Página 1 dos resultados de 243 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Eco-projeto, clube escolar nas atividades extracurriculares, promovendo inovação pedagógica

Rodrigues, Sandra Filomena Cepa
Fonte: Universidade da Madeira Publicador: Universidade da Madeira
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /09/2013 POR
Relevância na Pesquisa
46.48%
A presente dissertação do mestrado em Ciências da Educação - Inovação Pedagógica, tem como objetivo central perceber como o funcionamento do clube escolar Eco-Projeto da Escola Básica e Secundária Gonçalves Zarco pode promover inovação pedagógica, constituindo um indício de quebra do paradigma educativo vigente. Pretende-se assim, compreender em que medida as práticas pedagógicas desenvolvidas neste projeto educativo específico, são práticas construtivistas, centradas no aluno, no desenvolvimento da autonomia, da criatividade, da negociação de conhecimentos entre pares e do desenvolvimento cognitivo e sociocultural dos alunos. O desenvolvimento desta investigação tem como metodologia a investigação qualitativa, baseada na etnografia e na observação participante. O Eco-Projeto, sendo um clube escolar integrado nas atividades extracurriculares, promove uma efetiva aprendizagem cooperativa e significativa, baseada nos pressupostos inculcados pela Educação Ambiental e Desenvolvimento Sustentável defendida pelo programa Eco-Escolas. O programa Eco-Escolas possui uma abrangência internacional, sendo que em Portugal este surge sob a tutela da Associação Bandeira Azul da Europa/Foundation for Environmental Education. Em suma...

Relatório de estágio pedagógico desenvolvido na E. B. 2,3 / S. Dr. Daniel de Matos junto da turma do 9º B no ano letivo 2012/2013 : o planeamento da aula do professor de educação física nas atividades extracurriculares (AECS) e no ensino fundamental : principais diferenças

Pires, Vítor Manuel Pereira
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.48%
O presente documento assume-se como o Relatório de Estágio preconizado na Escola E.B. 2,3 / S Dr. Daniel de Matos, em Vila Nova de Poiares e durante o ano letivo 2012/2013, com a intenção de obter o grau de mestre em Ensino da Educação Física dos Ensinos Básico e Secundário. Com uma abordagem reflexiva às experiências vividas neste ano letivo em torno da docência da Educação Física, enaltece-se nas próximas páginas a importância crucial que o estágio proporciona na integração gradual e ponderada da vida profissional no ensino fundamental, assumindo-se como uma oportunidade ímpar no enriquecimento da formação de qualquer (futuro) professor. Neste sentido, são objeto de relato e reflexão todos os procedimentos proferidos nos três parâmetros que balizam o processo de ensinoaprendizagem: planeamento, realização e avaliação. Tecem-se também as considerações respeitantes à atitude ético-profissional e ao compromisso com as aprendizagens dos alunos. A par da experiência já tida em torno da lecionação da disciplina como Atividade Extracurricular (AEC), o estágio pedagógico proporcionou um cruzamento de vivências que originaram a necessidade de investigar e estabelecer comparações em torno do planeamento de aula realizado por estes dois ramos de ensino. Posto isto...

A influência da prática de atividades extracurriculares no autoconceito, na autorregulação das aprendizagens e na qualidade de vida de crianças dos terceiro e quarto ano de escolaridade

Santos, Rosa Marina Dias Neves de Jesus
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
56.99%
Este trabalho pretende compreender em que medida a prática de atividades extracurriculares influencia o autoconceito, a autorregulação das aprendizagens e a qualidade de vida de crianças que frequentem os 3º e 4º ano de escolaridade. Para esse efeito, 201 sujeitos responderam a um protocolo constituído por um questionário sociodemográfico e questionários de auto-resposta: PHCSCS-2, Questionário de Processos de Auto-regulação da Aprendizagem e Kidscreen-27. Estabeleceu-se comparações entre praticantes e não praticantes de atividades extracurriculares, e entre praticantes de poucas atividades extracurriculares e praticantes de muitas. Os resultados mostram que entre praticantes e não praticantes de atividades extracurriculares, a prática tem de facto um impacto positivo nas três variáveis em estudo. Já na comparação entre a quantidade de atividades praticadas, não existem diferenças significativas entre os dois grupos, sugerindo que o número de atividades não é relevante.; This investigation seeks out to grasp in which form participating in extracurricular activities weighs in on the self-concept, learning self-regulation and quality of life of a 3rd and 4th grader. In order to do so, 201 subjects answered an assessment protocol composed of socio-demographic questions and self-report questionnaires: PHCSCS-2...

Atividades extracurriculares: percepções e vivências durante a formação médica; Extracurricular activities: perceptions and experiences during the medical formation

Peres, Cristiane Martins
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/07/2006 PT
Relevância na Pesquisa
67%
Estudos recentes apontam para a importância de investigações mais abrangentes sobre o universo da formação médica, ressaltando que essa não é constituída somente de habilidades e procedimentos, mas, principalmente, por um complexo quadro de atitudes. Percebe-se que a carga horária do curso é extenuante e, mesmo assim, muitos estudantes se envolvem com uma infinidade de atividades extras durante a sua formação, construindo vasto currículo paralelo. Este estudo objetivou investigar as concepções dos estudantes de uma Faculdade de Medicina sobre as vivências, peculiaridades e papéis das atividades extracurriculares durante a formação médica. A investigação foi orientada pela abordagem qualitativa e estruturada em três etapas: pré-inquérito por meio da aplicação de questionário aos estudantes do 1º ao 6º ano de Medicina (n=423); entrevistas individuais, segundo roteiro semi-estruturado (n=24) e entrevistas em dois grupos focais constituídos por três encontros (n=14). Na 1ª etapa do estudo, os resultados apontaram que 90% dos participantes do 2º ano até o 4º ano do curso participam de atividades extracurriculares que estão vinculadas ao contexto universitário e despendem, em média, mais de 8h semanais. A participação em ligas acadêmicas foi a atividade mais freqüentemente relatada pelos estudantes do 1º ao 4º ano...

Relatório da Diretoria do Estabelecimento, 1962, parte 2, SP.

Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.48%
Este material é uma fotografia autorizada e obtida na Escola Normal de Casa Branca, em São Paulo.; O documento faz referência as atividades extracurriculares, entre elas a Semana Euclidiana, a reunião de pais de alunos, competições esportivas, comemorações cívicas, dia da escola, associação de antigos alunos e festa de formatura da Escola Normal “Dr. Francisco Thomaz de Carvalho” de Casa Branca durante o ano letivo de 1961.

Desenvolvimento do Potencial em Crianças em Idade Pré-Escolar em Meio Urbano/Meio Rural - Um Estudo Exploratório nos Concelhos de Évora e Viana do Alentejo

Monteiro, Luísa Rodrigues; Candeias, A. A.
Fonte: Dep. Pedagogia e Educação - Universidade de Évora Publicador: Dep. Pedagogia e Educação - Universidade de Évora
Tipo: Parte de Livro
POR
Relevância na Pesquisa
46.55%
A educação pré-escolar assume um papel fundamental no desenvolvimento das crianças que se quer cada vez mais abrangente e transversal. O nosso estudo tem como objetivo compreender se o desenvolvimento do potencial das crianças em idade pré-escolar está associado à frequência de atividades extracurriculares e ao meio onde residem. Realizou-se com uma amostra de 46 crianças, em dois Jardins de Infância, um de meio urbano e outro rural, nos concelhos de Évora e Viana do Alentejo. Utilizámos os instrumentos de avaliação do Modelo de Spectrum (Krechevsky 2001). A análise de resultados demonstrou que a população urbana apresentou um desenvolvimento do potencial superior à população rural em quase todas as atividades. A concluir destacamos as implicações deste estudo para a educação pré-escolar, nomeadamente no que se refere à sua organização e avaliação.

Avaliação do Potencial de Desenvolvimento em meninos e meninas dos 4 aos 6 anos

Monteiro, Luisa; Candeias, A. A.
Fonte: Dep. de Pedagogia: Universidade de Évora Publicador: Dep. de Pedagogia: Universidade de Évora
Tipo: Aula
POR
Relevância na Pesquisa
46.55%
A educação pré-escolar assume um papel fundamental no desenvolvimento das crianças que se quer cada vez mais abrangente e transversal. O nosso estudo tem como objetivo compreender se o desenvolvimento do potencial das crianças em idade pré-escolar está associado à frequência de atividades extracurriculares e ao meio onde residem. Realizou-se com uma amostra de 46 crianças, em dois Jardins de Infância, um de meio urbano e outro rural, nos concelhos de Évora e Viana do Alentejo. Utilizámos os instrumentos de avaliação do Modelo de Spectrum (Krechevsky 2001). A análise de resultados demonstrou que a população urbana apresentou um desenvolvimento do potencial superior à população rural em quase todas as atividades. A concluir destacamos as implicações deste estudo para a educação pré-escolar, nomeadamente no que se refere à sua organização e avaliação.

Efeito da prática de atividade física extracurricular organizada no sucesso-insucesso de alunos do Ensino Secundário da cidade de Viseu

Caldeira, Pedro Miguel Martins
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.48%
Dissertação de Mestrado em Ensino de Educação Física nos Ensinos Básico e Secundário; O efeito da prática de atividade física extracurricular tem sido considerado positivo por alguns autores (Trudeau e Shephard, 2008), na medida em que produz efeitos favoráveis para um bom rendimento escolar. Coe et al. (2006) demonstram uma ligação clara entre a melhoria do rendimento escolar e níveis de atividade física, principalmente através da participação em desportos fora da escola. Carlson et al. (2008) verificam que há alunos, particularmente as raparigas, que obtiveram um reduzido benefício no rendimento escolar, quando correlacionado com a prática de atividade física. Assim, e na tentativa de clarificar esta situação, o presente estudo teve como objetivo verificar o efeito da prática de atividade física extracurricular organizada no sucesso/insucesso escolar de alunos do ensino secundário. Foi aplicado um questionário a uma amostra de 160 alunos (x do sexo masculino e x do sexo feminino), com idades entre os 14 e os 19, alunos de 3 escolas secundarias da cidade de Viseu. Constámos que 85,6% dos alunos que praticam atividade física extracurricular consideram que o tempo que disponibilizam para a mesma não é prejudicial para o tempo de estudo ou rendimento escolar. Constatou-se igualmente que mais de metade dos alunos que praticam atividade física extracurricular (89...

Atividades extracurriculares : antídoto ou veneno ? : Análise das atividades extracurriculares praticadas por crianças de 10 a 13 anos de uma escola particular

Rodrigues, Rosane Aveiro de Araújo
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa Publicador: Universidade Técnica de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 12/11/2009 POR
Relevância na Pesquisa
56.93%
Mestrado em Desenvolvimento da Criança na variante Desenvolvimento Motor; A ocupação do tempo extra-escolar constituíu o ponto de partida desta investigação. Derivam da entrada da mulher no mercado de trabalho, consequências que atingem a gestão do tempo familiar, sobretudo o que envolve a responsabilidade pela gestão do tempo dos filhos quando não estão na escola. A angústia da família em equipar os filhos com as ferramentas essenciais para ingressarem com êxito no competitivo mercado de trabalho faz com que o tempo livre das crianças seja ocupado por atividades extracurriculares encarregadas de desenvolver as competências necessárias. Por outro lado devido à diminuição da segurança, urbanização acelerada das cidades e padronização dos modos de vida, estas mesmas atividades dependendo das características que envolvem entre outras coisas a liberdade na escolha e o prazer na sua execução, podem representar uma oportunidade de convívio com outras crianças em situação de jogo (embora supervisionado), desenvolvendo características positivas no indivíduo. Esta pesquisa investiga portanto as atividades extracurriculares praticadas por 108 crianças entre 10 e 13 anos, de uma escola particular no extremo sul do Estado da Bahia...

A influência do mau trato e do nível socioeconómico no desenvolvimento psicomotor: o papel moderador das atividades extracurriculares

Joaquim, Joana Rita Lopes
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.91%
Mestrado em Psicologia Social da Saúde; Os números de crianças sinalizadas como estando em situação de risco, nomeadamente, devido às condições familiares, precariedade e abuso aumenta anualmente. Estes dados alertam para o quão importante é intervir ao nível dos contextos de risco, procurando identificar os fatores que minimizam as suas consequências negativas para o desenvolvimento da criança. A literatura defende que o baixo nível socioeconómico e o abuso têm consequências negativas para o desenvolvimento das crianças em diversos sectores. Procurou-se comparar o desenvolvimento psicomotor, através da noção do corpo e da estruturação espaciotemporal, de crianças de nível socioeconómico alto e baixo, assim como vítimas de abuso e grupo de controlo. Pretendeu-se também, no sentido de identificar fatores de proteção, compreender o papel das atividades extracurriculares na relação entre os fatores de risco e o desenvolvimento psicomotor, testando a hipótese de moderação gerada pela participação. Para constituição dos grupos com base no abuso, foi usado o Questionário de Avaliação do Mau Trato, Negligência e Abuso Sexual (Calheiros, 2006), e a Bateria Psicomotora (BPM) (Fonseca, 1985), para avaliação da noção do corpo e da estruturação espaciotemporal. Verificou-se que ambos fatores de risco apresentam consequências ao nível do desenvolvimento psicomotor. As médias da noção do corpo e da estruturação espaciotemporal variaram...

Interações sociais de crianças pré-escolares com Síndrome de Down durante atividades extracurriculares

Lucisano,Renata Valdívia; Pfeifer,Luzia Iara; Pinto,Maria Paula Panuncio; Santos,Jair Lício Ferreira; Anhão,Patrícia Páfaro Gomes
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.69%
O objetivo desta pesquisa foi identificar o processo de interação social de crianças com Síndrome de Down (SD) durante atividades extracurriculares na rede regular de educação infantil do município de Ribeirão Preto. Participaram da pesquisa seis crianças na faixa etária de 3 a 6 anos. Foram realizadas duas filmagens de cada criança em situações de interação social durante atividades extracurriculares, e analisadas através de quinze comportamentos, distribuídos em duas categorias de habilidades sociais: interpessoais e de autoexpressão. Os resultados demonstraram que, quanto às habilidades interpessoais, houve maior ocorrência do comportamento "ocorre interação com outra criança". Já na categoria habilidades de autoexpressão, apenas os comportamentos "sorri" e "imita outras crianças" apresentam ocorrência significativa. Os comportamentos mais frequentes encontrados neste estudo permitem compreender que o ambiente escolar torna-se um facilitador na interação da criança com SD com outras crianças de desenvolvimento típico, possibilitando o desenvolvimento das habilidades sociais esperadas.

Atividades extracurriculares: multiplicidade e diferenciação necessárias ao currícu

Peres,Cristiane Martins; Andrade,Antonio dos Santos; Garcia,Sérgio Britto
Fonte: Associação Brasileira de Educação Médica Publicador: Associação Brasileira de Educação Médica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
46.73%
Estudos recentes apontam a importância de investigações mais abrangentes sobre o universo da formação médica, ressaltando que esta é constituída por um complexo quadro de atitudes. O curso é extenuante e, mesmo assim, os estudantes se envolvem com uma infinidade de atividades extras durante a sua formação, construindo um vasto currículo paralelo. Por meio da "triangulação metodológica", investigaram-se as concepções de estudantes de Medicina sobre as vivências e papéis das atividades extracurriculares. O estudo buscou o diálogo entre três diferentes estratégias: aplicação de questionário aos estudantes do primeiro ao sexto ano de Medicina (n = 423), entrevistas individuais (n = 24) e entrevistas em dois grupos focais (n = 14). Os dados revelaram que os estudantes de Medicina identificam seu envolvimento com atividades extracurriculares como uma tentativa de preencher lacunas curriculares, integrar-se com colegas, suplementar o curso, obter bem-estar, atender a indagações profissionais, enfim, múltiplas motivações. A dimensão individual e coletiva da metodologia permitiu que toda a heterogeneidade relativa ao cotidiano da formação médica acabasse por emergir.

Aprendizagem contextual: impacto motivacional de atividades musicais extracurriculares em alunos de Guitarra de um Conservatório de música; Contextual learning: motivational impact of extracurricular musical activities in Guitar students of a Conservatory of music

Ferreira, Marco Paulo Duarte
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
46.93%
Relatório de estágio de mestrado em Ensino de Música; Este estudo pretende contribuir para a identificação de fatores que permitam melhorar a motivação escolar assim como o sucesso escolar. Portanto, o presente trabalho pretende investigar sobre os resultados da participação de alunos em atividades musicais extracurriculares, como ferramenta motivacional no estudo da guitarra, inserido no ensino vocacional de música. Esta temática já tem sido estudada por vários autores em diversos contextos, em que, na maior partes dos casos, foram obtidos resultados consideravelmente positivos. Alguns estudos têm revelado que a participação de alunos em atividades extracurriculares aumenta a sua motivação e, em certos casos, também o sucesso escolar. Para este estudo, participaram 16 alunos de guitarra de um Conservatório de música. Durante um ano letivo, foram desenvolvidas atividades musicais extracurriculares para os alunos referidos. Verificou-se que, de certa forma, alguns alunos apresentam comportamentos motivacionais mais elevados, embora em diferentes níveis, após terem realizado as atividades mencionadas. Em certos casos, o sucesso escolar aumentou, bem como a própria vontade de progredir no estudo na guitarra num nível superior.; This study contributes to the identification of factors that allows improving school motivation as well school success. Therefore...

ENTRE A FRUIÇÃO DO PRESENTE E O INVESTIMENTO NO FUTURO: PRÁTICAS EXTRACURRICULARES ESTUDANTIS EM COLÉGIOS PRIVADOS

Quaresma,Maria Luísa
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais Publicador: Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2015 PT
Relevância na Pesquisa
56.88%
RESUMO:Neste artigo refletiremos sobre as atividades extracurriculares dos jovens das classes dominantes, tendo por base a realidade educativa de dois prestigiados colégios privados sediados em Lisboa. Após a revisão da literatura sociológica sobre a educação não formal e a importância das atividades extracurriculares no quotidiano dos jovens e das famílias e a apresentação das principais técnicas de investigação (inquérito e entrevistas), analisaremos os resultados empíricos sobre a adesão às práticas extracurriculares dos alunos desses colégios e os sentidos que lhes atribuem as respetivas famílias. Concluímos que a frequência dessas atividades é massificada entre os jovens dessas escolas e que essas preferências estão longe de ter um cunho marcadamente classista, refletindo, para além disso, o ethosda respetiva escola frequentada. Em sintonia com a literatura sociológica, concluímos ainda que a instrumentalidade e a lógica de investimento no futuro subjazem às opções juvenis e também parentais para a ocupação do tempo livre.

A importância das atividades extracurriculares na motivação escolar e no sucesso escolar

Cunha, Anabela de Jesus da
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
67.15%
Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para a obtenção do grau de Mestre em Psicologia, ramo de Psicologia Clínica e da Saúde; Este estudo pretende contribuir para a identificação de fatores que permitam melhorar a motivação escolar e o sucesso escolar. Assim, na presente investigação pretendese avaliar a associação entre a participação em atividades extracurriculares com a motivação escolar e o sucesso escolar dos alunos. Pretende-se igualmente comparar o grupo de praticantes de atividades extracurriculares com o grupo de não praticantes, quanto à motivação escolar e ao sucesso escolar. Participaram neste estudo 196 alunos, da Escola Secundária de Cinfães, dos quais 129 praticam atividades extracurriculares e 67 não praticam. A faixa etária dos alunos está compreendida entre os 12 e os 19 anos (M=14,30; DP=1,41); relativamente ao género, 102 alunos são do sexo feminino e 94 são do sexo masculino; e por fim, quanto ao nível de escolaridade, 61 alunos frequentam o 10º ano de escolaridade, 52 pertencem ao 7º ano, 48, pertencem ao 9º ano e 35 são do 8º ano. A avaliação das dimensões em estudo foi efetuada através da administração dos seguintes instrumentos: o Questionário Sociodemográfico...

O QUE ELES FAZEM DEPOIS DA AULA ? AS ATIVIDADES EXTRACURRICULARES DOS ALUNOS DE CIÊNCIAS MÉDICAS DA FMRP-USP; WHAT DO THEY DO AFTER CLASS ? EXTRA CURRICULUM ACTIVITIES OF MEDICAL STUDENTS OF RIBEIRÃO PRETO-UNIVERSITY OF SÃO PAULO

Vieira, Elisabeth Meloni; Barbieri, Carolina Luisa Alves; Vilela, Daniel Bacco; Ianhez Júnior, Edgar; Tomé, Fernanda Silva; Woida, Francesca Maia; Martinez, Guilherme Luna; Vicente, Luciana Morais; Gava, Nelson Fabrício; Lira, Priscilla Genari; Brandã
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 30/06/2004 POR
Relevância na Pesquisa
46.82%
Em 1999, o Programa Especial de Treinamento da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo realizou um estudo com 326 alunos, do primeiro ao quarto ano, com o objetivo de identificar e descrever as atividades extracurriculares desses alunos. Em 2002, o estudo foi repetido, utilizando-se o mesmo instrumento, aplicado em 360 alunos. Trata-se, portanto, de estudo transversal, cujas variáveis estudadas são: idade, sexo, ano do curso, atividades extracurriculares ligadas à FMRP-USP, motivo da pratica de tais atividades, horas despendidas com elas, grau de satisfação e motivo de satisfação e insatisfação. Do total de entrevistados, 64% são homens e 36% são mulheres. A média da idade é 20,7 anos e apenas 8% (29) não estavam engajados em nenhuma atividade extracurricular na época da entrevista. Das atividades mais freqüentadas estão as ligas (73%), os treinos esportivos (53%), os estágios em laboratório de iniciação científica (31,5%) e os plantões voluntários (31%). Das atividades não relacionadas à Faculdade, 36% referiram-se ao estudo de uma língua estrangeira e 24,5%, à música ou ao teatro. A maioria gasta, pelo menos, cinco horas semanais com essas atividades. Maior número de atividades foi encontrado...

Atividades extracurriculares de estudantes universitários : qual impacto no envolvimento e desempenho universitário?

Silva, Helder Manuel Antunes da
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
56.62%
Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia dos Recursos Humanos, do Trabalho e das Organizações), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2015; Com este estudo pretende-se investigar como a frequência de atividades extracurriculares (AEs) por parte de estudantes da Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa (FPUL) afeta o seu desempenho universitário; e como a afiliação ou a liderança em grupos de AEs afetam o seu envolvimento com a sua Faculdade. 260 estudantes da FPUL responderam ao questionário aplicado, e os resultados apontam para que não existam diferenças significativas entre o desempenho académico, o envolvimento com a Faculdade, e os vários níveis de participação em AEs. Apenas foram encontradas diferenças significativas entre o envolvimento Comportamental e a afiliação e liderança em grupos de AEs, porém os participantes que faziam parte desses grupos tiveram um envolvimento menor que os restantes participantes, ao contrário do que se esperava.; The goal of this study is to investigate how the participation in extracurricular activities (AEs) by the students of the Faculdade de Psicologia da Universidade de Lusboa (FPUL) affects their College performance; and how the affiliation or leadership in groups of AEs affects their involvement with their College. 260 students answered the applied questionnaire...

A importância de políticas públicas além da escola formal para o desenvolvimento infantil e adolescente: uma revisão de literatura; The importance of public policy out of the formal school in childhood and adolescence development: a literature review

Matias, Neyfsom Carlos Fernandes
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; avaliado por pares; Formato: application/pdf
Publicado em 04/11/2010 POR
Relevância na Pesquisa
46.85%
O que crianças e adolescentes fazem fora da escola ou como utilizam o seu tempo livre tem sido objeto de estudo para diversos pesquisadores. Estes têm destacado a necessidade de levantar dados sobre estas atividades e como as mesmas podem influenciar diferentes aspectos, tais como: desempenho acadêmico, desenvolvimento físico, cognitivo e de habilidades sociais, entre outros; além de conjugar duas variáveis importantes à infância e à adolescência: a proteção social e a educação. Neste sentido, este artigo apresenta questões envolvidas em atividades extracurriculares para crianças e adolescentes, denominadas de ações socioeducativas no Brasil. Trata-se de um estudo de revisão da literatura que apresenta a importância das atividades extracurriculares, quais os principais impactos destas ações aos seus participantes apresentados em pesquisas realizadas por diversos investigadores. As considerações apontam a necessidade da realização de estudos empíricos sobre o tema no Brasil, a fim de detectar se os dados elencados pela literatura internacional se fazem presentes no país. Além disso...

A importância das atividades extracurriculares universitárias para o alcance dos objetivos profissionais dos alunos de administração da Universidade Federal de Santa Catarina

Pereira, Alessandra Knoll; Universidade Federal de Santa Catarina e Universidade do Vale do Itajái; Koshino, Marcos Fernandes; Universidade Federal de Santa Catarina; Ferreira, Talita Ribeiro; Universidade Federal de Santa Catarina; Rocha, Rudimar Antune
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2011 POR
Relevância na Pesquisa
46.8%
http://dx.doi.org/10.5007/1983-4535.2011v4nespp163 Este artigo analisa a importância atribuída pelos alunos do curso de Administração da Universidade Federal de Santa Catarina às atividades extracurriculares para o alcance dos seus objetivos profissionais. O Objetivo geral configurou-se como: identificar como os alunos desse estudo avaliam a importância do desenvolvimento de atividades extracurriculares durante a vida acadêmica para o alcance dos seus objetivos profissionais; já os objetivos específicos foram: a) identificar as atividades extra-curriculares que os alunos consideram importantes para atingir os seus objetivos profissionais; b) identificar as aspirações profissionais dos ingressos e egressos; c) identificar se os ingressos e egressos planejam suas carreiras; d) verificar como a Instituição em estudo colabora com o oferecimento de atividades extra-curriculares;  e) identificar quais as atividades que devem ser desenvolvidas para  auxiliar o aluno em estudo na busca de sua realização profissional. Para tanto, esta pesquisa foi classificada como de caráter descritivo e qualitativo, e utilizou-se o método de pesquisa bibliográfica e a pesquisa de campo. Como instrumentos de coleta de dados foram utilizados questionários impressos e eletrônicos. Como resultado...

Atividades extracurriculares e qualidade de vida de alunos de fonoaudiologia

Oliveira, Joyce Teodoro de; Bittencourt, Zélia Zilda Lourenço de Camargo
Fonte: Serviço Social & Saúde Publicador: Serviço Social & Saúde
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 12/05/2015 POR
Relevância na Pesquisa
66.91%
Este artigo é fruto de discussões sobre a qualidade de vida de alunos do curso de Fonoaudiologia, após várias queixas de falta de tempo para as atividades extracurriculares. Desta forma, se propõe a avaliar a qualidade de vida desses acadêmicos de uma Universidade Pública Paulista e mapear as atividades extracurriculares por eles realizadas. Utilizou-se o instrumento de avaliação de qualidade de vida WHOQOL-BREF e um questionário com dados sociodemográficos. Os achados revelaram que alunos da série mais envolvida com atividades extracurriculares, algumas remuneradas, obtiveram piores escores nos domínios físico, psicológico e meio ambiente, refletindo em sua qualidade de vida.