Página 1 dos resultados de 70 itens digitais encontrados em 0.015 segundos

Estudo do efeito de supressão no potencial evocado auditivo de tronco encefálico; Study of suppression effect in the brainstem auditory evoked potential

MATAS, Carla Gentile; SILVA, Fernanda Nivoloni O; LEITE, Renata Aparecida; SAMELLI, Alessandra Giannella
Fonte: Pró-Fono Produtos Especializados para Fonoaudiologia Ltda. Publicador: Pró-Fono Produtos Especializados para Fonoaudiologia Ltda.
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
56.15%
TEMA: o efeito de supressão com ruído branco contralateral verificado sobre o potencial evocado auditivo de tronco encefálico pode ter influência do sistema auditivo eferente. OBJETIVOS: avaliar o efeito de supressão com ruído branco contralateral no potencial evocado auditivo de tronco encefálico em indivíduos com limiares auditivos dentro da normalidade. MÉTODOS: participaram desta pesquisa 25 indivíduos, de 18 a 30 anos de idade, de ambos os sexos, que foram submetidos à anamnese, inspeção do meato acústico externo, audiometria tonal liminar, logoaudiometria e medidas de imitância acústica, com o objetivo de selecionar os indivíduos com acuidade auditiva normal. Em seguida os indivíduos selecionados realizaram o potencial evocado auditivo de tronco encefálico sem e com ruído branco contralateral. RESULTADOS: na comparação entre as condições sem e com ruído branco contralateral verificou-se diferença estatisticamente significante para a amplitude da onda I e para as latências absolutas das ondas III e V, porém não foi observada diferença estatisticamente significante com relação às latências interpicos. CONCLUSÕES: o presente estudo verificou aumento nas latências e diminuição nas amplitudes das ondas I...

Auditory evoked potentials and multiple sclerosis; Potenciais evocados auditivos e esclerose múltipla

MATAS, Carla Gentile; MATAS, Sandro Luiz de Andrade; OLIVEIRA, Caroline Rondina Salzano de; GONÇALVES, Isabela Crivellaro
Fonte: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO Publicador: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
96.2%
Multiple sclerosis (MS) is an inflammatory, demyelinating disease that can affect several areas of the central nervous system. Damage along the auditory pathway can alter its integrity significantly. Therefore, it is important to investigate the auditory pathway, from the brainstem to the cortex, in individuals with MS. OBJECTIVE: The aim of this study was to characterize auditory evoked potentials in adults with MS of the remittent-recurrent type. METHOD: The study comprised 25 individuals with MS, between 25 and 55 years, and 25 age- and gender-matched healthy controls (research and control groups). Subjects underwent audiological and electrophysiological evaluations. RESULTS: Statistically significant differences were observed between the groups regarding the results of the auditory brainstem response and the latency of the Na and P300 waves. CONCLUSION: Individuals with MS present abnormalities in auditory evoked potentials indicating dysfunction of different regions of the central auditory nervous system.; A esclerose múltipla é uma doença inflamatória desmielinizante que pode se desenvolver em diversas regiões do sistema nervoso central. O comprometimento da via auditiva central pode alterar significativamente a integridade desta e...

Potenciais evocados auditivos de tronco encefálico em usuários de crack e múltiplas drogas; Auditory brainstem evoked potentials in crack and multiple drugs addicts

NIGRI, Loretta Fabianni; SAMELLI, Alessandra Giannella; SCHOCHAT, Eliane
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
96.18%
OBJETIVO: Analisar os potenciais evocados auditivos de tronco encefálico em usuários de crack e múltiplas drogas, bem como levantar as possíveis queixas auditivas e de equilíbrio nesta população. MÉTODOS: Foram avaliados 40 usuários de drogas (20 com uso há mais de cinco anos e 20 há menos de cinco anos) e 20 não usuários, do sexo masculino, com idades entre 19 e 46 anos, com limiares auditivos dentro da normalidade. RESULTADOS: Não houve diferenças significativas dos potenciais evocados auditivos de tronco encefálico dos usuários de drogas quando comparados ao grupo controle. CONCLUSÃO: Os potenciais evocados auditivos de tronco encefálico dos usuários de drogas não diferiram significantemente do grupo controle. As queixas apresentadas pelos usuários de drogas foram hiperacusia, alucinação auditiva, zumbido e alteração de equilíbrio.; PURPOSE: To study the findings of auditory brainstem evoked potentials in crack and multiple drugs users, as well as to raise possible auditory and balance complaints in this population. METHODS: A total of 40 drugs addicts (20 who had been using drugs for over five years and 20 for less than five years) and 20 non-users were evaluated. Subjects were all male, with ages ranging from 19 to 46 years...

From otoacoustic emission to late auditory potentials P300: the inhibitory effect

Schochat, Eliane; Matas, Carla Gentile; Samelli, Alessandra Giannella; Mamede Carvallo, Renata Mota
Fonte: NENCKI INST EXPERIMENTAL BIOLOGY; WARSAW Publicador: NENCKI INST EXPERIMENTAL BIOLOGY; WARSAW
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
56.16%
This study verifies the effects of contralateral noise on otoacoustic emissions and auditory evoked potentials. Short, middle and late auditory evoked potentials as well as otoacoustic emissions with and without white noise were assessed. Twenty-five subjects, normal-hearing, both genders, aged 18 to 30 years, were tested. In general, latencies of the various auditory potentials were increased at noise conditions, whereas amplitudes were diminished at noise conditions for short, middle and late latency responses combined in the same subject. The amplitude of otoacoustic emission decreased significantly in the condition with contralateral noise in comparison to the condition without noise. Our results indicate that most subjects presented different responses between conditions (with and without noise) in all tests, thereby suggesting that the efferent system was acting at both caudal and rostral portions of the auditory system.

"Indução "in vitro" da trans-diferenciação de células ovais hepáticas em estruturas semelhantes às ilhotas pancreáticas" ; "In vitro" induction of hepatic oval cell transdifferentiation into structures similar to pancreatic islets

Leite, Adriana Ribeiro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/04/2006 PT
Relevância na Pesquisa
56.16%
Para caracterizar os potenciais evocados auditivos de crianças com distúrbio fonológico e verificar a evolução dos resultados destes potenciais frente à terapia fonoaudiológica, foram avaliadas por meio do potencial evocado auditivo de tronco encefálico, potencial evocado auditivo de média latência e potencial cognitivo, 24 crianças sem distúrbio fonológico e 23 crianças com distúrbio fonológico. Os resultados demonstraram que crianças com distúrbio fonológico apresentam diferença estatisticamente significante no potencial evocado auditivo de tronco encefálico e no potencial cognitivo antes da terapia fonoaudiológica, observando melhora nestes potenciais pós terapia fonoaudiológica; In order to characterize the auditory evoked potentials of children with phonological disorder and to verify these potentials results improvement after speech therapy, 24 children without phonological disorder and 23 children with phonological disorder were evaluated through brainstem auditory evoked potential, middle latency response and cognitive potential. The results showed that children with phonological disorder present a statistically significant difference in the brainstem auditory evoked potential and in the cognitive potential before the speech therapy...

"Avaliação comportamental, eletroacústica e eletrofisiológica da audição em autismo"; Behavioral, electroacoustic and electrophysiological assessment of hearing in autism.

Magliaro, Fernanda Cristina Leite
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/03/2006 PT
Relevância na Pesquisa
76.25%
INTRODUÇÃO: O Autismo é um distúrbio que tem início na infância, cujas principais características são a presença de um desenvolvimento anormal ou prejudicado na interação social e comunicação, e um repertório restrito de atividades e interesses. Algumas teorias consideram o autismo como um distúrbio do desenvolvimento causado por uma alteração do sistema nervoso central, e salientam a presença do déficit cognitivo nessa população. Estudos demonstram também a presença de anormalidades eletrofisiológicas nos potenciais evocados auditivos de curta, média e longa latências. Considerando a importância da integridade do sistema auditivo periférico e central na aquisição e desenvolvimento de fala, linguagem e aprendizado, mostra-se imprescindível que anormalidades auditivas tanto periféricas como centrais sejam identificadas e tratadas em indivíduos autistas. OBJETIVO: caracterizar os achados das avaliações comportamentais, eletroacústicas e eletrofisiológicas da audição em indivíduos com autismo, bem como compará-los aos obtidos em indivíduos normais da mesma faixa etária. MÉTODOS: foram realizadas anamnese, audiometria tonal, logoaudiometria, medidas de imitância acústica, potencial evocado auditivo de tronco encefálico...

Avaliação eletrofisiológica da audição em crianças com distúrbio fonológico pré e pós terapia fonoaudiológica; Electrophysiological hearing evaluation in children with phonological disorder pre and post speech therapy

Leite, Renata Aparecida
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/03/2006 PT
Relevância na Pesquisa
76.22%
INTRODUÇÃO: O distúrbio fonológico é uma alteração na fala, que pode ocorrer em um ou mais níveis responsáveis pelo desenvolvimento do sistema fonológico, sendo três os níveis: produção e percepção da fala e organização de regras. Para ocorrer o desenvolvimento adequado do sistema fonológico, assim como dos outros aspectos da linguagem, são necessários a integridade e o funcionamento adequado do sistema auditivo, tanto na sua porção periférica, quanto na central. OBJETIVO: avaliar crianças com distúrbio fonológico, caracterizando os potenciais evocados auditivos de curta, média, e longa latências, além de verificar a evolução dos resultados dos potenciais evocados auditivos frente à terapia fonoaudiológica. MÉTODO: foram avaliadas 24 crianças sem distúrbio fonológico (grupo controle) e 23 crianças com distúrbio fonológico (grupo estudo), estas últimas divididas em dois subgrupos: 12 crianças submetidas à terapia fonoaudiológica (subgrupo IA) e 11 crianças não submetidas à terapia fonoaudiológica (subgrupo IB). Todas as crianças encontraram-se na faixa etária de oito a 11 anos, e foram submetidas ao ABFW Teste de Linguagem Infantil, audiometrias tonal e vocal, medidas de imitância acústica...

Potenciais evocados auditivos e esclerose múltipla; Auditory evoked potentials and multiple sclerosis

Oliveira, Caroline Rondina Salzano de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/10/2008 PT
Relevância na Pesquisa
96.34%
INTRODUÇÃO: A Esclerose Múltipla é uma doença desmielinizante e autoimune, na qual ocorre a destruição da bainha de mielina por autoanticorpos. Esta destruição causa uma diminuição na velocidade de condução do impulso nervoso alterando, assim, as funções cerebral e neural. Para ocorrer o funcionamento adequado do sistema auditivo, tanto na sua porção periférica quanto na central há necessidade que o mesmo esteja íntegro. OBJETIVO: Este estudo tem como objetivo verificar a ocorrência de alterações nos potenciais evocados auditivos de curta (PEATE), média (PEAML) e longa (P300) latências em adultos audiologicamente normais com diagnóstico de Esclerose Múltipla do tipo remitente recorrente ou surto remissivo. MÉTODO: Para o grupo controle foram avaliados 25 indivíduos com histórico de desenvolvimento neurológico normal e sem queixa de zumbido, sendo 19 do gênero feminino e seis do masculino, com idade variando entre 25 e 55 anos (média de 35,16 anos de idade). Para o grupo pesquisa foram avaliados 25 indivíduos com Esclerose Múltipla do tipo remitente-recorrente ou surto-remissivo, seis do gênero masculino e 19 do feminino, com idades entre 25 e 53 anos (média de 34,88 anos de idade). Todos os indivíduos participantes da pesquisa realizaram audiometria tonal e vocal...

Potencial evocado auditivo de tronco encefálico com estímulo de fala em crianças com distúrbio fonológico; Speech-evoked auditory brainstem responses in children with phonological disorders

Goncalves, Isabela Crivellaro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.18%
INTRODUÇÃO: O Potencial Evocado Auditivo de Tronco Encefálico (PEATE) é um exame objetivo, que avalia a integridade da via auditiva no tronco encefálico e complementa os procedimentos audiológicos de rotina no diagnóstico de alterações auditivas. Atualmente, pesquisas têm sido desenvolvidas a fim de caracterizar os potenciais evocados auditivos obtidos com estímulos de fala, que são espectralmente e temporalmente mais complexos que o estímulo clique. OBJETIVO: caracterizar os achados dos PEATE com estímulo clique e de fala em crianças com diagnóstico de distúrbio fonológico. MÉTODOS: Foram avaliadas 36 crianças com limiares auditivos dentro da normalidade, na faixa etária de sete a 11 anos, por meio do PEATE com os estímulos clique e de fala, 18 com distúrbio fonológico (grupo estudo) e 18 em desenvolvimento típico (grupo controle). Na análise dos dados quantitativos, realizada por meio do teste T de Student, foram obtidos valores de média, mediana, desvio padrão, valor mínimo e máximo, e p-valor, quando da comparação entre os grupos. Na análise dos dados qualitativos, realizada por meio do Teste Exato de Fisher, comparou-se a ocorrência de resultados normais e alterados entre os grupos. Foram analisadas as relações entre os resultados do PEATE com estímulo de fala e o índice PCC-R (Percentage of consonants corrects Revised) no grupo estudo por meio da correlação de Pearson. RESULTADOS: No PEATE com estímulo clique...

Avaliação comportamental, eletroacústica e eletrofisiológica da audição em pacientes com lesão isquêmica do hemisfério direito; Behavioral, electroacoustic, and electrophysiological hearing assessment in patients with right hemisphere ischemic lesion

Magliaro, Fernanda Cristina Leite
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
76.24%
INTRODUÇÃO: O Acidente Vascular Cerebral Isquêmico (AVCI) é o evento mais freqüente dentre os AVCs, sendo caracterizado pela interrupção da irrigação sanguínea ao cérebro, a qual pode acarretar em lesão celular e alterações nas funções neurológicas. As manifestações clínicas desta doença podem incluir alterações das funções motoras, sensitivas, cognitivas, perceptivas, da linguagem entre outras. Sendo assim, é extremamente importante que sejam identificadas possíveis alterações nas vias auditivas, periférica e central, as quais podem prejudicar a qualidade de vida destes indivíduos. OBJETIVO: caracterizar os achados das avaliações comportamentais, eletroacústicas e eletrofisiológicas da audição em indivíduos destros com lesão isquêmica do hemisfério cerebral direito, bem como compará-los aos obtidos em indivíduos normais da mesma faixa etária. MÉTODOS: foram realizadas audiometria tonal, logoaudiometria, medidas de imitância acústica, potencial evocado auditivo de tronco encefálico (PEATE), potencial evocado auditivo de média latência (PEAML) e potencial cognitivo (P300) em 17 indivíduos com lesão do hemisfério direito (grupo pesquisa) e 25 normais (grupo controle), com idades entre 20 e 70 anos. RESULTADOS: Na análise dos dados qualitativos não foram encontradas alterações na avaliação comportamental da audição para os dois grupos. Ambos os grupos apresentaram alterações nos resultados do PEATE e do PEAML...

Avaliação comportamental e eletrofisiológica das funções auditivas no processo de envelhecimento; Behavioral and electrophysiological evaluation of the central auditory process in the aging process

Lima, Carolina Colin
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/09/2013 PT
Relevância na Pesquisa
56.09%
Introdução: O considerável aumento da população idosa no Brasil e no mundo tem motivado pesquisas acerca da qualidade de vida do idoso. Distúrbios auditivos e a diminuição da capacidade de processar os sons são comuns no processo de envelhecimento, o que provoca dificuldades na compreensão de fala e na comunicação do idoso. A pesquisa do Processamento Auditivo (Central) em adultos e idosos pretende compreender as mudanças que ocorrem nas funções auditivas centrais durante o processo de envelhecimento, assim contribuindo para a melhor compreensão deste processo e facilitando a elaboração de estratégias para melhoria na comunicação destes indivíduos. Objetivo: Avaliar e comparar o desempenho de grupos de diferentes faixas etárias em testes logoaudiométricos, comportamentais do processamento auditivo (central) e eletrofisiológicos da audição. Método: O estudo analisa o desempenho de 131 adultos e idosos, com idade entre 50 e 79 anos, divididos em três grupos, compostos por três faixas etárias: G1 (50-59 anos) com 63 participantes, G2 (60-69 anos) com 47 participantes e G3 (70-79 anos) com 21 participantes, os quais realizaram testes logoaudiométricos (Limiar de Reconhecimento de Fala e Índice Percentual de Reconhecimento de Fala)...

Potencial evocado auditivo de tronco encefálico e análise proteômica em ratos expostos a chumbo e suplementados com ferro; Brainstem auditory-evoked potential and proteomic analysis in rats exposed to lead and supplemented with iron

Zucki, Fernanda
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 21/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
76.15%
A falta de consenso na literatura acerca dos efeitos tóxicos do chumbo no sistema auditivo é notória, tanto em estudos clínicos quanto experimentais. Em adição, tem sido relatado que o ferro apresenta um efeito protetor na toxicidade cerebral causada pelo chumbo. Assim, estudos clínicos e bioquímicos têm sido realizados no intuito de compreender a relação entre o chumbo e o sistema auditivo, bem como identificar possíveis substâncias protetoras para a toxicidade deste metal. Neste sentido, no presente estudo verificou-se o processo maturacional do nervo auditivo e tronco encefálico, associado à análise proteômica da porção auditiva do tronco encefálico de ratos expostos a acetato de chumbo e suplementados com sulfato ferroso. O experimento foi realizado por seis semanas com 30 ratos (Rattus norvergicus, variedade Wistar) machos, recém-desmamados, divididos em seis grupos de cinco animais cada, sendo um controle, que recebeu água deionizada; dois grupos experimentais que receberam 100 mg/L de Pb(CH3COO)2 na água de beber, sendo administrado simultaneamente para um deles 20 mg/kg de FeSO4 a cada dois dias; dois grupos que receberam a dose de 400 mg/L de Pb (CH3COO)2 na água de beber, onde para um deles foi administrado simultaneamente 20 mg/kg de FeSO4 a cada dois dias e um grupo experimental que recebeu água deionizada e uma solução de 20 mg/kg de FeSO4 a cada dois dias. O processo maturacional do sistema auditivo foi verificado por meio da análise do Potencial Evocado Auditivo de Tronco Encefálico (PEATE) em dois momentos distintos...

Aspectos audiológicos da gagueira: evidências comportamentais e eletrofisiológicas; Audiological aspects of stuttering: behavioral and electrophysiological evidences

Gonçalves, Isabela Crivellaro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/09/2013 PT
Relevância na Pesquisa
76.17%
INTRODUÇÃO: A gagueira é um distúrbio da fluência multidimensional que resulta da interação de múltiplos processos fisiológicos, refletindo mais de um fator causal. Evidências científicas atuais sustentam a hipótese de que pessoas que gaguejam possuem conexões anômalas em regiões auditivas do hemisfério esquerdo, envolvidas no feedback sensorial dos sons da fala. Desta forma, é prudente pensar que déficits na sincronia neural, identificados por meio de alterações em testes comportamentais do processamento temporal e nos potenciais evocados auditivos (PEA), possam estar relacionados a este tipo de distúrbio. OBJETIVO: caracterizar os resultados do teste Gaps in Noise (GIN) e dos PEA com estímulos de diferentes complexidades em crianças gagas e em crianças em desenvolvimento típico. MÉTODOS: Dez crianças gagas com idades entre sete e 11 anos (grupo estudo - GE) e seus pares nãogagos (grupo controle - GC) foram submetidos a avaliações audiológicas e eletrofisiológicas da audição por meio dos seguintes testes: medidas de imitância acústica, audiometria tonal, logoaudiometria, teste GIN, potencial evocado auditivo de tronco encefálico (PEATE) com estímulos clique e de fala e potencial evocado auditivo de longa latência (PEALL) com estímulo tone burst e de fala. Os resultados obtidos no GC e GE foram comparados por meio de testes estatísticos. RESULTADOS: Ambos os grupos apresentaram resultados normais no teste GIN...

Multimodal evoked potentials and the ovarian cycle in young ovulating women

Resende, Luiz Antonio de Lima; Silva, Maria Dorvalina; Impemba, Fabíola; Achôa, Nídia Borges; Schelp, Arthur Oscar
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 418-423
ENG
Relevância na Pesquisa
96.36%
There is controversy over how hormonal conditions influence cerebral physiology. We studied pattern-shift visual evoked potentials (PS-VEP), brain stem auditory evoked potentials (BAEP) and short-latency somatosensory evoked potentials (SSEV) in 20 female volunteers at different phases of the menstrual cycle (estrogen phase, ovulatory day and progesterone phase). Statistical analysis showed decreased latencies for P 100 (PS-VEP), N 19and P 22 (SSEV) waves in the progesterone phase compared with the estrogen phase. There was no significant difference between the estrogen and the ovulation day values. Comparing the three above stages, there were no significant differences in the brainstem auditory evoked potentials. The reduction of the latencies of the potentials generated in multisynaptic circuits provides the first consistent neurophysiological basis for a tentative comprehension of human pre-menstrual syndrome.

Anomalias da junção craniocervical : estudo morfologico por ressonancia magnetica com considerações funcionais e fisiologicas; Craniocervical junction anomalies : morfological analysis by magnetic resonance imaging with considerations about joint function and brain stem physiology

Carolina de Medeiros Rimkus
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/11/2008 PT
Relevância na Pesquisa
65.99%
A Junção craniocervical (JCC) é uma região anatômica de transição formada pelo osso occipital e pelas primeiras vértebras cervicais, o atlas e o axis. Esse arcabouço esquelético envolve importantes estruturas do sistema nervoso central (SNC), como o tronco cerebral, o cerebelo e a porção proximal da medula cervical. O complexo e delicado desenvolvimento embrionário dessa região sujeita essa topografia a diversas variações anatômicas e malformações congênitas. Embora algumas deformidades ósseas estejam presentes ao nascimento, alguns pacientes desenvolvem sintomas após a terceira ou quarta décadas de vida. Foi realizada a análise retrospectiva de imagens de Ressonância Magnética (RM) de 61 pacientes selecionados por apresentarem pelo menos uma das principais malformações esqueléticas ou antropométricas da JCC, discriminando a presença de compressão, alteração de sinal nas seqüências de TR longo e siringomielia. Observou-se correlação significativa entre a gravidade das malformações ósseas e o grau de comprometimento neural, com a maior redução ângulos clivuscanal (ACC) e o maior grau de invaginação basilar (IB) relacionando-se, principalmente, à compressão anterior e a alteração do sinal magnético no neuro-eixo. A siringomielia correlacionou-se à maior freqüência de invaginação tonsilar (IT). Alguns aspectos das malformações da JCC são francamente congênitos. Porém...

Multimodal evoked potentials and the ovarian cycle in young ovulating women

RESENDE,LUIZ ANTONIO DE LIMA; SILVA,MARIA DORVALINA; IMPEMBA,FABÍOLA; ACHÔA,NÍDIA BORGES; SCHELP,ARTHUR OSCAR
Fonte: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO Publicador: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2000 EN
Relevância na Pesquisa
66.11%
There is controversy over how hormonal conditions influence cerebral physiology. We studied pattern-shift visual evoked potentials (PS-VEP), brain stem auditory evoked potentials (BAEP) and short-latency somatosensory evoked potentials (SSEV) in 20 female volunteers at different phases of the menstrual cycle (estrogen phase, ovulatory day and progesterone phase). Statistical analysis showed decreased latencies for P100 (PS-VEP), N19 and P22 (SSEV) waves in the progesterone phase compared with the estrogen phase. There was no significant difference between the estrogen and the ovulation day values. Comparing the three above stages, there were no significant differences in the brainstem auditory evoked potentials. The reduction of the latencies of the potentials generated in multisynaptic circuits provides the first consistent neurophysiological basis for a tentative comprehension of human pre-menstrual syndrome.

Abnormalities in auditory evoked potentials of 75 patients with Arnold-Chiari malformations types I and II

Henriques Filho,Paulo Sergio A.; Pratesi,Riccardo
Fonte: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO Publicador: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2006 EN
Relevância na Pesquisa
66.18%
OBJECTIVE: To evaluate the frequency and degree of severity of abnormalities in the auditory pathways in patients with Chiari malformations type I and II. METHOD: This is a series-of-case descriptive study in which the possible presence of auditory pathways abnormalities in 75 patients (48 children and 27 adults) with Chiari malformation types I and II were analyzed by means of auditory evoked potentials evaluation. The analysis was based on the determination of intervals among potentials peak values, absolute latency and amplitude ratio among potentials V and I. RESULTS: Among the 75 patients studied, 27 (36%) disclosed Arnold-Chiari malformations type I and 48 (64%) showed Arnold-Chiari malformations type II. Fifty-three (71%) of these patients showed some degree of auditory evoked potential abnormalities. Tests were normal in the remaining 22 (29%) patients. CONCLUSION: Auditory evoked potentials testing can be considered a valuable instrument for diagnosis and evaluation of brain stem functional abnormalities in patients with Arnold-Chiari malformations type I and II. The determination of the presence and degree of severity of these abnormalities can be contributory to the prevention of further handicaps in these patients either through physical therapy or by means of precocious corrective surgical intervention.

Auditory evoked potentials and multiple sclerosis

Matas,Carla Gentile; Matas,Sandro Luiz de Andrade; Oliveira,Caroline Rondina Salzano de; Gonçalves,Isabela Crivellaro
Fonte: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO Publicador: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2010 EN
Relevância na Pesquisa
96.2%
Multiple sclerosis (MS) is an inflammatory, demyelinating disease that can affect several areas of the central nervous system. Damage along the auditory pathway can alter its integrity significantly. Therefore, it is important to investigate the auditory pathway, from the brainstem to the cortex, in individuals with MS. OBJECTIVE: The aim of this study was to characterize auditory evoked potentials in adults with MS of the remittent-recurrent type. METHOD: The study comprised 25 individuals with MS, between 25 and 55 years, and 25 age- and gender-matched healthy controls (research and control groups). Subjects underwent audiological and electrophysiological evaluations. RESULTS: Statistically significant differences were observed between the groups regarding the results of the auditory brainstem response and the latency of the Na and P300 waves. CONCLUSION: Individuals with MS present abnormalities in auditory evoked potentials indicating dysfunction of different regions of the central auditory nervous system.

N18 in median somatosensory evoked potentials: a new indicator of medullary function useful for the diagnosis of brain death

Sonoo, M.; Tsai-Shozawa, Y.; Aoki, M.; Nakatani, T.; Hatanaka, Y.; Mochizuki, A.; Sawada, M.; Kobayashi, K.; Shimizu, T.
Fonte: BMJ Group Publicador: BMJ Group
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /09/1999 EN
Relevância na Pesquisa
56.09%
OBJECTIVES—To record N18 in median somatosensory evoked potentials (SEPs) for deeply comatose or brain dead patients and to demonstrate the usefulness of N18 for the diagnosis of brain death in comparison with auditory brain stem responses (ABRs) and P13/14 in median SEPs, which have been conventionally used as complementary tests for the diagnosis of brain death.
METHODS—Subjects were 19 deeply comatose or brain dead patients. Thirteen recordings were performed in deeply comatose but not brain dead conditions, and 12 recordings were performed in brain death. N18 was evaluated in the CPi-C2S lead (or other scalp-C2S leads) to obtain a flat baseline.
RESULTS—N18 was preserved in 12 of 13 non-brain dead comatose recordings whereas it was completely lost for all of the 12 brain death recordings. P13/14 in median SEPs was preserved for all the comatose recordings, whereas apparent P13/14-like potentials, usually of low amplitude, were seen in nine of 12 brain death recordings—that is, frequent false positives. The ABRs already showed features which were characteristic for brain death (loss of components other than wave 1 or small wave 2) for four comatose recordings, in three of which N18 was preserved. The last result not only corresponds with the fact that ABRs can evaluate pontine and midbrain functions and not medullary function...

Fast Detection of Unexpected Sound Intensity Decrements as Revealed by Human Evoked Potentials

Althen, Heike; Grimm, Sabine; Escera, Carles
Fonte: Public Library of Science Publicador: Public Library of Science
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em 06/12/2011 EN
Relevância na Pesquisa
56.11%
The detection of deviant sounds is a crucial function of the auditory system and is reflected by the automatically elicited mismatch negativity (MMN), an auditory evoked potential at 100 to 250 ms from stimulus onset. It has recently been shown that rarely occurring frequency and location deviants in an oddball paradigm trigger a more negative response than standard sounds at very early latencies in the middle latency response of the human auditory evoked potential. This fast and early ability of the auditory system is corroborated by the finding of neurons in the animal auditory cortex and subcortical structures, which restore their adapted responsiveness to standard sounds, when a rare change in a sound feature occurs. In this study, we investigated whether the detection of intensity deviants is also reflected at shorter latencies than those of the MMN. Auditory evoked potentials in response to click sounds were analyzed regarding the auditory brain stem response, the middle latency response (MLR) and the MMN. Rare stimuli with a lower intensity level than standard stimuli elicited (in addition to an MMN) a more negative potential in the MLR at the transition from the Na to the Pa component at circa 24 ms from stimulus onset. This finding...