Pt e Pf com as de AE e CGI. CONCLUSÃO: Cada método parece enfocar diferentes aspectos da competência clínica. AE e CGI parecem avaliar competências semelhantes, em oposição a Pf e Pt. Portanto, nenhum método deve ser utilizado isoladamente para avaliar os alunos em estágio clínico.

Simulação para desenvolvimento da competência clínica de avaliação de risco para úlcera por pressão

Moura,Elaine Cristina Carvalho; Caliri,Maria Helena Larcher
Fonte: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo Publicador: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 PT
Relevância na Pesquisa
56.28%
OBJETIVO: Analisar a percepção de graduandos em enfermagem sobre a estratégia de simulação no processo de ensino-aprendizagem para o desenvolvimento da competência avaliação de risco para úlcera por pressão. MÉTODOS: Estudo descritivo com análise qualitativa, desenvolvido com 29 estudantes de enfermagem do último ano do curso. Os dados foram coletados durante debriefing por grupo focal, após cenário de simulação e analisado pela técnica de Bardin, originando cinco categorias e respectivas unidades de registro temáticas. RESULTADOS: A estratégia foi capaz de resgatar o raciocínio operativo dos graduandos durante a execução do cenário de simulação (ação), desenvolvimento de pensamento crítico-reflexivo sobre a competência, identificação de lacunas de aprendizagem, promoção da satisfação aos estudantes e melhoria da autoimagem profissional. CONCLUSÃO: A estratégia de simulação desenvolve a competência avaliação de risco para úlcera por pressão em todas as suas dimensões: saberes (conhecimento), fazeres (habilidades) e querer-agir, saber-agir e poderagir (atitudes).

A nutrição clínica ampliada e a humanização da relação nutricionista-paciente: contribuições para reflexão

Demétrio,Franklin; Paiva,Janaína Braga de; Fróes,Ana América Gonçalves; Freitas,Maria do Carmo Soares de; Santos,Lígia Amparo da Silva
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2011 PT
Relevância na Pesquisa
46.17%
A concepção da clínica nutricional ampliada é uma temática nova para o campo da nutrição, sobretudo da nutrição clínica. Diante do processo de reformulações nos cenários de práticas em saúde no âmbito do Sistema Único de Saúde, esse tema instiga substancial interesse na produção científica, na formação e na prática clínica do nutricionista com a aplicação de competências comunicacionais e a ampliação do olhar técnico-nutricional perante o processo saúde-doença-cuidado, que podem contribuir para a reconfiguração da relação nutricionista-paciente a fim de ampliar sua humanização. Este ensaio mostra como a concepção de nutrição clínica ampliada pode contribuir para refletir sobre a ampliação da humanização da relação nutricionista-paciente no âmbito dos serviços de saúde. O ensaio é delineado em duas partes: o ponto de partida e o ponto de continuação. No ponto de partida, analisam-se publicações oficiais sobre a conformação sócio-histórica do modelo biomédico e sua repercussão na prática clínica. No ponto de continuação, observa-se a clínica nutricional como prática social e utiliza-se a concepção da clínica ampliada para discutir as possibilidades de reestruturar a nutrição clínica e ampliar seus saberes e suas técnicas para além de um modelo biomédico restrito e restritivo. Por fim...

Competência clínica na prática assistencial de enfermeiros de um hospital privado

Aued, Gisele Knop
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
66.34%
Resumo: Pesquisa exploratória de abordagem qualitativa, fundamentada no referencial teórico de Patricia Benner. Os objetivos foram identificar as competências clínicas utilizadas na prática dos enfermeiros assistenciais de uma instituição hospitalar e compreender como ocorre a aquisição das competências clínicas pelos enfermeiros assistenciais. Teve como participantes da pesquisa 20 enfermeiros assistenciais que atuam em um hospital privado, localizado no sul do Brasil. A coleta de dados foi realizada por meio de uma entrevista semiestruturada. A análise consistiu de duas etapas, a abordagem interpretativa de Benner e análise de conteúdo de Bardin. Como resultados, foram identificadas oito competências clínicas, sendo elas: ajudar o paciente a integrar as implicações da doença e da recuperação no seu estilo de vida; fornecer uma interpretação da condição do paciente e dar razões ao seu tratamento; fornecer um sistema de apoio para garantir cuidados médicos e de enfermagem seguros; detecção e documentação das mudanças significativas na condição de um paciente; desempenho qualificado em emergências com risco de vida: rápida compreensão de um problema; identificar e gerenciar a crise de um paciente até que assistência médica esteja disponível; obter respostas apropriadas e em tempo oportuno dos médicos; avaliar o que pode ser seguramente omitido ou adicionado às prescrições médicas. O tempo...

Perfil de competência profissional do enfermeiro em emergências

Holanda,Flávia Lilalva de; Marra,Celina Castagnari; Cunha,Isabel Cristina Kowal Olm
Fonte: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo Publicador: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2015 PT
Relevância na Pesquisa
46.2%
Objetivo Propor o Perfil de Competência profissional do enfermeiro em emergências.Métodos Estudo descritivo exploratório balizado por uma Matriz de Competência brasileira, alinhado às tendências do mercado, às particularidades da Enfermagem em emergências, a estudos existentes e a opinião de experts que consideraram se as ações eram próprias ao desempenho competente do enfermeiro na área considerada.Resultados A partir das Competências Básicas e respectivas Competências Associadas indicadas na Matriz houve a descrição de 56 atitudes/comportamentos representadas por ações capazes de identificar o desempenho competente do enfermeiro em emergências. Estas atitudes/comportamentos, designadas de Questões Identificadoras, geraram o Perfil de Competência desse profissional avaliado como apropriado por enfermeiros.Conclusão O Perfil de Competência a ser expresso pelos enfermeiros que atuam em serviços de emergência permite descrever o seu nível de competência e contribui para que eles atinjam a excelência desejada mostrando uma prática de alto nível. A etapa da psicometria está relacionada com a avaliação de comportamentos e aponta os princípios que devem ser observados em relação aos procedimentos teóricos.

Competências relacionais: que necessidades dos estudantes de enfermagem

Lopes, Rosa Cristina Correia; Azeredo, Zaida de Aguiar
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
Tipo: Outros
Publicado em 22/07/2014 POR
Relevância na Pesquisa
46.3%
Introdução: As competências relacionais e a relação interpessoal são consideradas como o pilar do cuidado em enfermagem e reconhecidas como a competência diferenciadora de um cuidado de enfermagem de excelência. Objetivos: Pretende-se identificar as necessidades manifestadas pelos estudantes de enfermagem na área das competências relacionais. Metodologia: Desenvolveu-se um estudo qualitativo com características exploratório-descritivas, com amostra aleatória de 62 estudantes do 2º ano do Curso de Licenciatura em Enfermagem (escola da região centro de Portugal). Considerou-se como critério de seleção a inexistência de realização de Ensino Clínico. Recolha de dados através da Ficha de Avaliação de Necessidades Relacionais e realizada análise de conteúdo dos dados. Resultados: Os estudantes consideram competências essenciais para a qualidade do Cuidar em Enfermagem, competência profissional (maior valorização do saber fazer, muito à custa da sobrevalorização das técnicas e procedimentos, em detrimento da subcategoria saber, especialmente do conhecimento científico) e competência pessoal e social. Para ser um bom enfermeiro consideram essencial a competência comunicacional, autoestima e assertividade. Conclusões: Os resultados emergentes permitem concluir que...

Clínica Ampliada

Ceratti Lopes, José Mauro; de Sousa, Aline Iara
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.13%
Apresentação em powerpoint narrado sobre Clínica Ampliada. Destaca a abordagem dos conceitos de Clínica Ampliada e Projeto Terapêutico Singular, ferramentas importantes para a efetiva gestão da clínica na Assistência Domiciliar.

The scientific nursing production about the clinic: an integrativa review; La producción científica de enfermería acerca de la clínica: una revisión integradora; A produção científica de enfermagem acerca da clínica: uma revisão integrativa

Sousa, Lenice Dutra de; Lunardi Filho, Wilson Danilo; Lunardi, Valéria Lerch; Santos, Silvana Sidney Costa; Santos, Cristiano Pinto dos
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/04/2011 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
46.34%
The objective of this study was to learn about the production of nursing knowledge in Brazil associated with the clinic theme. This is a qualitative study performed by means of an integrative review. Data collection was performed on the SciELO database using the keywords nursing and clinic, present in the abstracts of articles. It was found that the clinic is seen as an instrument used to establish connections between research and nursing care, having a constant movement of constructing and deconstructing knowledge and practices. The study results may contribute with the production of research and knowledge in nursing, providing elements to subsidize improvements in nursing care, in which there is an interaction between practice and biological and non-biological knowledge.; El estudio objetivó conocer la producción de conocimiento de la Enfermería brasileña vinculado a la temática clínica. Investigación cualitativa operada a través de revisión integradora. Los datos fueron recolectados en la base SciELO, usando las palabras-clave enfermería y clínica, presentes en el resumen de los artículos. Se verificó que la clínica es concebida como un instrumento que actúa en la construcción de nexos entre la investigación y el cuidado de enfermería...

Mortalidade infantil e pré-natal: contribuições da clínica à luz de Canguilhem e Foucault; Mortalidad infantil y prenatal: contribuciones de la clínica bajo la perspectiva de Canguilhem y Foucault; Infant mortality and prenatal care: contributions of the clinic in the light of Canguilhem and Foucault

Figueiredo, Paula Pereira de; Lunardi Filho, Wilson Danilo; Lunardi, Valéria Lerch; Pimpão, Fernanda Demutti
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/02/2012 ENG; POR; SPA
Relevância na Pesquisa
46.29%
Neste estudo de revisão objetivou-se verificar como pesquisas realizadas no Brasil relacionam a mortalidade infantil e o pré-natal e apresentar contribuições da clínica à luz de Canguilhem e Foucault, para a qualificação da assistência. Realizou-se revisão integrativa de literatura a partir de buscas nas bases de dados SciELO, LILACS, MEDLINE e BDENF, no período de 2000 a 2009. A relação entre a mortalidade infantil e o pré-natal refere-se ao número insuficiente de consultas ou à qualidade do atendimento prestado. Mesmo quando o número e a rotina de consultas no pré-natal foram adequados, os óbitos evitáveis estiveram presentes. Para a qualificação da assistência oferecida, sugere-se que sejam considerados o conhecimento clínico e os demais elementos componentes do processo de viver humano, no intuito de que o olhar clínico seja ampliado e articulado às tecnologias disponíveis no sistema de saúde e, em conjunto, consigam contribuir para a redução da mortalidade infantil no Brasil.; Este estudio de revisión tuvo por objetivo verificar cómo investigaciones realizadas en Brasil relacionan la mortalidad infantil y el prenatal, y presentar contribuciones de la clínica bajo el marco teórico de Canguilhem y Foucault para la calificación de la asistencia. Se realizó una revisión integradora de la literatura a partir de búsquedas en las bases de datos SciELO...

Evaluación de la competencia en médicos intensivistas

Pérez Reyes,Rogelio; Otero Ceballo,Marta
Fonte: Revista Cubana de Medicina Militar Publicador: Revista Cubana de Medicina Militar
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2003 ES
Relevância na Pesquisa
46.14%
Se realizó una revisión bibliografía sobre la competencia profesional, que analizó los conceptos de competencia, evaluación y condiciones para crear instrumentos evaluativos. Se describieron los diferentes niveles de actuación profesional según el modelo de Miller. Se hizo mención a la prueba de evaluación más novedosa, el examen clínico objetivo estructurado, que es una de las metodologías más completas de las que se dispone en la actualidad, aunque no deja de señalarse que la evaluación se realiza en una situación creada y simulada. Se concluye que deben estructurarse las bases para la confección de los instrumentos evaluativos, los que medirán el grado de competente o incompetente de nuestros profesionales en ciencias médicas.

Competencia clínica de los médicos de familia en 14 Comunidades Autónomas españolas

Ramírez-Puerta,D.; González-Béjar,M.; Zarco-Rodríguez,J.; Gilbert,I.; Gual-Sala,A.
Fonte: Educación Médica Publicador: Educación Médica
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/12/2006 SPA
Relevância na Pesquisa
66.39%
Fundamento y Objetivo: El Desarrollo Profesional Continuo (DPC) es un proceso de adquisición, mantenimiento y mejora de conocimientos, habilidades, actitudes y competencia profesional. En España, mantener la competencia es responsabilidad del profesional, para ello debe detectar objetivamente sus déficts formativos. Este estudio, pretende detectar diferencias en niveles de competencia clínica y déficits formativos, entre médicos de familia de distintas CC.AA. españolas, en el año 2005. Sujetos y método: Estudio descriptivo transversal. Se evaluaron 1158 médicos de 14 CCAA. Se utilizó como herramienta la Evaluación de Competencia Objetiva Estructurada (ECOE) de 15 estaciones. Se compararon las puntuaciones globales obtenidas, por competencias y área de conocimiento mediante ANOVA, y se estudió la fiabilidad de la prueba, mediante el alfa de Cronbach. Resultados: La puntuación global media fue 59,08 (DE 6,12), (IC 95%: 58,52-59,31). Se detectaron diferencias significativas entre Cataluña (63,65±5,2) y Castilla-León (55,37±5,78), Valencia (57,20±7,18), Andalucía (57,67±6,04), y Murcia (57,19±5,50). Por componente competencial, el mejor resultado correspondió al área de comunicación (80,11% del ideal) y el peor a atención familiar (45...

Examen clínico objetivo y estructurado formativo tras inmersión clínica precoz empleando estudiantes de sexto curso como observadores y administradores de retroalimentación

Lobato,Ramiro D.; Lagares,Alfonso; López-Medrano,Francisco; Villena,Victoria; Fernández,Aurora; Martínez-López,Joaquín; Rubio,Gabriel; Munárriz,Pablo M.; Alen,José F.
Fonte: FEM: Revista de la Fundación Educación Médica Publicador: FEM: Revista de la Fundación Educación Médica
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/09/2014 SPA
Relevância na Pesquisa
46.31%
Introducción. En este artículo se describen la logística y los resultados de un examen clínico objetivo y estructurado (ECOE) formativo pasado a estudiantes de tercero expuestos a un curso de transición del periodo básico al clínico y a rotaciones clínicas precoces, en el que utilizamos estudiantes de sexto curso como observadores y administradores de la retroalimentación. Materiales y métodos. Se analizan el rendimiento de los candidatos, la correlación de las puntuaciones otorgadas con listados de ítems y una escala global de la competencia usados por el paciente estandarizado y el estudiante observador, así como el grado de aceptación de la prueba por parte de todos los participantes. Resultados. Los estudiantes observadores se sintieron altamente satisfechos con su tarea de observación y administración de la retroalimentación. Los profesores valoraron con puntuaciones altas la tarea de los estudiantes observadores, y los alumnos candidatos otorgaron igualmente puntuaciones altas a la actuación de los estudiantes observadores, la calidad de la retroalimentación recibida y la logística del ECOE. El rendimiento global en el ECOE superó el 70,1%. Se observó una buena correlación entre las puntuaciones otorgadas por los dos observadores (enfermo y estudiante) con los dos instrumentos de medida (listados y escala global). Conclusiones. Los estudiantes del último curso del grado son capaces de usar de manera fiable los listados de ítems y una escala global de la competencia...

Examen Clínico Objetivo Estructurado como instrumento para evaluar la competencia clínica en Pediatría. Estudio piloto

Gamboa-Salcedo,Tamara; Martínez-Viniegra,Norma; Peña-Alonso,Yolanda Rocío; Pacheco-Ríos,Aarón; García-Durán,Rocío; Sánchez-Medina,Jerónimo
Fonte: Instituto Nacional de Salud, Hospital Infantil de México Federico Gómez Publicador: Instituto Nacional de Salud, Hospital Infantil de México Federico Gómez
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 ES
Relevância na Pesquisa
56.19%
Introducción. La evaluación es un componente esencial del proceso enseñanza-aprendizaje que motiva y dirige al alumno hacia sus objetivos y permite a los docentes conocer si los educandos poseen la destreza y el grado de conocimientos necesarios para una práctica profesional competente. En medicina no existe el método ideal de evaluación, por eso se recomienda el uso de diversos instrumentos como el Examen Clínico Objetivo Estructurado (ECOE) que ha mostrado su utilidad para evaluar las destrezas clínicas. El objetivo de este trabajo fue describir la experiencia de docentes y alumnos en la elaboración y la aplicación de un ECOE en un hospital pediátrico. Métodos. Se preparó un ECOE de 20 estaciones que se aplicó en un estudio piloto a 20 alumnos (2 residentes de primer año, 7 de segundo y 11 de tercero). Para cada estación se definieron los criterios de evaluación y el punto de corte. Con los datos obtenidos se calcularon los promedios por estación y por año de residencia. Resultados. El ECOE se llevó a cabo durante 2 horas con 20 minutos. Las estaciones aprobadas por los alumnos, de manera global, fueron doce. El valor promedio de las 20 estaciones fue 6.53, con una desviación estándar (DE) de 0.62 [R1 = 6.13 (DE 0.43)...

La competencia clínica como eje Integrador de los estudios de Pre y Post-Grado en las Ciencias de la Salud

Noriega,T; Orosa,J; Puerta,M; Goncalves,J; Díaz,M; Pérez-Ojeda,J
Fonte: Universidad Central de Venezuela. Facultad de Medicina. Comisión de Publicaciones de la Facultad de Medicina Publicador: Universidad Central de Venezuela. Facultad de Medicina. Comisión de Publicaciones de la Facultad de Medicina
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2003 ES
Relevância na Pesquisa
56.36%
RESUMEN. El contexto actual, configura una tendencia de formación referida no sólo a los puestos de trabajos, sino también, a las características requeridas para la empleabilidad (las competencias). Los programas de formación deberían fomentar el desarrollo de competencias de análisis, reflexión, capacidad de innovar, resolver imprevistos, atender contingencias, entre otras. En este contexto, la presente investigación enuncia un concepto integrador, la "Competencia Clínica", que armoniza un grupo de atributos propios de los profesionales del área de la salud, respetando las características y campos de acción específicos para cada profesión. Se realizó una revisión bibliográfica del constructo competencia: sus orígenes, sus niveles, cambios sociales, económicos y educativos que le sirvieron de contexto, sus implicaciones curriculares y los procesos involucrados en el establecimiento de las mismas. Esto permitió, utilizando la metodología descrita por Cariola (1998), establecer el concepto y los niveles de la competencia clínica, aplicable en pre y post-grado.