Página 1 dos resultados de 1615 itens digitais encontrados em 0.010 segundos

Ambiente psicossociológico da sala de aula e rendimento escolar

Lourenço, Abílio Afonso; Rosa, Victor M. P. Da; Paiva, Maria Olímpia Almeida de
Fonte: Edições Universidade Fernando Pessoa Publicador: Edições Universidade Fernando Pessoa
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
46.28%
Esta investigação procurou analisar a influência do ambiente da sala de aula nos comportamento disruptivos dos alunos, assim como o impacto destes no rendimento escolar. Da amostra fazem parte 217 alunos do 3.º Ciclo do Ensino Básico do centro do Porto. Aplicou- -se a Escala da Disrupção Escolar Professada pelos alunos (EDEP) e a Escala do Ambiente Psicossociológico da Sala de Aula (APSA). Poder-se-á inferir dos resultados que os alunos que percepcionam o ambiente da sala de aula como mais positivo são os que manifestam menos comportamentos disruptivos, bem como obtêm melhores notas. This research sought to examine the influence of the classroom environment upon disruptive behaviors, as well as the influence of these behavior on academic achievement. A sample of 217 middle school students was selected in Oporto. We used the Disruptive Behavior Scale Professed by Students (DBS-PS) and the Psychossociological Environment of the Classroom (APSA) scale. It can be inferred that the students who perceive the classroom environment as more positive are the ones who show less disruptive behaviors and, as a result, they get better grades.

Ambiente académico e adaptação à Universidade : contributos para a validação da Classroom Environment Scale

Soares, Ana Paula; Almeida, Leandro S.
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2002 POR
Relevância na Pesquisa
46.04%
Nas últimas décadas, as questões da transição e da adaptação à Universidade têm produzido um corpo considerável de investigações. Contudo, a grande maioria desses estudos têm-se centrado em aspectos pessoais e intrapsicológicos do estudante na tentativa de compreender e explicar tais processos, negligenciando, assim, a poderosa influência que o contexto universitário pode ter, em si mesmo, na sua promoção/inibição. Neste sentido, e atendendo ao facto de, em Portugal, serem ainda escassas os instrumentos que procurem avaliar a qualidade do ambiente académico, o presente trabalho procura contribuir com novos dados para a validação do Classroom Environment Scale (CES; Moos & Trickett, 1974, 1987) adaptado por Santos (1996) à população de estudantes do Ensino Superior em Portugal, em face das dificuldades encontradas na dimensionalidade da escala em estudos prévios (Santos, 1996; Paúl, 1994; Bastos, Paúl & Sousa, 1996). Desta forma, o CES foi administrado no início do 2º semestre do ano lectivo 2000/01, a uma amostra de 910 estudantes do 1º ano de 16 cursos de licenciatura da Universidade do Minho. Os resultados apontam para uma estrutura dimensional bastante coerente com a estrutura de nove subescalas da versão original do instrumento...

Classroom environment scale : novo estudo de validação com estudantes universitários

Soares, Ana Paula; Almeida, Leandro S.
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /12/2005 POR
Relevância na Pesquisa
46.04%
O presente trabalho apresenta e discute os resultados de um novo estudo de validação da versão adaptada da Classroom Environment Scale (CES; Moos & Trickett, 1974, 1987) por Santos (1996) para a população de estudantes a frequentar instituições do Ensino Superior em Portugal. Com efeito, embora esta escala tenha sido alvo de vários estudos no contexto nacional (Santos, 1996; Paúl, 1994; Bastos, Paúl & Sousa, 1996; Soares & Almeida, 2001), as dificuldades encontradas em replicar a sua estrutura dimensional original, bem como de validade e fidelidade, estimularam a realização de um novo estudo de validação com a utilização de técnicas estatísticas mais adequadas à natureza da escala de resposta aos seus itens (dicotómica). O estudo foi conduzido junto de uma amostra de 590 estudantes que, no ano lectivo, 2000/01, ingressaram no 1º ano de 16 cursos de licenciatura da Universidade do Minho. Os resultados apontam uma estrutura dimensional de seis factores e 64 itens que, embora corrobore os resultados obtidos num estudo prévio (cf. Soares & Almeida, 2001), permite a manutenção de um maior número de itens que apresentam resultados de fidelidade mais satisfatórios.

Motivação para português: Género, ano de escolaridade, desempenho académico, área de estudo e o clima de sala de aula

Vicente, Telma Maria Pratas
Fonte: ISPA - Instituto Universitário Publicador: ISPA - Instituto Universitário
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
46.29%
Dissertação de Mestrado em Psicologia Educacional apresentada ao ISPA - Instituto Universitário; A presente investigação tem como principais objetivos analisar o perfil motivacional de alunos do ensino secundário em função do género, ano de escolaridade, desempenho académico e área de estudo e a existência de relações entre a motivação para o Português e a perceção de clima de sala de aula nessa disciplina. Participaram no estudo 375 alunos, do 10º, 11º e 12º ano de uma escola pública. Os instrumentos utilizados foram o Inventário de Motivação Intrínseca (IMI) “Eu e o Português” e a Escala de Perceção de Clima de Sala de Aula “ Na Sala de Aula de Português”. Os resultados demonstraram que os alunos atribuem valor e importância à disciplina de Português, evidenciando uma moderada motivação intrínseca e uma baixa perceção de autonomia e competência a Português. Relativamente à relação entre a motivação, o género e o ano de escolaridade, os dados revelaram que as raparigas apresentavam níveis de motivação intrínseca para o Português mais elevados que os rapazes e que os mesmos níveis de motivação intrínseca diminuem com aumento do ano de escolaridade. Constatou-se ainda que os alunos que apresentavam melhores níveis de desempenho académico evidenciaram níveis superiores de motivação intrínseca para o Português. Quanto à área de estudo os resultados revelaram que os alunos da área de Línguas apresentavam níveis de motivação intrínseca para o Português mais elevados...

A relação entre o desempenho académico, a percepção do clima de sala de aula, as emoções e as percepções

Pereira, Marisa Catarina Rodrigues
Fonte: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida Publicador: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
46.36%
O ambiente académico apresenta-se como um contexto multidimensional, que interage com inúmeros fatores de ordem contextual, social e pessoal que possuem uma relação determinante no desenvolvimento de qualquer jovem. Deste modo, o presente estudo, pretende conhecer um pouco mais deste contexto multidimensional e compreender detalhadamente a relação existente entre variáveis como o desempenho académico, a perceção do clima de sala de aula de matemática, as auto-perceções e as emoções experienciadas em ambiente sala de aula. Para a análise destas relações, este estudo contou com a participação de 717 alunos do 7º ano de escolaridade, que responderam à escala adaptada de emoções de realização (AEQ), escala de autoconceito e auto-estima e à escala de perceção do clima de sala de aula a matemática. Os resultados obtidos no presente estudo, permitem afirmar que o desempenho académico se encontra associado à perceção do clima sala de aula global e à perceção do suporte social proveniente dos professores ou colegas, relacionando-se ainda com o autoconceito académico, social e de apresentação, bem como com as emoções. Constatou-se ainda uma relação entre as emoções, a auto-estima e o autoconceito...

Treatment of psychotic children in a classroom environment: I. Learning in a large group1

Koegel, Robert L.; Rincover, Arnold
Fonte: PubMed Publicador: PubMed
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //1974 EN
Relevância na Pesquisa
46.39%
The purpose of this study was to investigate systematically the feasibility of modifying the behavior of autistic children in a classroom environment. In the first experiment, eight autistic children were taught certain basic classroom behaviors (including attending to the teacher upon command, imitation, and an elementary speaking and recognition vocabulary) that were assumed to be necessary for subsequent learning to take place in the classroom. Based on research documenting the effectiveness of one-to-one (teacher-child ratio) procedures for modifying such behaviors, these behaviors were taught in one-to-one sessions. It was, however, found that behaviors taught in a one-to-one setting were not performed consistently in a classroom-sized group, or even in a group as small as two children with one teacher. Further, the children evidenced no acquisition of new behaviors in a classroom environment over a four-week period. Therefore, Experiment II introduced a treatment procedure based upon “fading in” the classroom stimulus situation from the one-to-one stimulus situation. Such treatment was highly effective in producing both a transfer in stimulus control and the acquisition of new behaviors in a kindergarten/first-grade classroom environment.

Classroom discipline, classroom environment and student performance in Chile

Gazmuri, Carolina; Manzi, Jorge; Paredes, Ricardo D.
Fonte: CEPAL - Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe Publicador: CEPAL - Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe
Tipo: Texto
EN
Relevância na Pesquisa
46.38%
This paper assesses the extent to which teachers’ actions in the classroom influence the school environment. The assessment is based on a statistical analysis of videotaped classroom observations of 51,329 teachers. The classroom environment was found to have a significant influence on students’ performance. More specifically, the teacher’s ability to handle the class as a group is consistently more significant than other measures of class environment. It was also founds that the overall school environment is a better predictor of students’ test results than the environment in the classrooms of the students whose test results are being reported. This suggests that the most effective course of action would be to improve the overall school environment, although individual teachers have less control over this factor.

Percepção de cima de sala de aula : Comparação entre duas metodologias de ensino

Moreira, Ana Damião
Fonte: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida Publicador: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
46.43%
Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário; O clima de sala de aula encontra-se profundamente ligado à qualidade e eficácia do processo educativo, sendo fundamental não só para depositar, na criança, confiança nas aprendizagens mas também para o desenvolvimento de interacções sociais com o todo integrante da escola. Para além disto, o clima de sala de aula envolve todo um conjunto de outras dimensões imperativas para o processo educativo. O presente trabalho de investigação pretende debruçar-se sobre o estudo do clima de sala de aula e percepções de alunos e professores acerca do mesmo. Este estudo será, contudo, feito tendo em conta a comparação destas percepções em duas metodologias de ensino distintas, nomeadamente o Ensino Tradicional e o Movimento da Escola Moderna. Como tal, foram aplicados questionários que visam medir a percepção de clima de sala de aula, a partir de várias dimensões, em duas escolas: Academia de Música de Santa Cecília e Escola da Voz do Operário. Os resultados obtidos neste trabalho empírico reportam-se a noventa e nove alunos e seus respectivos professores (quatro). O estudo pressupunha a existência de diferenças, quanto à percepção do clima de sala de aula...

Using "clickers" in the classroom to increase the level of student interaction

Prewitt, Robert R.; Oropeza, Katherine B.
Fonte: Monterey, California. Naval Postgraduate School Publicador: Monterey, California. Naval Postgraduate School
Tipo: Tese de Doutorado Formato: xii, 59 p. ; 28 cm.
Relevância na Pesquisa
46.15%
MBA Professional Report; Approved for public release; distribution is unlimited; Interaction is crucial in classrooms because increased interaction is linked to increased learning. Past studies report that students learn by a myriad of methods, and that it is up to the instructor to promote as many means as possible to transport the material to the students. One way in which instructors are providing information to their students is through a classroom response system (CRS), an electric transponder the size of a remote control. The CRS allows users to respond and interact with the push of a button. This study looked at educational institutions using CRS, in order to identify the distinctive characteristics that are analyzed to value its effectiveness in a classroom environment. The information collected was examined to gain an understanding of the various uses of CRS to determine if they would be a beneficial addition to resident NPS curriculums. Also, this study employed a posttest-only independent group quasi-experimental design to test the effects of clickers in the classroom. Specifically, clicker use was studied to determine what impact, if any, their use would have on student interaction in the classroom, student engagement...

Students' critical thinking skills, attitudes to ICT and perceptions of ICT classroom learning environments under the ICT schools pilot project in Thailand

Rumpagaporn, Methinee Wongwanich
Fonte: Universidade de Adelaide Publicador: Universidade de Adelaide
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 2516594 bytes; 55225 bytes; application/pdf; application/pdf
Publicado em //2007 EN
Relevância na Pesquisa
56.32%
This portfolio of research aimed to examine the integration of Information and Communication Technology ( ICT ) into computer-based classroom learning environments in Thailand. The study was exploratory, investigating to what extent schools in the Thai ICT schools pilot project had classroom learning environments which were related to two student outcomes ( critical thinking skills and attitudes to ICT ) ; and to what extent the classroom learning environments were associated with certain teacher characteristics. The portfolio is presented in three parts. Part 1 reviewed the research literature related to the importance of ICT in education ; the ICT classroom learning environments ; student attitudes to ICT ; students' critical thinking skills ; and the role of the teacher in the ICT classroom. From this review, a theoretical research model was developed, based on teacher characteristics, student characteristics and student perceptions of ICT classroom learning environments as predictors of the two student outcomes. Four specific research propositions were formulated from the model to guide the investigation. Part 2 of the research portfolio reports the quantitative investigation of the ICT schools pilot project in Thailand. Data were collected by means of questionnaires from 150 students in eight of the ICT pilot project schools in relation to students' background characteristics...

The relationship between the teacher's experience, the teacher's college major, and the teacher's level of education in predicting classroom attitudes in high school science students

Almeida, Jose M.
Fonte: FIU Digital Commons Publicador: FIU Digital Commons
Tipo: Artigo de Revista Científica
Relevância na Pesquisa
36.46%
A review of the literature reveals few research has attempted to demonstrate if a relationship exists between the type of teacher training a science teacher has received and the perceived attitudes of his/her students. Considering that a great deal of time and energy has been devoted by university colleges, school districts, and educators towards refining the teacher education process, it would be more efficient for all parties involved, if research were available that could discern if certain pathways in achieving that education, would promote the tendency towards certain teacher behaviors occurring in the classroom, while other pathways would lead towards different behaviors. Some of the teacher preparation factors examined in this study include the college major chosen by the science teacher, the highest degree earned, the number of years of teaching experience, the type of science course taught, and the grade level taught by the teacher. This study examined how the various factors mentioned, could influence the behaviors which are characteristic of the teacher, and how these behaviors could be reflective in the classroom environment experienced by the students. The instrument used in the study was the Classroom Environment Scale (CES)...

The effect of social skills training on grade 3 students' self-esteem, moral development and perceptions of classroom environment

Kolenko, Irene.
Fonte: Brock University Publicador: Brock University
Tipo: Electronic Thesis or Dissertation
ENG
Relevância na Pesquisa
66.35%
Two Grade 3 classes were used to study the effects of a formal social skills training program. Specifically, comparisons were made on self-esteem, classroom environment, and moral development to see whether changes occurred as a direct result of social skills training. One group participated in the social skills program, while the other group did not. It was hypothesized that formal social skills training would improve students' selfesteem, moral development, and the classroom environment. At the end of the program, however, data from class observations, teacher interviews, journal of the social skills training group teacher, and measures of self-esteem, classroom environment and moral development did not support this hypothesis. Although the social skills training group scored significantly higher in class cohesiveness, they did not show marked improvement in the other measures. In fact, in some measures (e.g., friction and competitiveness), they demonstrated greater scores at both pretest and posttests. The social skills training group was, however, able to vocalize and utilize the strategies of several skills which had been a focus of the program, suggesting that formal social skills training is a useful tool for presenting and reinforcing some specific behaviours.

Conforto térmico em salas de aula no Brasil : análise experimental e numérica; Thermal comfort in the classroom in Brazil : Experimental analysis and numeric

Clélia Mendonça de Moraes
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
46.17%
A qualidade da sala de aula é determinada pelo projeto da edificação. Esse, por sua vez, exerce uma forte influência sobre as condições térmicas do aluno em aula. A relevância de formularem-se normas e padrões específicos para esse tipo de ambiente que considere as suas particularidades é discutida em países como Dinamarca, Finlândia, Holanda, Suíça, Estados Unidos entre outros. No Brasil, como avaliação pós-ocupação. Sendo assim, a presente pesquisa avalia o comportamento térmico real em sala de aula com o levantamento de variáveis climatológicas do ambiente externo e interno da edificação localizada em duas universidades brasileiras no estado de São Paulo a fim de contribuir para o bem estar e produtividade. Por meio dos métodos de conforto térmico (Givoni, 1969) de ambientes envoltórios e sua correlação com a sensação térmica humana (Fanger, 1970) com a participação do aluno. Para estabelecer condições limite de conforto térmico em sala de aula, verificando as mudanças abruptas de temperatura em clima tropical de altitude. Adotou-se medida física objetiva e subjetiva. Monitoraram-se T(ºC), UR(%), Var(m/s) e P(atm); com o registro de dado interno por meio de "datalogger" e sensores; externo por Estação Meteorológica...

"Virar a Sala de Aula”: centrar a aprendizagem no aluno recorrendo a ferramentas cognitivas; Flipped classroom: student-centered learning resorting to cognitive tools

Carvalho, Ricardo Jorge Oliveira
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
46.19%
Relatório de projeto de mestrado em Ensino de Informática; Os alunos com que lidamos hoje cresceram com acesso à Internet, a ferramentas como o YouTube, Redes Sociais e uma panóplia de outros recursos digitais, portanto estão em constante contacto com a tecnologia. Por isso, ir ao encontro desse mundo de imersão tecnológica em que vivem e integrá-lo nas práticas educativas pode ser a solução para o seu sucesso. Este trabalho expõe a aplicação destes princípios no âmbito de um projeto de intervenção pedagógica, numa disciplina de instalação e manutenção de equipamentos informáticos de um curso profissional do ensino secundário. As estratégias pedagógicas utilizadas consistiram numa abordagem de flipped classroom (sala de aula virada/invertida) (Bergmann, 2012). Neste contexto, a organização da sala de aula altera-se, o professor deixa de estar na posição central, para dar esse lugar aos estudantes, partilhando com eles as dúvidas e curiosidades recorrendo ao uso de tecnologias, promovendo uma maior dinâmica em sala de aula. Os alunos não aprendem a partir das tecnologias, mas as tecnologias podem apoiar a construção de significados por parte destes. Como estratégia potenciadora do processo de ensino-aprendizagem...

Motivação para a aprendizagem da matemática e sua relação com as percepções dos alunos de clima de sala de aula

Ricardo, Ana Filipa Mendes
Fonte: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida Publicador: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
46.48%
Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário; Com o intuito de verificar e analisar as relações entre a motivação dos alunos para a aprendizagem da matemática e as suas percepções sobre o clima de sala de aula, em função das variáveis de género, desempenho escolar, comportamentos disruptivos, e a relação entre motivação e percepção de clima de sala de aula, foi realizada uma investigação quantitativa de carácter correlacional, onde participaram 390 alunos do 3º ciclo, de duas escolas da região de Lisboa. Foram utilizadas duas escalas, uma que avalia a percepção do clima de sala de aula “Na Sala de Aula de Matemática” e outra que avalia a motivação dos alunos para a aprendizagem da disciplina de matemática “Eu e a Matemática”. Os dados evidenciaram diferenças significativas nos níveis motivacionais dos alunos nas variáveis: rendimento académico, comportamentos disruptivos e género. Alunos com melhores notas apresentam níveis motivacionais mais elevados e alunos com mais comportamentos disruptivos apresentam níveis motivacionais mais baixos. Quanto ao género as alunas revelaram níveis motivacionais mais elevados. Foram também encontradas diferenças significativas nas percepções do clima de sala de aula em função das variáveis rendimento escolar e comportamentos disruptivos. Alunos com melhores notas apresentam percepções de clima de sala de aula mais positivas. E alunos com mais comportamentos disruptivos apresentam percepções de clima de sala de aula menos positivas. Verificaram-se ainda correlações positivas entre os níveis de motivação e as percepções de clima de sala de aula...

Auto-conceito e auto-estima em alunos do 7º e 8º ano de escolaridade e suas percepções face clima de sala de aula a matemática, emoções vivenciadas na aula de matemática e indisciplina

Abril, Maria João de
Fonte: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida Publicador: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
46.25%
Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário; A pertinência deste estudo é demonstrada através dos contextos educativos como intercessores do desenvolvimento do indivíduo, não só ao nível do desempenho escolar e aquisição de conteúdos académicos, como também ao nível emocional, construção do “self”, valores cívicos e morais. Assim, o referido estudo centra-se em percepções de alunos do 7º e 8º ano de escolaridade acerca da indisciplina, do clima de sala de aula e emoções experienciadas na disciplina de matemática, auto-conceito e auto-estima e a importância atribuída às dimensões do auto-conceito, com o intuito de avaliar se existem diferenças entre os alunos que se consideram nada indisciplinados (NI) e muito indisciplinados (MI) e, por último, analisar se existem associações entre as diversas variáveis em estudo. Da amostra faziam parte 131 participantes de uma escola pública da região de Lisboa. Os Instrumentos utilizados foram a “Escala de Auto-conceito e Auto-estima para Adolescentes” de Peixoto e Almeida (1999), “Escala de Clima de Sala de Aula a Matemática” de Mata, Monteiro e Peixoto (2010), “Questionário de Emoções em Situações de Desempenho” de Pekrun e Goetz (2005) adaptado para alunos portugueses do 7º e 8º ano de escolaridade e questionário para auto-avaliação de indisciplina. Os principais resultados sugerem a existência de relações entre o clima de sala de aula e os estados emocionais dos alunos...

Discursive Construction of Scientific Knowledge in the Classroom; La construcción discursiva del conocimiento científico en el aula; A construção discursiva do conhecimento científico na sala de aula

Rey-Herrera, Johanna Milena; Departamento de Investigaciones Educativas-Cinvestav; Candela, Antonia; Departamento de Investigaciones Educativas-Cinvestav
Fonte: Universidad de la Sabana Publicador: Universidad de la Sabana
Tipo: Artigo de Revista Científica
SPA
Relevância na Pesquisa
46.08%
This ethnographic and analytical study of discursive interaction was undertakenin natural science lessons in first and second grades in three public schools in Bogota,Colombia. The analysis explores how constructing scientific knowledge in theclassroom is influenced by the students’ and teachers’ personal experiences. The resultsevidence that like in the scientific community, where established theories andknowledge of scientific culture model observation, participants in the classroom interactto collaboratively construct permeated scientific knowledge that relates to thesocio-cultural context from which it emerges. Because of this, we believe that understandingthe complex dynamic between teacher and student in the natural scienceclass, contributes to the debate on how science is constructed in the classroom, andthus analyze how it can be improved.; El presente estudio etnográfi co y de análisis de la interacción discursiva se realizóen clases de ciencias naturales en los grados segundo y tercero de primaria, en tresescuelas públicas de Bogotá, Colombia. El análisis explora la manera como la construccióndel conocimiento científi co en el aula está mediada por las experiencias personalesde maestros y estudiantes. Los resultados muestran que tal como sucede dentrode la comunidad científi ca...

A Needs assessment & exploration for incorporating tablet PC technology to improve deaf and hard of hearing students cooperative learning experiences in the mainstream classroom

Remelt, Sarah
Fonte: Rochester Instituto de Tecnologia Publicador: Rochester Instituto de Tecnologia
Tipo: Masters Project
EN_US
Relevância na Pesquisa
46.08%
This project focuses on qualitative exploratory research that analyzes the possible inclusion of Tablet PC technology and teaching strategies to enhance cooperative learning in the mainstream classroom environment. After 3 observations, suggestions for use of Tablet PC technology and teaching strategies were shared and modeled for the classroom Teachers of the Deaf(TODs). Feedback via interview and survey were solicited from the TODs involved in the study and a final report written. The report showed the findings that the Tablet PC is perceived to have the ability to enhance deaf and hard of hearing student experiences, participation and communication during cooperative learning within mainstream environments.

Classroom habitat: Natural system of movement

Turner, Sandra
Fonte: Rochester Instituto de Tecnologia Publicador: Rochester Instituto de Tecnologia
Tipo: Tese de Doutorado
EN_US
Relevância na Pesquisa
46.22%
With all the new technology in today's world, we are hard pressed to find a "sense of wonder and awe" unless it is plugged into a wall. As Jonathan Chapman describes in his book, Emotionally Durable Design; "Modern products seriously lack ... character and allure; they are too smart and precise, removing all possible surprise, mystery and, perhaps above all, charm from the process of engaging with them" (p. 49). Children spend as much, if not more time at school than at home. The classroom plays a critical role in a child's emotional development, yet the objects in the classroom and how they impact learning has not been widely researched. Teachers use many of the same objects originally designed in the 1800's while trying to make changes by using new classroom techniques, which is like using your iPad while driving your horse and buggy. This thesis explores how design can uncover and inspire a balance between the demand for control and need for nature in the classroom to allow freedom in learning, growth and change; termed "Classroom Habitat." It challenges and argues that schools need to stop trying to adapt new pedagogical approaches to traditional classroom design and look beyond the possible into the unknown to find new solutions. It investigates solutions to providing the "feeling of nature" in the classroom environment. "When students are in harmony with nature...

Classroom emotional support as a protective factor for adaptive social behavior

Grossman, Stacy
Fonte: University of Delaware Publicador: University of Delaware
Tipo: Tese de Doutorado
Relevância na Pesquisa
46.14%
Izard, Carroll; Preschoolers with social behavior difficulties are at an elevated risk for a multitude of negative outcomes and psychopathology. Identifying risk factors for and protective factors against social behavior problem development is crucial for creating preventive interventions. We assessed the risk for social behavior problems related to the emotion dysfunction of each the child, parent, and home environment, as well as the protective nature of classroom emotional support, by evaluating adaptive and maladaptive social behavior in 194 Head Start preschoolers. Results showed that emotion dysfunction of the child, parent, and home predicted lower levels of prosocial behavior. Moreover, emotional support facilitated the development of prosocial behavior for children whose parents exhibited emotion dysfunction. Based on these findings, we discuss potential interventions that focus on fostering emotionally supportive classrooms.; University of Delaware, Department of Psychology; M.A.