Página 1 dos resultados de 1612 itens digitais encontrados em 0.012 segundos

Olhares brasileiros judaicos: a presença do judaísmo na arte brasileira contemporânea; Brazilian-Judeo Gazes: The presence of Judaism in contemporary Brazilian art

Cartus, Niels
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/11/2006 PT
Relevância na Pesquisa
66.25%
Olhares brasileiros judaicos: A presença do judaísmo na arte brasileira contemporânea pretende mostrar vestígios da cultura judaica na arte brasileira contemporânea. Os imigrantes judeus que chegaram ao Brasil no século XX trouxeram consigo, em sua maioria, um pensamento liberal do judaísmo que influenciou a relação com as artes plásticas dentro do judaísmo europeu. O presente trabalho parte da hipótese de que a aproximação do judaísmo e artes plásticas também teve continuidade no Brasil, uma vez que os judeus imigrantes vindos de Europa e as gerações seguintes conseguiram integrar-se com sucesso na sociedade brasileira. A questão central, portanto, é saber em que formas e conteúdos essa influência cultural se articula. É apresentada a primeira geração de artistas judeus no Brasil, que forneceu impulsos importantes para o desenvolvimento da arte moderna, tendo como pano de fundo a evolução cultural e artística do judaísmo e sua compreensão emancipada da proibição bíblica de representação de imagens. Porém, exceto por Lasar Segall, encontram-se marcas judaicas na arte brasileira apenas na segunda metade do século XX. Através da obra de quatro artistas judeus brasileiros escolhidos, cuja análise não pretende ser absolutamente completa e representativa...

Entre texto e obra - Ronaldo Brito e Waltercio Caldas (1973-1983); Entre texto e obra - Ronaldo Brito e Waltercio Caldas (1973-1983)

Guadanucci, João Paulo Leite
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/05/2007 PT
Relevância na Pesquisa
46.21%
Os objetos da dissertação Entre texto e obra - Ronaldo Brito e Waltercio Caldas (1973-1983) são as trajetórias do crítico de arte Ronaldo Brito e do artista Waltercio Caldas durante a década de 1970 e início da década seguinte, as intersecções entre ambas e uma parte da dinâmica da arte contemporânea brasileira do período que sofreu os impactos dessas trajetórias. Esta dissertação propôs investigar as principais linhas de força que perpassaram a arte brasileira entre 1973 e 1983, e em que medida estes vetores marcaram os desdobramentos do meio artístico brasileiro a partir de então, tendo como referências os textos de Ronaldo Brito e a obra de Waltercio Caldas. Foi possível identificar alguns aspectos que marcaram as trajetórias pesquisadas e conseqüentemente, parte do panorama da arte brasileira do período, como as relações dialéticas estabelecidas com a experiência da arte moderna, as mudanças ocorridas paralelamente ao estabelecimento de um novo contexto internacional e o fortalecimento de preocupações ligadas ao papel do mercado de arte no meio artístico.; Between writings and art work . Ronaldo Brito and Waltercio Caldas (1973-1983) dissertation objects are the trajectory of Ronaldo Brito, art reviewer...

Trajetórias de Regina Vater: Por uma crítica feminista da arte brasileira; Trajectories of Regina Vater. For a feminist critique of Brazilian art.

Trizoli, Talita
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/09/2011 PT
Relevância na Pesquisa
56.08%
A dissertação aqui presente procura cartografar a produção artística da brasileira Regina Vater, desde seu período de formação durante os anos 60 no Rio de Janeiro, até meados da década de 90, quando já fixara residência nos EUA. Vater é contemporânea de um período fértil da produção plástica nacional, tendo participado tanto dos pressupostos figurativos dos anos 60, até os conceitualismos dos 70, culminando assim nas décadas seguintes em um ecologismo artístico votivo que se perpetua até os dias atuais. Nesse percurso, deu-se ênfase nas relações entre sua produção artística e o movimento feminista brasileiro, procurando com isso estabelecer vínculos teóricos e críticos com as principais questões feministas em voga e as práticas artísticas conceitualistas e de vanguarda.; The dissertation presented here seeks to chart the artistic production of the Brazilian artist Regina Vater, since her formation during the period of 60`s in Rio de Janeiro until the mid-90´s, when she already set residence in the U.S.. Vater is contemporary of a fertile plastic production in the country, taking part in both figurative assumptions of 60´s, until the conceptualism of 70´s, thus leading to the following decades in an artistic votive environmentalism that is perpetuated to this day. In this course...

No fio da navalha - diagramas da arte brasileira: do programa ambiental à economia do modelo

Motta, Gustavo de Moura Valença
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
46.19%
O trabalho investiga o surgimento e as transformações operadas pela vanguarda artística brasileira da noção de "arte ambiental", formulada a partir de 1966 por Hélio Oiticica - como parte da organização de uma cultura de resistência frente ao contexto político-social brasileiro inaugurado pelo golpe militar de 1964. No texto "Programa Ambiental" (1966), Hélio reconfigurava a noção de "participação do espectador" que havia surgido dentro do movimento neoconcreto (1957-1961) em chave realista, mediante a noção de "ambientação", ligada à problemática político-social mais ampla. Central nesta concepção seria a categoria de objeto: um "sinal dentro do ambiente" e não mais como uma "obra de arte acabada", objeto da contemplação do público. O "objeto" seria entendido, a partir de então, como um ativador de ações - cabendo, pois, ao artista, como o construtor desse objeto, a função de propositor. No "Esquema Geral da Nova Objetividade" (1967), tais questões serão abordadas por Oiticica como parte de uma problemática coletiva da vanguarda artística brasileira - dentro da qual, segundo H.O., a obra Nota sobre a Morte Imprevista (1965) de Antonio Dias teria atuado como um "turning point decisivo". A pesquisa traça os pontos de inflexão e as diferentes formulações que o "programa ambiental" recebeu desde sua primeira formulação teórica em 1966 até a edição do álbum Trama (1977) de Antonio Dias. Assim...

Por uma arte brasileira: modernismo, barroco e abstração expressiva na crítica de Lourival Gomes Machado

Fernandes, Ana Candida Franceschini de Avelar
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/08/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.28%
Por meio da organização e análise da crítica dispersa de Lourival Gomes Machado, textos em sua maioria pertencentes ao acervo do crítico, esta tese parte do pressuposto de que, para Gomes Machado, há uma arte brasileira autêntica, que se forma no século XVIII, sob o signo do barroco, e se estende até início de 1960, com a abstração expressiva, apresentando um interrompimento devido à implantação da Academia de Belas Artes, durante o século XIX. Nos anos 1940, apesar das preocupações do crítico envolverem sobretudo o modernismo brasileiro e a abstração aparecer apenas timidamente, no período de sua crítica madura, entre 1950 e início de 1960, passa a dedicar mais atenção à arte abstrata chegando, no fim desse período, a entender a abstração expressiva como vertente mais significativa, tanto da produção brasileira como internacional. Mário de Andrade era referência intelectual de destaque para Gomes Machado e ambos estavam em busca do que entendiam ser a configuração de uma arte propriamente brasileira. Para Andrade, a arte brasileira deveria carregar índices da natureza humana brasileira. Na crítica de Gomes Machado, a relação entre forma e lugar torna-se mais complexa, fazendo com que aquilo que antes transparecia na arte figurativa de deformação expressiva...

Arte enquadrada e gambiarra: identidade, circuito e mercado de arte no Brasil (anos 80 e 90); Framed art and improvisation: identity, circuit and art market in Brazil (80's and 90's)

Bertolossi, Leonardo Carvalho
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/02/2015 PT
Relevância na Pesquisa
46.24%
Essa tese é uma etnografia das ideias, práticas, histórias, memórias, teorias nativas, conflitos, desigualdades, imaginações e experiências de artistas, críticos, curadores, galeristas e colecionadores brasileiros ao longo dos anos 80 e 90. Embora o escopo temporal e espacial oscile, ancoramo-nos nas cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo, e na interseção entre o circuito e o mercado primário de arte contemporânea brasileira nestas décadas. O trabalho aborda diversos temas e problemas acessados através do meu campo em galerias, museus, bienais, bibliotecas, arquivos públicos e privados, cursos de história da arte e depoimentos. Dentre os objetos tangenciados, se destacou: o retorno internacional à pintura, a invenção da geração 80 e sua relação com o mercado; as exposições Primitivism in the Twentieth Century no MoMA, em Nova York, em 1984, e Magiciens de la Terre, no Centre Pompidou, na França, em 1989; a redescoberta do corpo, do eu e da narrativa nos anos 90; a arte abjeta e suas principais exposições internacionais; a Bienal de São Paulo Antropofágica de 1998; a internacionalização da arte brasileira na Europa, Estados Unidos e América Latina; a trajetória e as contendas entre diferentes gerações de galeristas no Brasil; a entrada do empresariado e dos bancos na política cultural; e...

Apropriação e inserção na contra-arte da geração AI-5

Jesus, Diana Vaz de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 144 f. : il. + Acompanha CD-ROM
POR
Relevância na Pesquisa
56.15%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Artes - IA; Este trabalho tem como objeto de pesquisa obras de artistas brasileiros, que nas décadas de 1960 e 1970 produziram seus trabalhos utilizando como procedimento artístico a apropriação e também a (re) inserção de suas obras no cotidiano. Dentre os que mais se destacaram nesta prática no período estudado, selecionaram-se para análise os artistas: Nelson Leirner, Cildo Meireles e Antonio Manuel. Definindo melhor o conceito de apropriação e retomando a história desse procedimento na arte foi possível fazer um levantamento de questões que este tipo de prática aponta e as mudanças de paradigma que ocasionou. Desde os readymades de Duchamp aos détournement dos situacionistas, a prática da apropriação problematizou questões como a autoria do artista e a própria natureza da arte. Como o suporte de tais obras são objetos do cotidiano, foi também analisada a questão do que definiria um objeto apropriado como obra de arte, tendo como base teórica a definição de arte de Arthur C. Danto (A Transfiguração do lugar-comum). Partindo para a arte brasileira, buscaram-se as primeiras manifestações desta prática para verificar sua adaptação aos ideais de arte nacional. Retomando o contexto sócio-políticoeconômico dos anos 1960 e 1970...

Uma possível arte afro-brasileira: corporeidade e ancestralidade em quatro poéticas

Viana, Janaina Barros Silva
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 140 f. : il. color.
POR
Relevância na Pesquisa
46.24%
Pós-graduação em Artes - IA; A pesquisa trata do corpo como modo de produção social, histórica e cultural, presentificado na arte de afro-descendentes. Um corpo que não é apenas biológico, mas que se manifesta de modo implícito, revelando uma estrutura social pautada na herança sócio–econômica escravista que encerra o indivíduo num ser-coisa. Desse modo, a configuração de uma imagem corporal pertence a um indivíduo e é confrontado no reconhecimento de um corpo social sustentado na afirmação de uma identidade coletiva. O corpo acaba por restituir ou destituir o ser de sua integridade pela busca de um sentido dentro de uma estrutura sócio-política. Proponho discutir cultura popular e arte popular como modo referencial de uma produção contemporânea, influenciadas por uma matriz africana representadas por povos de origem sudanesa e bantu, reelaboradas pela síntese cultural e decodificadas pela erudição na elaboração de obras definidas como arte afrobrasileira. O objeto a ser estudado implicará numa pesquisa qualitativa, bibliográfica e documental. A abordagem de caráter dialético baseia-se na construção do tema e a definição de uma poética afro-brasileira discutidas pela produção de Mestre Didi...

A I Bienal Latino-Americana de São Paulo; The I Latin American Biennial of São Paulo

Gabriela Cristina Lodo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/11/2014 PT
Relevância na Pesquisa
46.19%
A presente pesquisa tem como objetivo estudar a realização de uma exposição de arte específica na história da arte brasileira, a I Bienal Latino-Americana de São Paulo, ocorrida no ano de 1978. A mostra pensada como um espaço de apresentação e discussão dedicado exclusivamente à produção artística da América Latina ocorreu paralelamente às edições internacionais da Bienal de São Paulo. Originalmente, a I Bienal Latino-Americana fora criada com o intuito de substituir as edições das Pré-Bienais, mostras de arte brasileira, que também ocorreram entre os certames internacionais a partir de 1970. As exposições organizadas pela Fundação Bienal de São Paulo na década de 1970 foram consideradas por parte da crítica de arte brasileira de qualidade inferior quando comparadas às edições anteriores. Em parte, a crise enfrentada pela Fundação decorre do difícil período político e social vivido pelo Brasil no momento, com a Ditadura Militar, o cerceamento cultural e boicote às Bienais de São Paulo. Tanto as mostras nacionais quanto a latino-americana exerceram a função de renovar as discussões no cenário artístico nacional e reaver o prestígio das Bienais de São Paulo, abalado com a crise enfrentada pela instituição no período. No entanto...

Revisão historiográfica da arte brasileira do século XIX

Pereira,Sonia Gomes
Fonte: Instituto de Estudos Brasileiros Publicador: Instituto de Estudos Brasileiros
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.15%
Este artigo discute alguns pontos primordiais na revisão crítica da arte brasileira do século XIX e início do XX. São eles: a questão de uma melhor conceituação do termo acadêmico em relação aos estilos artísticos; a dificuldade de entender a produção artística brasileira fora do esquema sequencial de estilos - usualmente utilizado para a apresentação da arte europeia; e a discussão sobre o papel da Academia Imperial de Belas Artes e o projeto cultural do Império de construção de uma identidade nacional - destacando, neste último tópico, a relação entre a produção artística e as teorias sociais da época.

As exposições internacionais de arte brasileira: discursos, práticas e interesses em jogo

Fialho,Ana Leticia
Fonte: Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília Publicador: Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2005 PT
Relevância na Pesquisa
56.21%
Nos anos 90, a presença da arte brasileira tornou-se cada vez mais freqüente na cena artística internacional. Curadores e demais agentes internacionais vêm adotando um discurso politicamente correto, segundo o qual as fronteiras entre centro e periferia, que sempre organizaram o campo artístico internacional, teriam desaparecido, permitindo assim a valorização da arte de países periféricos pelas instituições mais prestigiosas dos países centrais. Contudo, a maior parte dos diferentes eventos em torno da arte brasileira servem muito pouco à democratização do campo artístico ou à difusão da cultura brasileira no plano internacional. De fato, eles refletem a globalização em seus efeitos perversos, servindo para aumentar o prestígio e o poder econômico de algumas poucas instituições e indivíduos, limitando a cultura brasileira à reprodução de seus estereótipos. Neste artigo, para demonstrar essa idéa, analisam-se em detalhe quatro exposições de arte brasileira organizadas na exterior: Brazil Body and Soul (Museu Guggenheim, Nova Yorque), Hélio Oiticica Quasi-Cinemas (New Museum, Nova Yorque), Un art populaire (Fundação Cartier, Paris), Tunga/Mira Schendel (Galeria Nacional Jeu de Paume, Paris).

Uma resenha, mesmo que tardia: Roberto Pontual e a sobrevida da questão da identidade nacional na arte brasileira dos anos 1980

Chiarelli,Tadeu
Fonte: Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2010 PT
Relevância na Pesquisa
56.17%
Partindo do panorama traçado pelo crítico carioca Roberto Pontual em Explode Geração!, livro publicado em 1985, pretende-se analisar em que medida a questão da identidade brasileira na arte realizada no país encontrou respaldo na cena dos anos 1980, momento em que a produção de uma jovem geração de artistas foi alinhada à tradição do barroco brasileiro, tradição esta que, segundo o crítico, perpassaria e alinhavaria alguns dos trabalhos do período, fornecendo-lhes uma espécie de chancela de uma brasilidade insuspeita, a despeito de todo contato que travavam com a arte internacional. Esta "resenha tardia" propõe-se tão somente indicar caminhos possíveis para futuros estudos mais detalhados acerca de tal questão.

Contra-arte

Freitas, Artur
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
56.16%
RESUMO De saída, uma pergunta: como, eventualmente, a arte brasifeira de vanguarda reagiu - em termos estéticos e ideológicos - frente às contradições culturais dos ditos "anos de chumbo" do regime militar? Partindo dessa questão inicial, esta tese procurou desenvolver todo o tempo a idéia de que não é ausente de sentidos históricos a notável coincidência cronológica que existe entre os primeiros anos de vigência do Ato Institucional n° 05 (c. 1969-1973) e o surgimento de uma produção artística conceituai ou conceitualista, ela mesma voltada a problematizar a relação entre arte e realidade - aí incluídas, claro, tanto a "realidade" fenoménica quanto a social. Assim, buscando caracterizar as principais intenções estéticoideológicas do conceitualismo no Brasil e visando a interpretação conjunta daquilo a que o crítico Frederico Morais batizou, já na época, de "contra-arte" ou "arte de guerrilha", esta pesquisa optou pela análise de algumas obras-chave dos artistas Antonio Manuel, Cildo Meireles e Artur Barrio. palavras-chave: arte brasileira, arte conceituai, conceitualismo, arte e política, arte de guerrilha, Antonio Manuel, Artur Barrio, Cildo Meireles, Frederico Morais

O desenho como linguagem : diálogo com a produção artística brasileira

Motta, Geana
Fonte: Universidade do Extremo Sul Catarinense Publicador: Universidade do Extremo Sul Catarinense
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso - TCC
PT_BR
Relevância na Pesquisa
56.11%
Trabalho de Conclusão de Curso, apresentado para obtenção do grau de Bacharel no Curso de Artes Visuais da Universidade do Extremo Sul Catarinense, UNESC.; O presente trabalho tem como principal objetivo conhecer os caminhos que o desenho percorreu desde a pré - história até a contemporaneidade no exercício de materializar uma produção artística que dialogue com o trabalho dos artistas: Hélio Oiticica, Lygia Clark e Lygia Pape, considerando o desenho no percurso do bi para a tridimensionalidade. Percebendo que o desenho contemporâneo traz novos conceitos para a arte brasileira, podendo este apresentar inúmeras possibilidades quanto à forma de representação, materiais e suportes. Trazendo como problema de pesquisa “como as novas possibilidades propostas pela contemporaneidade em relação ao desenho pode contribuir para materializar artisticamente um trabalho de conclusão de curso que dialogue com os artistas brasileiros Hélio Oiticica, Lygia Clark e Lygia Pape”. A pesquisa se insere na linha de pesquisa de processos e poéticas “criação, fazer e linguagem. Classifico esta pesquisa quanto à natureza aplicada, pois procuro adquirir conhecimento de um assunto especifico que seja solucionado a partir de objetivos específicos...

Yolanda Penteado: gestão dedicada à arte moderna; -

Mantoan, Marcos José
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
56.13%
A presente investigação tem por objeto a atuação de Yolanda Penteado como gestora da arte moderna em São Paulo e no Brasil. A pesquisa pretende refletir sobre os mecanismos de gestão da arte brasileira no período entre as décadas de 1940 e 1960 - período no qual ocorrem as constituições do Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM SP), do Museu de Arte de São Paulo (MASP), da Bienal de São Paulo, dos Museus Regionais e do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (MAC USP), delineando o ambiente cultural e estético paulistano e o início do intercâmbio internacional através de mecenas como Francisco Matarazzo Sobrinho, o Ciccillo, Assis Chateaubriand e, particularmente, Yolanda Penteado. Discute-se o papel de Yolanda Penteado como gestora das artes modernas, ou seja, mecenas e líder na criação de coleções, eventos e instituições. Nessa direção, as estratégias metodológicas adotadas no trabalho envolvem suportes interdisciplinares, relacionando História, História da Arte, Estética e outras áreas do conhecimento. O estudo recorre à autobiografia de Yolanda - Tudo em Cor-de- Rosa -, de 1976, à biografia Yolanda, de Antonio Bivar, publicada em 2009, às cartas, aos telegramas, às fotos...

Bairro da Luz: passeio pela arte brasileira; The Luz District: in the name of Brazilian art

Guerra, Marco Antônio
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 30/08/2002 POR
Relevância na Pesquisa
66.17%
O autor propõe um roteiro pelas artes a partir de visita ao Bairro Luz. Espaço que abriga monumentos e museus de grande importância para a arte brasileira. Do Barroco à arte Contemporânea o professor poderá proporcionar aos alunos, de sétima e oitavas séries, uma boa idéia da riqueza das produções artísticas. O passeio propõe a visita ao Museu de Arte Sacra, à Pinoteca do Estado e ao Parque da Luz, hoje totalmente restaurado.; The author proposes a route through the arts, starting with a visit to the Luz District, a place that houses many monuments and museums of great importance for Brazilian art. From Baroque to Contemporaneous art, teachers may give their seventh and eighth grade students a good idea about the richness there is in the artistic productions. The itinerary proposes a visit to the Museu de Arte Sacra (Religious Art Museum), to the Pinoteca do Estado (State Art Museum) and to the Parque da Luz (Luz Park), which has been totally restructured.

Uma resenha, mesmo que tardia: Roberto Pontual e a sobrevida da questão da identidade nacional na arte brasileira dos anos 1980

Chiarelli, Tadeu
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2010 POR
Relevância na Pesquisa
56.17%
Departing from the broad outlook delineated by the Brazilian (born in Rio de Janeiro) art critic Robert Pontual in his book Explode Geração!, published in 1985, this article intends to assess to what extent has the issue of Brazilian identity within art production in the country found resonance amid the artistic scene of the 1980s, a moment in which the production of a younger generation of artists who had been aligned to the tradition of the Brazilian barroque, a tradition that, according to the critic, would cut through and bring together some of the artworks of that period, bestowing upon them a token of unsuspected Brazilianness, in spite of all the contacts and links established among them and the art produced in the international sphere. This "late review" is a mere attempt to pinpoint some pathways for future more detailed studies about the matter.; Partindo do panorama traçado pelo crítico carioca Roberto Pontual em Explode Geração!, livro publicado em 1985, pretende-se analisar em que medida a questão da identidade brasileira na arte realizada no país encontrou respaldo na cena dos anos 1980, momento em que a produção de uma jovem geração de artistas foi alinhada à tradição do barroco brasileiro, tradição esta que...

Revisão historiográfica da arte brasileira do século XIX; Historiographical Revision of the 19th century Brazilian Art

Pereira, Sonia Gomes
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Brasileiros Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Brasileiros
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/03/2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.12%
Este artigo discute alguns pontos primordiais na revisão críticada arte brasileira do século XIX e início do XX. São eles: a questãode uma melhor conceituação do termo acadêmico em relação aosestilos artísticos; a dificuldade de entender a produção artísticabrasileira fora do esquema sequencial de estilos – usualmente utilizadopara a apresentação da arte europeia; e a discussão sobre opapel da Academia Imperial de Belas Artes e o projeto cultural doImpério de construção de uma identidade nacional – destacando,neste último tópico, a relação entre a produção artística e as teoriassociais da época.; This article discusses the fundamental aspects of the critical revisionof Brazilian art in the 19th and early 20th Centuries, namely:the issue of a better conceptualization of the term academic whenused with reference to artistic styles; the difficulty of understandingBrazilian artistic production outside the sequential schema ofstyles – generally used to represent European art; and the discussionconcerning the role of the Academia Imperial de Belas Artes(Imperial Academy of the Fine Arts) and the Empire’s culturalproject for the construction of a national identity – with specialattention to the relationship between the artistic production andthe social theories of the day.

Plano em repouso / plano em tensão: considerações sobre a teoria da forma de Adolf von Hildebrand e a arte brasileira do século XX; The Adolf von Hildebrand's theory of form and the Brazilian art of the 20th century

Chiarelli, Tadeu
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Brasileiros Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Brasileiros
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 31/01/1996 POR
Relevância na Pesquisa
66.11%
Este ensaio tenta levantar algumas singularidades das artes visuais brasileiras deste século, tendo como base uma reflexão sobre a teoria da forma do escultor e teórico alemão Adolf von Hildebrand aplicada ao contexto da arte brasileira atual.; The text wants to think about the links and opositions between the Adolf von Hildebrand's Theory of Form and the Brazilian art of this century.

AS EXPOSIÇÕES INTERNACIONAIS DE ARTE BRASILEIRA: discursos, práticas e interesses em jogo

Fialho, Ana Leticia; École des Hautes Études en Sciences Sociales - EHESS - Paris
Fonte: Universidade de Brasilia Publicador: Universidade de Brasilia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 18/05/2011 POR
Relevância na Pesquisa
56.21%
Nos anos 90, a presença da arte brasileira tornou-se cada vez mais freqüente na cena artística internacional. Curadores e demais agentes internacionais vêm adotando um discurso politicamente correto, segundo o qual as fronteiras entre centro e periferia, que sempre organizaram o campo artístico internacional, teriam desaparecido, permitindo assim a valorização da arte de países periféricos pelas instituições mais prestigiosas dos países centrais. Contudo, a maior parte dos diferentes eventos em torno da arte brasileira servem muito pouco à democratização do campo artístico ou à difusão da cultura brasileira no plano internacional. De fato, eles refletem a globalização em seus efeitos perversos, servindo para aumentar o prestígio e o poder econômico de algumas poucas instituições e indivíduos, limitando a cultura brasileira à reprodução de seus estereótipos. Neste artigo, para demonstrar essa idéa, analisam-se em detalhe quatro exposições de arte brasileira organizadas na exterior: Brazil Body and Soul (Museu Guggenheim, Nova Yorque), Hélio Oiticica Quasi-Cinemas (New Museum, Nova Yorque), Un art populaire (Fundação Cartier, Paris), Tunga/Mira Schendel (Galeria Nacional Jeu de Paume, Paris).