Página 1 dos resultados de 1651 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Giambattista Vico: sua proposta sobre o começo das civilizações e os comentários rabínicos sobre o dilúvio universal; Giambattista Vico: its proposal of the civilization beginning and the rabbinical arguments about the Universal Flood

Esposito, Maria Angela Marini
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/03/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.05%
Esta pesquisa visa evidenciar as semelhanças existentes entre a proposta de Giambattista Vico sobre o começo das civilizações gentílicas e as argumentações rabínicas relativas ao episódio do Dilúvio Universal, narrado em Gênesis 6 e considerado um documento conservado pelas tradições orais e verbais judaicas. Buscamos os fundamentos da literatura grego-romana e judaica que levaram Vico a intuir um método para a verificação das ciências humanas. Tal método difere do método dedutivo, aclamado pelos intelectuais de sua época, pois o filósofo italiano acredita que a religião está presente na base do processo civilizatório e coloca a linguagem como o fenômeno que organiza o mundo. Levantamos - nos postulados viquianos e nas argumentações rabínicas relativas aos primeiros capítulos de Gênesis - as observações que apresentam as características intrínsecas que condicionam os homens a instituir os três princípios eternos (religião, casamentos e sepulturas), identificáveis na formação de todos os povos; situamos as três fases viquianas (divina, heróica e humana) nos textos judaicos e evidenciamos, na visão rabínica de mundo, os fundamentos usados como base para a formação do conceito viquiano sobre a graça; tal conceito é responsável pela divisão da humanidade entre hebreus e gentios e dá margem às conjecturas relativas à existência de gigantes no tempo do dilúvio; This research aims to evidence the existing similarities between the proposal of Giambattista Vico about the beginning of the heathen civilization and rabbinic arguments about the episode of the Flood...

De além do princípio de prazer ao além do princípio de desempenho: ressonâncias da teoria das pulsões no pensamento de Herbert Marcuse; From beyond the pleasure principle to beyond the performance principle: echoes of the drive theory in Herbert Marcuses thinking

Muniz, Polyana Stocco
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/11/2010 PT
Relevância na Pesquisa
27.15%
O presente trabalho tem por objetivo problematizar a inserção da teoria das pulsões no pensamento de Herbert Marcuse, mais especificamente em sua obra publicada em 1955 sob o título Eros e civilização: uma interpretação filosófica do pensamento de Freud. Aproximadamente três décadas antes a essa publicação de Marcuse, Freud publicou a obra que rearticulou como um todo o seu pensamento: o ensaio sobre a hipótese da Pulsão de Morte. Tal foi a sua repercussão, tanto clínica como cultural, que fez com que a psicanálise avançasse em temas como o masoquismo, a compulsão à repetição, a psicologia de massas e a destrutividade, chegando mesmo a problematizar o desenvolvimento cultural humano em sua possibilidade de garantir a vida comunal diante de uma pulsão para além do princípio de prazer. Não obstante, a recepção dessa conceituação provocou diversas revisões da psicanálise. Dentre as que aqui interessam, destacaram-se aquelas que foram atravessadas pelas questões relativas ao socialismo, já que questionaram a condição de imutabilidade da Pulsão de Morte. Contudo, as propostas desse Revisionismo Neofreudiano, que tentava articular marxismo e psicanálise, culminaram na extirpação da teoria das pulsões...

Espada de Damasco: um produto da civilização islâmica.; Damascus sword: a product of the islamic civilization.

Slaughter, Christian
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/04/2014 PT
Relevância na Pesquisa
27.15%
A Espada de Damasco era uma arma utilizada pelos exércitos muçulmanos medievais. Está de tal forma associada à civilização islâmica que se tornou um de seus símbolos. Esta espada se caracterizava tanto por suas ótimas propriedades mecânicas como por seus belos desenhos ondulados. Estes atributos, somados à sua mística, a fizeram objeto de imitação e cobiça no Ocidente. Entre os séc. VIII e XIII d.C. o mundo muçulmano viveu seu apogeu como civilização, compilando, traduzindo, analisando e desenvolvendo um enorme corpo de conhecimento, em diversas áreas, trazido das grandes civilizações com as quais interagiu. No campo militar, as invasões dos povos nômades da Ásia Central trouxeram inovações, sendo claramente responsáveis pela introdução do sabre. O Império muçulmano medieval reuniu, assim, as condições necessárias para o advento da Espada de Damasco, principalmente por ter absorvido de outros povos, tanto a oeste, como a leste, uma série de elementos e influências fundamentais para a concepção desta arma: seu formato, o sabre, foi trazido pelos povos turcomanos nômades, e a tecnologia do aço de cadinho, sua matéria prima principal, era proveniente do Oriente; da Índia e da Ásia Central. Este trabalho se propõe a discutir de que forma a lendária Espada de Damasco pode ser entendida como um produto único da civilização islâmica medieval. Para alcançar este propósito...

Eros em propagação : a proposta marcuseana de uma civilização não-repressiva e a questão da tecnica e da ciencia

Tomas Gustavo Pedro
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/06/2005 PT
Relevância na Pesquisa
27.05%
A presente dissertação de mestrado vem propor o estudo de uma hipótese, elaborada por Herbert Marcuse, de implementação de uma civilização não-repressiva, tendo em vista a importante problemática do progresso técnico científico como elemento que simultaneamente viabiliza e refreia a efetivação desta civilização. Marcuse partiu da asserção de Freud de que não pode haver civilização sem repressão, usando as próprias categorias (retomou a substância histórica destas) psicanalíticas do autor, para refutar tal sentença. Com o crescente desenvolvimento da tecnologia e da automação, Marcuse vê uma progressiva redução do tempo de trabalho humano necessário para a produção, o que torna a "mais-repressão" e o "princípio de desempenho" cada vez mais obsoletos. Eliminando-se a mais-repressão na sociedade industrial afluente, e por conseqüência, o trabalho alienado, os interesses de dominação não teriam mais espaço, o que, segundo Marcuse, abre o caminho para uma nova ordem não repressiva, organizada para a satisfação das necessidades de todos os indivíduos, no sentido de uma reconciliação entre o princípio de prazer e o princípio de realidade. O grande problema, entretanto, é que a própria automação da produção parece agir contra o espectro da libertação; The current dissertation proposes working on a hypothesis elaborated by Herbert Marcuse...

La posibilidad de des-civilización

Haro, Fernando Ampudia de
Fonte: Mundos Sociais Publicador: Mundos Sociais
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2010 SPA
Relevância na Pesquisa
27.05%
Oobjectivo deste artigo é propor uma aproximação geral ao conceito de descivilização. Aanálise é feita com base na teoria do proceso de civilização definida por Norbert Elias. De acordo com o autor, os procesos de civilização desenvolvem-se num balanço de tensão entre forças centífugas e forças centrípetas que conduzem a maiores ou menores níveis de integração social. Contudo, têm sido levantadas algumas dúvidas sobre a interpretação adequada do conceito e, desta forma, este tem sido interpretado como retrogressão, regressão ou inversão do proceso de civilização. Não obstante, persistem algumas dificuldades no que respeita ao quadro teórico desta discussão: a consideração temporária de descivilização; a possibilidade de procesos descivilizantes a longo prazo; e a compreensão de descivilização associada ao conceito de mudança social trabalhado por Norbert Elias com base na lógica das consequências não intencionais da acção intencional.; The aim of this paper is to propose a general approach to the concept of decivilization. This analysis is carried out in the framework of civilization process theory defined by Norbert Elias. According to the author, processes of civilization develop within a tension balance of centripetal-centrifugal forces that drive to major or minor levels of social integration. However...

Infection, Disease, and Biosocial Processes at the End of the Indus Civilization

Robbins Schug, Gwen; Blevins, K. Elaine; Cox, Brett; Gray, Kelsey; Mushrif-Tripathy, V.
Fonte: Public Library of Science Publicador: Public Library of Science
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em 17/12/2013 EN
Relevância na Pesquisa
27.05%
In the third millennium B.C., the Indus Civilization flourished in northwest India and Pakistan. The late mature phase (2200-1900 B.C.) was characterized by long-distance exchange networks, planned urban settlements, sanitation facilities, standardized weights and measures, and a sphere of influence over 1,000,000 square kilometers of territory. Recent paleoclimate reconstructions from the Beas River Valley demonstrate hydro-climatic stress due to a weakened monsoon system may have impacted urban centers like Harappa by the end of the third millennium B.C. the impact of environmental change was compounded by concurrent disruptions to the regional interaction sphere. Climate, economic, and social changes contributed to the disintegration of this civilization after 1900 B.C. We assess evidence for paleopathology to infer the biological consequences of climate change and socio-economic disruption in the post-urban period at Harappa, one of the largest urban centers in the Indus Civilization. Bioarchaeological evidence demonstrates the prevalence of infection and infectious disease increased through time. Furthermore, the risk for infection and disease was uneven among burial communities. Corresponding mortuary differences suggest that socially and economically marginalized communities were most vulnerable in the context of climate uncertainty at Harappa. Combined with prior evidence for increasing levels of interpersonal violence...

Reshaping civilization: liberalism between assimilation and cultural genocide

van Krieken, Robert
Fonte: Universidade Nacional da Austrália Publicador: Universidade Nacional da Austrália
Tipo: Working/Technical Paper Formato: 212197 bytes; 353 bytes; application/pdf; application/octet-stream
EN_AU
Relevância na Pesquisa
27.15%
The 20th century has not been one for Occidentals to be proud of, when you think of the aspirations of Western liberals at its outset, the efforts directed at all manner of progress and improvement, and how much so many millions of people have ended up suffering, and continue to suffer, at each other=s hands. The management of violence in all its diverse forms is arguably a problem of similar significance in the year 2001 as it was in 1901 - or 1801, 1501. It could be said that it has simply become more complex and differentiated. In addition, since 10 November 1989, roughly, there has been a striking shift in the way Western nations, states and peoples reflect back on the normative dimensions of their past history. Concepts like >reparation=, >restitution= and >reconciliation= have taken on new resonances, and observers like Elazar Barkan (2000) remark on a new and growing collective desire, largely but not only among Occidentals, to rethink history in ways which redress a range of past injustices. The idea of >restorative justice= (Strang & Braithwaite 2001), then, is one which applies not only to contemporary problems such as the relationship between perpetrators and victims of crime, it also gets stretched across time to encompass historical injustices (Gordon 1996) which have come to be seen as such because their cognitive frames have shifted. This normative rethinking of the past is...

Gospel power for civilization: the CMS missionary perspective on Maori Culture 1830-1860.

Dingle, Sarah
Fonte: Universidade de Adelaide Publicador: Universidade de Adelaide
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2009
Relevância na Pesquisa
37.15%
This thesis is an historical analysis of nineteenth century Protestant Christian mission in New Zealand, with a particular focus on religion and theology, and their role in shaping the perceptions of Church Missionary Society missionaries as they observed and related to Maori people and their culture between 1830 and 1860. It showcases theology as the primary paradigm in which missionaries understood and commented upon Maori, as opposed to other culturally received frameworks. It argues that historians have given too little attention to this theological paradigm and have therefore failed to grasp its significance for accurately portraying the missionary perspective on Maori culture. The significance of religious worldview is highlighted by an examination of the meaning and role of the Christianity-Civilization nexus in missionary thinking. The following pages explore the relationship between the two terms: why and how they were linked, both in general, and in a New Zealand-specific context. The arguments of this thesis are put forward through a close examination of CMS missionary documents, particularly letters and journals, as well as published source materials. This study highlights the moral and religious basis of CMS missionary notions of civilization...

Curating the conditions for a thrivable planet: systemic leverage points for emerging a global eco-civilization

Laszlo, A.; Blachfellner, S.; Bosch, O.; Nguyen, N.; Bulc, V.; Edson, M.; Wilby, J.; Por, G.
Fonte: SEA-Publications Publicador: SEA-Publications
Tipo: Conference paper
Publicado em //2012 EN
Relevância na Pesquisa
36.9%
Our team worked on the practical design challenge of creating a series of related international events that address issues of livability and thrivability in terms of systemic socioecological innovation. To do this, we focused at two systemic levels of intervention: at one level (which became the meta-level), we focused on curating the conditions for a thrivable planet. This was the larger vision – the idealized design objective that allowed us to contemplate a variety of pathways to address this objective. In this sense, it served as a design attractor for our work. We then chose to focus upon one feasible and realizable pathway that could serve as a functional prototype for addressing the meta-level objective. The 57th Meeting and Conference of the ISSS, set for Viet Nam in July of 2013, was selected to serve as the systemic case for our specific contextual design initiative. This became our system in focus, and our design efforts were then concentrated on setting an actionable agenda for the realization of this event. Given that there are numerous pathways to address the metalevel design objective, we set the system level objective for the ISSS Conference based on the theme of Systemic Leverage Points for Emerging a Global Eco-Civilization. By setting this focus we intended for ISSS 2013 to provide both a platform for other contextual designs framed within the meta-level objective of curating the conditions for a thrivable planet...

Civilization, culture, and race in John Crawfurd's discourses on Southeast Asia : continuities and changes, c.1814-1868

MÜLLER, Martin
Fonte: Instituto Universitário Europeu Publicador: Instituto Universitário Europeu
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
EN
Relevância na Pesquisa
27.15%
Defence date: 7 June 2013; Examining Board: Professor Sebastian Conrad, Freie Universität (Supervisor) Professor Jorge Flores, EUI Professor Michael Harbsmeier, Roskilde Universitet Dr. Christina Skott, University of Cambridge.; First made available online on 26 February 2015.; In this dissertation I examine the uses of the notions of civilization, race, and culture within a set of British 19th century discourses on especially Southeast Asian societies, their present state and history. Taking the point of departure in John Crawfurd's (1783-1868) publications, it contains a study of the many debates on economic, ethnological, historical, and linguistic issues in which he participated throughout six decades and to which he contributed significantly. Through this approach I aim at providing a densely contextualized analysis of the colonial, intellectual, political, and socio-cultural aspects of Crawfurd et al's knowledge production, its routes of transmission, receptions, and appropriations. The analytic focus is directed at the evaluative-descriptive qualities attributed to the terms civilization, race, and culture, and immanent in the concepts they refer to; on the surface claiming to be primarily descriptive, they nonetheless were normatively cogent in their inherent hierarchal and classificatory structures...

A "marcha para o oeste" no Brasil : entre a civilização e o sertão; The "march of progress" in Brazil : between the civilization and hinterland

Rosimar Regina Rodrigues de Oliveira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/07/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.9%
Neste trabalho objetivamos compreender o funcionamento semântico-enunciativo e a argumentação constituída em torno da expressão marcha para Oeste na relação com as palavras progresso, moderno e seus derivados, em um momento específico da sociedade brasileira. Momento este em que o projeto da marcha para Oeste foi proposto, pelo então Presidente do Brasil, Getúlio Vargas, enquanto movimento de "colonização" do Estado de Mato Grosso. Desse modo, analisamos dois tipos específicos de textos: os do jornal O Estado de Mato Grosso; e um relatório do Conselho Nacional de Proteção aos Índios, do Ministério da Agricultura, destinado à conclusão da Carta de Mato Grosso, portanto, um documento oficial do Estado. Para o desenvolvimento das análises desses textos lançamos mão do aparato teórico da Semântica da Enunciação ou Semântica do Acontecimento. Assim, tomamos os textos como acontecimentos de linguagem, ou seja, lugares de produção de sentido que, neste caso, apresentou como temporalidade o memorável da condição do Brasil enquanto país colonizado a partir do litoral, Leste; instalando como presente de enunciação o lugar da divisão social, econômica e geográfica/regional do país, que opõem o Leste ao Oeste; e apresentando como futuro de significação o rompimento dessas fronteiras sociais...

Do capitalismo monopolista ao processo civilizatório: a crítica da dominação nos debates no Instituto de Pesquisa Social no início da década de 40 e na elaboração da Dialética do esclarecimento; From monopoly capitalism to the process of civilization: the critique of domination in the debates at the Institute of Social Research in the beginning of the 1940s and in the elaboration of the Dialectic of Enlightenment

Regatieri, Ricardo Pagliuso
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/08/2015 PT
Relevância na Pesquisa
37.05%
A presente tese trata de discussões que ocorreram no âmbito do Instituto de Pesquisa Social em seu exílio nos Estados Unidos na primeira metade da década de 1940. O trabalho segue a constituição da crítica do capitalismo monopolista de Horkheimer e Adorno a partir de um debate sobre o nacional-socialismo organizado pelo Instituto na Universidade de Columbia em 1941, do qual tomaram parte Friedrich Pollock, Franz Neumann, Otto Kirchheimer, Arcadius R. L. Gurland e Herbert Marcuse. Nesse percurso, a abordagem da sociedade monopolista do capitalismo tardio por Horkheimer e Adorno se alia a uma crítica do processo civilizatório. A confluência da crítica do presente histórico com a crítica da civilização vai encontrar seu ápice na Dialética do Esclarecimento, livro em coautoria concluído em 1944. Encarando o livro como uma resposta ao debate de Columbia, a tese reconstrói este último e, na sequência, procura estabelecer mediações entre ele e a produção de Horkheimer e Adorno até a Dialética do Esclarecimento, analisando as transformações que se operaram e as novas determinações que ganharam lugar na trajetória intelectual dos dois autores nesse período.; This dissertation deals with discussions that took place at the Institute of Social Research during its exile in the United States in the first half of the 1940\'s. By approaching a debate on National Socialism organized by the Institute at Columbia University in 1941 attended by Friedrich Pollock...

Gás natural: a construção de uma nova civilização; Natural gas: the construction of a new civilization

Santos, Edmilson Moutinho dos; Fagá, Murilo Tadeu Werneck; Barufi, Clara Bonomi; Poulallion, Paul Louis
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Avançados Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Avançados
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/04/2007 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
37.05%
Este trabalho discute o papel do gás natural no Brasil e no mundo, sugerindo que a humanidade está no caminho de construir o que se pode chamar de "Civilização do gás". Parte-se de um breve panorama da realidade energética internacional, comparando-se vários cenários, de instituições de reconhecida competência, que procuram descrever possibilidades para o futuro energético do planeta. Uma análise comparada desses cenários permite identificar o consumo crescente do gás natural como uma das tendências fortes para os próximos vinte a cinqüenta anos. Em seguida, introduz-se o conceito de "Civilização do gás", apresentando alguns elementos que o justificam. Oferece-se, então, uma perspectiva brasileira do problema. A partir de antecedentes históricos da indústria do gás no Brasil, apresenta-se uma visão crítica sobre o futuro dos gases combustíveis na matriz energética nacional.; This work discusses the role of natural gas in Brazil and in the world, suggesting that the humanity is building up a kind of Gas Civilization. The text starts with a brief panorama of the international energy reality comparing several scenarios proposed by recognized institutions, and which try to describe possibilities for the future of energy in the planet. Such comparative analysis allows identifying the growing consumption of natural gas as a strong energy trend for the next 20 to 50 years. Then...

F. Braudel: tempo histórico e civilização material. um ensaio bibliográfico; F. Braudel: historical time and material civilization. a bibliographical essay

Rocha, Antonio Penalves
Fonte: Universidade de São Paulo. Museu Paulista Publicador: Universidade de São Paulo. Museu Paulista
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/1995 POR
Relevância na Pesquisa
36.9%
A publicação recente da tradução brasileira da obra de Fernand Braudel, Civi/isation matérielle et capita/isme, oferece uma boa oportunidade para o reexame de alguns aspectos deste livro. O presente ensaio pretende destacar a importãncia dada por Braudel às questões teóricas - principalmente sua concepção de tempo histórico e seu esforço para criar a unidade das ciências do homem - e o papel que desempenham na delimitação do objeto do livro.; The recent appearance of a Brasilian translation of Fernand Braudel's Civi/isation matérielle et capita/isme is a good opportunity to reexamine some aspects of this seminal book and to seek to bound its central object. Special attention is called to the importance assigned by Braudel to some theoretical issues, under the aegis of "material civilization", mainly his concept of historical time and his effort to unify the social sciences.

The “civilization of the Indians” in Brazil in the 18th century: from the pombaline legislation to Domingos Barreto’s plan; A “civilização dos índios” no século XVIII: da legislação pombalina ao “Plano” de Domingos Barreto

Santos, Fabricio Lyrio
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, D. História Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, D. História
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ;
Publicado em 30/06/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.05%
This paper examines the origin of the term “civilization” as well as their appropriation by the Portuguese in their colonial policy for indigenous people of Brazil in the second half of the 18th century. The analysis shows that the model of “civilization” applied to the Indians was opposed to the system of catechesis carried out by the Jesuits and other religious orders in Brazil since the sixteenth century.; Este artigo analisa o surgimento da ideia de “civilização dos índios” no contexto da política colonial lusitana para os povos indígenas do Brasil, na segunda metade do século XVIII, com ênfase na legislação pombalina, e o “Plano sobre a civilização dos índios do Brasil”, de Domingos Barreto. A documentação analisada sugere que o ideal de “civilização dos índios” difundido a partir da década de 1750 contrapunha-se ao sistema de catequese seguido pelos jesuítas e outros religiosos desde o século XVI, visando diminuir o papel da Igreja e das ordens religiosas na sociedade colonial e promover a equiparação dos índios aos demais vassalos do reino.

Between refinement and civilization; Entre Refinamento e Civilização

G Pimenta, Pedro Paulo; Universidade de São Paulo, São Paulo
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 17/07/2012 POR
Relevância na Pesquisa
37.05%
Trata-se de examinar, a propósito da crítica de Hume ao Ensaio de Ferguson sobre a história da sociedade civil, o alcance e os limites da noção de civilização, tão importante para o pensamento das Luzes que a própria palavra foi forjada, pela primeira vez, nessa época. The aim of the article is to study the scope of the notion of civilization as it occurs in Hume's reading of Ferguson's Essay on history of civil society. The importance of the topic in the philosophy of the Enlightenment is such that the very word was coined in the 18th Century.; The aim of the article is to study the scope of the notion of civilization as it occurs in Hume's reading of Ferguson's Essay on history of civil society. The importance of the topic in the philosophy of the Enlightenment is such that the very word was coined in the 18th Century.

Complex education for a new policy of civilization; Educação complexa para uma nova política de civilização

Petraglia, Izabel; Núcleo Interinstitucional de Investigação da Complexidade
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 13/04/2009 POR
Relevância na Pesquisa
36.9%
This article presents reflections based upon three interdependent andcomplementary axes which have directed our educational actions. Atfirst we try to get to know the subject of the educational process, taking into account the influences he received from modernity and its effects inthe present time. With regard to this subject, who is first of all a complexbeing, immersed in the cultural hotbed of its time and space, we bet on acomplex education, able to promote ethico-political questioning that caninfluence its self-organizing process. A complex education can also fosterthe emergence of the awareness of our planetary citizenship and it canhave a positive impact upon the transformation of the planet. In order toachieve this, it is fundamental to establish a new civilization policy whichvalues the subject’s healthy and loving conviviality with himself, with theothers, with the diversities and at last with the environment.; Este artigo apresenta reflexões a partir de três eixos interdependentes e complementares,que têm norteado nossas ações educacionais. Inicialmente,procuramos conhecer o sujeito do processo educacional, considerando asinfluências recebidas da Modernidade e seus reflexos no presente. Para essesujeito...

Considerations on western civilization: Freud and Nietzsche as a benchmark; Considerações sobre a civilização ocidental contemporânea a partir das perspectivas de Nietzsche e Freud

Sampaio, Wilson Maranhão; Universidade Salvador - UNIFACS; Carvalho, Leonardo; Universidade Salvador - UNIFACS
Fonte: Eduff Publicador: Eduff
Tipo: ; ; ; Avaliado por pares; Revisão de Literatura Formato: application/pdf
Publicado em 30/04/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.15%
This work is a presentation of the perspectives of Nietzsche and Freud on contemporary Western civilization from the writings Genealogy of Morals, the first, The Future of an Illusion and The Malaise Civilization in the second. Is discussed aspects related to life in civilization, the mechanisms to deal with the unpleasantness of life in society and conflicts between instinct [Trieb] and culture. We present the perspectives of two authors to reveal the similar elements, different and complementary. Finally, we discuss the importance of these two authors for an analysis of the psychological condition of human science.; Este trabalho faz uma exposição das perspectivas de Friedrich Nietzsche e Sigmund Freud acerca da civilização ocidental contemporânea a partir dos escritos Genealogia da Moral, do primeiro, O Futuro de uma Ilusão e O Mal-estar na Civilização do segundo. São discutidos aspectos referentes à vida na civilização como a formação da consciência no ser humano, o sentimento de culpa presente nos indivíduos, os mecanismos para lidar com o desprazer da vida em sociedade, os conflitos entre instintos [trieb] e cultura, e o ideal ascético que a sustenta. Primeiramente são apresentadas as perspectivas dos dois autores e...

O deslocamento do “Terceiro”: ascensão e declínio da civilização; The displacement of the “Third-party”: the rise and decline of civilization

Colloda Zamboni, Luana; Passuelo Gazzola, Fernanda
Fonte: Eduff Publicador: Eduff
Tipo: ; ; ; Avaliado por pares; Revisão de Literatura. Formato: application/pdf
Publicado em 21/06/2015 PT
Relevância na Pesquisa
36.9%
Este artigo tem a intenção de analisar a relação entre o processo de civilização e a existência de um representante de autoridade, que sob o ponto de vista psicanalítico é qualificado pelo constructo “Terceiro”, tendo em vista a necessidade de constrição de aspectos da conduta humana para uma vida em sociedade. Assim, desenvolve-se a hipótese de um possível deslocamento desse “Terceiro”, ou seja, aquele que introduz o simbólico e representa a Lei, ao longo dos séculos. Para tal entendimento serão explanadas algumas ideias em torno da temática durante o percurso da humanidade, considerando conceitos antropológicos, sociológicos e psicanalíticos.; This article intends to analyze the relation between the process of civilization and the existence of an authority representative, who under the psychoanalytic point of view is qualified by the construct "third party", in view of the need for constricting aspects of human conduct for a social life. Thus develops the hypothesis of a possible displacement of this "third party", the one that introduces the symbolic and represents the Law, over the centuries. For such an understanding will be explained some ideas about the matter during the course of humanity, considering concepts anthropological...

Between grassland and the sea: questions of civilization and barbarity; Entre o Pampa e o Mar: questões de civilização e barbárie

Petry Jahn, Lívia Petry; Universidade Federal do Rio Grande do Sul / Universidade Estadual do Centro-Oeste
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 07/10/2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.9%
This paper aims to clarify issues about the contemporary historic novel as the notion of problematic hero, the review of ideologies and miths, the problematization of History in ficcion and above of all the issue that guides this essay: the notion of civilization and barbarity wich is inside the construction of Western identity. To do so, were used the theoric approaches of Bakhtin (1990), Benjamin (1985), Wolff apud Novaes (2004) and Rodrigues (2000). In this sense, the author searched to show the aspects written above in the following novels: “The Portrait´s Paintor” by  Assis Brasil (2001), and “The Ships” by Lobo Antunes (2011).; http://dx.doi.org/10.5007/2175-7917.2013v18n2p98Este ensaio tem por objetivo discutir questões abordadas na metaficção historiográfica contemporânea como a noção de herói problemático, a revisão das ideologias e dos mitos, a problematização da história na ficção, e, principalmente a questão de fundo e que guia este trabalho: a noção de civilização e barbárie que perpassa a construção da identidade Ocidental. Para tanto, usamos a abordagem teórica de Bakhtin (1990), Benjamin (1985), Wolff apud Novaes (2004) e Rodrigues (2000). Assim, buscamos abordar tanto no romance “O Pintor de Retratos” de Assis Brasil (2001)...