Página 1 dos resultados de 19875 itens digitais encontrados em 0.018 segundos

Produção científica dos docentes da Universidade Federal da Bahia da área de Filosofia e Ciências Humanas no período de 1995-1999

Machado,Raymundo das Neves; Meirelles,Rodrigo França
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2005 PT
Relevância na Pesquisa
66.03%
Estudo realizado na Universidade Federal da Bahia, com o objetivo de conhecer e identificar os principaís produtores de conhecimentos na área de Filosofia e Ciências Humanas daquela entidade, bem como os veículos utilizados para a transferência do conhecimento gerado. Para a coleta dos dados foi utilizado o Catálogo de Produção Científica, Literária e Artística, 1994-1996, complementado pelo Sistema Produção Docente. O período estudado foi de cinco anos (1995-1999). Os resultados apontam que, do universo de 372 docentes, 63,17% foram responsáveis por um total de 2083 publicações, entre livros, capítulos de livros, artigos de periódicos, comunicações em eventos e outros. O meio de maior divulgação da produção científica foi o artigo de periódico com 33,41%; seguido das comunicações em eventos, com 18,24%; livros, 4,85%; e capítulos de livro, com 13,59%. O português foi o idioma de maior incidência com 96,54% da produção científica.

A psicanálise freudiana e a dualidade entre ciências naturais e ciências humanas

Simanke,Richard Theisen
Fonte: Universidade de São Paulo, Departamento de Filosofia Publicador: Universidade de São Paulo, Departamento de Filosofia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
75.93%
Este artigo discute a tomada de posição freudiana em favor de uma epistemologia naturalista. Ele procura circunscrever a especificidade do naturalismo psicológico que Freud reivindica e, a seguir, avaliar em que medida a epistemologia freudiana pode fornecer um modelo para o questionamento da dualidade que opõe as ciências naturais às ciências humanas.

O Realismo modal de David Lewis: uma opção pragmática; David Lewis modal realism: pragmatic option

ROCHA, Renato Mendes
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Filosofia; Ciências Humanas Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Filosofia; Ciências Humanas
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.03%
In this dissertation we will defend Lewis Modal Realism (LMR), i.e., the metaphysical hypothesis about the real existence of a plurality of worlds. We will try to show the pragmatic character of Lewis arguments in support of this metaphysics of possible worlds. In this sense, we approximate Lewis (1986) and Quine (1960) and we aim to show that Lewis uses criteria for taking ontological decisions similar to those defended by Quine. These criteria are: simplicity of formulation, theoretical economy and distrust in purely intuitive criteria as only guide for Philosophy. To accomplish our intention, we divided the text in three chapters. In the first we present the philosophical benefits of LMR that demonstrate the theoretical utility of possible-worlds talk. These benefits are related to important concepts in Philosophy of Language and Epistemology, such as, Modality, Counterfactuals and a uniform treatment to Properties and Propositions. The second chapter is divided into two parts. At first we present the philosophical background we believe is related to Lewis philosophy. A neo-humean scenario and the resumption of metaphysics discussion in contemporary analytic philosophy compose this background. In the second part we present three fundamental thesis formulate by Lewis the consistence of his Modal Realism: concreteness...

O homem depravado e a possibilidade do bem na filosofia política de Jean-Jacques Rousseau; The depraved man and the good´s possibility in Jean-Jacques Rousseau´s politic philosophy

SOUZA, Júnio Cézar da Rocha
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Filosofia; Ciências Humanas Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Filosofia; Ciências Humanas
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
75.97%
This work has a purpose to discuss about Rousseau´s thoughts about the possibility of doing the right thing in the society. The philosopher from Geneva, to work on this possibility, plead mainly about the people´s primitive condition and his degeneration with the society´s advent. We will study some Jean-Jacques Rousseau´s works to discuss the way from the wild man, passing through his corruption until a political redemption proposal by the establishment of the Republic. The Discourse on the Origin and Basis of Inequality Among Men describes the first characteristics of this primitive man and of the pacific and harmonious way of living together; then, it discusses the emergence of the property, the main cause of the inequality and clear manifestation of the bad repercussions on the society´s establishment. We will discuss this misrepresentation grown of society, but he possible recovery of the man from this moment of corruption celebration, to a civil estate ordained by laws and by the terms of a convention that claims for the common good of every citizen. The man, wild at first, passes to his civil condition, and Rousseau proposes the transformation of this man into a citizen, inside the Republic order. In the Republic, the citizen will have conditions to have a good behave in their pair; he will obey the laws...

Filosofia, democracia e autonomia: o pensamento de Cornelius Castoriadis e a formação humana; Philosophy, Democracy and Autonomy: Cornelius Castoriadis theory and the human formation

FERREIRA, Evandson Paiva
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em Educação; Ciências Humanas Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em Educação; Ciências Humanas
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.01%
In this thesis, Line Research Foundation of Educational Processes, philosophy and education field studies investigate the work of Cornelius Castoriadis and his concept of autonomy. The possible implications for the meaning of human formation and the boundaries set by the formation of reflective and deliberative subjectivities are a main theme. Divided into four chapters, the paper discusses the institution of society and the concept of radical imaginary; Castoriadis creates a fundamental distinction between autonomy and heteronomy then explains the development process of the individual by society. The next chapter investigates how Castoriadis interprets the experience of Greek thought, particularly the creation of philosophy and democracy, basic individual design and collective autonomy. In the third chapter, a resurgence in Modernity is studied. These implications as well as affects from the distant past can be seen in politics and education here. What is at issue in ancient Greece and modern Europe is a collective project of autonomy inseparable from the way sociological ideals and education. The significations of that historical period, especially these key concepts present in this discipline, are emancipatory in its normative dimensions. The final section of this thesis discusses the latest phase of Modernity. Castoriadis considers this a period of obscure autonomy...

Foucault, o corpo e a filosofia; Foucaut, the body the philosophy

BRITO, Vinícius Vieira
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em História; Ciências Humanas Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em História; Ciências Humanas
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.04%
Dada a importância atual de se tomar o corpo como objeto de reflexão, analisaremos, nesta dissertação, o surgimento do conceito de corpo na obra do filósofo francês Michel Foucault. Mas ao contrário dos estudos sobre ele, que discutem o corpo sobretudo em Vigiar e Punir e na História da Sexualidade, delimitaremos como objeto o corpo na obra O Nascimento da Clínica, livro que faz uma história do surgimento do corpo-organismo com a emergência da medicina moderna, mais precisamente com a anatomia e fisiologia de Bichat. As dissecações feitas por este médico, no final do século XVIII, possibilitaram às ciências da vida o afastamento do legado de Descartes, que concebe o corpo como uma máquina. Ao traçar esta descontinuidade que culminou com o advento do corpo com órgãos, Foucault provoca uma cisão na história da relação da filosofia com o corpo, que era sempre pensado em referência ao corpo-alma de filosofia cartesiana.

Filosofia da linguagem filosofia da História: origem do conceito de História de Walter Benjamin; Philosophy of Language - Philosophy of History: Origins of the concept of History Walter Benjamin

FREIRE JÚNIOR, Josias José
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em História; Ciências Humanas Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em História; Ciências Humanas
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.06%
This work, named "Philosophy of Language - Philosophy of History presents some ideas about the concept of history of the German philosopher Walter Benjamin (1892-1940). It aims to establish a dialogue between conceptual nuances of the philosophy of language, theory of experience, philosophy of artworks and epistemology of Walter Benjamin to present the structure and the deployment of its design, its concept of history from his philosophy language. Such intent may be submitted by the assertion that in the origin - a category of Benjamin‟s philosophy - the concept of history Walter Benjamin is established within his philosophy of language. Thus this work opens with a commentary and analysis of two remarkable writings of German philosopher, where it states his philosophy of language. The reflection proposed in this work also involves examining a series of tests that appears in the theory of experience and by reflection on the essays of Walter Benjamin where the relationship between his philosophy of language and philosophy of artworks that illuminates. Finally unfolds analysis and commentary of the text's fundamental theory of knowledge and the concept of history, where the connections - the structure and deployment of the philosopher's concept of history appear more clearly within and in his philosophy of language. Back to the writings of Walter Benjamin from the landscape theory of history must mean the effort by to update his philosophy...

Liberdade e Natureza : o problema da finitude e infinitude da vontade na Introdução da Filosofia do Direito de Hegel

RAMALHO, Julia Sebba
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Filosofia; Ciências Humanas Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Filosofia; Ciências Humanas
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
75.99%
This study is an analysis of the development of the concept of free will in the introduction of Hegel's Philosophy of Law. In this text, Hegel discusses the concept of will in three figures (Gestalt) or three levels (Stufen), which are the natural will, free will and free will in and of itself. The first two figures reveal finitely freedom, while the latter expresses it so infinite. Therefore, the analysis of the development of these levels will focus on the problem of finitude and infinitude of manifestation and realization of freedom in the objective world of the spirit. The problem of this theme, in fact, is that the will, as a moment (Moment) of self-determination of free spirit, by its nature has the presupposition and starting point. Thus, to investigate the issue of freedom of the will in their different ways of expression, is to investigate, first of all, the relationship between freedom and nature, or rather, is to investigate the relationship between self-determination of the will with its contents volitional natural such as desires and inclinations. Therefore, the analysis of this thesis uses the theming of Hegel made in the Philosophy of Subjective Spirit, where the philosopher addresses the relationship between speculative nature and free spirit. The interpretative hypothesis argues that this work is the assertion that the problem of the finitude of freedom does not respect the fact that the will to self-determine content for natural...

Facultad de Filosofía y Ciencias Humanas, activa en la Feria del Libro

Facultad de Filosofía y Ciencias Humanas
Fonte: Universidade La Sabana Publicador: Universidade La Sabana
Tipo: Imagem
ES
Relevância na Pesquisa
66.03%
Fotografía de los profesores de la Facultad de Filosofía y Ciencias Humanas en la Feria del Libro.

Docentes e investigadoras de la Facultad de Filosofía y Ciencias Humanas

Facultad de Filosofía y Ciencias Humanas
Fonte: Universidade La Sabana Publicador: Universidade La Sabana
Tipo: Imagem
Relevância na Pesquisa
66.06%
Claudia Patricia Carbonell Fernández y Amalia Quevedo, docentes e investigadoras de la Facultad de Filosofía y Ciencias Humanas de la Universidad de La Sabana, publicaron los capítulos: “El rendimiento cognoscitivo de la imaginación o el arte de conjeturar para hacer verdad” y “Los muertos. Ficción y realidad”, respectivamente, en el libro: Mundos de Papel. Las difusas fronteras entre ficción y filosofía.

Profesor Filosofía y Ciencias Humanas

Facultad de Filosofía y Ciencias Humanas
Fonte: Universidade La Sabana Publicador: Universidade La Sabana
Tipo: Imagem
ES
Relevância na Pesquisa
66.03%
El profesor Juan Carlos Vergara Silva, director de la Maestría en Lingüística Panhispánica de la Facultad de Filosofía y Ciencias Humanas de la Universidad de La Sabana, participó con la ponencia: La complejidad y el caos, fundamentos de una mirada de los estudios lingüísticos panhispánicos, en el XI Congreso de Lingüística General, organizado por la Universidad de Navarra (España).

Diferença, paradoxo e univocidade na filosofia de Deleuze

Rickli, Tiago
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: 105 f.; application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
66.01%
Orientador: Prof. Dr. Paulo Vieira Neto; Dissertaçao (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Filosofia. Defesa: Curitiba, 28/05/2015; Inclui referências (fls. 100-105); Área de concentração: Filosofia; Resumo: Nosso estudo tem por objeto a relação entre univocidade e diferença de intensidade na filosofia de Deleuze. Segundo o filósofo francês, é característico da diferença intensiva ser independente e irredutível à identidade do gênero. Deste modo, a repartição categorial segundo a qual os múltiplos sentidos do Ser são afirmados no sistema aristotélico consiste, diversamente para Deleuze, numa representação que, ao conferir um ser apenas àquilo que seria uma substância ou que admitiria ser relativo a ela, tem por efeito encobrir o sentido daquilo cuja natureza é desigual em si: ao postular o primado da identidade do gênero, a repartição categorial aristotélica consequentemente nega um ser à afirmação ou ao paradoxo na diferença de intensidade. Deste modo, a nossa investigação procura compreender, num primeiro momento, como a diferenciação uma vez subordinada ao primado da identidade no aristotelismo leva-nos a representar uma equivocidade do ser essencialmente regulada por uma relação de analogia para com uma categoria Primeira...

Um estudo acerca do estatuto do sentimento de respeito na filosofia prática kantiana

Tomczak, Larissa Cristiane
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: 120f.; application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
66.01%
Orientador: Prof. Dr. Pedro Costa Rego; Co-orientador: Prof. Dr. Marco Antonio Valentim; Dissertaçao (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Filosofia. Defesa: Curitiba, 16/12/2006; Inclui referências; Área de concentração: Filosofia; Resumo: Nessa dissertação, investigamos o desenvolvimento e a fundamentação daquilo que, em nossa compreensão, melhor caracteriza a forma como Kant compreende a moralidade, a saber, a incondicionalidade necessária do princípio moral, que precisa ser, por sua vez, fundada na possibilidade de liberdade transcendental. A questão que surge a partir desse percurso é relacionada à inclusão de um sentimento nessa concepção moral que se pretende independente da sensibilidade, não-patológica, e do estatuto que ele passa a ter. Realizamos então uma exposição acerca do modo como este sentimento específico, o respeito, é trabalhado por Kant em obras de sua filosofia prática, e como alguns comentadores compreendem seu papel. Finalmente, colocamos nosso posicionamento acerca dessa discussão, compreendendo o respeito como, primeiramente, não possuindo o papel de validar a moralidade, mas apenas o de motivo moral enquanto efeito necessário da lei na sensibilidade de seres finitamente racionais...

A descontinuidade do tempo na filosofia cartesiana

Blanchet, Louis de Freitas Richard
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: 79f.; application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
66.03%
Orientador: Prof. Dr. Marco Antonio Valentim; Dissertaçao (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Filosofia. Defesa: Curitiba, 28/01/2013; Inclui referências; Área de concentração: Filosofia; Resumo: O objetivo dessa dissertação é discutir a existência ou não de uma hipótese implícita sobre a descontinuidade do tempo na filosofia cartesiana. Como esse problema não se limita a interpretação de apenas um trecho e se distribui por toda a filosofia cartesiana, serão abordados três temas que oferecem a oportunidade de discutir esse problema: o cogito, a tese da criação contínua e a rejeição da velocidade na física. A hipótese dessa dissertação é que todas as dificuldades relativas à descontinuidade do tempo tem raiz na dificuldade de compreensão da reformulação da ontologia executada por Descartes. Os interlocutores contemporâneos a ele tinham a dificuldade de compreender como Descartes dava conta da mudança sem levar em consideração as formas substancias. Os seus críticos posteriores serão orientados principalmente pelas observações de Leibniz contra a física cartesiana, que se limitou à Estática. O problema do cogito, segundo os autores que defendem a descontinuidade do tempo...

O marxismo e a "fundamentação das ciências humanas"

Muñoz, Alberto Alonso
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 09/08/1993 POR
Relevância na Pesquisa
85.94%
Investigando o projeto merleau-pontiano de fundamentação das ciências humanas, notadamente a sociologia e a antropologia, este artigo procura compreender as críticas de Merleau-Ponty à ontologia marxista (de forma genérica) em Les Aventures de la Dialectique, ressaltando a impossibilidade de descrição, desse ponto de vista, das características ontológicas dos fenômenos históricos nos termos de uma totalização dialética da história.

Eurípedes Simões de Paula (1910-1977)

Theodoro, Janice
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, D. História Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, D. História
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 30/06/2009 POR
Relevância na Pesquisa
66.16%
O tema central do artigo é a atuação do professor Eurípedes Simões de Paula, estudada a partir dos seus textos e dos documentos arquivados no Centro de Documentação Histórica da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. O professor Eurípedes foi responsável pela implantação de um projeto de raiz humanista, que concebia a Universidade de São Paulo como núcleo formador do homem, agente responsável pela conformação e manutenção da crítica na vida político-social brasileira. O seu engajamento político, na esfera nacional e internacional, expressou-se por meio do exercício da sua profissão de professor e de pesquisador, publicando artigos, organizando associações e ensinando seus alunos a viver o conhecimento. O artigo, lastreado por uma série de citações retiradas dos escritos do professor Eurípedes, trata a memória como uma construção marcada pelo tempo, pelas lembranças e esquecimentos, processados tanto em âmbito individual como social.; The central theme of this article is the performance of Professor Eurípedes Simões de Paula seen through his texts and the documents archived at the Centro de Documentação Histórica da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas at the Universidade de São Paulo. Professor Eurípedes was responsible for setting up a humanist driven project which saw the Universidade de São Paulo as a centre engaged in building up people who would be responsible for the creation and management of critique regarding Brazilian socio-political life. Eurípedes' political commitment...

O prof. dr. Eurípedes Simões de Paula, o Centro de Apoio à Pesquisa em História - CAPH e a memória da FFCL-FFLCH/USP: trajetória e possibilidades

Mirra, Elisabeth Conceta
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, D. História Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, D. História
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 30/06/2009 POR
Relevância na Pesquisa
66.23%
Para homenagear o professor e doutor Eurípedes Simões de Paula, o Cento de Apoio à Pesquisa em História (CAPH), um de seus ideais concretizado, realizou uma sessão solene no dia 21 de novembro de 2007, recriou em suas dependências dois ambientes com objetos e documentos doados pela família do professor e apresentou o inventário de seu arquivo pessoal. Complementando esta homenagem, historiamos o CAPH dentro do contexto em que foi idealizado - guardião da "memória nacional" - até a atualidade, quando se transformou no guardião da "memória institucional" da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras (FFCL) e da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FLCH) da Universidade de São Paulo, ao custodiar sua produção científica (teses e monografias) e os arquivos pessoais de alguns dos docentes desta Instituição, como o arquivo do homenageado; The Centro de Apoio à Pesquisa em História (CAPH), brainchild of professor EurípedesSimões de Paula, made a special session on November 21st 2007 to honour its creator and recreated (inside its own building) two spaces with objects and documents donated by professor de Paula's family. The centre also displayed an inventory of his personal archive. With the intention to complement this honour...

Epidemiologia, Ciências Humanas e Sociais e a integração das ciências; Epidemiología, Ciencias Humanas y Sociales y la integración de las ciencias; Epidemiology, Social and Human Sciences and integration of sciences

Czeresnia, Dina
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/12/2008 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
66.13%
O objetivo do artigo foi abordar o problema da integração entre epidemiologia e ciências humanas e sociais no contexto da integração das ciências. A epidemiologia, anteriormente ao surgimento da medicina moderna, apresentava uma cosmovisão que concebia processos de saúde e doença integrados a aspectos geográficos, históricos, econômicos e sociais. A dissociação que marcou seu desenvolvimento posterior foi decorrente das concepções de corpo e doença construídas pelas ciências da vida e medicina moderna. Para pensar a integração entre ciências humanas e sociais e epidemiologia, na sua ligação com a biologia, é necessário interrogar a cisão entre natureza e cultura, inscrita no desenvolvimento das ciências. O conceito de normatividade vital, proposto por Canguilhem, e a discussão de Bohr sobre as relações entre física atômica, biologia e unidade do conhecimento são tratados com a perspectiva de refletir sobre desafios contemporâneos da integração entre as ciências.; El objetivo del artículo fue abordar el problema de la integración entre epidemiología y ciencias humanas y sociales en el contexto de la integración de las ciencias. La epidemiología, anteriormente al surgimiento de la medicina moderna...

A psicanálise freudiana e a dualidade entre ciências naturais e ciências humanas

Simanke, Richard Theisen
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2009 POR
Relevância na Pesquisa
85.97%
Este artigo discute a tomada de posição freudiana em favor de uma epistemologia naturalista. Ele procura circunscrever a especificidade do naturalismo psicológico que Freud reivindica e, a seguir, avaliar em que medida a epistemologia freudiana pode fornecer um modelo para o questionamento da dualidade que opõe as ciências naturais às ciências humanas.; This paper discusses Freud's standing in favor of a naturalist epistemology. It seeks to circumscribe the specificity of the psychological naturalism claimed by him and, next, to evaluate the extent of Freudian epistemology as a model for challenging the duality which opposes natural and human sciences.

A crítica da razão nas ciências humanas e naturais na obra “O Eclipse da Razão” de Max Horkheimer.

Rodrigues, Eli Vagner
Fonte: Aufklärung: revista de filosofia; Aufklärung Publicador: Aufklärung: revista de filosofia; Aufklärung
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/xml; application/pdf
Publicado em 16/09/2015 POR
Relevância na Pesquisa
76.09%
O artigo analisa a crítica de Max Horkheimer ao conceito de razão relacionada às ciências humanas e naturais na forma como foi estabelecida enquanto instância reguladora na história da ciência e da filosofia no ocidente. A tese central de Horkheimer é a de que existe uma diferença fundamental entre a teoria segundo a qual a razão é um princípio inerente da realidade, e a doutrina segundo a qual a razão é uma faculdade subjetiva da mente. Analisa-se a forma como Horkheimer tenta demonstrar que a perspectiva racional imanente levou a concepções dogmáticas em algumas disciplinas das ciências humanas e como a perspectiva positivista conduz a alguns problemas epistemológicos relacionados à forma como se concebe a relação entre ciência e verdade. Conclui-se com a crítica de Horkheimer à possibilidade, aberta pela visão positivista, do uso da ciência, ou do discurso cientificista, como instrumento de domínio político na sociedade contemporânea.