Página 1 dos resultados de 5 itens digitais encontrados em 0.084 segundos

Estudo do desenvolvimento de barra dietetica de cereais e goiaba desidratada pelo processo de osmose a vacuo com utilização de frutooligossacarideo

Adriana Ribeiro Skliutas
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/02/2003 PT
Relevância na Pesquisa
56.15%
o objetivo deste trabalho foi desenvolver uma barra de fruta e cereais dietética, sem adição de açúcares calóricos convencionais nem de gordura, utilizando frutooligossacarídeo como fonte de fibra solúvel em substituição à parte dos açúcares e da gordura. A fim de determinar a melhor opção para a desidratação da goiaba utilizada na barra, foram estudados os métodos combinados de desidratação osmótica a pressão ambiente e sob vácuo, seguidos de secagem em estufa com circulação ar quente, ou em liofilizador. De acordo ao planejamento experimental utilizado, as melhores condições obtidas de tratamento osmótico para a goiaba, utilizando solução de sorbitol 65%, foram temperatura na faixa de 27,4 a 32°C e tempo de processamento de 90 a 110min. Nestas condições pode ser obtida uma incorporação de sólidos (15) de 7,9% e perda de umidade (PU) de 33%. As condições efetivas de processamento para obtenção da fruta desidratada para formular a barra, considerando que a incorporação de sólidos (15) na goiaba (sorbitol) não seria um grande obstáculo para a formulação do produto final, foram temperatura de 30°C e tempo de 120min. A incorporação de sólidos (15) nestas condições foi de 16,4% e a perda de umidade (PU) de 39...

Genótipos de sorgo para produção de barra de cereais

Queiroz,Valéria Aparecida Vieira; Carneiro,Heliete Lopes; Deliza,Rosires; Rodrigues,José Avelino Santos; Vasconcellos,José Heitor de; Tardin,Flávio Dessaune; Queiroz,Luciano Rodrigues
Fonte: Embrapa Informação Tecnológica; Pesquisa Agropecuária Brasileira Publicador: Embrapa Informação Tecnológica; Pesquisa Agropecuária Brasileira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2012 PT
Relevância na Pesquisa
85.98%
O objetivo deste trabalho foi desenvolver uma barra de cereais com pipoca de sorgo e avaliá-la quanto à aceitação do produto por consumidores, assim como identificar genótipos de sorgo e distintos modos de processamento para a produção de pipoca visando maior rendimento. Foram avaliados os processamentos sem (STH) e com tratamento hidrotérmico (CTH) dos grãos antes do pipoqueamento. O tratamento CTH reduziu o percentual de piruás em cerca de 36% e aumentou o rendimento da produção de pipoca em cerca de 80%. No STH, os genótipos BRS 310, BR 501, BR 506 e CMSXS 283 produziram menor percentual de piruás e maior capacidade de expansão. No CTH, 'BRS 310' e 'CMSXS 283' apresentaram melhor desempenho. Uma pesquisa sobre a aceitação e a intenção de compra das barras de cereais foi realizada em Londrina, PR e no Rio de Janeiro, RJ. Verificou-se que o produto foi aceito por 98, 4 e 76, 5% dos consumidores, e a média de aceitação, em uma escala de 1 a 9, foi de 7, 7 em Londrina e de 7, 1 no Rio de Janeiro. Quanto à intenção de compra, verificou-se que 88, 8% dos londrinenses e 80, 6% dos cariocas atribuíram notas acima de 4 ("talvez não comprasse, talvez comprasse") na escala de 7 pontos utilizada.

Genótipos de sorgo para produção de barra de cereais.

QUEIROZ, V. A. V.; CARNEIRO, H. L.; DELIZA, R.; RODRIGUES, J. A. S.; VASCONCELLOS, J. H. de; TARDIN, F. D.; QUEIROZ, L. R.
Fonte: Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 47, n. 2, p. 287-293, fev. 2012. Publicador: Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 47, n. 2, p. 287-293, fev. 2012.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
85.98%
O objetivo deste trabalho foi desenvolver uma barra de cereais com pipoca de sorgo e avaliá-la quanto à aceitação do produto por consumidores, assim como identificar genótipos de sorgo e distintos modos de processamento para a produção de pipoca visando maior rendimento. Foram avaliados os processamentos sem (STH) e com tratamento hidrotérmico (CTH) dos grãos antes do pipoqueamento. O tratamento CTH reduziu o percentual de piruás em cerca de 36% e aumentou o rendimento da produção de pipoca em cerca de 80%. No STH, os genótipos BRS 310, BR 501, BR 506 e CMSXS 283 produziram menor percentual de piruás e maior capacidade de expansão. No CTH, 'BRS 310' e 'CMSXS 283' apresentaram melhor desempenho. Uma pesquisa sobre a aceitação e a intenção de compra das barras de cereais foi realizada em Londrina, PR e no Rio de Janeiro, RJ. Verificou-se que o produto foi aceito por 98,4 e 76,5% dos consumidores, e a média de aceitação, em uma escala de 1 a 9, foi de 7,7 em Londrina e de 7,1 no Rio de Janeiro. Quanto à intenção de compra, verificou-se que 88,8% dos londrinenses e 80,6% dos cariocas atribuíram notas acima de 4 ("talvez não comprasse, talvez comprasse") na escala de 7 pontos utilizada.; 2012

Genótipos de sorgo para produção de barra de cereais.

QUEIROZ, V. A. V.; CARNEIRO, H. L.; DELIZA, R.; RODRIGUES, J. A. S.; VASCONCELLOS, J. H. de; TARDIN, F. D.; QUEIROZ, L. R.
Fonte: Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 47, n. 2, p. 287-293, fev. 2012. Publicador: Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 47, n. 2, p. 287-293, fev. 2012.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
85.98%
O objetivo deste trabalho foi desenvolver uma barra de cereais com pipoca de sorgo e avaliá‑la quanto à aceitação do produto por consumidores, assim como identificar genótipos de sorgo e distintos modos de processamento para a produção de pipoca visando maior rendimento. Foram avaliados os processamentos sem (STH) e com tratamento hidrotérmico (CTH) dos grãos antes do pipoqueamento. O tratamento CTH reduziu o percentual de piruás em cerca de 36% e aumentou o rendimento da produção de pipoca em cerca de 80%. No STH, os genótipos BRS 310, BR 501, BR 506 e CMSXS 283 produziram menor percentual de piruás e maior capacidade de expansão. No CTH, 'BRS 310' e 'CMSXS 283' apresentaram melhor desempenho. Uma pesquisa sobre a aceitação e a intenção de compra das barras de cereais foi realizada em Londrina, PR e no Rio de Janeiro, RJ. Verificou-se que o produto foi aceito por 98,4 e 76,5% dos consumidores, e a média de aceitação, em uma escala de 1 a 9, foi de 7,7 em Londrina e de 7,1 no Rio de Janeiro. Quanto à intenção de compra, verificou-se que 88,8% dos londrinenses e 80,6% dos cariocas atribuíram notas acima de 4 (?talvez não comprasse, talvez comprasse?) na escala de 7 pontos utilizada.; 2012

Barra de cereais desenvolvida por uma cooperativa popular no contexto da economia solidária

Dias, Jéssica Mascaretti; Yamamoto, Lidia Izumi; Mancuso, Ana Maria Cervato; Silva, Maria Elisabeth Machado Pinto e
Fonte: Segurança Alimentar e Nutricional Publicador: Segurança Alimentar e Nutricional
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Descritiva. Formato: application/pdf
Publicado em 09/02/2015 POR
Relevância na Pesquisa
106.14%
O objetivo deste trabalho foi auxiliar o grupo produtivo da comunidade do Jardim Jaqueline, município de São Paulo, na elaboração de uma barra de cereais, avaliar sua aceitação por meio de análise sensorial e determinar sua composição nutricional com o uso das tabelas de composição de alimentos da Unicamp e do USDA. Foram realizadas: análise sensorial, por meio de teste afetivo da avaliação global da barra de cereais e avaliação da intenção de compra. Aos resultados das análises aplicaram-se os testes estatísticos de Análise de Variância (ANOVA) e de Tukey. A barra de cereais, formulada a partir de uma receita caseira, pode ser caracterizada como “fonte de fibras” e “zero gordura trans”. Observou-se aceitação do produto pelos julgadores, já que 88,3% das respostas encontram-se entre “gostei ligeiramente” e “gostei muitíssimo”. Nota-se boa expectativa quanto à intenção de compra, pois 51,66 % das respostas encontram-se entre “certamente compraria” e “provavelmente compraria”. É possível obter um alimento nutritivo e com padrão de aceitabilidade aliando o trabalho conjunto da comunidade e o conhecimento técnico dos agentes de desenvolvimento. As atividades desenvolvidas com a comunidade possibilitaram vivenciar o desenvolvimento da cooperativa popular...