Página 1 dos resultados de 100 itens digitais encontrados em 0.000 segundos

Impulso sexual excessivo e comportamento barebacking em homens que fazem sexo com homens; Compulsive sexual behavior and barebacking in men who have sex with men

Do Amaral, Maria Luiza Sant'Ana
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/04/2014 PT
Relevância na Pesquisa
16.61%
O comportamento "barebacking" é definido como o intercurso sexual anal entre homens que fazem sexo com homens (HSH) que decidem intencionalmente não usar preservativos, no contexto de risco do HIV. O comportamento sexual compulsivo (CSC) pode agir na motivação do comportamento "barebacking", aumentando o risco de transmissão do HIV, sendo que no Brasil a prevalência do HIV entre HSH é de 10,5%. Objetivos: estimar a frequência do comportamento "barebacking" nos HSH compulsivos sexuais, e investigar a associação do comportamento "barebacking" com: infecção pelo HIV; comportamento sexual de risco; severidade do CSC; transtorno associado ao uso de álcool e drogas; grau de otimismo em relação ao tratamento do HIV; capacidade de vinculação afetiva tipo segura; consolidação da identidade; e as seguintes dimensões de personalidade: busca de novidades, esquiva ao dano, dependência de gratificação e autodirecionamento. Métodos: estudo transversal realizado em amostra de HSH que buscaram tratamento para o CSC. Participaram 55 homens compulsivos sexuais, sendo que 21 apresentavam o comportamento "barebacking" e 34 não. Foram avaliados em entrevista psiquiátrica para verificação dos critérios de elegibilidade (critérios de dependência de sexo e de Impulso Sexual Excessivo...

Doenças sexualmente transmissíveis e hepatite C em idosos do município de Botucatu-SP

Andrade, Juliane
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 76 f.
POR
Relevância na Pesquisa
16.61%
Pós-graduação em Enfermagem - FMB; The purpose of this research was to know the epidemiological condition of the elderly in relation to STD/aids and hepatitis C, in Botucatu-SP. It was a quantitative and cross-sectional study. The convenience sample consisted of 382 elderly guests in the waiting room of all health units of the municipality. The interviews were made with items produced by the patient chart and other collection related to sexuality and serology for HIV, syphilis and hepatitis B and C. Most patients were female (61.8%) aged 70 years or older (50.8%). The economically active population was 14.3% and the majority (85.9%) is outside the labor force. Sexual intercourse was reported by 45% of the elderly, 7.1% had eventual partnership, two reported bisexuality and 11.8% reported a history of STDs, gonorrhea being the most cited. The elderly do not have the habit of using condoms and the confidence in the partner was reported as justification (42.7%). One patient had positive HIV serology; ten were diagnosed with syphilis and two patients for hepatitis B and three for hepatitis C. There was significance between sex and STD/aids (p <0.05), and the female has 94.9% of positive tests. There was also significant between STD/aids and sexual activity (p <0.05). There was no association between hepatitis C and these two variables. Due to the significance in univariate analysis...

Bissexualidade: dádiva ou castigo?

Knudsen, Patricia Porchat Pereira da Silva
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 34-39
POR
Relevância na Pesquisa
16.61%

Sexualidade no ponto.com : espaços e homossexualidades a partir de uma comunidade 0n-line; Sexualities on dotcom : spaces and homossexualities from an on-line community

Carolina Parreiras Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
16.61%
Esta dissertação tem como tema central as relações interpessoais estabelecidas em uma comunidade on-line (ou virtual) de um programa de relacionamentos (Orkut - www.orkut.com) composta por homens que se relacionam afetiva e sexualmente com outros homens. A partir deste estudo de caso e do material etnográfico resultante da observação, de conversas via comunicador instantâneo (messenger), dos encontros off-line (orkontros) e das discussões empreendidas no fórum da comunidade , a proposta central é discorrer a respeito de como os corpos e sexualidades são construídos no on-line. Neste sentido, pretendo focalizar questões como a montagem dos avatares (ou corpos virtualizados), a maneira como categorias e rótulos (homossexualidade, heterossexualidade, bissexualidade) apareceram nas discussões empreendidas entre os membros do grupo estudado, a utilização do virtual como meio de "sair do armário", os discursos sobre sexo e fetiches presentes no fórum de discussão e as imagens de gays apregoadas, em especial no que tange à masculinidade/feminilidade e às posições adotadas no intercurso sexual. Os pontos apontados acima ajudam a explicar de que modo as sexualidades são percebidas e vivenciadas neste "pontocom" (.com) - tomado como índice do virtual - ...

O conhecimento e o ensino sobre as doenças sexualmente transmissíveis entre os alunos da Unicamp; Undergraduate student knowledge about sexually transmitted diseases at University of Campinas (Brazil)

Eneida Lazzarini de Castro
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
16.61%
Introdução: O ensino superior deve educar socialmente o cidadão, independente da sua área de conhecimento. As doenças sexualmente transmitidas (DST) são a principal causa global de doença aguda e morte e representam elevado custo socioeconômico. Os universitários são altamente expostos e ter outras infecções aumenta enormemente o risco de contrair o HIV. Objetivos: Avaliar o conhecimento de universitários sobre as DST, desenvolvendo um instrumento didático de autopercepção deste (des)conhecimento sobre o tema. Material e métodos: Um questionário foi enviado aos graduandos da Universidade Estadual de Campinas no final de 2011 e, em 2012, aos alunos recém-ingressos. Resultados e conclusões: Responderam o questionário 1.448 veteranos e 371 calouros. Metade era de cada sexo e houve representatividade de todas as áreas. Não tinham tido atividade sexual 20,0 e 38,0% dos veteranos e calouros, respectivamente. Dos alunos que já haviam tido, 26,9% não tinham parceria fixa e 28,2% mais que 2 parcerias/ano. A bissexualidade foi informada por 9,0% dos alunos, enquanto 5,8% dos homens e 1,1% das mulheres a homossexualidade. O preservativo foi usado por 99% dos alunos, mas menos de 20% deles fazia uso adequado do mesmo. Entre os alunos...

Orientação sexual masculina numa comunidade pesqueira

Cardoso, Fernando Luiz
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 251f.| il., tabs
POR
Relevância na Pesquisa
16.61%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciencias Humanas; Este estudo analisa o debate entre "essencialistas" (que enfatizam as explicações biológicas) e "construtivistas" (que enfatizam as explicações simbólicas quanto à sexualidade). Foi realizada uma pesquisa com 41 homens numa comunidade pesqueira, com um padrão "mediterrâneo" de sexualidade, onde o critério de diferenciação para a "homossexualidade" se baseia na posição do ato sexual ("passivo" e "ativo") e não no sexo do parceiro com quem se transa. Uma distinção entre os "curtidores de paneleiros" (homens que tem práticas sexuais assíduas ou esporádicas com "homossexuais") e os "heterossexuais convictos" (que não mantêm relação sexuais com os paneleiros) ajudaram a esclarecer o conceito de orientação sexual. Estes achados apoiam a idéia de que a cultura molda as identidades e as práticas sexuais das pessoas que se situam no meio desse contínuo "homossexualidade-heterossexualidade". Mas, afeta menos os extremos. A orientação sexual seria assim, menos maleável em relação a cultura.

Da vulnerabilidade ao protagonismo

Koller, Evely Marlene Pereira
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 1 v.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
16.61%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-graduação em Enfermagem; Analisar a relação entre vulnerabilidade e protagonismo a partir da experiência de profissionais do sexo e caminhoneiros frente à aids foi o objetivo deste estudo. O desenho desta pesquisa caracteriza-se pela metodologia RARE (Rapid Assessment, Response and Evaluation), a qual utiliza Epidemiologia, Etnografia e dados já disponíveis num determinado contexto, para obtenção de informações importantes acerca de populações vulneráveis e de difícil acesso. Vem sendo empregada para a obtenção de informações rápidas, onde não existam dados suficientes para que programas, intervenções ou políticas de prevenção sejam mais eficazes para determinada população. O total de sujeitos acessados diretamente foi de 69 indivíduos, através de diferentes técnicas. Os temas focados foram local/condição de trabalho, acesso a serviços de saúde, gênero e saúde. Os resultados após a triangulação de dados apontam para a existência de deficiências no acesso dessas populações a serviços de saúde, colaborando com a manutenção da vulnerabilidade social. A preferência de grande quantidade de caminhoneiros por relacionamentos com travestis expõe a bissexualidade e a necessidade de maior poder de barganha no sexo protegido da parceria fixa...

Um olhar sobre a transexualidade a partir da perspectiva da tensionalidade somato-psiquica

Lionço, Tatiana
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
PT_BR
Relevância na Pesquisa
27.22%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, 2006.; Apresentamos nesta pesquisa a hipótese de que a condição humana, entendida psicanaliticamente como processo de constituição psicossexual, encontraria como dinâmica própria aos processos de subjetivação o que denominamos ‘tensionalidade somato-psíquica’. A transexualidade explicitaria a lógica de disjunção-articulação entre, de um lado, o corpo em sua dimensão somática, e, de outro, as representações psíquicas que forjam uma imagem corporal construída especularmente na relação com o outro humano. A pretensão identitária dos indivíduos transexuais é questionada com base na suposição da bissexualidade como fundamental à organização do psiquismo humano. Conseqüentemente, problematizamos a proposição médica de ‘adequação’ do sexo anatômico à ‘identidade’ do indivíduo transexual como estratégia terapêutica solucionadora. __________________________________________________________________________________________ ABSTRACT; On this research we present the hypothesis that the human condition, psychologically understood as the psychosexual construction process, would have as its own subjectivity process dynamic, what we designate as ‘somatic-psychic tensionality’. The transexuality would express the tense logic existing between...

O feminino em mulheres lésbicas e a sua expressão através do processo-resposta Rorschach

Xavier, Carla Henriqueta Fonseca
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
17.22%
Dissertação de Mestrado em Psicopatologia e Psicologia Clínica; Este estudo tem como objectivo compreender como o simbolismo do feminino se expressa em mulheres homossexuais, feminino enquanto "Identidade Primária" e "Identidade Secundária", enquanto Ser, Ser Como e Ser Com…, através do trabalho do Aparelho de Pensar os Pensamentos enquanto processo que deriva das estruturas psíquicas do materno e do feminino, enquanto relação masculino-feminino. Como base do presente estudo, partimos essencialmente das conceptualizações associadas ao pensamento psicanalítico Kleiniano e pós-Kleiniano acerca do feminino e do materno enquanto estruturas ou qualidades psíquicas evolutivas e transformadoras (sem no entanto descurar a perspectiva longitudinal e mitológica do simbolismo do feminino ao longo da História do Homem, bem como o pensamento psicanalítico de Freud e dos seus seguidores), bem como do pensameno psicanalítico sobre a homossexualidade feminina, em que autores tais com Florence Guignard, Green, Jean Bergeret, Stoller, Joyce McDougall e Socarides… constituem referências fundamentais, que frisam a importância do papel do materno-paterno ou da "bissexualidade psíquica" no devir feminino-masculino, da complementaridade entre estes. Como forma de podermos corresponder aos objectivos a que nos propusemos neste estudo...

Dramatizações suicidárias num rapaz de 6 anos - Castração, bissexualidade e culpa

Salgueiro, Emílio Eduardo Guerra
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //1990 POR
Relevância na Pesquisa
16.61%
O autor descreve o caso clínico de um rapaz irrequieto de 6 anos, que fmra diversas dramatiZações suicidárias, sobretudo utilizando cordéis para se enforcar. descrita a sua estrutura psicológica e a sua rede familiar, assim como o tratamento, em psicoterapia analítica, ao longo de 6 meses. 6 feita uma teorização detalhada sobre as dramatizações suicidárias, e o artigo termina com uma nota de informação sobre a situação actual do rapaz, quase 11 anos após a intervenção inicial; ABSTRACT: The author describes the clinical picture of an overactive 6 years old boy, who had engaged in several suicidal dramatizations, mostly by using bits of string, in order to hang himself. The author analyses the boy’s psychological structure and the familial network, and describes the treatment, with psychonalytic psychoterapy, for 6 months. A detailed theorization surrounding the suicidal dramatizations is made, and the author ends up the paper with a note of information about the actual state of the boy, almost 11 years after the initiai intervention.

Paula Rego: Um colorido para o “continente negro”

Pereira, Ana Isabel Correia
Fonte: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida Publicador: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
16.61%
O presente trabalho nasce do encontro estético com a Obra de Paula Rego, inscrevendo-se metodologicamente no domínio da metainterpretação e da intersubjectividade: não há um significado, mas significados possíveis, construídos no seio de uma elaboração relacional, onde a teoria psicanalítica serve de quadro contentor e sustentador. Da narrativa pictórica de Paula Rego impõe-se o feminino. E no feminino de Paula Rego, o mal-estar, as tensões. A sua Obra inquieta. Que possíveis, então, para as tensões da identidade feminina? Sublinhamos as dinâmicas da fusão e da diferenciação feminino-a-feminino, a inscrição de ideais no mandato transgeracional, a importância do pai como agente modelador da feminilidade e a bissexualidade, quer como saída perversa, quer como abertura potencial. A diferença, a alteridade e o desejo, assumem-se também como pedras angulares do nosso pensamento.; ABSTRACT: This article is born from the aesthetic meeting with Paula Rego’s work. It is justified by a metainterpretative and intersubjective method: there are multiple meanings built on a relational basis, between the viewer and the work of art, where the psychoanalytic theory exists as an interpretative frame. From Paula Rego’s iconographic narrative it is underlined the female gender with its tensions and discontents. Her work overwhelms us and we ask: what possible meaning for these tensions and discontents? We stress the symbiotic homo-objectal dynamics...

O Rorschach e a função materna no sujeito transexual

Tröger, Nadja; Liga dos Amigos do Hospital de Santo António dos Capuchos, Hospital de Santo António dos Capuchos; Pinheiro, Catarina Bray; Hospital Fernando Fonseca
Fonte: ISPA - Instituto Universitário Publicador: ISPA - Instituto Universitário
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 23/11/2012 POR
Relevância na Pesquisa
16.61%
O presente artigo visa analisar, à luz do método Rorschach e numa perspectiva psicodinâmica, a função materna no sujeito transexual e, implicitamente, a bissexualidade psíquica, ambas mediatizadas na relação entre a mente e o corpo. A função materna é concebida no seio do modelo bioniano ♀♂, que permite explorar a dialéctica operante entre o interno e o externo, o Eu e o Outro, o masculino e o feminino. O método Rorschach é perspectivado na sua dimensão intersubjectiva e dinâmica, de acordo com os argumentos teóricos formulados por M. E. Marques, dimensão essa que viabiliza a análise da actividade simbólica. A elaboração dos procedimentos procura, assim, integrar as dialécticas supramencionadas na relação ♀♂. É neste contexto que se inscreve a aplicação do Rorschach a dois sujeitos transexuais (MF e F-M, respectivamente). Os protocolos revelam uma busca contínua de um continente coeso na realidade externa e a dificuldade de articular o duplo no espaço mental. Verificam-se, por conseguinte, movimentos disruptivos nos eixos analisados, bem como dificuldades acrescidas de diferenciação entre o feminino e o materno. A articulação ♀♂ dá conta da não-consolidação da identidade, representando a transformação corporal a solução identitária numa realidade externa.

Diferenças nas situações de risco para HIV de homens bissexuais em suas relações com homens e mulheres

Greco,Marília; Silva,Ana P.; Merchán-Hamann,Edgar; Jeronymo,Mauro L.; Andrade,Julio C.; Greco,Dirceu B.
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
16.61%
OBJETIVO: Descrever o comportamento bissexual masculino quanto à identidade sexual, uso de preservativo, freqüência de relações sexuais e tipos de parceria e verificar diferenças entre práticas protegidas nas suas relações com homens e mulheres. MÉTODOS: Estudo transversal aninhado em coorte de homossexuais e bissexuais HIV negativos implantada em 1994 em Belo Horizonte (Projeto Horizonte). Dos 1.025 voluntários recrutados entre 1994 e 2005, foram selecionados 195 que relataram, na admissão, ter tido relações sexuais com homens e mulheres nos seis meses anteriores à entrevista. Foi criado índice de risco comportamental, designado Índice de Risco Horizonte, que incorpora uma constante para cada prática sexual não protegida, ajustada segundo o número de encontros sexuais. RESULTADOS: Houve predomínio de atividade sexual com homens; a maioria se auto-referiu como bissexual (55%) e homossexual (26%). A mediana do número de parceiros homens ocasionais nos últimos seis meses (4) foi superior ao de parceiras ocasionais (2) e de parceiros fixos de ambos os sexos (1). No sexo vaginal com parceira fixa, o uso inconsistente do preservativo foi de 55%, comparado com 35% e 55% no sexo anal insertivo e receptivo com parceiros fixos. O índice foi maior para os que relataram terem tido sexo com homens e mulheres comparado com os que tiveram sexo exclusivamente com mulheres ou homens. CONCLUSÕES: As situações de risco para HIV foram mais freqüentes entre os homens que relataram atividade sexual com homens e mulheres. Os comportamentos sexuais e de proteção dos bissexuais diferem conforme gênero e estabilidade da parceria...

Soroprevalência e fatores de risco para sífilis em população carcerária de Goiás

Andrade,Ana Lúcia Sampaio Sgambatti de; Martelli,Celina Maria Turchi; Sousa,Luiz Carlos Silva; Sousa,Marta Antunes de; Zicker,Fabio
Fonte: Instituto de Medicina Tropical Publicador: Instituto de Medicina Tropical
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1989 PT
Relevância na Pesquisa
16.61%
Com o objetivo de dimensionar a prevalência da infecção pelo Treponema pallidum e determinar fatores de risco relacionados a soropositividade foram rastreados 299 presidiários no Centro Penitenciário de Atividades Industriais de Goiás (CEPAI-GO), 20 Km de Goiânia. O rastreamento sorológico foi realizado utilizando-se como critério de positividade, qualquer resultado sororeagente ao VDRL independentemente do título. Através de um questionário padronizado foram avaliados os seguintes fatores de risco: tempo de encarceramento, sinais e sintomas relativos às principais doenças sexualmente transmissíveis (DST), história de sífilis ou outras DST e práticas sexuais (homo/bissexualismo e número de parceiros). Foram calculados o valor preditivo positivo (VPP) e negativo (VPN) da história pregressa de sífilis obtida na anamnese. Uma soroprevalência global de 18,4% foi obtida, não havendo diferença entre as faixas etárias. O VPP do antecedente de sífilis foi de 26% significando que 74% dos indivíduos que referiram sífilis no passado não tiveram confirmação pelo VDRL. Entre os fatores de risco testados, a bissexualidade foi o único que apresentou associação estatisticamente significante com soropositividade (risco relativo 5...

Perfil epidemiológico de puérperas e prevalência de anticorpos para infecção pelo HIV e vírus da hepatite C em Cuiabá, Mato Grosso

Orione,Maria Angélica de Macedo; Assis,Sandra Breder; Souto,Francisco José Dutra
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2006 PT
Relevância na Pesquisa
16.61%
Foi realizado inquérito soroepidemiológico com o objetivo de conhecer a prevalência da infecção pelo vírus da imunodeficiência humana, de anticorpos contra o vírus da hepatite C (anti-HCV), fatores de risco associados à transmissão parenteral e o perfil epidemiológico de puérperas atendidas em três hospitais conveniados com o Sistema Único de Saúde em Cuiabá-MT, no período de dezembro de 2001 a maio de 2002. Mil seiscentas e sete mulheres foram estudadas e entrevistadas de modo a se obter informações sócio-demográficas e epidemiológicas que poderiam estar associadas à transmissão do vírus da imunodeficiência humana. Foram pesquisados anticopos anti-HIV e anti-HCV, através do teste ELISA. A prevalência de infecção pelo vírus da imunodeficiência humana foi de 0,5% (IC95%= 0,2 a 1,0). A maioria das participantes tinha apenas nível de ensino fundamental (58,4%) e mantinha relacionamento estável com parceiro fixo (73%). Não foi evidenciada associação entre a presença de anti-HIV e o nível sócio-econômico, escolaridade, fatores de risco para doenças de transmissão sanguínea ou sexual, e com a presença de comportamento sexual de risco nas entrevistadas e em seus parceiros (relacionamentos com múltiplas parceiras ou bissexualidade). Presumiu-se que a via de transmissão heterossexual foi a principal causa de infecção nas mulheres em idade fértil na região. A prevalência do anti-HCV foi de 0...

Conhecimento, atitude e prática do uso de preservativos por presidiárias: prevenção das DST/HIV no cenário prisional

Nicolau,Ana Izabel Oliveira; Ribeiro,Samila Gomes; Lessa,Paula Renata Amorim; Monte,Alana Santos; Bernardo,Elizian Braga Rodrigues; Pinheiro,Ana Karina Bezerra
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
16.61%
Objetivou-se avaliar o conhecimento, a atitude e a prática de presidiárias quanto ao uso do preservativo masculino e feminino como medida preventiva às DST/HIV. Pesquisa quantitativa e avaliativa do tipo Conhecimento, Atitude e Prática (CAP), envolvendo 155 presidiárias. A coleta de dados realizou-se de janeiro a março de 2010 na penitenciária feminina do estado do Ceará. Embora tivessem ouvido falar e/ou soubessem as finalidades do uso, apenas 35 mulheres (22,6%) tinham conhecimento adequado sobre o preservativo masculino e 11 (7,1%) a respeito do feminino. As atitudes foram menos favoráveis quanto ao uso no sexo oral. A prática adequada apresentou pouca representatividade, em especial, do feminino. A homo/bissexualidade, as questões de gênero, a falta de conhecimento e o difícil acesso aos preservativos representaram obstáculos a serem considerados na promoção da saúde sexual do grupo estudado.

Homossexualidade, bissexualidade e HIV/AIDS no Brasil: uma bibliografia anotada das ciências sociais e afins

Guimarães,Carmen Dora; Terto Jr,Veriano; Parker,Richard G.
Fonte: IMS-UERJ Publicador: IMS-UERJ
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1992 PT
Relevância na Pesquisa
27.22%
Esta bibliografia anotada focaliza a produção das Ciências Sociais e áreas afins relativa à homossexualidade, bissexualidade e HIV/AIDS no Brasil. Engloba mais de cem publicações e documentos, e busca examinar as maneiras pelas quais essa literatura poderá contribuir para a compreensão e respostas mais efetiva à epidemia da AIDS na sociedade brasileira.

A bissexualidade no eixo da escuta psicanalítica: considerações teóricas acerca da clínica

Delouya,Daniel
Fonte: Programa de Pós-graduação em Teoria Psicanalítica do Instituto de Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ Publicador: Programa de Pós-graduação em Teoria Psicanalítica do Instituto de Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2003 PT
Relevância na Pesquisa
37.53%
Para onde olhamos e o que escutamos na clínica? As diversas respostas refletem as dificuldades de comunicação entre os analistas. A de Freud sempre foi o complexo de Édipo (e a castração), elevado, entre 1923 e 1925, ao estatuto de estrutura. Esta se impõe ao sujeito como trama e roteiro a serem dissolvidos. No entanto, o que se processa é o substrato originário da bissexualidade. São, portanto, as peculiares transmutações nesta última que importam na análise. A exploração desta via coloca em relevo os elementos estruturais, quantitativos, afetivos e míticos, tornando-os passíveis de interlocução com outras concepções sobre a análise.

Visíveis e Indivisíveis:Práticas e identidade bissexual

Dias Cavalcanti, Camila; Mutzenberg, Remo (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
27.73%
Este trabalho problematiza a bissexualidade como prática, orientação e identidade sexual, tendo em vista a enorme polêmica que ela parece causar dentro do próprio movimento que se propõe a lutar pelas minorias sexuais. Sendo assim, o discurso dos bissexuais é analisado levando em consideração a possível discriminação que a bissexualidade sofre tanto da heterossexualidade como da homossexualidade. Considerando as práticas bissexuais tão legítimas como quaisquer outras, a perspectiva teórica adotada retoma os aspectos construídos das identidades, inserindo a bissexualidade em um possível processo de identificação e não como uma categoria fixa e encerrada; Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

Ensino Religioso: Um estudo sobre sua relação com gênero e orientação sexual

Junqueira, Sergio; Schlögl, Emerli; Kluck, Claudia Regina
Fonte: Revista Religare Publicador: Revista Religare
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 15/09/2013 POR
Relevância na Pesquisa
17.22%
Este artigo é o resultado de uma pesquisa qualitativa sobre a relação entre o ensino religioso e gênero/ orientação sexual, pois toda sociedade, e a escola de maneira especial, participa passiva ou ativamente de discussões sobre economia, política, aspectos religiosos, guerras internacionais ou urbanas. Isso se desprende do cotidiano dos estudantes, professores/professoras e da comunidade em que está inserida. Um dos temas sobre o qual a escola nem sempre está disposta a refletir é a sexualidade humana, especialmente quando seu público alvo são indivíduos que estão em processo de descoberta de sua própria sexualidade. Muitas são as temáticas abordadas quando o assunto é sexualidade, porém Gênero & Orientação Sexual, termos que se referem à atração física, emocional e espiritual para pessoas de sexo oposto ou de mesmo sexo, pretende falar ao coletivo sobre homossexualidade, heterossexualidade e bissexualidade. A temática é complexa, e apesar das pesquisas avançadas na área da Psicologia, além de outras ciências, que abordam o tema da orientação sexual, especialmente tentando entender a determinação sexual quando se apresenta como homo, trans ou bissexual, relacionando ou não a doença, ou transtorno que pudesse com base em algum tipo de tratamento ser alterado. Há também uma corrente de pensamento que defende que heterossexualidade...