Página 1 dos resultados de 25 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Relações entre ocorrência do Mal-de-Panama em bananeira da cv. Nanicão e nutrientes no solo e nas folhas; Relationship between occurrence of Panama disease in banana trees of cv. Nanicão and nutrients in soil and leaves

FURTADO, Edson Luiz; BUENO, César Júnior; OLIVEIRA, Antonio Luiz de; MENTEN, José Otávio M.; MALAVOLTA, Eurípides
Fonte: Sociedade Brasileira de Fitopatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
46.99%
O presente trabalho teve como objetivo verificar se os sintomas incitados na bananeira cv. Nanicão, do subgrupo Cavendish, na região do Vale do Ribeira, estão relacionados com níveis de nutrientes no solo e nas folhas. Foram separadas 16 áreas na região, sendo a metade com plantas sintomáticas e a outra com plantas sadias. Nessas áreas, coletou-se a terceira folha de cinco plantas e o solo junto a essas mesmas plantas, nas profundidades de 0 a 20 cm e de 20 a 40 cm. Em ambas as profundidades do solo amostrado, níveis de Ca, Mg, PO(-3)4, S e da capacidade de trocas catiônicas (CTC) foram significativamente diferentes entre as áreas, sendo que os valores baixos destes elementos estavam presentes nas áreas contendo plantas sintomáticas. Em ambas as profundidades, o Mg, o Al e o H em relação à CTC foram significativamente diferentes entre as áreas, sendo que o valor baixo de Mg e alto de Al e H estava presente nas áreas com plantas sintomáticas. O N, K e S nas folhas foram significativamente diferentes entre as áreas. Estes elementos apresentaram valores baixos nas áreas contendo plantas sintomáticas. Apesar de algumas quantidades de macronutrientes do solo e das folhas estarem presentes somente nas áreas contendo plantas de Nanicão com sintomas semelhantes aos de fusariose...

Relationship between occurrence of Panama disease in banana trees of cv. Nanicao and nutrients in soil and leaves

FURTADO, Edson Luiz; BUENO, Cesar Junior; OLIVEIRA, Antonio Luiz de; MENTEN, Jose Otavio M.; MALAVOLTA, Euripides
Fonte: SOC BRASILEIRA FITOPATHOLOGIA Publicador: SOC BRASILEIRA FITOPATHOLOGIA
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
46.96%
Relationship between occurrence of Panama disease in banana trees of cv. Nanicao and nutrients in soil and leaves The objective of the present work was to verify if the incited symptoms in banana trees cv. Nanicao, belonging to the subgroup Cavendish, in Vale do Ribeira, are related to levels of nutrients in soil and leaves. Sixteen areas in Vale do Ribeira were selected, one half with symptomatic plants and the other with healthy plants. In those areas the third leaf of five plants and the soil near those plants were collected, at depths from 0 to 20 cm and from 20 to 40 cm. At both depths of the sampled soil, levels of Ca, Mg, PO(4)(-3), S and cationic exchange capacity (CEC) were significantly different among the areas, and the low values of these elements were present in the areas containing symptomatic plants. At both depths, Mg, Al and H in relation to CEC were significantly different among the areas, and the low values of Mg and high of Al and H were present in the areas with symptomatic plants. The N, K and S in the leaves were significantly different among the areas. These elements showed low values in the areas containing symptomatic plants. Despite the fact that some amounts of macronutrients of the soil and of the leaves are present only in the areas containing plants of Nanicao with symptoms similar to fusariosis...

Low temperature induced changes in activity and protein levels of the enzymes associated to conversion of starch to sucrose in banana fruit

AGOPIAN, Roberta Ghedini Der; PERONI-OKITA, Fernanda Helena Goncalves; SOARES, Claudineia Aparecida; MAINARDI, Janaina Aparecida; NASCIMENTO, Joao Roberto Oliveira do; Cordenunsi, Beatriz Rosana; LAJOLO, Franco Maria; PURGATTO, Eduardo
Fonte: ELSEVIER SCIENCE BV Publicador: ELSEVIER SCIENCE BV
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
46.67%
Storage at low temperature is the most frequently used method to extend the shelf life of banana fruit, and is fundamental for extended storage and transport over long distances. However, storage and transport conditions must be carefully controlled because of the high susceptibility of many commercial cultivars to chilling injury. The physiological behavior of bananas at low temperatures has been studied to identify possible mechanisms of resistance to chilling injury. The aim of this work was to evaluate differences in the starch-to-sucrose metabolism of a less tolerant and susceptible (Musa acuminata, AAA cv. Nanicao) and a more tolerant (M. acuminata x Musa balbusiana, AAB, cv. Prata) banana cultivar to chilling injury. Fruits of these cultivars were stored in chambers at 13 degrees C for 15 d, at which point they were transferred to 19 degrees C, where they were left until complete ripening. The low temperature induced significant changes in the metabolism of starch and sucrose in comparison to fruit ripened only at 19 degrees C. The sucrose accumulation was slightly higher in cv. Prata, and different patterns of starch degradation, sucrose synthesis, activity and protein levels of the alpha-and beta-amylases, starch phosphorylase...

In vivo degradation of banana starch: Structural characterization of the degradation process

PERONI-OKITA, Fernanda H. G.; SIMAO, Renata A.; CARDOSO, Mateus B.; SOARES, Claudineia A.; LAJOLO, Franco M.; CORDENUNSI, Beatriz R.
Fonte: ELSEVIER SCI LTD Publicador: ELSEVIER SCI LTD
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
46.47%
This work reports the first ultrastructural investigation into the degradation process that starch granules isolated from bananas (cv. Nanicao) undergo during ripening. Starch granules from green bananas had a smooth surface, while granules from ripe bananas were more elongated with parallel striations, as revealed by CSLM and SEM. AFM images revealed that the first layer covering the granule surface is composed of a hard material and, as degradation proceeds, hard and soft regions seem to be repeated at regular intervals. WAXD patterns of banana starches were C-type, and the crystalline index was reduced during ripening. The B-/A-type ratio was increased, indicating the preferential degradation of the A-type allomorph. The branch-chain length distribution showed predominantly short chains of amylopectin (A and B1-chain). The fa/fb ratio was reduced during degradation, while amylose content was increased. The results allowed a detailed understanding of the changes that starch granules undergo during banana ripening. (C) 2010 Elsevier Ltd. All rights reserved.; Fundacao de Amparo a Pesquisa do Estado de Sao Paulo (FAPESP); Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientifico e Tecnologico (CNPq)

Análise proteômica do amadurecimento da banana empregando eletroforese bidimensional acoplada à espectrometria de massas; Proteomic analysis of banana ripening using two-dimensional electrophoresis coupled to mass spectrometry.

Toledo, Tatiana Torres
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
46.88%
A banana tem grande importância econômica, é a fruta mais produzida no mundo, e o Brasil é o segundo maior produtor. É uma fruta altamente perecível, de rápida maturação, sensível a choques mecânicos, suscetível a descoloração, ao amolecimento excessivo e a patógenos na fase pós-colheita. As mudanças ocorridas durante o amadurecimento levam a uma vida de prateleira muito reduzida e são dependentes da expressão de diversas proteínas. Portanto, a identificação de proteínas associadas com essas modificações pode contribuir para a melhor compreensão da regulação do amadurecimento e auxiliar no aprimoramento das estratégias de conservação pós-colheita e melhoria da qualidade dessa fruta. Através da análise proteômica diferencial podem ser identificadas proteínas com variação de abundância durante o amadurecimento e que estejam envolvidas nesse processo. O presente trabalho teve por objetivo comparar os mapas protéicos de polpa de banana (Musa acuminata cv. nanicão) nas fases pré-climatérica e climatérica, e a identificar spots de proteínas que diferem em abundância nesses dois estádios, através da eletroforese bidimensional acoplada à espectrometria de massas. Neste trabalho foram utilizadas três amostragens distintas de frutas...

Produção de banana ´Nanicão` (Musa sp. AAA) em clima Cwa; Production of banana cv. Nanicão (Musa sp. AAA) in climate Cwa

Domingues, Andréa Ribeiro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
67.18%
O clima classificado como Cwa é considerado marginal para a cultura da bananeira, pois apresenta inverno típico com baixas temperaturas e deficiência hídrica. O objetivo desse trabalho foi estudar o desenvolvimento da bananeira cv. Nanicão (Musa sp. AAA) em clima Cwa. Foram realizados dois experimentos, o primeiro para verificar a formação do cacho da bananeira desde a emissão da inflorescência até a colheita. No segundo experimento avaliou-se os quatro primeiros ciclos, com o objetivo de verificar a variação da duração do ciclo, produção e rendimento anual de cada ciclo. O experimento foi realizado em bananal com 5 anos de idade localizado no município Tiête SP. O bananal corresponde a uma área de 16,0 hectares com plantas oriundas de mudas micropropagadas, espaçamento de 2,4 m x 2,00m, irrigada por aspersão. Os dados meteorológicos foram retirados do Centro Integrado de Informações Agrometeorológicas. Para a condução do experimento 1 foram avaliadas 1104 famílias, no período de maio de 2010 a julho de 2011. Os fatores em estudo foram: época de emissão da inflorescência, duração do intervalo entre a emergência da inflorescência e colheita (I - C), quantidade de emissão de inflorescência nas diferentes épocas...

Perfis de compostos voláteis de banana submetidos a diferentes tratamentos pós-colheita e suas correlações com a expressão diferencial dos receptores de etileno; Volatile compounds profile of bananas submitted to different post-harvest treatments and its correlations to differential expression of ethylene receptors.

Chiebáo, Helena Pontes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/03/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.91%
O aroma de frutos é um atributo fortemente associado à qualidade, e quaisquer alterações ambientais ou tratamentos pós-colheita podem alterar a sua composição. Acredita-se que a biossíntese de voláteis seja um dos processos regulados pelo etileno. Estudos indicam que a expressão diferencial dos elementos que compõem os receptores de etileno desempenha importante papel na sinalização dos processos ligados ao amadurecimento, entre eles a formação do aroma. Os objetivos deste trabalho são: caracterizar as alterações decorrentes de tratamentos pós-colheita no aroma de banana durante o amadurecimento, e correlacionar com as variações nos padrões de expressão gênica diferencial dos receptores de etileno. Bananas pré-climatéricas variedade Nanicão foram divididas em quatro grupos: controle (não tratado), etileno (100ppm/12h), 1-MCP (100ppb/12h), armazenados a 20°C, e grupo frio (armazenado por 15 dias a 13°C). Foram analisados diariamente a produção de etileno e de CO2 por CG. Foram analisadas a cor da casca, açúcares solúveis e amido. Os compostos voláteis foram isolados por microextração em fase sólida (SPME) em frutos inteiros e polpas e analisados em CG-MS. Para confirmar os resultados e verificar se as alterações encontradas se repetem em outras variedades de bananas...

Armazenamento a baixas temperaturas de diferentes cultivares de bananas: efeito nos atributos de qualidade; Storage at low temperatures of different banana cultivars: effect on quality attributes.

Facundo, Heliofabia Virginia de Vasconcelos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 06/05/2013 PT
Relevância na Pesquisa
67.37%
A banana é altamente susceptível a injúrias causadas pelo frio, mas o efeito da refrigeração nos atributos que caracterizam a qualidade do fruto maduro é ainda pouco explorado. Neste trabalho, alguns desses atributos foram analisados em duas cultivares de banana escolhidas por sua diferença em relação à susceptibilidade ao frio: Nanicão e Prata. As duas cultivares foram armazenadas a baixas temperaturas (cv. Nanicão a 13 ºC e cv. Prata a 13 ºC e 10 ºC) por 15 dias e o efeito do frio sobre os compostos voláteis responsáveis pelo aroma e sabor, índices de cor da casca, níveis de carotenoides, açúcares e amido foram analisados comparativamente durante a maturação dos frutos e o perfil de proteínas diferentemente abundantes foi analisado na cultivar Nanicão. Com o auxílio das ferramentas da estatística multivariada, verificou-se que a produção dos compostos voláteis é altamente sensível as baixas temperaturas. A cv. Prata apresentou uma maior resistência ao efeito negativo do armazenamento, mesmo armazenada a 10 ºC. Na cv. Nanicão, as amostras maduras do grupo frio (13 ºC) foram caracterizadas pela presença dos carotenoides majoritários devido ao fato de que as vias metabólicas que utilizam carotenoides terem sido afetadas pelo armazenamento em baixas temperaturas. Para a cv. Prata teve um efeito negativo com o armazenamento...

O efeito da proximidade do fragmento florestal de Mata Atlântica sobre a área de cultivo no amadurecimento de bananas (Musa acuminata AAA cv. Nanicão) e nos compostos fenólicos das folhas de bananeiras; The effect of the proximity of the Atlantic Rainforest fragment over the crop area in the ripening of bananas (Musa acuminata AAA cv. Nanicão) and the phenolic compounds of banana leaves.

Castro-Alves, Victor Costa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/01/2014 PT
Relevância na Pesquisa
57.14%
Considerando (1) a importância da bananicultura no Vale do Ribeira, (2) o destaque da Mata Atlântica no contexto da conservação da fauna e flora mundial, (3) a necessidade da adoção de práticas agrícolas alternativas mais eficientes do ponto de vista ambiental e econômico, (4) o papel dos hormônios etileno, acido indol-3-acético (AIA) e ácido abscísico (ABA) no contexto das respostas dos vegetais a diferentes condições ambientais e nos atributos de qualidade da banana, (5) a falta de metodologias otimizadas para a extração de compostos fenólicos solúveis totais (CFST) em bananeiras e (6) a importância do estudo da relação entre os CFST e fatores de estresse, o presente trabalho teve como objetivo avaliar a influência da proximidade do fragmento florestal de Mata Atlântica com a área de cultivo da banana (Musa acuminata AAA cv. Nanicão) sobre o amadurecimento da fruta e os CFST em folhas de bananeiras, além de otimizar uma técnica para a extração destes últimos. Foi observado que bananas colhidas próxima ao fragmento florestal apresentam vida-verde (período compreendido entre a colheita do fruto e o início do seu amadurecimento) maior quando comparados a frutos com a mesma idade fisiológica, porém colhidos em áreas sem a influência da floresta nativa. Este fato pode ser explicado...

A influência da proximidade da biodiversidade da Mata Atlântica no perfil de compostos voláteis de bananas (Musa acuminata AAA cv. Nanicão) produzidas no Vale do Ribeira-SP; The influence of the proximity of the Atlantic Rainforest biodiversity in the profile of volatile compounds from bananas (Musa acuminate AAA cv. Nanicão) produced in Vale do Ribeira, SP

Calhau, Maria Fernanda Nobre dos Santos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
46.89%
O principal polo produtor de banana no estado de São Paulo está na Divisão Regional e Agrícola de Registro, que se estende do Vale do Ribeira até o litoral sul do estado. Nesta região, a produção de banana é a principal atividade dos produtores rurais e é responsável pela principal demanda de insumos e serviços de comercialização. No entanto, o Vale do Ribeira se caracteriza por ser uma região com baixos níveis de tecnologia e mecanização e a qualidade de vida é bastante baixa, fatores que contribuem para a baixa produtividade da banana. Este trabalho teve como objetivo estabelecer os efeitos que a proximidade da biodiversidade nativa da Mata Atlântica promove nos atributos físico-químicos e bioquímicos do fruto da bananeira, em decorrência da proximidade da biodiversidade. Duas parcelas foram escolhidas para fornecer as amostras posteriormente analisadas quanto a parâmetros fisiológicos, químicos e bioquímicos: a parcela "Controle" plenamente inserida em um bananal convencional e a parcela "Biodiversidade" com 60% de seu perímetro rodeado pela biodiversidade da Mata Atlântica. Foram feitas as seguintes avaliações nos frutos colhidos destas parcelas: análise dos perfis de etileno e CO2 endógenos por cromatografia gasosa...

Desenvolvimento e qualidade de frutos de banana em função da proteção física dos cachos; Banana development and quality according bunches physical protection

Sakai, Ronaldo Kazuo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/04/2015 PT
Relevância na Pesquisa
46.79%
No cultivo da bananeira, a proteção física dos cachos é uma das principais técnicas culturais utilizada com a finalidade de melhorar a qualidade dos frutos. O objetivo desse trabalho foi estudar a influência do uso de diferentes tipos de embalagens para proteção do cacho de banana, cultivar Nanicão, durante o seu desenvolvimento e na pós-colheita dos frutos. Foram realizados dois experimentos em um bananal irrigado, com 8 anos de idade, em clima Cwa. O primeiro experimento foi realizado em duas épocas do ano para verificar a influência dos tipos de embalagens no desenvolvimento dos frutos e na sua qualidade. Os tratamentos foram: 1) testemunha (sem uso de proteção do cacho); 2) saco de polipropileno - TNT; 3) saco de polietileno azul; 4) saco de polietileno transparente), 5) saco de polietileno tratado com inseticida); e 6) saco de polietileno branco. Avaliou-se o período de frutificação (intervalo entre a emissão da inflorescência até a colheita dos frutos), massa do cacho, massa do engaço+ráquis, número de pencas por cacho, massa da 2ª penca, número de frutos da 2ª penca, massa da casca e polpa, relação polpa/casca, densidade dos frutos, lesões causadas por tripes, defeitos ou injúrias nos frutos, coloração da casca...

Relações entre ocorrência do Mal-de-Panama em bananeira da cv. Nanicão e nutrientes no solo e nas folhas

Furtado, Edson Luiz; Bueno, César Júnior; Oliveira, Antonio Luiz de; Menten, José Otávio M.; Malavolta, Eurípides
Fonte: Sociedade Brasileira de Fitopatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 211-215
POR
Relevância na Pesquisa
46.78%
O presente trabalho teve como objetivo verificar se os sintomas incitados na bananeira cv. Nanicão, do subgrupo Cavendish, na região do Vale do Ribeira, estão relacionados com níveis de nutrientes no solo e nas folhas. Foram separadas 16 áreas na região, sendo a metade com plantas sintomáticas e a outra com plantas sadias. Nessas áreas, coletou-se a terceira folha de cinco plantas e o solo junto a essas mesmas plantas, nas profundidades de 0 a 20 cm e de 20 a 40 cm. em ambas as profundidades do solo amostrado, níveis de Ca, Mg, PO(-3)4, S e da capacidade de trocas catiônicas (CTC) foram significativamente diferentes entre as áreas, sendo que os valores baixos destes elementos estavam presentes nas áreas contendo plantas sintomáticas. em ambas as profundidades, o Mg, o Al e o H em relação à CTC foram significativamente diferentes entre as áreas, sendo que o valor baixo de Mg e alto de Al e H estava presente nas áreas com plantas sintomáticas. O N, K e S nas folhas foram significativamente diferentes entre as áreas. Estes elementos apresentaram valores baixos nas áreas contendo plantas sintomáticas. Apesar de algumas quantidades de macronutrientes do solo e das folhas estarem presentes somente nas áreas contendo plantas de Nanicão com sintomas semelhantes aos de fusariose...

Efeitos de antiauxinas sobre a dominância apical em gemas de bananeira in vitro Cvs. grand naine (AAA), nanição (AAA) e enxerto (AAB)

Debiasi, Clayton
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: iii, 97 f.| il., grafs., tabs. +
POR
Relevância na Pesquisa
46.78%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias.; O presente trabalho evidenciou a influência da fonte de explante sobre o comportamento posterior do cultivo in vitro de bananeira e também dos fitorreguladores e antiauxinas sobre a liberação e/ou diminuição da dominância apical in vitro. A utilização de gemas apicais oriundas de plantas matrizes com graus de baixa e média dominância apical resultou nas maiores médias de brotos formados ao final de 5 subcultivos, com 141,76 e 143,96 brotos para as cvs. Grand Naine e Nanicão, respectivamente. A suplementação do meio de proliferação MS com BAP (11,1 mmol/l) resultou nas maiores médias de brotos formados ao final de seis subcultivos, com um total de 620,43, 785,96 e 224,97 brotos para as cvs. Grand Naine, Nanicão e Enxerto, respectivamente. Suplementando o meio com TDZ (0,090 mmol/l) e TIBA (0,019 mmol/l) obteve-se taxas proliferativas significativas e índices baixíssimos de variantes somaclonaias quando comparamos ao meio suplementado com BAP (11,1 mmol/l). As análises enzimáticas da AIA-Oxidase em rizomas de bananeira (cv. Grand Naine) revelaram que culturas mantidas em meio de proliferação MS, suplementado com BAP (11...

Correlação entre a capacidade proliferativa in vitro e a dominância apical in vivo da bananeira cvs. Grand naine e Nanicão

Debiasi,Clayton; Zaffari,Gilmar Roberto; Salerno,Airton Rodrigues; Guerra,Miguel Pedro
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2002 PT
Relevância na Pesquisa
46.62%
No presente trabalho, buscou-se correlacionar diferentes graus de dominância apical in vivo com a capacidade proliferativa in vitro da bananeira, através da relação existente entre a fonte de explante e o seu posterior comportamento in vitro. Brotos laterais de Musa acuminata Colla: Nanicão (AAA) e Grand Naine (AAA), oriundos de plantas-matrizes mostrando diferentes graus de dominância apical in vivo (elevada, média e baixa) foram cultivados in vitro, no Laboratório de Cultura de Tecidos Vegetais da EEI/ EPAGRI-SC, por cinco subcultivos, em intervalos de 30 dias, em meio MS suplementado com BAP (11,1 mmol/l), sacarose (30 g/l), ágar (7 g/l), vitaminas MS e pH 5,8. O grau de dominância apical in vivo influenciou diretamente o comportamento in vitro dos explantes, no que diz respeito à capacidade proliferativa. Brotos laterais oriundos de plantas-matrizes, com grau de dominância apical in vivo baixa, proporcionaram a maior taxa média proliferativa (7,5 brotos/explante) para a cv. Grand Naine, enquanto brotos laterais oriundos de plantas-matrizes com grau de dominância apical média proporcionaram a maior taxa média proliferativa (10,96 brotos/explante) para a cv. Nanicão.

Histological changes in banana explants, cv. Nanicão (Musa spp., Group AAA), submitted to different auxins for induction of somatic embryogenesis

FILIPPI,SILVIA BALBÃO; APPEZZATO-DA-GLÓRIA,BEATRIZ; RODRIGUEZ,ADRIANA PINHEIRO MARTINELLI
Fonte: Sociedade Botânica de São Paulo Publicador: Sociedade Botânica de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2001 EN
Relevância na Pesquisa
56.78%
The present work analyzes the behavior of banana explants, cv. Nanicão (Musa spp. Group AAA) regarding somatic embryogenesis induction treatments with several auxins. Longitudinal segments of shoot meristematic apices of micropropagated banana plantlets cultivated and rooted in vitro were introduced in culture medium containing dicamba, picloram, 2,4-D or NAA in different concentrations. Explant samples were collected at 0, 7 and 10 days and prepared for light microscopy. Histological sections were used for comparison of the histological changes occurring after induction treatment with different auxins. Embryogenic response was observed only in treatments with picloram or dicamba, with distinct embryogenic regions observed at 14 and 21 days in culture, respectively. Histological sections of embryogenic regions of the explant at 26 days in culture revealed the formation of meristematic regions, structures with multiple root meristems, and somatic embryos at early globular stages. Embryo-like structures morphologically similar to Musa balbisiana zygotic embryos were sectioned and showed a lack of apical meristems and absence of procambial differentiation. These results indicate the induction of non-functional somatic embryos and the need for more studies on developmental aspects and maturation treatments for optimization of the process.

Ocorrência e distribuição de BanLec em cultivares de banana e avaliação da sua atividade imunomoduladora in vivo; Occurrence and distribution of BanLec in banana cultivars and evaluation of its immunomodulatory activity in vivo

Sansone, Ana Claudia Miranda Brito
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
47.06%
Lectinas são proteínas cuja principal característica é a de se ligar específica e reversivelmente a carboidratos. BanLec é a lectina presente na polpa de bananas, que se liga especificamente a manose e glicose, e é capaz de induzir a proliferação de células T, podendo estimular a resposta imune. Existem indícios de que o teor de BanLec pode variar dependendo do estádio de amadurecimento e do tipo de cultivar, o que pode afetar a quantidade de BanLec existente na fruta quando consumida in natura e a possível resposta imune frente ao consumo de banana. Por este motivo, um dos objetivos desse trabalho foi determinar os teores e a atividade hemaglutinante de BanLec em extratos de farinha de banana verde, além de bananas das cultivares Pacovan, Figo, Terra, Mysore e Nanicão, nos estádios de maturação verde e maduro, e submetidas a tratamento com 1-MCP e baixa temperatura (para cv. Nanicão). Com vista a atender ao objetivo de avaliar seus efeitos imunomoduladores in vivo, a BanLec foi purificada da cultivar Nanicão e administrada por via oral a camundongos BALB/c. Os ensaios de atividade hemaglutinante dos extratos de banana apontaram para maior quantidade de BanLec no fruto maduro, quando comparado ao verde, e ausência dessa proteína na cultivar Figo. Os parâmetros imunológicos analisados após administração de BanLec aos camundongos demonstram que a resposta imune gerada após ingestão de BanLec é dose dependente...

O efeito da biodiversidade nativa da Mata Atlântica sobre o metabolismo de amadurecimento da banana (Musa acuminata AAA, Cavendish, cv. Nanicão); The effect of the Atlantic Coastal Forest´s native biodiversity on the metabolism of banana ripening (Musa acuminata AAA, Cavendish, cv. Nanicão).

Nascimento, Talita Pimenta do
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/04/2015 PT
Relevância na Pesquisa
57.16%
A produção de banana no Vale do Ribeira, em São Paulo, está inserida numa região que abriga um fragmento remanescente da Mata Atlântica, considerada um dos principais repositórios de biodiversidade e a floresta mais devastada entre os biomas brasileiros. Medidas sustentáveis, como a adoção de práticas agrícolas alternativas, tem sido o caminho para a conservação da fauna e flora, como também para a redução do uso inapropriado de terras que consequentemente pode aumentar o índice de doenças que atacam as plantas. Apesar, do razoável conhecimento científico sobre a fisiologia pós-colheita da banana, ainda não foram elucidadas quais são as respostas fisiológicas do fruto diante das alterações do meio ambiente decorrentes das práticas agroecológicas. Principalmente quais são os mecanismos de ação de compostos específicos, relacionados com a resistência da planta contra os estresses bióticos e abióticos. Também, não há uma abordagem analítica integrada que identifique os reguladores das vias metabólicas e possibilite um estudo holístico a nível molecular. Neste trabalho, foi avaliado o efeito da proximidade da biodiversidade nativa da Mata Atlântica sobre o perfil de metabólitos da banana (Musa acuminata AAA...

Conservação pós-colheita de banana cv. nanicão climatizada e comercializada em Cuiabá - MT e região

Campos,Raquel Pires; Valente,João Pedro; Pereira,Walter Esfrain
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2003 PT
Relevância na Pesquisa
67.21%
A banana cv. Nanicão é a principal cultivar comercializada nos mercados brasileiro e mundial. A maior parte dessa cultivar comercializada no Estado de Mato Grosso vem de outros Estados, embora existam condições edafoclimáticas para ser auto-suficiente na produção dessa cultivar e inclusive atender a outros mercados. O objetivo deste trabalho foi verificar as condições da climatização da banana cv. Nanicão e sua influência na conservação pós-colheita de frutos produzidos no Estado de Mato Grosso (MT) e procedentes do Estado de Santa Catarina (SC). Foram acompanhadas 12 caixas de banana cv. Nanicão, pesando em torno de 21 kg cada, colhidas em pomar comercial do município de Campo Verde-MT, e também 12 caixas oriundas de SC. Anteriormente à climatização e durante todo o período de vida útil dos frutos, foram monitoradas diariamente a temperatura e a umidade relativa do ambiente, a evolução da coloração dos frutos e a perda de peso destes, assim como o teor de sólidos solúveis totais e de acidez potenciométrica nos frutos verdes e maduros. Verificou-se o maior período de vida útil da banana de SC, 3 dias após a retirada da câmara de climatização, apresentando-se totalmente amarela e com valor máximo de 7...

A influência da época de seleção do rebento sobre o desenvolvimento das plantas matrizes em bananeira Musa cavendish II Lamb. Cv Nanicão; The influence of selection time of suckers on the development and production of banana matrix (Musa cavendish cv nanicão)

Perez, Freddy P. Zambrano; Simão, Salim; Manica, Ivo
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/1973 POR
Relevância na Pesquisa
46.82%
As mudas utilizadas no experimento foram plantadas em setembro de 1971, sendo cinco os tratamentos: planta matriz sem rebento, planta matriz com seleção dos rebentos, de janeiro, março e maio de 1972 e planta matriz com todos os rebentos. Os resultados obtidos revelam influência da época da seleção dos rebentos sobre: diâmetro do pseudo-caule e lançamento de folhas no mês de abril, durante a fase de desenvolvimento vegetativo; número de dias decorridos do plantio ao florescimento, número de plantas florescidas no mês de julho, número de folhas, altura e diâmetro do pseudo-caule, número de pencas por cacho e altura do rebento na fase do florescimento.; The primary objetive of this study was to determine the effect of time of selection of suckers on the development of banana matriz plants (Musa cavendishii Lam. cv. Nanicão). The treatments were as follows: a. matrix plant without suckers; b. matrix plant with January suckers; c. matrix plant with March suckers; d. matrix plant with May suckers; e. control matrix plant: no suckers removed by pruning. The results of this study were: 1. Fewest leaves were produced in the control matrix plants in April; 2. Time of selection of suckers affected the flowering stage more than the vegetativa stag; 3. Flowering os the matrix plant (a) with no suckers and (c...

Variações morfológicas de embriões somáticos obtidos a partir de inflorescências de bananeira; Morphological variation of somatic embryos obtained from banana inflorescences

Filippi, Silvia Balbão; Appezzato-da-Gloria, Beatriz; Rodriguez, Adriana Pinheiro Martinelli
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2001 POR
Relevância na Pesquisa
36.84%
A embriogênese somática pode ser uma alternativa para o melhoramento de espécies vegetais, quando associada à transformação genética. A regeneração de plântulas a partir de embriões somáticos é dependente de vários fatores, entre eles, a qualidade do embrião somático. Neste trabalho embriões somáticos com diferentes características morfológicas são descritos. Embriogênese somática de bananeira, cv. Grand Nain e Nanicão Jangada foi induzida a partir de inflorescências funcionalmente masculinas, em meio de indução (MI) seguido de subcultivo em meio de germinação (MG), em ausência de luz. A presença de luz na indução, não favoreceu a resposta embriogênica. Em ausência de luz, os explantes da cv. Nanicão Jangada, durante os seis meses de cultivo, sofreram diversas alterações, como a formação de calos embriogênicos e não embriogênicos, formação de embriões somáticos, continuidade no desenvolvimento do botão floral ou oxidação do explante. A freqüência de resposta embriogênica foi baixa, com apenas 6% dos explantes formando embriões somáticos e 23% com formação de calos embriogênicos. O acompanhamento histológico e morfológico das alterações ocorridas nos explantes permitiu a identificação de embriões somáticos com características morfológicas distintas: com maior freqüência observou-se um tipo de embrião com morfologia semelhante ao embrião zigótico de Musa acuminata; em menor freqüência desenvolveram-se embriões somáticos semelhantes a embriões zigóticos de outras monocotiledôneas...