Página 1 dos resultados de 607 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Eficácia analgésica do uso de dose alta de morfina intra-articular em pacientes submetidos à artroplastia total de joelho; Analgesic efficacy of the intra-articular administration of high Doses of morphine in patients undergoing total knee arthroplasty; Eficacia analgésica del uso de dosis alta de morfina intra-articular en pacientes sometidos a la artroplastia total de rodilla

GARCIA, João Batista Santos Garcia; BARBOSA NETO, José Osvaldo; VASCONCELOS, José Wanderley; FERRO, Letácio Santos Garcia; SILVA, Rafaelle Carvalho e
Fonte: Sociedade Brasileira de Anestesiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Anestesiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.54%
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Apesar da eficácia da morfina intraarticular (IA) permanecer controversa, tem-se mostrado que doses maiores promovem melhores resultados e, consequentemente, menor consumo pós-operatório de analgésico, caracterizando, assim, efeito dose-dependente na ação periférica. Foi conduzido estudo controlado, aleatório e duplamente encoberto para avaliar a eficácia de 10 mg de morfina por via intra-articular em pacientes submetidos à artroplastia total de joelho. MÉTODO: Foram avaliados 50 pacientes submetidos à artroplastia total de joelho, distribuídos aleatoriamente em dois grupos: o grupotratamento recebeu 10 mg (1 mL) de morfina por via intra-articular diluído em 19 mL de solução fisiológica a 0,9% (SF), enquanto o grupo-controle recebeu injeção intra-articular contendo 20 mL de SF, ambos após o fechamento da cápsula articular, ao final da operação. Morfina subcutânea sob demanda esteve disponível para dor residual. As seguintes variáveis foram avaliadas: intensidade da dor graduada na Escala Numérica (EN) às 2 h (M1), 6 h (M2), 12 h (M3) e 24 h (M4) após injeção IA; tempo para primeira solicitação de analgésico; consumo de analgésicos e efeitos adversos. CONCLUSÕES: O grupo-tratamento apresentou menores valores na EN que o grupo-controle em M1 e M2...

Resultados funcionais em pacientes com artrose patelofemoral submetidos à artroplastia de interposição retinacular; Functional outcomes with retinacular interposition arthroplasty in patients with patellofemoral arthrosis

Kersz, Ilana Henkin
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.59%
Introdução: A degeneração da articulação patelofemoral é uma patologia relativamente comum, ocorrendo em 5% a 9% dos pacientes com artrose isolada do joelho. Avanço progressivo do processo degenerativo acompanhado de dor, rigidez articular e considerável limitação funcional são achados comumente presentes, tornando-se, muitas vezes, necessária a adoção de intervenções cirúrgicas. O tratamento cirúrgico para pacientes jovens, apresentando estágio avançado de artrose isolada da articulação patelofemoral, permanece controverso. Diversas técnicas cirúrgicas, incluindo liberação do retináculo lateral, avanço da tuberosidade tibial, implante autólogo de condrócitos, patelectomia, artroplastia patelofemoral e artroplastia total do joelho têm sido empregadas, apresentando ampla variação nos índices de sucesso. Além disso, a rotina pós-operatória e a necessidade de imobilização e proteção do reparo, após alguns procedimentos, tendem a repercutir nos resultados funcionais finais e no retorno às atividades de vida diária. Não há solução perfeita para o tratamento cirúrgico da artrose patelofemoral isolada. As opções terapêuticas disponíveis até proporcionam resultados funcionais aceitáveis...

Qualidade de vida, dor e função muscular em indivíduos com osteoartrite e com artroplastia total de joelho

Bortoluzzi, Silvia Helena Manfrin
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.54%
A osteoartrite é uma desordem articular comum nos idosos, sendo responsável por causar perda da funcionalidade destes indivíduos, quando comparada a outras doenças. Sua prevalência aumenta com a idade por ser uma doença irreversível. Esta condição musculoesquelética causa dor, incapacidade física e redução da qualidade de vida. A artroplastia total de joelho é o procedimento adequado para o tratamento da osteoartrite em seus graus mais avançados, e tem apresentado uma melhora funcional dos extensores do joelho (por meio da redução da inibição reflexa e possível aumento da capacidade de produção de força) e da qualidade de vida (pela redução da dor, aumento da mobilidade e retorno às atividades de vida diárias) nesses casos avançados da doença. No entanto, os efeitos da substituição do joelho osteoartrítico pela prótese não são totalmente conhecidos. Em função disso, o objetivo do presente estudo foi comparar a ativação muscular e a produção de força (torque) de indivíduos com osteoartrite (n=20) e indivíduos com artroplastia total de joelho (n=12). O pico de torque dos músculos extensores de joelho foi avaliado durante contrações isométricas voluntárias máximas nos ângulos de 30º...

Artroplastia total modular híbrida da articulação coxofemoral: estudo experimental em cães

Minto, Bruno Watanabe
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 99 f.
POR
Relevância na Pesquisa
37.48%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Medicina Veterinária - FMVZ; A artroplastia total da articulação coxofemoral é a técnica cirúrgica mais comumente realizada para o tratamento da displasia coxofemoral canina grave. Diversos modelos e sistemas protéticos são descritos; desde os sistemas cimentados de cabeça femoral fixa que foram amplamente utilizados no passado, até os mais recentes, munidos de sistema osteointegravel e cabeça femoral intercambiável. A presente pesquisa teve como objetivo avaliar a aplicação de uma prótese total modular híbrida da articulação coxofemoral confeccionada no Brasil, em cães sadios, até 360 dias de pós-operatório. Foram utilizados 10 animais da espécie canina esqueleticamente maduros, sem raça definida, machos e fêmeas, com peso variando entre 19 e 27 kg, sem alterações no aparelho locomotor. Constituiu-se um único grupo experimental de animais submetidos ao procedimento de artroplastia total, utilizando-se componente femoral cimentado de cabeça intercambiável e componente acetabular não cimentado. Os cães foram submetidos ao exame clínico e radiográfico às 24 horas, e aos 30, 60, 90, 120, 180 e 360 dias após a cirurgia. A artroplastia total coxofemoral foi exequível. Sete dos 10 animais apresentaram escore excelente na locomoção...

PTBiomecânica da artroplastia do joelho e a sua relação com o alinhamento protésico

Coutinho, Mauro Alexandre Nogueira
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.48%
O objectivo desta tese foi estudar os aspetos biomecânicos relacionados com os desvios angulares passíveis de ocorrer na osteotomia tibial proximal, aquando da artroplastia total do joelho, relacionando estes com potenciais efeitos clínicos. Os cortes ósseos na tíbia proximal para implantação do prato tibial são realizados através da utilização de um conjunto de guias e sistemas auxiliares, que permitem ao cirurgião orientar e posicionar os implantes relativamente aos eixos anatómicos do paciente. No entanto, por diferentes razões, podem ocorrer desvios no alinhamento dos cortes ósseos. Estes desvios, relativamente à posição teoricamente correta, além de alterarem a cinemática da articulação e, consequentemente, a mobilidade/estabilidade do paciente, podem, igualmente, modificar o modo de transferência de carga do implante para o osso de suporte. Procurou-se avaliar como diferentes magnitudes dos desvios angulares nos cortes ósseos na tíbia proximal nos planos frontal (varo-valgo) e plano sagital (antero-posterior) alteram a transferência de carga ao osso de suporte, aferindo, assim, potenciais riscos de reabsorção óssea por efeito de stress-shielding ou, mesmo, falência por sobrecarga do osso de suporte por efeito de fadiga. Para o efeito...

Análise da Marcha na Artroplastia da Anca

Martins, A.
Fonte: Faculdade de Desporto da Universidade do Porto Publicador: Faculdade de Desporto da Universidade do Porto
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2007 POR
Relevância na Pesquisa
37.48%
O objectivo deste estudo consistiu em determinar as repercussões biomecânicas no ciclo de marcha em indivíduos com artroplastia da anca não cimentada há mais de um ano. Foram analisados os parâmetros cinéticos, cinemáticos e dinâmicos de uma amostra de 18 indivíduos (9 indivíduos sem patologia – grupo controlo e 9 indivíduos com artroplastia da anca unilateral não-cimentada) do sexo masculino. Na análise cinemática estudaram-se os movimentos articulares de diferentes segmentos dos membros inferiores no plano sagital. Os ângulos articulares definidos para este estudo foram os ângulos pé/solo, perna/pé, coxa/perna, e tronco/coxa; entre os segmentos corporais tronco, coxa, perna, pé. Na análise dinamométrica da marcha, usando a plataforma de forças, determinaram-se as componentes da força de reacção do solo (vertical, ântero-posterior e médio-lateral); foram obtidos em simultâneo os dados relativos à pressão plantar, recolhidos pelo sistema Pedar. O grupo de controlo registou um tempo de apoio aproximadamente igual ao que foi observado para qualquer dos membros inferiores dos indivíduos sujeitos a PTA; indicador de que a cirurgia permitiu melhorar significativamente a funcionalidade da marcha. Os valores do impulso (integral de Fy e de Fx) não apresentaram diferenças estatisticamente significativas entre grupos. Para o 1º e 2º picos da curva de Fz...

Determinantes da capacidade funcional em indivíduos com coxartrose submetidos a artroplastia total da anca

Gonçalves, Luís Miguel Dias
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 15/05/2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.59%
Introdução: o aumento da esperança média de vida e consequentemente da prevalência de doenças osteoarticulares, tem permitido à cirurgia ortopédica adquirir protagonismo no tratamento da coxartrose, sendo a artroplastia total da anca o procedimento cirúrgico mais utilizado e efetivo no alívio da dor, aumento da capacidade funcional e diminuição das limitações. Para a enfermagem de reabilitação é imperativo o conhecimento dessas limitações e um diagnóstico funcional dos doentes com coxartrose. O objetivo foi identificar determinantes da capacidade funcional dos indivíduos submetidos a artroplastia total da anca. Métodos: realizámos estudo descritivo correlacional, transversal e quantitativo, tendo recorrido a uma amostra não probabilística de conveniência, composta por 66 indivíduos submetidos a artroplastia total da anca, com uma idade média de 70,6 anos, na sua maioria do género masculino (62%) e com baixo status socioeconómico (71,3%). O instrumento de colheita de dados incorporou: uma ficha sociodemográfica e clínica; o índice Lequesne (IL) para avaliar a gravidade da osteoartrose; a escala de Harris (HHS) para avaliar a capacidade funcional da anca comprometida; e o índice de Barthel (IB) para avaliar a independência dos inquiridos...

Caracterização da prática da Fisioterapia em indivíduos submetidos a Artroplastia Total da Anca e resultados obtidos ao nível da Dor, Funcionalidade e Qualidade de vida

Sousa, Maria João
Fonte: Instituto Politécnico de Setúbal. Escola Superior de Saúde Publicador: Instituto Politécnico de Setúbal. Escola Superior de Saúde
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /12/2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.48%
Relatório do Projeto de Investigação apresentado para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Fisioterapia, área de especialização em Fisioterapia em Condições Músculo - Esqueléticas; Introdução: A osteoartrose é mundialmente a patologia músculo-esquelética mais comum e um importante problema de saúde pública. Em Portugal, é a principal causa de incapacidade da pessoa idosa. Em algumas situações, o processo degenerativo articular evolui até à destruição da cartilagem, tornando-se imprescindível a intervenção cirúrgica. A artroplastia total da anca é uma das reconstruções cirúrgicas mais comuns, tendo sido registadas em 2011, 6092 Artroplastias da anca em Portugal. Com o aumento da esperança média de vida nos países desenvolvidos, prevê-se um maior recurso a próteses da anca. Pela instabilidade articular e fraqueza muscular desenvolvida após a cirurgia, a prescrição de exercício e a referenciação para a Fisioterapia são procedimentos de rotina após a realização de artroplastia da anca. O tipo de intervenção, duração e frequência não é consensual e não existem estudos que o descrevam de forma detalhada. Objectivo: O presente estudo pretende descrever de forma detalhada a prática da Fisioterapia em indivíduos submetidos a artroplastia total da anca e os resultados obtidos ao nível da dor...

Artroplastia Unicompartimental do Joelho Oxford Phase 3. Resultados a Médio Prazo

Falcão, P; Grenho, A; Homero Costa, J; Torrinha Jorge, J; Arcângelo, J; Catarino, P
Fonte: Serviço de Ortopedia do Hospital de S. José, Centro Hospitalar de Lisboa Central, EPE Publicador: Serviço de Ortopedia do Hospital de S. José, Centro Hospitalar de Lisboa Central, EPE
Tipo: Outros
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.63%
Introdução: A artroplastia unicompartimental evoluiu nos últimos 40 anos, sendo hoje em dia considerada uma estratégia cirúrgica apropriada para a osteoartrose do compartimento interno da articulação do joelho. Desenvolvimentos nos instrumentos cirúrgicos, desenho do implante, abordagem cirúrgica e selecção dos doentes levaram a uma grande melhoria dos resultados pós-operatórios e aumento da longevidade das próteses unicompartimentais do joelho. Comparada com a prótese total, tem como vantagens a preservação óssea, menos complicações pós‐operatórias (perdas sanguíneas, dor pós‐operatória, taxa de infecção, trombose venosa profunda (TVP) e tromboembolismo pulmonar (TEP)), manutenção da normal cinemática do joelho, alta precoce e reabilitação mais rápida. A prótese unicompartimental Oxford phase 3 foi introduzida em 1998 e é uma prótese cimentada com menisco móvel de polietileno. Material e Métodos: Foi realizado um estudo retrospectivo das artroplastias unicompartimentais do joelho Oxford phase 3 realizadas no nosso serviço. Desde 2006 realizaram-se 37 artroplastias unicompartimentais (num total de 34 doentes). Sete dos quais não compareceram à avaliação pós-operatória e por isso foram excluídos do estudo. Todos os doentes incluídos no estudo foram avaliados clínica e radiograficamente. Foram revistos os processos de consulta e do internamento. Registou-se a idade...

Artroplastia Unicompartimental do Joelho Oxford Phase 3. Resultados a Médio Prazo

Falcão, P; Grenho, A; Homero Costa, J; Torrinha Jorge, J; Arcângelo, J; Catarino, P
Fonte: Serviço de Ortopedia do Hospital de S. José, Centro Hospitalar de Lisboa Central, EPE Publicador: Serviço de Ortopedia do Hospital de S. José, Centro Hospitalar de Lisboa Central, EPE
Tipo: Outros
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.63%
Introdução: A artroplastia unicompartimental evoluiu nos últimos 40 anos, sendo hoje em dia considerada uma estratégia cirúrgica apropriada para a osteoartrose do compartimento interno da articulação do joelho. Desenvolvimentos nos instrumentos cirúrgicos, desenho do implante, abordagem cirúrgica e selecção dos doentes levaram a uma grande melhoria dos resultados pós-operatórios e aumento da longevidade das próteses unicompartimentais do joelho. Comparada com a prótese total, tem como vantagens a preservação óssea, menos complicações pós‐operatórias (perdas sanguíneas, dor pós‐operatória, taxa de infecção, trombose venosa profunda (TVP) e tromboembolismo pulmonar (TEP)), manutenção da normal cinemática do joelho, alta precoce e reabilitação mais rápida. A prótese unicompartimental Oxford phase 3 foi introduzida em 1998 e é uma prótese cimentada com menisco móvel de polietileno. Material e Métodos: Foi realizado um estudo retrospectivo das artroplastias unicompartimentais do joelho Oxford phase 3 realizadas no nosso serviço. Desde 2006 realizaram-se 37 artroplastias unicompartimentais (num total de 34 doentes). Sete dos quais não compareceram à avaliação pós-operatória e por isso foram excluídos do estudo. Todos os doentes incluídos no estudo foram avaliados clínica e radiograficamente. Foram revistos os processos de consulta e do internamento. Registou-se a idade...

Artroplastia unicompartimental no tratamento da artrose medial do joelho

Camanho,Gilberto Luís; Viegas,Alexandre de Christo; Camanho,Luís Fellipe; Camanho,Carina dos Reis; Forgas,Andrea
Fonte: Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.48%
OBJETIVO: Analisar a evolução de um grupo de pacientes submetido a artroplastia unicompartimental de joelho para tratamento das artroses e nas osteonecroses que comprometem exclusivamente o comportamento medial. MÉTODOS: Foram avaliados 49 pacientes portadores de artrose unicompartimental de joelho com idade variando entre 47 e 88 anos de idade, sendo 12 homens e 37 mulheres. Todos foram submetidos à artroplastia unicompartimental do tipo Miller-Galante. Após seguimento mínimo de quatro anos, os pacientes foram avaliados subjetivamente pelo exame ortopédico e objetivamente pelo sistema Hospital for Special Surgery (HSS). RESULTADOS: Apenas uma paciente necessitou de revisão para artroplastia total; quatro apresentaram dor não incapacitante; e três, queixas de instabilidade esporádica não incapacitante. Na avaliação do HSS, 30 pacientes apresentaram resultados excelentes; 18, resultados bons; e um, resultado regular. CONCLUSÃO: A artroplastia unicompartimental é uma boa opção para casos de artrose e osteonecrose do compartimento medial do joelho.

Novas superfícies em artroplastia total do quadril

Schwartsmann,Carlos Roberto; Boschin,Leonardo Carbonera; Gonçalves,Ramiro Zilles; Yépez,Anthony Kerbes; Spinelli,Leandro de Freitas
Fonte: Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.48%
A artroplastia total do quadril tem sido indicada cada vez mais em pacientes mais jovens e ativos, além de haver uma natural e crescente demanda do procedimento em função do aumento da expectativa de vida dos pacientes. Os altos custos da cirurgia e as controvérsias da performance dos implantes fazem deste assunto objeto de constantes pesquisas na busca de novos materiais com melhores resistências ao desgaste e biocompatibilidade. O presente artigo abrange um estudo de revisão das novas superfícies em artroplastia total do quadril.

Artroplastia total do joelho assistida por computador

Albuquerque,Roberto Freire da Mota e; Angelini,Fábio Jansen; Pécora,José Ricardo; Amatuzzi,Marco Martins; Sasaki,Sandra Umeda
Fonte: Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.48%
Um dos avanços tecnológicos mais significativos da medicina atual é a cirurgia assistida por computador, sendo que na ortopedia uma das aplicações mais importantes dessa tecnologia é na artroplastia do joelho. A principal contribuição da cirurgia ortopédica assistida por computador (Computer Aided Orthopaedic Surgery’s - CAOS) na artroplastia do joelho é o seu potencial em aprimorar a precisão da implantação das próteses e do alinhamento do membro operado contribuindo para a otimização e longevidade dos resultados. A navegação independente de imagens, baseada em referências anatômicas adquiridas durante o ato cirúrgico através de transmissores de raios infra-vermelho, tem sido a técnica preponderante na artroplastia do joelho. Utilizamos o sistema de navegação para artroplastia total do joelho "OrthoPilot" versão 2.2 para a colocação de 72 próteses de joelho "Search Evolution" da "Aesculap AG CO. KG" com ou sem estabilização posterior em uma série contínua. O objetivo foi aferir a precisão do alinhamento obtido com a navegação através de radiografias panorâmicas obtidas no período pós-operatório. Obtivemos um desvio médio do eixo mecânico nulo de 0,66º com desvio padrão de 0,7º, sendo que 98...

Resultados de revisão de artroplastia total do joelho com haste não cimentada "Press-fit"

Iamaguchi,Maurício Masasi; Castro Filho,Fernando Bley Vicente de; Gobbi,Riccardo Gomes; Tirico,Luis Eduardo Passarelli; Pécora,José Ricardo; Camanho,Gilberto Luis
Fonte: Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.48%
OBJETIVO: Mostrar nossa experiência com haste não-cimentadas press-fit e fixação metafisária com cimento em série selecionada de pacientes que realizaram revisão de artroplastia total do joelho. MÉTODOS: Trinta e quatro pacientes (35 joelhos) foram submetidos a revisão de artroplastia total do joelho usando técnica "press-fit". Seguimento mínimo foi de um ano (média de 2,2 anos) e máximo de três anos. RESULTADOS: Dos 34 pacientes, 20 foram mulheres e 14 foram homens. Houve um óbito por causa não relacionada a artroplastia e perda de seguimento de um paciente. Não houve nenhum caso em que fosse necessária nova revisão. Os pacientes que foram submetidos à revisão apresentaram melhora clínica e funcional demonstrado pelos resultados do KSS, resultados do questionário de qualidade de vida SF-36, através do ganho de amplitude de movimento e da melhora no alinhamento do membro. CONCLUSÃO: Houve melhora clínica e funcional no pós-operatório em relação ao pré-operatório na revisão de artroplastia total do Joelho com haste não cimentada "press-fit". Nível de Evidência IV, Série de casos.

Resultados da artroplastia de disco no tratamento da hérnia discal cervical

Rodrigues,Pedro Cacho; Silva,Manuel Eduardo Ribeiro da; Monteiro,Eurico Lisboa; Duarte,Filipe Rodrigues; Neves,Nuno Silva Morais; Pinto,Rui Alexandre Peixoto
Fonte: Sociedade Brasileira de Coluna Publicador: Sociedade Brasileira de Coluna
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.66%
OBJETIVO: Avaliação dos resultados a longo prazo da artroplastia de disco cervical (ADC) e comparação com fusão no tratamento da hérnia discal. MÉTODOS: Seleccionados pacientes com radiculopatia por hérnia discal cervical a um nível sucessivamente submetidos a ADC entre Junho de 2003 e Julho de 2006 (grupo artroplastia). Realizada avaliação radiográfica e clínica no pré-operatório, ao fim de um ano, e pelo menos cinco anos após o procedimento. Como controlo foi utilizado grupo submetido a descompressão e artrodese anterior, operado no mesmo período (grupo fusão), avaliado no tempo final de seguimento. RESULTADOS: 22 pacientes do grupo artroplastia e 12 do grupo fusão, com tempo de seguimento médio de 5.4 anos. Na primeira avaliação obteve-se uma mobilidade média de 8,8º (2,2º-22º), tendo esta diminuído em média 3,6º (-18º-3,8º) à data final de seguimento. À data de seguimento final, 28% dos doentes inicialmente submetidos a artroplastia perderam a mobilidade pretendida; o NDI foi de 21% no grupo artroplastia vs 36,5% no grupo fusão (p=0,008); registou-se tendência para EVA cervical (2,9 vs 4,6) e braquial (2,8 vs 4,9) mais baixo no grupo artroplastia (p>0,05). Não se verificaram diferenças estatisticamente significativas entre as duas artroplastias utilizadas no que respeita a mobilidade...

Impacto da artroplastia total de quadril sobre a qualidade de vida em idosos portadores de artrose incapacitante

Horn, Carla Carvalho
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
37.66%
Introdução: quando acometido por doença articular degenerativa, como a artrose incapacitante, o idoso vai, pouco a pouco, perdendo suas capacidades funcionais e sofrendo limitações, o que acarreta perda da qualidade de vida. A artroplastia é uma opção de tratamento que visa desenvolver a qualidade de vida. Objetivo: esta pesquisa teve como objetivo caracterizar o impacto da artroplastia total de quadril sobre a qualidade de vida em pacientes idosos portadores de artrose de quadril incapacitante. Pacientes: participaram da pesquisa idosos acima de 65 anos de idade, que realizaram a cirurgia de artroplastia total de quadril por artrose incapacitante no município de Passo Fundo – RS, no período de setembro de 2005 a janeiro de 2006, sendo excluídos do estudo os idosos que realizaram esta cirurgia por qualquer outro fator. Método: para a realização deste trabalho foi utilizado como instrumento de medida a Versão Brasileira do questionário genérico de qualidade de vida SF-36. Este questionário foi aplicado no paciente no período pré-operatório e reaplicado após 60 a 70 dias de pós-operatório, sendo então comparados os resultados obtidos. Resultados: no período pré-artroplastia observou-se menor média nos componentes capacidade funcional...

Repercussão sobre a qualidade de vida e funcionalidade de idosos com osteoartrite submetidos à artroplastia de quadril

Batista, Caroline
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
37.54%
A osteoartrite (OA) é a causa mais comum de dor musculoesquelética em idosos e acarreta uma redução progressiva da mobilidade e redução da capacidade funcional. A artroplastia de quadril tem sido apontada como um tratamento efetivo, principalmente quando a OA compromete a qualidade de vida (QV) e a funcionalidade dos indivíduos, podendo gerar dependência. O presente estudo teve como objetivo caracterizar uma população de idosos com OA de quadril e verificar o impacto da artroplastia de quadril sobre a QV e funcionalidade desse grupo. Para isso foi realizado um estudo de coorte com 30 idosos que realizaram cirurgia de artroplastia de quadril primária por OA em um serviço de ortopedia e traumatologia de um hospital universitário do Sul do Brasil no período de um ano. No pré-operatório e dois meses após o procedimento cirúrgico foram aplicados o Questionário Genérico de Qualidade de Vida Medical Outcomes Study 36-item Short-Form Health Survey (SF-36) e o Índice de Atividades Básicas de Vida Diária de Katz. As variáveis contínuas foram analisadas pelo teste t-student para amostras pareadas e as categóricas pelo teste do qui-quadrado de McNemar. Os dados foram analisados através do programa SPSS versão 17. 0. A amostra foi composta por 16 (53...

Resultados da implementação de um programa de reabilitação em utentes submetidos a artroplastia total do joelho

Borges, Sandra Cristina Soeiro Correia
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança Publicador: Instituto Politécnico de Bragança
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.59%
Enquadramento: A artrose do joelho é uma patologia comum em idosos. A dor crónica e incapacidade tornam por vezes necessário o tratamento cirúrgico através da artroplastia. A reabilitação, pré e pós-operatória, poderá contribuir para o aumento da funcionalidade, para a melhoria do estado de saúde dos utentes e para uma melhor adaptação às atividades de vida diária. Objetivo: Avaliar os resultados de um programa de enfermagem de reabilitação efetuado a utentes submetidos a artroplastia total do joelho. Metodologia: Estudo de metodologia quantitativa e tipo quási-experimental não-randomizado, com avaliação antes e após a intervenção. Resultados: A amostra estudada (71,38±5,93 anos) era constituída maioritariamente por homens (52%). Apresentavam marcha independente antes da cirurgia 70% dos utentes. A amplitude do joelho no pós-operatório correlacionou-se com os valores no pré-operatório, tanto para a flexão como extensão. Os pacientes tiveram alta efetuando, em média, 91º de flexão. Observamos significativas melhorias no equilíbrio estático e dinâmico pelo Índice de Tinetti. No Índice de Barthel obtivemos uma média 91,3 pontos aquando da alta clínica. Conclusão: Os resultados sugerem que o programa de reabilitação realizado durante o internamento hospitalar melhorou a independência funcional dos utentes submetidos a artroplastia total do joelho.; Theoretical framework: Knee osteoarthritis is a common disease in the elderly. Chronic pain and disability make sometimes required surgical treatment through arthroplasty. Pre and post-total knee arthroplasty rehabilitation may improve functionality and the health status of patients for better adaptation to daily activities. Aim: Evaluate results of a rehabilitation nursing program conducted in patients with osteoarthrosis undergoing total knee arthroplasty. Methodology: Quantitative research was used in a quasi-experimental non-randomized study...

Artroplastia de superficie en cadera: Resultados iniciales favorables en pacientes selectos

Comba,Fernando M; Zanotti,Gerardo; Buttaro,Martín; Piccaluga,Francisco
Fonte: Revista de la Asociación Argentina de Ortopedia y Traumatología Publicador: Revista de la Asociación Argentina de Ortopedia y Traumatología
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 ES
Relevância na Pesquisa
37.59%
Introducción: El objetivo del presente trabajo es reportar los resultados clínicos y radiológicos iniciales de una serie consecutiva de pacientes selectos tratados en nuestra institución con un único diseño de artroplastia de superficie, comparando además la tasa de revisión temprana con un grupo control de pacientes tratados en el mismo lapso con una artroplastia total de cadera no cementada. Materiales y Métodos: Cuarenta y siete pacientes de sexo masculino (49 caderas) con diagnóstico de artrosis de cadera que fueron tratados quirúrgicamente con una artroplastia híbrida de superficie, entre noviembre de 2006 y julio de 2009. La edad promedio fue de 44,5 años (rango de 21 a 57). En todos los casos, la indicación de la artroplastia de superficie se realizó en pacientes jóvenes con alta expectativa funcional y siguiendo estrictos criterios de selección radiológicos. Se efectuó un seguimiento clínico y un meticuloso análisis radiológico. Resultados: La escala funcional posoperatoria de Merle D'Aubigné-Postel fue, en promedio, de 17,3 puntos a los 43 meses de seguimiento promedio (rango 24-62 meses). El 85% de los pacientes refirió que practicaba alguna actividad deportiva con una escala UCLA promedio de 9,5 (rango 8-10). Un paciente requirió una cirugía de revisión (2...

Análisis de la eficacia y seguridad del bloqueo iliofascial continuo para analgesia postoperatoria de artroplastia total de rodilla

López González,J.; Doniz Campos,M.; Illodo Miramontes,G.; Vázquez Martínez,A.; Camba Rodríguez,M. A.; Diz Gómez,J. C.
Fonte: Revista de la Sociedad Española del Dolor Publicador: Revista de la Sociedad Española del Dolor
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/10/2012 SPA
Relevância na Pesquisa
37.54%
Objetivo: la importancia del dolor agudo postoperatorio radica en su alta frecuencia, en su inadecuado tratamiento y en las repercusiones que tiene en la evolución y en la recuperación del paciente. El bloqueo iliofascial puede ser una técnica adecuada para analgesia postoperatoria en la artroplastia total de rodilla. El objetivo de este estudio es valorar la eficacia y seguridad del bloqueo iliofascial, en comparación con el bloqueo epidural, a efectos de analgesia postquirúrgica en pacientes sometidos a artroplastia total de rodilla bajo anestesia subaracnoidea. Se valoró además si la realización del bloqueo iliofascial es una técnica analgésica segura, las complicaciones derivadas de la misma, los efectos secundarios y el grado de satisfacción del paciente. Material y métodos: estudio multicéntrico, prospectivo, aleatorio, observacional, controlado, con evaluador ciego, en 54 pacientes, adultos, ASA I-III, de ambos sexos, sometidos a cirugía de artroplastia total de rodilla bajo anestesia intradural. Los pacientes incluidos en el estudio se dividieron en dos grupos, BIF y BE. En el grupo BIF (n = 27) se colocó un catéter iliofascial, mientras que en el otro grupo BE (n = 27) se colocó un catéter epidural lumbar (a nivel L3-L4)...