Página 1 dos resultados de 18 itens digitais encontrados em 0.025 segundos

Autopercepções no domínio físico : estudo realizado em jovens adolescentes na faixa etária dos 15 e 16 anos

Castanho, Sílvia Nunes Pires
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
POR
Relevância na Pesquisa
36.11%
Objectivo de estudo: verificar se o exercício físico como prática desportiva extra-escolar, tem efeito na Autoestima, usando uma população de adolescentes, com idades compreendidas entre os 15 e 16 anos, cujos resultados nos indicam se esta população é ou não influenciável positivamente pelo exercício físico extra-escolar. Metodologia: o nosso estudo envolveu uma amostra de cento e setenta e oito indivíduos (N=178), de ambos os sexos (102 do sexo feminino com uma média de idades de 15,24 ± 0,61 e 76 do sexo masculino com uma média de idades 15,30 ± 0,65 ), entre os 14 e os 16 anos. Os instrumentos de medida utilizados foram: Physical Self-Perception Profile – PSPPp, com uma escala de 30 itens, traduzido e adaptado para a população portuguesa por Fonseca e Fox (2001), a Rosenberg Self-Esteem Scale – RSES de Rosenberg (1965), com 10 itens, traduzida e adaptada por Ferreira (2001) e o Body-Image Questionnaire – BIQ de Bruchon-Schweitzer (1987) traduzida e adaptada por Ferreira (2003), com 19 itens. Este conjunto de instrumentos de medida visa a avaliação das Autopercepções no domínio físico e a sua imagem corporal. Este instrumento foi aplicado duas vezes, a primeira aplicação feita em Janeiro e a segunda aplicação sensivelmente dois meses depois em Março. Para o tratamento estatístico dos dados de cada indivíduo...

O corpo adolescente na educação; percepções relatadas por adolescentes a respeito da interferência da aplicação de exercícios de bioenergética na aprendizagem escolar

Pizzi, Laine Maria Alves
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
26.05%
O adolescente passa por transformações físicas, emocionais, fisiológicas e psíquicas que interferem na aprendizagem e na sua capacidade intelectual. O desenvolvimento corporal, assim como as propriocepções e as sensações que emergem do corpo, são temas pouco explorados pelos educadores. Trazer à tona o corpo do adolescente e estudar a relação corpo/mente se fez necessário para aprofundar o conhecimento e o desenvolvimento na fase da adolescência. A aprendizagem é vista aqui como um processo do saber do mundo interno, que são as percepções que o indivíduo tem de si mesmo, suas sensações emocionais e físicas, e no saber que vem do mundo externo, sua relação com o educador, colegas e com o universo tecnológico que formam o processo cognitivo. O objetivo desta pesquisa foi analisar as interferências na aprendizagem, referidas pelos alunos, de um trabalho corporal realizado em sala de aula, baseado na teoria e nos exercícios corporais da Análise Bioenergética, Lowen (1982) e complementado por outras escolas psicocorporais, a exemplo de Boadella (1992). O trabalho foi realizado em duas escolas, uma particular e outra pública estadual, com alunos do segundo ano do ensino médio com idade entre 15 e 17 anos. Foram utilizados exercícios corporais como recurso para obter consciência e autopercepção corporal visando adquirir mais atenção e interesse nos conteúdos e sugerindo a sua utilização durante a aula...

"Estudo da prevalência das más oclusões e da necessidade de tratamento ortodôntico em pacientes da disciplina de clínica integrada da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo"; Prevalence of malocclusions and need for orthodontic treatment, Integrated Clinic Department , Dental School , University of São Paulo

Santos, Pedro César Fernandes dos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/08/2006 PT
Relevância na Pesquisa
16.14%
O Índice Dental Estético (DAI) tem sido amplamente usado em estudos envolvendo crianças e adolescentes, mas raramente usado em estudos com adultos. O propósito do presente estudo transversal foi avaliar a confiabilidade do DAI em uma amostra com 120 pacientes adultos, incluindo 46 do sexo masculino (38,3%) e 74 do sexo feminino (61,7%), entre 19 e 78 anos de idade (média de 49,2). Quase todos os pacientes apresentaram-se com muitas perdas dentárias e sem tratamento ortodôntico prévio. A prevalência e a severidade da má oclusão, a necessidade de tratamento ortodôntico, a autopercepção do paciente em relação à necessidade deste tipo de tratamento e a indicação, pelo cirurgião-dentista, foram avaliadas. Além disso, as opiniões subjetivas de 33 ortodontistas em 32 pacientes, por meio de fotografias intra e extrabucais e modelos de estudo foram também analisadas. Teste estatístico Kappa foi usado para avaliar o DAI e as opiniões dos profissionais. Testes qui-quadrado e de Fischer foram usados para verificar a correlação entre sexo, autopercepção e indicação do cirurgião-dentista e o escore do DAI. O teste t-student foi usado para investigar a correlação entre a idade e a necessidade de tratamento ortodôntico. A média do escore DAI foi de 38...

Vidas em construção : tecendo histórias, caminhos e (des)esperanças de adolescentes com vivência de rua em Florianópolis /

Furini, Doris Regina Marroni
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.05%
Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação.

Percepção da qualidade do apego parental e da amizade entre pares como fatores preditores da autopercepção em pré-adolescentes

Manfroi, Edi Cristina
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 156 p.| il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
46.42%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologia; A autopercepção, um construto central da personalidade, tem sido associado de forma consistente ao funcionamento social da criança, tanto no ambiente familiar como no grupo de pares facilitando/ dificultando o estabelecimento de relacionamentos e interações sociais de qualidade. Particularmente, na pré-adolescência, quando a rede de interações sociais se amplia, os pares e amigos passam a representar, além da família, uma importante fonte de referencia, de trocas sociais, de aprendizado, de afeto e de amizade, contribuindo para adaptação e o bem estar psicossocial da criança. Nesse sentido, o objetivo desse estudo foi investigar como a percepção da qualidade do vínculo de apego parental e da qualidade das amizades predizem, de forma independente e combinada, a autopercepção na pré-adolescência. Para responder a este propósito foi realizada uma pesquisa descritiva e correlacional. Os dados foram obtidos de um total de 289 crianças selecionadas em quatro escolas públicas (grande Porto Alegre e Santa Catarina). Os participantes responderam a Escala de Segurança de Apego e ao questionário da Qualidade da Amizade e a Escala da Autopercepção. Os resultados apontam que as crianças que percebem como satisfatória a relação de vínculo de apego com ambos os pais...

Imagem corporal associada a fatores sociodemográficos, indicadores antropométricos e maturação sexual em adolescentes de uma cidade de pequeno porte

Fidelix, Yara Lucy
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xxx, 78 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
56.12%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Desportos, Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Florianópolis, 2013.; O objetivo deste estudo foi identificar a prevalência e os fatores associados à insatisfação com a imagem corporal em adolescentes de 10 a 17 anos, de ambos os sexos, estudantes da rede estadual de ensino de uma cidade de pequeno porte. Trata-se de um estudo epidemiológico seccional, de base escolar realizado com adolescentes (10 a 17 anos) da rede pública de ensino de São Bonifácio, cidade de pequeno porte localizado no estado de Santa Catarina, Sul do Brasil. Foram coletadas informações sociodemográficas (sexo, idade, área de domicílio e escolaridade do chefe da família), autoavaliação da maturação sexual (pelos pubianos para meninos e mamas para as meninas), percepção da imagem corporal (escala de silhuetas corporais e de áreas corporais) e medidas antropométricas de massa corporal, estatura, circunferência de cintura e dobras cutâneas (tricpital e subescapular). Para análise dos dados foi utilizada a estatística descritiva e a normalidade dos dados foi verificada por meio do teste de Kolmogorov-Smirnov. Utilizou-se ainda o teste #t# de Student para amostras independentes e o U de Mann-Whitney para analisar as diferenças entre as médias. A diferença entre as proporções foi verificada por meio do teste qui-quadrado e exato de Fisher. Para verificar associações entre o desfecho (imagem corporal) e as variáveis investigadas (fatores sociodemográficos...

Avaliação do impacto da saúde bucal no cotidiano dos adolescentes estudantes do Instituto Federal de Santa Catarina (Campus Florianópolis)

Góes, Rogério
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 106 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
36.3%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Odontologia, Florianópolis, 2014.; Esta pesquisa descritiva transversal objetivou verificar o impacto da saúde bucal nas vidas dos estudantes adolescentes (n=274) do Instituto Federal de Santa Catarina (Campus Florianópolis), na faixa etária de 15 a 19 anos, bem como conhecer a autopercepção destes sujeitos, em relação à sua saúde bucal, e caracterizar as principais razões de busca por assistência odontológica. Utilizou-se um instrumento que tomou como base o "Impactos Odontológicos Nos Desempenhos Diários" , composto pela avaliação de oito atividades diárias que podem ser influenciadas pelas condições de saúde bucal. A coleta de dados foi realizada através da aplicação de um questionário composto por 9 perguntas. As atividades de maior impacto na população estudada, em função das condições de saúde bucal, foram: limpar os dentes (32,5%), sorrir (27,0%) e comer (25,9%). O sintoma mais importante mencionado, e relacionado ao impacto foi insatisfação com a aparência (25,2%), ao passo que o de menor importância foi limitação na função (6,9%). Relativamente à autopercepção de sua saúde bucal...

Tornar-se adolescente : a participação da escola na construção da transição da infância para a adolescência

Campolina, Luciana de Oliveira
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
15.99%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, 2007.; Este trabalho se insere no campo de investigação da psicologia do desenvolvimento humano. O objetivo do estudo é investigar a transição da infância para a adolescência no contexto da escola. As teorias tradicionais de psicologia enfocam a transição infânciaadolescência a partir da maturação biológica e, consideram a puberdade como o evento disparador de todo o processo, ao qual se seguem as transformações psicossociais, emocionais e motivacionais. As teorias socioculturais, por outro lado, compreendem os processos de desenvolvimento em relação dialética com os sistemas culturais e práticas sociais. No que se refere à transição infância-adolescência, a perspectiva histórico-cultural a concebe como fenômeno sociocultural, no qual a experiência subjetiva é interdependente dos significados culturais em um contexto particular. Diante do panorama das sociedades urbanas contemporâneas, há necessidade de estudos voltados a compreensão do desenvolvimento da adolescência. Foi realizada uma pesquisa empírica em escola pública de Ensino Fundamental do Distrito Federal (DF). Foram utilizadas diferentes estratégias metodológicas...

Percepção e Satisfação Corporal em Adolescentes e a Relação com a sua Saúde Oral

Bica, Isabel; Cunha, Madalena; Costa, José dos Santos; Rodrigues, Vítor; Neves, Daniela; Albuquerque, Inês; Agostinho, Joana; Pereira, Sandra; Lima, Teresa
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /06/2011 POR
Relevância na Pesquisa
26.27%
Introdução: A autopercepção e satisfação com a imagem corporal são factores preponderantes na autoaceitação dos adolescentes e entre os seus pares. Uma das muitas implicações da Saúde Oral na adolescência é, sem dúvida, a alteração da sua percepção corporal. Cada vez mais a melhoria da aparência se torna numa necessidade. As doenças orais têm consequências psicológicas, físicas e sociais na vida dos adolescentes. Os adolescentes, dependendo do seu sexo, valorizam de forma diferente a imagem corporal. Esta imagem é individual, subjectiva, dinâmica e sujeita às alterações referentes ao crescimento e desenvolvimento. Se o adolescente não se encontra satisfeito com a imagem, vai notar-se a repercussão na sua auto-estima. Um sorriso saudável favorece a auto estima, assumindo, assim, a saúde oral um importante relevo entre os factores que influenciam esse indicador. Neste contexto, este estudo tem como objectivo, avaliar a percepção e satisfação corporal em adolescentes e a relação com a sua saúde oral. Métodos: Estudo transversal e descritivo levado a cabo numa amostra de 323 adolescentes (idade média = 13.58 anos; Sd = 1.459), dos quais 55.42% eram rapazes e 44.58% raparigas. Material: Questionário sobre saúde oral...

Síndrome de Asperger : qualidade de vida e rendimento escolar na adolescência

Cardoso, Ana Patrícia Simões
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /10/2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.16%
Objectivos: Avaliar se existe diferença estatisticamente significativa entre Qualidade de Vida (QV) e Rendimento Escolar de adolescentes com Síndrome de Asperger (SA), comparativamente a adolescentes sem distúrbio neuro-psiquiátrico conhecido. Material e Métodos: Estudo observacional descritivo transversal entre 1) casos: adolescentes com Síndrome de Asperger, com idades entre 13 e 20 anos, inscritos na APPDA de Viseu ou na APSA; e 2) controlos: adolescentes da mesma faixa etária a frequentar os ensinos básico ou secundário da Escola Secundária Afonso de Albuquerque. Para facilitar a recolha dos dados, construiu-se um questionário intitulado “Questionário de Qualidade de Vida e Rendimento Escolar”, estruturado em 3 partes: Dados Sociodemográficos, Rendimento Escolar e Qualidade de Vida. Resultados: A idade média dos adolescentes com SA foi de 17,00±2,55 anos, sendo a maioria do género masculino (60%). Rendimento Escolar: o número de reprovações escolares foi superior, em média, no grupo dos casos (casos: 0,80±0,18; controlos: 0,28±0,57); a autopercepção como estudante foi inferior, em média, nos adolescentes com SA (casos: Suficiente, 3,20±0,45; controlos: Bom, 3,88±0,75). Qualidade de Vida: os adolescentes com SA...

Incidência de cárie dentária em adolescentes em município do Nordeste brasileiro, 2006

Noro,Luiz Roberto Augusto; Roncalli,Angelo Giuseppe; Mendes Júnior,Francisco Ivan Rodrigues; Lima,Kenio Costa
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.14%
O presente estudo teve como objetivo analisar a incidência da cárie dentária em adolescentes associada à condição sócio-econômica, acesso a serviços e autopercepção. É um estudo longitudinal por meio de levantamento epidemiológico de cárie e questionário estruturado com amostra composta por 688 adolescentes residentes no Município de Sobral, Ceará, Brasil. A incidência aumentou progressivamente com a idade, passando de 1,60 nos adolescentes com 12 anos até 2,28 para os com 15 anos, registrando-se uma incidência média de 1,86 dentes cariados por adolescente. Entre as variáveis estudadas, dor de dente nos últimos seis meses [RR = 1,46 (1,22-1,76)], merenda escolar [RR = 1,45 (1,21-1,74)], freqüência de consulta ao dentista [RR = 1,48 (1,33-1,79)] e acesso à unidade de saúde [RR = 1,21 (1,01-1,45)], ajustadas por morbidade referida apresentaram relação com a alta incidência de cárie. É fundamental que gestores e profissionais de saúde formulem políticas públicas que não se restrinjam a aspectos como atendimento clínico e prevenção de doenças, estimulando a população na luta pela conquista por melhores condições de vida, viabilizando eqüidade no acesso aos serviços e desenvolvendo uma gestão coletiva das ações de saúde.

Autopercepção da saúde bucal e impacto do tratamento odontológico em adolescentes vítimas de abuso sexual

Luísa de Ataíde Mariz, Ana; Heliomar Vicente da Silva, Claudio (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
26.11%
Objetivou-se avaliar o grau de conhecimento odontológico de adolescentes vítimas de abuso sexual. Foi utilizada neste estudo uma metodologia qualitativa que priorizou o aprofundamento e compreensão das respostas obtidas. Seis adolescentes, ambos os gêneros, vítimas de abuso sexual nos últimos dois anos, na faixa etária de 10 a 15 anos, participaram do estudo. Um questionário que abordou o conhecimento sobre saúde bucal foi aplicado individualmente e as respostas obtidas, analisadas através da modalidade de análise de conteúdo. Os dados coletados foram categorizados nos seguintes eixos temáticos: 1- conhecimento sobre doenças bucais; 2- conhecimento sobre prevenção das doenças bucais e 3- acesso à consulta odontológica. Os resultados demonstraram que os jovens participantes deste estudo possuíam pouco conhecimento sobre doenças bucais e seus meios de prevenção, bem como apresentavam acesso limitado aos serviços odontológicos. Concluiu-se, portanto que o conhecimento odontológico dos jovens vítimas de abuso sexual era bastante limitado, uma vez que apresentaram pouca informação sobre doenças bucais e sua prevenção, bem como não possuíam fácil acesso aos serviços de saúde bucal; Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

O autoconceito de estudantes com altas habilidades/superdotação na vivência da adolescência

Correia, Gilka Borges
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
46.08%
Resumo: Trata de um estudo qualitativo com enfoque metodológico transdisciplinar sobre estudantes adolescentes com Altas Habilidades/Superdotação, com o objetivo de investigar e compreender o processo de construção do autoconceito, durante a vivência do rito de passagem para a adolescência, por meio de procedimentos e estratégias educacionais de apoio psicológico. A tese defendida é que o desenvolvimento do potencial de estudantes com Altas Habilidades/Superdotação depende, em grau significativo, dos contextos social e institucional mais amplo que a sua atividade individual, oportunizando a ressignificação dos conceitos sobre si mesmo. O referencial teórico tem como fundamentos, a Teoria Bioecológica do Desenvolvimento Humano (Bronfenbrenner, 1979) e a Teoria da Superdotação de Joseph Renzulli (1986). Para a composição do grupo de participantes da pesquisa, buscamos localizar estudantes adolescentes com AH/SD, em Salas de Recursos de escolas públicas da cidade de Curitiba-Pr-Brasil. A análise demográfica de treze estudantes inicialmente selecionados indicou famílias com mais de um filho superdotado (dois em cinco casos e três em um caso), com os mesmos pais biológicos, bem como vários outros parentes próximos...

Incidência de cárie dentária em adolescentes em município do Nordeste brasileiro, 2006; Dental caries incidence in adolescents in a city Northeast Brazil, 2006

Noro, Luiz Roberto Augusto; Roncalli, Angelo Giuseppe; Mendes Júnior, Francisco Ivan Rodrigues; Lima, Kenio Costa
Fonte: Cadernos de Saúde Pública Publicador: Cadernos de Saúde Pública
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
36.17%
NORO, Luiz Roberto Augusto et al. Incidência de cárie dentária em adolescentes em município do Nordeste brasileiro, 2006, Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 25, n. 4, p. 783-790, abr. 2009.; The main objective of this study was to evaluate the incidence of tooth decay in adolescents, associated with socioeconomic status, access to services, and self-perceived oral health. This was a longitudinal study using an epidemiological survey of dental caries and a structured questionnaire with a sample of 688 adolescents residing in Sobral, Ceará State, Brazil. Incidence increased progressively with age, from 1.60 at 12 years of age to 2.28 at 15, with a mean incidence of 1.86 decayed teeth per adolescent. Among the study variables, tooth pain in the previous six months [RR = 1.46 (1.22-1.76)], school lunch [RR = 1.45 (1.21-1.74)], frequency of dental appointments [RR = 1.48 (1.33-1.79)], and access to the Health Service [RR = 1.21 (1.01-1.45)], adjusted by perceived need for treatment, were associated with high caries incidence. It is essential for health professionals and health system managers to formulate public policies that are not limited merely to clinical and preventive aspects, encouraging the population to struggle for better living conditions and allowing equitable access to services and developing collective management of health ctions. RESUMO: O presente estudo teve como objetivo analisar a incidência da cárie dentária em adolescentes associada à condição sócio-econômica...

Autopercepção da fluorose dental, bem-estar dos portadores e responsabilidade legal

Lea Maria Bezerra de Menezes
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/12/2001 PT
Relevância na Pesquisa
25.99%
O aumento na prevalência de fluorose dental, que vem ocorrendo no mundo, é um tema bastante polêmico sob o aspecto de ser considerado ou não uma prioridade em saúde pública. Vários trabalhos sugerem que seja pesquisada a opinião das pessoas que apresentam fluorose. Neste trabalho foram avaliados a percepção da fluorose dental e o impacto provocado em adolescentes com vários graus de fluorose. A conscientização da população no que se refere às causas da fluorose e à responsabilidade legal pelo problema, também foi avaliada. O estudo foi iniciado após aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa da FOPIUNICAMP. A amostra total foi constituída de 171 escolares na faixa etária de 10 a 14 anos de escolas públicas de quatro localidades diferindo no teor de flúor na água: 1) não fluoretada: Cordeirópolis-SP, n=24; 2) fluoretada na concentração ótima (0,7 ppm): Piracicaba-SP, n=57; 3) flúor natural até 2,2 vezes superior ao ótimo: Assistência, SP. n = 43 e 4) flúor natural até 3,2 vezes superior ao ótimo: Rafael Arruda-CE, n=47. A maioria dos participantes relatava fazer uso de dentifrício fluoretado. Fotografias dos dentes anteriores das crianças foram feitas, a partir das quais o índice de fluorose de Dean foi determinado por dois examinadores...

Síndrome de Asperger : qualidade de vida e rendimento escolar na adolescência

Cardoso, Ana Patrícia Simões
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /10/2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.16%
Objectivos: Avaliar se existe diferença estatisticamente significativa entre Qualidade de Vida (QV) e Rendimento Escolar de adolescentes com Síndrome de Asperger (SA), comparativamente a adolescentes sem distúrbio neuro-psiquiátrico conhecido. Material e Métodos: Estudo observacional descritivo transversal entre 1) casos: adolescentes com Síndrome de Asperger, com idades entre 13 e 20 anos, inscritos na APPDA de Viseu ou na APSA; e 2) controlos: adolescentes da mesma faixa etária a frequentar os ensinos básico ou secundário da Escola Secundária Afonso de Albuquerque. Para facilitar a recolha dos dados, construiu-se um questionário intitulado “Questionário de Qualidade de Vida e Rendimento Escolar”, estruturado em 3 partes: Dados Sociodemográficos, Rendimento Escolar e Qualidade de Vida. Resultados: A idade média dos adolescentes com SA foi de 17,00±2,55 anos, sendo a maioria do género masculino (60%). Rendimento Escolar: o número de reprovações escolares foi superior, em média, no grupo dos casos (casos: 0,80±0,18; controlos: 0,28±0,57); a autopercepção como estudante foi inferior, em média, nos adolescentes com SA (casos: Suficiente, 3,20±0,45; controlos: Bom, 3,88±0,75). Qualidade de Vida: os adolescentes com SA...

Percepção e insatisfação com o peso corporal em adolescentes

Zilch, Geyson Ricardo
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 92 p.| il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
56.23%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, Florianópolis, 2015.; A adolescência é caracterizada como uma fase em que ocorrem grandes mudanças físicas, psicológicas, emocionais e sociais, as quais afetam a forma como os adolescentes percebem, sentem ou imaginam o corpo. Neste sentido, o presente estudo teve como objetivo analisar, por meio de revisão sistemática, o autorrelato da percepção e insatisfação com o peso corporal em adolescentes. Para o agrupamento e reconhecimento de estudos científicos que abordam o tema, realizou-se busca nas bases de dados PubMed, SportDiscus, PsycINFO e Lilacs. Os critérios de inclusão foram estudos em que o foco principal deveria estar relacionado à percepção ou insatisfação corporal, envolvendo adolescentes com média de idade entre 15 a 19 anos, publicados nos idiomas inglês e português e nos últimos cinco anos (de 2009 a agosto de 2014). Após o processo de análise dos estudos (leitura de títulos, resumos, textos completos e busca nas referências), 30 manuscritos foram incluídos para a revisão. Informações de frequências absoluta e relativa foram extraídas para descrição dos dados. Uma análise de sensibilidade foi realizada para observar diferenças entre prevalência dos desfechos de acordo com determinados aspectos metodológicos (continente...

Incidência de cárie dentária em adolescentes em município do Nordeste brasileiro, 2006

Noro,Luiz Roberto Augusto; Roncalli,Angelo Giuseppe; Mendes Júnior,Francisco Ivan Rodrigues; Lima,Kenio Costa
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.14%
O presente estudo teve como objetivo analisar a incidência da cárie dentária em adolescentes associada à condição sócio-econômica, acesso a serviços e autopercepção. É um estudo longitudinal por meio de levantamento epidemiológico de cárie e questionário estruturado com amostra composta por 688 adolescentes residentes no Município de Sobral, Ceará, Brasil. A incidência aumentou progressivamente com a idade, passando de 1,60 nos adolescentes com 12 anos até 2,28 para os com 15 anos, registrando-se uma incidência média de 1,86 dentes cariados por adolescente. Entre as variáveis estudadas, dor de dente nos últimos seis meses [RR = 1,46 (1,22-1,76)], merenda escolar [RR = 1,45 (1,21-1,74)], freqüência de consulta ao dentista [RR = 1,48 (1,33-1,79)] e acesso à unidade de saúde [RR = 1,21 (1,01-1,45)], ajustadas por morbidade referida apresentaram relação com a alta incidência de cárie. É fundamental que gestores e profissionais de saúde formulem políticas públicas que não se restrinjam a aspectos como atendimento clínico e prevenção de doenças, estimulando a população na luta pela conquista por melhores condições de vida, viabilizando eqüidade no acesso aos serviços e desenvolvendo uma gestão coletiva das ações de saúde.