Página 1 dos resultados de 3939 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Subgradação do carcinoma da próstata localizado: limitações da biópsia prostática; Undergrading of localized prostate cancer: limitations of prostate biopsy

Patrão, Ricardo; Nunes, Pedro; Bastos, Carlos; Roseiro, António; Mota, Alfredo; Cunha, Maria Fernanda Xavier da
Fonte: Associação Portuguesa de Urologia Publicador: Associação Portuguesa de Urologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.2%
Introdução: O carcinoma da próstata é a neoplasia sólida mais frequente no sexo masculino na Europa. Um estadiamento completo é essencial para escolher a forma de tratamento mais adequada a cada doente, sendo as informações obtidas com a biópsia prostática, essenciais neste processo. Objectivos: Comparar o score de Gleason na biópsia e na peça de prostatectomia radical numa série contemporânea de doentes. Material e Métodos: Foi efectuado um estudo retrospectivo, baseado em revisão de ficheiros clínicos, de 130 doentes com carcinoma da próstata clinicamente localizado, submetidos a biópsia prostática e prostatectomia radical no nosso Serviço, entre 1 de Janeiro de 2006 e 31 de Dezembro de 2007. A idade média dos doentes foi de 61,58 ± 6,21 anos (intervalo 48-75). Foram efectuadas biópsias prostáticas transrectais, ecoguiadas, com colheita de oito a 30 fragmentos (média de 11,39 ± 2,90). O tempo médio entre a biópsia e a cirurgia foi de 173,79 ± 11 dias (intervalo 14-963). Resultados: O score de Gleason da biópsia e da peça operatória foi o mesmo em 58,5% dos doentes. Encontrámos um score mais elevado na biópsia do que na peça de prostatectomia em 6,9%. O score de Gleason da peça operatória foi mais elevado do que o da biópsia em 34...

Biópsia com agulha grossa guiada por ultrassonografia para o diagnóstico dos tumores fibroepiteliais da mama; Ultrasound-guided core needle biopsy for the diagnosis of fibroepithelial breast tumors

RICCI, Marcos Desidério; AMARAL, Paulo Gustavo Tenório do; AOKI, Denis Seiiti; OLIVEIRA FILHO, Hélio Rubens de; PINHEIRO, Walter da Silva; FILASSI, José Roberto; BARACAT, Edmund Chada
Fonte: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia Publicador: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.18%
OBJETIVO: avaliar a taxa de concordância da biópsia percutânea com agulha grossa guiada por ultrassom seguida pela biópsia excisional em nódulos de mama palpáveis, sugestivos de tumores fibroepiteliais. MÉTODO: estudo retrospectivo que selecionou 70 biópsias com diagnóstico histológico de tumor fibroepitelial em 67 dentre 531 pacientes com lesões mamárias submetidas à biópsia percutânea com agulha grossa guiada por ultrassonografia, com transdutor linear de alta frequência (7.5 MHz), utilizando pistola automática Bard-Magnum e agulha 14 gauge. Foram incluídos os casos com diagnóstico de tumor fibroepitelial na biópsia percutânea ou biópsia excisional. Biópsias com diagnóstico histopatológico de fibroesclerose também foram incluídas no estudo. A força da concordância entre o resultado da biópsia percutânea e da biópsia excisional foi medida pelo coeficiente de Kappa. RESULTADOS: a biópsia excisional revelou 40 casos de fibroadenoma (57,1%), 19 de tumor filoide (27,2%) e 11 de fibroesclerose (15,7%). A taxa de concordância para o fibroadenoma foi substancial (k = 0,68; IC95% = 0,45 - 0,91), quase perfeita para o tumor filoide (k = 0,81; IC95% = 0,57 - 1,0) e moderada para a fibroesclerose (k = 0,58; IC95% = 0...

Biópsia incisional com trépano de 2 mm em tumores palpebrais; Use of 2-mm punch biopsy in eyelid tumors

Carneiro, Rachel Camargo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/09/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.11%
OBJETIVO: Avaliar a acurácia da biópsia incisional com trépano de 2mm no diagnóstico das tumores palpebrais. Avaliar aeficácia do método nas lesões ulceradas versus não ulceradas; nas lesões marginais da pálpebra versus lesões em outras áreas da pálpebra e na detecção do subtipo histológico do carcinoma basocelular. MÉTODOS: Análise prospectiva das lesões com suspeita de malignidade palpebral no Setor de Plástica Ocular (HC-FMUSP), de maio de 2008 a dezembro de 2011. As lesões foram fotografadas, e suas características clínicas, mensuradas através do softwareImageJ 1.44. O resultado diagnóstico das biópsias pré-operatórias, realizadas de forma padronizada com trépano de 2 mm, foram comparados à peça cirúrgica (padrão-ouro). A avaliação anatomopatológica tanto da biópsia como do padrão-ouro foi realizada de forma mascarada, e os resultados discordantes, revisados por um segundo patologista. As medidas de sensibilidade, especificidade, valor preditivo positivo (VPP) e valor preditivo negativo (VPN), bem como a acurácia e o coeficiente Kappa, foram calculados para avaliar a concordância do trépano de 2 mm em relação ao padrão-ouro. Os testes estatísticos utilizados foram o qui-quadrado, teste t-Student e teste Mann-Whitney para área e tempo de evolução da doença. RESULTADOS: Foram avaliadas 61 lesões. O carcinoma basocelular (CBC) representou 57...

Avaliações ultra-sonográfica, macroscópica e histológica da biopsia testicular em ovinos

Sartori, R.; Prestes, N.C.; Canavessi, A.M.O.; Kempinas, W.G.; Rosa, G.J.M.
Fonte: Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Escola de Veterinária Publicador: Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Escola de Veterinária
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 233-241
POR
Relevância na Pesquisa
37.18%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Devido ao fato da biopsia testicular poder acarretar hemorragia, inflamação, degeneração, aderência e fibrose, especialmente com as técnicas incisionais ou abertas, este trabalho avaliou a aplicabilidade de uma técnica menos invasiva (biopsia com agulha Tru-Cut) em ovinos na obtenção de material para histologia e acompanhou as lesões testiculares posteriores. Trinta carneiros foram igualmente divididos em três grupos: 1) controle, animais não submetidos à biopsia; 2) submetidos à biopsia + cola de fibrina nos locais da biopsia testicular e incisões da pele; e 3) submetidos à biopsia + sutura da pele escrotal após a biopsia. Exames ultra-sonográficos foram realizados pré e pós biopsia. No centésimodia, os testículos foram avaliados macro e microscopicamente após orquiectomia. A ultra-sonografia permitiu mapear as alterações ocorridas e acompanhar a evolução das seqüelas. Ao exame macroscópico, pequenas áreas de calcificação foram observadas em 55 e 70% dos testículos nos grupos 2 e 3, respectivamente. A biopsia com agulha Tru-Cut forneceu material suficiente para histologia mas ocasionou lesões focais restritas à área biopsiada. Apesar da possível ocorrência de calcificação e outras lesões mínimas...

Alterações clínicas e laboratoriais de equinos submetidos à biópsia hepática com agulha Tru-cut guiada por ultrassom

Queiroz, Daniela Junqueira de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xvii, 43 p. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
37.14%
Pós-graduação em Medicina Veterinária - FCAV; Liver diseases are very common in livestock animals and are responsible for numerous economic losses, associated not only with death but also with low production rates and expenses with diagnostic exams and treatments. Hepatic diseases in horses are relatively frequent and it can harm animals of all ages, sex and breeds. The diagnosis of liver affections in domestic animals is made with biochemical analyses, x-ray and ultrasound exams, and histopathological exam of liver fragment obtained by a liver biopsy. The aim of this study was to evaluate the possible clinical and laboratorial changes induced by the percutaneous liver biopsy technique guided by ultrasound in horses. Eight adult horses, male or female, ages ranged from 5 to 10 years, were used in this study. The animals were divided into two experimental groups: control group and biopsy group. Peritoneal fluid and blood samples were collected for hematimetric, leucometric and biochemicanalysis, besides the daily physical exams. The analyzed variables did not differ statistically in between the two groups, regardless the peritoneal fluid color witch became reddish after the biopsy was done. In conclusion, the Tru-cut liver biopsy technique is safe and efficient; its use for diagnoses purposes of hospital routine of liver diseases in horses ...; As doenças hepáticas são bastante comuns nos animais pecuários e responsáveis por inúmeras perdas econômicas...

Desempenho da biopsia de fragmento guiada por ultra-sonografia e seu impacto na conduta de pacientes com lesões mamarias pre-clinicas suspeitas

Priscilla Trigo Bianchessi
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/03/2003 PT
Relevância na Pesquisa
37.11%
A biópsia de fragmento de lesões mamárias não palpáveis vem ganhando espaço como uma alternativa para biópsia cirúrgica com localização préoperatória. Este estudo avaliou o desempenho da biópsia de fragmento guiada por ultra-sonografia, bem como seu impacto no seguimento de pacientes com lesões mamárias suspeitas. Foram realizadas 54 biópsias guiadas por ultrasonografia, sendo que 42 pacientes tem confirmação anatomopatológica e 12 estão em seguimento por imagem. Das 42 pacientes que foram submetidas à localização com exérese da lesão houve concordância dos resultados anatomopatológicos em 41 delas e todas as pacientes em seguimento não apresentaram evolução no período, que variou entre um e três anos. Vinte e três dos 24 casos de neoplasia maligna foram diagnosticados pela biópsia de fragmento. O custo médio da biópsia de fragmento foi avaliado em 942 coeficientes de honorários e o da biópsia cirúrgica em 3.120 coeficientes de honorários. Desta forma, o uso da biópsia de fragmento guiada por ultra-sonografia permite um diagnóstico confiável e econômico das lesões mamárias suspeitas.; The core needle biopsy for non-palpable breast lesions is an alternative for pre-operative localization and open biopsy. We evaluate the accuracy of USguided large core needle biopsy (LCNB)...

Biopsia percutanea por agulha grossa de tumores musculo-esqueleticos de partes moles e osseos com expressão extra-cortical guiada por ultra-sonografia

Martin Pablo Torriani
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/02/2004 PT
Relevância na Pesquisa
37.11%
O objetivo deste estudo foi determinar o valor de biópsias por agulha de tumores músculoesqueléticos utilizando-se a ultra-sonografia como alternativa confiável à fluoroscopia e tomografia computadorizada. Um estudo prospectivo foi realizado em 74 pacientes encaminhados para biópsia guiada por métodos de imagem investigando lesões primárias ou recidivantes de neoplasias músculo-esqueléticas e metásteses solitárias. Estudos de imagem pré-biópsia confirmaram a viabilidade de orientação sonográfica em 65 lesões, das quais 38 eram de tecidos moles e 27 eram lesões ósseas com componente extra-ósseo. As lesões eram localizadas predominantemente no esqueleto apendicular. Amostras foram obtidas com agulha grossa cortante calibre 14G acoplada a uma pistola de biópsia, utilizando-se anestesia local e orientação sonográfica. A análise estatística foi baseada em 48 biópsias confirmadas por ressecção cirúrgica (38 casos) e diagnóstico clínico (10 casos). Um diagnóstico acurado foi obtido em 47 (97%) de 48 biópsias; a sensibilidadefoi de 96% e a especificidade foi de 100%. O método não forneceu tecido suficiente para diagnóstico em 1 caso. Considerando todas as 65 biópsias, espécimes de boa qualidade foram obtidos em 96%. O procedimento foi realizado com presteza e não houveram complicações. A ultra-sonografia representa uma alternativa confiável e segura para orientar biópsias percutâneas de tumores músculo-esqueléticos no esqueleto apendicular e pelve...

Biópsia de fragmento em nódulos mamários suspeitos com até 10 mm

Camargo Júnior,Hélio Sebastião Amâncio de; Camargo,Marcia Martos Amâncio de; Teixeira,Sandra Regina Campos; Arruda,Maurício de Souza
Fonte: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia Publicador: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.11%
OBJETIVO: avaliar a eficácia diagnóstica da biópsia de fragmento em nódulos mamários suspeitos (Bi-Rads® 4 ou 5) de até 10 mm. MÉTODOS: o estudo foi realizado em 83 mulheres portadoras de 90 nódulos mamários suspeitos, diagnosticados por mamografia (41 nódulos), ultra-sonografia (47 nódulos) ou palpação (dois nódulos), que estiveram em nossa clínica no período de setembro de 2003 a janeiro de 2006. O critério de inclusão foi unicamente o tamanho dos nódulos, que não poderia passar de 1 cm. Os nódulos foram biopsiados com dispositivo automático (pistola Bard, Corington, GA) com agulha de calibre 14, todos guiados pela ultra-sonografia. De acordo com a análise do seu resultado, as biópsias foram classificadas em verdadeiros-positivos, falsos-positivos, verdadeiros-negativos e falsos-negativos. Foram então calculadas a sensibilidade e a especificidade da biópsia de fragmento dirigida por ultra-sonografia realizada em nódulos de até 1 cm. RESULTADOS: a média de idade das mulheres foi de 52,8 anos e o diâmetro médio dos nódulos foi de 7,3 mm, sendo o maior de 10 mm e o menor de 3 mm. Os resultados das biópsias mostraram 40 casos benignos (44,4%); 49 casos malignos (54,4%) e um caso (1,2%) de material considerado inconclusivo. Essa paciente foi submetida à nova biópsia de fragmento sob controle ultra-sonográfico...

Biópsia com agulha grossa guiada por ultrassonografia para o diagnóstico dos tumores fibroepiteliais da mama

Ricci,Marcos Desidério; Amaral,Paulo Gustavo Tenório do; Aoki,Denis Seiiti; Oliveira Filho,Hélio Rubens de; Pinheiro,Walter da Silva; Filassi,José Roberto; Baracat,Edmund Chada
Fonte: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia Publicador: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.18%
OBJETIVO: avaliar a taxa de concordância da biópsia percutânea com agulha grossa guiada por ultrassom seguida pela biópsia excisional em nódulos de mama palpáveis, sugestivos de tumores fibroepiteliais. MÉTODO: estudo retrospectivo que selecionou 70 biópsias com diagnóstico histológico de tumor fibroepitelial em 67 dentre 531 pacientes com lesões mamárias submetidas à biópsia percutânea com agulha grossa guiada por ultrassonografia, com transdutor linear de alta frequência (7.5 MHz), utilizando pistola automática Bard-Magnum e agulha 14 gauge. Foram incluídos os casos com diagnóstico de tumor fibroepitelial na biópsia percutânea ou biópsia excisional. Biópsias com diagnóstico histopatológico de fibroesclerose também foram incluídas no estudo. A força da concordância entre o resultado da biópsia percutânea e da biópsia excisional foi medida pelo coeficiente de Kappa. RESULTADOS: a biópsia excisional revelou 40 casos de fibroadenoma (57,1%), 19 de tumor filoide (27,2%) e 11 de fibroesclerose (15,7%). A taxa de concordância para o fibroadenoma foi substancial (k = 0,68; IC95% = 0,45 - 0,91), quase perfeita para o tumor filoide (k = 0,81; IC95% = 0,57 - 1,0) e moderada para a fibroesclerose (k = 0,58; IC95% = 0...

Biópsia hepática no diagnóstico da intoxicação por Senecio brasiliensis (Asteraceae) em bovinos

Barros,Claudio S.L.; Castilhos,Luis M.L.; Rissi,Daniel R.; Kommers,Glaucia D.; Rech,Raquel R.
Fonte: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) Publicador: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.18%
Lesões hepáticas causadas pela intoxicação por Senecio spp em bovinos são progressivas e mortes podem ocorrer vários meses após a ingestão da planta. Testes laboratoriais da função hepática nem sempre são indicadores confiáveis de animais subclinicamente afetados. A biópsia hepática pode ser indicada para identificar bovinos com lesões hepáticas, mas sem sinais clínicos, e pode ter também valor prognóstico, uma vez que se acredita que as lesões hepáticas evoluam para causar insuficiência hepática e morte. Tais bovinos poderiam ser identificados pela biópsia hepática e enviados para o abate antes de desenvolverem os sinais clínicos, minimizando assim os prejuízos. Este estudo visou avaliar a biópsia hepática como um método de diagnóstico e prognóstico em casos de intoxi-cação por Senecio spp. em bovinos. Um surto de intoxicação por Senecio brasiliensis foi diagnosticado em bezerros de leite que haviam ingerido feno contaminado por 5-10% dessa planta tóxica. Biópsia hepática com agulha de Menghini por abordagem transtorácica foi realizada em 135 bezerros que ingeriram feno contaminado. Os bezerros biopsiados foram acompanhados por um período de 26 meses após a biópsia. Dezessete bezerros biopsiados tinham lesões típicas da intoxicação por Senecio spp (bezerros positivos) e 118 tinham fígados histologicamente normais (bezerros negativos). As lesões hepáticas dos bovinos positivos incluíam fibrose...

Avaliações ultra-sonográfica, macroscópica e histológica da biopsia testicular em ovinos

Sartori,R.; Prestes,N.C.; Canavessi,A.M.O.; Kempinas,W.G.; Rosa,G.J.M.
Fonte: Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Publicador: Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2002 PT
Relevância na Pesquisa
37.18%
Devido ao fato da biopsia testicular poder acarretar hemorragia, inflamação, degeneração, aderência e fibrose, especialmente com as técnicas incisionais ou abertas, este trabalho avaliou a aplicabilidade de uma técnica menos invasiva (biopsia com agulha Tru-Cut) em ovinos na obtenção de material para histologia e acompanhou as lesões testiculares posteriores. Trinta carneiros foram igualmente divididos em três grupos: 1) controle, animais não submetidos à biopsia; 2) submetidos à biopsia + cola de fibrina nos locais da biopsia testicular e incisões da pele; e 3) submetidos à biopsia + sutura da pele escrotal após a biopsia. Exames ultra-sonográficos foram realizados pré e pós biopsia. No centésimodia, os testículos foram avaliados macro e microscopicamente após orquiectomia. A ultra-sonografia permitiu mapear as alterações ocorridas e acompanhar a evolução das seqüelas. Ao exame macroscópico, pequenas áreas de calcificação foram observadas em 55 e 70% dos testículos nos grupos 2 e 3, respectivamente. A biopsia com agulha Tru-Cut forneceu material suficiente para histologia mas ocasionou lesões focais restritas à área biopsiada. Apesar da possível ocorrência de calcificação e outras lesões mínimas...

Contaminação tumoral em trajeto de biópsia de tumores ósseos malignos primários

Oliveira,Marcelo Parente; Lima,Pablo Moura de Andrade; Mello,Roberto José Vieira de
Fonte: Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.14%
OBJETIVO: Estudar os fatores possivelmente associados à contaminação tumoral do trajeto de biópsia de tumores ósseos malignos primários. MÉTODO: Foram estudados, retrospectivamente, 35 pacientes submetidos a tratamento cirúrgico com diagnóstico de osteossarcoma, tumor de Ewing e condrossarcoma. A amostra foi analisada para caracterização quanto à técnica de biópsia empregada, tipo histológico do tumor, realização de quimioterapia neoadjuvante, ocorrência de recidiva local e contaminação tumoral no trajeto da biópsia. RESULTADOS: Nos 35 pacientes avaliados ocorreram quatro contaminações (11,43%). Um caso era de osteossarcoma, dois casos de tumor de Ewing e um caso de condrossarcoma, não se observando associação entre o tipo de tumor e a presença de contaminação tumoral no trajeto da biópsia (p = 0,65). Também não se observou associação entre a presença de contaminação tumoral e a técnica de biópsia (p = 0,06). Por outro lado, observou-se associação entre a presença de contaminação tumoral e a ocorrência de recidiva local (p = 0,01) e entre a presença de contaminação e a não realização de quimioterapia neoadjuvante (p = 0,02). CONCLUSÃO: A contaminação tumoral no trajeto de biópsia de tumores ósseos malignos primários esteve associada à ocorrência de recidiva local. Por outro lado...

Bioquímica sérica e hemograma de bovinos antes e após a técnica de biópsia hepática

Amorim,Rogério Martins; Borges,Alexandre Secorum; Kuchembuck,Márcio Rubens Graf; Takahira,Regina Kiomi; Alencar,Nayro Xavier
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2003 PT
Relevância na Pesquisa
37.11%
Avaliaram-se os efeitos da técnica de biópsia hepática sobre as atividades séricas das enzimas gama glutamil transferase (GGT), aspartato amino transferase (AST), fosfatase alcalina (FA), hemograma e fibrinogênio em 36 novilhas Nelore. Os animais foram submetidos ao procedimento de colheita de fragmento hepático, utilizando-se agulha de biópsia para determinação dos elementos minerais. As avaliações da bioquímica sérica foram realizadas em 20 novilhas, sendo divididas em dois grupos. No grupo 1 (n=10), colheu-se sangue em tubos a vácuo sem anticoagulante, antes da realização da biópsia e 24h após, e no grupo 2 (n=10) antes da biópsia e 96h após. Os valores do hemograma e do fibrinogênio foram obtidos antes e 96h após a realização do procedimento (n=16). A atividade sérica da AST aumentou significativamente (54,4%) 24h após a realização da biópsia, porém estava dentro dos valores de referência 96h após o procedimento. As atividades séricas da GGT e da FA não sofreram aumentos nas 24h e 96h após a biópsia. A proteína total apresentou aumento significativo de 0,24g/dL 96h após o procedimento. Os demais parâmetros avaliados permaneceram dentro dos valores normais para a espécie. Os resultados obtidos permitem concluir que a técnica de biópsia hepática empregada é segura e eficaz por não provocar dano hepático significativo e por obter rapidamente fragmentos adequados para análise bromatológica e histopatológica.

Experiência em pacientes com suspeita de hepatopatia crônica e contra-indicação para biópsia hepática percutânea utilizando a agulha de Ross modificada

Maciel,A. C.; Barros,S. G. Silva de; Tarasconi,D. P.; Severo Júnior,L. C. V.; Cerski,C. T. S.; Ilha,D. de O.
Fonte: Associação Médica Brasileira Publicador: Associação Médica Brasileira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2000 PT
Relevância na Pesquisa
37.11%
OBJETIVOS: O trabalho visou introduzir em nosso meio a técnica de biópsia hepática transjugular orientada por métodos radiológicos para a obtenção do diagnóstico histológico em pacientes clínica e laboratorialmente diagnosticados com hepatopatia crônica e com pelo menos uma das contra-indicações à biópsia hepática percutânea: coagulopatia, ascite maciça e anemia crônica acentuada com insuficiência renal crônica ou obesidade mórbida. MÉTODOS: Biópsia hepática aspirativa foi obtida com agulha de Ross modificada, através da punção da veia jugular interna com cateterização da veia hepática direita sob controle fluoroscópico. RESULTADOS: Trinta e nove pacientes foram estudados, obtendo-se tecido hepático em 32 (82%) sendo satisfatório para diagnóstico histológico em 25 (64,1%), com concordância entre o diagnóstico pré e pós-biópsia em 11 (28,2%) e discordância em 14 pacientes (35,9%). O procedimento foi bem tolerado pela maioria dos pacientes; contudo um paciente apresentou sangramento retroperitoneal, necessitando cirurgia imediata para controle da hemorragia. CONCLUSÕES: A biópsia hepática transjugular é um método diagnóstico útil para o estudo histopatológico na suspeita de hepatopatia crônica com contra-indicações a biópsia hepática percutânea. Em nossa série foi obtido diagnóstico histopatológico em 64...

Contaminação Tumoral em Trajeto de Biópsia de Neoplasias Ósseas Malignas Primárias

Oliveira, Marcelo Parente; Mello, Roberto José Vieira de (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
37.2%
Os tumores malignos do sistema musculosquelético são neoplasias relativamente raras, representando apenas 0,2% de todos os casos novos de câncer. A abordagem a estes tumores exige a integração dos aspectos clínicos, laboratoriais, radiográficos e histológicos para um diagnóstico preciso e um manejo que conduza ao sucesso no tratamento. Neste sentido, destaca-se a biópsia como uma etapa fundamental na abordagem aos tumores do aparelho musculosquelético, sendo indispensável para o diagnóstico definitivo e para a identificação do padrão histológico do tumor. Devido ao risco potencial de implantação de células tumorais no trajeto da biópsia, diversos autores recomendam a ressecção deste trajeto quando da ressecção tumoral. A prática de ressecção mostra-se fundamentada mais em um sentimento empírico do que respaldada em estudos científicos. Questões vagas são levantadas nos mais diversos estudos, surgindo hipóteses não testadas. Entre elas, a de que a ocorrência de contaminação tumoral estaria associada a alguns fatores: 1) a tentativa de se obter várias amostras de tecido durante a realização da biópsia; 2) a realização de biópsia por técnica aberta; 3) aos tumores de tecidos moles em relação as lesões ósseas e cartilaginosas e 4) a não realização de quimioterapia neoadjuvante. O objetivo desta pesquisa foi estudar os fatores possivelmente associados à contaminação tumoral do trajeto de biópsia em neoplasias ósseas malignas primárias. No seu conjunto...

Correlação entre achados de biópsia pulmonar cirúrgica e de autópsia e dados clínicos em pacientes com infiltrados pulmonares difusos e insuficiência respiratória aguda; Correlation between surgical lung biopsy and autopsy findings and clinical data in patients with diffuse pulmonary infiltrates and acute respiratory failure

Canzian, Mauro; Soeiro, Alexandre de Matos; Taga, Marcel Frederico de Lima; Barbas, Carmen Silvia Valente; Capelozzi, Vera Luiza
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/10/2006 ENG
Relevância na Pesquisa
37.14%
INTRODUÇÃO: A biópsia pulmonar cirúrgica é um procedimento invasivo executado quando outros procedimentos não forneceram um diagnóstico urgente e específico; no entanto, pode haver relutância em sua execução em pacientes críticos, que apresentam infiltrados pulmonares difusos. OBJETIVO: Avaliar a acurácia diagnóstica, mudanças na terapêutica e a sobrevida de pacientes com infiltrado pulmonar difuso, em sua maior parte apresentando a insuficiência respiratória aguda, submetidos a biópsia cirúrgica. MÉTODO: Foram examinados retrospectivamente registros médicos e biópsias pulmonares cirúrgicas de 63 pacientes maiores de 18 anos de idade, com infiltrados difusos, entre 1982 a 2003. Os diagnósticos clínicos foram comparados aos histopatológicos, de biópsias e de autópsias. Dados laboratoriais e epidemiológicos foram avaliados e sua correlação com a sobrevida hospitalar analisada. RESULTADOS: Todos os espécimes histológicos exibiram alterações, em sua maior parte de natureza benigna/inflamatória. Em quinze casos o fator etiológico pôde ser determinado na biópsia, sendo o Mycobacterium tuberculosis o mais freqüente. O diagnóstico pré-operatório foi mudado em 37 pacientes. Autópsias foram realizadas em 25 pacientes e confirmaram resultados da biópsia em 72%. A terapêutica foi alterada em 65% dos pacientes com base nos resultados da biópsia. Quarenta e nove por cento dos pacientes sobreviveram ao final do período de hospitalização. Características que diferiram significativamente entre sobreviventes versus não sobreviventes incluíram sexo (p=0.05)...

Representación del "score" Gleason en la biopsia prostática del "score" Gleason definitivo de la prostatectomía radical

Algaba Arrea,F.; Chivite de León,A.; Santaularia Segura,J.Mª; Oliver Samper,A.
Fonte: Actas Urológicas Españolas Publicador: Actas Urológicas Españolas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/01/2004 SPA
Relevância na Pesquisa
37.19%
INTRODUCCIÓN: El grado de diferenciación del adenocarcinoma de próstata por el método de Gleason ("score" Gleason) (sG) es un factor pronóstico post-prostatectomía radical, por lo que su representatividad en la biopsia es de sumo interés. PACIENTES Y MÉTODOS: Doscientos quince pacientes con determinación del sG en la biopsia y la pieza de prostatectomía, determinado a ciegas por el mismo equipo de tres patólogos. RESULTADOS: Coincidencia exacta en un 49,7%, infravaloración en la biopsia en un 38,6% y sobrevaloración en la biopsia en un 11,6%. El análisis por sG revela: ausencia de casos con sG 2 en la biopsia. No-reproducibilidad en la pieza de los sG 3 y 4 de las biopsias. Coincidencia de los sG 5, 6, 7, 8 y 9 en biopsia del 25%, 45%, 72,7%, 36,8% y 60%, respectivamente (κ global 0,32 ± 0,047, p<0,0001 en sG de 5 a 8). El patrσn 4 de Gleason es el menos reconocido o representado en las biopsias (40% de los que se encuentran en la prostatectomνa no han sido detectados en la biopsia). CONCLUSIONES: La determinación del grado en la biopsia por el método de Gleason tiene una buena correlación con el de la pieza de prostatectomía. Para mejorar la correspondencia se deben tener en cuenta que los sG 2, 3 y 4 en biopsia no son reproducidos en las prostatectomías y el porcentaje de coincidencias aumenta con el sG...

Evolución de las características clínicas, ecográficas y patológicas de los pacientes con indicación de ecografía transrectal y biopsia de próstata entre 1994 Y 2003

Herranz Amo,F.; Díez Cordero,J.Mª; Verdú Tartajo,F.; Castaño González,I.; Moralejo Gárate,M.; Martínez Salamanca,J.I.; Cabello Benavente,R.; Monzó,J.I.
Fonte: Actas Urológicas Españolas Publicador: Actas Urológicas Españolas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/01/2005 SPA
Relevância na Pesquisa
37.18%
Objetivo: El objetivo de este artículo es evaluar los cambios en el tiempo que se han producido en las características clínicas, ecográficas, bioquímicas y patológicas de los pacientes sometidos a ecografía transrectal y biopsia de próstata en un periodo 10 años (1994-2003). Material y método: Se ha analizado de forma retrospectiva los pacientes sometidos a una primera biopsia de próstata en el periodo 1994-2003. Durante el mismo se ha modificado en varias ocasiones los criterios de biopsia, por lo que el análisis de los resultados se realizará en 4 periodos de tiempo: 1994-1997, 1998, 1999-2003 (este último se desdobla en dos - 1999-2001 y 2002-2003 - para observar la evolución en el tiempo con los mismos criterios de biopsia). Los pacientes son asignados a grupos de riesgo según D´Amico. Resultados: Hemos observado tanto en los sujetos remitidos para biopsia como en los diagnosticados de cáncer de próstata (CP) una disminución de la edad media (p=0,0001 y p=0,01), un aumento de los pacientes con PSA entre 4,1-10 ng/ml (p=0,0001 y p=0,0001), un aumento de los sujetos sin alteraciones al tacto rectal (p=0,0001 y p=0,0001) ni ecográficas (p=0,0001 y p=0,0001). La incidencia de diagnósticos de cáncer ha disminuido del 39...

Eficacia clínica de la biopsia prostática: Experiencia en nuestro centro 1990-2002

Escudero Bregante,J.F.; López Cubillana,P.; Cao Avellaneda,E.; López López,A.I.; Maluff Torres,A.; López González,P.A.; Prieto González,A.; Rigabert Montiel,M.; Tornero Ruíz,J.I.; Gómez Gómez,G.A.; Pérez Albacete,M.
Fonte: Actas Urológicas Españolas Publicador: Actas Urológicas Españolas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/08/2008 SPA
Relevância na Pesquisa
37.16%
Introducción: La biopsia prostática es la única herramienta válida para diagnosticar la existencia de cáncer de próstata. Las indicaciones para su realización según la Asociación Europea de Urología son la existencia de PSA elevado, velocidad aumentada y la evidencia de un tacto rectal sospechoso. Objetivos: Valoración tanto de la utilidad clínica de la biopsia prostática, como del PSA como marcador de cáncer de próstata en nuestro medio y la indicación y eficacia de sucesivas biopsias. Material y Métodos: Efectuamos una revisión manual de las biopsias realizadas en nuestro servicio entre los años 1990 y 2002, valorando nivel de PSA previo a la biopsia, número de cilindros obtenidos y datos de la biopsia. Se llevó a cabo un estudio estadístico descriptivo mediante el programa estadístico SPSS 12.0. Resultados: Se han realizado 1202 biopsias en este periodo, con un porcentaje de positividad global del 36.96%. El PSA previo a la biopsia (disponible en las biopsias realizadas entre los años 1999 y 2002: 578 biopsias, 48.08% del total) era >10 ng/ml en el 55,88% de estos pacientes, 4-10 ng/ml en el 39.27% y 0-4ng/ml en el 4,84%. La media y mediana de PSA es de 19,09 (error típico: 1,87) y 10,6, respectivamente. La positividad de la biopsia aumenta con el nivel de PSA: 21...

Correlación del estadio anatomopatológico de la pieza de prostatectomía radical con la cantidad de cáncer en la biopsia sextante preoperatoria

Ojea Calvo,A.; Núñez López,A.; Domínguez Freire,F.; Alonso Rodrigo,A.; Rodríguez Iglesias,B.; Benavente Delgado,J.; Barros Rodríguez,J.M.; Gómez-González,M.C.; González Piñeiro,A.; Otero García,M.; Nogueira March,J.L.
Fonte: Actas Urológicas Españolas Publicador: Actas Urológicas Españolas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/06/2003 SPA
Relevância na Pesquisa
37.14%
OBJETIVO: Analizamos la utilidad que tiene la estimación del porcentaje de cáncer en la biopsia sextante para predecir el riesgo de extensión extraprostática en la pieza de prostatectomía radical retropúbica. MATERIAL Y MÉTODOS: Revisamos los hallazgos en las biopsias preoperatorias de 97 pacientes con cáncer de próstata T1c-T2c a los que se le practicó prostatectomía radical retropúbica. En cada biopsia se evalúa el número de cilindros positivos, el porcentaje de cilindros positivos, el porcentaje de cáncer en todos los cilindros, el Gleason, la presencia de neoplasia intraepitelial, la invasión perineural y la invasión vascular. A los resultados de la biopsia se añade el PSA preoperatorio y el estadio clínico, para determinar que parámetros pueden determinar mejor el estadio anatomopatológico, con un análisis univariante y multivariante. RESULTADOS: De los 97 pacientes, 72 (74%) tenían cáncer organoconfinado y 25 (26%) presentaban extensión extraprostática del cáncer. El número medio de cilindros positivos en los cánceres organoconfinados fue de 4,2 (mediana 4) vs. 6,8 (mediana 6) para los cánceres con extensión extraprostática (p=0,001). El porcentaje medio de cilindros positivos en los cánceres organoconfinados fue de 34...