Página 1 dos resultados de 41 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Com quantas línguas se faz um país? Concepções e práticas de ensino em uma sala de aula na educação bilíngue; With how many languages is a contry made? Conceptions and practices of instruction in a bilingual education classroom

Moura, Selma de Assis
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/05/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.08%
A pesquisa investiga as concepções e teorias subjacentes às práticas didáticas propostas por professores em uma classe de 1º ano do Ensino Fundamental em uma escola bilíngüe. O trabalho parte de uma desconstrução do mito de monolingüismo no Brasil, apontando para a pluralidade lingüística e cultural que constitui a sociedade brasileira apesar das políticas de planificação lingüística. Define os conceitos de bilingüismo, educação bilíngüe e escola bilíngüe apoiando-se nas definições multidimensionais propostas por Hamers, Blanc, Mackey, Valdés e Figueroa, que levam em conta não apenas a proficiência nas duas línguas, mas o uso das línguas em situações de comunicação, e o bilingüismo visto como um processo em construção ao invés de um produto acabado. Os contextos bilíngües presentes no Brasil são enumerados em escolas bilíngües indígenas, escolas LIBRAS-português para surdos, escolas de fronteiras nos países do MERCOSUL, escolas internacionais e escolas bilíngües de prestígio, apresentando alguns aspectos históricos e sociais relativos à presença de cada um desses contextos na sociedade, sobretudo a conscientização dos direitos de terceira geração, como os direitos lingüísticos. Adota uma metodologia de pesquisa etnográfica...

Representações hierárquicas de vocábulos de línguas indígenas brasileiras: modelos baseados em mistura de Gaussianas; Hierarchical representations of words of brazilian indigenous languages: models based on Gaussian mixture

Sepúlveda Torres, Lianet
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
86.56%
Apesar da ampla diversidade de línguas indígenas no Brasil, poucas pesquisas estudam estas línguas e suas relações. Inúmeros esforços têm sido dedicados a procurar similaridades entre as palavras das línguas indígenas e classificá-las em famílias de línguas. Seguindo a classificação mais aceita das línguas indígenas do Brasil, esta pesquisa propõe comparar palavras de 10 línguas indígenas brasileiras. Para isso, considera-se que estas palavras são sinais de fala e estima-se a função de distribuição de probabilidade (PDF) de cada palavra, usando um modelo de mistura de gaussianas (GMM). A PDF foi considerada um modelo para representar as palavras. Os modelos foram comparados utilizando medidas de distância para construir estruturas hierárquicas que evidenciaram possíveis relações entre as palavras. Seguindo esta linha, a hipótese levantada nesta pesquisa é que as PDFs baseadas em GMM conseguem caracterizar as palavras das línguas indígenas, permitindo o emprego de medidas de distância entre elas para estabelecer relações entre as palavras, de forma que tais relações confirmem algumas das classificações. Os parâmetros do GMM foram calculados utilizando o algoritmo Maximização da Expectância (em inglês...

Acessibilidade semântica nas construções relativas em línguas indígenas brasileiras: um estudo tipológico-funcional

Oliveira, Gabriela Maria de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 220 f. : il. color.
POR
Relevância na Pesquisa
66.28%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Estudos Linguísticos - IBILCE; O objetivo deste trabalho é investigar a atuação de restrições de ordem semântica ao lado das de ordem sintática para a determinação do processo de formação de orações relativas, em busca de evidências que confirmem a revisão da Hierarquia de Acessibilidade (HA) de Keenan e Comrie (1977) proposta por Dik (1997). As críticas à HA de Keenan e Comrie (1977) dizem respeito tanto a razões empíricas – pelo fato de que em algumas línguas não há nenhuma forma de se construir orações relativas; quanto a razões teóricas – pelo fato de as funções sintáticas não serem relevantes para todas as línguas do mundo. O corpus deste trabalho é composto por 30 línguas indígenas brasileiras e conta com descrições previamente feitas, como gramáticas, teses e outros tipos de manuais descritivos. Os dados coletados por este trabalho confirmam a hipótese de que é necessária uma revisão da HA. As lacunas na HA dizem respeito, principalmente, à função de Objeto Indireto. Para várias das línguas investigadas, essa função sintática não está acessível à relativização, mas outras funções...

Plataforma Kuhi pei: proposta de um modelo de dicionário terminológico onomasiológico multilíngue para crianças, Português – Arara, Kadiwéu, Karitiana, Parintintin, Xavante, Zoró

Gava, Águida Aparecida
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 329 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
46.22%
Pós-graduação em Estudos Linguísticos - IBILCE; O presente trabalho tem como objetivo principal propor um modelo de dicionário terminológico onomasiológico multilíngue para crianças, com o propósito de divulgar as línguas indígenas. Tal dicionário é composto de 258 termos da fauna brasileira, organizados em anfíbios, aves, mamíferos, peixes e répteis, com equivalentes nas línguas indígenas Arara, Kadiwéu, Karitiana, Parintintín, Xavante e Zoró. Os termos foram coletados a partir dos corpora compilados de dicionários e vocabulários nas línguas empregadas. O protótipo é fundamentado no modelo de dicionário terminológico onomasiológico proposto por Babini (2001b), no qual esse autor trata a recuperação da informação lexical em um dicionário onomasiológico. Para que seja possível efetuar buscas de tipo onomasiológico foram utilizados semas costumeiramente existentes na fala infantil, em língua portuguesa, que descrevem as características dos animais. Além da busca onomasiológica o dicionário permite também buscas de tipo semasiológico, tradicionalmente implementadas na maioria dos dicionários eletrônicos. O dicionário foi realizado em uma plataforma eletrônica que poderá ser futuramente utilizada para a confecção de outros dicionários terminológicos eletrônicos; The main objective of this thesis is to propose a model of a terminological onomasiological multilingual dictionary for children...

Língua wauja (arawak): uma descrição fonológica e morfossintática

Postigo, Adriana Viana
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 244 p. : il. (algumas color.), tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
36.06%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Processo FAPESP: 2010/03000-3; Pós-graduação em Linguística e Língua Portuguesa - FCLAR; The aim of this thesis is to analyse the phonological and morphosyntathic aspects of Wauja language. Wauja is part of the Arawak linguistic family and is spoken by approximately 410 people living in Piyulaga village, located in the Xingu Indigenous Park, state of Mato Grosso. This work presents information about Wauja people, their linguistic situation, some considerations on the school of the village, and a presentation of the theoreticalmethodological framework applied to the collecting of field data. The bibliographical review contains the first notes published about Wauja, word lists, early studies of the language, and the genetic affiliation of the Arawak family. In the phonological analysis it is described consonantal, vocalic and approximant segments, syllabic patterns, stress, nasality, morphophonological processes, and some considerations on the orthographical conventions used in the school of the village. Concerning the morphology, this thesis describes the following grammatical categories: nouns, verbs, adjectives, adverbs, pronouns, interrogative forms and quantifiers. In the syntactical analysis...

Lingua matis (Pano) : uma descrição gramatical; Matis language (Panoan): a gramatical description

Rogerio Vicente Ferreira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 12/08/2005 PT
Relevância na Pesquisa
46.18%
Esta tese tem por objetivo apresentar uma descrição morfossintática da língua matis (família lingüística Pano), falada por 262 pessoas que habitam no médio Ituí - noroeste amazônico. o trabalho é composto de doze capítulos. No capítulo 1, apresentamos a situação do povo matis e fazemos considerações sobre algumas diferenças entre as línguas Matis e Matsés - por muito tempo classificadas como uma única língua. Nos capítulos dois a doze, descrevemos aspectos fonológicos e morfossintáticos da língua matis. Por se tratar de uma língua que não apresenta qualquer descrição morfossintática prévia realizada por outros pesquisadores, procuramos descrever sua morfologia de maneira mais abrangente possível, procurando explicar, assim, a função de cada morfema dentro de cada classe gramatical. Abordamos, ainda, aspectos gerais da sintaxe. Enfim, o estudo da língua matis é o resultado de uma pesquisa que objetiva descrevê-Ia em seus aspectos fonológicos, morfológicos e sintáticos. O trabalho colabora para o melhor conhecimento dessa língua, tanto para a família Pano quanto para as pesquisas lingüísticas em línguas indígenas brasileiras; The objective of this thesis is to present a morphosyntactic description of the Matis language (Panoan linguistic family)...

Different histories, different results : the origin and development of two amazonian languages

Cabral, Ana Suelly Arruda Câmara
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
36.18%
ABSTRACT: Tupinambá, a member of branch III of the Tupi- Guarani linguistic family of the Tupi linguistic stock (Rodrigues 1984/ 1985) is – in so far as it is known – the only Brazilian indigenous language that has had an important role in the development of two Amazonian languages, namely Kokáma/ Omágua and Amazonian Língua Geral or Nheengatú. These are two languages that originated in contact situations and, even though having Tupinambá in common as a source language, have become typologically different in several aspects due to the peculiarities of the social histories of their speakers. With regard to Kokáma/Omágua, there are three concurring hypotheses on its origin: (a) it is simply another language of the Tupi-Guarani genetic family, (b) it is a descendant of the Amazonian Língua Geral, or (c) it developed from contact between speakers of Tupinambá and speakers of other languages, including an Arawakan one, and is not the continuity of any particular language. With regard to the Amazonian Língua Geral, some scholars treat it as a creole language, but to others it is a continuation of Tupinambá spoken outside the indigenous villages, subjected to external influences over the course of time. In this paper I present arguments in favor of the different development possibilities of both Kokáma/Omágua and Amazonian Língua Geral...

Uma interface da documentação linguística e modelos lexicográficos para línguas indígenas brasileiras : uma proposta para o Suruí-Aikewára

Lopes, Jorge Domingues
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
35.95%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras da Universidade de Brasília, Programa de Pós-Graduação em Linguística, 2014.; A presente tese investiga aspectos fonológicos, morfossintáticos e lexicais da língua indígena Suruí do Tocantins (Mudjetíre, Suruí do Pará, Aikewára) do sub-ramo IV, da família linguística Tupí-Guaraní, tronco Tupí, falada pelo povo Aikewára, os quais vivem na T.I. Tuwa Apekuokawera, localizada próximo à região do Bico do Papagaio, no sudeste do estado do Pará. A tese considera também informações socio-históricos e culturais desse povo, os quais junto com os dados linguísticos são fundamentais para a construção de obras lexicográficas baseadas na língua-cultura de um povo. Foi realizada primeiramente uma pesquisa bibliográfica dos trabalhos linguísticos e antropológicos sobre a língua e o povo Suruí, e, em seguida, uma nova pesquisa bibliográfica permitiu a identificação de grande parte das obras lexicográficas de todas as línguas indígenas brasileiras dos últimos cinco séculos, o que contribuiu, sobremaneira, para a identificação dos diferentes padrões de macro e microestruturas já utilizadas no Âmbito dessas línguas. Uma vez coligidos e analisados esses dados...

O sistema de classificação nominal Akwe-Xerente (Jê): âmbitos de análise; The system of classification Akwe-Xerente:scope of analysis

SIQUEIRA, Kênia Mara de Freitas
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em Letras e Linguistica; Linguistica, Letras e Artes Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em Letras e Linguistica; Linguistica, Letras e Artes
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
26.22%
The need to describe and document the languages threatened with extinction has been gaining importance in the last decades, given the growing risks of cultural loss and the knowledge accumulated by indigenous people. The purpose of continuity of each one of these languages is ensured by actions based on the results of studies which focus on the description of the sociolinguistic problem, as well as on the description and analysis of the linguistic aspects which characterize the language of a determined linguistic family, since the death of a language means, among many other things, an undetermined loss of the science of Linguistics and, above all, the disrespect for the rights of these people to preserve their immaterial richness. The present research has as objective to answer some questions regarding the use of classifiers, terms of classes and names in classifying function as components of the classifying system of the language Akwe-Xerente (Jê), spoken by the indigenous people of the same name. The Akwe-Xerente add up to about 3,100 people and inhabit indigenous lands in the region of Tocantinia, in the Tocantins State. The description of the system of the Xerente classification is based on theoretical functional references for the recognition and differentiation of some nominal radicals which may occur in the function of classifying or organizing the classes which show common characteristics amongst the designated items such as form...

Línguas cruzadas, histórias que se mesclam: ações de documentação, valorização e fortalecimento da língua Chiquitano no Brasil; Mixed languages and histories that merge: documentation, appreciation and strenghtening of the Ciquitano in Brazil language

SANTANA, Aurea Cavalcante
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em Letras e Linguistica; Linguistica, Letras e Artes Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em Letras e Linguistica; Linguistica, Letras e Artes
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.03%
The Chiquitano, poorly known in Brazil, are part of the contemporary Indian groups, segregated and silenced by the different contexts of population density of the geopolitical frontiers. Living currently in the frontier between Brazil and Bolivia, the Chiquitano of the Brazilian communities live in a process of ethnogenesis, searching for favorable ways to ressignification of the ethnic collectivity and to the citizenship of law through the identity recognition and the demarcation of their lands. And in this way, attempting to contribute for the strengthening and the revitalization of the Chiquitano language is that this work is contextualized. Based on several theoretical and methodological premises, this Thesis addresses historical, sociolinguistic, phonetic and phonological aspects of the Chiquitano language in the Brazilian communities of Vila Nova Barbecho, Acorizal, Central and Fazendinha, in the municipality of Porto Esperidião, in the State of Mato Grosso. Reflections about the situation of endangered language experienced in these communities and the Indigenous people´s involvement in the actions for the strengthening of the identity and in the initiatives for the revitalization of their ancestral mother tongue are also presented in this thesis. It is also shown how the dialogic contact among the research for Doctorate...

Diversidade linguística brasileira, as línguas páno e suas características ergativas

Abreu, Paulo Sérgio Reis de
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Letras e Linguística (FL); Faculdade de Letras - FL (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Letras e Linguística (FL); Faculdade de Letras - FL (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.45%
This work focuses on Brazilian linguistic diversity and, within it, the Páno family, from which was pointed out, under the grammatical point of view, the operation of the case systems. The study consists of an introduction, three chapters, a conclusion, bibliography and three appendices. Chapter 1 brings historical information on the linguistic diversity in Brazil at the time of the Portuguese incursion, the present situation of our languages, the methods for linguistic classification and its application on the Brazilian indigenous languages, and also aims at pointing out the importance of the descriptive linguistic studies of our autochthonous languages. Chapter 2 deals specifically with the Páno family, with the history of how the region where it is situated in South-West Amazonia was populated, with the various Páno people situated in Brazil, with classificatory efforts, with studies already carried out by Brazilian researchers, and also searches for establishing a vision of the genetic relationships between those different languages. The chapter 3 brings theoretical information on the study of ergativity, based on Dixon (1994), as well as an analysis of this grammatical phenomenon carried out by Lyons (1968). Afterwards...

Um mapeamento da função sujeito numa perpectiva tipológicogramatical; A function mapping in a subject perpectiva typological - grammar

Costa, Rodriana Dias Coelho
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Letras e Linguística (FL); Faculdade de Letras - FL (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Letras e Linguística (FL); Faculdade de Letras - FL (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.04%
This study focuses on a literature search about the subject syntactic function. It is objective of this study describe its treatment by main contemporary linguistic theoretical current and its typological description. For that, we turned to some Traditional Grammar representatives who evoke the function of subject in their unmarked prototypical realization passing through the Generative Grammar and refining the reflections starting from the Typological-Functional approach that recognizes the occurrence of the subject in its diversity of achievement and its relationship with other subsystems of languages. We gave special attention to the analysis by a functionalist bias, view since our hypothesis is that there are aspects in different language approaches that integrate in order to form an epistemological function body that defines the subject. Thus, we selected some descriptive studies of Romance languages (Spanish, French and Italian), No-Romance languages (English, Icelandic, Warlpiri) and Brazilian Indigenous languages (Apãniekrá (Macro-Jê), Akwẽ-Xerente (Jê), Avá-Canoeiro and Kamaiurá (Tupi- Guarani) to compose the data of this study. The subject as syntactic or grammatical function takes different proportions in the discussion...

Traços de modo e modos de traçar geometricas : linguas Macro-Je & teoria fonologica

Wilmar da Rocha D'Angelis
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/03/1998 PT
Relevância na Pesquisa
36.12%
O presente trabalho trata das possibilidades e dos limites de alguns dos mais difundidos modelos fonológicos correntes (a saber, fonologias não-lineares baseadas em traços autossegmentalizados e hierarquicamente relacionados) e da fronteira onde hoje se discutem os destinos da teoria fonológica e se experimenta a construção de modelos baseados em gestos, perseguidores de um arcabouço dinâmico para o modelamento teórico do(s) componente(s) fonético-fonológico das línguas. Para tanto, exploram-se os limites da representação autossegmental e das geometrias de traços no tratamento de fatos atestados no Kaingang, uma língua indígena da família Jê, e que também têm sido relatados, em maior ou menor extensão, em outras línguas brasileiras filiadas ao tronco Macro-Jê. ... Observação: O resumo, na íntegra, poderá ser visualizado no texto completo da tese digital; The present thesis deals with the possibilities and limits of some of the most widespread current phonological models (i.e. non-linear phonologies based on autosegmentalization and hierarchically related features) and explores the frontiers of phonological theory, reflecting on its destiny and investigating new approaches such as the use of gesture dynamics for the theoretical modelling of the phonetic-phonological componentes) of languages. To this end...

A Língua Geral Paulista e o "Vocabulário Elementar da Língua Geral Brasílica"; The Lingua Geral Paulista and the "Vocabulário Elementar da Língua Geral Brasílica"

Fabiana Raquel Leite
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.08%
Um Vocabulário Elementar da Língua Geral Brasílica, de autoria de José Joaquim Machado de Oliveira, veio à luz em 1936, publicado na "Revista do Arquivo Municipal" de São Paulo, quase 70 anos após a morte do seu autor. A versão editada e publicada pela revista não traz indicação alguma sobre a(s) fonte(s) dos dados registrados nesse Vocabulário Elementar. Entretanto, o seu título, o seu conteúdo linguístico e a biografia de seu autor sugerem uma relação com a Língua Geral Paulista, língua originada no idioma dos índios tupi de São Vicente e alto do rio Tietê; falada, inicialmente, na região de São Vicente e do planalto paulista e levada pela ação das bandeiras paulistas para os estados de Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso e norte do atual estado do Paraná. O objetivo desta pesquisa foi determinar a provável origem dos dados apresentados no Vocabulário Elementar da Língua Geral Brasílica para determinar se, no todo ou em parte, ele pode ser considerado uma fonte (rara) da Língua Geral Paulista. Para tanto, os dados contidos nesse vocabulário foram analisados e confrontados com outros documentos de registros das línguas gerais que se desenvolveram no atual território brasileiro, com especial atenção aos raros registros da Língua Geral Paulista. Dada a escassez de documentação sobre essa língua...

O desenvolvimento histórico da interpretação de línguas indígenas brasileiras e o seu papel no contexto atual; Historical Development of the Interpretation of Brazilian Indigenous Languages and its Role in the Current Context

Pinheiro, Maíra Monteiro
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 15/10/2014 POR
Relevância na Pesquisa
96.49%
Este artigo investiga o desenvolvimento histórico da interpretação de línguas indígenas brasileiras por meio das relações interculturais no país e o seu papel no contexto atual. A metodologia usada é a revisão da literatura, com um estudo de caso de abordagem instrumental incluído como exemplo. Diferentes dimensões do problema são investigadas, com base na história da tradução oral no Brasil (WYLER 2003), na trajetória das línguas na Amazônia brasileira (FREIRE 2003), nos modelos de interpretação na dimensão antropológica (PÖCHHAKER 2002 e CRONIN 2002) e, finalmente, em tradução, globalização e línguas minoritárias (CRONIN 2003). De acordo com a análise dos dados, ainda hoje a interpretação é relevante para essas comunidades. Este estudo, portanto, teoriza sobre as especificidades da interpretação comunitária para línguas indígenas minoritárias e sua necessidade no mundo globalizado.; This article investigates the historical development of the interpretation of Brazilian indigenous languages through the intercultural relations in the country and its role in the current context. The methodology used is literature review, and one case study with an instrumental approach was included as an example. Different aspects of the problem are investigated...

Do Princípio do Contorno Obrigatório e línguas faladas no Brasil

Soares, Marília Facó; Damulakis, Gean Nunes
Fonte: Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais Publicador: Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Avaliado pelos pares Formato: application/pdf
Publicado em 31/12/2007 POR
Relevância na Pesquisa
36%
Bringing into scene the theoretical route followed by The ObrigatoryContour Principle (OCP), Kaingáng; Parkatêjê; Je languages; Tonallanguages, the present article has, among its aims: to contribute tothe determination of the nature of such principle and to get evidencefor a possible parameterization of it. In order to do so, we, based onspecific phonological apects of some languages (genetically relatedor not) spoken in Brasil, will investigate them from the point of viewof two interrelated theoretical questions which are still accepted,even in a representational model, and which refer to OCP evaluationalcontexts and its weakening from certain distances. The conclusionsreached here allow us to sustain the hypothesis that the nature ofOCP is linked to features involving articulation and perception. Theyalso allow us to suggest that the OCP can be parameterized: its evaluationcontexts can be minimally altered, according to the language, and itsapplication is not affected by other restrictions with which it interacts.

Fonética e Fonologia na formação de professores indígenas; Fonética y Fonología en la formación de los docentes indígenas; Phonetics and Phonology in indigenous teachers training

D’Angelis, Wilmar da Rocha; UNICAMP - Campinas
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Linguística - UFSC Publicador: Programa de Pós-Graduação em Linguística - UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; avaliado por pares; Formato: application/pdf
Publicado em 20/12/2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.11%
http://dx.doi.org/10.5007/1984-8412.2013v10n4p324Este texto discute as consequências de práticas de ensino de Fonética e Fonologia em cursos de formação de professores indígenas. Sustenta-se que o resultado de um treinamento em Fonética, em uma turma de professores indígenas em formação, costuma ser diferente do resultado que se obtém em uma turma de falantes nativos de português, formandos em Letras. Essa avaliação não se refere ao aproveitamento acadêmico, mas às representações ou crenças que se estabelecem ou são reforçadas nos professores indígenas. Aponta-se, como causa da diferença desses resultados, a história e a situação da escrita e das ortografias das línguas indígenas minoritárias, em comparação com a da língua oficial. Apontam-se, ainda, deficiências na formação de pesquisadores em Fonologia pelas Universidades brasileiras, que resultam em limitações das consultorias nos cursos em que essa matéria é “repassada” aos indígenas. Por fim, sugerem-se linhas para o trabalho com Fonética e Fonologia na formação de professores indígenas.; Este documento analiza las consecuencias de las prácticas de enseñanza Fonética y Fonología en los cursos de formación de profesores indígenas. Se argumenta que el resultado de una formación en fonética...

Formando professores indígenas: o direito à língua como ação política; Formación de maestros indígenas: el derecho a la lengua como acción política; Indigenous teachers’ education (development): the right to language as political agency

Hentz, Maria Izabel de Bortoli; UFSC - Florianópolis
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Linguística - UFSC Publicador: Programa de Pós-Graduação em Linguística - UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; avaliado por pares; Formato: application/pdf
Publicado em 20/12/2013 POR
Relevância na Pesquisa
46.22%
http://dx.doi.org/10.5007/1984-8412.2013v10n4p279A formação de professores indígenas representou – e ainda representa – a possibilidade de efetivação do direito à diferença aos povos indígenas e à educação escolar nas línguas maternas de cada povo, reconhecido na Constituição de 1988. Neste trabalho, de caráter bibliográfico e documental, objetiva-se analisar dois processos de formação inicial de professores indígenas, em nível médio, desenvolvidos em Santa Catarina, na relação que estabelecem com projetos de ensino bilíngue no contexto da história da educação escolar indígena. Se, em um momento dessa história as línguas indígenas foram utilizadas como meio de alcançar culturalmente essas populações, para integrá-las ao sistema de ensino nacional, atualmente assumem um papel de empoderamento desses grupos. Nesse sentido, a formação de professores pode se constituir em uma ação que valorize a diversidade linguística.; La formación de profesores indígenas ha representado - y aún representa - la posibilidad de hacer efectivo el derecho a la diferencia de los pueblos indígenas y a la educación escolar en la lengua materna de cada pueblo, reconocido en la Constitución de 1988. Este trabajo bibliográfico y documental tiene como objetivo analizar dos casos de formación inicial de docentes indígenas en nivel medio...

Identidades, sujeitos e línguas indígenas: “entre o corte do excesso e o semear da falta”Identities, subject and indigenous languages: "between the cut of excess and the sow of the lack"

Souza, Adria Simone Duarte de; Rojas Nino, Carlos Guillermo
Fonte: ETD - Educação Temática Digital Publicador: ETD - Educação Temática Digital
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; bibliográfica Formato: application/pdf
Publicado em 11/11/2008 POR
Relevância na Pesquisa
46.3%
Propõe uma discussão sobre a noção de língua nacional definida através do pressuposto da unidade lingüística e sustentada por afirmações do tipo “a língua portuguesa é o idioma oficial da República Federativa do Brasil”. Esta afirmação começa a ser reestruturada pelo reconhecimento oficial da diversidade lingüística brasileira e das dificuldades no trato com estas questões, tanto em nível acadêmico quanto nos demais níveis de poder. Levantam-se alguns questionamentos acerca das políticas lingüísticas articuladas junto à política de Educação Escolar Indígena no Brasil e especificamente na Amazônia. De um lado estão os povos indígenas que, por motivos históricos alheios a sua vontade, não falam uma língua que se possa denominar como propriamente indígena. De outro lado, discute-se como se organizam as práticas de escolarização em comunidades indígenas de fronteira que falam não somente uma, mas até cinco línguas, incluindo as indígenas e as línguas dos países limítrofes. O que fazer, então, se todas estas realidades estão sujeitas ao “modismo reducionista” imposto pela legislação da educação escolar indígena bilíngüe? Palavras-chave Educação; Educação escolar indígena; Políticas lingüísticas Abstract This article propose a discussion about the national language defined throught the pressupose of the language unity and supported by affirmations as like “the portuguese language is the oficial language of the Federative Republic of the Brazil”...

Numerals in Juruna

Fargetti, Cristina Martins; Sumaio, Priscilla Alyne
Fonte: LIAMES: Línguas Indígenas Americanas Publicador: LIAMES: Línguas Indígenas Americanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 07/09/2015 POR
Relevância na Pesquisa
66.31%
Apresentamos uma reanálise dos numerais da língua juruna, trazendo dados novos em relação ao trabalho anterior (Fargetti 2007), também comparados a dados de registros escritos anteriores da língua. Discutimos brevemente o conhecimento atual sobre sistemas numéricos de línguas indígenas brasileiras, os fatores que levariam a sua grande diferenciação, e as possibilidades conhecidas de expansões.Palavras-Chave: Sistemas numéricos; Juruna; Línguas indígenas brasileiras.We present a reanalysis of Juruna numerals, bringing new data on the previous work (Fargetti, 2007), also compared to data from previous written records of the language. We briefly discuss the current knowledge of numeral systems of Brazilian indigenous languages, the factors that lead to their great differentiation, and the known possibilities for expansion.Keywords: Numeral systems; Juruna; Brazilian indigenous languages.