Página 1 dos resultados de 3771 itens digitais encontrados em 0.143 segundos

O desenvolvimento de competências em atenção básica à saúde: a experiência no projeto Huka-Katu; The development of competences on primary health care: experience in the Huka-Katu project

MESTRINER JÚNIOR, Wilson; MESTRINER, Soraya Fernandes; BULGARELLI, Alexandre Fávero; MISHIMA, Silvana Martins
Fonte: Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
135.9%
O artigo explora a possibilidade de integração no processo de aprendizagem à rede de serviços de saúde do subsistema de saúde indígena integrante do Sistema Único de Saúde e colabora com o processo de formação profissional na área da saúde. Enfatiza também que a concepção pedagógica e as metodologias de ensino-aprendizagem são temas importantes para o desenvolvimento das competências dos novos profissionais da saúde. Com isto, o objetivo deste artigo é apresentar, através da análise descritiva, o contexto em que se desenvolve o processo preparatório para o estágio optativo "Projeto Huka-Katu - a FORP-USP no Xingu", ressaltando os aspectos cognitivos presentes na proposição de ações voltadas para a atenção primária. Considera-se ainda que as competências requeridas para o trabalho do cirurgião-dentista na atenção básica à saúde se constituem em um suporte (base) para a construção do SUS, sendo que estas competências devem atender as necessidades de articulação da prática e da educação, em uma perspectiva do cuidado à saúde.; This article explores the possibility of integration in the learning process in health services network of the Native People Health Sub-system, an integrant part of the Brazilian Unified Health System. This leading role is present in several instances and stimulates changes in the health professional education. It also emphasizes that the pedagogical conception and the methodologies of the teaching-learning process are important themes for the development of competencies of new health professionals. The aim of this article is to present by means of a descriptive analysis...

Organização da atenção básica à saúde e sistema de avaliação de desempenho econômico: estudo de caso das unidades básicas de saúde vinculadas à Universidade de São Paulo de Ribeirão Preto - USP; Primary health care organization and economic performance assessment system: primary health units linked to São Paulo University Ribeirão Preto case study

Campos, Luciana Spinpolo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/03/2009 PT
Relevância na Pesquisa
125.91%
As Unidades Básicas de Saúde (UBS) respondem a um modelo assistencial do governo que busca unificar todos os elementos dos serviços de saúde, tendo por base as necessidades de saúde da população. Assim a Atenção Básica à saúde constitui o primeiro contato com os pacientes, e tem como finalidade promover a saúde, prevenir agravos, além de tratar e reabilitar a população. A administração de organizações de saúde adquiriu maior evidência nas questões sanitárias, políticas socioculturais e associadas ao crescente custo da atenção à saúde. A gestão dessas organizações é complexa, pois cada unidade possui características e necessidades específicas. Para o alcance de um bom nível de gestão e desempenho, a organização deve contemplar em seu plano diretor ferramentas de planejamento e controle de todos os seus recursos para um melhor processo de tomada de decisão. Medir o desempenho econômico dessas instituições é uma das ferramentas de gestão e torna-se importante para que os gestores possam entender a instituição e conseqüentemente melhorar a sua eficiência por meio de ações direcionadas à saúde. Os sistemas de avaliação de desempenho econômico tornaram-se ferramentas importantes para que as organizações atingissem níveis mais elevados de eficiência operacional e na qualidade do atendimento. Burocracia...

O processo de trabalho dos auxiliares e técnicos de enfermagem na atenção básica à saúde; Working process of auxiliaries and nursing technicians in Primary Health Care

Fermino, Tauani Zampieri
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/09/2010 PT
Relevância na Pesquisa
126.04%
A temática deste estudo trata da prática de enfermagem de trabalhadores de nível médio que atuam em serviços da rede de atenção básica à saúde a partir de meados da década de 1990. Foi desenvolvido com os objetivos de caracterizar o processo de trabalho dos auxiliares e técnicos de enfermagem de uma unidade básica de saúde, do município de Ribeirão Preto - São Paulo, na perspectiva da integralidade da atenção, caracterizar o perfil sócio demográfico dos auxiliares e técnicos de enfermagem integrantes deste serviço de atenção básica à saúde, analisar a concepção destes trabalhadores de enfermagem de nível médio sobre os elementos constitutivos do processo de trabalho na atenção básica à saúde e identificar e analisar os aspectos dificultadores e facilitadores para desenvolver o processo de trabalho na perspectiva da integralidade. Constituiu-se em um estudo de natureza descritiva e abordagem qualitativa. Para a coleta de dados, optamos pela observação participante e entrevista semiestruturada. Participaram deste estudo 10 auxiliares de enfermagem e 02 técnicos de enfermagem e, para a análise dos dados obtidos, utilizou-se a análise temática. No decorrer da análise foi possível identificar duas distintas composições no processo de trabalho destes agentes...

Programas de atenção básica à saúde no Brasil : um estudo para o período 1999 a 2005

Sakamoto, Ricardo Akiyoshi
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
125.93%
O objetivo deste trabalho é avaliar o impacto dos programas de atenção básica à saúde no Brasil sobre alguns indicadores de qualidade do serviço de saúde, incluindo uma avaliação preliminar dessa política com relação à eficiência econômica. Outros pesquisadores já realizaram estudos semelhantes, como Peixoto e Rocha (2009) e Rocha e Soares (2008 e 2010). Este estudo difere dos anteriores em pelo menos alguns aspectos como o período de análise, a cobertura geográfica, as variáveis utilizadas e a abordagem metodológica, porém aproxima-se mais ao primeiro estudo do ponto de vista metodológico. O período da análise compreende os anos entre 1999 e 2005 e considera todos os municípios do Brasil. Os resultados corroboram em grande parte aqueles obtidos por Peixoto e Rocha (2009) para a região Sudeste e as hipóteses levantadas por estes autores, pois foram encontrados impactos significativos do Programa Saúde da Família (PSF) em termos de redução da mortalidade infantil, não acontecendo o mesmo com relação às taxas de mortalidade em outras faixas etárias. Além disso, foi encontrado um efeito positivo e significativo da cobertura do PSF sobre a taxa de acesso da população ao sistema de saúde, reforçando a idéia de que o PSF teve o efeito de estruturar a rede de atenção básica...

Psicologia na Atenção Básica à Saúde: demanda, território e integralidade

Jimenez,Luciene
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
125.92%
O início do exercício da psicologia nos serviços brasileiros de Atenção Básica à Saúde (UBS) aconteceu na década de 1980. Na década seguinte, sob inúmeras críticas a uma prática individualizante, deu-se sua exclusão formal da Estratégia Saúde da Família, o que não impediu a realização de trabalhos. Neste artigo, o relato de uma análise da demanda no ano de 1996, realizada a partir de anamneses em grupos e do referencial da psicologia/análise institucional, revelou a importância das disputas sobre o território e do histórico das instituições na constituição da demanda de crianças e adolescentes para a saúde mental em uma UBS da periferia da grande São Paulo. O relato apresentado e a retomada formal da psicologia na Atenção Básica por meio dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (2008) apontam para o desafio de revitalizar os tradicionais instrumentos agregando-os à complexidade dos territórios e à busca pela integralidade.

A política federal de atenção básica à saúde no Brasil nos anos 2000

Castro,Ana Luisa Barros de; Machado,Cristiani Vieira
Fonte: IMS-UERJ Publicador: IMS-UERJ
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
125.98%
Este artigo analisa a condução federal da política de atenção básica à saúde no Brasil nos anos 2000, buscando identificar elementos de continuidade e mudança com relação ao período anterior. A pesquisa se baseou no marco teórico do institucionalismo histórico e no conceito de path-dependence. A metodologia compreendeu uma diversidade de estratégias: revisão bibliográfica; análise documental; análise de bases de dados secundários; análise orçamentária e realização de entrevistas com atores-chave da política. Foi possível identificar continuidades e mudanças na condução federal da política nacional de atenção básica no período estudado. A predominância de continuidades, ressaltando-se a persistência do Programa de Saúde da Família como estratégia hegemônica para a reorientação da atenção básica no país, configura uma situação de path-dependence. Observaram-se também mudanças incrementais, a exemplo de iniciativas de fortalecimento da articulação intersetorial e inovações importantes, com destaque para a criação dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família. Persistem, no entanto, problemas estruturais no âmbito da atenção básica, cuja superação é importante para viabilizar a efetiva mudança do modelo de atenção à saúde no país.

A interface entre o trabalho do agente comunitário de saúde e do fisioterapeuta na atenção básica à saúde

Loures,Liliany Fontes; Silva,Maria Cecília de Souza
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2010 PT
Relevância na Pesquisa
135.9%
O estudo tem o objetivo de identificar as ações do fisioterapeuta e do agente comunitário de saúde na perspectiva da integração de suas atuações na atenção básica à saúde. Realizou-se uma revisão sistemática com o propósito de conhecer quais são essas atuações e, posteriormente, relacioná-las. O interesse surgiu durante o "Estágio Supervisionado em Atenção Primária à Saúde" e da observação de suas atuações. A partir da revisão de legislações e de trabalhos científicos atualizados acerca do assunto, verificou-se que tanto o agente comunitário de saúde quanto o fisioterapeuta são profissionais importantes na composição de uma equipe de saúde, pois contribuem à qualificação das ações de saúde junto à comunidade e à efetividade de um sistema de saúde universal, integral e equitativo. Ao final, constatou-se que há uma interação entre esses profissionais e uma integração entre suas atividades.

Assistência Farmacêutica no Sistema Único de Saúde: da Política Nacional de Medicamentos à Atenção Básica à Saúde

Oliveira,Luciane Cristina Feltrin de; Assis,Marluce Maria Araújo; Barboni,André René
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2010 PT
Relevância na Pesquisa
135.87%
Este artigo é um estudo de revisão teórica que discute a Assistência Farmacêutica no Sistema Único de Saúde, resgatando-se brevemente a história da Política Nacional de Medicamentos, os mecanismos de financiamento no processo de descentralização da saúde e a Assistência Farmacêutica na Atenção Básica à Saúde. A ampliação do acesso da população ao sistema de saúde exigiu mudanças na distribuição de medicamentos, de maneira a aumentar a cobertura e ao mesmo tempo minimizar custos. Identificam-se avanços no arcabouço jurídico e institucional: descentralização da gestão das ações da assistência farmacêutica; ampliação do acesso da população aos medicamentos essenciais; e estruturação da assistência farmacêutica nos municípios. No entanto, persistem ações prioritárias em relação ao financiamento e cobertura populacional, em detrimento da qualidade dos processos. Conclui-se que em muitos municípios brasileiros ocorrem baixa disponibilidade e descontinuidade da oferta de medicamentos essenciais; dispensação por trabalhadores sem qualificação; condições inadequadas de armazenamento que comprometem a qualidade dos medicamentos; prescrição de medicamentos que não pertencem à Relação Nacional de Medicamentos Essenciais; e problemas relacionados ao acesso dos usuários à farmacoterapia.

Representações e intenção de uso da fitoterapia na atenção básica à saúde

Rosa,Caroline da; Câmara,Sheila Gonçalves; Béria,Jorge Umberto
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
135.96%
O presente estudo observacional, de caráter exploratório, objetivou conhecer as representações e a utilização da fitoterapia na atenção básica à saúde e os fatores relacionados à intenção de uso dessa terapia. A população em estudo foi composta por 27 médicos do Programa de Saúde da Família no município de Canoas, Rio Grande do Sul, Brasil. A pesquisa de abordagem qualitativa foi realizada através de um roteiro de entrevista semiestruturada abrangendo: conceitualização, experiências com fitoterápicos e fitoterapia na atenção básica. Tais temas originaram subcategorias como atitudes, percepção de pares, controle sobre a prescrição e intenção de uso de fitoterápicos na atenção básica. Os resultados demonstraram que os médicos não possuem conhecimento institucionalizado sobre o assunto; maior intenção de uso vincula-se ao conhecimento dos profissionais sobre essa modalidade terapêutica, decorrente da crença em sua comprovação científica. Para a institucionalização da fitoterapia na atenção básica, faz-se necessária maior divulgação de estudos acerca da comprovação científica, além de investimentos na capacitação dos profissionais. Dessa forma, a população poderá se beneficiar da fitoterapia...

O desenvolvimento de competências em atenção básica à saúde: a experiência no projeto Huka-Katu

Mestriner Júnior,Wilson; Mestriner,Soraya Fernandes; Bulgarelli,Alexandre Fávero; Mishima,Silvana Martins
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
135.9%
O artigo explora a possibilidade de integração no processo de aprendizagem à rede de serviços de saúde do subsistema de saúde indígena integrante do Sistema Único de Saúde e colabora com o processo de formação profissional na área da saúde. Enfatiza também que a concepção pedagógica e as metodologias de ensino-aprendizagem são temas importantes para o desenvolvimento das competências dos novos profissionais da saúde. Com isto, o objetivo deste artigo é apresentar, através da análise descritiva, o contexto em que se desenvolve o processo preparatório para o estágio optativo "Projeto Huka-Katu - a FORP-USP no Xingu", ressaltando os aspectos cognitivos presentes na proposição de ações voltadas para a atenção primária. Considera-se ainda que as competências requeridas para o trabalho do cirurgião-dentista na atenção básica à saúde se constituem em um suporte (base) para a construção do SUS, sendo que estas competências devem atender as necessidades de articulação da prática e da educação, em uma perspectiva do cuidado à saúde.

A atenção básica à saúde do homem sob a ótica do usuário: um estudo qualitativo em três serviços do Rio de Janeiro

Gomes,Romeu; Rebello,Lúcia Emília Figueiredo de Sousa; Nascimento,Elaine Ferreira do; Deslandes,Suely Ferreira; Moreira,Martha Cristina Nunes
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2011 PT
Relevância na Pesquisa
135.85%
O presente trabalho tem como objetivo analisar a ótica dos usuários sobre o atendimento prestado a homens no âmbito da atenção básica à saúde. Busca-se, principalmente, identificar possíveis elementos capazes de subsidiar a construção de indicadores qualitativos de satisfação de usuários masculinos. Utilizou-se a abordagem qualitativa, envolvendo entrevistas semiestruturadas com usuários, leitura de prontuários e observação etnográfica de três serviços do Município do Rio de Janeiro (RJ). A análise baseou-se no método de interpretação de sentidos, ancorando-se em princípios hermenêuticos-dialéticos. Em geral, os usuários apontam critérios para avaliar positivamente os serviços, tomando como referências um atendimento humanizado, pautado na comunicação e capaz de oferecer prontidão no atendimento. Em termos de conclusão, constatou-se que as recomendações dos usuários trazem demandas que se relacionam principalmente com as lacunas dos serviços para promover um atendimento especificamente voltado para homens.

Território e territorialização: incorporando as relações produção, trabalho, ambiente e saúde na atenção básica à saúde

Santos,Alexandre Lima; Rigotto,Raquel Maria
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio Publicador: Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2010 PT
Relevância na Pesquisa
135.94%
Este artigo tem como objetivo reunir subsídios teóricos para uma abordagem crítica das práticas de territorialização previstas na Atenção Básica à Saúde do Sistema Único de Saúde, bem como oferecer alguns elementos práticos que orientem sua ampliação, mediante a incorporação de novos olhares e das questões de saúde ambiental e do trabalhador, da forma como se apresentam no território. Para tanto, os conceitos de território e de territorialização são problematizados, com base em concepções diversas, a fim de dialogarem com as atribuições e desafios da Vigilância em Saúde e, especialmente, da Estratégia Saúde da Família. As relações produção-trabalho, saúde-ambiente são discutidas em sua relevância para a compreensão da dinâmica viva do processo saúde-doença no território. Por fim, são apresentados alguns passos que podem contribuir na reorganização e ampliação das práticas de territorialização na Atenção Básica à Saúde.

Curso Doenças Infectocontagiosas na Atenção Básica à Saúde - 2015

Moura, Alexandre Sampaio;
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Tipo: Backup de Moodle Formato: Backup moodle do Curso Doenças Infectocontagiosas na Atenção Básica, dividido em 3 unidades educacionais, contendo materiais em formato PDF, áudio, vídeos, e na linguagem html.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
125.96%
O Curso de Extensão “Doenças Infectocontagiosas na Atenção Básica”(2015) é oferecido para médicos pelo Núcleo de Educação em Saúde Coletiva da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais, em parceria com o Ministério da Saúde, Secretaria da Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde e Universidade Aberta do SUS (MS/SGTES-UNASUS). Ofertado na modalidade de EaD (educação a distância), todas as suas atividades são autoinstrucionais.Tem o objetivo de proporcionar aos médicos e outros profissionais de saúde que atuam na ABS uma visão das principais medidas de vigilância e controle de agravos infectocontagiosos prevalentes no Brasil, bem como orientar o seu manejo clínico. O curso é dividido em 3 unidades educacionais: • Unidade 1 - Vigilância na Atenção Básica à Saúde (ABS) e os sistemas de informação • Unidade 2 - Vigilância de agravos selecionados • Unidade 3 - Abordagem da Síndrome Gripal; 2015; Ministério da Saúde. Secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde; Universidade Aberta do SUS; Ministério da Educação. Universidade Aberta do Brasil; Fundação Oswaldo Cruz

Curso Doenças Infectocontagiosas na Atenção Básica à Saúde - 2015

Moura, Alexandre Sampaio
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Tipo: Texto Formato: Arquivo PDF, com 203 páginas, ilustrado e colorido
PT_BR
Relevância na Pesquisa
125.96%
O Curso de Extensão “Doenças Infectocontagiosas na Atenção Básica”(2015) é oferecido para médicos pelo Núcleo de Educação em Saúde Coletiva da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais, em parceria com o Ministério da Saúde, Secretaria da Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde e Universidade Aberta do SUS (MS/SGTES-UNASUS). Tem o objetivo de proporcionar aos médicos que atuam na ABS uma visão das principais medidas de vigilância e controle de agravos infectocontagiosos prevalentes no Brasil, bem como orientar o seu manejo clínico. O curso é dividido em 3 unidades educacionais: • Unidade 1 - Vigilância na Atenção Básica à Saúde (ABS) e os sistemas de informação • Unidade 2 - Vigilância de agravos selecionados • Unidade 3 - Abordagem clínica de agravos infectocontagiosos na ABS; Ministério da Saúde

Acolhimento na atenção básica à saúde na perspectiva do enfermeiro; User embracement in basic health care nurses in perspective

Oliveira, Jarbas Ribeiro de
Fonte: Universidade Federal de Alagoas; Brasil; Programa de Pós-Graduação em Enfermagem; UFAL Publicador: Universidade Federal de Alagoas; Brasil; Programa de Pós-Graduação em Enfermagem; UFAL
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
125.95%
This study addresses the host in Primary Care and aimed to understand and analyze how the host is designed and practiced by nurses of the Family Health Strategy. This is a qualitative, exploratory and descriptive, held at Basic Health Units in the municipality of Arapiraca-Alagoas/Brasil, the subjects their nurses. The subjects were visited at health facilities and conducted semi-structured interviews, allowing the construction of five categories for thematic analysis: (1) conceptions and understanding of the host; (2) The user embracement in primary care: do the collective and individual nurses; (3) host in the light of the National Humanization Policy: Guidelines, adoption and training; (4) limits and challenges to implementation and realization of the host; and (5) the role and contribution of nurses in the host. That incorporate concepts and perform the host was concluded still constitutes a great need for services and health professionals, particularly in primary care, where moments of team training and implementation processes of the host, while operating guidelines for the organization of services are nascent or nonexistent; and in which, in spite of the host by nurses to be understood as a form of approved user, we note that there is also the understanding that the user is welcome to listen carefully and try to give positive feedback to their demands. We also identified that the participation of nurses occurs mainly in the form of trainings...

Assistência Farmacêutica no Sistema Único de Saúde: da Política Nacional de Medicamentos à Atenção Básica à Saúde

Oliveira,Luciane Cristina Feltrin de; Assis,Marluce Maria Araújo; Barboni,André René
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2010 PT
Relevância na Pesquisa
135.87%
Este artigo é um estudo de revisão teórica que discute a Assistência Farmacêutica no Sistema Único de Saúde, resgatando-se brevemente a história da Política Nacional de Medicamentos, os mecanismos de financiamento no processo de descentralização da saúde e a Assistência Farmacêutica na Atenção Básica à Saúde. A ampliação do acesso da população ao sistema de saúde exigiu mudanças na distribuição de medicamentos, de maneira a aumentar a cobertura e ao mesmo tempo minimizar custos. Identificam-se avanços no arcabouço jurídico e institucional: descentralização da gestão das ações da assistência farmacêutica; ampliação do acesso da população aos medicamentos essenciais; e estruturação da assistência farmacêutica nos municípios. No entanto, persistem ações prioritárias em relação ao financiamento e cobertura populacional, em detrimento da qualidade dos processos. Conclui-se que em muitos municípios brasileiros ocorrem baixa disponibilidade e descontinuidade da oferta de medicamentos essenciais; dispensação por trabalhadores sem qualificação; condições inadequadas de armazenamento que comprometem a qualidade dos medicamentos; prescrição de medicamentos que não pertencem à Relação Nacional de Medicamentos Essenciais; e problemas relacionados ao acesso dos usuários à farmacoterapia.

A interface entre o trabalho do agente comunitário de saúde e do fisioterapeuta na atenção básica à saúde

Loures,Liliany Fontes; Silva,Maria Cecília de Souza
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2010 PT
Relevância na Pesquisa
135.9%
O estudo tem o objetivo de identificar as ações do fisioterapeuta e do agente comunitário de saúde na perspectiva da integração de suas atuações na atenção básica à saúde. Realizou-se uma revisão sistemática com o propósito de conhecer quais são essas atuações e, posteriormente, relacioná-las. O interesse surgiu durante o "Estágio Supervisionado em Atenção Primária à Saúde" e da observação de suas atuações. A partir da revisão de legislações e de trabalhos científicos atualizados acerca do assunto, verificou-se que tanto o agente comunitário de saúde quanto o fisioterapeuta são profissionais importantes na composição de uma equipe de saúde, pois contribuem à qualificação das ações de saúde junto à comunidade e à efetividade de um sistema de saúde universal, integral e equitativo. Ao final, constatou-se que há uma interação entre esses profissionais e uma integração entre suas atividades.

A atenção básica à saúde do homem sob a ótica do usuário: um estudo qualitativo em três serviços do Rio de Janeiro

Gomes,Romeu; Rebello,Lúcia Emília Figueiredo de Sousa; Nascimento,Elaine Ferreira do; Deslandes,Suely Ferreira; Moreira,Martha Cristina Nunes
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2011 PT
Relevância na Pesquisa
135.85%
O presente trabalho tem como objetivo analisar a ótica dos usuários sobre o atendimento prestado a homens no âmbito da atenção básica à saúde. Busca-se, principalmente, identificar possíveis elementos capazes de subsidiar a construção de indicadores qualitativos de satisfação de usuários masculinos. Utilizou-se a abordagem qualitativa, envolvendo entrevistas semiestruturadas com usuários, leitura de prontuários e observação etnográfica de três serviços do Município do Rio de Janeiro (RJ). A análise baseou-se no método de interpretação de sentidos, ancorando-se em princípios hermenêuticos-dialéticos. Em geral, os usuários apontam critérios para avaliar positivamente os serviços, tomando como referências um atendimento humanizado, pautado na comunicação e capaz de oferecer prontidão no atendimento. Em termos de conclusão, constatou-se que as recomendações dos usuários trazem demandas que se relacionam principalmente com as lacunas dos serviços para promover um atendimento especificamente voltado para homens.

O desenvolvimento de competências em atenção básica à saúde: a experiência no projeto Huka-Katu

Mestriner Júnior,Wilson; Mestriner,Soraya Fernandes; Bulgarelli,Alexandre Fávero; Mishima,Silvana Martins
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
135.9%
O artigo explora a possibilidade de integração no processo de aprendizagem à rede de serviços de saúde do subsistema de saúde indígena integrante do Sistema Único de Saúde e colabora com o processo de formação profissional na área da saúde. Enfatiza também que a concepção pedagógica e as metodologias de ensino-aprendizagem são temas importantes para o desenvolvimento das competências dos novos profissionais da saúde. Com isto, o objetivo deste artigo é apresentar, através da análise descritiva, o contexto em que se desenvolve o processo preparatório para o estágio optativo "Projeto Huka-Katu - a FORP-USP no Xingu", ressaltando os aspectos cognitivos presentes na proposição de ações voltadas para a atenção primária. Considera-se ainda que as competências requeridas para o trabalho do cirurgião-dentista na atenção básica à saúde se constituem em um suporte (base) para a construção do SUS, sendo que estas competências devem atender as necessidades de articulação da prática e da educação, em uma perspectiva do cuidado à saúde.

Representações e intenção de uso da fitoterapia na atenção básica à saúde

Rosa,Caroline da; Câmara,Sheila Gonçalves; Béria,Jorge Umberto
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
135.96%
O presente estudo observacional, de caráter exploratório, objetivou conhecer as representações e a utilização da fitoterapia na atenção básica à saúde e os fatores relacionados à intenção de uso dessa terapia. A população em estudo foi composta por 27 médicos do Programa de Saúde da Família no município de Canoas, Rio Grande do Sul, Brasil. A pesquisa de abordagem qualitativa foi realizada através de um roteiro de entrevista semiestruturada abrangendo: conceitualização, experiências com fitoterápicos e fitoterapia na atenção básica. Tais temas originaram subcategorias como atitudes, percepção de pares, controle sobre a prescrição e intenção de uso de fitoterápicos na atenção básica. Os resultados demonstraram que os médicos não possuem conhecimento institucionalizado sobre o assunto; maior intenção de uso vincula-se ao conhecimento dos profissionais sobre essa modalidade terapêutica, decorrente da crença em sua comprovação científica. Para a institucionalização da fitoterapia na atenção básica, faz-se necessária maior divulgação de estudos acerca da comprovação científica, além de investimentos na capacitação dos profissionais. Dessa forma, a população poderá se beneficiar da fitoterapia...