Página 1 dos resultados de 40 itens digitais encontrados em 0.097 segundos

Os estudantes de Enfermagem perante a morte dos seus doentes

Gomes, Odília da Quinta
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
96.01%
Projeto de Graduação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Licenciada em Enfermagem; O avanço científico trouxe novas características à morte a ao processo de morrer, sendo que daí resultou um envolvimento cada vez maior dos profissionais de saúde com a fase final da vida dos seus pacientes. Mas os profissionais de saúde estão, sobretudo, vocacionados para a recuperação e para a cura dos doentes, para prolongar da vida. Esta orientação da prestação de cuidados para um modelo biomédico curativo faz com que a morte seja considerada como uma derrota das técnicas modernas de tratamento. O contributo de um trabalho deste género na formação académica e profissional de um enfermeiro será, sem dúvida, importante uma vez que a morte faz parte do ciclo da vida e de deste modo implica um peso muito grande na formação global do curso de base de enfermagem que merece uma atenção em particular. Daí que a reflexão sobre esta problemática pareça oportuna e pertinente, considerando que os alunos de enfermagem, no seu processo de cuidar, ao longo dos Ensinos Clínicos, confrontam-se com experiências inevitáveis relacionadas com o fim de vida de quem cuidam. O presente trabalho...

O sentido da vida e a inevitabilidade da morte: para uma abordagem psicológica na educação para a morte

Mariano, Ana Teresa Ribeiro de Meneses
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
85.87%
O presente trabalho pretende abordar as diferentes perspectivas sobre como se encara a própria morte e a do outro, à luz da procura do sentido da existência, com o propósito de desbravar caminho e quebrar tabus, na tentativa de sugerir mais formação acerca do tema, no contexto da Psicologia. A Morte é a única certeza que o ser humano tem, mas a esta certeza somam-se medos e dúvidas infindáveis, que influenciam a Vida e o modo como a vivemos, connosco mesmos e com os outros. O ser humano parece viver a vida a fugir da morte. Como se de algo que só acontece aos outros se tratasse. Parece encará-la como a maior desgraça de todas, como sendo anti natura. Este tema surge como fundamental para o despertar das consciências, para que o assunto seja enfrentado e assumido como natural. Pretende-se, com este trabalho, fundamentar a necessidade, cada vez mais nítida, de se criar disciplinas e outros contextos de formação com esta temática, no sentido de fornecer as ferramentas necessárias aos técnicos de saúde, particularmente aos psicólogos, para que estejam aptos para ajudar a lidar com a morte e o morrer, uma vez que este é, definitiva e incontornavelmente, o único desfecho da nossa existência. Este tema será abordado com indivíduos cuja existência assenta...

Diante da morte: representações sociais da morte em enfermeiros

Teixeira, Pedro Fialho
Fonte: Universidade Aberta de Portugal Publicador: Universidade Aberta de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2006 POR
Relevância na Pesquisa
55.91%
Dissertação de Mestrado em Comunicação em Saúde apresentada à Universidade Aberta; As atitudes perante a morte têm-se modificado ao longo dos tempos, acompanhando o desenvolvimento da cultura social, da religião, da ciência e da tecnologia. No séc. XX a morte deixou de ser um acontecimento social, público e comunitário, deixou de se morrer em casa, junto dos familiares e amigos, e passa-se a morrer no hospital, o que traduz uma verdadeira “hospitalização da morte". Consequentemente, um maior envolvimento dos profissionais de enfermagem com esta problemática. Assim, realizamos um estudo de opinião com desenho descritivo, de carácter essencialmente exploratório, com o objectivo de conhecer a forma como os enfermeiros percepcionam e representam a morte, procurando apreender as dimensões que estruturam as representações da morte, em enfermeiros de Cuidados de Saúde Primários (CSP) e de Cuidados de Saúde Diferenciados (CSD), considerando que as representações são estruturadas a partir de ideias ou pensamentos, emoções ou sentimentos e imagens ou símbolos, que estes sujeitos associam à morte. A amostra em estudo é constituída por 106 enfermeiros de CSP (53) e de CSD (53). A selecção dos sujeitos que integram a amostra foi obtida recorrendo a métodos de amostragem não probabilística intencional e de conveniência...

A influência das atitudes e da ansiedade face à morte na imortalidade simbólica em estudantes

Pinto, Susana Fátima Silva
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.02%
O presente estudo propõe-se verificar a influência das Atitudes e da Ansiedade Face à Morte na Imortalidade Simbólica em estudantes universitários. Procura igualmente perceber quais as relações entre as diferentes variáveis. Com este propósito, foram aplicadas as versões portuguesas do Death Attitude Profile Revised (DAP-R; Wong, Reker, & Gesser, 1994), da Death Anxiety Scale (DAS; Templer, 1970) e da The Sense of Symbolic Immortality Scale (SSIS; Drolet, 1990), juntamente com um Questionário de dados sociodemográficos. Participaram no estudo 310 estudantes universitários de 1º e 2º ciclo, com idades compreendidas entre os 18 e os 56 anos. Os resultados mostram que os estudantes obtêm valores superiores de aceitação neutra e inferiores de aceitação de escape. Relativamente à idade os indivíduos mais velhos apresentam valores superiores de medo e de evitamento da morte, assim como valores inferiores de desejo de imortalidade simbólica. Os homens apresentam resultados mais elevados de aceitação neutra, de escape, de ansiedade face à morte e de desejo de imortalidade simbólica. Constata-se que as atitudes negativas perante a morte e a imortalidade simbólica se correlacionam negativamente com a ansiedade. Os resultados encontrados corroboram a tese de que existe influência das atitudes e da ansiedade no desejo de imortalidade simbólica.; Orientador: Edgar Pereira

O comportamento humano e o processo de luto na tragédia de Entre-os-Rios

Ferreira, Cristiana Teixeira Silva
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
65.75%
A morte e o luto são acontecimentos que fazem parte das vivências do ser humano ao longo do seu ciclo de vida. No entanto, apesar da consciência que a finitude é inerente à vida, a compreensão destes processos é sempre algo problemático. O presente trabalho tem como objectivo geral compreender do ponto de vista do comportamento humano de que forma se vivencia o processo de luto nos familiares das vítimas da tragédia da queda da ponte de Entre os Rios, em termos emocionais, sociais e psicológicos bem como comparar os processos de luto realizados por diferentes indivíduos e tendo como variáveis a idade, número de familiares perdidos e grau de parentesco. Foram realizados dois estudos, um qualitativo, onde foram entrevistados 12 indivíduos e outro quantitativo, que envolveu uma amostra de 102 inquiridos que responderam a um questionário sobre o Luto. Para análise dos dados foi utilizada a análise de conteúdo e a análise estatística. Os principais resultados indicaram, em termos globais, que o processo de luto dos familiares entrevistados se revela ainda inacabado, mesmo decorridos 5 anos após a tragédia, e que variáveis como a idade e grau de parentesco do familiar perdido influenciam o decorrer de um processo de luto saudável. São referidas algumas limitações inerentes a este tipo de estudo...

Jazigos de sombra : o ritual da morte na performance contemporânea

Aranda, Filipa Rosa Moura dos Santos
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
75.86%
A morte e os seus rituais têm expressão espontânea e visível na performance artística contemporânea, ao contrário do que sucede no quotidiano da sociedade ocidental do século XXI, que promove a sua ocultação. Esta investigação tem como objectivo analisar dois casos de performance artística, Hermann Nitsch e Marina Abramovic, à luz de um corpo conceptual de análise centrado nos rituais da morte ocidentais. Para melhor compreensão deste processo, procura-se estabelecer a ligação entre ritual e performance. Dado que o ritual mantém igualmente uma relação de proximidade com a religião, pretende-se averiguar se, e de que modo, na performance artística contemporânea, a morte e os seus rituais conseguem atingir os propósitos de um ritual religioso. No decorrer desta pesquisa também se verifica que a intenção inicial da performance artística, que era unir a vida e a arte, permanece no domínio da utopia ABSTRACT: Death and its rituals have a visible and spontaneous expression in contemporary performance, as opposed to what happens in the daily routine of XXI century western society that hides it. This investigation aims to analyze two cases of performance, Hermann Nitsch and Marina Abramovic, according to a conceptual body of analysis centered in western death rituals. In order to have a better understanding of this process...

Representação social da morte em contexto militar

Fernandes, Pedro Daniel Macedo
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
86.24%
Aliada à existência humana, a morte tornou-se ao longo da história companheira de reflexão do Homem, torneando os seus pensamentos, percepções, atitudes e comportamentos. É postada como fonte de desesperança humana, que a morte se assume como um dos verdadeiros tabus sociais ao longo dos tempos e esta é uma problemática que se ergue no enorme vazio que medeia o acto de morrer, em que o desconhecido, a dúvida, a incerteza da senda que a morte traduz, se apresentam como uma situação incauta para o ser humano. É imersa na incapacidade de aceitação da morte como parte integrante e legítima da vida humana, na assumpção da vulnerabilidade humana perante a morte, que a sociedade dos dias de hoje procura desvanecer a sua existência, repudiando-a veemente da sua vida, numa ingénua tentativa de evitar o inevitável confronto final, no qual o Homem que desde sempre procurou a eternidade do ser, arcará o guião do eterno derrotado. A perspectiva da morte, que a própria sociedade modificou ao longo dos séculos, retirou-a do estatuto de elemento social caracterizador da espécie humana, tornando-a suja e imoral. O desenvolvimento da cultura social, aliado à evolução da qualidade de vida, modificou a forma de pensar do Homem...

Aspectos da vida quotidiana presentes nos Annales de Tácito: uma caracterização da sociedade imperial no principado de Tibério

Ferreira, Ana Cristina Pragosa
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
55.67%
Os Annales do historiador romano, Públio Cornélio Tácito, surgem como um documento de particular importância para a caracterização de alguns dos aspectos da vida quotidiana do período governado pela dinastia Júlio- -Claudiana, sendo também um testemunho indispensável, no que respeita o conhecimento de imperadores como, Tibério, Cláudio e Nero. Com uma visível preocupação com a fidelidade aos factos, o historiador mostra-nos como cada um dos governos dos referidos imperadores influencia o modo de vida, não só dos habitantes de Roma, mas também daqueles que se distribuem pelas províncias e pelas fronteiras do Império. É a partir desta intenção inicial de fidedignidade que encetamos a caracterização de alguns aspectos da sociedade romana, sobretudo durante a época em que Tibério se encontra no poder. A relação com as mentalidades e ideais, sobretudo filosóficos, vigentes na época, torna-se, para este propósito, essencial para a compreensão desses aspectos. A história de Tácito coloca-se, assim, ao serviço do estudo de usos e costumes de outras épocas, explicando, simultaneamente, os mais básicos hábitos da vida quotidiana actual.; The Annals of the Roman historian, Publius Cornelius Tacitus, acquire a special significance in the characterization of particular aspects of the daily life under the ruling of Julius-Claudian dynasty...

A morte e o luto em contexto escolar: das vivências na primeira pessoa à (re) significação do conceito de escola acolhedora

Granja, Ana Maria Andeiro
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
85.86%
A morte é, porventura, o grande tabu da sociedade ocidental contemporânea, fenómeno com clara ressonância na forma como os sobreviventes vivenciam o luto por perda de figura significativa. Numa sociedade que se mantém à margem da morte, as emoções decorrentes do luto são escamoteadas e reprimidas, com sérios riscos para a saúde mental dos enlutados. Essa conspiração do silêncio desagua também nos contextos educativos, onde os valores da juventude, do bem-estar, do prazer e da felicidade, quase não deixam espaço para o sofrimento e a morte. Deste modo, este estudo pretende ser uma contribuição para a compreensão dos efeitos do processo de luto em alunos adolescentes, nomeadamente ao nível do seu desempenho escolar, e, concomitantemente, para a análise do tipo de apoio que a comunidade educativa proporciona a esses alunos, com enfoque no papel dos professores (em geral) e dos diretores de turma (em particular). Pretende ainda apresentar estratégias interventivas, a implementar nas escolas, potenciadoras de uma educação para a vida, mesmo em circunstâncias de morte, e para a gestão do luto, que se revelem promotoras de um lidar pedagógico inclusivo. Sendo o luto um processo que afeta o indivíduo em todas as dimensões que o definem...

Cuidador informal: sobrecarga e atitudes face à morte

Lopes, Anabela Silva Cardoso Almeida; Martins, Rosa Maria Lopes, orient.
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
106.23%
Curso de mestrado em enfermagem de reabilitação; A sobrecarga do cuidador informal (CI) tem-se tornado numa importante preocupação para a enfermagem de reabilitação, não só pela sua influência na qualidade de vida destas pessoas e independência funcional, como também pelos elevados custos sociais associados (Goodhead e McDonald, 2007; Petronilho, 2010, Cruz et al., 2010). Apesar de as questões relacionadas com a morte terem adquirido nas últimas décadas estatuto relevante nas ciências sociais e humanas (Loureiro, 2010), estas tem merecido pouca atenção quando se estuda a sobrecarga do CI (Reimer, 2007). Realizou-se um estudo quantitativo descritivo-correlacional com os objetivos principais de: analisar a influência das variáveis sociodemográficas e contextuais na sobrecarga do CI; analisar a influência da sobrecarga do CI nas suas atitudes perante a morte. Utilizou-se para o efeito o Questionário de Avaliação da Sobrecarga do Cuidador Informal (QASCI) e a Escala de Avaliação do Perfil de Atitudes Acerca da Morte (EAPAM). Foram inquiridas através de questionário 32 cuidadores informais. Os resultados evidenciaram correlações significativas entre : “idade” e atitude de “Evitamento”; “anos de cuidado” e atitude de “Neutralidade”; “estado civil” e as dimensões “Reações a Exigências” e “Perceção de Mecanismos Eficácia e Controlo”; “motivo da dependência” e atitude de “Medo”...

Atitudes perante a morte e sentido de vida em profissionais de saúde

Andrade, Teresa Alexandra Malveiro, 1973-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2007 POR
Relevância na Pesquisa
86.15%
Tese de doutoramento em Psicologia (Psicologia Clínica), apresentada à Universidade de Lisboa através da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, 2008; Este estudo tem como principal objectivo averiguar o impacto que a exposição ocupacional à morte pode ter nas atitudes perante a morte em profissionais de saúde.Procura igualmente perceber como a variável sentido de vida pode actuar enquanto factor de protecção deste impacto e como preditora dos níveis de ansiedade e depressão reportados pelos profissionais de saúde com diferentes graus de exposição ocupacional à morte. Com este propósito, foram aplicadas as versões portuguesas dos seguintes instrumentos: Death Attitude Profile Revised (DAP-R, Wong, Reker e Guesser, 1994), o Purpose in life test (PIL, Crumbaugh e Maholik, 1964), e o Hospital Anxiety and Depression Scale (HADS, Zigmond e Snaith, 1983). A amostra é constituída por 281 profissionais de saúde com formação em áreas distintas e com diferentes graus de exposição ocupacional à morte. Os resultados encontrados corroboram a tese de que um elevado sentido de vida protege os indivíduos de atitudes negativas perante a morte bem como de sintomas angodepressivos sendo esta protecção particularmente visível em situação de maior exposição ocupacional à morte.; This study main purpose is to investigate the impact that occupational death exposure has on death attitudes in healthcare professionals. It also aims to understand how the variable meaning in life can minorate this impact as well as predict diferential levels of anxiety and depression in healthcare professionals with different occupational dealth exposure. In order to attain this purpose...

Atitudes perante a morte e ansiedade e depressão em cuidadores profissionais de cuidados paliativos

Lopes, Tatiana Prazeres Antunes Vaz
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
126.34%
Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia Clínica Dinâmica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2010; O presente estudo visa: (1) caracterizar as atitudes perante a morte e a ansiedade e depressão num grupo de cuidadores profissionais de cuidados paliativos; (2) explorar a relação das atitudes perante a morte e da ansiedade e depressão em função do sexo, idade, anos de experiência em cuidados paliativos e habilitações profissionais; (3) analisar a relação entre as atitudes perante a morte e a ansiedade e depressão. Com este propósito, foram aplicadas as versões portuguesas do Death Attitude Profile Revised (DAP-R; Wong, Reker, & Gesser, 1994) e da Hospital Anxiety and Depression Scale (HADS; Zigmond & Snaith, 1983), juntamente com um Questionário para a recolha de dados sócio-demográficos. Participaram no estudo 42 cuidadores profissionais de cuidados paliativos, com idades entre os 21 e os 50 anos. Os resultados mostram que, face a um grupo de comparação (amostra do estudo de Wong, Reker, & Gesser, 1994), os cuidadores profissionais obtêm valores superiores de medo da morte e inferiores de aceitação de escape e aceitação religiosa. Relativamente às atitudes perante a morte...

A morte do outro: mudança e diversidade nas atitudes perante a morte

Cunha, Vanessa
Fonte: CIES-ISCTE / CELTA Publicador: CIES-ISCTE / CELTA
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /12/1999 POR
Relevância na Pesquisa
85.96%
As histórias da morte são, antes de mais, histórias da vida. Episódios que na sociedade tradicional, pela sua visibilidade e ocorrência regular, faziam parte integrante do quotidiano familiar. A sociedade reservava-lhe um importante espaço de socialização e ritualizava solenemente a sua passagem. Na sociedade contemporânea, o alongamento da vida humana conduz ao adiamento do encontro com a morte, e as transformações nas condutas imprimem novas configurações à experiência da perda. Neste artigo procura-se dar conta da mudança e da diversidade nas atitudes face à morte na sociedade portuguesa, a partir de uma abordagem simultaneamente quantitativa - a leitura de dois indicadores estatísticos - e qualitativa - a análise de entrevistas sobre a "morte do outro".; Stories about death are first and foremost stories about life - episodes which in traditional society formed an integral part of a family’s daily life, thanks to their visibility and regular occurrence. Society reserved an important socializing space for death and solemnly ritualised its visits. In contemporary society, the lengthening of the human life span is causing our meeting with death to be put back in time, and the transformations in our behavioural patterns are imposing new configurations on the experience of loss. This article seeks to give an account of this change and of the diverse attitudes with which Portuguese society confronts death. In order to do so it employs an approach which is simultaneously quantitative - via the interpretation of two statistical indicators - and qualitative - thanks to the analysis of interviews about the "death of others".; Les histoires de mort sont...

Ansiedade perante a morte em estudantes de enfermagem: Estudo exploratório

Brito, Ana Maria Duarte
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2003 POR
Relevância na Pesquisa
106.13%
Dissertação de Mestrado em Psicopatologia e Psicologia Clínica; O objectivo deste trabalho centra-se na investigação e análise da ansiedade perante a morte em futuros profissionais da saúde, nomeadamente em estudantes universitários do curso de enfermagem. Sendo a morte considerada por muitos autores como o grande tabu do séc. XX/XXI numa primeira fase faz-se uma análise histórica dos aspectos mais sociológicos da morte. Numa segunda fase abordam-se os aspectos psicológicos e o medo perante a morte. O medo da morte é universal e pode ser detectado em todas as culturas, nas diversas crenças religiosas, em todas as idades e em ambos os sexos. Abrange múltiplos aspectos sendo que cada um deles poderá provocar mais medo em diferentes pessoas. A questão básica do presente trabalho é a de como se coloca perante a morte o estudante de enfermagem que no futuro lidará profissionalmente com a morte dos outros. A partir destes pressupostos, procurou-se estudar o medo da morte em estudantes de enfermagem, utilizando como instrumento de medida a Escala Multidimensional para Medir o Medo da Morte (EMMM) de Hoelter que foi aplicada em diversas escolas de enfermagem de Lisboa. Esta escala é constituída por oito sub-escalas...

Ideias de morte num frupo de crianças leucémicas dos 8 aos 11 anos de idade

Machado, Rita Silveira; Trincão, João Carlos Pinto; Teixeira, José A. Carvalho
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //1994 POR
Relevância na Pesquisa
45.95%
Quisémos explorar a possibilidade de diferenças quanto as ideias de morte reunindo um grupo de 20 crianças, 10 leucémicas e 10 saudáveis, entre os 8 e os 11 anos de idade, Admitimos como hipótese, que a criança leucémica apresentaria representações e atitudes diferentes perante a ideia de morte. Considerámos que a exploração e a aproximação feita as ideias de morte, neste grupo, permitir-nos-iam modificar e adaptar as atitudes teRapêuticas para os pedidos de auxílio das crianças que, portadoras de doença grave, se vêem confrontadas com a iminência da morte. Utilizámos uma prova projectiva, o teste do «Patte Noir», que nos permite a compreensão e identificação de alguns traços e tendências relativas a pcrsonalidade de cada sujeito e considerar as preocupações que surgem relativamente a morte nas quatro vertentes pesquisadas: separação, solidão, exclusão e fim irreversível.; ABSTRACT: In this paper the authors presents the resuits of a study with 10 leukemic children (8-1 1 years). The authors discuss the children’s ideas about death (separation, loneliness, exclusion and irreversible end) and liis serious consequentials in the field of clinical health psychology.

Atitudes dos enfermeiros perante morte cerebral e transplantação de órgãos

Barradas, Júlia Florbela Gago
Fonte: Universidade do Algarve Publicador: Universidade do Algarve
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
56.22%
Dissertação de mest., Psicologia (Psicologia da Saúde), Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, Univ. do Algarve, 2010; Tendo em conta a investigação médica, a doação de órgãos vai continuar a ser a fonte fundamental de órgãos para transplante. O reconhecimento e a manutenção dos potenciais dadores em morte cerebral estão entre os grandes desafios enfrentados pelas equipas que trabalham em cuidados intensivos e urgências (Duarte, Salviano & Gresta, 2004). Como membro da equipa de saúde, o enfermeiro, apesar de não ser responsável pela decisão no processo, participa nos cuidados ao potencial dador de órgãos. Este estudo tem como objectivo analisar eventuais relações entre um conjunto de variáveis sócio-demográficas, de caracterização da experiência dos enfermeiros e as suas atitudes perante morte cerebral e transplantação de órgãos, para, assim, se compreenderem as suas atitudes perante a temática. A amostra foi constituída por 130 enfermeiros, correspondendo a uma taxa de resposta de 76%. Os dados foram recolhidos nos serviços de Urgência e Unidade de Cuidados Intensivos do Hospital de Faro e do Centro Hospitalar do Barlavento Algarvio. Para avaliação das variáveis em estudo utilizaram-se três questionários: de dados sócio-demográficos; de caracterização da experiência dos enfermeiros em relação à morte cerebral e transplantação de órgãos e das suas atitudes perante morte cerebral e transplantação de órgãos (Kim...

Ritos de morte na lembrança de velhos

Rezende,Ana Lúcia Magela de; Santos,Geralda Fortina dos; Caldeira,Valda da Penha; Magalhães,Zídia Rocha
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/1995 PT
Relevância na Pesquisa
75.98%
"Ritos de morte na lembrança de velhos" concretizou-se como pesquisa a partir do desconforto vivido pelas autoras em suas relações profissionais, onde a questão da morte era sempre tangenciada. Caracteriza-se como uma investigação de inspiração fenomenológica, que utilizando-se do relato oral de sujeitos de terceira idade, procurou recuperar, decodificar e interpretares ritos mortuários. Dos depoimentos surgiram as unidades de significado: Sentimentos e Significados diante da Morte; A Hora da Morte; A Morte Anunciada; Preparativos do Corpo; A Sentinela; O Cortejo Fúnebre; A Última Morada; A Volta para Casa; A Morte Lembrada; e sobre elas incidiu a nossa análise. Esta nos possibilitou a compreensão do vivenciar a morte, refletir as atitudes dos profissionais de saúde ao assistir o cliente e seus familiares nesta experiência existencial do ser-para-a-morte. A morte racionalizada pelo conhecimento científico, impessoalizada nos cuidados tecnologizados esconde novos ritos, transmutados pelas novas representações que a sociedade construiu.

Vivências de uma equipe de enfermagem com a morte de criança indígena hospitalizada

Oliveira,Pâmela Roberta de; Schirmbeck,Tane Miquieli Elicker; Lunardi,Rosaline Rocha
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
65.88%
Estudo descritivo, exploratório, com abordagem qualitativa. Buscou-se conhecer as experiências da equipe de enfermagem, com a morte de uma criança indígena hospitalizada e os sentimentos que emergiram dessa vivência. Participaram da pesquisa 11 profissionais. A coleta de dados foi realizada na Unidade Pediátrica de um hospital público municipal do interior do Estado de Mato Grosso. Após análise, as entrevistas foram agrupadas nos seguintes eixos temáticos: sentimentos manifestados pelo cuidador; estratégias de enfrentamento da morte; acolhimento à família perante a morte; o vivenciar da morte indígena versus não indígena; vivências com a negligência e o preconceito; impacto da morte na vida e saúde do profissional; impacto na vida do profissional; e apoio psicológico ao profissional. A equipe de enfermagem sofre frente à morte da criança indígena, o que acaba influenciando sua vida e suas atitudes, tanto no ambiente hospitalar como fora dele.

Descanse em paz: testamentos e cemitérios extramuros na Santa Maria de 1850-1900

Flores, Ana Paula Marquesini
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
56.04%
A análise das atitudes perante a morte expressas pela sociedade da vila de Santa Maria da Boca do Monte, durante a segunda metade do século XIX, foi o objeto desta pesquisa. Para tanto, estudamos, no período mencionado, autos testamentais e as correspondências paroquiais que ressaltavam a necessidade de construção de um cemitério extramuros na vila. A partir dos testamentos foram analisadas as preocupações com os preparativos para o enfrentamento da morte, os meios empregados nas tentativas de salvação da alma, do bem morrer e as inquietações com o pós-morte. O estudo das correspondências do vigário à Presidência da Província do Rio Grande do Sul permitiu uma investigação das preocupações com a morte e o com local reservado aos enterramentos. Nessas correspondências, que abrangeram o período de 1856 a 1864, o vigário procurou demonstrar as necessidades da construção de um cemitério extramuros na vila de Santa Maria e as preocupações conseqüentes como: sepultamento dos corpos, religiosidade, saúde pública, urbanização e desenvolvimento da localidade. Testamentos e correspondências, assim analisados, são as evidências das atitudes e ações perante a morte expressas pela sociedade santa-mariense...

ATITUDE DO ENFERMEIRO PERANTE A MORTE

Tojal, António Pedro Lima
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/01/2014 POR
Relevância na Pesquisa
96.27%
A transferência da morte do domicílio para o hospital implica uma necessidade de mudança de atitudes por parte das instituições hospitalares como estrutura, e por parte dos seus profissionais de saúde. Esta realidade levou a novas implicações e preocupações por parte dos enfermeiros, que com ela se confrontam diariamente, e perante a qual se sentem desprovidos de conhecimentos e de formação profissional que lhes permita olhar de frente para uma realidade, que a cada instante se coloca diante dos seus olhos. Sendo a morte, uma situação em que os enfermeiros sentem dificuldade em lidar e agir perante esta, desenvolveu-se o presente estudo, com o objectivo de conhecermos as atitudes do enfermeiro perante a morte e determinar a qual a influência dos factores sócio-demográficos, religiosos e profissionais nas mesmas. Trata-se de um estudo de natureza quantitativo, com características de um estudo descritivo-correlacional e de corte transversal. Para a sua concretização, utilizámos um questionário que foi aplicado a uma amostra de 80 enfermeiros, que exercem funções no Hospital Cândido Figueiredo de Tondela e Hospital São Teotónio de Viseu. Os dados colhidos foram, posteriormente, tratados informaticamente, recorrendo ao programa estatístico SPSS...