Página 1 dos resultados de 1361 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

A autonomia das escolas básicas do 1º ciclo com pré-escolar da Região Autónoma da Madeira: da teoria à prática

Quintaneiro, Ana Sofia Franco Pinto
Fonte: Universidade da Madeira Publicador: Universidade da Madeira
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 08/05/2013 POR
Relevância na Pesquisa
46.57%
No Portugal hodierno, quando se fala em educação a autonomia das escolas assume um papel relevante para todos os intervenientes nos contextos educativos e nas políticas educativas. Na actual legislação que implementou a autonomia escolar, o termo autonomia aparece associado a toda a orgânica administrativa e pedagógica das escolas e à relação Município/Escola, onde se destaca o alargamento das competências dos municípios no âmbito da educação e ainda a reestruturação do sistema de ensino. Abordar esta temática e todos os seus meandros, bem como a sua interferência na vivência das escolas são os objectivos centrais deste estudo. Deste modo, tentámos apurar como interagem os Directores das Escolas Básicas do 1º Ciclo com Pré-Escolar pois, saber o que pensam, de que forma actuam, que parcerias criam, que apoios estabelecem, são algumas questões cruciais para entender a força desta autonomia e saber de que forma ela é entendida e praticada por todos quantos actuam neste grande palco que é o ensino em Portugal, e mais especificamente na Região Autónoma da Madeira (RAM). Situado na área da Administração Educacional, este estudo utiliza como suporte teórico dominante as diferentes perspectivas de autores reconhecidos pelas suas abordagens sobre a temática da autonomia. O contexto empírico de estudo centrou-se em todas as Escolas Básicas do 1º Ciclo com Pré-Escolar do ensino público da RAM. Do ponto de vista metodológico...

Das normas regimentais básicas ao regimento: uma investigação sobre a autonomia escolar

Delgado Neto, Júlio
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 155 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
56.51%
Pós-graduação em Educação - IBRC; Esta pesquisa investiga o processo de elaboração do Regimento Escolar em Escolas Estaduais da Diretoria de Ensino de Bauru-SP, partindo do contexto da política educacional do fim da década de 1980 e início da década de 1990; dos princípios educacionais de autonomia e gestão democrática presentes na Constituição Federal de 1988, da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional nº 9.394/96 e do documento denominado Normas Regimentais Básicas Para as Escolas Estaduais, que serviram de referência para que cada escola elaborasse seu Regimento próprio a partir do ano de 1998. O objetivo deste trabalho consiste em identificar no Regimento de Escolas Estaduais em que medida estas superaram o que prescrevia o documento Normas Regimentais Básicas para as Escolas Estaduais, e o que os pontos analisados sugerem a respeito da autonomia escolar. Para o seu desenvolvimento utilizou-se a metodologia de investigação qualitativa, realizada por meio de dois procedimentos de coleta e análise de dados: no primeiro momento, foi feito um levantamento bibliográfico e documental, com consulta às obras e demais estudos que tratam da questão da autonomia e da autonomia escolar, bem como a legislação e demais documentações referentes ao tema. No segundo momento...

O plano de desenvolvimento da escola (PDE-Escola): instrumento de autonomia para as unidades escolares?

Schimonek, Elisangela Maria Pereira
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 278 f. : il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
56.28%
Pós-graduação em Educação - IBRC; As políticas educacionais dos anos 1990, fortemente influenciadas pelo ideário neoliberal, por prescrições de organismos internacionais como o Banco Mundial e ainda por princípios da Reforma do Estado Brasileiro, empreendidas no Governo Fernando Henrique Cardoso, foram vias de materialização de modelos e atributos gerenciais em educação. Nesse contexto, a gestão das instituições educacionais ganhou centralidade e em nome da autonomia escolar foi induzida a adotar metodologias de planejamento estratégico, objetivando a racionalização, eficiência e eficácia dos resultados educacionais. O Plano de Desenvolvimento da Escola, concebido no referido governo sob a égide do Fundo de Fortalecimento da Escola (FUNDESCOLA), oriundo de um acordo internacional entre o Banco Mundial e o Ministério da Educação e à luz desses princípios gerenciais, interferiu incisivamente na gestão das escolas públicas. Tal ferramenta gerencial de planejamento estratégico proclamou-se, enquanto um mecanismo capaz de viabilizar a organização e autonomia das unidades educacionais, a gestão democrática e a melhoria do desempenho dos alunos. No Governo Luiz Inácio Lula da Silva, essa ferramenta foi incorporada ao Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE/2007)...

Plano de Desenvolvimento da Escola (PDE-Escola): ferramenta de autonomia escolar?

Schimonek, Elisangela Maria Pereira; Muranaka, Maria Aparecida Segatto
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.49%
Resumo O presente artigo objetiva promover uma análise da implantação do PDE-Escola em duas unidades educacionais do município de Limeira-SP, que apresentaram o IDEB/2007 abaixo da média nacional e que foram direcionadas a implantar o Programa a partir de 2009. O PDE-Escola trata-se de um programa do Governo Federal que se proclama capaz de viabilizar a autonomia, a obtenção de melhores resultados educacionais e a modernização da estrutura, organização e gestão escolar a partir da adoção de modelos administrativos gerenciais. A finalidade deste estudo foi constatar se os objetivos delineados por tal Programa, no que tange à garantia da autonomia escolar, ganham concretude na prática. A metodologia utilizada nesta pesquisa qualitativa foi o estudo de casos, concretizado por meio de coleta de dados (entrevistas e questionários semiestruturados, análise documental e revisão bibliográfica). Os resultados obtidos acenaram para a imposição de uma metodologia padronizada e burocrática, pautada em mecanismos de monitoramento, cobrança e controle que dificultaram a conquista gradativa da autonomia das escolas pesquisadas. Palavras-chave: PDE-Escola. Autonomia Escolar. Gestão.

A organização do trabalho pedagógico na escola e o sistema apostilado de ensino: estudo de caso

Cain, Alessandra Aparecida
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 329 f. : il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
46.43%
Pós-graduação em Educação Escolar - FCLAR; O presente trabalho busca compreender e analisar as consequências do uso do sistema apostilado de ensino enquanto material estruturado para a organização do trabalho pedagógico na escola. O enfoque metodológico é a pesquisa qualitativa, por meio de estudo de caso em um município paulista, em duas escolas públicas municipais que atendem exclusivamente os anos iniciais do ensino fundamental. A investigação se concentrou sobre o período de 2009 a 2012, tendo em vista a vigência da parceria público-privada na adoção de sistema apostilado de ensino e de serviços de apoio técnico-pedagógico. Partimos do pressuposto que a Reforma Administrativa do Aparelho do Estado Brasileiro, em 1995, interferiu nas políticas educacionais, direcionou a incorporação de modelos gerenciais e a inserção da iniciativa privada na educação pública em nome da melhoria da qualidade da educação e da garantia da autonomia escolar. O procedimento teórico-metodológico compreendeu a análise bibliográfica referente à temática da pesquisa, coleta de dados, informações e documentos oficiais (pesquisa documental), rotinas escolares com vistas à utilização do sistema apostilado de ensino...

Um agrupamento com contrato de autonomia: opiniões dos docentes

Magalhães, Vanessa Filipa Gonçalves
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
56.49%
A presente dissertação centra-se no estudo de uma temática que tem sido fortemente discutida nas últimas décadas, não só em Portugal, como também num considerável número de outros países – a autonomia das escolas. Iniciamos o trabalho com a análise histórica e legislativa do que tem sido o desenvolvimento da autonomia das escolas no Sistema Educativo Português, desde a década de 70 até à actualidade. De seguida, centraremos a nossa atenção na contratualização da autonomia enquanto uma das mais recentes estratégias que o Ministério da Educação tem vindo a aplicar, como forma de atribuir às escolas algumas margens de autonomia. Através deste “instrumento de autonomia escolar”, o Ministério da Educação tenta dar resposta aos interesses e necessidades de cada Escola ou Agrupamento de escolas de modo a ultrapassar as dificuldades com que sempre se deparou no desenvolvimento da Autonomia Escolar, tendo em conta, designadamente a aplicação de normativos legais, comuns a todas as escolas, menosprezando as diferenças que estas possuem entre si. A vertente empírica deste estudo enquadra-se neste contexto, como uma tentativa de verificar se as margens de autonomia concedidas a uma das 22 Escolas que celebrou um Contrato de Autonomia com o Ministério da Educação (em Setembro de 2007) são já percepcionadas pelos respectivos docentes ou se o Contrato de Autonomia é apenas mais um documento formal...

Contratos de autonomia: entre a retórica e a realidade: um estudo de caso

Alferes, Eneida Maria Jorge Roldão
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.53%
Inseridos na agenda política global, os discursos sobre Educação têm privilegiado, nas últimas décadas, os conceitos de autonomia, de qualidade e de excelência, como condição para avançar reformas e legitimar mudanças nos sistemas educativos. Em Portugal, vive-se actualmente uma complexa aliança entre uma regulação burocrático-racional e centralizada das organizações escolares e uma regulação gerencialista de pendor moderno e descentralizado que configura a Nova Gestão Pública. A presente investigação perspectiva a temática da autonomia das escolas no âmbito de uma abordagem não apenas jurídico-administrativa mas também sócio-organizacional. Concentrámos o nosso olhar sobre a contratualização da autonomia, enquanto estratégia do Ministério da Educação, determinada a formalizar a política de reforço da autonomia das escolas. Nesse sentido, como questão de partida do nosso estudo, procurámos conhecer a percepção dos professores de uma escola secundária estatal e de outros actores educativos locais, relativamente à celebração do Contrato de Autonomia. O percurso heurístico que trilhámos sustentou-se num quadro conceptual de referência que cruza as Ciências da Educação – a Administração Educacional e as Políticas Educativas – com as Ciências Sociais...

A autonomia curricular no 1º CEB: a prática na organização escolar

Grangeia, Catarina Marçal
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.45%
Este trabalho apresenta uma revisão da literatura sobre a autonomia e a organização escolar, tentando desmistificar o conceito de autonomia na gestão curricular. O estudo foca a particularidade do 1º Ciclo do Ensino Básico (1ª CEB) através de um estudo de caso num agrupamento de escolas. Num primeiro momento, apresenta-se o enquadramento teórico, constituído pela abordagem dos conceitos de escola como organização, do currículo, da autonomia na escola, estabelecendo níveis de autonomia para análise. Num segundo momento, faz-se a descrição do estudo de caso, apresenta-se a análise documental dos documentos do agrupamento, assim como se exploram as entrevistas realizadas a informantes privilegiados, caracterizando o agrupamento em estudo. Na análise dos resultados, verifica-se que a autonomia ou ausência de autonomia dos docentes na gestão curricular do 1ºCEB foca várias dimensões (objetivos, planificação, conteúdos, manuais, atividades/recursos e avaliação), enquadradas perante as diretrizes do Ministério da Educação e do agrupamento de escolas. Além disso, salienta-se a responsabilidade, empenho e dedicação dos docentes na sua prática diária, visando o sucesso dos alunos.; This paper presents a revision on existing literature on autonomy and school organization...

A decisão numa escola com contrato de autonomia : questão de marketing?

Alves, Ana Paula Pinto
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.47%
Este trabalho de investigação fundamenta-se numa temática contemporânea na área da gestão e administração escolar, que tem movimentado nas últimas três décadas uma significativa efervescência teórica em termos de autogoverno da escola, o contrato de autonomia. A falência do Estado burocrático e intervencionista dá lugar a uma agenda política centrada na descentralização dos serviços da administração pública e a uma nova forma de regulação de cariz mais empresarial, o new public management. Trata-se de uma tendência reformadora que privilegia a cultura do resultado, bem como os princípios da eficiência e eficácia. Por sua vez, a escola também adere a esta lógica de mercado que vê no aluno um cliente. No campo da educação, o conceito de autonomia acarreta uma maior participação e responsabilização por parte da comunidade e pressupõe uma transferência de competências ao nível da escola, dotando-a de uma maior capacidade de decisão e organização internas para responder aos desafios que se lhe colocam. É através do mecanismo da contratualização da autonomia que a tutela vai delegar nela funções e formalizar esta aliança com compromissos de ambos os lados. Em setembro de 2007, o Ministério da Educação passa das palavras aos atos com 22 escolas...

Contratos de autonomia nas escolas públicas : um estudo de caso múltiplo em duas organizações educativas portuguesas

Cunha, António Armando da Conceição
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
46.4%
A autonomia para as escolas públicas do Ensino Básico e Secundário em Portugal, prevista desde 1989, tem sido sistematicamente adiada enquanto a retórica do discurso político a vai alimentando, sem contudo, proceder à sua implementação. Em 2007, a coberto do DL n.º 115-A/98, de 4 de maio, avançou-se para a assinatura de 22 contratos de autonomia (CA) com escolas e agrupamentos pelo que, este trabalho de investigação se propõe avaliar alguns dos efeitos e resultados desta medida de política educativa. Este estudo no âmbito do doutoramento em Didática e Formação – Ramo Avaliação, comporta uma primeira avaliação exploratória ao desenvolvimento dos 22 CA a que se segue uma avaliação ao desenvolvimento do CA numa escola secundária e num agrupamento de escolas, numa abordagem de caso duplo. Neste projeto de investigação, construímos um dispositivo de avaliação com o qual procuramos identificar evidências dos efeitos da autonomia contratualizada. Na fase exploratória, analisando CA e as respostas a questionário enviado aos diretores com CA, efetuamos uma aproximação global à problemática. Na segunda fase, efetuamos entrevistas a dirigentes intermédios e de topo de uma Escola Secundária e de um Agrupamento de Escolas com CA e analisamos documentos. Com o referencial construído estabelecemos categorias de análise obtendo resultados que nos permitem compreender alguns efeitos da assinatura do CA ao nível das Organizações participantes. Os resultados obtidos indicam...

Avaliação do contexto de implementação do projeto educativo : caso de um agrupamento de escolas sem contrato de autonomia

Carvalho, António Manuel de Almeida, 1965-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
56.39%
Tese de mestrado, Ciências da Educação (Avaliação em Educação), Universidade de Lisboa, Instituto de Educação, 2012; Na tentativa de melhorar os resultados do serviço educativo, gerou-se um consenso em torno das vantagens da autonomia escolar com base num projeto educativo participado que reúna um conjunto de políticas educativas territorializadas. Esta (re)politização do espaço educativo é uma oportunidade para, através do empoderamento dos atores locais, melhorar os processos sociais em curso dentro e fora das escolas. Apesar do entusiasmo gerado pelo conceito, subsiste o problema de saber se atualmente estão reunidas as condições de contexto para (re)politizar os espaços educativos com vista à melhoria do sistema social, favorecendo o desenvolvimento de mais e melhores compromissos sociais e pessoais. Com o presente trabalho, procuramos avaliar em que medida a retórica oficial de conceder autonomia aos agrupamentos ou escolas não agrupadas, tendo por base um projeto educativo próprio, tem tradução no enquadramento normativo e na ação política. Em que medida um agrupamento vertical de escolas da periferia da cidade de Lisboa está disposto a assumir a responsabilidade pela elaboração, implementação e avaliação de um projeto educativo localmente construído? Em que medida os mecanismos de supervisão e controlo do Estado valorizam as políticas territorializadas definidas no projeto educativo? No âmbito de um estudo de caso...

Gestão e autonomia escolar: um estudo comparado Brasil/Portugal

Martins,Ângela Maria
Fonte: Editora Autores Associados Publicador: Editora Autores Associados
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2011 PT
Relevância na Pesquisa
56.3%
Este texto analisa dados obtidos em estudo comparado Brasil/Portugal, no qual foram abordadas questões sobre organização escolar, levando em consideração três movimentos: a discussão do contexto contemporâneo no qual se originam as políticas públicas de educação em ambos os países; o exame de medidas legais que regulamentam a gestão e a autonomia escolares, tendo em conta que sua modificação requer processos de negociação política e/ou troca nas esferas executivas; a análise da visão de dirigentes escolares em ambos os países, tomando como premissa que programas de governo são traduzidos pelos profissionais da educação em processos interativos e imprevisíveis. Este trabalho recortou o estado de São Paulo como ente federativo, tendo em vista tratar-se de país com dimensões continentais.

O Projeto político-pedagógico na perspectiva de consolidação da cultura organizacional e da autonomia da escola

Garcia, Luciane Terra dos Santos
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.43%
In this research, we have found that, besides the literature in educational area presents the politic-pedagogical project as a pedagogical component that is able to promote changes in educational practices and to consolidate the school autonomy, some researches point to an opposite view-point, mainly due to the fact that these researches verify that several schools have elaborated their project just to comply with a formal exigency of the Brazilian educational reform implemented from the 1990 decade. Despite of the neoliberal and neoconservative forces (that guide this reform) understand the politic-pedagogical project as a way of stimulating scholar organizations, in order to put in practice the educational politics of this decade, we understand that this project can, in fact, promote changes in the scholar practices in the sense of overcoming the bureaucratic scholar culture historically developed in this environment. This research presumes that the process of planning, implementation and evaluation of school actions that is excited by the politic-pedagogical project can stimulate the subjects to develop practices, values, and senses, bypassing in some aspects the culture that is traditionally instituted in school, what will certainly favor the construction of its autonomy. The research that we have done in Professor Ascendino de Almeida Municipal School situated in the South Zone of Natal...

A autonomia da escola pública :um complexo movimento entre a outorga e a construção

Sousa, Luis Carlos Marques
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.43%
The present research to explorer the configurations that come being given to the autonomy of the school, since the decade of 1990. We investigate the implementation of the principle of the autonomy in the public system of education of the State of Pernambuco and, specifically, in four school units and this schools its in the quarters of Stubborn Brasilia Teimosa and Casa Amarela, both located in Recife. We try to know if the implementation of the autonomy of the school is circumscribed in the process of productive reorganization, it was evidenced that the inclusion of this principle in the educational politics - in the scopes national and state - obeyed the dynamics of retraction that, in the neoliberal context, the performance of the State in relation to the public education and the school characterizes, with consequence impact in the investigated schools. From the empirical inquiry it was identified to the occurrence of a movement realized for the social actors of the schools research in direction to the construction of the pertaining to school autonomy; this movement presenting some limits and fragilities. It was evidenced despite this movement varied of intensity in the measure where the social actors of the schools had developed levels of dinamics processes (in greater or minor degree) related with the diverse expressions of democratic management that can occur into the school...

Gestão escolar democrática: discursos de transformação ou conservação?

Shimamoto, Simone Vieira de Melo
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
46.4%
Esta dissertação é resultado de pesquisa realizada durante os anos de 2009/2010, no curso de Mestrado, Linha de Políticas e Gestão em Educação, do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Uberlândia. Problematiza questões concernentes a Políticas Públicas e Gestão Escolar, tendo como foco a práxis da gestão escolar democrática (GED) no Brasil, analisando como esta tem se constituído a partir dos anos de 1980. Para o desenvolvimento do trabalho definimos como imprescindível explanar uma concepção de GED que tivesse como elementos essenciais as categorias descentralização, participação e autonomia, consideradas em seu conjunto como bases definidoras de um modelo de gestão. As teses que estruturam esta dissertação partem de duas questões que conduzem o trabalho: existiriam hoje, substancialmente estruturados, fios teóricos que fundamentassem as condições concretas e as possibilidades de materialização de uma política educacional escolar com raiz democrática? Como, no modelo societal instalado, se concebe a GED, considerando-se as matrizes conceituais e as políticas educacionais desenvolvidas? Com vias a uma síntese possível, metodologicamente, desenvolvemos uma pesquisa bibliográfica...

Gestão democrática: autonomia e participação na Escola Estadual 11 de Agosto Umarizal/RN

Dalva, Gercina
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.46%
The object of analysis of this work is the implementation of the election of director in the State School August 11, situated in the city of Umarizal, State of Rio Grande do Norte, period 2005-2008. The understanding of the politics concerning the school democratization, triggered in Brazilian society in the 1990s, requires taking into consideration the changes occurring in recent decades in the national and international, which impressed significant changes in the role and functions of the state. The election of a director is part of the policy of administrative decentralization and educational reform that focuses on the democratization of the management of public education with the involvement of social actors in decisions within the educational institutions as a way to address the problems that hinder the actions management education, especially school management. To better understand this process of political democratization of school management developed our analysis seeking to answer the following questions: implementation of direct election for a director ensures democratic management in schools? What are the ramifications for the school, caused by direct election on the school autonomy and participation of the subjects in school processes? From these questions...

Projeto pedagógico e política educacional : um estudo em escolas de rede estadual de ensino da Bahia; Pedagogical project and educational policy : a study on schools af the state education system of Bahia

Ennia Débora Passos Braga
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/07/2011 PT
Relevância na Pesquisa
46.4%
Este estudo apresenta uma discussão sobre o projeto pedagógico como componente da reforma educacional brasileira da década de 90, que tem como peculiaridades a descentralização, o apelo à participação e ao desenvolvimento da autonomia escolar. O principal objetivo foi estudar os projetos pedagógicos das escolas, considerando-os como instrumentos da política educacional, orientadores da gestão e da organização do trabalho escolar. Procurou-se, dentre outras questões: apreender os sentidos que diferentes atores da escola (diretores e vice-diretores, coordenadores pedagógicos e docentes) atribuem a esse componente pedagógico; analisar as publicações e orientações legais que fundamentam a construção e execução dos projetos; e averiguar se o processo de construção e implementação dos projetos pedagógicos contribuem para uma prática mais participativa, bem como para o fortalecimento da autonomia escolar. A investigação caracterizou-se como um estudo de caso coletivo, na medida em que a pesquisa de campo foi desenvolvida em 17 escolas da rede estadual de ensino da Bahia, sediadas em nove municípios. Os procedimentos de pesquisa foram: análise da legislação e de publicações que orientam a construção do projeto pedagógico...

Entre as promessas de autonomia e as práticas do director escolar : desafios e estratégias na direcção de um agrupamento de escolas

Camacho, Susana Isabel Tavares, 1975-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
46.4%
Trabalho de Projecto de mestrado, Ciências da Educação (Administração Educacional), Universidade de Lisboa, Instituto de Educação, 2012; O presente estudo centra-se na figura do director escolar, tal como ela é concebida pelo Decreto-Lei n.º 75/2008, com as alterações entretanto introduzidas pelo Decreto- Lei n.º 137/2012. Estando em curso mudanças importantes nos modos de governação das escolas e na forma como os diferentes actores interagem entre si, o estudo da acção do director ajuda-nos a compreender novas dinâmicas, desafios e estratégias na vida escolar. Recorrendo a uma perspectiva de análise política e estratégica, o estudo procura associar as funções e papéis do director às transformações dos modos de regulação das escolas. O relatório foca o tópico “autonomia das escolas” e a forma como o mesmo pode ser interpretado a nível da direcção escolar. Centrando-se o estudo no director escolar, os instrumentos de recolha de dados – observação não participante e entrevistas semi-estruturadas – tiveram, por um lado, a intenção de mostrar quais os desafios que se colocam ao director no actual regime de administração e gestão; e, por outro lado, tiveram como objectivo a demonstração de quais as acções estratégicas por si utilizadas para delinear o seu campo de acção. O estudo permite concluir que...

The Paradox of School Autonomy in 90’S: Scenes About the Development of Argentinean Politics; Las Paradojas de la Autonomía Escolar en los ‘90: Escenas Sobre el Desarrollo de Una Política en Argentina1

Saforcada, Fernanda; Universidade Federal do Paraná
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 12/08/2009 POR
Relevância na Pesquisa
56.21%
This work analyzes the proposals of school autonomy impelled by the international organisms in ‘ 90, as well as an Argentine initiative developed in the frame of the educational reform of the Menem’s government, trying to reconstruct the conception of autonomy that sustained these politics, the roll that they were assigning to the State and how the institutions and his teachers were thought. Also, the study analyzes the form that were implemented these politics in Argentina with regard to the dynamics that generated a vinculum between the central government, the jurisdictions and the institutions, as to the interior of the schools.; Este trabajo analiza las propuestas de autonomía escolar impulsadas por los organismos internacionales en los ‘90, así como una iniciativa argentina desarrollada en el marco de la reforma educativa del gobierno menemista, intentando reconstruir la concepción de autonomía que sustentaron estas políticas, el rol que le asignaban al Estado y cómo eran pensadas las instituciones y sus docentes. Asimismo, se analiza la forma que asumió la implementación de esta política en Argentina respecto de las dinámicas que generó tanto en el vínculo entre el gobierno central...

A reforma educacional de Minas Gerais: a promoção da autonomia escolar

Mattos, Maria José Viana Marinho de
Fonte: ETD - Educação Temática Digital Publicador: ETD - Educação Temática Digital
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; bibliográfica Formato: application/pdf
Publicado em 08/01/2009 POR
Relevância na Pesquisa
66.51%
Este estudo é parte da pesquisa realizada sobre a avaliação do processo de implementação da política de autonomia escolar - proposta da reforma educativa implantada nas escolas estaduais de Minas Gerais - período de 1991 a 1998. Entre outros objetivos, tal estudo analisou a implementação de medidas no sentido de se efetivar a política de autonomia escolar articulada a outras prioridades, assim identificadas: fortalecimento da direção da escola, aperfeiçoamento e capacitação dos funcionários, avaliação do sistema educacional e integração com os municípios. Por último, analisa os projetos e subprojetos do Programa Qualidade na Educação Básica de Minas Gerias, eixo principal desta política. Palavras-chave Política educacional; Reforma educacional; Implementação; Desconcentração; Municipalização; Autonomia escolar Abstract This study is part of the research accomplished about the evoluation of the process of implementation of the politics school autonomy - proposal of the educational reform implanted in the state schools of Minas Gerais - period from 1991 to 1998. Among other objectives, such a study analyzed the implementation of measures in the sense to carry out the politics of articulate school autonomy to other priorities...