Página 1 dos resultados de 1214 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Estimativa da participação do genoma de Bos taurus no rebanho Nelore.; Bos taurus contribution in Nellore (Bos indicus) breed.

Ripamonte, Paula
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/06/2002 PT
Relevância na Pesquisa
67.34%
A espécie Bos indicus, particularmente a raça Nelore, é grande maioria no rebanho bovino da região acima do trópico no Brasil. Embora a habilidade desses animais em resistir às doenças parasitárias, condições climáticas e pastagens de baixa qualidade enalteçam a utilização em larga escala desta raça, estes animais não são considerados bons conversores de alimento e, conseqüentemente, precoces em comparação aos seus homólogos Bos taurus. Durante a formação das raças zebuínas brasileiras, houve uma participação das linhas maternas de Bos taurus, que pode ser demonstrada pela contribuição majoritária do genoma mitocondrial desta subespécie. Embora em escala muito menor, estima-se que exista também uma participação destas linhas maternas no genoma nuclear. O objetivo deste trabalho foi iniciar os estudos para estimar esta participação. Para os estudos foram utilizados 104 animais da raça Nelore e 8 animais de diferentes raças européias. Cinco regiões do DNA que produzem fragmentos microssatélites taurus/indicus específicos (HEL1, HEL9, ETH225, ILSTS005 e INRA063) foram amplificadas com a utilização de primers marcados com sondas fluorescentes. Os fragmentos foram submetidos à eletroforese em gel de poliacrilamida desnaturante 6% e visualizados após excitação com laser. No total foram encontrados 23 alelos para os microssatélites analisados o que representa uma média de 4...

Diferentes protocolos de superovulação com inseminação artificial em tempo fixo em Bos taurus e Bos indicus; Different superovulation protocols with fixed time artificial insemination in Bos taurus and Bos indicus

Martins, Claudiney de Melo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/08/2007 PT
Relevância na Pesquisa
67.22%
Esse estudo está apresentado em Capítulo 1 (Protocolo de Superovulação com IATF em Bos taurus) e Capítulo 2 [Protocolos de superovulação com IATF em Bos indicus, com 3 experimentos; 1- Momento da administração de LH em vacas Nelore (Bos indicus) superovuladas e inseminadas em tempo fixo; 2- Efeito da administração de progesterona injetável no início do protocolo de sincronização para superovulação com IATF em vacas Nelore; 3- Efeito do número de inseminações em vacas Nelore superovuladas e inseminadas em tempo fixo]. No Capítulo 1 objetivou-se avaliar o momento da retirada do dispositivo de P4 (DIB®) e da administração de LH em vacas Holandesas. Dezesseis vacas receberam DIB (D-1) e 2mg de BE (D0). Superovulou-se com 200mg de FSHp em 8 doses decrescentes a partir do D4. No D6, administrou-se PGF e estabeleceram-se quatro grupos: P24LH48 (retirada do DIB 24h e LH 48h pós PGF); P24LH60 (retirada 24h e LH 60h); P36LH48 (retirada 36h e LH 48h) e P36LH60 (retirada 36h e LH 60h; fatorial 2x2; cross-over). Realizou-se a IATF 12 e 24h pós LH. Os efeitos principais para P24vsP36 e LH48vsLH60 foram: taxa de ovulação (TO; 49,9 ± 5,7 vs 60,9± 4,8% e 53,1±5,3 vs 57,5±5,4%; P>0,05), estruturas totais (ETot; 4...

Efeito da dieta com alta energia nos parâmetros metabólicos, endócrinos e reprodutivos de vacas Bos indicus e Bos taurus; Effect of high energy diet on metabolic, endocrine and reproductive parameters on Bos indicus and Bos taurus cows

Sales, José Nélio de Sousa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/03/2011 PT
Relevância na Pesquisa
67.35%
Avaliou-se o efeito da dieta com diferentes níveis de energia [mantença (M) e alta energia (1,7M)] nos parâmetros metabólicos, endócrinos e reprodutivos de vacas não lactantes Bos indicus (14 Gir) e Bos taurus (14 HPB) submetidas aspiração folicular (OPU) seguida de produção in vitro de embriões. Os animais foram distribuídos aleatoriamente de acordo com a raça e a dieta. As doadoras foram mantidas em sistema Tie stall e as dietas foram fornecidas duas vezes ao dia (8:00 e 16:00 h). Os animais receberam dieta M por uhm período de adaptação de 21 dias. Após esse período, os grupos experimentais foram submetidos a nove punções foliculares com intervalos de 14 dias. Para realização da OPU, no D0 as doadoras foram sincronizadas com 2 mg de benzoato de estradiol e um implante auricular de norgestomet. No D5, as OPUs foram realizadas. Não houve interação entre as espécies e níveis de energia na dieta para as variáveis estudadas. Não foram observadas diferenças quali-quantitativa dos oócitos entre as dietas. Porém, houve diferença na quantidade e qualidade oocitária entre as espécies estudadas. Vacas Bos indicus apresentaram maior quantidade de estruturas recuperadas e melhor qualidade oocitária que as doadoras Bos taurus. Semelhantemente aos resultados da qualidade e quantidade oocitária...

Efeito do tratamento antioxidante sistêmico em touros Bos taurus taurus submetidos ao estresse térmico e suplementados com dieta rica em ácidos graxos poliinsaturados sobre a capacidade de ligação de espermatozóides à membrana vitelínica de ovos de galinha; Effect of systemic antioxidant treatment in Bos taurus taurus bulls under heat stress and supplemented with polyunsaturated fatty acids on sperm binding capacity to the chicken egg perivitelline membrane

Losano, João Diego de Agostini
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/07/2013 PT
Relevância na Pesquisa
67.25%
Diversos estudos indicam que touros europeus (Bos taurus) apresentam uma maior susceptibilidade ao estresse térmico com um consequentemente aumento do estresse oxidativo. Este, por sua vez, leva a uma diminuição na qualidade espermática. O espermatozoide possui, fisiologicamente, uma grande quantidade de ácidos graxos poli-insaturados (PUFAs) em sua membrana. As ligações duplas entre carbonos desses PUFAs confere a membrana plasmática uma maior fluidez, necessária aos processos fisiológicos do espermatozoide como motilidade e fertilização. No entanto essas ligações são mais facilmente oxidadas e, portanto, mais susceptíveis a peroxidação lipídica. Sendo assim, a suplementação com PUFAs promoveria uma melhoria na qualidade espermática, porém, tornaria o espermatozoide ainda mais susceptível à peroxidação lipídica. A vitamina E é um antioxidante chave na prevenção do estresse oxidativo através da interceptação do radical hidroxila, protegendo os PUFAs da membrana espermática contra a peroxidação lipídica. Portanto, uma alternativa para melhorar a qualidade espermática de touros europeus submetidos ao estresse térmico, seria a suplementação com PUFAs associada a um tratamento com vitamina E para prevenir um possível efeito deletério oxidativo desses ácidos graxos. Estudos sugerem uma importante relação entre os testes convencionais de avaliação de sêmen e fertilidade. No entanto...

Efeito do tratamento antioxidante sistêmico e em amostras espermáticas de touros Bos taurus taurus submetidos ao estresse térmico e suplementados com dieta rica em ácidos graxos poliinsaturados; Effect of systemic antioxidant treatment in Bos taurus taurus bulls under heat stress and supplemented with polyunsaturated fatty acids

Perez, Eduardo Gualtieri de Andrade
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/04/2014 PT
Relevância na Pesquisa
67.27%
Uma das razões da menor fertilidade dos touros europeus criados em regiões tropicais em relação a touros Bos indicus é uma maior índice de estresse oxidativo provocado por uma maior produção de espécies reativas de oxigênio (ROS), não compensada pela proteção antioxidante. Por outro lado, sabe-se que a célula espermática é extremamente susceptível ao estresse oxidativo devido à alta quantidade de ácidos graxos poli-insaturados (PUFA) em sua membrana plasmática, o que, no entanto, é muito importante para que o espermatozoide seja fértil e resistente ao choque frio. Sendo assim, tratamentos que interfiram no processo oxidativo, podem ser importantes para aumentar a produtividade destes animais, tanto à campo como em centrais de inseminação artificial. O presente experimento objetivou avaliar qual ROS seria a mais lesiva para touros europeus submetidos ao estresse térmico visando determinar um possível tratamento antioxidante direcionado para estes animais. Em um segundo momento visou então verificar a eficiência da interação entre uma dieta rica em PUFAs e o tratamento antioxidante sistêmico direcionado na qualidade espermática do sêmen ejaculado e epididimário (fresco e criopreservado) de touros europeus submetidos ao estresse térmico. Para isso...

Synaptonemal complex analysis of the Holstein-Friesian, Piemontese and Simmental breeds of Bos taurus taurus

Scavone, MDP; Oliveira, C.; Trinca, L. A.; Foresti, F.
Fonte: Faculty Press Publicador: Faculty Press
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 55-63
ENG
Relevância na Pesquisa
67.01%
The synaptonemal complex (SC) of specimens of Sos taurus taurus from the Holstein-Friesian, Piemontese, and Simmental breeds, was analysed. The analysis included quantification of the frequency of various types of abnormalities in the SC, and the frequency of calls with SC abnormalities. All animals had 29 autosomal bivalents and one sexual bivalent and the most frequently recorded abnormality was pairing failure. The number of cells with abnormalities in the Holstein-Friesian breed was 29.41%, in the Piemontese breed was 30.00% and in the Simmental breed it was 29.54%. The subspecies Bos taurus taurus had 29.63% of cells showing abnormalities with 57.33% of these abnormalities occurring in zygotene and 42.67% occurring in pachytene. Statistical analyses showed that there were no significant differences in the number of cells with SC abnormalities among the breeds studied. The frequency of cells with abnormalities, and the efect on the fertility of the Holstein-Friesian, Piemontese and Simmental breeds are discussed.

Influence of the breed of bull (Bos taurus indicus vs. Bos taurus taurus) and the breed of cow (Bos taurus indicus, Bos taurus taurus and crossbred) on the resistance of bovine embryos to heat

Eberhardt, Bruno G.; Satrapa, Rafael A.; Capinzaiki, Claudia R. L.; Trinca, Luzia A.; Barros, Ciro M.
Fonte: Elsevier B.V. Publicador: Elsevier B.V.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 54-61
ENG
Relevância na Pesquisa
67.27%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); In vitro studies have shown that Bos taurus indicus (B. t. indicus) embryos submitted to heat shock at early stages of development are better able to survive as compared to Bos taurus taurus embryos. Embryo genotype influences resistance to heat shock thus leading to the question as to whether embryos sired by thermo-tolerant breeds exhibit the same resistance to heat shock. In the present study the influence of both oocyte and semen, on the resistance to heat shock (HS) at early stages of in vitro development, was assessed in B. t. indicus [Nelore (N) breed], B. t. taurus [Holstein (H) and Angus (A) breeds] and crossbreds. In Experiment 1, Nelore and crossbred oocytes were collected from slaughterhouse ovaries and fertilized with spermatozoa from Nelore and Angus bulls. Presumptive embryos were collected and randomly assigned to control (39 degrees C) or HS at 12, 48 or 96 h post insemination (hpi; 41 degrees C for 12 h) treatments. The cleavage rates and proportion of embryos developing to the blastocyst and hatched blastocyst stages were recorded on Days 2, 8 and 10, respectively. Heat shock treatment decreased development of both Nelore and crossbred embryos. There was a significant interaction between time (12...

Synaptomenal complex analysis of four breeds of Bos taurus taurus x B. taurus indicus hybrids

Scavone, Marcia D. P.; Oliveira, Claudio; Trinca, Luzia Aparecida; Foresti, Fausto
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 73-79
ENG
Relevância na Pesquisa
66.99%
The synaptonemal complex (SC) was analyzed in four F1 hybrids of Bos taurus taurus and B. taurus indicus including Gyr-Simmental (G-S), Nelore Simmental (N-S), Gyr-Holstein-Friesian (G-H) and Nelore-Piemontese (N-P). We analysed the frequency of various types of SC abnormalities and the frequency of cells with SC abnormalities. The results were compared with similar observations made on purebred animals. All the animals studied possessed 29 autosomal and one sex bivalent. The frequency of cells with abnormalities in the hybrids were 28.0% in the N-P, 29.1% in the G-S, 33.3% in the N-S and 40.0% in the G-H. The frequency of cells with abnormalities in the four hybrids was 31.5%; 57.9% of these abnormalities occurred in zygotene and 42.0% occurred in pachytene. The comparisons among the hybrids and among the hybrids and their parental breeds showed that the only significant difference was between Gyr and Gyr-Holstein-Friesian animals. Some aspects of the relationship between the frequency of cells with anomalies and the fertility of hybrids are discussed.

Complete replacement of the mitochondrial genotype in a Bos indicus calf reconstructed by nuclear transfer to a bos taurus oocyte

Meirelles, Flávio V.; Bordignon, Vilceu; Watanabe, Yeda; Watanabe, Michelle; Dayan, André; Lôbo, Raysildo B.; Garcia, Joaquim M.; Smith, Lawrence C.
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 351-356
ENG
Relevância na Pesquisa
67.04%
Due to the exclusively maternal inheritance of mitochondria, mitochondrial genotypes can be coupled to a particular nuclear genotype by continuous mating of founder females and their female offspring to males of the desired nuclear genotype. However, backcrossing is a gradual procedure that, apart from being lengthy, cannot ascertain that genetic and epigenetic changes will modify the original nuclear genotype. Animal cloning by nuclear transfer using host ooplasm carrying polymorphic mitochondrial genomes allows, among other biotechnology applications, the coupling of nuclear and mitochondrial genotypes of diverse origin within a single generation. Previous attempts to use Bos taurus oocytes as hosts to transfer nuclei from unrelated species led to the development to the blastocyst stage but none supported gestation to term. Our aim in this study was to determine whether B. taurus oocytes support development of nuclei from the closely related B. indicus cattle and to examine the fate of their mitochondrial genotypes throughout development. We show that indicus:taurus reconstructed oocytes develop to the blastocyst stage and produce live offspring after transfer to surrogate cows. We also demonstrate that, in reconstructed embryos...

Growth hormone mRNA expression in the pituitary of Bos indicus and Bos taurus x Bos indicus crossbred young bulls treated with recombinant bovine somatotropin

Di Mauro, S. M Z; Furlan, L. R.; Ferro, M. I T; Macari, Marcos; Ferro, J. A.
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 327-336
ENG
Relevância na Pesquisa
67.01%
The effects of breed and of recombinant bovine somatotropin (rbST) treatment on growth hormone gene expression were studied in young bulls. The experiment was completely randomized in a [2 × 2]-factorial arrangement, using two levels of rbst (0 or 250 mg/animal/14 days), and two breed groups (Nelore and Simmental x Nelore crossbred). A CDNA encoding Bos indicus growth hormone was cloned and sequenced for use as a probe in Northern and dot blot analyses. Compared to the Bos taurus structural gene, the Bos indicus CDNA was found to begin 21 bases downstream from the transcription initiation site and had only two discrepancies (C to T at position 144-His and T to C at position 354-Phe), without changes in the polypeptide sequence. However, two amino acid substitutions were found for Bubalus spp., which belong to the same tribe. The rbst treatment did not change any of the characteristics evaluated (body and pituitary gland weights, growth hormone MRNA expression level). Crossbred animals had significantly higher body weight and heavier pituitaries than Nelore cattle. Pituitary weight was proportional to body weight in both breed groups. Growth hormone MRNA expression in the pituitary was similar (P>0.075) for both breed and hormonal treatment groups...

Physiological bases for understanding estrous cycle differences between bos taurus and bos indicus

Sartori, Roberto; Bastos, Michele Ricieri; Mattos, Maria Clara Costa
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
67.33%
Background: Although there is some information in the literature discussing differences of the estrous cycle of Bos taurus and Bos indicus cattle, most of the data derive from studies performed in temperate climate countries, under environmental and nutritional conditions very different than those found in tropical countries. Moreover, the physiological basis for understanding the differences between Bos taurus and Bos indicus estrous cycles are still unknown. This review explores the physiological and metabolic bases for understanding the key differences between the Bos taurus and Bos indicus estrous cycle. Moreover, it presents recent results of studies that have directly compared reproductive variables between Zebu and European cattle. Review: The knowledge of reproductive physiology, especially the differences between Bos taurus and Bos indicus, is important for the development and application of different techniques of reproductive management in cattle. In this regard, overall, Bos indicus have a greater number of small ovarian follicles and ovulatory follicles are smaller as compared to Bos taurus. Consequently, Zebu cattle also have smaller corpus luteum (CL). Nevertheless, circulating concentrations of steroid and metabolic hormones are not necessarily higher in European cattle. In fact...

Effects of heat stress on development, quality and survival of Bos indicus and Bos taurus embryos produced in vitro

Silva, C. F.; Sartorelli, E. S.; Castilho, A. C S; Satrapa, R. A.; Puelker, R. Z.; Razza, E. M.; Ticianelli, J. S.; Eduardo, H. P.; Loureiro, B.; Barros, C. M.
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 351-357
ENG
Relevância na Pesquisa
67.07%
Heat stress is an important cause of poor development and low survival rates in bovine embryos. Experiments were conducted to test the hypothesis that Bos indicus embryos are more resistant to heat stress than are Bos taurus embryos. In experiment 1, Nelore and Jersey embryos from oocyte pick-up-derived oocytes were submitted to heat stress (96 hours post-insemination, 41 °C, 6 hours), developmental ratios were assessed at Day 7 (Day 0 = day of fertilization), and blastocysts were frozen for RNA extraction. Experiment 2 evaluated expression of COX2, CDX2, HSF1, and PLAC8 in previously frozen blastocysts. In experiment 3, Nellore and Angus embryos from oocyte pick-up-derived oocytes were submitted to heat stress (96 hours post-insemination, 41 °C, 12 hours) and transferred to recipients on Day 7. In experiment 4, embryos developed as in experiment 3 were fixed for Terminal deoxynucleotidyl transferase dUTP nick end labeling labeling and total cell counting. In experiment 1, heat stress decreased the percentage of Jersey oocytes that became blastocysts, but had no effect on Nellore embryos (34.6%, 25.0%, 39.5%, and 33.0% for Jersey control, Jersey heat-stressed, Nellore control, and Nellore heat-stressed oocytes, respectively; P < 0.05). In experiment 2...

DNA polymorphism of leptin gene in Bos indicus and Bos taurus cattle

Choudhary,Vivek; Kumar,Pushpendra; Bhattacharya,Tarun K.; Bhushan,Bharat; Sharma,Arjava
Fonte: Sociedade Brasileira de Genética Publicador: Sociedade Brasileira de Genética
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2005 EN
Relevância na Pesquisa
67.09%
Leptin plays an important role in the regulation of feed intake, energy metabolism, growth and reproduction of cattle. We used the polymerase chain reaction-restriction fragment length polymorphism (PCR-RFLP) technique to screen for DNA polymorphisms of the leptin gene in 403 cattle belonging to various breeds of Bos indicus (Hariana, Sahiwal, Gir and Nimari cattle), Bos taurus (Holstein Friesian (HF) and Jersey cattle) as well as Bos taurus x Bos indicus crossbreds (½ HF x ½ Hariana). In all the cattle we amplified two regions of the leptin gene, a 522 bp fragment comprising the partial intron 2 and exon 3 and another 94 bp fragment consisting of part of exon 2. Digestion of 522 bp PCR products with the BsaAI restriction enzyme revealed three genotypes in all the breeds of cattle studied. This is the first report of the presence of leptin gene polymorphism in purebred Bos indicus cattle of Indian origin (indicine cattle). Almost similar gene and genotype frequencies were observed in all the breed groups, while the frequency of mutant homozygotes (AA) was very low (0.03 to 0.07). On digestion of the 94 bp fragment with the Kpn2I restriction enzyme, three genotypes were observed in HF, Jersey and crossbred cattle. The CC genotype had the highest frequency (0.68) in crossbreds whereas the frequency of CT heterozygotes was highest (0.69) in HF cattle. This mutation was absent in all the breeds of indicine cattle. The results suggest that the BsaAI-RFLP mutation has occurred far back in evolution before the divergence of taurine and indicine cattle while the Kpn2I mutation has occurred recently as indicated by the fact that this mutation was only detected in taurine cattle.

Longissimus dorsi fatty acids composition of Bos indicus and Bos indicus x Bos taurus crossbred steers finished in pasture

Prado,Ivanor Nunes do; Moreira,Fernanda Barros; Matsushita,Makoto; Souza,Nilson Evelázio de
Fonte: Instituto de Tecnologia do Paraná - Tecpar Publicador: Instituto de Tecnologia do Paraná - Tecpar
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2003 EN
Relevância na Pesquisa
67%
Studies were carried out to evaluate the fatty acids composition of Longissimus dorsi muscle, with or without fat thickness, of Bos indicus and Bos indicus x Bos taurus crossbred steers finished in millet (Pennisetum americanum L.) or star grass (Cynodon plectostachyus Pilger) pasture systems with mineral or mineral protein supplementation. Neither the treatment nor the genetic group had effect on meat fatty acids composition. The cut had effect on meat fatty acid composition. The meat without fat thickness had 11% of PUFA, 43% of MUFA and 45% of SFA. The meat with fat thickness had 5% of PUFA, 44% of MUFA and 50% of SFA. PUFA/SFA ratio was 0.10 and 0.25 and n-6/n-3 ratio was 0.80 and 1.27 for cuts with and without fat thickness.

Evaluation of carcass characteristics and meat chemical composition of Bos indicus and Bos indicus x Bos taurus crossbred steers finished in pasture systems

Moreira,Fernanda Barros; Souza,Nilson Evelázio de; Matsushita,Makoto; Prado,Ivanor Nunes do; Nascimento,Willian Gonçalves do
Fonte: Instituto de Tecnologia do Paraná - Tecpar Publicador: Instituto de Tecnologia do Paraná - Tecpar
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2003 EN
Relevância na Pesquisa
67.12%
The objective of this study was to evaluate the carcass characteristics (carcass weight, carcass yield, fat thickness, loin area, marbling and colour) and chemical composition of the Longissimus dorsi muscle (moisture, ash, crude protein, fat and cholesterol) of cuts with or without fat thickness, of Bos indicus and Bos indicus x Bos taurus crossbred steers finished in millet (Pennisetum americanum L.) or star grass (Cynodon plectostachyus Pilger) pasture systems, with mineral or mineral protein supplementation. Animals were slaughtered with an average body weight of 450 kg (Bos indicus) or 470 kg (Bos indicus x Bos taurus crossbreed). There was no treatments effect on carcass characteristics and meat chemical composition of cut without fat thickness. The cuts with fat thickness of steers fed millet presented the highest fat deposition. Bos indicus steers presented higher carcass yield (57.23%) and fat thickness (4.88 mm) compared with crossbreed (53.40% and 3.05 mm). There was no breed effect on chemical composition of meat. The mean levels of cholesterol concentration were 31.41 mg/100 and 37.55 mg/100g of meat with and without fat thickness.

Efeito da suplementação prolongada de ácidos graxos insaturados na alimentação de novilhas Bos taurus sobre a qualidade oocitária e embrionária e perfil metabólico; Effect of prolonged supplementation of unsaturated fatty acids in the diet of Bos taurus heifers on oocyte and embryo quality and metabolic profile

Verdurico, Lenita Camargo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 06/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
67.11%
Objetivou-se avaliar os efeitos de diferentes fontes de ácidos graxos essenciais, ômega 3 e ômega 6, e o tempo de suplementação sobre a qualidade oocitária e embrionária em novilhas Bos taurus. Foram selecionadas 24 novilhas da raça Holandesa, divididas em três grupos experimentais os quais receberam as seguintes dietas: 1) Controle (CT) composto por dieta basal de aproximadamente 2,5% de extrato etéreo; 2) Grão de Soja (GS) composto por uma dieta com aproximadamente 4,5% de extrato etéreo, obtido com a inclusão de 11,5% de grão de soja cru e integral na matéria seca (MS) da dieta, sendo fonte de ômega 6; 3) Semente de Linhaça (SL), composto por uma dieta com aproximadamente 4,5% de extrato etéreo, baseada na inclusão de 6,0% de semente de linhaça na MS da dieta, sendo fonte de ômega 3. Os animais foram arraçoados em grupos, de acordo com o consumo de matéria seca do dia anterior de forma a ser mantido porcentual de sobras diárias, entre 5 e 10% do consumo. Foi avaliada, por ultrassonografia, a atividade ovariana de todos os animais durante todo período de coleta. Foram realizadas aspirações foliculares precedidas de sincronização da emergência de onda de crescimento folicular em seis períodos, -30, 0...

Influência do genótipo das receptoras de embriões bovinos (Bos taurus ou Bos indicus) sobre a taxa de gestação

Rebelo, Carolina Sant'ana da Silva
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária Publicador: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
67.28%
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária; O presente estudo teve como objectivo avaliar a influência do genótipo da receptora de embriões bovinos sobre a taxa de gestação. Foram utilizadas fêmeas bovinas da raça Nelore registadas na ABCZ (Associação Brasileira de Criadores de Zebu) de superioridade genética comprovada como dadoras de embriões. Para receptoras, seleccionaram-se 571 fêmeas bovinas em idade reprodutiva, cruzadas de genótipos Bos taurus e cruzadas de genótipos Bos indicus com condição corporal entre 3 e 4 (escala de 1 a 5). Todas as fêmeas utilizadas foram avaliadas quanto ao seu estado clínico-ginecológico, para verificar se estavam aptas ao processo de superovulação (dadoras) e à manutenção de uma possível gestação (receptoras). As receptoras foram divididas em dois grupos, tendo como principal critério a divisão dos genótipos entre as espécies Bos taurus e Bos indicus. Não houve diferença estatística (p>0,05) entre os grupos, pelo que a variavél genótipo da receptora não influenciou a taxa de gestação. Porém, a taxa de gestação foi influenciada por outros factores como o estádio de desenvolvimento do embrião e a dificuldade de passagem pelo cervix. Assim...

Synaptomenal complex analysis of four breeds of Bos taurus taurus x B. taurus indicus hybrids

Scavone, Marcia D. P.; Oliveira, Claudio; Trinca, Luzia Aparecida; Foresti, Fausto
Fonte: Hereditas-distribution Publicador: Hereditas-distribution
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 73-79
ENG
Relevância na Pesquisa
66.99%
The synaptonemal complex (SC) was analyzed in four F1 hybrids of Bos taurus taurus and B. taurus indicus including Gyr-Simmental (G-S), Nelore Simmental (N-S), Gyr-Holstein-Friesian (G-H) and Nelore-Piemontese (N-P). We analysed the frequency of various types of SC abnormalities and the frequency of cells with SC abnormalities. The results were compared with similar observations made on purebred animals. All the animals studied possessed 29 autosomal and one sex bivalent. The frequency of cells with abnormalities in the hybrids were 28.0% in the N-P, 29.1% in the G-S, 33.3% in the N-S and 40.0% in the G-H. The frequency of cells with abnormalities in the four hybrids was 31.5%; 57.9% of these abnormalities occurred in zygotene and 42.0% occurred in pachytene. The comparisons among the hybrids and among the hybrids and their parental breeds showed that the only significant difference was between Gyr and Gyr-Holstein-Friesian animals. Some aspects of the relationship between the frequency of cells with anomalies and the fertility of hybrids are discussed.

Estudo comparativo da digestibilidade aparente da matéria seca do capim Napier (Pennisetum purpureum Schun) em bovinos europeus (Bos taurus) e indianos (Bos indicus); A comparative study of "Napier" grass (Pennisetum purpureum Schun) using taurine and zebuine cattle

Nogueira Filho, José Carlos Machado; Veiga, João Silva Marcondes; Oliveira, Maria Ely Miserochi de; Rocha, Uriel Franco; Veiga, Maria Cecilia Marcondes
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 15/03/1982 POR
Relevância na Pesquisa
67.15%
Utilizando os métodos de colheita total e indicador (Cr2O3), para medir, respectivamente, a ingestão a estimar a excreção de matéria seca, foram estudados os coeficientes de digestibilidade aparente da matéria seca do capim Napier (Pennisetum purpureum Schun), em cinco Bos taurus e cinco Bos indicus, fêmeas de 18 a 24 meses. Os resultados médios de dez dias de colheita de amostras revelaram que os de origem indiana possuíam capacidade de melhor digerir a forragem (CD=46,41 ± 1,28%), que os componentes do grupo formado por taurinos (CD=42,41 ± 0,85%). Estas diferenças apresentaram significância estatística ao nível de 0,05. A comparação com dados constantes na literatura mostrou que, relativamente à característica aqui estudada, os Nelores brasileiros tiveram comportamento semelhante ao das demais raças de zebuínos existentes em outros países, quando cotejados com bovinos europeus.; The apparent coefficient of digestibility of "Napier" grass was comparatively studied in 10 heifers (5 Bos taurus and 5 Bos indicus) using the daily total collectioon or the Cr2O3 indicator method for estimation of both and faecal output. Results show that the zebuine heifers had a better digestibility coefficient than the taurine heifes (P<0...

Efeito da suplementação mineral sobre ingestão voluntária e digestibilidade da matéria seca, em Bos Taurus e em Bos Indicus; The influence of mineral supplementation upon the voluntary green forage intake and on the dry matter digestibility comparatively in Bos taurus and Bos indicus

de Oliveira, Maria Ely Miserochi; Veiga, João Silva Marcondes; Nogueira Filho, José Carlos Machado; Rocha, Uriel Franco; Veiga, Maria Cecilia Marcondes
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 15/09/1982 POR
Relevância na Pesquisa
67.23%
Foram estudadas as quantidades ingeridas e a digestibilidade da matéria seca do capim Napier (Pennisetum purpureum Schum) em 4 fêmeas Bos taurus e 4 Bos indicus, sem e com suplementação mineral. As colheiras de amostras foram feitas em 2 fases de 10 dias, com intervalo de 20. Na primeira os animais receberam apenas capim e cloreto de sódio. Misturas minerais existentes no comércio foram oferecidas durante o intervalo e a segunda fase de colheita. A suplementação mostrou-se eficiente para incrementar a ingestão voluntária tanto no lote europeu (de 4.484,4 ± 51,3g a 5.221,1 ± 201,6g de matéria seca) como no lote zebuíno (de 3.631,3 ± 111,8g e 4.166,4 ± 188,3g de matéria seca). Relativamente à digestibilidade, as respostas não foram concordes nos dois lotes. O grupo europeu mostrou elevação no coeficiente de digestibilidade (de 42,4 ± 1,1% para 47,2 ± 0,4%) enquanto que o lote de zebuínos não exibiu diferenças de significado estatístico entre os períodos, sem e com suplementação (de 47,4 ± 1,1% a 45,7 ± 1,1%).; To compare the influence of mineral supplementation upon green forage intake and digestibility between B. taurus and B. indicus, four heifers of the first breed and four of the second one were stabled in individual pens and given "ad libitum ” common salt...