Página 1 dos resultados de 488 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Promoção da Saúde, Sustentabilidade e Agroecologia: uma discussão intersetorial; Health Promotion, Sustainability and Agroecology: an intersectoral discussion

AZEVEDO, Elaine de; PELICIONI, Maria Cecília Focesi
Fonte: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.Associação Paulista de Saúde Pública. Publicador: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.Associação Paulista de Saúde Pública.
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
36.28%
Analisando a abordagem conceitual dos ideários de Agroecologia e da Promoção da Saúde, percebe-se a aproximação desses campos científicos e práticos a partir de suas diretrizes comuns de fomentar a democracia, promover a cidadania, o empowerment, a autonomia e a participação comunitária dos atores sociais, resgatar saberes e práticas tradicionais e populares, além de promover saúde, qualidade de vida e sustentabilidade nos níveis ambiental, social e econômico. Entretanto, apesar de suas interfaces comuns, esses dois campos não têm dialogado. A Agroecologia e sua potencial ação de promoção de saúde no meio rural não têm sido discutidas na Saúde Pública e na Promoção da Saúde; por sua vez, tais áreas tampouco têm produzido conhecimentos que possam contribuir para o fortalecimento da Agroecologia enquanto estratégia de promoção da saúde. Esse artigo pretende ressaltar a relação entre esses dois campos de estudos, explorando-os conceitualmente. Além disso, o artigo sinaliza a Agroecologia como uma estratégia intersetorial de promoção da saúde, de sustentabilidade e de segurança alimentar e nutricional.; When one analyses the conceptual approach in the areas of Agroecology and Health Promotion...

Análise documental do processo de capacitação dos multiplicadores do projeto "Nossas Crianças: Janelas de Oportunidades" no município de São Paulo à luz da promoção da saúde; Documental analysis of qualification process of new educators for the project "Our Children: Windows of Opportunities" at Sao Paulo city in light of health promotion

Oliveira, Alfredo Almeida Pina de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/04/2007 PT
Relevância na Pesquisa
36.41%
A Promoção da Saúde representa um novo paradigma na organização dos serviços de saúde e na estruturação do cuidar no processo saúde-doença ao reconhecer e intervir nas potencialidades existentes nos modos de viver e de trabalhar em um determinado momento histórico e social. Para tanto, um dos desafios para a consolidação do Sistema Único de Saúde refere-se à capacitação da força de trabalho em saúde a fim de rever o emprego da pedagogia tradicional nos processos educativos e contribuir na superação do modelo biomédico, especialmente, na Atenção Básica da Saúde. Nesta perspectiva, o projeto “Nossas crianças: janelas de oportunidades”, vinculado ao Programa de Saúde da Família, realizou oficinas de capacitação que extrapolaram a atenção ao corpo biológico, englobando também a dimensão afetiva e social no cuidado da criança por meio do fortalecimento das competências familiares. Foram objetivos deste estudo: analisar o conteúdo, as estratégias e os métodos avaliativos da capacitação à luz da Promoção da Saúde e identificar as tendências pedagógicas que permeiam tal processo. Recorreu-se à análise documental deste processo, cujos diferentes registros foram categorizados, respectivamente...

Necessidades das famílias com relação ao desenvolvimento infantil à luz da promoção da saúde; Family needs on child development in the light of health promotion

Mazza, Verônica de Azevedo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
36.38%
Esta é uma pesquisa exploratória analítica; tem como objeto as necessidades de saúde das famílias com relação ao desenvolvimento infantil, apreendidas na dialética entre a dimensão objetiva e subjetiva. A interpretação do objeto foi sustentada no referencial da Promoção da Saúde, pautado pelo conceito de empowerment. Objetivos. 1.Caracterizar o potencial do desenvolvimento infantil nos distritos de saúde de Curitiba. 2.Caracterizar a inserção social das famílias que contam com crianças menores de 5 anos da área de abrangência da Unidade Básica de Saúde. 3. Apreender as necessidades de saúde percebidas pelas famílias e pelos representantes das agências de socialização com relação ao desenvolvimento infantil. 4. Analisar os dados a partir do referencial teórico da Promoção da Saúde. Metodologia. Este estudo foi desenvolvido na cidade de Curitiba, no Distrito Sanitário Bairro Novo. Empregaram-se técnicas quali-quantitativas. Foram sujeitos da pesquisa os representantes de famílias que tinham filhos até 5 anos de idade, residentes na área de abrangência da Unidade de Saúde, e representantes de agências de socialização que atuavam com famílias nesta área. Na dimensão objetiva obtiveram-se dados secundários do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística...

Autonomia profissional da enfermeira obstétrica; Professional autonomy of the nurse-midwife

Saad, Doris Elisabeth Ammann
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/05/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.35%
O modelo de assistência ao parto o Brasil está fortemente relacionado à atuação do médico e a maioria dos partos é realizada em ambiente hospitalar: em 2004, 94% dos partos foram hospitalares e 43% dos nascimentos ocorreram por cesariana, uma atividade estritamente médica. Na rede privada de serviços de saúde do município de São Paulo, o percentual de cesarianas gira em torno de 84%. A partir do final da década de 1990, vêm sendo formuladas políticas públicas para promover mudanças nesse modelo. Algumas dessas proposições favorecem a inserção de enfermeiras obstétricas e obstetrizes (EO) na assistência ao parto, reconhecendo sua importância para promover o parto normal. Nesse contexto, a autonomia profissional da EO na atenção de baixo risco e o trabalho colaborativo na assistência ao parto são elementos fundamentais para uma atenção qualificada. Por sua vez, a atuação da EO na assistência ao parto é definida não exclusivamente pelas políticas de saúde oficiais, mas também pela organização da assistência praticada nas instituições. A forma como a EO atua na assistência ao parto e como vivencia a autonomia profissional e o trabalho colaborativo dependem do local de atuação, das regras e normas da instituição...

As concepções do agente comunitário de saúde sobre promoção da saúde; Conceptions of health's community work concerning health promotion

Almeida, Eugênia Zilioli de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/06/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.48%
Esta pesquisa compreende um estudo de caso do tipo descritivo, que pretende fazer uma abordagem quanti-qualitativa das ações de Promoção da Saúde do Agente Comunitário de Saúde (ACS). Teve como objetivos: descrever e analisar as ações do ACS, buscando identificar as concepções de promoção da saúde que dão suporte as mesmas. A pesquisa foi realizada na cidade de São Paulo, em uma Unidade Básica de Saúde localizada na região central deste município. Foram sujeitos do estudo 16 ACS que atuam na região. Os dados quantitativos foram coletados através de um Formulário, baseado na proposta do Ministério da Saúde para os eixos de Competências do ACS quais sejam aqui citados como: A integração da equipe com a população, Planejamento e avaliação, Promoção da Saúde, Prevenção e monitoramento de risco ambiental e sanitário e a grupos específicos e morbidades. Estes dados foram organizados segundo o programa EXCEL. Os dados qualitativos foram coletados por meio da técnica de Grupo Focal (GF) e visavam aprofundar os dados obtidos com o inquérito. As discussões das ações de promoção da saúde no GF foram analisadas pelo método do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC). Foi possível a constatação de que o ACS investigado tinha mais habilidade com as ações de promoção da saúde que se dispunham informar a família sobre o comportamento adequado à saúde e...

Envelhecimento e qualidade de vida: significados para idosos participantes de grupos de promoção de saúde no contexto da estratégia saúde da família; Ageing and Quality of Life: Meanings for the aged participating in the Health Promotion Groups within the Family Health Strategy context.

Tahan, Jennifer
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.28%
O crescimento progressivo no número de idosos nas últimas décadas, resultado da queda das taxas de fecundidade e mortalidade e do conseqüente aumento da expectativa de vida, fez com que se desenvolvesse o interesse pelo estudo do envelhecimento. Na literatura é destacada a relevância científica e social de se investigar as condições que interferem no bem-estar na senescência e os fatores associados à qualidade de vida de idosos, a fim de criar alternativas de intervenção e propor ações e políticas na área da saúde, buscando atender às demandas da população que envelhece. Importantes avanços no campo da saúde têm sido conquistados no Brasil e a Estratégia Saúde da Família surge como meio possível no processo de reorganização da atenção básica em saúde e com grande potencial para tornar concreta a participação da comunidade e à integralidade das ações. Assim este estudo teve por objetivo analisar as percepções dos idosos em relação à sua qualidade de vida, com vistas à integralidade da assistência, após a adesão a Grupos de Promoção de Saúde em funcionamento no Centro de Saúde Escola da Vila Tibério (Ribeirão Preto-SP). A pesquisa foi feita na abordagem qualitativa e a coleta de dados realizada por meio de entrevista semi-estruturada e da observação participante no período de 22 de julho de 2008 a 04 de dezembro de 2008 em três grupos. A análise foi feita através da análise de conteúdo...

Promoção da saúde: percepção dos agentes comunitários de saúde a partir da sua formação e da sua prática; Health promotion: perceptions of community health workers from their training and their practice

Silva, Marcia Mulin Firmino da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/09/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.29%
Introdução A promoção da saúde visa à melhoria da qualidade de vida, por meio de políticas públicas favoráveis ao desenvolvimento da saúde e do reforço da capacidade dos indivíduos e das comunidades. A estratégia da Saúde da Família trabalha com os referenciais da promoção da saúde e o agente comunitário de saúde é o elemento que agrega esse potencial na equipe de saúde. Objetivo Analisar a percepção dos agentes comunitários de saúde sobre a Promoção da Saúde, a partir da sua formação e da sua prática e discutir sobre as possibilidades e limitações da atuação desses trabalhadores. Metodologia Foi utilizada a pesquisa-ação, que possibilita uma estreita associação entre a investigação e a resolução de um problema coletivo. O estudo envolveu como sujeitos os agentes comunitários de saúde das Unidades Básicas de Saúde, a partir de um grupo composto por dezoito agentes comunitários de saúde, representativos das unidades envolvidas. O trabalho foi construído em conjunto com o grupo, através de: a) oficinas de reflexão, nas quatro unidades de saúde, com o conjunto dos ACS, identificando a percepção dos mesmos em relação ao conceito de promoção da saúde e em relação ao trabalho realizado nessa área; b) oficinas com o grupo de representantes dos ACS...

Inluence of health status, physical activity and fitness in autonomy of community-dwelling old adults over a five year period

Pereira, Catarina; Baptista, Fátima; Rebocho, Lurdes
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
36.37%
Introduction As long as life expectancy increases, a significant number of people are likely to live longer while subject to infirmities and disabilities, and thus loss of autonomy. Studies focusing on disability and autonomy have been mainly cross-sectional and few studies have analyzed longitudinally predictors of health and physical functioning variables. Thus, the purpose of this study was to analyze the influence of health status, physical activity and fitness on the autonomy of community-dwelling old adults over a five year period. Methods Participants were 106 community-dwelling persons aged 60 years and older at baseline (67.4±5.4 years). They were evaluated at baseline and after the 5-year follow-up period. Measures comprised autonomy/physical functioning, co-morbidities, physical activity, physical fitness including body composition, evaluated by the Composite Physical Function scale, International Physical Activity Questionnaire, Fullerton batteries and bioimpedance, respectively. Results Linear regression revealed that the main predictors of change in autonomy over a 5-year period were initial autonomy (β=0.032, R2=9.8%); health status (initial number of co-morbidities: β=-0.191, R2=6.3%; change in the number of co-morbidities: β=-0.244...

Autonomia, crianças e organização do espaço: relato de experiências de intervenção pedagógica em Creche e Jardim de Infância

Silva, Mariana Claro Amaral Da
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /07/2014 POR
Relevância na Pesquisa
36.3%
Relatório da Prática Profissional Supervisionada Mestrado em Educação Pré-Escolar; O Relatório Autonomia, Crianças e Organização do Espaço: Relato de uma experiência de intervenção pedagógica promotora da autonomia das e com as crianças em Creche e Jardim de Infância que aqui se apresenta focaliza a reflexão sobre a prática profissional supervisionada desenvolvida no ano letivo 2013/2014 em contexto de Creche e Jardim de Infância. A prática desenvolvida no âmbito do Mestrado em Educação Pré-Escolar teve início no contexto de creche durante o período de tempo de 6 a 31 de janeiro com um grupo de 10 crianças e término no contexto de jardim de infância integrado numa escola TEIP, de 10 de fevereiro a 23 de maio de 2014, com um grupo de 20 crianças. Para além da reflexão sobre a prática, o Relatório tem também como objetivo caracterizar a promoção da autonomia das crianças nos dois centros de educação de infância onde desenvolvi a minha intervenção. A partir do trabalho desenvolvido pelas educadoras de infância, pretendese refletir sobre os processos, dinâmicas e atividades que promovem a autonomia do grupo de crianças, com especial enfoque na influência da organização do espaço. Metodologicamente este trabalho assume uma abordagem qualitativa...

Desenvolvimento da autonomia sustentada de jovens provenientes de acolhimento institucional: projecto para o desenvolvimento de competências emocionais e operacionais para a independência

Vicente, Bruno
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
36.43%
Mestrado em Psicologia em Intervenção Comunitária e Protecção de Menores / PsycINFO Clasification Categories and Codes da Associação Americana de Psicologia: 3373 Community & Social Services 2840 Psychosocial & Personality Development; Este trabalho assume-se como uma proposta de projecto de intervenção comunitária para a promoção da autonomia de jovens em processo de desinstitucionalização. Procura dar resposta a um problema com que as instituições de acolhimento se deparam neste momento uma vez que, com a Lei de Promoção e Protecção 147/99, o limite de intervenção institucional cessa aos 21 anos de idade. Na maioria dos casos, os jovens desta idade não apresentam um conjunto de competências necessárias para um bom prognóstico no processo de integração social, sendo comum integrarem projectos de autonomia para os quais não estão estruturalmente preparados. Assim, foi efectuada uma avaliação das necessidades junto dos actores sociais de duas entidades ligadas ao acolhimento de jovens. Essa avaliação incluiu técnicos especialistas em programas de autonomia das duas instituições, bem como jovens que se encontravam em situação de autonomia ou eram candidatos a iniciar este processo. No contexto desta avaliação...

Contextual supports for autonomy and the development of high-quality relationships following mutual self-disclosure

Niemiec, Christopher P. (1981 - ); Deci, Edward L.
Fonte: University of Rochester. Publicador: University of Rochester.
Tipo: Tese de Doutorado Formato: Number of Pages:xix, 142 leaves
ENG
Relevância na Pesquisa
36.33%
Thesis (Ph. D.)--University of Rochester. Dept. of Clinical and Social Sciences in Psychology, 2010.; The importance of close, caring, and mutually supportive relationships for the promotion of personal wellness and healthy social functioning is generally accepted within psychology (Baumeister & Leary, 1995). An integral process in the development of high-quality relationships is self-disclosure (Collins & Miller, 1994), which refers to revealing information about oneself to another in a sustained, escalating, and mutual way that gradually increases in depth and breadth (Altman & Taylor, 1973). Of interest is whether the motivational climate in which mutual self-disclosure occurs would affect the development of relationship closeness between strangers. Guided by self-determination theory (SDT; Deci & Ryan, 1985, 2000; Niemiec, Ryan, & Deci, 2010; Ryan & Deci, 2000; Vansteenkiste, Niemiec, & Soenens, in press), the present research addressed this issue by examining whether contextual supports for autonomy (relative to controlling contexts) promote relationship quality following mutual self-disclosure. Autonomy, which literally means self-governance, refers to the experience that behavior is enacted with a sense of ownership, volition...

Why Have Trade Promotion Organizations Failed, and How Can They Be Revitalized?

De Wulf, Luc
Fonte: World Bank, Washington, DC Publicador: World Bank, Washington, DC
Relevância na Pesquisa
36.28%
The proclaimed priority of exports contained in many development plans, Poverty Reduction Strategy Papers, and similar documents will remain hollow if it is not supported by forceful reforms that counter biases against exports. Once such reforms are implemented, much can be gained from reforming trade promotion organizations along the lines of the above recommendations -or from simply eliminating organizations that cannot be reformed.

Promotion with and without Learning : Effects on Student Enrollment and Dropout Behavior

King, Elizabeth M.; Orazem, Peter F.; Paterno, Elizabeth M.
Fonte: World Bank, Washington, DC Publicador: World Bank, Washington, DC
Tipo: Publications & Research :: Policy Research Working Paper; Publications & Research
ENGLISH
Relevância na Pesquisa
36.28%
Many educators and policymakers have argued for lenient grade promotion policy - even automatic promotion - in developing country settings where grade retention rates are high. The argument assumes that grade retention discourages persistence or continuation in school and that the promotion of children with lower achievement does not hamper their ability or their peers' ability to perform at the next level. Alternatively, promoting students into grades for which they are not prepared may lead to early dropout behavior. This study shows that in a sample of schools from the Northwest Frontier Province of Pakistan, students are promoted primarily on the basis of merit. An econometric decomposition of promotion decisions into a component that is based on merit indicators (attendance and achievement in mathematics and language) and another that is uncorrelated with those indicators allows a test of whether parental decisions to keep their child in school is influenced by merit-based or non-merit-based promotions. Results suggest that the enrollment decision is significantly influenced by whether learning has taken place...

Autonomy requirements engineering: a case study on the Bepicolombo mission

Vassev, Emil; Hinchey, Mike
Fonte: Association for Computing Machinery Publicador: Association for Computing Machinery
Tipo: info:eu-repo/semantics/conferenceObject; all_ul_research; ul_published_reviewed
ENG
Relevância na Pesquisa
36.33%
peer-reviewed; The development of unmanned space exploration missions is closely related to integration and promotion of autonomy in robotic spacecraft. Elicitation and expression of autonomy requirements is one of the most significant challenges the autonomous spacecraft engineers need to overcome. Nowadays, requirements engineering for autonomous systems appears to be a wide open research area with no definitive solution yet. This paper presents an approach to Autonomy Requirements Engineering where Goal-Oriented Requirements Engineering is merged with special Generic Autonomy Requirements. To provide a solution to the domain of space missions, the Generic Autonomy Requirements are put in the context of space missions. Further, the approach is applied to a case study based on the ESA’s BepiColombo Mission where mission’s autonomy requirements are elicited.

Autonomy Promotion In A Multiethnic Context : Reflections On Some Normative Issues

Désy, Michel
Fonte: Centre de recherche en éthique de l'UdeM (CRÉUM) Publicador: Centre de recherche en éthique de l'UdeM (CRÉUM)
Tipo: Artigo de Revista Científica
EN
Relevância na Pesquisa
36.69%
La conception de la promotion de la santé consacrée dans la Charte d'Ottawa accorde à l'autonomie une place centrale. Or, il n'est pas clair que la santé définie au sens large et l'autonomie soient liées au sens où semblent l'entendre les auteurs de la Charte. De plus, la promotion de l'autonomie auprès de groupes qui ne la considèrent pas comme une valeur centrale reste à justifier. Le présent texte présente une conception de l'autonomie et de sa promotion qui permet de répondre à ce dernier problème. Des exemples de politiques publiques en contexte pluriethnique sont donnés afin d'illustrer comment la conception de la promotion de l'autonomie proposée se démarque de politiques plus coercitives.; The concept of health promotion enshrined in the Ottawa Charter grants an important place to autonomy. However, it is not clear that health broadly defined and autonomy are related in the sense intended by the authors of the Charter. Moreover, promotion of autonomy towards groups who do not consider it as a core value remains a problem. This paper presents a concept of autonomy and promotion that provide a partial answer to this problem. Examples of public policy in a multiethnic context are given to illustrate how the proposed conception of autonomy prom tion differs from more coercive policies.

The revised formal social support for autonomy and dependence in pain inventory (FSSADI_PAIN): confirmatory factor analysis and validity

Matos, M.; Bernardes, S. F.; Goubert, L.; Carvalho, H.
Fonte: Churchill Livingstone Inc. Publicador: Churchill Livingstone Inc.
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2015 ENG
Relevância na Pesquisa
36.65%
WOS:000355787100002 (Nº de Acesso Web of Science); Pain among older adults is common and generally associated with high levels of functional disability. Despite its important role in elders' pain experiences, perceived (formal) social support (PSS) has shown inconsistent effects on their functional autonomy. This suggests a moderator role of 2 recently conceptualized functions of PSS: perceived promotion of dependence versus autonomy. The present study aimed at revising and further validating the Formal Social Support for Autonomy and Dependence in Pain Inventory (FSSADI_PAIN), which measures these 2 PSS functions among institutionalized elders in pain. Two hundred fifty older adults (mean age = 81.36 years, 75.2% women) completed the revised FSSADI_PAIN along with measures of physical functioning (ie, Medical Outcome Study Short Form-36) and informal PSS (ie, Social Support Scale of Medical Outcomes Study). Confirmatory factor analyses showed a good fit for a 2-factor structure: 1) perceived promotion of autonomy (n = 4 items; alpha = .89), and 2) perceived promotion of dependence (n = 4 items; alpha = .85). The revised FSSADI_PAIN showed good content, discriminant, and criterion-related validity; it discriminated the PSS of male and female older adults and also of elders with different levels of physical functioning. In conclusion...

Promoción de la autonomía de la mujer en la consulta de enfermería en salud de la família; Promoção da autonomia da mulher na consulta de enfermagem em saúde da família; The promotion of women's autonomy during family health nursing consultations

Durand, Michelle Kuntz; Heidemann, Ivonete Teresinha Schülter Buss
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/04/2013 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
36.42%
We adopted a qualitative approach combined with the methodological framework of Paulo Freire, consisting of thematic investigation, coding and decoding, and critical unveiling, to understand whether nursing consultation promotes women's autonomy in a health center. Six Culture Circles that were each two hours long were conducted, with an average of nine participants each, between May and July 2011. The investigation revealed eight topics of importance, although two were particularly important: the need for dialogue on domestic violence and the relationship between nurses and participants during consultations. The results indicate that consultations may present a space for women to take actions that they may otherwise be fearful to take. Our results highlight the need for multidisciplinary training of nurses with regard to strategies for promotion and intensification of their practices in the Unified Health System.; Investigación cualitativa articulada con referencial metodológico de Paulo Freire, consistente en tres momentos: investigación temática, codificación y decodificación, y revelación crítica. Se objetivó comprender si la consulta de enfermería promueve la autonomía de las mujeres en un centro de salud. Se constituyeron seis círculos de cultura...

Grupos de promoção à saúde no desenvolvimento da autonomia, condições de vida e saúde; Health promotion groups for improving autonomy, living conditions and health

Santos, Luciane de Medeiros dos; Da Ros, Marco Aurélio; Crepaldi, Maria Aparecida; Ramos, Luiz Roberto
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/04/2006 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
36.47%
O artigo apresenta a metodologia dos Grupos de Promoção à Saúde, concebida como um instrumento capaz de contribuir com o desenvolvimento da autonomia e condições de vida e saúde. O método é identificado como uma intervenção coletiva e interdisciplinar de saúde, constituída por um processo grupal e orienta para o desenvolvimento de atitudes e comportamentos direcionados à transformação contínua do nível de saúde e condições de vida dos seus participantes. Os Grupos são identificados no contexto do Sistema Único de Saúde como uma prática que contribui com a superação do modelo biomédico. Desenvolvem ações em que a saúde é tomada em sua positividade, ao mesmo tempo em que podem servir ao atendimento da demanda de assistência a idosos nos sistemas de saúde.; This article presents the methodology of Health Promotion Groups, which were conceived as a means of contributing towards developing autonomy, improving living conditions and promoting health. The method is identified as a collective and interdisciplinary health intervention, consisting of a group process. It guides the development of attitudes and behavioral patterns towards continually transforming participants' health levels and living conditions. The Health Promotion Groups are identified within the context of the National Health System (Sistema Único de Saúde) as a means of surpassing the biomedical model. It stimulates the development of actions in which the positive aspects of health are emphasized...

Recursos tecnológicos: estratégia de promoção do autocuidado, atividades e participação para pessoas com doença de Parkinson; Technological resources: strategies of promotion of self-care, activities and the participation of people with Parkinson's disease

Almeida, M. H. M.; Castiglioni, M. C.
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2007 POR
Relevância na Pesquisa
36.33%
O envelhecimento populacional é considerado um fenômeno mundial, e a suscetibilidade para enfermidades crônicas e incapacidades decorre em grande parte do envelhecimento. Dentre os males crônicos potencialmente incapacitantes, está a doença de Parkinson (DP), que compromete progressivamente os movimentos, além de poder provocar manifestações não motoras como distúrbios de memória e depressão. Entre as medidas para a prevenção de enfermidades da idade avançada e a promoção da saúde, destaca-se o desenvolvimento de práticas de autocuidado. A adoção de recursos tecnológicos (RT) se inclui nessas práticas e inscreve-se como possível estratégia a ser empregada pelo terapeuta ocupacional para a melhora da funcionalidade. Nesse contexto, sua utilização está relacionada ao exercício de funções específicas e à prática de atividades contextualizadas. A relação entre usuário e RT tem sido comumente analisada com base nas dificuldades funcionais e na identificação de dispositivos potencialmente adequados para seu enfrentamento. No entanto, há outros referenciais a contemplar como o sentido que o usuário atribui ao dispositivo, o acesso a ele e sua permanência na vida cotidiana. O terapeuta ocupacional analisa a complexa relação entre usuário " inserido num contexto físico e social "...

The right to respect for autonomy: Part 1 - What is autonomy all about?

van der Reyden,Dain
Fonte: South African Journal of Occupational Therapy Publicador: South African Journal of Occupational Therapy
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 EN
Relevância na Pesquisa
36.32%
This paper seeks to clarify the nature, extent and significance of a patient's right to respect for autonomy from the practitioner. It is one of two articles and attempts to contextualise patient autonomy within a legal, bioethical and professional perspective. The Bill of Rights contained in the Constitution of the Republic of South Africa (108 of 1996), the Mental Health Care Act (17 of 2002), the National Health Act (61 of 2003) the Promotion of Access to Information Act (2 of 2000) as well as the rules of Professional Conduct as stipulated in the Health Professions Act (56 of 1974) are discussed as relevant to patient/client's right to respect for autonomy and inherent within that right, the right to informed consent, confidentiality, refusal of treatment, a second opinion, access to personal information and to be treated with respect and dignity. Common and case law are addressed briefly together with the bioethical principle of 'respect for autonomy.' Commentary is given on each of the Acts with a view to professional practice implications.