Página 1 dos resultados de 108 itens digitais encontrados em 0.130 segundos

Estudo dos fatores preditores de envelhecimento sem incapacidade funcional entre os idosos em velhice avançada no município de São Paulo; Predict factors´ study for aging without disability among very old people in Sao Paulo city

Francisco, Célia Maria
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/11/2006 PT
Relevância na Pesquisa
46.06%
O envelhecimento é um fenômeno mundial, resultado da diminuição progressiva das taxas de fecundidade e mortalidade e do aumento da expectativa de vida. O grupo de idosos, no Brasil e em países em desenvolvimento, segundo a OMS, é constituído por pessoas a partir dos 60 anos. Dentre desse grupo, a população que mais rapidamente cresce são os denominados idosos em velhice avançada (80 anos e mais) cujas demandas específicas ainda são desconhecidas em nosso meio. O envelhecimento pode ser acompanhado por um declínio funcional progressivo que pode estar associado a quadros de dependência responsáveis por demandas assistenciais específicas. A dependência em si constitui o maior temor dos idosos. Assim, conhecer os fatores preditores do alcance das idades mais longevas com independência funcional torna-se primordial e constitui o objetivo desse estudo que é parte do Estudo SABE - Saúde Bem-estar e Envelhecimento na América Latina e Caribe. Esse estudo, realizado no ano 2000, foi coordenado pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) e desenvolvido simultaneamente em sete países da dessa região com o objetivo de traçar as condições de vida e saúde dos idosos aí residentes. No Brasil, foi desenvolvido na zona urbana do Município de São Paulo com uma amostra de 2.143 idosos representativa da população residente na região no período. Para o desenvolvimento desse estudo...

A humanização na atenção básica de saúde: visão de um grupo de idosos de Araçatuba-SP

Lima, Thaís Jaqueline Vieira de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 138 f. : il. + 1 CD-ROM
POR
Relevância na Pesquisa
65.85%
Pós-graduação em Odontologia Preventiva e Social - FOA; Com o aumento significativo da população idosa, surgiu um novo contingente de pessoas que irão necessitar de assistência à saúde. No entanto, ao atender o idoso, a equipe de saúde deve estar atenta a uma série de alterações físicas, psicológicas e sociais que normalmente ocorrem nesses pacientes, e que justificam um cuidado diferenciado. As equipes de saúde têm um importante papel com o idoso, pois, acredita-se que, através de uma relação empática, haja uma assistência humanizada, garantindo o seu equilíbrio físico e emocional. Uma forma de medir a qualidade e a humanização da assistência à saúde é através da responsividade, conceito introduzido pela Organização Mundial da Saúde no campo da avaliação em saúde, para se referir aos elementos não-diretamente ligados ao estado de saúde. O objetivo deste estudo foi analisar a percepção do idoso quanto à humanização na atenção básica de saúde. No período de janeiro e fevereiro de 2009 foram entrevistadas 360 pessoas com 60 anos ou mais, que freqüentam as Unidades Básicas de Saúde do município de Araçatuba, utilizando um questionário adaptado do instrumento desenvolvido pela Organização Mundial da Saúde: o Multi-Country Survey Study e os resultados foram estatisticamente analisados através do software Epi Info 6.04. A idade média dos pacientes foi 75...

Atitudes e conhecimentos de agentes comunitários de saúde em relação à velhice

Ferreira, Virgílio Moraes
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 118 f. : il., mapa, gráfs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
75.96%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Saúde Coletiva - FMB; O Agente Comunitário de Saúde (ACS), considerado protagonista do atual cenário de reorganização da atenção primária à saúde no Brasil, é o elemento de integração entre as equipes e a comunidade onde reside. O envelhecimento populacional faz com que saber entender e relacionar-se com os idosos se torne um desafio para esse personagem na boa execução de suas funções. Assim, é fundamental sabermos o que os ACS pensam e conhecem sobre o idoso e sobre o envelhecimento. Nosso estudo tem os objetivos de descrever e analisar o perfil sociodemográfico, a experiência de convivência e trabalho com idosos, as atitudes em relação à velhice e os conhecimentos que os ACS de Marília-SP têm sobre o envelhecimento. Foi realizado um estudo transversal, de caráter descritivo onde se entrevistaram os 213 agentes comunitários das 12 Unidades Básicas de Saúde (UBS) e 29 Unidades de Saúde da Família (USF) de Marília. Os dados foram coletados através de um questionário sociodemográfico e dois instrumentos: uma escala de atitudes em relação à velhice e um questionário para avaliar conhecimentos gerontológicos. Os resultados mostraram que o quadro de ACS de Marília é formado predominantemente por adultos jovens...

A interface da arte e do bem-estar na promoção da saúde na terceira idade

Vasques, Márcia Camargo Penteado Corrêa Fernandes
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 133 f.
POR
Relevância na Pesquisa
55.63%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Saúde Coletiva - FMB; The artistic manifestations may contribute to health promotion, encouraging expression of feelings, sensations and perceptions because of the release of stiffness and imprisonments that manifest as disease. The present study, conducted with elderly, in Botucatu / SP, aimed to develop and validate a theoretical model representing the experiences of these elderly people with art, lifelong, enabling the understanding of experiences with art, and its contribution for the state of personal and collective well-being to influence Public Health Policies, supporting the effective exercise of this practice in promoting physical and mental health. Data were collected through unstructured type of focused and recorded on digital system interviews. 07 persons aged 60 years and over were interviewed. The methodological framework used was the Grounded Theory and Symbolic Interactionisn theoretical framework. Analysis of the data revealed three phenomena: THE ARTISTIC BACKGROUND TO FINDING A FAVORABLE; DEVELOPING EMOTIONS THROUGH ART, ART AS A TRANSFORMER ELEMENT; As manifestações artísticas podem contribuir para a promoção da saúde...

Significados associados a tarefa de cuidar de idosos de alta dependencia no contexto familiar

Cinara Sommerhalder
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/12/2001 PT
Relevância na Pesquisa
55.79%
A avaliação da tarefa de cuidar é influenciada por eventos objetivos e subjetivos e pelos recursos pessoais e sociais. Embora considerada apenas em termos de ônus, há interesse clínico e social na identificação dos benefícios associados à tarefa e que influenciam o bem-estar subjetivo do familiar cuidador. Este estudo objetivou descrever as avaliações cognitivas positivas e negativas informadas por cuidadores familiares de idosos dependentes. O estudo descritivo envolveu 20 cuidadoras primárias de idosos na faixa de 65 a 94 anos, acometidos por doenças da área neurológica (Barthel < 35). 45% das cuidadoras tinham entre 59 e 79 anos, 40% entre 40 e 58 anos, 15% menos de 40 anos; 55% tiveram até quatro anos de escolaridade, 35% entre quatro e 11 anos e 10% eram analfabetas; 45% eram filhas, 40% esposas e 15% eram outros parentes. 65% cuidavam há mais de três anos, 20% entre um e três anos e 15% cuidavam há menos de um ano; 55% eram donas de casa; 65% tinham uma renda familiar mensal < R$780,00. Elas foram submetidas a uma entrevista em profundidade e responderam a um Inventário de Benefícios e Ônus Percebido, construído a partir de pesquisa prévia com especialistas e literatura especializada. O Inventário continha questões positivas (19) e negativas (29)...

Eu fiz tudo para ser feliz

Oliveira, Clara Regina Bach de
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 177f.| tabs
POR
Relevância na Pesquisa
56.03%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciencias Humanas; A pesquisa identifica fatores que influenciam no bem-estar na velhice. Com bases em entrevistas feitas com 14 velhos asilados, 14 velhos que vivem com a família e funcionários do asilo. A pesquisa analisa dados quantitativos e os discursos quanto à implicações de condições de saúde, situação econômica, laços sociais, e representações simbólicas. Notou-se que os velhos asilados se julgam menos felizes que os outros. Patrimônio e renda, trabalhar ainda ou não, não estavam correlacionados com bem-estar mas sim a segurança. Quanto à alimentação, moradia e manutençào mínima de saúde, a sensação de utilidade está relacionada à solidariedade e participação social e não ao trabalho. No asilo a mistura de pessoas causava mal-estar e fofoca. As mulheres encaravam a velhice como a perda da beleza enquanto os homens como perda da força de trabalho. As mulheres mais felizes tinham mais atividade sexual. O aspecto mais relacionado ao mal estar foi problemas de locomoção. A pesquisa leva a questionar colocações de outros autores quanto à necessidade de atividade na velhice, à necessidade de privacidade e a igual necessidade sexuatl para mulheres e homens velhos. As diferenças talvez se expliquem pelo fato desta pesquisa tratar de velhos pobres em um país de terceiro mundo.

A velhice na constituição brasileira de 1988 como direito fundamental

Agustini, Carlos Fernando
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
65.93%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Jurídicas. Programa de Pós-Graduação em Direito; A proposta desta dissertação é a de analisar a evolução histórica dos direitos fundamentais, cotejando-a com os direitos relacionados aos idosos: além de uma discussão sobre os diversos dispositivos da Constituição de 1988 que tratam do assunto. Essa abordagem procura verificar se o Constituinte de 1988 tratou os direitos dos idosos e, nesse sentido, estabelecer uma relação com as ações afirmativas introduzidas pelo legislador. Percebe-se, no entanto, que apesar de avanços no setor, existem sinais de discriminação no próprio texto constitucional, principalmente quando estes direitos são comparados com os direitos de outros grupos considerados minoritários.

A Construção da enfermagem gerontológica no Brasil

Kletemberg, Denise Faucz
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
55.74%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Florianópolis, 2010; Pesquisa qualitativa, com abordagem sócio-histórica, cujo objetivo é compreender o processo histórico de construção da especialidade em Enfermagem Gerontológica no Brasil no período de 1970 a 1996. O critério temporal corresponde à década da criação do primeiro grupo de pesquisa no Brasil e finda com a realização da I Jornada Brasileira de Enfermagem Geriátrica e Gerontológica. O estudo apoia-se no referencial teórico de Eliot Freidson, para trazer os constituintes do poder profissional dessa especialidade no país. Para a coleta de dados, foi utilizada a história oral, com 14 enfermeiras pesquisadoras pioneiras no estudo do processo de envelhecimento, que atuaram naquelas décadas. Após análise, as categorias elencadas foram: conhecimento, autonomia, reserva de mercado e atividade política. Os resultados são apresentados na forma de artigos científicos. O primeiro tem como objetivo analisar a construção do conhecimento como constituinte de poder profissional na enfermagem gerontológica no Brasil. A compreensão histórica permitiu conhecer os esforços para o desenvolvimento da produção científica na área...

Assistência farmacêutica a idosos institucionalizados do Distrito Federal

Oliveira, Mirna Poliana Furtado
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
55.85%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2008.; O envelhecimento é acompanhado por mudanças no perfil de morbidade da população e como conseqüência, um crescente consumo de medicamentos por esse grupo da população tornando-o mais suscetível aos problemas relacionados à farmacoterapia. Esses problemas incluem prescrição e uso irracionais, redução da adesão ao tratamento, prática de automedicação, aumento do número de interações medicamentosas e incidência de reações adversas (RAM) comprometendo a eficácia e segurança da terapia. Nesse contexto, este trabalho avaliou a Assistência Farmacêutica aos idosos de cinco Instituições de Longa Permanência de Idosos (ILPI) do Distrito Federal e a influência que os aspectos sócio-demográficos, econômicos, biopsicossociais e epidemiológicos exercem sobre a farmacoterapia identificando possíveis pontos de intervenção do farmacêutico. O grupo estudado é em sua maioria proveniente do nordeste e sudeste brasileiro, solteiro e viúvo, com baixo nível de instrução e renda mensal. Os idosos tomam de 4 a 5 medicamentos sendo que a prevalência de uso de medicamentos considerados impróprios para a faixa etária e a presença de interações medicamentosas entre as prescrições desses idosos são significativas. Quanto aos problemas relacionados a medicamentos (PRM) foi identificado que 53...

Cuidadores de idosos : a realidade de um centro de internação domiciliar, Rondônia, Brasil

Uesugui, Helena Meika
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
55.63%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2011.; Atualmente, observamos um aumento da população idosa mundial e brasileira. A maior vulnerabilidade ao desenvolvimento de processos patológicos nesta etapa da vida pode comprometer a capacidade funcional do idoso, demandando necessidade de cuidados diferenciados por parte de um cuidador. Proporcionar cuidados a idosos dependentes requer preparo técnico e emocional. Neste contexto, este estudo teve como objetivo relacionar a sobrecarga dos cuidadores formais e informais segundo características sócio-demográficas dos idosos e respectivos cuidadores cadastrados no Centro de Internação Domiciliar – CID de Ariquemes – Rondônia. As características estudadas em relação aos idosos foram, faixa etária, profissão, gênero, etnia, escolaridade, estado civil, renda individual, prática de atividade física e utilização de medicamentos. Para os cuidadores, faixa etária, gênero, escolaridade, estado civil, renda individual, outra atividade além de cuidar, consumo de bebida alcoólica, percepção de seu estado de saúde, grau de parentesco com o idoso, residir com o idoso, apoio para a prestação do cuidado, tempo em horas/dia e anos de prestação ao cuidado. Estudo exploratório e descritivo...

A velhice na Constituição

Ramos, Paulo Roberto Barbosa
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
75.93%
Aborda a gênese da ideia de velhice e sua percepção como temática social relevante. Em seguida, examina a velhice enquanto direito humano fundamental, analisando os aspectos constitucionais concernentes à proteção aos idosos.

Benefício assistencial de prestação continuada : nova interpretação à luz do Estatuto do Idoso

Ribeiro, Eduardo Antonio
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
55.64%
Analisa nova ótica dada ao benefício assistencial devido às pessoas carentes a partir de 65 anos e ao critério de avaliação da condição de hipossuficiência, frente à interpretação até então dada à matéria pelos tribunais.

Políticas públicas, direitos fundamentais e Poder Judiciário: uma análise crítica do benefício de prestação continuada (BPC) = Public policy, fundamental rights and the Judiciary: a critical analysis of the benefit of continuing installments (BCI)

Pereira, Luciano Meneguetti
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
55.8%
doi: 10.5102/rbpp.v3i1.1661; Demonstra que o Benefício de Prestação Continuada (BPC), instrumento de política pública de proteção social, de caráter assistencial, legítimo direito fundamental estabelecido pela Constituição brasileira em favor dos idosos e das pessoas com deficiência, tem alcançado significativos índices de efetividade e realização junto a estes segmentos sociais.

Um estudo sobre a modalidade de atendimento não-asilar Centro de convivência: assistência à velhice e à família?

Leite Sena, Kaline; Falcão de Oliveira, Edelweiss (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
65.87%
A família, historicamente, ocupou lugar relevante como fonte de apoio informal, seja instrumental, emocional ou financeiro a seus membros, dentre os quais a pessoa idosa. Contemporaneamente, a família tem sentido os rebatimentos das transformações que vem ocorrendo na sociedade nos campos econômico, social e político. Desemprego, desestruturação do mercado de trabalho, posicionamento do Estado na produção e reprodução social, além da redefinição do lugar da mulher no conjunto das relações sociais que apontam para outros determinantes. Desse modo, a disponibilidade de apoio informal vem diminuindo e colocando ao Estado novas demandas no apoio à pessoa idosa. A modalidade de atendimento não-asilar, como o centro de convivência, surge como resposta. O presente trabalho é de caráter qualitativo e tem como objeto de investigação a modalidade de atendimento não-asilar, centro de convivência, na relação com a família. Buscou-se investigar se a existência dessa modalidade se apresenta também como apoio a família. No bojo desta questão, procuramos identificar o entendimento que a família tem sobre o centro de convivência e sobre a velhice, a partir da singularidade do Centro de Convivência de Idosos Francisco Azevedo de Vasconcelos...

Serviço Social e envelhecimento: estudo dos fundamentos teórico-políticos sobre velhice na produção de conhecimento do Serviço Social no Brasil

Alves, Suéllen Bezerra; Peruzzo, Juliane Feix (Orientadora)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
56.01%
Esta dissertação tem como objetivo analisar o trato teórico dado ao fenômeno do envelhecimento humano pelo Serviço Social, ao desvendar as perspectivas teóricas e políticas da produção acadêmica sobre esta temática. Trata-se de um estudo explicativo de cunho teórico-bibliográfico, cujas fontes de pesquisa foram teses e dissertações dos programas de pós-graduação vinculados a departamentos de Serviço Social no Brasil, no último triênio (2010 – 2012). Após caracterizar os fundamentos da questão da velhice, nas diferentes concepções teórico-metodológicas (Geriatria, Gerontologia Social e Gerontologia Social Crítica), estudamos a aproximação do Serviço Social com esse debate, traçando um percurso que passa pelo significado sócio-histórico da profissão e as demandas dos trabalhadores velhos que chegam ao Serviço Social (ao menos de modo aparente, são demandas que aparecem como próprias da situação de velhice). Compreendendo que a produção de conhecimento reflete as contradições postas na realidade, apresentamos de que modo a temática da velhice tem comparecido no debate profissional, evidenciando o crescimento da participação do Serviço Social na problematização do que é considerado uma das preocupações sociais do momento. Na última parte do trabalho expomos o conteúdo discutido em parte dessas produções...

O parlamento brasileiro e as políticas sociais para a terceira idade : uma análise das iniciativas da Câmara dos Deputados, no período 2007-2008

Souza, Ana Lúcia Araújo de
Fonte: Câmara dos Deputados do Brasil Publicador: Câmara dos Deputados do Brasil
Tipo: monografia, dissertação, tese Formato: 94 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
55.63%
Apresenta os projetos e iniciativas da Câmara dos Deputados sobre as políticas sociais para os idosos no período de 2007/2008. Verifica a pauta legislativa quanto à presença de iniciativas e proposições que tratam da questão das pessoas da terceira idade na perspectiva de melhorar a situação dos idosos no Brasil. Na análise, os temas foram classificados por assunto/categorias e percebeu-se que os assuntos mais frequentes se relacionavam com o aumento da renda e dos benefícios para as pessoas idosas, dedução no imposto de renda, qualidade e segurança na utilização do transporte e que as proposições em geral buscam elevar o limite de renda familiar e proporcionar melhoria na qualidade de vida e dar segurança às pessoas idosas. Foi notada a ausência de iniciativas nas áreas de educação, violência e comunicação, bem como carência em outras áreas como habitação, lazer, cultura e trabalho. Constatou-se que a Câmara dos Deputados tem atividade sobre a área estudada, embora não muito intensa. Nos anos de 2007 e 2008 somaram-se cinco mil trezentos e trinta e oito proposições apresentadas à Câmara dos Deputados, das quais, cento e sete foram na temática do idoso. A maioria dos projetos apresentados pelos Deputados Federais que continham objetivos semelhantes ou idênticos - por força regimental - acabaram apensados aos projetos de iniciativa do Senado Federal ou do Poder Executivo. No período pesquisado duas proposições transformaram-se em norma jurídica...

Políticas públicas para idosos : a realidade das Instituições de Longa Permanência para Idosos no Distrito Federal

Lima, Cláudia Regina Vieira
Fonte: Câmara dos Deputados do Brasil Publicador: Câmara dos Deputados do Brasil
Tipo: monografia, dissertação, tese Formato: 120 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
55.64%
Traz os resultados de pesquisa realizada em Instituições de Longa Permanência para Idosos do Distrito Federal. Conclui que o Distrito Federal se encontra em um patamar elevado, no atendimento ao idoso institucionalizado. A aplicação rigorosa da legislação, no que se refere à fiscalização e à adoção de medidas de modernização das ILPIs, conjugada com o apoio da comunidade, que, de forma geral, atende aos chamados de voluntariado e doações, além da existência de um corpo funcional especializado, são fatores positivos. Constata, no entanto, que a oferta de vagas nestas instituições não condiz com a demanda.; Monografia (especialização) -- Curso em Legislativo e Políticas Públicas, Câmara dos Deputados, Centro de Formação, Treinamento e Aperfeiçoamento (Cefor), 2011.

Envelhecer entre pássaros e anjos: um estudo etnográfico sobre o processo saúde doença do idoso no contexto familiar; Grow old among birds and angels: an ethnographic study of the health disease process of the elderly within the familiar context

Alcantara, Meine Siomara
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Enfermagem; Assistência à Saúde Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Enfermagem; Assistência à Saúde
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
55.87%
Study, a descriptive-like one, is guided by ethnographic principles which have analyzed the elderly within the familiar context in his/her process of health and aging, in the neighborhood called Felipe Camarão, located in the western administrative region of Natal, RN, a Northeastern city of Brazil. The participants are elders aging 61 to 84 years old, living in this referring neighborhood, whose majority is constituted of migrants from the rural region of the state of the RN, retired, including widows, widowers and married couples, with low school-educational degree. For the information gathering it was utilized a semi-structured interview, the participant observation and the field diary, being put into effect, in majority, in the houses and in the Family Health Unit, in a period between March and October of 2006. For the results discussion it was utilized an analysis of thematic content and the program ALCESTE (In Portuguese, Análise Léxica por Contexto de um Conjunto de Segmentos de Texto or Lexical Analysis by Context of a Set of Text Segments), which through have emerged two corpus: the corpus I, Family and the elderly, and corpus II, The elderly and the aging within society. The analysis of the results has permitted to conclude that the family...

O cuidar de enfermagem e da família à pessoa idosa no domicílio: uma abordagem etnográfica

Santos, Renata Silva
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Enfermagem; Assistência à Saúde Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Enfermagem; Assistência à Saúde
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
55.8%
O envelhecimento é um processo multidimensional que envolve entre outros os aspectos físico-biológicos, sociais, econômicos e psicológicos. Ao avaliar essa fase da vida dentro de uma visão social e cultural, percebe-se que ser idoso ou não varia com as concepções culturais, sendo necessário investigar as variações que atuam no processo e rege o fenômeno sociocultural da realidade em que se está inserido. Com o aumento da população idosa mundial, esse processo tende a se intensificar. Estima-se que até em 2050 existam cerca de dois bilhões de pessoas com mais de 60 anos no mundo, e a maioria delas vivendo em países em desenvolvimento. No Brasil, acredita-se que existam, atualmente, cerca de 20 milhões de idosos. A normatização e legislação brasileira de amparo ao idoso em relação à saúde iniciaram-se a partir da Constituição Federal de 1988 e da Lei 8080 que regulamenta o Sistema Único de Saúde em 1990, em seus níveis de complexidade: atenção básica, média e alta complexidade. Para auxiliar nessa prestação dos serviços na atenção básica de saúde é importante observar as condições sociais, culturais, econômicas e de saúde dos idosos e seus familiares. Nesse sentido, a visita ao domicílio e a avaliação deste idoso em seu ambiente doméstico torna-se fundamental para acompanhar o cuidar prestado e o quanto esse processo irá interferir no sistema de saúde...

As representações sociais sobre a velhice e os reflexos nos processos de gestão de pessoas de uma instituição de longa permanência de Porto Alegre

Locatelli, Patrícia Augusta Pospichil Chaves
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.01%
Nas últimas décadas, o envelhecimento da população brasileira tem demandado atenção, principalmente, no que tange ao cuidado para com o público idoso. Apesar de a legislação brasileira estabelecer que o principal responsável pelo cuidado ao idoso é a família, a dinamicidade do contexto social e a atual fluidez dos relacionamentos familiares tem reconfigurado essa prerrogativa. Neste contexto, com a finalidade de suprir essa demanda oferecendo ao público longevo serviços de assistência social e à saúde, principalmente, em casos em que o idoso não possui família ou esta não apresenta condições para assumir a responsabilidade pelo seu cuidado, surgem as denominadas Instituições de Longa Permanência para Idosos – ILPIs, objeto deste estudo. Partindo-se do entendimento de que a forma como os funcionários de uma ILPI são geridos e a prestação de serviços conduzida está diretamente relacionada às representações sociais de gestores, funcionários e dos próprios idosos sobre a velhice, este estudo objetivou identificar e analisar como as representações sociais sobre a velhice na ótica dos usuários e daqueles que trabalham em uma instituição de longa permanência para idosos se refletem nos processos de movimentação e desenvolvimento de pessoas dessa instituição. Para isso...