Página 1 dos resultados de 6 itens digitais encontrados em 0.000 segundos

As Implicações/Impacto dos Registos de Enfermagem em Linguagem CIPE

Abreu, C; Almeida, MC; Costa, M; Santos, R; Jácome, P
Fonte: Associação Portuguesa dos Enfermeiros do CHLC Publicador: Associação Portuguesa dos Enfermeiros do CHLC
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
26.36%
A implementação dos registos electrónicos na prática de enfermagem permitirá um vasto suporte na informação, possibilitando o desenvolvimento de formação/investigação, continuidade e monitorização da qualidade dos cuidados. Irá igualmente contribuir para dar maior visibilidade ao impacto dos cuidados de enfermagem nos ganhos em saúde das populações.

Vigilância Epidemiológica da Infecção. Resultados de Inquéritos de Prevalência num Hospital Pediátrico

Neto, MT
Fonte: Unidade de Cuidados Intensivos Neonatais, Hospital de Dona Estefânia, Centro Hospitalar de Lisboa central, EPE Publicador: Unidade de Cuidados Intensivos Neonatais, Hospital de Dona Estefânia, Centro Hospitalar de Lisboa central, EPE
Tipo: Aula
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
26.63%
Introdução: Os Inquéritos de prevalência são estudos transversais que medem o número de doentes com infecção um determinado dia. Enquadramento: foram realizados dois inquéritos de prevalência em Portugal em anos sequenciais – 2009 e 2010. O hospital de Dona Estefânia participou em ambos. O objectivo deste estudo foi mostrar os resultados obtidos num hospital pediátrico e compará-los com resultados nacionais e do CHLC. População: Para efeitos do estudo foram excluídas grávidas e puérperas e mulheres internadas em enfermaria de ginecologia e as crianças transferidas de outros hospitais para tratarem infecções adquiridas nesses hospitais. Foram incluídos no estudo 121 doentes no primeiro ano e 126 no segundo. Resultados: A percentagem de RN foi semelhante nos dois anos (19% e 20,6%) assim como a de lactentes (24,8% e 27,8%). A taxa de infecção hospitalar foi de 11,6% em 2009 e 4,8% em 2010. A grande prematuridade (IG<28s) e o muito baixo peso (PN<1500g) como risco intrínseco e a punção venosa periférica e a cirurgia como risco extrínseco sobressaíram como os mais importantes nos dois anos. No que respeita a exposição a dispositivos invasivos, procedimentos e intervenções sobressaíram a NPT...

As Implicações/Impacto dos Registos de Enfermagem em Linguagem CIPE

Abreu, C; Almeida, MC; Costa, M; Santos, R; Jácome, P
Fonte: Associação Portuguesa dos Enfermeiros do CHLC Publicador: Associação Portuguesa dos Enfermeiros do CHLC
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
26.36%
A implementação dos registos electrónicos na prática de enfermagem permitirá um vasto suporte na informação, possibilitando o desenvolvimento de formação/investigação, continuidade e monitorização da qualidade dos cuidados. Irá igualmente contribuir para dar maior visibilidade ao impacto dos cuidados de enfermagem nos ganhos em saúde das populações.

Vigilância Epidemiológica da Infecção. Resultados de Inquéritos de Prevalência num Hospital Pediátrico

Neto, MT
Fonte: Unidade de Cuidados Intensivos Neonatais, Hospital de Dona Estefânia, Centro Hospitalar de Lisboa central, EPE Publicador: Unidade de Cuidados Intensivos Neonatais, Hospital de Dona Estefânia, Centro Hospitalar de Lisboa central, EPE
Tipo: Aula
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
26.63%
Introdução: Os Inquéritos de prevalência são estudos transversais que medem o número de doentes com infecção um determinado dia. Enquadramento: foram realizados dois inquéritos de prevalência em Portugal em anos sequenciais – 2009 e 2010. O hospital de Dona Estefânia participou em ambos. O objectivo deste estudo foi mostrar os resultados obtidos num hospital pediátrico e compará-los com resultados nacionais e do CHLC. População: Para efeitos do estudo foram excluídas grávidas e puérperas e mulheres internadas em enfermaria de ginecologia e as crianças transferidas de outros hospitais para tratarem infecções adquiridas nesses hospitais. Foram incluídos no estudo 121 doentes no primeiro ano e 126 no segundo. Resultados: A percentagem de RN foi semelhante nos dois anos (19% e 20,6%) assim como a de lactentes (24,8% e 27,8%). A taxa de infecção hospitalar foi de 11,6% em 2009 e 4,8% em 2010. A grande prematuridade (IG<28s) e o muito baixo peso (PN<1500g) como risco intrínseco e a punção venosa periférica e a cirurgia como risco extrínseco sobressaíram como os mais importantes nos dois anos. No que respeita a exposição a dispositivos invasivos, procedimentos e intervenções sobressaíram a NPT...

Variation in Haemodynamic Monitoring for Major Surgery in European Nations: Secondary Analysis of the EuSOS Dataset

Ahmad, Tahania; Beilstein, Christian M; Aldecoa, Cesar; Moreno, R; Molnár, Zsolt; Novak-Jankovic, Vesna; Hofer, Christoph K; Sander, Michael; Rhodes, Andrew; Pearse, Rupert M
Fonte: BioMed Central Publicador: BioMed Central
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2015 ENG
Relevância na Pesquisa
26.36%
BACKGROUND: The use of cardiac output monitoring may improve patient outcomes after major surgery. However, little is known about the use of this technology across nations. METHODS: This is a secondary analysis of a previously published observational study. Patients aged 16 years and over undergoing major non-cardiac surgery in a 7-day period in April 2011 were included into this analysis. The objective is to describe prevalence and type of cardiac output monitoring used in major surgery in Europe. RESULTS: Included in the analysis were 12,170 patients from the surgical services of 426 hospitals in 28 European nations. One thousand four hundred and sixteen patients (11.6 %) were exposed to cardiac output monitoring, and 2343 patients (19.3 %) received a central venous catheter. Patients with higher American Society of Anesthesiologists (ASA) scores were more frequently exposed to cardiac output monitoring (ASA I and II, 643 patients [8.6 %]; ASA III-V, 768 patients [16.2 %]; p < 0.01) and central venous catheter (ASA I and II, 874 patients [11.8 %]; ASA III-V, 1463 patients [30.9 %]; p < 0.01). In elective surgery, 990 patients (10.8 %) were exposed to cardiac output monitoring, in urgent surgery 252 patients (11.7 %) and in emergency surgery 173 patients (19.8 %). A central venous catheter was used in 1514 patients (16.6 %) undergoing elective...

Aortic and Tricuspid Endocarditis in Hemodialysis Patient with Systemic and Pulmonary Embolism

Rosa, SA; Germano, N; Santos, A; Bento, L
Fonte: Pubmed Central Publicador: Pubmed Central
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2015 ENG
Relevância na Pesquisa
26.36%
This is a case report of a 43-year-old Caucasian male with end-stage renal disease being treated with hemodialysis and infective endocarditis in the aortic and tricuspid valves. The clinical presentation was dominated by neurologic impairment with cerebral embolism and hemorrhagic components. A thoracoabdominal computerized tomography scan revealed septic pulmonary embolus. The patient underwent empirical antibiotherapy with ceftriaxone, gentamicin and vancomycin, and the therapy was changed to flucloxacilin and gentamicin after the isolation of S. aureus in blood cultures. The multidisciplinary team determined that the patient should undergo valve replacement after the stabilization of the intracranial hemorrhage; however, on the 8th day of hospitalization, the patient entered cardiac arrest due to a massive septic pulmonary embolism and died. Despite the risk of aggravation of the hemorrhagic cerebral lesion, early surgical intervention should be considered in high-risk patients.