Página 1 dos resultados de 745 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

A célula periglomerular do bulbo olfatório e seu papel no processamento de odores: um modelo computacional; The Periglomeural Cell of the Olfactry Bulb and its Role in the odor processing: A computational Model.

Arruda, Denise de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/07/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.35%
Os interneurônios do bulbo olfatório são elementos chave para o entendimento do processamento de odores. O papel funcional desses neurônios ainda não é bem compreendido, em especial o papel da célula periglomerular (PG). O presente trabalho consiste em construir um modelo biologicamente plausível da célula PG e investigar os efeitos dessa célula em conjunto com modelos da célula mitral e da célula granular. Esses modelos são acoplados através de conexões sinápticas inspiradas nas conexões existentes no bulbo olfatório, formando uma pequena rede simplificada. A rede é usada para analisar o efeito da inibição inicial da célula mitral por parte da célula PG e os mecanismos que podem influenciar o padrão de atividade da célula mitral. Através deste estudo, verifica-se que a célula PG pode influenciar na frequência, no tempo de disparo e gerar atrasos na propagação do potencial da célula mitral, agindo como um mecanismo de controle nas camadas iniciais do processamento de odores do bulbo olfatório.; Interneurons of the olfactory bulb are key elements for understanding odor processing. The functional role of these cells are not yet well understood, in particular the role of periglomerular cell (PG). This work aims at constructing a biologically plausible model of the PG cell to study effects of the coupling of this cell with model of mitral and granule cells of the olfactory bulb. Single cell models of these three cell types coupled by synaptic connections inspired on existing connections in the olfactory bulb...

Programa de computador para simulação de modelos de neurônios: aplicação à célula mitral do bulbo olfatório; Computer program for neuron models simulation: application to the olfactory bulb mitral cell

Arantes, Rafael
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/06/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.24%
O presente trabalho descreve um programa de computador em linguagem Java que reproduz o modelo compartimental reduzido de célula mitral do bulbo olfativo construído por Davison, Feng e Brown (Brain Res. Bull. 51:393-399,2000), como uma simplificação do modelo detalhado de Bhalla e Bower (J. Neurophysiol., 69:1948-1965, 1993). O modelo reduzido considera a célula mitral como composta por quatro compartimentos, modelados conforme a metodologia de HODGKIN e HUXLEY. Por seu baixo custo computacional, o modelo reduzido permite a construção de modelos de rede de grande porte para o bulbo olfativo. A implementação computacional feita em Java apresenta grande similaridade com a original, indicando uma robustez do modelo com relação a versões em plataformas distintas.; This work describes a computer program written in Java, which reproduces the reduced compartimental model of the mitral cell of the olfactory bulb constructed by Davison, Feng and Brown (Brain Res. Bull. 51:393-399,2000), as a simplified version of the detailed model of Bhalla and Bower (J. Neurophysiol., 69:1948-1965, 1993). The reduced model considers the mitral cell as composed of four compartiments modeled according to the Hodgkin-Huxley formalism. Due to its low computational cost...

Modelagem do bulbo molhado em irrigação por gotejamento; Modeling of the soil wetted volume under drip irrigation

Tolentino Júnior, João Batista
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 06/02/2012 PT
Relevância na Pesquisa
27.43%
O bulbo molhado formado na irrigação por gotejamento pode ser modelado a partir informações das propriedades físico-hídricas do solo. Mas apesar do grande progresso na modelagem, a aplicação de modelos na irrigação e drenagem ainda não foi implementada em nenhum nível de maneira substancial. Assim, o objetivo do presente trabalho foi desenvolver um modelo numérico utilizando a técnica dos volumes finitos para estimar a forma e as dimensões do volume de solo molhado sob irrigação por gotejamento, e verificar a validade do modelo através da comparação com dados recolhidos em condições experimentais. O ensaio foi conduzido na área experimental do Departamento de Engenharia de Biossistemas da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz-ESALQ/USP. As sondas de TDR foram confeccionadas segundo procedimentos descritos por Souza et al. (2006). O perfil do bulbo molhado formado no solo abaixo de um emissor do tipo gotejador foi determinado para 3 tipos de material: areia, solo arenoso e solo argiloso e para 3 vazões nominais do emissor: 2, 4 e 6 L/h. Cada uma das combinações entre tipo de solo e vazão foi repetida três vezes em caixas (1000 L) diferentes, totalizando 27 medições. Um modelo numérico foi desenvolvido para simular a distribuição da água no perfil do solo abaixo de uma fonte pontual. A solução da equação diferencial para o movimento da água em solo não saturado foi realizada pela discretização do espaço-tempo utilizando a técnica dos volumes finitos. Um algoritmo em linguagem Visual Basic foi escrito para implementar o conjunto de equações e simular a evolução do bulbo molhado no tempo. Foi simulada a formação do bulbo molhado nas mesmas condições do experimento...

Reconhecimento de padrões usando uma rede neural pulsada inspirada no bulbo olfatório; Pattern Reconigtion Using Spiking Neuron Networks Inspired on Olfactory Bulb

Figueira, Lucas Baggio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/08/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.35%
O sistema olfatório é notável por sua capacidade de discriminar odores muito similares, mesmo que estejam misturados. Essa capacidade de discriminação é, em parte, devida a padrões de atividade espaço-temporais gerados nas células mitrais, as células principais do bulbo olfatório, durante a apresentação de um odor. Tais padrões dinâmicos decorrem de interações sinápticas recíprocas entre as células mitrais e interneurônios inibitórios do bulbo olfatório, por exemplo, as células granulares. Nesta tese, apresenta-se um modelo do bulbo olfatório baseado em modelos pulsados das células mitrais e granulares e avalia-se o seu desempenho como sistema reconhecedor de padrões usando-se bases de dados de padrões artificiais e reais. Os resultados dos testes mostram que o modelo possui a capacidade de separar padrões em diferentes classes. Essa capacidade pode ser explorada na construção de sistemas reconhecedores de padrões. Apresenta-se também a ferramenta denominada Nemos, desenvolvida para a implementação do modelo, que é uma plataforma para simulação de neurônios e redes de neurônios pulsados com interface gráfica amigável com o usuário.; The olfactory system is a remarkable system capable of discriminating very similar odorant mixtures. This is in part achieved via spatio-temporal activity patterns generated in mitral cells...

Efeitos da manipulação neonatal sobra a atividade serotonérgica, noradrenérgica e fosforilação do CREB no bulbo olfatório de filhotes de ratos

Souza, Marcelo Alves de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.35%
O Reconhecimento do odor maternal é fundamental para a sobrevivência de filhotes altriciais como os ratos, pois eles dependem da mãe para proteção, manutenção da temperatura corporal e alimentação. Essa identificação da mãe nos primeiros dias de vida do filhote ocorre através do paradigma do aprendizado olfatório, que se dá pelo pareamento do cuidado maternal (estímulo tátil ou estímulo incondicionado) com o cheiro da mãe (estímulo condicionado). Esse estímulo tátil, aplicado pela mãe, atua sobre o locus coeruleos que emite uma projeção para o bulbo olfatório, promovendo a liberação de noradrenalina que resulta na fosforilação do fator de transcrição CREB (“Proteína ligante ao elemento responsivo ao AMPc”). A fostorilação dessa proteína é o passo fundamental para a formação do aprendizado olfatório. O envolvimento da 5-HT nesse tipo de memória ainda não está bem esclarecido, mas postula-se que sua participação seria sinérgica a NA induzindo a fosforilação do CREB. Dessa forma, a manipulação neonatal que se caracteriza como um estímulo tátil induz por si só um aumento do comportamento maternal. Esse estímulo aparentemente não nocivo em ratos é capaz de interferir em filhotes fêmeas na preferência do odor materno...

Efeito da manipulação neonatal sobre o sinal de BDNF no bulbo olfatório de ratos

Reis, Adolfo Rodrigues
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.6%
Ao nascerem os mamíferos não estão com o sistema nervoso plenamente desenvolvido e os primeiros dias de vida representam uma fase crítica para o desenvolvimento do sistema nervoso, de fato nesta fase o encéfalo esta passando por diversos processos fundamentais como organização funcional das redes neurais, proliferação neuronal, migração, diferenciação, além de gliogênese e mielinização. Em ratos, um procedimento simples, como “manipular” os filhotes por alguns minutos durante a primeira semana de vida, pode marcar decisivamente o desenvolvimento do indivíduo. Assim, a manipulação neonatal tem sido muito utilizada para se examinar os mecanismos pelos quais variações ambientais podem afetar o desenvolvimento do filhote. A manipulação neonatal promove uma série de alterações comportamentais e neuroendócrinas que se caracterizam basicamente por uma diminuição do medo no adulto. Além das mudanças neuroendócrinas já foram relatadas diversas alterações sobre a estrutura do sistema nervoso, como por exemplo, na densidade de células na área pré-óptica medial, na amígdala medial póstero-dorsal e no núcleo periventricular antero ventral, no córtex pré-frontal, núcleos amidalóides e no Locus coeruleus que apresenta papel decisivo durante o desenvolvimento. Sabe-se que o Locus coeruleus apresenta uma atuação muito importante no aprendizado olfatório...

Manipulação neonatal e seus efeitos sobre o bulbo olfatório em ratos : morfologia e comportamento

Azevedo, Marcia Scherem
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.24%
A manipulação neonatal altera o comportamento maternal e a relação mãefilhote induzindo mudanças fisiológicas e alterações comportamentais em resposta a estímulos estressores, que perduram ao longo da vida do animal. O objetivo deste trabalho foi analisar os efeitos da manipulação neonatal (dia pós-natal 1 ao dia pósnatal 10) sobre o número de células nas camadas do bulbo olfatório de ratos machos e fêmeas aos 11 e aos 90 dias de idade. Além disso, estudar o envolvimento do sistema olfatório (no início e na vida adulta do animal) no estabelecimento das relações sociais em ratos que sofreram manipulação neonatal. Nossos resultados mostraram uma redução significativa no número de células mitrais e no número total de células na camada glomerular em ratos manipulados machos e fêmeas em ambas as idades. O número de neurônios NeuN-positivo também está alterado. Fêmeas manipuladas no período neonatal apresentam redução no número de neurônios NeuN-positivos na vida adulta. Quanto às relações sociais, a manipulação neonatal não alterou a preferência olfatória no início da vida do animal (aos 11 dias de idade). Entretanto, na vida adulta este procedimento causou uma redução na preferência sexual de ratos machos. Em relação ao comportamento maternal...

Identificação de possíveis mecanismos envolvidos na ação da progesterona sobre o hipotálamo e o bulbo olfatório de ratas Wistar submetidas ao teste do nado forçado

Arbo, Bruno Dutra
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.49%
A depressão é um transtorno comportamental com uma alta prevalência na população, a qual é maior nas mulheres do que nos homens. Estudos prévios mostraram que a administração de baixas doses de progesterona em ratas em diestro tem um efeito antidepressivo no teste do nado forçado. A depressão está associada com a neurodegeneração e a morte celular em alguns circuitos cerebrais, e a progesterona é um esteróide neuroprotetor que poderia prevenir ao menos parcialmente essa neurodegeneração. A fisiopatologia da depressão também envolve os sistemas GABAérgico e serotoninérgico, e ambos poderiam ter seu funcionamento modulado pela progesterona. Os animais de laboratório são constantemente expostos a vários tipos de estressores na rotina de laboratório, e o estresse poderia ser um fator de interferência em estudos comportamentais. O objetivo desse estudo foi verificar o efeito da progesterona na expressão protéica e na ativação da Akt e da Erk, e na expressão da caspase-3, SERT e na subunidade α4 do receptor GABAA no hipotálamo e no bulbo olfatório de ratas em diestro submetidas ao teste do nado forçado. No primeiro experimento, fêmeas em diestro (n= 8/grupo) foram randomicamente selecionadas para receber uma injeção diária de progesterona (0...

Distribuição de fósforo no bulbo molhado, aplicado via fertirrigação por gotejamento com ácido fosfórico

Zanini, José R.; Barreto, Ana K. G.; Foratto, Leticia C.; Natale, William
Fonte: Associação Brasileira de Engenharia Agrícola (SBEA) Publicador: Associação Brasileira de Engenharia Agrícola (SBEA)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 180-193
POR
Relevância na Pesquisa
37.24%
Foram investigados a distribuição do fósforo, o pH e a umidade do solo no bulbo molhado em um Latossolo sem vegetação, após fertirrigação com ácido fosfórico, durante 21 dias. O experimento foi instalado na UNESP/Jaboticabal - SP, em blocos casualizados, com cinco repetições. Os tratamentos foram 0; 30; 60; 90 e 120 kg ha-1 de P2O5, dividindo-se as doses em quatro aplicações semanais, via fertirrigação. Após a última aplicação, foram abertas trincheiras nos bulbos molhados e coletadas amostras de solo em quadrículas de 100 cm². O ácido fosfórico provocou aumento da acidez e elevados teores de fósforo no bulbo, principalmente até 30 cm de distância lateral e até 40 cm de profundidade, em relação ao ponto de gotejamento. O aumento da dose de ácido fosfórico (90 e 120 kg ha-1 de P2O5) provocou maiores teores de fósforo e maior acidificação do solo até 30 cm de distância lateral e até 40 cm de profundidade. A distribuição do fósforo e seu efeito no pH no volume de solo molhado não seguiram a distribuição de umidade no mesmo.; The phosphorous distribution, pH and the water content in the wet bulb of a Latosol without vegetation fertigated along one month, were investigated. The experiment, with randomised blocks design was carried out in UNESP - São Paulo State University...

Distribuição de fósforo no bulbo molhado, aplicado via fertirrigação por gotejamento com ácido fosfórico

Zanini,José R.; Barreto,Ana K. G.; Foratto,Leticia C.; Natale,William
Fonte: Associação Brasileira de Engenharia Agrícola Publicador: Associação Brasileira de Engenharia Agrícola
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.24%
Foram investigados a distribuição do fósforo, o pH e a umidade do solo no bulbo molhado em um Latossolo sem vegetação, após fertirrigação com ácido fosfórico, durante 21 dias. O experimento foi instalado na UNESP/Jaboticabal - SP, em blocos casualizados, com cinco repetições. Os tratamentos foram 0; 30; 60; 90 e 120 kg ha-1 de P2O5, dividindo-se as doses em quatro aplicações semanais, via fertirrigação. Após a última aplicação, foram abertas trincheiras nos bulbos molhados e coletadas amostras de solo em quadrículas de 100 cm². O ácido fosfórico provocou aumento da acidez e elevados teores de fósforo no bulbo, principalmente até 30 cm de distância lateral e até 40 cm de profundidade, em relação ao ponto de gotejamento. O aumento da dose de ácido fosfórico (90 e 120 kg ha-1 de P2O5) provocou maiores teores de fósforo e maior acidificação do solo até 30 cm de distância lateral e até 40 cm de profundidade. A distribuição do fósforo e seu efeito no pH no volume de solo molhado não seguiram a distribuição de umidade no mesmo.

Relação entre a biometria ultra-sonográfica em modo B do bulbo ocular e os diâmetros fronto occiptal e bizigomático em Canis familiaris

Beserra,Poliana S.; Sales,Gustavo A.; Santana,Expedito J.M.; Miranda,Stefânia A.; Brito,Adriel B.; Nickolak,Elizabete; Domingues,Sheyla F.S.
Fonte: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) Publicador: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.24%
Avaliou-se 31 cães saudáveis, sem raça definida, sendo 10 machos e 21 fêmeas, com 8 meses a 7 anos de idade e peso de1,5-28 kg. Inicialmente foram mensurados os diâmetros fronto-occiptal (DFO) e bizigomático (DBZ) do crânio com o auxílio de um paquímetro. A ultra-sonografia transpalpebral em modo-B foi realizada para mensurar as estruturas do bulbo ocular, conforme se segue: D1- espessura da córnea; D2- distância entre o ponto central da imagem da córnea e a da cápsula anterior do cristalino (câmara anterior); D3- distância entre o ponto central da imagem da córnea e a da cápsula posterior do cristalino; D4- espessura do cristalino, que corresponde a distância entre a imagem da cápsula anterior e a cápsula posterior do cristalino; D5- diâmetro do cristalino, distância entre as imagens dos pólos do cristalino; D6- área do cristalino; D7- câmara vítrea, distância entre a imagem da cápsula posterior do cristalino e a retina; D8- distância entre a cápsula anterior do cristalino e a retina; D9- distância entre a imagem da córnea e a retina. Com exceção da D4, houve efeito dos DFO e DBZ sobre as medidas das estruturas internas do BO. A análise de regressão linear entre as medidas das estruturas do bulbo ocular e os DFO e DBZ foram significativas para D1...

Efeitos de tipos de bulbos e adubação nitrogenada sobre a produtividade e características comerciais do alho cv. "Quitéria"

Resende,Geraldo M.; Souza,Rovilson José
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2001 PT
Relevância na Pesquisa
27.43%
O presente trabalho foi conduzido no período de abril a outubro de 1991 na UFLA, Lavras (MG), com o objetivo de avaliar a influência de doses de nitrogênio e tipos de bulbos como fonte de bulbilhos para plantio sobre a produtividade e características comerciais do alho (Allium sativum L.). Utilizou-se o delineamento experimental de blocos ao acaso em esquema fatorial 5x2, compreendendo cinco doses de nitrogênio (0; 40; 80; 120 e 160 kg/ha de N) e dois tipos de bulbos para plantio como fonte de bulbilhos (bulbos normais e pseudoperfilhados) e quatro repetições. Constatou-se que o uso de bulbilhos de bulbos pseudoperfilhados é viável, não havendo diferenças em termos de produtividade total ou comercial, peso médio de bulbo, número de bulbilhos por bulbo e incidência de pseudoperfilhamento em relação ao uso de bulbilhos de bulbos normais. A produtividade total de bulbos aumentou até a dose de 149,2 kg/ha de N, sendo que houve redução linear na produtividade comercial com o incremento da dose de nitrogênio. O peso médio de bulbo e a percentagem de bulbos pseudoperfilhados aumentaram linearmente com o incremento das doses de nitrogênio. O número de bulbilhos por bulbo não foi influenciado pelos tratamentos.

Effect of synchronous activation of medullary inspiratory bulbo-spinal neurones on phrenic nerve discharge in cat.

Feldman, J L; McCrimmon, D R; Speck, D F
Fonte: PubMed Publicador: PubMed
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /02/1984 EN
Relevância na Pesquisa
27.43%
The effects on phrenic nerve discharge elicited by intraspinal stimulation which produced synchronous activation of bulbo-spinal inspiratory neurones were investigated in chloralose-urethane anaesthetized, paralysed, vagotomized and artificially ventilated cats. Descending respiratory axons were activated in the ventrolateral spinal cord at the second cervical level using either monopolar or bipolar stimulation (25-200 microA, 100 microseconds, 1-300 Hz). Activation of bulbo-spinal axons was confirmed by recording both orthodromic phrenic nerve excitation and antidromic spike invasion of single, inspiratory modulated units in either the dorsal respiratory group (d.r.g.) or ventral respiratory group (v.r.g.). Antidromic activation of inspiratory bulbo-spinal neurones was confirmed by the criteria of high frequency following and collision tests. Spinal cord stimulation at intensities of 100 microA antidromically activated approximately half of the inspiratory bulbo-spinal neurones in the d.r.g. and v.r.g. Stimulation pulses delivered to the spinal cord elicited an orthodromic excitation of the ipsilateral phrenic nerve lasting 2-12 ms during inspiration. The onset latency of excitation was 2-4 ms, decreasing as inspiration progressed. Following the initial excitation there was a 4-30 ms period of reduced phrenic nerve discharge. Continuous trains of stimuli (less than 100 microA...

Tratamento de bulbilhos com diferentes doses de zinco 75 e seu efeito na produtividade de alho tipo nobre, nas condições de Lavras, MG.

YURI, J. E.; RODAS, C. L.; SOUZA, R. J. de; CARVALHO, J. G. de; RESENDE, G. M. de; RODRIGUES JÚNIOR, J. C.; MOTA, J. H.
Fonte: Horticultura Brasileira, Brasília, DF, v. 22, n. 2, jul. 2004. Suplemento 2. 1 CD-ROM. Publicador: Horticultura Brasileira, Brasília, DF, v. 22, n. 2, jul. 2004. Suplemento 2. 1 CD-ROM.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
27.35%
O trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar os efeitos do tratamento de bulbilhos em pré-plantio com zinco quanto à produtividade do alho nobre (Allium sativum L.), cv. Roxo Pérola de Caçador, nas condições de Lavras, MG. O experimento foi conduzido entre os meses de maio a novembro de 2003. O delineamento experimental utilizado foi DBC em esquema fatorial 3 (três classificações de bulbo: tipos 4, 5 e 6) x 5 (cinco doses de Zn: 0, 200; 400; 600; 800 ml ha -1), com três repetições. As características avaliadas foram: produtividade total das plantas, produtividade total de bulbos e produtividade comercial de bulbos com classificação maior que tipo 5. Para as três características avaliadas, verificaram-se efeitos significativos para classificação de bulbos e para doses de zinco isoladamente, sem interação. Para a produtividade total das plantas, a dose de 500 ml ha -1 de Zinco 75 proporcionou o maior rendimento. Em relação à classificação de bulbo, o tipo 6 se mostrou mais produtivo, com 13,6 t ha-1. A dose de 460 ml ha-1 proporcionou o maior rendimento para a produtividade total de bulbos, sendo do tipo 6, a classificação de bulbo que proporcionou o maior retorno, com 11,1 t ha-1. Para a produtividade comercial de bulbos com classificação maior que tipo 5...

Hipertenção arterial sistêmica relacionada à compressão neurovascular do bulbo raquídeo - Um estudo morfométrico

Augusto Ribeiro de Lima, Marcelo; José Vieira De Mello, Roberto (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.08%
O presente trabalho tem como objetivo verificar alterações na superfície do bulbo raquídeo em indivíduos hipertensos . Avaliamos através de análise morfométrica cortes olivares medianos de bulbos raquídeos obtidos de cadáveres submetidos à necropsia no Serviço de Verificação de Óbitos da Secretaria de Estado de Saúde de Pernambuco Universidade Federal de Pernambuco. Vinte e um casos de hipertensão e doze indivíduos normotensos foram estudados. Observou-se uma grande diversidade nos resultados das medidas da área estudada sem significância estatística. Concluímos que os resultados podem advir do pequeno número de casos estudados, porém estes achados podem ser atribuídos à natureza multifatorial da hipertensão arterial sistêmica

Descripción de las vías olfativas (Roseta Bulbo olfativo) y evaluación de los efectos histopatológicos causados por el Roundup® Activo sobre el sistema olfativo de alevinos de cachama blanca (Piaractus brachypomus)

Castañeda Cortés, Diana Carolina
Fonte: Universidad Militar Nueva Granada; Facultad de ciencias básicas; Programa de biología aplicada Publicador: Universidad Militar Nueva Granada; Facultad de ciencias básicas; Programa de biología aplicada
Tipo: bachelorThesis; Ensayo Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
27.35%
Los individuos de P. brachypomus utilizados en los tres tratamientos no presentaron diferencias en las variables de crecimiento. La roseta olfativa y el bulbo olfativo de P. brachypomus presentan la conformación anatómica e histológica típica de los teleósteos. Al igual que el patrón de inervación (roseta - bulbo olfativo) y la organización topografía de los glomérulos. La roseta olfativa de P. brachypomus tiene en promedio de 26 a 28 lamelas. La exposición a concentraciones subletales Roundup® Activo, causa alteraciones histopatológicas en la roseta olfativa y en el bulbo olfativo de P. brachypomus, registrando la presencia CG o CGE en estos tejidos. No se observaron cambios en el patrón de inervación, ni en la organización de topográfica de los glomérulos en el bulbo olfativo, en los individuos de P. brachypomus expuestos a Roundup® Activo

Estudios de mecanismos de integración sensorial en el bulbo olfatorio de rata

Egaña Tomic, José Ignacio
Fonte: Universidad de Chile; CyberDocs Publicador: Universidad de Chile; CyberDocs
Tipo: Tesis
ES
Relevância na Pesquisa
37.24%
La experiencia perceptual es una de las herramientas más importantes con que cuentan los organismos para adaptarse a su siempre cambiante entorno. Dentro de los sentidos desarrollados a lo largo de la evolución el sistema olfatorio es de los más antiguos y conservados a través de una gran diversidad de especies. Debido a recientes descubrimientos el sistema olfatorio ha tomado un rol importantísimo en el estudio de los mecanismos que dan cuenta no sólo de la olfacción, sino que de la percepción en general. Especial mención merecen, dentro de estos nuevos paradigmas, las llamadas dinámicas temporales. Bajo este concepto se agrupan una serie de ideas que sostienen que el tiempo es un elemento clave en la codificación de estímulos sensoriales. En el Bulbo Olfatorio (BO) las neuronas Mitrales/Penacho (MT) son un modelo muy interesante debido a que en ellas confluyen la actividad eléctrica del epitelio nasal, la modulación que de esta hace el propio BO y la influencia proveniente de estructuras del encéfalo superior. Las oscilaciones del Potencial de Campo Local (PCL) también son elementos que contribuyen a la percepción olfatoria. Esta señal, generada por poblaciones de neuronas, también posee patrones dinámicos y está estrechamente asociada a la descarga de las MT actuando como coordinador de múltiples elementos individuales. Ambos fenómenos...

O papel dos interneurônios inibitórios do bulbo olfatório no processamento de odores: um estudo computacional; The role of inhibitory interneurons of the Olfactory Bulb on Odor Processing: A Computational Study

Facchini, Denise Arruda
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/08/2015 PT
Relevância na Pesquisa
37.43%
O entendimento dos mecanismos de representação e processamento de odores pelo sistema olfatório é uma das questões centrais da neurociência moderna. Os odores são codificados pela circuitaria interna do bulbo olfatório em padrões espaço-temporais refletidos pela atividade de suas células de saída, as células mitrais e tufosas, que transmitem os resultados das computações dessa estrutura inicial de processamento a regiões corticais superiores. A arquitetura das conexões existentes no bulbo olfatório apresenta inibição lateral em duas camadas diferentes de sua estrutura laminar, intermediadas por dois tipos distintos de interneurônios. Na camada glomerular, mais externa, a inibição lateral é mediada pelas células periglomerulares e na camada plexiforme externa, mais interna, a inibição lateral é mediada pelas células granulares. O papel desses dois níveis distintos de inibição lateral e os mecanismos segundo os quais eles atuam moldando os padrões espaço-temporais de resposta do bulbo olfatório a odores diferentes são ainda pouco conhecidos. O objetivo deste trabalho foi construir um modelo de rede neural biologicamente plausível do bulbo olfatório para investigar como dois tipos diferentes de interneurônios...

Protocórtex frente a protomapa: una perspectiva desde el bulbo olfativo; Protocortex versus protomap: a perspective from the olfactory bulb

Lopez-Mascaraque, Laura; de Castro, F.
Fonte: Viguera Editores Publicador: Viguera Editores
Tipo: Artículo Formato: 137302 bytes; application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
27.49%
[EN]Introduction and aim. The olfactory sensory system is a unique model for the research of guidance and connectivity of growing axons. During development, the olfactory epithelium, the olfactory bulb and the olfactory cortex differentiate several cell types and extend projection axons. Because there is a close relationship between these three structures, we ask the question as to whether establishment of the olfactory bulb central projections can proceed independently of the arrival of the olfactory sensory afferents. This raises another more general question: is establishment of afferent connections necessary to awake a developmental program in target cells? Development. The initial establishment of the olfactory bulb central projections occurs independently of the arrival of the olfactory axons from the olfactory epithelium, which reinforces the idea that cortical regions are already patterned before migration of newborn neurons, at least for the olfactory bulb and maybe for the entire brain. This implies a strict intrinsic molecular control of the distinct olfactory structures, independent one of each other. Conclusions. How then, do axonal projections find their correct way within the brain? Contact-mediated mechanisms and chemotropic molecules cooperate to fix their position in the telencephalon...

Efecto de tamaño del bulbo/bulbillo y densidad de plantación en la emergencia, rendimiento y calidad de ajo (Allium sativum L.)

Jiménez-Vázquez,P; Rangel-Lucio,JA; Mendoza-Elos,M; Cervantes-Ortíz,F; Rivera-Reyes,JG
Fonte: Phyton (Buenos Aires) Publicador: Phyton (Buenos Aires)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 ES
Relevância na Pesquisa
37.63%
La producción de bulbos y la calidad del ajo (Allium sativum L.) dependen del manejo agronómico y calidad fisiológica y sanitaria del bulbo/bulbillo utilizado en la plantación, y de la disponibilidad de recursos económicos. El objetivo de este estudio fue evaluar el efecto del tamaño del bulbo y bulbillo (o diente) y la densidad de población de plantas en la emergencia de plántulas, rendimiento y calidad de bulbo de ajo tipo Taiwán. La selección de bulbos y bulbillos de tres tamaños se hizo a partir de bulbos con calidad Extra Flor, Gigante y Jumbo. Los bulbillos fueron plantados en tres densidades: 333000, 285710 y 250000 plantas/ha, bajo el esquema de bloques al azar con arreglo en parcelas divididas. Durante el ensayo se evaluaron el porcentaje de emergencia, y después de la cosecha, el rendimiento de bulbo y calidad de bulbo por tamaño. La densidad de plantas afectó significativamente el rendimiento de bulbo de ajo. Al aumentar el tamaño de los bulbos, hubo una mayor emergencia de plántulas y calidad de bulbos y bulbillos a bajas densidades. El efecto de bulbos grandes o medianos se reflejó a partir de los 16 días de la emergencia; con los bulbos y bulbillos se obtuvo el rendimiento máximo de bulbo (15,5 t/ha) y mejor calidad de bulbo (15...