Página 1 dos resultados de 1618 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Protocols for obtainment and isolation of two mesenchymal stem cell sources in sheep; Protocolos para obtenção e isolamento de células tronco mesenquimais de duas fontes em ovinos

FADEL, Leandro; VIANA, Brunno Rosa; FEITOSA, Matheus Levi Tajra; ERCOLIN, Anna Caroline Mazeto; ROBALLO, Kelly Cristine Santos; CASALS, Juliana Barbosa; PIERI, Naira Caroline Godoy; MEIRELLES, Flávio Vieira; MARTINS, Daniele dos Santos; MIGLINO, Maria An
Fonte: Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Publicador: Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
66.84%
PURPOSE: To evaluate different protocols to isolate stem cells from ovine umbilical cord blood and adipose tissue. METHODS: There were used 5 samples of umbilical blood and 5 samples of perirenal adipose tissue from 10 female sheep. All the samples were obtained through surgery, to harvest aseptic samples. There were used 3 protocols for obtainment and culture of umbilical cord blood stem cells and 4 protocols for ovine adipose tissue stem cells. RESULTS: It was possible to observe only one successful protocol for the obtainment of umbilical cord blood stem cells. When analyzing the techniques used to obtain adipose tissue stem cells, only one of the methods was effective as well. Through colony forming unit assay, there were obtained 58 colonies of cells after seven days in culture. Flow citometry tests revealed the cells were positive to CD44 and exhibited negative reaction to CD38, CD45, CD41/61. These cells showed a growth curve with very well defined phases LOG, LAG and PLATEAU. This phases are typically seem in mesenchymal stem cells growth curves. CONCLUSIONS: The isolation and culture of mesenchymal stem cells from ovine umbilical cord blood are complex and request more detailed assays. Stem cells from fat tissue sheep showed mesenchymal characteristics...

Diferenciação neuronal in vitro de células-tronco mesenquimais humanas para uso em transplante neural; Neuronal differentiation of human mesenchymal stem cells in vitro for neural transplantation

Lepski, Guilherme Alves
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 07/08/2007 PT
Relevância na Pesquisa
66.84%
Introdução. O transplante de células é possibilidade terapêutica promissora para muitas doenças neurológicas. Nos últimos anos, a possibilidade do isolamento de células-tronco dos tecidos adultos, por exemplo da medula-óssea, atrai a atenção da comunidade científica, estratégia que minimiza os problemas éticos relativos ao uso de tecido fetal para implantes visando ao tratamento de doenças neurológicas. Entretanto, a eficiência da transdiferenciação de células-tronco mesenquimais em neurônios, bem como os mecanismos envolvidos nesse processo, permanecem desconhecidos. A obtenção de neurônios maduros ocorreu somente em sistemas de co-cultura, o que induz a questão se a diferenciação representa um potencial das células per si, ou se é possível somente devido à fusão com neurônios maduros. Objetivos. No presente trabalho, pretendeu-se verificar o potencial de as células-tronco mesenquimais tornarem-se neurônios e esclarecer os possíveis mecanismos envolvidos nesse processo. Material e métodos. Células-tronco mesenquimais foram isoladas de 20 doadores voluntários normais e caracterizadas por análise de separação celular ativada por fluorescência. A multipotencialidade foi investigada ao se diferenciar as células em condrócitos e osteócitos. A capacidade de auto-renovação foi confirmada pelo ensaio de incorporação de BrdU. Ulteriormente...

Reconstrução de defeitos ósseos cranianos em ratos com células-tronco de polpa dentária humana: estudo experimental de neoformação óssea; Reconstruction of cranial defects in rats with human dental pulp stem cells: experimental design of bone regeneration

Costa, André de Mendonça
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.84%
Os defeitos da calota craniana causados por traumas severos, neoplasias, cirurgias ou deformidades congênitas representam um grande desafio para os cirurgiões. O uso de enxertia óssea autóloga continua sendo o método de tratamento padrão ouro, embora apresente morbidade na área doadora e seja considerado insuficiente para reconstrução de grandes defeitos. Recentemente, com o advento da bioengenharia tecidual, novas expectativas surgiram na regeneração óssea. O objetivo deste estudo foi desenvolver um modelo experimental em ratos para o estudo de deformidades craniofaciais e verificar se as células-tronco humanas provenientes de dentes decíduos seriam capazes de regenerar defeitos críticos em calota craniana de ratos não imunossuprimidos. Foram realizados dois defeitos ósseos de espessura total com diâmetro de 5 x 8 mm na região biparietal. O lado esquerdo foi preenchido com membrana de colágeno, enquanto o lado direito com membrana de colágeno associada a células-tronco humanas provenientes de dentes decíduos. Essas células foram caracterizadas previamente in vitro como células mesenquimais. A eutanásia dos animais foi realizada no 7º, 21º, 30º e 60º dia de pós-operatório e amostras de tecido ósseo foram extraídas para realização da análise histológica. A análise da presença de células humanas no novo osso formado foi confirmada através do estudo molecular. A linhagem de células-tronco humanas provenientes de dentes decíduos foi positiva para células-tronco mesenquimais e sua diferenciação em tecido ósseo também foi evidenciada in vitro. Foi observada a formação óssea após 21 dias de cirurgia nos dois lados...

Produção e uso da proteína de fusão VP22.Pax4 na diferenciação de células-tronco em células produtoras de insulina; Production and use of the VP22.Pax4 fusion protein for stem cells differentiation into insulin-producing cells

Gabanyi, Ilana
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/11/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.88%
O Diabetes Mellitus tipo I (DM1) é causado pela destruição auto-imune das células β pancreáticas, encontradas na porção endócrina do pâncreas, constituída pelas ilhotas pancreáticas. As células β são responsáveis pela produção e liberação de insulina, um hormônio que promove a internalização da glicose pelas células. Junto com outros hormônios, a insulina é um dos principais reguladores do nível de glicose sanguinea (glicemia). Uma das terapias utilizadas para o tratamento do DM1 é o transplante de ilhotas pancreáticas. Entretanto, um dos maiores problemas em relação a esta terapia é a falta de massa celular adequada para ser infundida no paciente. Uma tentativa para solucionar este problema, é o desenvolvimento de fontes alternativas de células produtoras de insulina, como as células-tronco, que possuem a capacidade de se diferenciarem em diversos tipos de células, inclusive nas produtoras de insulina. Pax4 é um dos fatores de transcrição responsáveis pela diferenciação de células β , sendo essencial para o apropriado desenvolvimento e maturação destas, constitui um bom candidato para induzir a diferenciação de células-tronco em células produtoras de insulina in vitro. Para introduzir o Pax4 nas células-tronco...

Análise proteômica das diversas fases de diferenciação osteoblástica de células-tronco mesenquimais de medula óssea; Proteomics analysis of the various stages of osteoblastic differentiation of mesenchymal stem cells from bone marrow

Paula, Leonardo Barcelos de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.84%
O crescimento, desenvolvimento e manutenção do tecido ósseo são processos altamente regulados. Diversas proteínas como hormônios, fatores de crescimento e citocinas estão envolvidas nestes processos e exercem atividade direta sobre células osteoblástica e osteoclástica, atuando em sua diferenciação e ativação metabólica. O processo de regeneração óssea é iniciado por fatores estimuladores locais como as proteínas morfogenética óssea (BMP Bone Morphogenetic Proteins). As BMPs são um produto do metabolismo dos osteoblastos, odontoblastos e de várias células tumorais, sendo armazenadas na forma de concentrados no osso, dentina e em células neoplásicas do osteossarcoma e de certos tumores odontogênicos, tais como: fibroma cementificante, cementoblastoma benigno, dentinoma, fibroma odontogênico e odontoma. Esclarecer os mecanismos que controlam a remodelação óssea é uma questão bastante relevante. Nesse sentido, as células-tronco mesenquimais têm despertado grande interesse devido ao seu potencial envolvimento no processo de reparo tissular. A obtenção de osteoblastos funcionais a partir de células-tronco mesenquimais tem sido utilizada na engenharia de tecidos e terapia celular. Desse modo, no presente trabalho foi realizada uma análise proteômica das proteínas envolvidas nas diversas fases de diferenciação osteoblástica de células-tronco mesenquimais de medula óssea de rato Wistar e humana...

Estabelecimento e caracterização de células-tronco de polpa dentária de suínos; Establishment and characterization of stem cells from porcine dental pulp

Dias, João Leonardo Rodrigues Mendonça
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.87%
Os tecidos dentais apresentam-se como fontes abundantes e de fácil obtenção de células-tronco de diferentes tipos, como é o caso das células-tronco derivadas do epitélio dental, papila dental, ligamento periodontal e folículo dental que possuem origem ectomesenquimal oriundas da crista neural, com a exceção do epitélio dental que é oriundo do ectoderma. As células-tronco de polpa dentária humana (CTPD) expressam estavelmente marcadores de células-tronco adultas (CTA), CD105 e CD73 durante as passagens contínuas, e um grupo de antígenos estágios-específicos de superfície celular, SSEA-3, SSEA-4 e fatores de transcrição de células-tronco embrionárias (CTE) TRA1-60, TRA1-81, Oct-4 e Nanog. Além disso, estas células são capazes de se diferenciar in vitro em vários tipos de células e tecidos: cartilagem, osso, tecido neural, músculo liso e esquelético. Em suínos, modelo animal amplamente utilizado para o estudo de várias doenças encontradas em humanos, os dentes caninos possuem crescimento contínuo que pode ser uma característica bastante interessante quando pensamos em células-tronco. Dessa forma, o estudo das células de polpa dentária desse animal merece destaque. Neste trabalho visamos estabelecer o cultivo e a caracterização de células-tronco derivadas da polpa dentária dos dentes caninos dos suínos com crescimento contínuo (PDS) e dos dentes molares visando um estudo comparativo. O cultivo das células-tronco de polpa dentária de canino e molar foi estabelecido e de acordo com os nossos resultados podemos dizer que as células-tronco de polpa dentária de suíno são de fácil obtenção...

Análise de marcadores de células-tronco/progenitoras em hipófises de modelos animais com hipopituitarismo; Analysis of stem / progenitor cells markers in pituitary glands of animal models with hypopituitarism

Chang, Claudia Veiga
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/11/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.86%
Introdução: As células-tronco apresentam capacidade de proliferação, autorrenovação, potencial de diferenciação e já foram descritas na hipófise estando envolvidas na renovação celular e regulação homeostática, porém pouco se sabe sobre o seu perfil de expressão nos quadros de hipopituitarismo. Dentre os marcadores de células-tronco descritos previamente na hipófise, destacam-se os genes Sox2, Nanog, Nestina, Cd44 e Oct4. Outro marcador, o gene Nr2e1 (Tlx), encontrado em células-tronco neuronais, apresenta-se elevado durante a embriogênese e na vida adulta no cérebro de camundongos, mas, até o momento, não foi caracterizado na hipófise. Objetivo: Analisar a imunolocalização do SOX2 e o padrão de expressão de marcadores de células-tronco/progenitoras, fatores de transcrição precoce, marcadores de apoptose e proliferação celular na hipófise de três linhagens de camundongos com hipopituitarismo de causa genética por alteração em fatores precoces de diferenciação glandular, as linhagens Ames (Prop1) e Snell (Pou1f1), e por fator tardio de conjugação dos hormônios glicoproteicos, a linhagem alfaGSU, nocaute do gene Cga. Material e Métodos: Foram coletadas hipófises nos tempos P0 (ao nascimento)...

Células-tronco mesenquimais: isolamento e caracterização de populações derivadas de alvéolo dental humano e identificação e caracterização de populações de polpas dentais de camundongos; Mesenchymal stem cells: Isolation and characterization of populations derived from human dental alveolus and identification and characterization of populations from mouse dental pulp

Luiz, Lucyene Miguita
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/11/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.9%
Há um grande interesse no estudo de células-tronco em função de sua capacidade de auto-renovação e plasticidade. Estas características capacitam as células-tronco a produzirem células de diferentes linhagens que participam ativamente do processo de homeostase, da resposta à injúria e da regeneração e reparação tecidual. A polpa dental é o tecido mais estudado na Odontologia em relação a células-tronco, mas diversos estudos já mostraram a presença dessas células também na região periodontal. É importante salientar, que dependendo de sua origem, as células-tronco apresentam comportamentos diversos, especialmente no que tange ao transplante in vivo. Além disso, os microambientes onde as células-tronco residem (nichos), têm um papel fundamental no comportamento das mesmas, pois controlam aspectos essenciais como o estado de indiferenciação e a auto-renovação. Esse projeto de pesquisa teve como objetivos duas análises distintas. Na primeira, verificar se existem células-tronco mesenquimais derivadas da curetagem do alvéolo dental humano após extrações dentais. Na segunda, analisar o nicho de células-tronco nas polpas dentais de camundongos. Em comum, as duas análises se basearam no uso de marcadores previamente utilizados na literatura para o estudo de células-tronco. Como não existem marcadores únicos e específicos para a identificação dessas células...

Estudo da interação das células-tronco mesenquimais e linfócitos no modelo da doença do enxerto contra hospedeiro; Study of mesenchymal stem cells and lymphocytes interaction in graft versus host disease model

Normanton, Marília
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/07/2014 PT
Relevância na Pesquisa
66.86%
Uma das principais complicações inerentes ao transplante de células-tronco hematopoiéticas é a doença do enxerto contra hospedeiro (DECH), que se trata da resposta imunológica contra os tecidos do receptor pelas células T do doador contidas no transplante. Este quadro é responsável por 15-30% das mortes que ocorrem após o transplante de células-tronco hematopoiéticas alogênicas. Apesar dos recentes avanços para reduzir a incidência de DECH através de alternância de regimes profiláticos reduzindo a intensidade do condicionamento, são poucos os tratamentos efetivos. Recentemente, o potencial imunomodulador das células-tronco mesenquimais tornou-se o foco de vários estudos. Alguns autores descreveram a atuação destas células na redução da resposta imunológica através da inibição da proliferação de células T, representando um novo potencial terapêutico para DECH. Mediante esse conhecimento, investigamos o papel das células-tronco mesenquimais na proliferação, apoptose e na produção de citocinas por linfócitos T. Nossos resultados mostraram que a presença de células-tronco mesenquimais nas culturas regulam negativamente a proliferação de linfócitos T estimulados de forma independente de contato e a apoptose de forma parcialmente dependente de contato. Observamos também que linfócitos T virgens em diferenciação para Th17 na presença de células-tronco mesenquimais apresentam redução na capacidade de produzir duas importantes citocinas efetoras implicadas na DECH...

Obtenção de células-tronco provenientes do fluido menstrual: transporte, isolamento, caracterização, expansão e criopreservação; Obtaining stem cells from menstrual fluid - collection, transportation, characterization, isolation, expansion and cryopreservation

Fiorelli-Arazawa, Lilian Renata
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/11/2014 PT
Relevância na Pesquisa
66.85%
INTRODUÇÃO: As células-tronco mesenquimais são capazes de regenerar diferentes tipos de tecidos, no entanto, a maioria dos métodos para sua obtenção são invasivos. Recentemente, foi descoberta a existência destas células no sangue menstrual. OBJETIVO: Padronizar as técnicas de coleta e transporte do fluido menstrual, bem como a caracterização, isolamento, expansão e criopreservação de células-tronco do fluido menstrual e avaliar a disponibilidade de células tronco mesenquimais no fluido menstrual. MÉTODOS: No período de agosto de 2011 a março de 2012 foram selecionadas 20 voluntárias com ciclo menstrual regular, sem doença ginecológica. O fluido menstrual foi coletado no dia de maior fluxo e submetido a imunofenotipagem e cultivo celular. Foram realizadas duas passagens em meio de cultura até atingir semi-confluência das células-tronco, as quais foram, em seguida, criopreservadas. RESULTADOS: Os parâmetros analisados apresentaram os seguintes valores médios: volume de fluido menstrual 6,90±5,60mL; tempo de transporte 17,20±5,50h; número de células totais 3,95 x106±3,88 x106 com 76,05%±24,57 de células viáveis. Após a cultura, as células mesenquimais aumentaram de 0,14%±0,26 para 96,19%±2,14. Na primeira passagem de cultura...

Estabelecimento da técnica de indução da diferenciação celular in vitro de células tronco embrionárias de camundongos em células cardíacas e células nervosas.

Paz, Ana Helena da Rosa
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.91%
Células tronco são células que possuem a capacidade de originar diferentes tipos celulares maduros. Podem ser classificadas como células tronco embrionárias (células ES), quando isoladas de embriões em estágios iniciais do desenvolvimento; ou como células tronco adultas, quando isoladas de diferentes tecidos de indivíduos adultos. Por outro lado, as células tronco podem ser classificadas conforme o seu potencial de diferenciação celular. Assim, podem ser denominadas como totipotentes, isoladas do embrião, quando este possui até oito células. Células tronco totipotentes possuem a capacidade de gerar todos os tipos celulares oriundos dos três folhetos embrionários, e também podem dar origem aos tecidos formadores dos anexos embrionários. Somente as células totipotentes possuem esta capacidade, e por isso, somente estas, podem gerar um novo indivíduo completo. As células tronco pluripotentes, isoladas de blastocistos ou de carcinomas embrionários, possuem a capacidade de se diferenciar em todos os cerca de 200 tipos de tecidos especializados, que compõem o indivíduo adulto. Contudo, vale ressaltar que as células tronco pluripotentes jamais poderão originar um novo indivíduo. Por fim, existe ainda a classificação de células tronco multipotentes...

Células-Tronco; Stem cells

Cirne Lima, Elizabeth Obino
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.89%
Considerando a origem de obtenção, as células-tronco podem ser classificadas como células-tronco embrionárias (ES) ou como células-tronco adultas. Mas, se a plasticidade for considerada, as células-tronco podem ser classificadas como células totipotentes, quando as células-tronco preservam a capacidade de dar origem a um novo indivíduo completo. Quando as células-tronco perdem esta capacidade, passam a ser classificadas como células-tronco pluripotentes, que podem dar origem a praticamente todos os tipos celulares maduros que compõem um organismo. Células-tronco totipotentes e pluripotentes podem ser obtidas de estágios embrionários iniciais. O grupo de células-tronco que apresenta plasticidade restrita é denominado de multipotente. Estas células podem se diferenciar em determinado tipo celular comprometido com um órgão ou tecido específico. Células ES podem ser expandidas in vitro, mantendo sua forma indiferenciada, ou podem ser submetidas a uma série de protocolos, que irão induzir diferenciação in vitro. Por outro lado, as células-tronco adultas multipotentes não podem ser mantidas in vitro na forma indiferenciada, exceto uma subpopulação de célulastronco adultas aderentes, denominadas células-tronco mesenquimais...

O uso de células-tronco adultas humanas na recuperação funcional da lesão medular trumática em ratas Wistar

Rodrigues, Luciano Palmeiro
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf; application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.86%
A lesão medular traumática é uma patologia incapacitante, ainda sem tratamento eficaz. As terapias celulares representam uma nova estratégia para o tratamento destas lesões. As células-tronco adultas são fontes potenciais para o transplante celular com o objetivo de minimizar a lesão e promover a recuperação de tecidos lesados, como a medula espinhal. O objetivo desta tese foi avaliar a eficácia do transplante de células-tronco adultas na recuperação funcional e regeneração da lesão medular traumática em modelo experimental de lesão medular contusa em ratas fêmeas Wistar. Os principais objetivos foram: a) comparar os efeitos do transplante da fração mononuclear de sangue de cordão umbilical humano e de células-tronco mesenquimais dos vasos da parede do cordão umbilical humano; b) determinar a janela terapêutica deste tipo de intervenção, comparando os implantes de células- tronco realizados 1 hora, 24 horas e 9 dias após a lesão; c) demonstrar a possível diferenciação das células-tronco implantadas, bem como sua integração no tecido lesado. Os resultados obtidos demonstraram que o transplante de células foi mais eficaz para a recuperação funcional da lesão medular em ratas Wistar quando realizado pela via de administração local 1h após a lesão...

Isolamento, caracterização e diferenciação de células tronco embrionárias e mesenquimais de equinos

Lima Neto, João Ferreira de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 95 f.
POR
Relevância na Pesquisa
66.87%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Medicina Veterinária - FMVZ; A célula-tronco (CT) é definida como uma célula com capacidade de gerar diferentes tipos celulares e reconstituir diversos tecidos. Além disso, a CT apresenta propriedades de auto-renovação, gerando cópias idênticas a si mesma. De acordo com sua origem, as células-tronco podem ser chamadas de adultas e embrionárias. As células-tronco adultas (CTA) mais utilizadas nas clínicas de terapia celular são as células-tronco hematopoiéticas e as células tronco mesenquimais, encontradas principalmente na medula óssea, tecido adiposo e no sangue do cordão umbilical. As células-tronco embrionárias (CTE) são derivadas da massa celular interna de embriões no estágio de blastocisto. Desta maneira este trabalho teve como objetivo desenvolver uma metodologia adequada para o isolamento, cultivo e caracterização de células tronco embrionárias e mesenquimais de eqüinos, além de verificar a capacidade que as células possuem em se diferenciar in vitro em outros tipos célulares. Foi coletado sangue da medula óssea de eqüinos entre 8 e 15 anos de idade. As células tronco mesenquimais foram isoladas após a primeira e segunda passagem. As células foram caracterizadas com marcadores de superfície CD34 (mononucleares) e CD44 (mesenquimais). Após isolamento e caracterização...

Isolamento e caracterização de células-tronco humanas do saco pericoronário de dentes permanentes subjacentes aos decíduos esfoliados - SUED

Leão, Moira Pedroso
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 145 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
66.88%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Odontologia; A descoberta da presença de células-tronco em tecidos odontológicos abre uma nova frente de trabalho e de estudo aos cirurgiões-dentistas, uma vez que tecidos antes descartados poderão servir de base para a pesquisa científica e futura utilização clínica. Os avanços no conhecimento sobre células-tronco e na engenharia de tecidos têm aberto oportunidades para o estudo de novas estratégias para a regeneração de tecidos lesados ou perdidos na cavidade bucal. OBJETIVOS: Este trabalho teve como objetivos verificar a presença de células-tronco no saco pericoronário de dentes permanentes humanos subjacentes a dentes decíduos em fase final de rizólise e esfoliação, bem como isolar, expandir e caracterizar estas células-tronco. MATERIAL E MÉTODOS: O tecido da região central do saco pericoronário recobrindo a coroa do dente permanente, abaixo do decíduo em esfoliação, foi coletado com o auxílio de uma lâmina de bisturi. Também foi coletada a polpa do dente decíduo correspondente para o isolamento de células-tronco de polpa de dentes decíduos em esfoliação (SHED). As amostras do tecido pulpar e do saco pericoronário coletados foram colocados em cultura e as células-tronco isoladas pela técnica do explant. As células isoladas foram expandidas e submetidas à análise fenotípica por citometria de fluxo. Posteriormente...

Estudo bioético sobre o desenvolvimento das pesquisas em células-tronco embrionárias no Brasil

Pereira, Claudia Severo Wanderley
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
66.9%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Programa de Pós-Graduação em Bioética, 2011; Introdução – O progresso da ciência evoluiu em trajetória acelerada e possibilitou a criação de técnicas inovadoras que permitiram um crescente domínio sobre o mundo natural. Com isso, a ciência e a tecnologia conquistam cada vez mais espaço, penetram fundo na vida biológica, adquirindo poderes de manipular, alterar e transformar o organismo vivo. Nesse contexto, o limite do corpo humano deixou de ser uma característica pertinente à natureza do vivente e passou a ser uma falha orgânica evitável pela ação beneficente da ciência moderna. Entretanto, sabe-se que, no contexto das possibilidades beneficentes da tecnociência, surgem situações perigosas, das quais é difícil tratar os limites. Assim sendo, indaga-se se a aplicação dos novos recursos tecnológicos implicaria sempre um “bem” aos indivíduos. Para isso, a temática escolhida foi estudar o desenvolvimento das pesquisas em células-tronco embrionárias no Brasil, sob o ponto de vista teórico da bioética. Esse tema se tornou relevante por estar alinhado às perspectivas das situações emergentes do campo da bioética e aos possíveis conflitos que podem ser gerados pela aplicação de novas tecnologias na área da medicina regenerativa. Objetivo - Avaliar as pesquisas com embriões humanos...

Isolamento, expansão e diferenciação osteogênica de células-tronco mesenquimais obtidas de cordão umbilical humano

Lizandra de Miranda Oliveira, Aldenise; Vladimirovich Krasilnikov, Oleg (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.9%
As células-tronco são dotadas de capacidade de auto-renovação e diferenciação, que têm os tecidos adultos como uma de suas fontes. Essas células podem ser expandidas em cultura e dar origem a múltiplas linhagens. Dentre as células-tronco adultas, as mesenquimais ocupam posição de destaque, uma vez que são células multipotentes com capacidade de originar osteoblastos, adipócitos, condrócitos, neurônios e hepatócitos. Células-tronco mesenquimais derivadas de cordão umbilical são funcionalmente similares às derivadas de medula óssea (fonte clássica). Esse tecido apresenta-se como atraente fonte alternativa dessas células também por: existir em abundância, ser normalmente descartado pós-parto, além do procedimento para sua coleta não ser invasivo. No momento, a terapia celular representa grande esperança na medicina regenerativa devido à perspectiva de se reparar a perda de tecidos e/ou até mesmo órgãos nobres do corpo. As pesquisas com células-tronco ainda estão num estágio onde muitas questões científicas precisam ser resolvidas até suas aplicações se tornarem definitivas. Existem inúmeros métodos de isolamento dependendo tanto da origem do tecido, quanto dos procedimentos adotados pelos laboratórios. Neste trabalho analisamos a obtenção de células-tronco da geléia de Wharton de cordão umbilical humano através do método da migração espontânea . Todos os experimentos foram realizados de acordo com protocolo aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da UFPE (n°.420/2007). O isolamento de células-tronco foi feito a partir da população primária de células mesenquimais. Utilizamos...

Reparo ósseo com a utilização de células tronco em ratos submetidos à desnutrição neonatal

do Nascimento Fraga, Simone; Maria Machado Barbosa de Castro, Celia (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.87%
A desnutrição constitui um problema de saúde pública caracterizado pela baixa ingestão de nutrientes essenciais para o crescimento e desenvolvimento do organismo. Pesquisas que envolvem desnutrição e a sua repercussão na vida adulta relevam que ela é capaz de provocar alterações na programação metabólica que repercutem ao longo da vida. No entanto, ainda pouco se conhece sobre as seqüelas envolvendo as células tronco adultas de medula óssea (CTAMO), especialmente sobre as células tronco mesenquimais em relação à quantidade e sua capacidade de diferenciação em tecido ósseo. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito da desnutrição neonatal sobre o número de células tronco, bem como avaliar o reparo ósseo com essas células em lesões ósseas de animais desnutridos. Para isso, utilizou-se 64 ratos machos Wistar, dos quais 32 receberam dieta padrão (nutridos-N), com 23% de proteínas, e o restante recebeu Dieta Básica Regional (DBR) (desnutridos-D) com 7,87% de proteínas no período de aleitamento. O peso dos ratos foi aferido até completarem a idade adulta, quando eles foram subdivididos em 4 grupos (n=8): 1. N que receberam células tronco de N (G1); 2. D que receberam células tronco de D (G2); 3. N que receberam células tronco de D (G3) e 4. D que receberam células tronco de N (G4). Os outros ratos (N e D) foram usados como doadores de CTAMO que foram cultivadas por 12 dias e diferenciadas...

Qualidade de vida de pacientes submetidos ao transplante de células tronco hematopoiéticas no periodo de hospitalização

Rocha, Vanessa da
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: 131f. : il., tabs.; application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
66.84%
Orientadora: Profª Drª Luciana Puchalski Kalinke; Co-orientador: Prof. Dr. Jorge Vinicius Felix; Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. Defesa: Curitiba, 08/12/2014; Inclui referências; Área de concentração; Resumo: ROCHA, V. Qualidade de Vida de Pacientes Submetidos ao Transplante de Células Tronco Hematopoiéticas no Período de Hospitalização. 2014. 131 f. Dissertação [Mestrado em Enfermagem] - Universidade Federal do Paraná, Curitiba. Orientadora: Profª Drª Luciana Puchalski Kalinke. Nas últimas décadas a qualidade de vida do paciente com neoplasia vem sendo melhorada em decorrência dos avanços tecnológicos e terapêuticos. Dentre os tratamentos que se configuram para essa melhoria está o transplante de células tronco hematopoiéticas, que tem beneficiado os pacientes com diagnóstico de neoplasias hematológicas, tanto na cura da doença como no aumento da sobrevida, tornando-se um meio para melhorar a qualidade de vida. Neste sentido, o presente estudo teve como objetivo geral: avaliar a qualidade de vida dos pacientes adultos com neoplasias hematológicas submetidos ao transplante de células tronco hematopoiéticas durante o período de hospitalização. E como objetivos específicos: caracterizar o perfil sociodemográfico e clínico dos pacientes adultos com neoplasias hematológicas submetidos ao transplante de células tronco hematopoiéticas; identificar os domínios afetados na qualidade de vida dos pacientes adultos com neoplasias hematológicas submetidos ao transplante de células tronco hematopoiéticas; e elaborar recomendações de enfermagem para o suporte do bemestar social e familiar de pacientes submetidos ao transplante de células tronco hematopoiéticas visando a melhoria da qualidade de vida. O método utilizado para o objetivo geral foi de natureza quantitativa...

A vivência do cuidado em casas transitórias de apoio por familiares de crianças em pós-transplante de células tronco hematopoiéticas

Nascimento, Jaqueline Dias do
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: 156f. : il. algumas color.; application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
66.88%
Orientadora: Profª Drª Maria Ribeiro Lacerda; Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. Defesa: Curitiba, 21/11/2014; Inclui referências; Área de concentração: Prática profissional de enfermagem; Resumo: NASCIMENTO, J.D. A vivência do cuidado em casas transitórias de apoio por familiares de crianças em pós transplante de células tronco hematopoiéticas. 2014. 157 f. Dissertação [Mestrado em Enfermagem] - Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, Orientadora: Prof.ª Dr.ª Maria Ribeiro Lacerda Cuidar de uma criança em pós transplante de células tronco hematopoiéticas é uma vivência peculiar envolta por sentimentos ambíguos que se acentuam com o distanciamento do lar que o acesso a especificidade terapêutica exige. Busca-se responder a questão norteadora: Como o cuidado em casa transitória de apoio é vivenciado por familiares de crianças em pós transplante de células tronco hematopoiéticas? Tem-se como objetivo: compreender a vivência do cuidado em casa transitória de apoio por familiares de crianças em pós transplante de células tronco hematopoiéticas e elaborar um modelo teórico que represente tal vivência. Trata-se de uma pesquisa qualitativa que utilizou como método a teoria fundamentada nos dados. Realizou-se entrevista semiestruturadas...