Página 1 dos resultados de 220 itens digitais encontrados em 0.073 segundos

Ação extra nuclear do ácido retinóico via espécies reativas do oxigênio em células de sertoli

Frota Junior, Mario Luiz Conte da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
96.39%
Durante a respiração celular, cerca de 1 a 3% do oxigênio metabolizado produz espécies reativas de oxigênio (ERO). Entretanto, para defender o organismo do efeito dessas espécies, existem vários sistemas antioxidantes, dependendo do organismo, da célula ou do tecido em questão. A Vitamina A (retinol) e seu derivados exercem uma infinidade de efeitos em diversos processos biológicos, destacando-se a embriogênese, visão, regulação de processos inflamatórios, crescimento, proliferação e diferenciação de células normais e neoplásicas. Embora o potencial antioxidante da vitamina A e carotenóides tenha sido descrito primeiramente, sabe-se hoje que, sob diferentes condições, essas moléculas podem se comportar de uma maneira pró-oxidante. Por isso, atualmente são melhores descritas como moléculas redox ativas. Apesar dos nossos trabalhos anteriores demonstrarem um efeito pró-oxidante do retinol em culturas de células de Sertoli, o mecanismo exato pelo qual esse efeito é verificado permanece a ser elucidado. Uma vez que o ácido retinóico (AR) é o metabólito mais ativo do retinol, foram verificados os efeitos da suplementação de AR em culturas de células de Sertoli, com o objetivo de verificar se os efeitos anteriormente observados com o retinol devem-se à metabolização do mesmo a AR. Nossos resultados mostraram que o AR em baixas doses não aumentou os níveis de TBARS. Além disso...

Análise de um possível papel de biocondutor no citoesqueleto de células de sertoli tratadas com retinol (vitamina A)

Oliveira, Ramatis Birnfeld de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
106.35%
Trabalhos recentes na literatura demonstraram que proteínas do citoesqueleto, mais especificamente os microfilamentos de actina, estão correlacionadas com a promoção e manutenção do estresse oxidativo, bem como modulação de processos mitocondriais. Trabalhos do nosso grupo caracterizaram que o tratamento com retinol (vitamina A) em células de Sertoli cultivadas era capaz de induzir a produção de espécies reativas de oxigênio (ERO), desbalanço na atividade de enzimas antioxidantes, com conseqüente promoção de estresse oxidativo. Radicais livres produzidos pelo tratamento com retinol, também foram capazes de induzir uma transformação pré-neoplásica, modulação de eventos recombinatórios, modulação de enzimas envolvidas na divisão celular como ornitina decarboxilase (ODC), progressão de ciclo celular e apoptose. O tratamento com retinol também foi capaz de, por uma via radical livre dependente, induzir a divisão de células de Sertoli terminalmente diferenciadas e não-proliferativas, com a conseqüente formação de focos proliferativos. Uma vez que o citoesqueleto participa de muitos dos processos relatados (proliferação, transformação e apoptose), e trabalhos recentes na literatura correlacionam estresse oxidativo com proteínas do citoesqueleto...

Aumento da atividade da MMP-2 induzido por tratamento com retinol e ácido retinóico em células de Sertoli cultivadas

Dalmolin, Rodrigo Juliani Siqueira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
96.35%
Espécies reativas de oxigênio (ROS) têm sido descritas como potenciais causadoras de doenças como aterosclerose, artrite e câncer. Falhas na regulação das metaloproteinases de matriz (MMP), uma família de proteases que degradam matriz extracelular, parecem estar intimamente relacionadas com essas mesmas doenças. Além disso, autores sugerem uma relação entre a atividade das MMPs e ROS. Em trabalhos anteriores, nosso grupo de pesquisa demonstrou que o tratamento com retinol 7 μM foi capaz de induzir mudanças no metabolismo de células de Sertoli cultivadas, como o aumento da atividade de enzimas antioxidantes, aumento do dano oxidativo a biomoléculas, ativação de ERK1/2 MAPK, alteração do ciclo celular e transformação pré-neoplásica, ligando o tratamento com retinol ao estresse oxidativo. No presente trabalho, nós utilizamos a técnica de zimografia para verificar a atividade da MMP-2 em células de Sertoli tratadas com retinol e ácido retinóico. Nós encontramos que tanto o tratamento por 24 horas com retinol 7 μM, quanto o tratamento por 24 horas com ácido retinóico 1 nM, aumentaram a atividade da MMP-2 em células de Sertoli cultivadas. O cotratamento com diferentes antioxidantes reverteu o aumento da atividade da MMP-2 induzido por retinol...

Diversidade na sinalização de FSH na fase proliferativa de células de Sertoli de ratos imaturos : estímulo do mecanismo envolvendo a via GI-Gbetagama/P13K/Akt-PKB na ação de FSH sobre a captação de 45Ca2+ e sobre o transporte de [14C]MeAIB, independente de AMPc e IGF-I

Jacobus, Ana Paula
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
96.45%
O hormônio folículo estimulante (FSH) desempenha um papel central no desenvolvimento da célula de Sertoli até a puberdade, e na sinalização desta célula em relação à série espermatogênica, após a puberdade. Na fase proliferativa, FSH atua estimulando a captação de Ca2+ e o transporte de aminoácidos neutros nas células de Sertoli, além de ativar a via adenilil ciclase-AMPc. Neste período, que em ratos compreende do 5º dia ao 25º após o nascimento, FSH atua aumentando o número e o tamanho das células de Sertoli, sendo esta ação fundamental para que se processe uma espermatogênese normal no indivíduo adulto. A sinalização estimulada por FSH nestas células varia com idade, reduzindo seu estímulo sobre o transporte de Aminoácidos neutros (via sistema A) no período pós- púbere. Adicionalmente, FSH estimula uma resposta eletrofisiológica bifásica, representada por uma hiperpolarização rápida, seguida de uma despolarização prolongada. O objetivo desta tese foi analisar o envolvimento de vias sinalizadas pela gonadotrofina na fase pré-puberal da célula de Sertoli de ratos. Para tanto, foram utilizadas as técnicas de captação de 45Ca2+, de transporte de [14C]MeAIB e de registro eletrofisiológico intracelular...

Ação de andrógenos e catequina sobre o potencial de membrana de células de Sertoli de ratos Wistar imaturos

Cavalari, Fernanda Carvalho
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
96.42%
A testosterona é um hormônio esteróide androgênico responsável pelas características masculinas, com importante função na fisiologia testicular. A nandrolona é um esteróide sintético derivado da testosterona, com ação anabólica e androgênica. A catequina é um flavonóide encontrado em frutas e chás, que possui efeito antioxidante, anticarcinogênico e antienvelhecimento no organismo. Estudos mostram um possível mecanismo de ação destes esteróides e do flavonóide como agonistas do receptor androgênico de membrana. Objetivo: Verificar a ação não-clássica de andrógenos (testosterona, nandrolona) e catequina nas células de Sertoli de ratos Wistar imaturos. Materiais e Métodos: Eletrofisiologia: O potencial de membrana foi registrado utilizando túbulos seminíferos isolados de testículos de ratos Wistar machos de 15 dias de idade. O registro intracelular da célula de Sertoli foi realizado utilizando microcapilares preenchidos com KCl 3mmol/L acoplados a um eletrômetro. Foi realizada a aplicação tópica do esteróide testosterona (1M), nandrolona (0.1, 0.5 e 1 M) e do flavonóide catequina (0.1, 0.5 e 1, M) isoladamente e também após a perfusão com a flutamida (1M), diazoxida (100 M) e U73122 (1 M). Captação de 45Ca2+: Os testículos (n=5) foram pré incubados em KRb com 45Ca2+ por 60 minutos para equilibrar o meio intra e extra-celular de 45Ca2+após o equilíbrio...

Papel dos canais K+ATP na resposta eletrofisiológica ao FSH e ao isoproterenol em células de Sertoli

Oliveira, Lauren de Souza
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
106.5%
O hormônio folículo-estimulante (FSH) produz um efeito dual sobre o potencial de membrana das células de Sertoli, com uma fase inicial rápida, que compreende uma hiperpolarização, por um período de segundos e uma fase de despolarização, que ocorre mais lentamente, por um período de minutos. A fase de despolarização envolve um mecanismo relacionado à entrada de cálcio estimulada pelo FSH. O Isoproterenol, um agonista de receptores β-adrenérgicos, induz uma hiperpolarização imediata e prolongada na membrana de células de Sertoli de ratos imaturos. Este efeito é provavelmente resultante da queda de [ATP]i a qual libera a inibição exercida pelo nucleotídeo sobre o canal de K+ATP. Dessa forma, objetivou-se estudar a ação do Isoproterenol sobre o potencial de membrana das células de Sertoli para melhor avaliar o componente hiperpolarizante produzido por FSH nas células de Sertoli, além de estudar a captação de Ca2+ estimulada pelo FSH e pelo isoproterenol. O potencial de membrana foi registrado utilizando túbulos seminíferos isolados de testículos de ratos Wistar machos de 15 dias de idade. O registro intracelular da célula de Sertoli foi realizado utilizando microcapilares preenchidos com KCl 3mmol/L acoplados a um eletrômetro. Foi realizada a aplicação tópica isolada de FSH (4mU/mL) e Isoproterenol (2μM). Depois...

Análise do imprinting e da expressão dos genes H19 e IGF2 em células de Sertoli humanas apos exposição in vitro ao 2,3,7,8-Tetraclorodibenzo-p-dioxina (TCDD)

Ribeiro, Mariana Antunes
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 66 f.
POR
Relevância na Pesquisa
86.33%
Pós-graduação em Biologia Geral e Aplicada - IBB; A infertilidade acomete 10-15% dos casais em idade reprodutiva e o fator masculino pode ser responsável por 30-50% dos casos. A fertilidade masculina e o processo de espermatogênese estão diretamente relacionados à capacidade das células de Sertoli em produzir fatores determinantes para o desenvolvimento das células germinativas. Apenas as célulasde Sertolipossuem receptores paratestosteronaeFSHe, portanto, estascélulassão as principais reguladoras da espermatogênese. Estudos sugerem que 60-70% dos casos de infertilidade masculina são considerados idiopáticos, uma vez que os mecanismos moleculares envolvidos na espermatogênese ainda são desconhecidos. Estudos recentes relatam que homens oligozoospérmicos apresentam mudança no padrão de metilação do DNA nos espermatozoides,nas regiões que controlam a expressão dos genes regulados por imprintingH19 e IGF-2. Um dos grandes responsáveis para a alteração do padrão de metilação desses genes são os fatores ambientais, especialmente compostos orgânicos de alta toxicidade, como o 2,3,7,8- Tetraclorodibenzo-p-dioxina (TCDD). Modelos experimentais de exposição (camundongos) demonstraram que o TCDD ocasiona baixa contagem espermática e atraso na puberdade. O presente estudo correlacionou a ação do composto TCDD sobre as células de Sertoli humanas (in vitro) e sua ação na região controladoras de imprinting (ICR1) dos genes H19 e IGF-2. Inicialmente foi realizada a caracterização da amostra em estudo e foi constatado que esse tipo celular apresentrameilação entre 0 a 25% e é homozigota para os sítios polimórficos dos SNPsrs2839704 e rs10732516. Após 48 de exposição ao TCDD obervou-se tendência de aumento da metilação global do DNA da linhagem HSeC e discreto aumento da metilação dos sítios 4 e 7 de ligação do fator CTCF. A análise da expressão dos genes H19 e IGF2 deve ser finalizada...; Infertility affects 10-15% of couples on reproductive age and male factor may be responsible for 30-50% of cases. Male fertility and the spermatogenesis process are directly related to the ability of Sertoli cells to produce factors for germ cells development. Only Sertoli cells have receptors for testosterone and FSH...

Repercussões da obesidade materna e/ou pós-natal sobre as células de Sertoli e a expressão de fatores parácrinos intratesticulares; Repercussions of maternal obesity and/or post natal on the Sertoli cells and the expression of paracrine factors intratesticula

Vanessa Reame
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
96.37%
A obesidade está associada a vários prejuízos para a saúde, mas os efeitos sobre o sistema genital e reprodução masculina ainda são pouco compreendidos. Um estudo concluído recentemente em nosso laboratório comparou os efeitos do ambiente obesogênico (AO) em diferentes fases do desenvolvimento de ratos sobre a produção espermática na idade adulta. Todos os grupos expostos ao AO apresentaram prejuízos espermáticos. Para esclarecer esses achados, no presente trabalho, nós investigamos se os diferentes períodos de exposição ao AO resultaram em alterações funcionais nas células de Sertoli e modificaram permanentemente o ambiente parácrino intratesticular. Foram utilizados ratos Wistar adultos expostos à obesidade materna na gestação (O1), na gestação/ lactação (O2), ou sujeitos ao AO após desmame (O3), da lactação até a idade adulta (O4) ou da gestação até a idade adulta (O5) e grupo controle (C). A obesidade materna ou o AO foram induzidos por dieta com 20% de lipídeos (ração controle: 4% de lipídeos), por 15 semanas. As análises em microscopia de luz não mostraram alterações morfológicas nas células de Sertoli e no número dessas células expressando o receptor de andrógeno nos estágios VII e VIII do ciclo do epitélio seminífero. Entretanto...

Estudo do envolvimento iônico e de proteínas cinases no mecanismo de ação da 1-a,25(OH)2 vitamina D3, no influxo de cálcio em células de Sertoli e em testículos de ratos

Rosso, Angela
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: vii, 102 p.| il., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
106.36%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas, Programa de Pós-graduação em Bioquímica, Florianópolis, 2010; Tendo em mente que a 1,25D3, produto final do metabolismo da vitamina D3 é essencial para a integridade do sistema reprodutor masculino, e que, a homeostase do Ca+2 desempenha papel chave em muitos processos envolvidos na espermatogênese, avaliamos o efeito em nível membranar da 1,25D3 sobre o metabolismo do Ca+2 em testículo inteiro e célula de Sertoli de ratos imaturos. Foi demonstrado que em após 60 minutos de pré-incubação com o hormônio, não hove variação da captação basal de 45Ca+2 nos tempos de incubação de 30, 60, 150, 300 e 600 segundos. No tempo de incubação de 60 segundos, foi verificado que a 1,25D3 tem a capacidade de aumentar a captação de 45Ca+2 do meio extracelular em diferentes doses em ambos modelos experimentais, sendo este evento independente da ação genômica. Em testículos, observou-se que doses entre 10-15M e 10-9M foram eficazes em aumentar a captação de 45Ca+2, sendo o maior efeito evidenciado da dose de 10-10M (106%). Utilizando esta dose, foi demonstrado que os canais de CCDV do tipo L e T são as principais vias de entrada do íon nas células testiculares...

Gama-glutamil transpeptidase como alvo de ação da 1,25(OH)2 vitamina D3 na membrana plasmática das células de Sertoli

Gonçalves, Renata
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 81 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
106.48%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Bioquímica, Florianópolis, 2014; A 1a,25-diidroxivitamina D3 (1,25-D3) é o metabólito ativo da vitaminaD3. A 1,25-D3 é crítica para a manutenção da reprodução, já que aredução da fertilidade foi observada em ratos machos deficientes devitamina D. Este hormônio exerce ações via receptor nuclear (VDRn) eatravés de vias de respostas rápidas associadas a um receptor presente namembrana plasmática (VDRmem). As células de Sertoli são o principalcomponente estrutural do túbulo seminífero, e são responsáveis pelaregulação do fluxo de nutrientes para as células germinativas emdesenvolvimento. Dois fatores importantes no metabolismo das célulasde Sertoli são a atividade da enzima gama-glutamil transpeptidase(GGT) e a secreção de lactato para a nutrição das células germinativas.O objetivo deste trabalho foi estudar o efeito e o mecanismo de ação da1,25-D3 na atividade da enzima GGT e no metabolismo energéticoatravés da secreção de lactato e captação de glicose em células de Sertolide ratos de 30 dias de idade. Neste trabalho foi demonstrado que a 1,25-D3 aumentou a atividade da GGT em 6 h através da interação com oreceptor VDRmem e possível ativação da proteína cinase A (PKA)...

Efeito da desnutrição pós-natal com DBR (Dieta Básica Regional) sobre a morfometria testicular e o processo espermatogênico de ratos adultos

de Assis Marques Santos, Francisco; Virgínia Góis Leandro, Carol (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
96.15%
Objetivamos investigar o efeito da desnutrição materna durante a lactação, com a Dieta Básica Regional (DBR), no testículo de ratos, através de análises quantitativa e qualitativas. Ratas Wistar acasaladas aos 3 meses de idade receberam ração normoprotéica até o nascimento dos seus filhotes. Os filhotes foram divididos em dois grupos: controle C (n=6), com água e dieta normoprotéica; e desnutrido D (n=6), com água e dieta multicarencial (DBR); dada às mães, lactantes. Após o desmame, os grupos foram mantidos com água e dieta padrão do biotério (Labina-Purina), ad libitum até a eutanásia aos 3 meses de vida quando foram pesados, anestesiados, perfundidos com paraformaldeído a 4% em tampão fosfato (0,05M - pH 7,4) e orquiectomizados. O índice gonadossomático (IGS) foi estabelecido a partir da razão entre os pesos testiculares e corporal, obtidos no dia da eutanásia. Os testículos foram incluídos em parafina, processados histologicamente e corados com hematoxilina e eosina, depois analisados em microscópio de campo claro. Os pesos corporal (PC) e testicular (PT) do grupo desnutrido (324±6g; 1,67±0,05g) não diferiram dos pesos corporal e testicular do grupo controle (303±10g; 1,67±0,03g). Já o índice gonadossomático (IGS) do grupo desnutrido (1...

Efeito da desnutrição pós-natal com DBR (Dieta Básica Regional) sobre a morfometria testicular e o processo espermatogênico de ratos adultos

de Assis Marques Santos, Francisco; Virgínia Góis Leandro, Carol (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
96.15%
Objetivamos investigar o efeito da desnutrição materna durante a lactação, com a Dieta Básica Regional (DBR), no testículo de ratos, através de análises quantitativa e qualitativas. Ratas Wistar acasaladas aos 3 meses de idade receberam ração normoprotéica até o nascimento dos seus filhotes. Os filhotes foram divididos em dois grupos: controle C (n=6), com água e dieta normoprotéica; e desnutrido D (n=6), com água e dieta multicarencial (DBR); dada às mães, lactantes. Após o desmame, os grupos foram mantidos com água e dieta padrão do biotério (Labina-Purina), ad libitum até a eutanásia aos 3 meses de vida quando foram pesados, anestesiados, perfundidos com paraformaldeído a 4% em tampão fosfato (0,05M - pH 7,4) e orquiectomizados. O índice gonadossomático (IGS) foi estabelecido a partir da razão entre os pesos testiculares e corporal, obtidos no dia da eutanásia. Os testículos foram incluídos em parafina, processados histologicamente e corados com hematoxilina e eosina, depois analisados em microscópio de campo claro. Os pesos corporal (PC) e testicular (PT) do grupo desnutrido (324±6g; 1,67±0,05g) não diferiram dos pesos corporal e testicular do grupo controle (303±10g; 1,67±0,03g). Já o índice gonadossomático (IGS) do grupo desnutrido (1...

Efeito do herbicida glifosato sobre as células somáticas e germinativas de testículo de peixe Danio rerio (Hamilton, 1822)

Nezzi, Luciane
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 81 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
86.37%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e do Desenvolvimento, Florianópolis, 2015.; O glifosato é um herbicida utilizado para inibir o crescimento de plantas daninhas. Este herbicida é solúvel em água e, quando aplicado em sistemas terrestres, infiltra no solo atingindo os ecossistemas aquáticos e consequentemente, afetando organismos não-alvo. O objetivo deste estudo foi caracterizar os efeitos de 65 µg/L glifosato sobre a organização estrutural e ultraestrutural das células somáticas e germinativas durante a espermatogênese de Danio rerio. A concentração de glifosato utilizada corresponde ao limite máximo estabelecido pelo CONAMA para águas de abastecimento par consumo humano. Os resultados mostram aumento significativo de micronúcleos, além de aumento significativo no índice gonadossomático (IGS) nos machos expostos por 360 h. A análise estrutural permitiu o reconhecimento em todos grupos de três estágios de cistos germinativos organizados próximos a parede dos testículos, que correspondem aqueles compostos por: (i) espermatogônias, (ii) espermatócitos, (iii) espermátides (iniciais e tardias); além da presença de espermatozoides no lúmen do túbulo seminífero. Na análise ultraestrutural observou-se alterações nas células de Sertoli...

Efeito estimulatório da tiroxina no transporte de aminoácidos, captação de 45Ca2+ e na exocitose em células de sertoli de testículos de ratos imaturos

Zanatta, Ana Paula
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 101 p.| il., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
96.33%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Bioquímica, Florianópolis, 2011; A atividade secretória das células de Sertoli é dependente das funções dos canais iônicos e da síntese de proteínas e é essencial para a espermatogênese. Além das ações genômicas dos hormônios tireóideos (HT), ações não-genômicas da tiroxina (T4) e do 3,5,3'-L-triiodotironina (T3) são relatados em testículos de ratos imaturos. O objetivo deste trabalho foi estudar o mecanismo de ação do T4 no transporte de aminoácidos e investigar a função do receptor de integrina neste evento. Também, esclarecer se o efeito estimulatório do T4 no transporte de aminoácidos e a captação de Ca2+ culminam em secreção celular. Descrevemos que o efeito estimulatório do T4 no transporte de aminoácidos parece ser mediado por um receptor de integrina presente na membrana plasmática, já que o tetrac (inibidor da ação do T4 na integrina), assim como o peptídio RGD (bloqueador da ligação do T4 ao receptor ?v?3) foram capazes de anular o efeito do hormônio. Além disso, o T4 aumenta a captação de Ca2+ e o Ca2+ intracelular aumenta a atividade nuclear...

Ações da insulina e do IGF-I sobre marcadores de ação hormonal em células de Sertoli de ratos em diferentes estágios de desenvolvimento

Escott, Gustavo Monteiro
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
96.41%
A insulina e o IGF-I são hormônios que possuem alta homologia, isto é, apresentam grande semelhança estrutural no que se refere a sequencia de aminoácidos. Assim como os hormônios, seus receptores de membrana também são semelhantes, e a similaridade de suas sequencias de aminoácidos é em torno de 50%. Essas semelhanças permitem que ambos os hormônios se liguem aos seus receptores com alta afinidade e ao receptor do outro hormônio com menor afinidade. Tanto insulina como IGF-I desencadeiam uma série de efeitos sobre as células de Sertoli, como transporte de glicose e produção de lactato. Dessa forma, este estudo tem por objetivo investigar a ação do IGF-I e da insulina sobre a captação de cálcio, o transporte de aminoácido e glicose, além de suas ações eletrofisiológicas em células de Sertoli de ratos de 12 a 15 dias e de 30 dias de idade. Para o registro do potencial de membrana foram utilizados túbulos seminíferos isolados de testículos de ratos Wistar machos de 12 a 15 dias de idade e de 30 dias de idade. O registro intracelular da célula de Sertoli foi realizado utilizando microcapilares de borossilicato preenchidos com KCl 3 M acoplados a um eletrômetro. Foi realizada a aplicação tópica de IGF-I (100 ng/ml) e insulina (100 μM) isoladamente e também após a perfusão com a verapamil (100 μM) e JB1 (1 μg/ml). A captação de 45Ca2+ foi investigada se utilizando testículos inteiros. Os tecidos foram pré-incubados em KRb com 45Ca2+ por 60 minutos para equilibrar o meio intra e extracelular de 45Ca2+. Em seguida...

Ações da epitestosterona através de um mecanismo de membrana em células de Sertoli : implicações no desenvolvimento sexual

Castro, Alexandre Luz de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
106.41%
Introdução: A epitestosterona é um epímero α da testosterona. Esse esteroide possui uma atividade antiandrogênica, assim como um efeito neuroprotetor. No entanto, o mecanismo de ação da epitestosterona ainda não foi elucidado. Objetivos: O objetivo desse trabalho é investigar o efeito não clássico da epitestosterona sobre o potencial de membrana de células de Sertoli de testículos de ratos de 15, 21 e 35 dias de idade e sobre a captação de 45Ca2+ no tecido testicular de ratos de 12 dias de idade. Materiais e métodos: O potencial e a resistência de membrana das células de Sertoli foram registrados através da técnica eletrofisiológica de registro intracelular. Foi realizada a aplicação de epitestosterona (0,5, 1 e 2μM) ou de testosterona (1μM), com ou sem a perfusão com flutamida (1μM), verapamil (100μM) ou U73122 (2μM). Os testículos de ratos de 12 dias de idade foram pré-incubados com 45Ca2+, com ou sem flutamida (1μM), e incubados com epitestosterona (1μM) ou testosterona (1μM). Análise estatística: Teste t de Student ou ANOVA para medidas repetidas seguido do pós-teste de Bonferroni. Resultados: A epitestosterona produziu uma resposta de despolarização do potencial de membrana, assim como um aumento na resistência de membrana em células de Sertoli de ratos de 15...

Tumores testiculares caninos: a propósito de dos casos clínicos

Martí, S.; Cloquell, A.; Vázquez, F.; Díaz, A.
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em //2010 SPA
Relevância na Pesquisa
86.27%
Los tumores testiculares tienen una mayor incidencia en la especie canina que en otras especies y son una patología habitual en la clínica diaria, aunque generalmente son hallazgos de la exploración física. La mayoría de los tumores testiculares son benignos, a diferencia de medicina humana donde este tipo de tumores son potencialmente malignos. Los síntomas clínicos varían según la actividad hormonal del tumor; los tumores de células de Sertoli y los seminomas pueden secretar mayor cantidad de estrógenos, mientras que los tumores de células intersticiales producen testosterona. Algunos perros con tumor de células de Sertoli pueden presentar síndrome de feminización; esto puede ocurrir también, aunque de manera menos frecuente, en perros con seminomas. Los tumores de células intersticiales están relacionados con enfermedad prostática y neoplasias de glándulas perianales. La ecografía testicular no permite un diagnóstico definitivo de neoplasia testicular, aunque permite valorar patologías en testículo, epidídimo y escroto. En algunos casos la citología prepucial es de utilidad para el diagnóstico y diferenciación de los tumores testiculares según las características celulares encontradas. En la mayoría de los casos la orquiectomía es curativa; por ello...

Análise da expressão de TGF± (Transforming Growth Factor Alpha) nas células germinativas e a frequência de células de sertoli em touros de raças sintéticas com alteração na qualidade seminal; Analysis of the TGF± (transforming growth factor alpha) expression in germinative cells and the frequency of Sertoli cells in bulls of synthetic breed with deficient seminal quality

Horn, Marilise Mesquita; Moraes, José Carlos Ferrugem; Edelweiss, Maria Isabel Albano
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2006 POR
Relevância na Pesquisa
86.41%
O fator de crescimento transformante alfa (TGF±) é uma molécula da família dos fatores de crescimento transformantes, que tem sido apontado como provável regulador do desenvolvimento testicular. A hipótese do presente estudo foi de que touros de raças sintéticas com deficiente qualidade seminal apresentam um padrão de expressão de TGF± e uma freqüência média de células de Sertoli, diferentes quando comparados aos touros com adequada qualidade seminal. Foram utilizados para o estudo, testículos de seis touros Braford e oito touros Brangus-Ibagé com e sem problemas na qualidade seminal. A técnica de imuno-histoquímica foi empregada para determinar a expressão de TGF± no epitélio seminífero e também para marcar o núcleo das células de Sertoli, com o uso do anticorpo monoclonal TGF± (Ab-2; Calbiochem) e anticorpo policlonal anti-proteína S100 (DAKO). A média geral de espermatogônias marcadas pelo anticorpo foi diferente para raça: 9.2±0.4 para Braford e 11.0±0.3 para Brangus-Ibagé (P<0.05), porém não houve diferença estatisticamente significativa entre as fases analisadas. A média de células de Sertoli foi similar entre as raças de touros. Porém houve uma interação significativa (P<0.05) entre raça e condição reprodutiva...

Desenvolvimento gonadal de fetos suínos e sua relação com medidas fetais

Pontelo, Thais Preisser
Fonte: Universidade Federal de Lavras; Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias; UFLA; brasil; Departamento de Medicina Veterinária Publicador: Universidade Federal de Lavras; Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias; UFLA; brasil; Departamento de Medicina Veterinária
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em 18/12/2015 POR
Relevância na Pesquisa
86.36%
The objective of this work was to evaluate the histomorphometric traits of the testes and ovaries at different gestational ages, and correlate them with the length and head circumference, and thoracic perimeter. We divided by gender and gestational age 44 fetuses obtained from DB-90 pregnant gilts (DanBred). The gestational ages were of 50, 80 and 106 days. In the first and second groups, 5 males and 7 females were studied, and in the third, 5 males and 9 females. After slaughtering the gilts, the fetuses were removed, determining the head length and head and thoracic perimeters. Subsequently, the gonads were collected, weighed and subjected to histomorphometric analyses, such as cell counts and measuring the gonad structures. All gonad traits were subjected to ANOVA, statistically comparing the different gestational ages using the SNK test at 5% probability. Histomorphometric variables were correlated with fetal measurements by means of Pearson correlation. The weight of the testes increased (P<0.05) significantly during pregnancy, especially during the final third. The same occurred to the weight of the ovaries. After 106 days of gestation, the cordonal length and number of Sertoli cells increased (P<0.05) in the testes, however...

Tumor de células de Sertoli maligno

Azurmendi Arín,Igor; Llarena Ibarguren,Roberto; García-Olaverri Rodríguez,Jorge; Olano Grasa,Ivan; Cantón Aller,Emilio; Pertusa Peña,Carlos
Fonte: Archivos Españoles de Urología (Ed. impresa) Publicador: Archivos Españoles de Urología (Ed. impresa)
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/09/2008 SPA
Relevância na Pesquisa
96.32%
Objetivo: Aportamos a la literatura un nuevo caso de tumor testicular compuesto por células de Sertoli de características histológicas malignas. Métodos: Se trata de un varón de 77 años, afecto de un síndrome general constitucional y una masa sólida testicular izquierda en la que tras la orquiectomía se diagnostica de tumor de células de Sertoli maligno, sin diseminación locorregional ni a distancia, con una benigna evolución tras 18 meses de seguimiento. Resultados: El tumor de células de Sertoli o androblastoma se encuadra en la clasificación de tumores no germinales derivados del estroma de los cordones sexuales. Se reconocen 3 tipos dependiendo de su composición celular: de célula grande calcificada, de célula esclerosada, y la más frecuente de todas, la variante clásica. Conclusiones: Siendo el tumor de células de Sertoli un tumor testicular poco común, la forma maligna lo es menos aún, no más del 10% del total. A pesar de las características patológicas que se relacionan con la malignidad, su comportamiento posterior es imprevisible y poco conocido, al igual que la forma de seguimiento y tratamiento, pues no es sensible a citostáticos. La presencia de metástasis sigue siendo hoy en día el único parámetro válido como valor pronóstico.