Página 1 dos resultados de 841 itens digitais encontrados em 0.021 segundos

Alternativas para a inserção do gás da Bacia de Santos na matriz energética - estudo de caso: Cidade de Santos; Alternativas para a inserção do gás da bacia de santos na matriz energética estudo de caso: cidade de Santos

Awazu, Ricardo de Mello
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/04/2008 PT
Relevância na Pesquisa
116%
A dificuldade do gás natural em penetrar no mercado residencial e competir com os usos térmicos da energia elétrica é o objeto principal de análise deste trabalho, o qual procurará sustentar que, em centros urbanos onde o gás canalizado é ou será uma realidade, sua utilização mais ampla não deve ser em um contexto de competição predatória com os outros energéticos, mas de complementação estratégica do sistema energético como um todo. O uso térmico da eletricidade gera demanda e não consumo para as concessionárias de energia elétrica, ou seja, em curto espaço de tempo, dentro do chamado período de ponta do sistema elétrico, há uma concentração de uso do chuveiro elétrico, que exige uma importante infra-estrutura de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica, para atender essa demanda pontual de fins térmicos, operando com significativos níveis de ociosidade no resto do tempo. Por outro lado, em muitos centros urbanos, com maior densidade populacional, a disponibilidade de gás natural canalizado teoricamente viabiliza a substituição da eletrotermia pelo aquecimento de água a gás. Para as companhias de distribuição de gás, o mercado de água quente é essencial para a viabilização econômica das redes e consolidação do mercado residencial. O gás canalizado apenas para fins de cocção conduz a redes extremamente custosas e de baixa utilização. Neste trabalho...

Processos de instabilidade barotrópica da Corrente do Brasil na Bacia de Santos; Barotropic instability process of Brazil current at Santos Basin

Pereira, Diogo Peregrino Corrêa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
105.95%
A Corrente do Brasil é formada na bifurcação do ramo sul da Corrente Sul Equatorial e flui meridionalmente para sul ao largo das costas leste, sudeste e sul do Brasil, apresentando intensa atividade de mesoescala entre a Cadeia Vitória-Trindade (20oS) e o Cabo de Santa Marta Grande (28oS). O conhecimento de tal atividade, construído ao longo do tempo, se refere principalmente aos meandros e vórtices frontais, sendo os vórtices de borda na configuração de dipolos vorticais relatados apenas através de imagens AVHRR. Dessa forma, objetivamos caracterizar a estrutura dinâmica de um dipolo vortical, observado na Bacia de Santos, a partir de dados quase-sinóticos de velocidade e hidrográficos oriundos do Cruzeiro Dinâmica do Ecossistema da Plataforma da Região Oeste do Atlântico Sul V. O mapeamento objetivo das estruturas capturadas pela grade amostral quase-sinótica do cruzeiro foi o ponto de partida para a descrição do dipolo e avaliação de sua geostrofia. Os campos de função de corrente apresentaram um padrão clássico de dipolo vortical, com vórtices ciclônico e anticiclônico posicionados em lados opostos ao eixo da corrente, que se enfraquece após a estrutura. Em média, o diâmetro de ambos os vórtices ficou em torno de 110 km...

Caracterização paleoceanográfica de um testemunho da Baía de Santos com base em foraminíferos planctônicos durante o Holoceno; Paleoceanographic characterization of one piston core from Santos Basin based on planktonic foraminifera during the Holocene

Santarosa, Ana Claudia Aoki
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/10/2010 PT
Relevância na Pesquisa
105.9%
Para o desenvolvimento deste estudo, foi utilizado um testemunho de alta resolução coletado no talude da Bacia de Santos, em que foram realizadas análises de foraminíferos planctônicos e isótopos de oxigênio. Os resultados foram complementados por dados de razões de Fe/Ca e Ti/Ca e permitiram a compreensão do cenário paleoceanográfico no setor oeste do Atlântico Sul nos últimos 15 mil anos. Condições mais frias foram encontradas no início do registro até aproximadamente 8 mil anos A.P., com predomínio da fauna fria (G. truncatulinoides, N. dutertrei, e G. inflata) e valores mais altos de ? 18O. Maior produtividade também é sugerida pela componente principal 2 (CP2), relacionada à camada de mistura e caracterizada pela assembléia G. ruber (white) e G. sacculifer. As razões de Fe/Ca e Ti/Ca indicam maior aporte de terrígenos pela pluma do Rio da Prata para o ambiente oceânico, provavelmente contribuindo para fertilização das águas superficiais. A partir de 8 mil anos A.P. observa-se aumento dos valores da curva paleoclimática e diminuição progressiva dos valores de ? 18O. A CP2 apresenta valores máximos entre 10 e 5 mil anos A.P., indicando uma coluna de água mais quente e altamente estratificada. Neste período...

A Recirculação Interna do Giro Subtropical do Atlântico Sul e a Circulação Oceânica na Região do Pólo Pré-sal da Bacia de Santos; The inner recirculation of the south atlantic dubtropical gyre and the oceanic circulation on the pre-salt cluster region in the Santos Basin

Belo, Wellington Ceccopieri
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 08/08/2011 PT
Relevância na Pesquisa
106.12%
As células de recirculação interna dos giros subtropicais oceânicos são definidas por subdividilos em feições de circulação anticiclônicas adjacentes ao contorno oeste. A estrutura de recirculação interna do Giro Subtropical do Atlântico Sul (GSAS) difere daquelas originalmente propostas por Tsuchiya (1985), Reid (1989) e Stramma & Peterson (1991). Encontramos que, em termos médios, a recirculação interna é bi-partida na porção central da Bacia de Santos e confinada zonalmente no contorno oeste do GSAS. A célula de recirculação norte (CRN) se estende desde a Cadeia Vitória-Trindade (20º S) até 25-28º S, e é mais rasa e evidente na circulação do oceano superior. A célula de recirculação sul (CRS) se estende de 30º S até 40º S e é mais espessa verticalmente. Estas estruturas apresentam variações sazonais significativas e diferenças no regime de circulação, sendo a CRN mais baroclínica, e a CRS mais barotrópica. O exame de diferentes conjuntos de dados revelou que a recirculação interna do GSAS apresenta intensa atividade de mesoescala que se reflete na circulação oceânica na região do Pólo Pré-sal da Bacia de Santos. Esta atividade predomina, tanto nos domínios da Corrente do Brasil - Corrente de Contorno Intermediária (CB-CCI) quanto no do fluxo de retorno da CRN. Da análise de séries temporais...

Reconstrução da hidrografia superficial do Atlântico Sul Ocidental desde o Último Máximo Glacial a partir do estudo de foraminíferos planctônicos; Sea surface hydrography reconstruction of the Western South Atlantic since the Last Glacial Maximum based on the study of planktonic foraminifera

Pivel, María Alejandra Gómez
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/03/2010 PT
Relevância na Pesquisa
95.93%
O objetivo da presente tese é o de documentar, em escala milenar, as variações paleoclimáticas e paleoceanográficas superficiais do Atlântico Sul Ocidental desde o Último Máximo Glacial. Com esta finalidade, foram obtidas estimativas de paleotemperatura, paleossalinidade e paleoprodutividade baseadas na análise de fauna de foraminíferos planctônicos, isótopos estáveis de oxigênio e carbono em Globigerinoides ruber e nove datações de radiocarbono em amostras de um testemunho coletado na Bacia de Santos. Os dados foram complementados com a reanálise de outro testemunho previamente coletado em outro setor da mesma Bacia. Os resultados demonstram que as mudanças paleoceanográficas registradas no período analisado podem ser parcialmente explicadas por variações na exportação de calor e sal para o hemisfério norte relacionadas à atividade da célula de transporte meridional e à configuração das correntes superficiais associadas à circulação atmosférica. Outra parte significativa da variabilidade parece estar relacionada à intensidade do Sistema de Monção da América do Sul resultante de variações na insolação de acordo com o ciclo de precessão. Os principais desvios da tendência de variação da composição isotópica da água do mar esperada em função das mudanças de insolação coincidem com os grandes pulsos de degelo ocorridos em torno de 19...

Avaliação do potencial de geração de hidrocarbonetos na Bacia de Santos integrando parâmetros geoquímicos e petrológicos

Balbinot, Mariana
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
86.08%
A Bacia de Santos é uma das principais bacias brasileiras para exploração e produção de hidrocarbonetos. A bacia é bastante estudada do ponto de vista estratigráfico, porém, os estudos sobre o tipo e o nível de maturação da matéria orgânica das suas rochas geradoras são raramente publicados. O principal objetivo deste trabalho é avaliar o potencial de geração de hidrocarbonetos na Bacia de Santos através da caracterização geoquímica e petrológica da matéria orgânica de quatro poços, que formam um perfil SWNE na porção centro-Norte da bacia. Amostras de calha destes poços foram analisadas por métodos geoquímicos (Carbono Orgânico Total, Pirólise Rock Eval e Cromatografia) e petrológicos (Reflectância da Vitrinita e Palinofácies) para a definição do tipo, da quantidade e da qualidade da matéria orgânica disseminada nos sedimentos das formações Marambaia (Terciário), Santos e Itajaí-Açu (Cenomaniano ao Maastrichtiano) e Guarujá (Albiano). Os resultados obtidos sobre os folhelhos da Formação Marambaia indicam regular a bom conteúdo de carbono orgânico, formados por querogênio imaturo do tipo III e II/III e depositados em ambiente transicional levemente oxidante. Os folhelhos da Formação Santos apresentam características similares...

Padrões da autigênese de clorita e sua influência sobre a qualidade de reservatório dos arenitos cretácicos da Bacia de Santos

Bahlis, Andrea Bressani
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
96.05%
Arenitos do Cretáceo Superior da Bacia de Santos correspondem aos principais reservatórios clásticos de hidrocarbonetos da bacia, localizada na margem leste brasileira. Alguns desses arenitos exibem porosidades anormalmente altas, considerando suas atuais profundidades maiores que 4000 m. A preservação da porosidade nesses arenitos, assim como em diversos outros reservatórios clásticos profundos vem sendo atribuída à inibição da cimentação por crescimentos de quartzo e da dissolução por pressão exercida por franjas e cutículas de clorita autigênica. Por esse motivo, o estudo da distribuição espacial e temporal das cloritas, assim como de seus hábitos, relações paragenéticas e condições genéticas, é de grande importância. Os arenitos cretácicos de Santos são arcósios e arcósios líticos, ricos em fragmentos de rochas vulcânicas (FRV). Clorita é o constituinte diagenético mais abundante, ocorrendo principalmente como franjas e cutículas cobrindo os grãos (pore-lining), rosetas preenchendo parcialmente os poros e agregados microcristalinos substituindo grãos. A precipitação de clorita foi favorecida pela presença de cutículas eogenéticas de argila esmectítica, que foram parcialmente preservadas ao longo de contatos intergranulares apertados. Além disso...

Caracterização geoquímica de rochas geradoras do intervalo Cretáceo-Terciário da Bacia de Santos, Brasil.

Balbinot, Mariana
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
86.04%
A Bacia de Santos é uma das principais bacias brasileiras para exploração e produção de hidrocarbonetos, e vem recebendo grandes investimentos em pesquisa nos últimos anos. O estudo das rochas geradoras serve como importante ferramenta para o estudo de modelos de geração, explusão e migração de hidrocarbonetos e na identificação de sistemas petrolíferos. O principal objetivo deste trabalho é a identificação de intervalos e áreas com maior potential para a geração de hidrocarbonetos dentro do pacote sedimentar estudado (Cretáceo-Terciário). As amostras de calha de 6 poços exploratórios, obtidas junto à Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), foram analisadas através da geoquímica orgânica (Carbono Orgânico Total (COT), Pirólise Rock Eval e análise de Biomarcadores) e da petrologia orgânica (Reflectância da Vitrinita e Palinofácies) e foram interpretadas juntamente com os resultados do estudo de outros 10 poços exploratórios, obtidos pela Geochemical Solutions International cedidos para este trabalho. Esses 16 poços formam um perfil strike SW-NE que recobre praticamente toda a extensão da bacia. Amostras das formações Marambaia, Juréia, Santos, Itajaí-Açu, Itanhaem...

Integração de métodos geofísicos na modelagem crustal da Bacia de Santos

Mio, Eduardo de; Chang, Hung Kiang; Corrêa, Fernando Santos
Fonte: Sociedade Brasileira de Geofísica Publicador: Sociedade Brasileira de Geofísica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 275-284
POR
Relevância na Pesquisa
116.06%
A Bacia de Santos é uma bacia de margem passiva gerada durante o Neocomiano, associado com o evento de ruptura do Supercontinente de Gondwana. A espessura da seção sedimentar pode alcançar 15 km, incluindo a seqüência rifte, e foi depositada sobre uma crosta afinada cuja espessura original era de cerca de 35 km. Foi realizada uma modelagem crustal em 8 linhas, aproximadamente perpendiculares ao mergulho deposicional da bacia, objetivando o reconhecimento da geometria da fase rifte e a estimativa do estiramento crustal. Foram utilizados durante a modelagem quatro horizontes sísmicos em profundidade, mapas magnético e gravimétrico além de dados da profundidade do embasamento magnético. Foi reconhecido um pronunciado estiramento crustal em toda a bacia (fatores de estiramento crustal variando entre 1.2 e 3.1), evidenciando ampla acomodação da deformação. Os resultados da modelagem necessitaram, ainda, de espessas e contínuas camadas de rochas vulcânicas para ajuste do modelo. Estas cunhas de rochas vulcânicas, limitadas lateralmente por falhas normais, são feições comuns em bacias rifte. Os resultados da modelagem foram confrontados com dados da profundidade do embasamento magnético, obtidos anteriormente, e evidenciaram forte correlação...

Modelagem crustal da Bacia de Santos pela integração de métodos geofísicos

Mio, Eduardo de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xiii, 94 f. : il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
106.02%
Pós-graduação em Geologia Regional - IGCE; A Bacia de Santos é uma bacia de margem passiva, cuja origem durante o Neocomiano está relacionada ao evento de rompimento do Gondwana. A espessura da seção sedimentar é da ordem de 10 a 15 km, incluindo a seção rifte, depositada sobre uma crosta afinada, com espessura original de 35 km. Neste trabalho, foi realizada a modelagem crustal de oito perfis, objetivando o estudo do estiramento crustal e a geometria da base da seqüência rifte, utilizando-se, para isso, dados em profundidade de quatro horizontes sísmicos, dados magnéticos, gravimétricos e de profundidade do embasamento magnético. Os resultados obtidos indicaram fatores de estiramento crustal (b) com valores entre 1.2 e 3.22. Comparados com resultados de estiramento crustal, obtidos através da análise da curva de subsidência tectônica de 29 poços sintéticos, apresentaram boa correlação. Os resultados da modelagem indicam a necessidade de espessas seções vulcânicas para ajuste do modelo. Estas rochas vulcânicas encontram-se dispostas em calhas limitadas por falhas normais, em geometrias compatíveis com modelos de rifteamento conhecidos. Foram ainda definidos, de acordo com a distribuição regional e estruturas associadas...

Falhas de transferência da porção norte da Bacia de Santos interpretadas a partir de dados sísmicos: sua influência na evolução e deformação da bacia

Souza, Iata Anderson de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 156 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
96.03%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Pós-graduação em Geologia Regional - IGCE; Na parte continental desenvolveu-se um estudo para o reconhecimento estrutural, tectônico e geomorfológico, por meio de sensoriamento remoto, com o intuito de identificar as feições lineares transversais que se projetam para a porção norte da Bacia de Santos. Para isso, utilizou-se imagem de satélite SRTM 90 para mapear os principais lineamentos tectônicos, onde foram extraídas aproximadamente 5600 feições lineares no continente. A imagem permitiu a identificação dos lineamentos tectônicos transversais (NW-SE e NNW-SSE) que interceptam as principais estruturas pré-cambrianas (NE-SW). Esses lineamentos transversais foram selecionados e classificados em 47 conjuntos principais de lineamentos e o critério para essa seleção foi verificar o padrão de segmentos contínuos das feições lineares. Esses conjuntos foram objeto de estudo para a interpretação de dados de subsuperfície (geofísicos). Na porção norte da Bacia de Santos foram interpretadas 25 seções sísmicas 2D, 12 dados de poços, assim como dados aeromagnetométricos e gravimétricos, fornecido BDEP-ANP. Por meio da análise nas seções sísmicas com a localização das feições transversais (NW-SE e NNW-SSW) observadas nos mapas estruturais e métodos potenciais...

Caracterização estrutural da porção central da Bacia de Santos e seu embasamento continental adjacente, através de interpretação de imagens de satélites e geofísicas

Lúcio, Thiago Domingues Góes
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 72 f.
POR
Relevância na Pesquisa
86.12%
The Santos Basin is located in the Brazilian continental margin and includes the coast of Santa Catarina, Paraná, São Paulo and Rio de Janeiro states. Its northern limit is the Campos Basin through the High of Cabo Frio and the southern one with the Pelotas Basin through the Platform of Florianópolis, totaling an area of approximately 350,000 square kilometers in a water depth of 3,000 m. The Paranapanema Lineament has WNW / ESE direction, and extends from the area filled by the Paraná Basin, on the border between the states of Sao Paulo and Parana, lasting up to near the ocean floor along with the fracture zone of Rio de Janeiro. The Capricorn Lineament is a feature inherited from the separation between the continents of Africa and South America, and is the main structural feature NW / SE of the Santos Basin center-south region. These two structures together with other ones with continental origin may be associated with structural features in the sediments from the Santos Basin. This work aims to characterize the structures operating in the central portion of the Santos Basin based on subsurface data in the offshore area (2D seismic) together with data from the surface of the continental basement in a way to correlate the Santos Basin structures with the continental regional traits. This data interpolation showed that the structural features of the continent operates on the submerged zone...

Taxonomia, distribuição estratigráfica e paleoecologia de ostracodes do Cretáceo Superior, Coniaciano, ao Mioceno da Bacia de Santos, Margem Continental Sul do Brasil

Almeida, Cláudio Magalhães de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
96.06%
Tese (Doutorado em Geologia)—Universidade de Brasília, Instituto de Geociências, 2011.; A bacia de Santos está localizada na margem continental sul do Brasil. Cento e vinte duas amostras foram recuperadas em três perfurações da bacia de Santos, duas na plataforma, 1-SPS-5A e 1-SPS-9, e uma no talude, 1-SCS-9A. Baseando-se nas datações relativas de microfósseis, as porções inferiores das perfurações 1-SPS-5A, 1-SCS-9A e 1-SPS-9 são atribuídas ao Coniaciano, Cretáceo Superior. A porção superior da perfuração 1-SPS-9 extende-se do Eoceno inferior ao Recente, enquanto que para as outras duas perfurações as ocorrências de ostracodes alcançam apenas o Cretáceo Superior. Neste trabalho 27 espécies de ostracodes marinhas e límnicas são identificadas. Vinte e uma são marinhas: Protocosta struevae Bertels, 1969, Argilloecia tenuis Ciampo, 1981, Cythereis rionegrensis Bertels, 1975, Soudanella sp. 1, Soudanella sp. 2, Soudanella sp. 3, Soudanella sp. 4, Majungaella sp. 1, Majungaella sp. 2, Protocosta sp., Buntonia sp., Parakrithe sp. 1, Brachycythere sp. ?Parakrithe sp. 2, Neonesidea sp. 1, Neonesidea sp. 2, Neonesidea sp. 3, Neonesidea sp. 4, Cytherella sp., Rostrocytheridae sp. 1, ?Rostrocytheridea sp. 2. Seis são límnicas: Dolerocypris kinkoensis Grekoff...

Petrografia dos reservatórios do grupo Grudja inferior da bacia de Moçambique: ambiente deposicional e formação de hidrocarbonetos

Caetano, Brito Henriques dos Santos
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
95.91%
A Bacia de Moçambique cobre quase toda a região sul de Moçambique e uma parte da região central, sendo composta por formações que vão desde o Jurássico até ao Quaternário, e se sobrepõem ao soco cristalino. A Bacia formou–se através da fragmentação da Gondwana, a partir da expansão do fundo oceânico desde a zona Oeste da Bacia de Somália, passando pela formação do canal de Moçambique até ao Planalto das Agulhas no sul. A Bacia de Moçambique é uma das principais estruturas para a exploração e produção de hidrocarbonetos. Os depósitos do Grudja inferior, localizado na zona offshore da Bacia de Moçambique, começaram a ser estudados com o início da produção de gás, no âmbito do projecto de Pande–Temane, e mais tarde com a descoberta de campo de gás de Inhassoro, localizado a Este deste bloco. Do ponto de vista científico, esta formação é bastante estudada a nível petrográfico, sísmico e estratigráfico, porém os estudos sobre o tipo e nível de maturação da matéria orgânica e sua rocha geradora são raramente publicadas. O objectivo principal deste trabalho é caracterizar e avaliar o potencial do Grudja inferior na parte offshore da Bacia de Moçambique, através de análises de difracção de Raio X...

Integração de métodos geofísicos na modelagem crustal da Bacia de Santos

Mio,Eduardo de; Chang,Hung Kiang; Corrêa,Fernando Santos
Fonte: Sociedade Brasileira de Geofísica Publicador: Sociedade Brasileira de Geofísica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2005 PT
Relevância na Pesquisa
116.03%
A Bacia de Santos é uma bacia de margem passiva gerada durante o Neocomiano, associado com o evento de ruptura do Supercontinente de Gondwana. A espessura da seção sedimentar pode alcançar 15 km, incluindo a seqüência rifte, e foi depositada sobre uma crosta afinada cuja espessura original era de cerca de 35 km. Foi realizada uma modelagem crustal em 8 linhas, aproximadamente perpendiculares ao mergulho deposicional da bacia, objetivando o reconhecimento da geometria da fase rifte e a estimativa do estiramento crustal. Foram utilizados durante a modelagem quatro horizontes sísmicos em profundidade, mapas magnético e gravimétrico além de dados da profundidade do embasamento magnético. Foi reconhecido um pronunciado estiramento crustal em toda a bacia (fatores de estiramento crustal variando entre 1.2 e 3.1), evidenciando ampla acomodação da deformação. Os resultados da modelagem necessitaram, ainda, de espessas e contínuas camadas de rochas vulcânicas para ajuste do modelo. Estas cunhas de rochas vulcânicas, limitadas lateralmente por falhas normais, são feições comuns em bacias rifte. Os resultados da modelagem foram confrontados com dados da profundidade do embasamento magnético, obtidos anteriormente, e evidenciaram forte correlação...

Estudo comparativo entre duas anomalias magnéticas de corpos alcalinos no alto de cabo frio e em áreas proximais da bacia de santos apoiado por deconvolução de euler

Ferraz,André Etienne Pacifico Peçanha Demonte; Silva,Adalberto da; Ferrari,André Luiz
Fonte: Sociedade Brasileira de Geofísica Publicador: Sociedade Brasileira de Geofísica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
106.02%
Diversas anomalias isoladas são observadas apartir de dados aeromagnetométricos na região da plataforma continental adjacente à Bacia de Santos. Estas anomalias são associadas a intrusões alcalinas por comparação com as anomalias de corpos aflorantes conhecidos. Neste trabalho, é apresentado um estudo comparativo entre a resposta magnética dos corpos alcalinos aflorantes ou subaflorantes conhecidos na região de Arraial do Cabo (Cabo Frio, RJ) e uma notável anomalia que ocorre na área submersa, próxima à charneira cretácea da Bacia de Santos. Alicerçando este estudo, é proposto o método da deconvolução de Euler 2D abordado não da forma clássica, mas sim programado para funcionar integrado à amplitude do sinal analítico e utilizar três critérios distintos de cálculo para análise das soluções. Soluções obtidas com esta metodologia podem ser utilizadas como informação adicional para vincular outros métodos de inversão, objetivando acriação de modelos mais realistas que reflitam o ambiente geológico em regiões carentes de informação direta. Os parãmetros físicos estimados para diversos corpos alcalinos locais, causadores das anomalias observadas tanto na região submersa como na área emersa...

Padrões de distribuição de foraminíferos bentônicos na plataforma externa e talude superior das bacias de Campos e Santos, área de abrangência do Estado do Rio de Janeiro

Silva Vieira, Fabiana; Fernandes Barbosa, Cátia (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
85.95%
A distribuição das assembléias e abundância de espécies de foraminíferos está condicionada a diversos fatores ecológicos, intimamente relacionados a aspectos físicos, químicos e biológicos. A distribuição dos foraminíferos bentônicos foi analisada para a margem continental brasileira compreendendo a plataforma externa e talude superior da Bacia de Campos e Bacia de Santos, Rio de Janeiro. Foram coletadas 48 amostras de sedimento para análise quantitativa de foraminíferos bentônicos, distribuição do tamanho dos grãos sedimentares e do conteúdo de carbonato de cálcio. Os dados consistem de 17 amostras da superfície do fundo, coletadas com amostrador do tipo VanVeen e 6 sucessões sedimentares coletadas a partir de box cores com 31 amostras no total. No Brasil, estudos de foraminíferos apresentam caráter mais local do que regional havendo necessidade de estudos sobre distribuição desses organismos, de modo a contribuir para o entendimento de eventos bioestratigráficos, paleoceanográficos e oceanográficos. O objetivo principal deste trabalho consistiu em: (1) determinar e comparar a distribuição horizontal e vertical dos foraminíferos bentônicos da porção analisada da plataforma e talude das bacia sedimentares em análise; e (2) avaliar a possível relação entre as assembléias de foraminíferos...

Estruturas transversais às bacias de Taubaté e Resende: natureza e possível continuidade na bacia de Santos, Brasil; Transverse structures in Taubaté and Santos basins: nature and possible continuity in Santos Basin, Brazil

Moura, Thais Trevisani
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/09/2015 PT
Relevância na Pesquisa
86.08%
As bacias de Taubaté e Resende são bacias continentais paleógenas do tipo rift, orientadas segundo a direção NE a ENE e fazem parte do segmento central do Rift Continental do Sudeste do Brasil. Ambas foram instaladas durante o Eoceno, resultantes de um campo de esforços distensivo de direção NW-SE. Este campo reativou zonas de cisalhamento de direção NE do embasamento pré-cambriano como falhas normais, importantes durante a instalação e evolução da bacia. Há também inúmeras estruturas transversais ao eixo da bacia, de direções N-S, NE-SW e NW-SE, as quais compreendem falhas e dobras que estiveram ativas durante diferentes intervalos de tempo, embora seus papeis na evolução da bacia ainda sejam pouco conhecidos. A fim de reconhecer estas estruturas em subsuperfície na Bacia de Taubaté, cinco perfis sísmicos longitudinais ao eixo da bacia foram interpretados, demonstrando o caráter distinto dessas estruturas como falhas normais e inversas, que interceptam diferentes unidades sísmicas, indicando uma deformação tectônica polifásica. A presença de altos estruturais transversais, distinguíveis em perfis sísmicos, ativos durante a abertura da bacia, pode estar relacionada com anticlinais formados na capa das falhas...

Seleção de um conceito de plataforma offshore para atuação na Bacia de Santos, baseada na análise do movimento de heave

Neves, Cheyenne
Fonte: Joinville, SC Publicador: Joinville, SC
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 101 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
105.93%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Campus Joinville. Engenharia Naval.; One of the most important steps of selecting a concept floating unit is the platform of the study of behavior at sea. The system's response to passing waves affect the safety of passengers, crew, cargo and the unit itself. Also impacts the comfort of the crew and passengers, the mooring system and the integrity of the tubes that establish the connection between the platform and the oil extraction wells, known as risers. Thus, this study aims to perform analyzes to heave motion SPAR platforms, monocolumn, semi-submersible and FPSOs. Using empirical and semi-empirical formulations plus simulations computer. The objective is to select a concept of floating unit for oil production in the Santos Basin, using as criteria for choosing the amplitude of vertical displacement.; Uma das mais importantes etapas de seleção de um conceito de unidade flutuante é o estudo do comportamento da plataforma no mar. A resposta do sistema à passagem de ondas afeta a segurança dos passageiros, dos tripulantes, da carga e da própria unidade. Impacta também no conforto dos tripulantes e passageiros, no sistema de amarração e na integridade dos tubos que estabelecem a conexão entre a plataforma e os poços de extração de petróleo...

Métodos potenciais aplicados ao estudo do arcabouço crustal da porção meridional da faixa ribeira, margem continental da Bacia de Santos; Potential methods used to study the crustal ramework in the southern portion of ribeira belt, continental margin of santos basin

Araújo, Saulo Alves Carreiro de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
86.05%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Geociências, 2012.; A porção Meridional da Faixa Ribeira (FR) e sua margem continental que engloba a Bacia de Santos possuem uma tectônica crustal complexa, devido aos muitos estágios de evolução superpostos. Investigar o arcabouço geológico de áreas como essa representa uma tarefa bastante complicada, e muitas vezes, as ferramentas geológicas usuais são insuficientes. A aplicação de métodos potenciais, tais como gravimetria e magnetometria, fornecem subsídios na busca de parâmetros geofísicos que auxiliam na interpretação de feições relacionadas à sua evolução e assim compõe o arcabouço crustal da área investigada. O objetivo desse trabalho compreende a utilização de técnicas de processamento, análise e integração de dados magnéticos e gravimétricos aplicados na caracterização do arcabouço crustal da porção Meridional da Faixa Ribeira. As técnicas utilizadas compreendem: (i) continuações ascendentes em diferentes profundidades, (ii) aplicação da técnica matched filtering, (iii) deconvolução de Euler e (iv) a utilização da técnica desenvolvida por Raid et al. (1981) que determina a descontinuidade de Mohorovicic a partir da anomalia Bouguer. Os resultados encontrados indicam que a estruturação NE compreende a principal feição estrutural da Faixa Ribeira...