Página 1 dos resultados de 1279 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Masora Parva Comparada: Comparação entre as Anotações Massoréticas em Textos da Bíblia Hebraica de tradição Ben Asher em Isaías, capítulos de 1 a 10.; Compared Masora Parva: comparison between the masoretic notes in Ben Asher tradition texts of Hebrew Bible in Isaiah, chapters 1 to 10.

Francisco, Edson de Faria
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/05/2002 PT
Relevância na Pesquisa
37.11%
A atividade massorética surgiu aproximadamente no século VII na Babilônia e chegou ao seu auge por volta do século X, com os trabalhos dos massoretas de Tiberíades, Israel, principalmente com o último massoreta da família Ben Asher, Aarão ben Moisés ben Asher. A tradição tiberiense do ramo Ben Asher, entre outras tradições, nunca conheceu uma forma absolutamente uniforme e fixa que não pudesse apresentar algum tipo de divergência ou contradição, seja na vocalização ou na acentuação. A Massorá também apresentava suas próprias diferenças e contradições. Esta pesquisa pretende analisar notas massoréticas divergentes da Masora Parva nos dez capítulos do livro de Isaías em três textos de tradição Ben Asher: o Códice de Alepo A, o Códice de Leningrado B19a (L) e a Biblia Hebraica Stuttgartensia (BHS). Os dois primeiros são os principais manuscritos massoréticos que seguem a tradição Ben Asher e os mais relacionados entre si e além disso, são frutos da atividade massorética ocorrida nos séculos X e XI. A BHS, a principal edição crítica do texto bíblico hebraico surgida no século XX, é baseada no texto e na Massorá de um dos manuscritos Ben Asher, o Códice L. Ao analisar as diferenças nas notas mencionadas...

Santas e sedutoras: as heroínas na Bíblia hebraica - a mulher entre as narrativas bíblicas e a literatura patrística; Saints and charmants: the heroines in the Hebrew Bible - the women between the Biblical narratives and the patristic literature

Braga, Eliézer Serra
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/02/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.29%
O objetivo desta dissertação é a análise, por meio de abordagem sócioliterária, da caracterização que a Bíblia Hebraica faz de três mulheres, ou grupos de mulheres, personagens de suas narrativas. Procurar-se-á entender seu comportamento sexual e sua moralidade em contraste com as exigências feitas sobre a mulher em partes desta mesma Bíblia, considerando-se a importância da mulher para as tradições da formação de Israel. Procurar-se-á também estabelecer algum contraste, ainda que superficialmente, entre o julgamento que faz o narrador bíblico quanto ao comportamento pouco ortodoxo destas mulheres e os pressupostos do judaísmo rabínico e dos primeiros pensadores do cristianismo e sua interpretação quanto a este tipo de comportamento feminino. Serão elas, as Filhas de Ló e sua relação incestuosa, Tamar, nora de Judá e sua prostituição, e a saga de Noemi e Rute no episódio da sedução de Boaz. A Bíblia Hebraica é a principal fonte de inspiração para as três religiões mais influentes e de maior capacidade de expansão no mundo desde o século II da E.C. (Era Comum). A formação sócio-cultural de grande parte do oriente e de todo o ocidente encontrou seus fundamentos nelas, as quais são: o Judaísmo...

A homossexualidade na bíblia hebraica: um estudo sobre a prostituição sagrada no antigo oriente médio; The homosexuality in the hebrew bible: a study of sacred prostitution in the ancient middle east

Montalvão, Sérgio Aguiar
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/05/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.11%
O trabalho tem o objetivo de apresentar a homossexualidade na Bíblia Hebraica através das passagens de Levítico 18:22, 20:13, Deuteronômio 22:5, 23:18-19, 1º Reis 14:24, 15:12, 22:46 e 2 Reis 23:7; analisar as relações da prostituição cultual masculina dos termos encontrados em Deuteronômio 23:18-19 (qadesh e keleb); os termos da região do Oriente Próximo com o papel da adoração ritual homossexual (qaditu e assinu); as deidades rituais com o rito masculino (Asherah de 2º Reis 23:7 e a Astarte de Kítion do Chipre relacionada ao keleb em Deuteronômio 23:18-19) as quais estão relacionadas aos ritos de fertilidade; trabalhar o contexto histórico no qual a homossexualidade ritual se desenvolveu em Israel e Judá (1º Reis 14:24, 15:12, 22:46 e 2º Reis 23:7); e com a questão das abominações e interditos tanto da homossexualidade (Levítico 18:22 e 20:13) quanto do travestismo (Deuteronômio 22:5). A pesquisa será realizada através de diversos estudos de acadêmicos que discorreram sobre o tema da homossexualidade na Bíblia Hebraica e sobre as suas questões levantadas e conclusões.; The work has the objective to present the homosexuality in the Hebrew Bible through the passages of Levíticus 18:22, 20:13; Deuteronomy 22:5...

Sob o signo de Caim: o uso da Bíblia por Machado de Assis; Under the sign of Cain: the use of the Bible by Machado de Assis

Proença, Paulo Sergio de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 24/05/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.11%
Propõe-se, neste trabalho, averiguar o papel que os escritos bíblicos desempenham na construção e na sustentação das principais ênfases da obra de Machado de Assis. Dois princípios constituem o guia teórico desta investigação. O primeiro refere-se à noção bakhtiniana de polifonia e a seus desdobramentos, constantes nos termos intertextualidade e interdiscursividade. A noção de contrato semiótico (Fiorin, 2003) é o segundo. Conceitos auxiliares serão pontualmente utilizados, como o de sátira menipeia, que terá base em autores como Griffin (2005), Sá Rego (1989) e Óliver (2008). A juventude de Machado caracterizou-se por uma atividade liberal de razoável envergadura. Charles Ribeyrolles e Renan foram influências decisivas para a consolidação dessas convicções. Essa tendência destaca a presença da Bíblia, evocada como fonte dos princípios que defendia. A portentosa obra de ficção, desde suas primeiras manifestações, testemunha grande fascínio pela Escritura, sob diversas formas. Uma delas foi a retomada de mitos bíblicos, que servem de vínculo para aproximação entre os eventos originários e os acontecimentos comezinhos do dia a dia em que ocorre ressignificação das narrativas míticas. Esse olhar para o passado...

Dois Irmãos e seus precursores: um diálogo entre o romance de Milton Hatoum, a Bíblia e a mitologia ameríndia; Dois Irmãos and its precursors: a dialogue between the novel by Milton Hatoum, the Bible and the Amerindian mythology

Mello, Lucius Flavius de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.21%
Esta dissertação detém-se na análise e na comparação do romance Dois Irmãos (2006), de Milton Hatoum, com a narrativa bíblica dos embates fraternos presentes no livro do Gênesis, especialmente o episódio dos gêmeos Esaú e Jacó. O relacionamento conflitante entre irmãos é um constante leitmotiv, um foco de interesse que se desenvolve de diversas formas ao longo de todo primeiro livro da Bíblia Hebraica. Hatoum vai à narrativa bíblica, considerada matriz do pensamento ocidental e da memória cultural da Humanidade pelo impulso do seu tema, logo, ele não parte da Bíblia. Como, então, o autor brasileiro trabalha o seu romance em que o fulcro é justamente o embate entre irmãos em torno da primogenitura (o que nos remeteria ao texto matricial bíblico Gênesis) para alinhavar sua ficção? A nossa viagem em busca dessa resposta é iluminada por um caminho tateante e trôpego. Como numa dança folclórica, narrador e protagonistas giram, trocam de lugar e se revezam nos papéis de Esaú, Jacó, Caim, Abel e José. Nossa pesquisa vai aproximar as narrativas ora por semelhanças ora por estranhamentos com base no romance de Hatoum. Buscaremos os vestígios da narrativa bíblica presentes na obra do autor brasileiro seguindo os rastros de Omar...

A função social do hipertexto impresso na Bíblia da Mulher

Hoerlle, Elisa
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.29%
A Bíblia Sagrada é o livro mais traduzido, distribuído e lido de todos os tempos. Sua abrangência prepondera no Brasil, líder mundial na produção e exportação do produto. Este trabalho começa expondo a segmentação e os apelos de venda presentes na nova oferta de Bíblias, decorrentes da profissionalização da indústria de produtos evangélicos no País. Nesse cenário toma-se como objeto a Bíblia da Mulher. Em seguida, os recursos ao leitor presentes na Bíblia da Mulher são trabalhados como hipertextos, articulados numa prática interpretativa. A partir daí é feita uma análise desses textos auxiliares, focando resolver o problema de pesquisa: qual a função social do hipertexto impresso na Bíblia da Mulher?

Uma Análise descritiva de três traduções brasileiras da Bíblia a partir de alterações introduzidas nos manuscritos em língua original

Raupp, Marcelo
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.39%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-graduação em Estudos da Tradução, Florianópolis, 2010; Apresentação dos resultados de uma pesquisa inserida no campo do que se denomina tradução de textos sensíveis, pesquisa essa que teve por tema fazer uma análise descritiva de como três traduções brasileiras eruditas da Bíblia comportaram-se com relação a passagens do texto original que foram alteradas nas cópias manuscritas disponíveis atualmente. Nossa pesquisa partiu do seguinte pressuposto teórico: como a Bíblia nas línguas em que foi originalmente escrita dependeu, para ser difundida, essencialmente de cópias e recópias manuais que dela foram feitas ao longo dos séculos, nas mais diferentes regiões do mundo antigo, acabaram surgindo mudanças inevitáveis em determinadas passagens, oriundas de alterações conscientes e inconscientes feitas pelos escribas. Tais alterações, que parecem ser o principal motivo de haver divergência entre as cópias manuscritas da Bíblia em determinados trechos, são objeto de estudo da crítica textual, ciência em cujas teorias nos pautamos, e cujo objetivo é recuperar a forma original das obras literárias antigas...

A história da transmissão e da tradução da Bíblia em nível mundial e no Brasil e as marcas ideológicas nas primeiras traduções brasileiras completas dessa obra

Raupp, Marcelo
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 230 p.| tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.21%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução, Florianópolis, 2015.; Apresentação dos resultados de uma pesquisa relativa a textos sensíveis religiosos, a qual teve duplo objetivo: apresentar um panorama da história da transmissão e da tradução da Bíblia em nível mundial e no Brasil e pôr em evidência, através de uma análise comparativa de passagens previamente selecionadas, as marcas ideológico-doutrinárias que podem ser observadas nas primeiras traduções brasileiras completas desse texto sensível, feitas por diferentes grupos religiosos de matriz judaico-cristã presentes em território nacional. Quanto ao primeiro objetivo, nossa pesquisa partiu do princípio de que, estando a Bíblia no pódio dos livros mais traduzidos do mundo, a Academia carece de mais trabalhos que construam a história da transmissão e da tradução dessa obra, principalmente no Brasil. Já o segundo objetivo decorre do primeiro, pois tem a ver com a atual pluralidade de traduções bíblicas e com o fato de haver uma série de grupos religiosos que constroem sua base dogmática a partir desse livro, os quais, não se pode negar, possuem divergências de interpretação significativas entre si quanto a determinados temas que são abordados nesse texto sensível. Diante disso...

A sexualidade na Bíblia

Mendonça, José Tolentino; foi o que fiz num catálogo que saiu hoje de bijuteria tb
Fonte: Universidade Católica Portuguesa. Faculdade de Teologia-Braga Publicador: Universidade Católica Portuguesa. Faculdade de Teologia-Braga
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2007 POR
Relevância na Pesquisa
37.21%
A Bíblia não é um depósito de conceitos. A sua língua é predominantemente narrativa e poética. Quer dizer: aloja-se não na linearidade do que se define, mas na polissemia do símbolo; distancia-se do explicativo; narra, relata, adensa, adentra. Assim como a Bíblia não ambiciona falar do amor: enumera amadas e amantes, descreve gestos, refere exílios e avanços, perscruta intensidades. O texto bíblico sabe que «um corpo não deixa de ser um tecido narrativo». Os corpos são longos como histórias. São emaranhados de linguagem. «O que é o corpo de que falamos? Nós temos vários». O que é o corpo e como é entendida a sexualidade na Bíblia? E o amor? Procura-se aqui um esboço de resposta.

Machado de Assis e Saramago: Viagem Irónica à Bíblia em busca da outra face da verdade

Jubilado, Odete
Fonte: Universidade da Madeira Publicador: Universidade da Madeira
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.11%
Em Esaú e Jacó e em Caim, o leitor é confrontado com uma (re)leitura irónica da Bíblia cujas verdades são submetidas ao olhar interrogante e irónico do narrador-contador de histórias, eterno companheiro de viagem. Declinam-se perante o leitor várias leituras possíveis, estabelecendo-se um diálogo frutuoso com o intertexto principal de ambos os romances: a Bíblia, a partir da veia irónica que tanto caracteriza Machado de Assis como José Saramago.

A Bíblia em português corrente e seus paratextos

Nunes, Rute Peregrina Soares
Fonte: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa Publicador: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /09/2012 POR
Relevância na Pesquisa
37.11%
Dissertação apresentada para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Edição de Texto; O distanciamento linguístico e cultural dos textos bíblicos – textus receptus – requer por si só uma abordagem editorial explicitadora de ideias e conceitos com os quais o leitor comum não está familiarizado. Uma breve abordagem histórica, de enquadramento, ajudar-nos-á a perceber quando e como surgem os vários paratextos bíblicos nos seus sistemas mais básicos, como divisões numéricas dos textos em capí-tulos e versículos, títulos e perícopes, notas e glossários. O modelo da nossa análise é A Bíblia para Todos, Edição Comum, da Sociedade Bíblica de Portugal. Numa ótica de evolução histórica, iremos também tentar perceber como as mudanças socioculturais e as novas tecnologias determinam o grafismo dos textos e os títulos e capas atribuídos ao livro sagrado, no contexto alargado do fenómeno de mas-sas iniciado com descoberta da imprensa e com a reforma da Igreja no século XVI, des-de então responsáveis pela tradução e disponibilização da Bíblia em quase todas as línguas do mundo. As modernas traduções são feitas a pensar nos vários públicos leitores o que tem implicações ao nível da língua e dos enunciados. Os paratextos...

Bíblia e cotidiano

Xavier dos Santos, Suely
Fonte: Universidade Metodista de São Paulo Publicador: Universidade Metodista de São Paulo
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Relevância na Pesquisa
37.11%
Analisar o quanto o estudo da Bíblia, aliado ao pensar teológico, produz uma espiritualidade madura. Demonstrar a importância da leitura bíblica como um todo (Antigo e Novo Testamento). Proporcionar uma reflexão sobre a importância da tríade bíblia-teologia-pastoral no cotidiano das pessoas, e como, a partir desta tríade, desenvolver sinais de vida plena e digna para promoção do Reino de Deus

Os olhos de Leia : polemicas entre o sagrado e o profano na tradução da biblia

Lucineia Marcelino Villela
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/02/1997 PT
Relevância na Pesquisa
37.21%
O objetivo principal deste estudo é refletir sobre a tradução da Bíblia no que se refere às teoria de tradução e às suas conseqüências para o texto bíblico. Começamos esta reflexão com a análise da tradução de Gênesis 29.17, que evidencia um verdadeiro jogo de disputas na tradução de Os olhos de Léia. As traduções diferentes e opostas da palavra hebraica rak nos mostrarão a impossibilidade de considerar uma tradução como correta ou sagrada excluindo outras traduções possíveis como erradas ou profanas. Eugene Nida aparece como o teórico de maior importância no campo da Tradução Bíblica e consideraremos alguns de seus trabalhos nos quais se encontram postulados e regras que tentam determinar e controlar a produção de sentidos na tarefa tradutória. Analisaremos também dois outros casos de discussões e críticas sobre traduções da Bíblia, com o objetivo de corroborar nossa hipótese de que o processo de tradução pode levantar a questão das dicotomias e oposição de significados a partir de uma mesma palavra ou termo na língua ou texto "original". A relevância desta dissertação está em considerar a diferença e a oposição na tradução da Bíblia como um assunto complexo e tratar dicotomias como Sagrado e Profano como possíveis e inevitáveis...

La Biblia como fuente de reflexión política en los sermones neogranadinos, 1808-1821

Arce Escobar, Viviana
Fonte: Universidad Icesi; Facultad de Derecho y Ciencias Sociales Publicador: Universidad Icesi; Facultad de Derecho y Ciencias Sociales
Tipo: article; Artículo Formato: PDF; p. 273-308; Electrónico
SPA
Relevância na Pesquisa
37.21%
En los años de lucha por la Independencia de Nueva Granada, el clero participó de las contiendas por medio de su palabra. A través de sermones expresaron sus opiniones políticas a favor o en contra del nuevo orden. Para avalar sus afirmaciones, recurrieron principalmente a la Biblia como fuente de argumentación y verdad. En este artículo nos proponemos analizar a las Sagradas Escrituras como recurso eclesiástico que sirvió para legitimar o desacralizar el cambio de régimen. Para ello, hacemos un estudio de las referencias bíblicas que aparecen en los sermones neogranadinos e intentamos aproximarnos al contexto temático de la Biblia.; In the era of New Granada’s fight for independence, the clergy participated in the struggle through means of their words. In their sermons they expressed their political opinions in favor of or against the new order. In order to validate their statements, they turned principally to the Bible as a source for argumentation and for truth. This article analyzes the Holy Scriptures as an ecclesiastical resource that served to legitimize or desacralize the regime change. In order to do this, the authors study the biblical references that appear in the sermons of New Granada and attempt to approach the thematic context of the Bible.

A literatura e a bíblia: relações paratextuais em Os ambulantes de Deus

Olivo, Débora da Silva
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
37.21%
O presente trabalho analisa as relações paratextuais entre a Literatura e a Bíblia, a partir da obra de Hermilo Borba Filho, Os ambulantes de Deus, e do Livro do Êxodo, presente na Bíblia. Percebe a contribuição do referido autor para a Literatura Brasileira, reconhecendo a possibilidade de estudos relativos à sua produção literária. Identifica a afinidade entre esses dois textos, utilizando como fundamentação teórica o estudo proposto por Gérard Genette acerca da paratextualidade, na qual as epígrafes, presentes na ficção em questão, têm a função de estabelecer essas relações paratextuais. Observa no uso dessas epígrafes, a possibilidade de ampliação de sentido dass obras, uma vez que a Literatura, dentro do seu conteúdo artístico, intensifica aspectos míticos presentes na narrativa bíblica.; This study analyses the paratextual relation between Literature and the Bible, in Hermilo Borba Filho’s text, Os ambulantes de Deus, and the Book of Exodus, from the Bible. It states the contribution of the mentioned author to the Brazilian literature, recognizing the possibility of studies related to him. It identifies the connexion between these texts, using Gerard Genette’s paratextual studies as its theoretical grounding...

Críticos decimonónicos de la Biblia. Ensayo sobre Engels y Bakunin como lectores

Bruno, Paula Graciela
Fonte: Universitat Jaume I. Departamento de Lenguas y Culturas Europeas Publicador: Universitat Jaume I. Departamento de Lenguas y Culturas Europeas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:ar-repo/semantics/artículo; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
37.11%
El artículo propone un acercamiento a dos pensadores de fines del siglo XIX, Friredrich Engels y Mijail Bakunin, en tanto lectores de la Biblia. Se analizan los siguientes escritos: Dios y el Estado de M. Bakunin (escrito hacia 1870) y “Estudio sobre la historia del cristianismo primitivo” de Engels (escrito en torno a 1890). Ambos autores son ejemplos destacados de lectores decimonónicos de la Biblia y en su acercamiento a la misma presentan algunos rasgos comunes. A su modo, críticos de la Ilustración, cada uno se apoyó en argumentos que superaran la reacción anti-racionalista del Romanticismo. Bakunin y Engels vieron detrás de la razón crítica del Iluminismo una razón legitimadora de la sociedad capitalista. A la luz de esta premisa, retomaron la crítica a los “prejuicios” cristianos ya presente en los filósofos del siglo XVIII, pero radicalizándola. En tanto pensadores fuertemente anticristianos, atacaron la doctrina cristiana teórica y pasionalmente en la mayoría de sus escritos, intentando -explícita o implícitamente- golpearla en sus raíces explicitando sus contradicciones y ambigüedades. ; Fil: Bruno, Paula Graciela. Consejo Nacional de Investigaciones Científicas y Técnicas. Oficina de Coordinación Administrativa Saavedra 15. Instituto de Historia Argentina y Americana; Argentina; Universidad de Buenos Aires; Argentina; Consejo Nacional de Investigaciones Científicas y Técnicas; Argentina;

Transmisión oral y transmisión escrita: la Biblia Hebrea

Gómez Aranda, Mariano
Fonte: Sendoa Editorial Publicador: Sendoa Editorial
Tipo: Artículo Formato: 1516478 bytes; application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
37.21%
En el fenómeno de la transmisión oral y la transmisión escrita la Biblia hebrea es un caso especial. Su proceso de gestación y transmisión es único en la historia de la literatura universal. Como la mayoría de las obras de la Antigüedad, la Biblia se transmitió oralmente hasta que se puso por escrito. En este proceso, encontramos fenómenos comunes a otras literaturas, pero una vez que se consiguió un texto fijado e inmutable, la transmisión escrita del mismo tiene un carácter único. El hecho de tratarse de un texto sagrado ha determinado que, desde el mismo momento en que se cerró el canon, el texto de la Biblia hebrea se haya transmitido a lo largo de los siglos con absoluta y total fidelidad. Son escasísimas las variantes de los manuscritos y menos aún las que afectan directamente al sentido del <>.; Peer reviewed

Innacurate Realizantion of Masoretic Annotations from Leningrad Codex B19A to the Biblia Hebraica Series: General Remarks

Francisco, Edson de Faria
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 21/12/2015 POR
Relevância na Pesquisa
37.34%
Neste artigo são apresentadas e analisadas algumas situações de reprodução inexata de anotações massoréticas do Códice de Leningrado B19a (L) na série Biblia Hebraica (a Biblia Hebraica [BHK], a Biblia Hebraica Stuttgartensia [BHS] e a Biblia Hebraica Quinta [BHQ]), publicada pela Deutsche Bibelgesellschaft, de Stuttgart, na Alemanha. Além de tais obras, neste artigo são apresentas e analisadas, também, situações de reprodução inexata de anotações da masora magna do Códice L na obra Massorah Gedolah iuxta Codicem Leningradensem B19a, publicada pelo Pontificium Institutum Biblicum, de Roma, na Itália. A BHK, a BHS, a BHQ e a Massorah Gedolah são publicações acadêmicas baseadas no Códice L, e cada uma à sua maneira, procura ser fiel ao referido manuscrito massorético. No presente artigo são identificas situações de inexatidão e são propostas possíveis correções, tendo por base a edição fac-símile do Códice L. Uma das questões abordadas neste artigo é que o estudo da massorá é de fundamental importância para os estudos bíblicos atuais e a reprodução das anotações elaboradas pelos massoretas no período medieval devem ser, na medida do possível, fielmente reproduzidas em edições impressas modernas.       

Equivalência dinâmica de Nida e a tentativa de tradução da Bíblia no Japão no século XVI-XVII

Sakamoto, Mamiko
Fonte: Cultura e Tradução Publicador: Cultura e Tradução
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 19/12/2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.29%
No que diz respeito à tradução da Bíblia, Eugene A. Nida (Nida & Taber, 1969) propôs a ideia de “equivalência dinâmica”, alegando que a relação entre o recetor e a mensagem deve ser substancialmente o mesmo como entre o recetor original e a mensagem. No entanto, quando o tema do texto original não é reconhecido na cultura recetora, será possível traduzi-lo, substituindo por termos já existentes sem causar qualquer confusão? Neste trabalho explorou-se um exemplo de tradução da Bíblia no Japão que ocorreu durante os séculos XVI e XVII. As primeiras tentativas de tradução da Bíblia ocorreram durante a vinda de Francisco Xavier para o Japão, pelo primeiro católico japonês conhecido até agora, chamado Anjirô. No entanto, devido à sua falta de formação, na sua tradução, os termos cristãos foram substituídos pelos termos budistas, um das quais o termo ‘Deus’. Anjirô substituiu este conceito pelo termo ‘Dainichi’, uma das designações de buda, que se escreve literalmente ‘o grande Sol (大日)’ em japonês. Esta transferência cultural teve um impacto considerável nas atividades dos missionários, gerando várias confusões. Aprendendo desta experiência, os missionários deixaram de substituir os termos cristãos e começaram a utilizar os termos originais em português ou latim. Estes exemplos da fase inicial da tradução da Bíblia em japonês mostram-nos um dos importantes aspetos de tradução: a equivalência dinâmica não é possível quando não existe um conceito semelhante na cultura recetora ou o conceito já existente for essencialmente distinto.

EQUIVALÊNCIA DINÂMICA DE NIDA E A TENTATIVA DE TRADUÇÃO DA BÍBLIA NO JAPÃO NO SÉCULO XVI-XVII

Sakamoto, Mamiko
Fonte: Cultura e Tradução Publicador: Cultura e Tradução
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 14/10/2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.29%
No que diz respeito à tradução da Bíblia, Eugene A. Nida (Nida & Taber, 1969) propôs a ideia de “equivalência dinâmica”, alegando que a relação entre o recetor e a mensagem deve ser substancialmente o mesmo como entre o recetor original e a mensagem. No entanto, quando o tema do texto original não é reconhecido na cultura recetora, será possível traduzi-lo, substituindo por termos já existentes sem causar qualquer confusão? Neste trabalho explorou-se um exemplo de tradução da Bíblia no Japão que ocorreu durante os séculos XVI e XVII. As primeiras tentativas de tradução da Bíblia ocorreram durante a vinda de Francisco Xavier para o Japão, pelo primeiro católico japonês conhecido até agora, chamado Anjirô. No entanto, devido à sua falta de formação, na sua tradução, os termos cristãos foram substituídos pelos termos budistas, um das quais o termo ‘Deus’. Anjirô substituiu este conceito pelo termo ‘Dainichi’, uma das designações de buda, que se escreve literalmente ‘o grande Sol (大日)’ em japonês. Esta transferência cultural teve um impacto considerável nas atividades dos missionários, gerando várias confusões. Aprendendo desta experiência, os missionários deixaram de substituir os termos cristãos e começaram a utilizar os termos originais em português ou latim. Estes exemplos da fase inicial da tradução da Bíblia em japonês mostram-nos um dos importantes aspetos de tradução: a equivalência dinâmica não é possível quando não existe um conceito semelhante na cultura recetora ou o conceito já existente for essencialmente distinto.