Página 1 dos resultados de 450 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Os efeitos da gestão escolar com autonomia financeira

Takeuti, Carina
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.45%
Para uma sociedade empenhada em ser mais eficiente, entender os mecanismos pelos quais uma gestão escolar com autonomia financeira pode trazer ganhos educacionais deveria ser uma de suas prioridades, uma vez que o capital humano é essencial no desenvolvimento econômico e social. O Projeto Jovem de Futuro do Instituto Unibanco foi um caso de sucesso brasileiro e nosso estudo tenta auxiliar no entendimento das causas do mesmo. O uso de computadores em salas de aula, a redução do absenteísmo docente e a elevação da participação discente mostraram ser possíveis canais. Além disso, em escolas onde já existia grande presença docente, tal efeito mostrou-se ainda maior. Também examinamos indicadores de violência (que foram reduzidos pelo projeto) e a análise do efeito heterogêneo mostra que o impacto é maior quando já existia elevada presença de brigas e bebidas no ambiente escolar.

Implementação da política da autonomia financeira em duas escolas públicas estaduais do Rio Grande do Sul : um estudo de caso

Schuch, Cleusa Conceição Terres
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.71%
O estudo enfoca o financiamento da educação pública brasileira, especificamente a implantação da política de descentralização/desconcentração de recursos às escolas estaduais do Rio Grande do Sul (RS). O tema da descentralização/desconcentração de atribuições dentro do processo de reformas vivido pela área da educação nos últimos anos, especificamente no estado do RS, somado às questões da autonomia financeira da escola, suscitou a realização do presente trabalho. A questão central de pesquisa diz respeito às possibilidades e limites da política de autonomia financeira das escolas públicas estaduais para o avanço da gestão democrática na educação pública do RS. A pesquisa abrange a análise da implementação dessa política em duas escolas públicas estaduais, localizadas no município de Guaíba (RS), no período de 1995 a 2005. Foram estudadas as fontes de recursos com as quais as escolas contam para sua manutenção, a captação de verbas na própria escola e junto à comunidade, a gestão desses recursos e suas implicações no cotidiano escolar.O método escolhido para orientar a pesquisa foi o estudo de caso, que propiciou a investigação de uma política pública educacional dentro de seu contexto...

A plenitude da autonomia financeira e o ciclo orçamentário das universidades públicas do estado do Paraná

Pires, José Santo Dal Bem
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xviii, 231 f.| tabs., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
56.79%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.; Este trabalho constitui uma reflexão acerca de um conjunto de questões fundamentais relacionadas à autonomia financeira e ao ciclo orçamentário das universidades públicas do Estado do Paraná, em especial da Universidade Estadual de Maringá. Tem como objetivo contribuir para o pleno exercício da autonomia financeira das universidades públicas paranaenses, propondo premissas básicas para o aperfeiçoamento do ciclo orçamentário dessas instituições. Para tanto, preocupou-se em: (a) analisar o ciclo orçamentário vigente nas universidades públicas do Estado do Paraná, descrevendo suas atividades, modos operativos e informativos, como instrumento de gestão universitária; (b) sugerir premissas básicas para melhoria do ciclo orçamentário que contribuam para que as universidades públicas exerçam a autonomia financeira na sua plenitude; (c) evidenciar a percepção dos professores e dirigentes sobre a questão da autonomia financeira e orçamentária, em especial, a da UEM; (d) identificar os fatores dificultadores e facilitadores para implantação do pleno exercício da autonomia financeira e orçamentária na UEM. A pesquisa caracteriza-se como estudo exploratório-descritivo e classifica-se como estudo de caso. Seus resultados revelam que a autonomia financeira cada vez mais está se tornando um elemento imprescindível para o futuro das universidades públicas paranaenses...

Autonomia financeira em estabelecimentos públicos e privados de saúde no Brasil

Santos, Maria Angelica Borges dos; Madeira, Fátima Carvalho; Passos, Sonia Regina Lambert; Bakr, Felipe; Oliveira, Klívia Brayner de; Andreazzi, Marco Antonio Ratzsch de
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.63%
Autonomia financeira é um diferencial positivo na gestão pública, sendo referida na Pesquisa de Assistência Médico-Sanitária (2009) por 3,9% dos 52.055 estabelecimentos públicos de saúde. Foi mais frequente em estabelecimentos públicos com internação (17,8% do total), da administração estadual (26,3%) e da Região Sul (6,6%) e, em geral, era parcial (apenas para algumas áreas, como despesas emergenciais, material de consumo e permanentes, serviços de terceiros e pessoal). Quanto à natureza jurídica, 83,7% dos 2.011 estabelecimentos públicos que referiram alguma autonomia são da administração direta. A atribuição de autonomia financeira a estabelecimentos públicos de saúde parece ser definição política local, que não se prende necessariamente a mudanças de natureza jurídica. Ainda assim, confirmou-se um espectro crescente de maior autonomia segundo natureza jurídica, em que estabelecimentos da administração direta da saúde são os menos autônomos e as sociedades empresariais as mais autônomas; 85,8% dos 45.394 estabelecimentos privados tinham alguma autonomia financeira.

Informação financeira no mercado de capitais : reavaliação de activos

Marques, Maria Alexandra Fernandes Pereira
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.36%
Em contexto de incerteza nos mercados de capitais, as demonstrações financeiras, contendo dados relativos à estrutura de capitais da empresa e ao seu desempenho, são uma fonte relevante de informação para a tomada de decisão. Numa óptica de avaliação patrimonial das empresas, estudos anteriores relacionam variáveis da informação financeira com a capacidade de financiamento, o valor da empresa e a sua performance futura, entre outros. Devido à especial importância quando inserida no contexto da estrutura de capitais, destacamos a procura dos motivos e consequências das variações do capital próprio das empresas e, entre estas, as decorrentes da reavaliação dos activos imobilizados. Tendo em consideração as finalidades e regras da informação financeira, estudos anteriores sugerem que o gestor usa discricionariamente as reservas de reavaliação para fornecer sinais ao mercado de capitais e assim influenciar as condições de financiamento e a cotação das acções. A presente dissertação pretende identificar as motivações do gestor ao realizar reavaliações do activo imobilizado. Tendo por base o modelo de Barlev et al. (2007), aplicado à informação financeira divulgada pelas empresas cotadas no mercado bolsista português (Euronext Lisboa)...

An analysis of financial autonomy in Macedonian higher education; Uma análise da autonomia financeira do ensino superior na Macedónia

Petkovska, Slavica
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
ENG
Relevância na Pesquisa
56.78%
O tema da autonomia financeira das instituições de ensino superior não está extensivamente estudado. Dada a relevância crescente da dotar as instituições de um maior grau de autonomia financeira, este estudo argumenta de que o tema merece uma atenção especial e necessita de ser analisado em maior detalhe, de modo a clarificar este conceito e os seus “ingredientes essenciais”. Além deste objectivo teórico, esta tese procurou estudar o tema empiricamente ao investigar sobre o presente nível de autonomia financeira dos sitema de ensino superior da Macedónia, através da discussão e análise das suas principais dimensões. Estas foram mais profundamente exploradas de dois modos: a partir da perspectiva da autonomia financeira formal, que se refere à autonomia das instituições concedida pela lei, e a partir da perspectiva da autonomia operacional, que se refere à capacidade das instituições de usar a autonomia formal concedida na prática. Além da análise exploratória do estado actual da situação do sistema de ensino superior da Macedónia, este estudo visou considerar em relação às mudanças que estas dimensões revelaram nas duas últmias décadas. Finalmente, os resultados da pesquisa foram inseridos num contexto europeu mais abrangente...

Autonomia na gestão das escolas técnico-profissionais em Moçambique : um estudo de caso

Nhantumbo, Quitéria Leitão
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.51%
A educação em Moçambique está a atravessar um período muito complexo, devido às transformações que vem sofrendo nos últimos anos. Essas transformações surgem com a necessidade de o país procurar afirmar-se diante da corrida da globalização, pela pressão dos organismos internacionais, pela pressão da sociedade e dos seus intervenientes. Estas mudanças têm também um grande impacto na administração e gestão das organizações escolares. O presente trabalho propõe-se estudar, por um lado, o grau de autonomia (financeira, administrativa, pedagógica e cultural) concedida por decreto às escolas técnico-profissionais de nível médio em Moçambique. Por outro lado, pretende-se analisar qual o grau de autonomia exercida por parte dos atores educativos locais, nomeadamente o diretor de escola, os professores e os representantes do sector produtivo e dos alunos. Em termos de metodologia a pesquisa foi baseada num estudo de caso de uma escola técnico-profissional, com uma abordagem mista, ainda que predominantemente qualitativa. Como técnicas de recolha de informação, utilizou-se o inquérito por questionário aos professores da escola, entrevistas aos principais atores educativos e ainda a análise documental. Como principais resultados do estudo...

Análise Financeira da RHmais

Silva, Soraia
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 28/01/2014 POR
Relevância na Pesquisa
46.37%
O presente relatório descreve as atividades realizadas no período de estágio curricular, no âmbito do Mestrado de Gestão Financeira no Instituto Superior de Gestão. Este estágio teve a duração de 120 horas e foi realizado na área financeira da empresa RHmais, uma empresa portuguesa especializada na Organização e Gestão de Recursos Humanos. O relatório presente destina-se não só a descrever as atividades desenvolvidas durante o estágio mas também a fazer uma ligação com a matéria abordada durante a licenciatura e o mestrado. Durante o período de estágio foquei-me em realizar a análise financeira da RHmais, calculando indicadores de estrutura, equilíbrio, rendibilidade, funcionamento e risco. Estes indicadores permitiram-me analisar a evolução da empresa nos últimos 4 anos. Este trabalho está assim dividido em 3 capítulos: o primeiro onde é realizada uma breve apresentação e análise da empresa em causa, o segundo onde é feita uma contextualização teórica da análise financeira e por último, a análise económica e financeira da RHmais. Para a concretização desta análise recorri a documentos financeiros disponibilizados pela empresa, como o balanço e a demonstração de resultados. Estes documentos contabilísticos permitiram-me analisar indicadores como a autonomia financeira...

Análise financeira: o caso da OPTICENTRO

Olival, Celine Rodrigues
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
56.55%
Este trabalho tem por objectivo atender o requisito da Universidade da Beira Interior, para obtenção do mestrado em Economia Financeira. Neste foi realizado um estudo sobre a Opticentro, uma óptica localizada em Alcobaça, cujo estudo visa analisar a situação financeira da empresa e propor melhorias na sua gestão financeira. Com este propósito, serão analisados índices económico-financeiros com base nos Balanços e Demonstrações de Resultados cedidos pela empresa Opticentro. Primeiramente, será feira uma revisão na literatura, na qual serão relembrados temas como a importância da análise financeira, a metodologia dos rácios, rácios de liquidez, de rendibilidade, autonomia financeira, solvabilidade, debit-to-equity e capacidade de endividamento. Posteriormente, os dados serão analisados, com base na revisão da literatura e será feita a análise financeira da empresa, com o intuito de surgir possíveis mudanças com o objectivo de maximizar a situação financeira da mesma. No que respeita aos resultados encontrados, verificamos que apesar das vendas da empresa em estudo, no período em análise, terem diminuído, consegue fazer face aos seus compromissos nas datas de vencimento e que, apesar de mostrar solidez...

Autonomia financeira em estabelecimentos públicos e privados de saúde no Brasil

Santos,Maria Angelica Borges dos; Madeira,Fátima Carvalho; Passos,Sonia Regina Lambert; Bakr,Felipe; Oliveira,Klívia Brayner de; Andreazzi,Marco Antonio Ratzsch de
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2014 PT
Relevância na Pesquisa
56.66%
Autonomia financeira é um diferencial positivo na gestão pública, sendo referida na Pesquisa de Assistência Médico-Sanitária (2009) por 3,9% dos 52.055 estabelecimentos públicos de saúde. Foi mais frequente em estabelecimentos públicos com internação (17,8% do total), da administração estadual (26,3%) e da Região Sul (6,6%) e, em geral, era parcial (apenas para algumas áreas, como despesas emergenciais, material de consumo e permanentes, serviços de terceiros e pessoal). Quanto à natureza jurídica, 83,7% dos 2.011 estabelecimentos públicos que referiram alguma autonomia são da administração direta. A atribuição de autonomia financeira a estabelecimentos públicos de saúde parece ser definição política local, que não se prende necessariamente a mudanças de natureza jurídica. Ainda assim, confirmou-se um espectro crescente de maior autonomia segundo natureza jurídica, em que estabelecimentos da administração direta da saúde são os menos autônomos e as sociedades empresariais as mais autônomas; 85,8% dos 45.394 estabelecimentos privados tinham alguma autonomia financeira.

A autonomia administrativa e financeira do Poder judiciário

Ribeiro, Antônio de Pádua
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 110825 bytes; application/pdf
PT_BR
Relevância na Pesquisa
56.6%
Palestra proferida em 2/10/1991, na VII Conferência dos Advogados do Estado do Rio de Janeiro "Congresso Sobral Pinto" - Salão Nobre do Hotel Glória.; Discorre sobre a importante conquista da autonomia administrativa e financeira do Poder Judiciário decorrentes das inovações expressas na Constituição de 1988. Menciona os embaraços criados pelo Poder Executivo quanto à autonomia financeira e enumera os resultados salutares advindos da ampliação da atividade administrativa do Judiciário. Em contrapartida, alerta para a necessidade de estimular a criação de órgãos permanentes de planejamento e de assumir o dever de transparência no exercício da atividade judiciária.

A autonomia financeira e administrativa do poder judiciário : mito e realidade

Direito, Carlos Alberto Menezes
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 47031 bytes; application/pdf
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.54%
Aborda a autonomia financeira e administrativa do poder judiciário. Tece reflexão sobre mudanças da sociedade, esclarecendo que será possível se uma ação vigorosa, para a reconstrução da sociedade brasileira, for feita com os olhos postos na realização da justiça sob o primado da lei. Apresenta o cenário nacional revelando dados indicadores sociais sobre a renda per capita. Estima que para que a autonomia do Poder Judiciário passe do discurso à realidade o único caminho possível é a reserva constitucional de um percentual mínimo da receita. Encerra advertindo que o Judiciário não será melhor se não for melhor a organização nacional como um todo.

Princípio da autonomia administrativa e financeira do judiciário e a lei de responsabilidade fiscal

Salomão, Luis Felipe
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.5%
Palavras proferidas no XVIII Congresso Brasileiro de Magistrados; Destaca os aspectos político e técnico do princípio da autonomia administrativa e financeira do Judiciário e a Lei de Responsabilidade Fiscal. Aborda a atuação da magistratura e sua contribuição para identificar os pontos onde haja possibilidade de melhorar a sua atividade fim. Discorre sobre a participação ordenada, transparente e qualificada de magistrados na elaboração da proposta orçamentária.; ACESSO RESTRITO: em respeito à Lei de Direitos Autorais, trata-se de documento de uso interno do STJ.

Autonomia das defensorias públicas : limites decorrentes da Constituição Federal

Alves, José Wanderley Bezerra
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.47%
Aborda adaptações na organização institucional das defensorias públicas nos estados ensejadas pela Emenda Constitucional nº 45, de 8 de dezembro de 2004, que trata da Reforma do Poder Judiciário, os limites da autonomia dada às defensorias públicas estaduais discorrendo sobre as autonomias financeira, funcional, administrativa, bem como sobre a introdução de normas exógenas e a iniciativa do processo legislativo.

A autonomia financeira do Ministério Público

Garcia, Emerson
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.45%
Versa sobre o alicerce normativo do Ministério Público, tratando também da sua posição no cenário jurídico brasileiro e da projeção de sua autonomia financeira na elaboração e execução da lei orçamentária, além de abordar a relação desta com a Lei de responsabilidade fiscal.

Independência e autonomia financeira do Poder judiciário na Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 : definição e importância para a harmonia constitucional

Schuch, Luiz Felipe Siegert
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Parte de Livro
PT_BR
Relevância na Pesquisa
56.36%
ACESSO RESTRITO: Em respeito à Lei de Direitos Autorais, trata-se de documento de uso interno do STJ.; Trata da independência financeira do Poder judiciário de acordo com a Constituição brasileira de 1988, que adota o princípio da tripartição dos Poderes, atribuindo a cada um deles a garantia de independência.

Análise financeira: o caso da OPTICENTRO

Olival, Celine Rodrigues
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
56.55%
Este trabalho tem por objectivo atender o requisito da Universidade da Beira Interior, para obtenção do mestrado em Economia Financeira. Neste foi realizado um estudo sobre a Opticentro, uma óptica localizada em Alcobaça, cujo estudo visa analisar a situação financeira da empresa e propor melhorias na sua gestão financeira. Com este propósito, serão analisados índices económico-financeiros com base nos Balanços e Demonstrações de Resultados cedidos pela empresa Opticentro. Primeiramente, será feira uma revisão na literatura, na qual serão relembrados temas como a importância da análise financeira, a metodologia dos rácios, rácios de liquidez, de rendibilidade, autonomia financeira, solvabilidade, debit-to-equity e capacidade de endividamento. Posteriormente, os dados serão analisados, com base na revisão da literatura e será feita a análise financeira da empresa, com o intuito de surgir possíveis mudanças com o objectivo de maximizar a situação financeira da mesma. No que respeita aos resultados encontrados, verificamos que apesar das vendas da empresa em estudo, no período em análise, terem diminuído, consegue fazer face aos seus compromissos nas datas de vencimento e que, apesar de mostrar solidez...

Local budgetary autonomy and democracy; Autonomia financeira local e democracia

Assoni Filho, Sérgio
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Direito Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Direito
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2008 POR
Relevância na Pesquisa
66.51%
This article brings reflections about the importance of tax decentralization in the enforcement of democratic government form, in particular, highlighting the potential of popular participation in the rationalization of tax management in local area. The author critically analyses the Brazilian Tax Federalism, by the suggestion of legal changes to promote definitively the tax autonomy of subnational entities.; Este artigo contém reflexões sobre a importância da descentralização fiscal na implementação da forma democrática de Governo, em particular, ressaltando o potencial da participação popular na racionalização da gestão financeira estatal realizada no âmbito local. Para tanto, o autor analisa criticamente o federalismo fiscal brasileiro, sugerindo mudanças em nossa ordem jurídica capazes de promover, de fato, a autonomia financeira dos entes subnacionais.

Justificativa e proposta de indicador de sustentabilidade financeira; Justificative and proposal of indicator of financial sustainability

Fernandes, Miriane de Almeida; FACCAMP- Instituto Campo Limpo Paulista; Meireles, Manuel; FACCAMP- Insttituto Campo Limpo Paulista
Fonte: UFSC Publicador: UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 07/08/2013 POR
Relevância na Pesquisa
46.46%
http://dx.doi.org/10.5007/2175-8069.2013v10n20p75 Este trabalho propõe um modelo de indicador de sustentabilidade financeira, isto é, um indicador capaz de medir a capacidade de uma entidade econômica de autoprover recursos financeiros para enfrentar contratempos decorrentes da sua exploração econômica, que se articula sobre a autonomia financeira, o equilíbrio do crescimento e o nível de negócio. O trabalho é uma nova proposta no campo da análise das demonstrações financeiras. A adequabilidade do indicador foi testada com uma amostra de 41 empresas contabilmente estruturadas da região do município de Campinas (SP). Os testes mostraram diferenças significativas no que concerne à autonomia financeira.; This study proposes an indicator model of financial sustainability, that is, an indicator which is capable to measure the capacity of an economic entity to auto provide financial resources. This is so in order to face current setbacks of its economic exploration that is articulated on the financial autonomy, on the balance of the growth and on the business level. The present study is a new proposal in the field of Financial Demonstrations analysis. The suitability of the indicator was tested with a sample of 41 accountant-structured companies in Campinas city area (in the state of São Paulo-SP). The tests showed significant differences in relation to their financial autonomy.

Autonomia financeira em estabelecimentos publicos e privados de saude no Brasil

Santos,Maria Angelica Borges dos; Madeira,Fatima Carvalho; Passos,Sonia Regina Lambert; Bakr,Felipe; Oliveira,Klivia Brayner de; Andreazzi,Marco Antonio Ratzsch de
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2014 PT
Relevância na Pesquisa
56.66%
Autonomia financeira é um diferencial positivo na gestão pública, sendo referida na Pesquisa de Assistência Médico-Sanitária (2009) por 3,9% dos 52.055 estabelecimentos públicos de saúde. Foi mais frequente em estabelecimentos públicos com internação (17,8% do total), da administração estadual (26,3%) e da Região Sul (6,6%) e, em geral, era parcial (apenas para algumas áreas, como despesas emergenciais, material de consumo e permanentes, serviços de terceiros e pessoal). Quanto à natureza jurídica, 83,7% dos 2.011 estabelecimentos públicos que referiram alguma autonomia são da administração direta. A atribuição de autonomia financeira a estabelecimentos públicos de saúde parece ser definição política local, que não se prende necessariamente a mudanças de natureza jurídica. Ainda assim, confirmou-se um espectro crescente de maior autonomia segundo natureza jurídica, em que estabelecimentos da administração direta da saúde são os menos autônomos e as sociedades empresariais as mais autônomas; 85,8% dos 45.394 estabelecimentos privados tinham alguma autonomia financeira.