Página 1 dos resultados de 814 itens digitais encontrados em 0.144 segundos

Avaliação da estrutura dos centros de atenção psicossocial do município de São Paulo, SP; Evaluation of psychosocial healthcare services in the city of São Paulo, Southeastern Brazil; Evaluación de la estructura de los centros de atención psicosocial del municipio de Sao Paulo, Sureste de Brasil

NASCIMENTO, Andréia de Fátima; GALVANESE, Ana Tereza Costa
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
55.68%
OBJETIVO: Descrever a estrutura física, recursos humanos e modalidades de atenção existentes nos centros de atenção psicossocial (CAPS). MÉTODOS: Foram incluídos no estudo 21 CAPS para atendimento de adultos, vinculados à Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo (SP), entre 2007 e 2008. Foram coletadas informações sobre as instalações físicas dos serviços, recursos humanos disponíveis e procedimentos de cuidado ao paciente, utilizando instrumento padronizado. Foram realizados análise descritiva dos dados e o teste de qui-quadrado para testar a associação entre os tipos de atividades e a origem e localização dos serviços. RESULTADOS: Dez serviços foram criados como ambulatórios e posteriormente transformados, oito eram hospitais-dia e apenas três foram criados como CAPS. Nenhum serviço funcionava diariamente durante 24 horas. Metade dos serviços funcionava em imóveis alugados, com instalações físicas inadequadas especialmente para atendimentos grupais. A composição das equipes dos serviços foi bastante diversa. As atividades desempenhadas nos CAPS foram heterogêneas, com maior valorização das atividades grupais desenvolvidas com usuários dentro dos CAPS e pouca integração aos outros equipamentos de saúde. As atividades grupais de arte e cultura foram as mais freqüentes em todos os serviços. Os serviços de origem ambulatorial apresentavam atividades artesanais e os que haviam sido hospitais-dia realizavam mais atividades de integração psicofísica. O perfil de atividades relacionou-se à distribuição regional dos serviços. CONCLUSÕES: A heterogeneidade dos CAPS parece se relacionar à história dos programas de saúde mental implementados no município desde a década de 1980 e à diversidade socioeconômica e cultural das regiões da cidade...

Atenção à saúde da mulher em situação de abortamento:experiências de mulheres hospitalizadas e práticas de profissionais de saúde; Attention to the health of woman in abortion situation: experiences of hospitalized women and the practices of health professionals.

Aquino, Elaine Lopes de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/10/2012 PT
Relevância na Pesquisa
55.68%
Este trabalho teve como objetivo compreender a atenção à saúde da mulher em situação de abortamento, à luz da proposta de humanização do atendimento preconizada pelo Ministério da Saúde Norma Técnica Atenção Humanizada ao Aborto (NTAHA), de 2005, em que o aborto é reconhecido como problema de saúde pública e que aponta orientações legais, éticas e práticas para a assistência às mulheres em processo de abortamento. Visando a apreender a realidade por meio da interpretação dos sujeitos que a vivenciam, o estudo baseou-se nos pressupostos da pesquisa qualitativa. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com nove mulheres atendidas no centro obstétrico de um hospital municipal da cidade de São Paulo, com diagnóstico de abortamento incompleto ou complicações decorrentes de abortamento, e oito profissionais de saúde envolvidos no atendimento. Os resultados indicaram que: 1. os profissionais participantes desconhecem a Norma Técnica de Atenção Humanizada ao Abortamento; 2. a condição de ilegalidade compromete o atendimento, à medida que impele profissionais ao julgamento velado de todas as mulheres que recorrem ao hospital, em decorrência de aborto...

Integralidade e indígenas urbanos: análise dos relatos de profissionais e usuários de uma unidade básica de saúde no município de São Paulo; Comprehensiveness and the indigenous urban population: analysis of reports by professionals and users of a basic health unit in the city of Sao Paulo

Fidelis, Juliana Gonçalves
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/05/2014 PT
Relevância na Pesquisa
55.71%
Analisamos a possibilidade de oferta de ações integrais em saúde em um serviço de Atenção Primária na região oeste do município de São Paulo. Esse serviço atende à uma comunidade indígena da etnia Pankararu, residente na favela Real Parque no bairro do Morumbi, através de uma equipe específica da Estratégia Saúde da Família (ESF). Verificamos em que medida o exame de relatos de profissionais e usuários indígenas deste serviço básico de saúde poderia identificar a atenção integral às necessidades de uma comunidade específica. Utilizamos a metodologia qualitativa e examinamos 05 entrevistas realizadas a sujeitos chave, contendo profissionais e usuários indígenas, liderança indígena e profissionais não indígenas. Estas entrevistas foram realizadas por pesquisadores da pesquisa "Caminhos da Integralidade" e sua utilização foi autorizada para nosso estudo. Na análise e interpretação dos dados utilizamos a análise de conteúdo segundo BARDIN. Classificamos o material em quatro categorias pré-definidas segundo os sentidos atribuídos à noção de Integralidade: 1) como boa Medicina, 2) como modo de organizar as práticas de saúde, 3) como demandas específicas e 4) como construção de projetos de felicidade. Identificamos nos relatos expressões favoráveis e desfavoráveis para uma atenção integral à saúde em cada categoria. Destacamos como variáveis favoráveis: o acesso "diferenciado" dos indígenas aos serviços de saúde; a importância da formação profissional e o interesse individual de aproximação com a cultura indígena; e a possibilidade de articulação entre serviços de atendimento ao indígena nos diferentes níveis de atenção. Como variáveis desfavoráveis: a equipe de saúde indígena tomada como "privilégio"; a falta de abertura para expressões culturais no encontro entre profissional e usuário indígena e na relação entre profissionais indígenas e não indígenas; a falta de conhecimento sobre a etnia assistida; dificuldades entre as especificidades da equipe indígena e os protocolos seguidos pela equipe Estratégia Saúde da Família. Constatamos um paradoxo essencial em nossa pesquisa: a presença da equipe de saúde indígena facilitou o acesso dos Pankararu às ações de saúde...

Saúde mental na rede de atenção à saúde em um município do interior de São Paulo; Mental health in the health care network of an inner city of São Paulo

Gaino, Loraine Vivian
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
55.72%
Esse estudo teve como objetivo analisar o atendimento das demandas de saúde mental na rede de atenção à saúde no município de Cordeirópolis, interior de São Paulo. Tal análise compreendeu a descrição da estrutura desta rede e a percepção dos profissionais sobre a identificação e cuidado das demandas de saúde mental. Para tanto, realizou-se uma pesquisa qualitativa, transversal do tipo descritivo-exploratória. Foram utilizados dados primários e secundários. Os dados foram coletados entre junho de 2013 e maio de 2014 através de análise documental e entrevistas semiestruturadas. Os dados secundários foram obtidos a partir de registros do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS), dos documentos que embasam o funcionamento dos serviços estudados (planilhas com dados dos acolhimentos no ano de 2012, o projeto de implantação do Centro de Atenção Psicossocial - CAPS e o Plano de Funcionamento do serviço) além do Plano Municipal de Saúde "2010- 2013". Já os dados primários foram obtidos através de entrevistas com 20 profissionais de saúde de nível médio e superior que atuavam nos serviços estudados a saber, CAPS, Ambulatório de Saúde Mental, Pronto-Socorro e Estratégias de Saúde da Família. O referencial teórico adotado para análise foram os pressupostos de Bárbara Starfield em relação à organização dos sistemas de saúde sob a lógica da Atenção Primária a Saúde. Assim os dados foram analisados utilizando a análise documental e análise de conteúdo. Os resultados apontaram que a rede de atenção psicossocial do município estava estruturada com importantes pontos de atenção (CAPS...

O cuidado colaborativo como dispositivo de promoção da integralidade da atenção à saúde; Collaborative Care as an approach to boosting health care comprehensiveness

Santana, Ricardo Matos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 12/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
65.73%
A complexidade da atenção à saúde, como um reflexo da influência de uma diversidade de fatores sobre o processo saúde-doenças das pessoas, requer uma combinação de saberes e fazeres, com as devidas competências técnicas e relações peculiares a cada profissão de saúde, com o estabelecimento de habilidades interpessoais para a produção de relações colaborativas entre os profissionais, os usuários e as organizações de saúde. Nesse contexto, emerge o Cuidado Colaborativo que acontece quando, em uma ação coordenada na tentativa de buscar atingir maior aproximação com a integralidade da atenção de que um usuário precisa, profissionais de vários núcleos de competência e responsabilidade da saúde, diversas organizações de saúde, incluindo os usuários, trabalham juntos cotidianamente para conseguir um benefício compartilhado e obter um objetivo comum. Esse estudo teve como objetivo analisar o processo de organização para implantar o cuidado colaborativo integrante do processo de enfermagem, à adolescente com condições ginecobstétricas, a partir da atenção hospitalar, como dispositivo na contribuição da promoção da integralidade da atenção na rede de serviços do sistema de saúde. Foi desencadeada a realização de uma pesquisa-ação...

Envelhecimento, diversidade e saúde : contexto brasileiro e canadense; Aging, diversity, and health : the brazilian and canadian context; Envejecimiento, diversidad y salud : contexto brasileño y canadiense

Paskulin, Lisiane Manganelli Girardi; Aires, Marinês; Gonçalves, Ana Valéria Furquim; Kottwitz, Carla Cristiane Becker; Morais, Eliane Pinheiro de; Brondani, Mario Augusto
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
55.68%
O envelhecimento é um fenômeno universal e ainda diverso. Este estudo apresenta uma revisão sobre a diversidade no contexto do envelhecimento populacional no Brasil e Canadá. Esta diversidade em ambos os países é discutida em termos de gênero, etnia, faixa etária e condições de vida ao considerar o impacto aos sistemas de saúde. Entender e refletir sobre as realidades brasileira e canadense reforça a necessidade de respeitar essas diversidades no desenvolvimento e implementação de políticas locais de saúde e de intervenções em saúde. Existem algumas semelhanças em relação ao gênero, mas destacam-se diferenças nos padrões de imigração, educação e arranjos domiciliares. A heterogeneidade no processo de envelhecimento de cada país e, entre eles, envolve diferentes expectativas e gera consequências sociais que se manifestam em distintas situações de saúde, resultando em novos desafios aos serviços de saúde e na formulação de políticas públicas para esse grupo etário em ambos os países.; El envejecimiento es un fenómeno universal y aun diverso. En este estudio se presenta una revisión sobre la diversidad en el contexto del envejecimiento poblacional en el Brasil y Canadá. Esta diversidad en ambos países es discutida en términos de género...

Rede de Atenção à Saúde Bucal da região de Brusque – recursos humanos, pontos de atenção, sistemas de apoio e sistemas logísticos.

Meurer, Carolina de Miranda
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 70 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
55.73%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências da Saúde. Odontologia.; Para responder às necessidades de saúde da população, os sistemas de saúde devem possuir pontos de atenção articulados, a fim de prestar uma atenção em saúde contínua e integral. A implantação das Redes de Atenção à Saúde é a possibilidade de garantir acesso da população às ações e serviços odontológicos de maneira integral. Esta pesquisa objetivou caracterizar os elementos Recursos Humanos, Pontos de Atenção, Sistemas de Apoio e Sistemas Logísticos do elemento Estrutura Operacional da Rede de Atenção à Saúde Bucal (RASB) da Região de Saúde de Brusque, em Santa Catarina. Este é um estudo de natureza quantitativa, descritiva e exploratória. A coleta de dados primários foi realizada por meio de um questionário estruturado, que foi aplicado aos Coordenadores de Saúde Bucal de cada município envolvido. Os dados obtidos foram tabulados e analisados a partir de fundamentos que orientam a conformação das Redes de Atenção à Saúde. A Região de Saúde pesquisada apresenta pontos de atenção em Saúde Bucal nos três níveis de atenção. Por serem municípios de diferentes portes, foi encontrada uma diversidade nos estágios de implantação e organização da RASB em cada município. Constatou-se a necessidade de fortalecimento da Estratégia de Saúde da Família (ESF) e ampliação do quantitativo de equipes de saúde bucal inseridas na ESF em todos os municípios. Além disto...

Políticas educativas para a educação básica em Moçambique e a diversidade cultural : o caso de escolas do Município de Nampula

Massimaculo, Albino
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
55.7%
Dissertação de mestrado em Educação (área de especialização em Sociologia de Educação e Políticas Educativas); A presente pesquisa enquadra-se no âmbito do Mestrado em Educação, especialização em Sociologia da Educação e Políticas Educativas do Instituto de Educação da Universidade de Minho. O estudo analisou as Políticas Educativas para a Educação Básica nas escolas do Município de Nampula em Moçambique num contexto multicultural, bem como os discursos de vários actores educativos. Duas questões orientaram o decurso da pesquisa: em que medida as Políticas Educativas para a Educação Básica no Município de Nampula em Moçambique contemplam a diversidade cultural aí presente e, em que medida essas Políticas têm em atenção as expectativas face à educação da população a que se destinam? Os dados da pesquisa tratados no SPSS (inquéritos por questionário) e outros submetidos à análise de conteúdo (inquérito por entrevista e guiões de análise para os documentos oficiais) revelaram que as Políticas Educativas para a Educação Básica no Município de Nampula, em Moçambique contemplam, de diferentes modos e com diferentes gradações, a diversidade cultural presente nas escolas...

[Comentário ao] Artigo 22.º da Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia : diversidade cultural, religiosa e linguística; A União respeita a diversidade cultural, religiosa e linguística

Jerónimo, Patrícia
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Parte de Livro
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
55.69%
Comentário ao artigo n.º 22 da Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia, org. por Alessandra Silveira. No prelo; Anotação ao artigo 22.º da Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia, com especial atenção à jurisprudência do Tribunal de Justiça em matéria de diversidade cultural, religiosa e linguística.

Imagens da Cidade Planeada. A diversidade cultural e o pensamento estratégico urbano de Lisboa

Santos, Sofia
Fonte: CIES-ISCTE / CELTA Publicador: CIES-ISCTE / CELTA
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /05/2008 POR
Relevância na Pesquisa
55.7%
A diversidade cultural tem adquirido um papel importante no discurso do planeamento regional e urbano. Atransformação da diversidade num valor territorial surge com o crescimento da economia simbólica e a preponderância do turismo, do sector económico da cultura e do marketing urbano nas estratégias de desenvolvimento. Os documentos estratégicos de desenvolvimento regional e urbano são veículos de ideologia territorial, promovendo formas de pensar o território, seus protagonistas e agentes de desenvolvimento, sobre o que este deve ser e a quem deve pertencer. Através da análise dos documentos estratégicos para a cidade-região capital, colocamos em evidência o trabalho de construção de representações para a Lisboa planeada. Damosespecial atenção ao papel da “diversidade” nesse processo de construção.; Cultural diversity has acquired an important role in the discourse on regional and urban planning. The transformation of diversity into a territorial value emerges with the growth of the symbolic economy and the predominance of tourism, the economic sector of culture and urban marketing in development strategies. The strategic documents of regional and urban development are vehicles of territorial ideology...

A diversidade cultural no ensino secundário Cabo Verde: novos desafios educativos e curriculares. Estudo de caso

Magalhães, Sónia dos Reis
Fonte: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa Publicador: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /04/2013 POR
Relevância na Pesquisa
55.72%
Dissertação apresentada para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Ciências da Educação; As alterações sentidas na caracterização da população escolar transformam a escola num lugar de encontro e de diálogo de culturas, exigindo que ela, enquanto instituição responsável pela igualdade de oportunidades de todos os alunos que a frequentam, as valorize e seja sensível aos seus valores. No contexto cabo-verdiano, a diversidade cultural é uma realidade nova que impõe exigências à sociedade e à escola em particular. O trabalho desenvolvido no presente estudo tem por objectivo verificar em que medida os professores do ensino secundário em Cabo Verde se sentem preparados para lidar com a diversidade cultural dos alunos nas escolas. Tendo em atenção os objectivos propostos para este estudo, optámos por elaborar e aplicar um questionário a noventa e oito professores do ensino secundário de um Liceu em Cabo Verde. Os resultados deste estudo apontam para a identificação dos inquiridos quanto à diversidade cultural existente na escola. Observa-se, contudo, o reconhecimento por parte dos inquiridos relativamente à importância da formação em educação multi/intercultural na escola...

Avaliação da estrutura dos centros de atenção psicossocial do município de São Paulo, SP

Nascimento,Andréia de Fátima; Galvanese,Ana Tereza Costa
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
55.68%
OBJETIVO: Descrever a estrutura física, recursos humanos e modalidades de atenção existentes nos centros de atenção psicossocial (CAPS). MÉTODOS: Foram incluídos no estudo 21 CAPS para atendimento de adultos, vinculados à Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo (SP), entre 2007 e 2008. Foram coletadas informações sobre as instalações físicas dos serviços, recursos humanos disponíveis e procedimentos de cuidado ao paciente, utilizando instrumento padronizado. Foram realizados análise descritiva dos dados e o teste de qui-quadrado para testar a associação entre os tipos de atividades e a origem e localização dos serviços. RESULTADOS: Dez serviços foram criados como ambulatórios e posteriormente transformados, oito eram hospitais-dia e apenas três foram criados como CAPS. Nenhum serviço funcionava diariamente durante 24 horas. Metade dos serviços funcionava em imóveis alugados, com instalações físicas inadequadas especialmente para atendimentos grupais. A composição das equipes dos serviços foi bastante diversa. As atividades desempenhadas nos CAPS foram heterogêneas, com maior valorização das atividades grupais desenvolvidas com usuários dentro dos CAPS e pouca integração aos outros equipamentos de saúde. As atividades grupais de arte e cultura foram as mais freqüentes em todos os serviços. Os serviços de origem ambulatorial apresentavam atividades artesanais e os que haviam sido hospitais-dia realizavam mais atividades de integração psicofísica. O perfil de atividades relacionou-se à distribuição regional dos serviços. CONCLUSÕES: A heterogeneidade dos CAPS parece se relacionar à história dos programas de saúde mental implementados no município desde a década de 1980 e à diversidade socioeconômica e cultural das regiões da cidade...

A diversidade ética e política na garantia e fruição do direito à saúde nos municípios brasileiros da linha da fronteira do MERCOSUL

Nogueira,Vera Maria Ribeiro; Dal Prá,Keli Regina; Fermiano,Sabrina
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 PT
Relevância na Pesquisa
55.74%
Apresenta-se parte das conclusões do estudo realizado na fronteira entre o Brasil e países do MERCOSUL, e identificam-se os perfis de atenção que evidenciam a diversidade ética e política na fruição do direito à saúde, com a caracterização das demandas e as respostas dos sistemas locais. A base empírica foi a garantia ou não do acesso às ações e aos serviços de saúde pelos usuários não brasileiros. Para a coleta de dados, aplicaram-se formulários nos municípios com mais de 10 mil habitantes, registro em diários de campo, reuniões e entrevistas. O destaque foi a diversidade de compreensão sobre o significado do direito à saúde, indicando dois fatores: inexistência de princípios éticos e políticos comuns e níveis de institucionalidade frágeis, incapazes de absorver a demanda dos usuários não brasileiros. Verificou-se que os acordos entre os governos nacionais não têm tido repercussão, ocorrendo desconhecimento pelos gestores e profissionais. Na população estrangeira, permanece a incerteza quanto ao atendimento. No Brasil, evidencia-se a inexistência de padrões uniformes de atenção, favorecendo decisões pessoais dos gestores e profissionais de saúde, dificultando as ações integradas.

Política e intermedicalidade no Alto Xingu: do modelo à prática de atenção à saúde indígena

Novo,Marina Pereira
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2011 PT
Relevância na Pesquisa
65.69%
O modelo de atenção à saúde indígena no Brasil tem como fundamentos a atenção integral à saúde, associada à noção de atenção diferenciada, e prevê o respeito à diversidade cultural, buscando a incorporação de práticas terapêuticas tradicionais nos serviços de saúde destinados a atender estas populações. A questão que se coloca é entender de que forma é possível conciliar o acesso universal aos bens e serviços de saúde a uma atenção que garanta a diferenciação, sem interferir, no entanto, na qualidade dos serviços ofertados. Para além disso, é preciso definir quais parâmetros utilizar para avaliar a qualidade e a eficácia desses serviços oferecidos em um contexto intercultural. Com base em um estudo de caso - a implementação dos serviços de saúde no Alto Xingu - apresento questões relacionadas aos usos políticos e os "perigos" associados aos "espaços da saúde" e as distintas concepções (de índios e não índios) do que seja saúde e qualidade dos serviços de saúde. Essas questões se interpõem e afetam não apenas as ações de saúde, mas também a situação política local.

Diversity in school and new requirements for teaching work; A diversidade na escola e as nova demandas para o trabalho docente

Gonçalves, Gustavo Bruno Bicalho; Universidade Federal de Minas Gerais, Residente Pós doutoral no Gestrado/FAE. Belo Horizonte, Minas Gerais
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 27/09/2013 POR
Relevância na Pesquisa
65.68%
This article begins with a discussion of the principles of social justice and school justice that underlies public policies for diversity in schools, and it examines the stated goal that aims at contributing to promotion of equality. Based on statements provided by the teachers participating in the second phase of the research project “Teaching Work in Basic Education in Brazil”, we analyze the effects of these policies as expressed in the contradiction experienced by teachers at work, when they try to adapt the principle of equality to the attention to diversity. We observe that this contradiction leads to new workloads and makes it difficult for teachers to find meaning in their work.; http://dx.doi.org/10.5902/198464448988 O artigo parte de um levantamento das políticas voltadas para a atenção à diversidade na educação, sua origem e o contexto de sua emergência. É analisado seu objetivo  manifesto de contribuir para a promoção da justiça social e da justiça escolar. Em seguinda busca-se analisar o papel desempenhado pelos professores em função destes novos objetivos que se apresentam para a escola. Considera-se que, da forma como encontram-se difundidos hoje os objetivos de atendimento à diversidade no contexto de uma escola meritocrática...

Integración o inclusión: El dilema educativo en la atención a la diversidad; Integración o inclusión: El dilema educativo en la atención a la diversidad; Integration or inclusion: the educational dilemma in attending to diversity

Alonso, José Domínguez; Castedo, Antonio López; Juste, Margarita Rosa Pino; Varela, Elia Vázquez
Fonte: Instituto de Educação da Universidade do Minho Publicador: Instituto de Educação da Universidade do Minho
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; article Formato: application/pdf
Publicado em 04/12/2015 POR
Relevância na Pesquisa
75.85%
O sistema educativo espanhol advoga a inclusão educativa na atenção à diversidade dos alunos nos centros de ensino obrigatório. Realizou-se uma investigação qualitativa-quantitativa, cujo objetivo era comprovar a substituição paulatina da perspetiva integradora pelas práticas inclusivas nos centros educativos. Assim, os métodos foram implementados de maneira sequencial: numa primera etapa recolheram-se e analisaram-se os dados qualitativos (grupos de enfoque) e, numa segunda fase, recolheram-se e examinaram-se dados quantitativos (inquérito de opinião). A primeira análise mostra um predomínio de aspetos que dificultam a atenção à diversidade (64%), face aos que a favorecem (36%). A segunda reflete um predomínio do modelo de integração (74%), em detrimento do modelo de inclusão (26%). Além disso, a análise inferencial revela que quanto maior for a experiência docente, menor é a atenção concedida à diversidade, e vice-versa.; El sistema educativo español aboga por la inclusión educativa en la atención al alumnado diverso en los centros de enseñanza obligatoria. Se realizó una investigación cualitativa-cuantitativa, cuyo objetivo era comprobar la sustitución paulatina de la perspectiva integradora por las prácticas inclusivas en los centros educativos. Así...

Avaliação da estrutura dos centros de atenção psicossocial do município de São Paulo, SP; Evaluación de la estructura de los centros de atención psicosocial del municipio de Sao Paulo, Sureste de Brasil; Evaluation of psychosocial healthcare services in the city of São Paulo, Southeastern Brazil

Nascimento, Andréia de Fátima; Galvanese, Ana Tereza Costa
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/08/2009 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
55.68%
OBJETIVO: Descrever a estrutura física, recursos humanos e modalidades de atenção existentes nos centros de atenção psicossocial (CAPS). MÉTODOS: Foram incluídos no estudo 21 CAPS para atendimento de adultos, vinculados à Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo (SP), entre 2007 e 2008. Foram coletadas informações sobre as instalações físicas dos serviços, recursos humanos disponíveis e procedimentos de cuidado ao paciente, utilizando instrumento padronizado. Foram realizados análise descritiva dos dados e o teste de qui-quadrado para testar a associação entre os tipos de atividades e a origem e localização dos serviços. RESULTADOS: Dez serviços foram criados como ambulatórios e posteriormente transformados, oito eram hospitais-dia e apenas três foram criados como CAPS. Nenhum serviço funcionava diariamente durante 24 horas. Metade dos serviços funcionava em imóveis alugados, com instalações físicas inadequadas especialmente para atendimentos grupais. A composição das equipes dos serviços foi bastante diversa. As atividades desempenhadas nos CAPS foram heterogêneas, com maior valorização das atividades grupais desenvolvidas com usuários dentro dos CAPS e pouca integração aos outros equipamentos de saúde. As atividades grupais de arte e cultura foram as mais freqüentes em todos os serviços. Os serviços de origem ambulatorial apresentavam atividades artesanais e os que haviam sido hospitais-dia realizavam mais atividades de integração psicofísica. O perfil de atividades relacionou-se à distribuição regional dos serviços. CONCLUSÕES: A heterogeneidade dos CAPS parece se relacionar à história dos programas de saúde mental implementados no município desde a década de 1980 e à diversidade socioeconômica e cultural das regiões da cidade...

Imagens da cidade planeada: A diversidade cultural e o pensamento estratégico urbano de Lisboa

Santos,Sofia
Fonte: Editora Mundos Sociais Publicador: Editora Mundos Sociais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2008 PT
Relevância na Pesquisa
55.7%
A diversidade cultural tem adquirido um papel importante no discurso do planeamento regional e urbano. A transformação da diversidade num valor territorial surge com o crescimento da economia simbólica e a preponderância do turismo, do sector económico da cultura e do marketing urbano nas estratégias de desenvolvimento. Os documentos estratégicos de desenvolvimento regional e urbano são veículos de ideologia territorial, promovendo formas de pensar o território, seus protagonistas e agentes de desenvolvimento, sobre o que este deve ser e a quem deve pertencer. Através da análise dos documentos estratégicos para a cidade-região capital, colocamos em evidência o trabalho de construção de representações para a Lisboa planeada. Damos especial atenção ao papel da “diversidade” nesse processo de construção.

A diversidade ética e política na garantia e fruição do direito à saúde nos municípios brasileiros da linha da fronteira do MERCOSUL

Nogueira,Vera Maria Ribeiro; Dal Prá,Keli Regina; Fermiano,Sabrina
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 PT
Relevância na Pesquisa
55.74%
Apresenta-se parte das conclusões do estudo realizado na fronteira entre o Brasil e países do MERCOSUL, e identificam-se os perfis de atenção que evidenciam a diversidade ética e política na fruição do direito à saúde, com a caracterização das demandas e as respostas dos sistemas locais. A base empírica foi a garantia ou não do acesso às ações e aos serviços de saúde pelos usuários não brasileiros. Para a coleta de dados, aplicaram-se formulários nos municípios com mais de 10 mil habitantes, registro em diários de campo, reuniões e entrevistas. O destaque foi a diversidade de compreensão sobre o significado do direito à saúde, indicando dois fatores: inexistência de princípios éticos e políticos comuns e níveis de institucionalidade frágeis, incapazes de absorver a demanda dos usuários não brasileiros. Verificou-se que os acordos entre os governos nacionais não têm tido repercussão, ocorrendo desconhecimento pelos gestores e profissionais. Na população estrangeira, permanece a incerteza quanto ao atendimento. No Brasil, evidencia-se a inexistência de padrões uniformes de atenção, favorecendo decisões pessoais dos gestores e profissionais de saúde, dificultando as ações integradas.

Política e intermedicalidade no Alto Xingu: do modelo à prática de atenção à saúde indígena

Novo,Marina Pereira
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2011 PT
Relevância na Pesquisa
65.69%
O modelo de atenção à saúde indígena no Brasil tem como fundamentos a atenção integral à saúde, associada à noção de atenção diferenciada, e prevê o respeito à diversidade cultural, buscando a incorporação de práticas terapêuticas tradicionais nos serviços de saúde destinados a atender estas populações. A questão que se coloca é entender de que forma é possível conciliar o acesso universal aos bens e serviços de saúde a uma atenção que garanta a diferenciação, sem interferir, no entanto, na qualidade dos serviços ofertados. Para além disso, é preciso definir quais parâmetros utilizar para avaliar a qualidade e a eficácia desses serviços oferecidos em um contexto intercultural. Com base em um estudo de caso - a implementação dos serviços de saúde no Alto Xingu - apresento questões relacionadas aos usos políticos e os "perigos" associados aos "espaços da saúde" e as distintas concepções (de índios e não índios) do que seja saúde e qualidade dos serviços de saúde. Essas questões se interpõem e afetam não apenas as ações de saúde, mas também a situação política local.