Página 1 dos resultados de 70 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

O arranjo como elemento orgânico ligado à canção popular brasileira: uma proposta de análise semiótica; The Arrangement as an Organic Element Linked to the Brazilian Popular Song: a proposal of semiotic analysis

Coelho, Márcio Luíz Gusmão
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/03/2007 PT
Relevância na Pesquisa
36.47%
Baseada na teoria semiótica, nos estudos realizados por Mikhail Bakhtin sobre a assunção do discurso alheio e principalmente na teoria erigida por Luiz Augusto de Moraes Tatit (Semiótica da Canção), a tese O Arranjo como Elemento Orgânico Ligado à Canção Popular Brasileira: uma proposta de análise semiótica tem como objetivo precípuo demonstrar que, assim como o criador da Semiótica da Canção convincentemente instituiu a idéia segundo a qual ao analisarmos somente a letra de uma canção popular estamos prescindindo da metade de seu sentido, qualquer análise de canção popular que dispense a abordagem do arranjo está prescindindo de um terço de seu sentido. Desse modo, propõe também que, em lugar de analistas de canções, reconheçamo-nos como analistas de fonogramas. Para tanto, retomamos clássicos conceitos erigidos pela semiótica, estudando-os, analisando-os e, também, quando necessário, criticando, senão o próprio conceito, o processo de sua constituição. Investigamos, aqui, a constituição da noção de existência semiótica para estabelecer os modos de existência da canção popular; as relações antagônicas do arranjo na canção popular brasileira; o uso como elemento determinante para a escolha dos instrumentos que compõem um arranjo; a apropriação do discurso alheio pelo arranjo da canção popular brasileira. Por fim...

Criação e arranjo: modelos para o repertório de canto coral no Brasil; Criação e arranjo: modelos para o repertório de canto coral no Brasil

Camargo, Cristina Moura Emboaba da Costa Julião de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.76%
Esta dissertação procurou investigar a criação de obra original e de arranjo de canção como modelos de repertório utilizados pelos corais amadores brasileiros, com ênfase especial no meio universitário paulista, a partir de 1960. Um panorama histórico do século XX na música coral produzida no Brasil tornou-se necessário para localizar alguns dos fatores que determinaram a inserção de arranjos da canção popular urbana, ocorrida entre as décadas de 60 e 90, em especial como decorrência da atuação de alguns compositores do grupo Música Nova. Os dados recolhidos apontam os prováveis fatores que determinaram a inserção do arranjo da canção popular urbana (num momento já posterior aos arranjos de folclore) e revelam seus desdobramentos, como por exemplo, o surgimento de uma nova poética de escrita coral, o novo fazer coral, a inclusão da performance cênica, o predomínio do arranjo sobre as obras originais criadas para coro no repertório coral deste mesmo período e as alterações na interpretação e na vocalidade, que se transformaram para se adequar à nova escrita coral proposta pelos arranjadores deste período. Em alguns casos, tornou-se a grande busca artística de importantes grupos vocais brasileiros. Os resultados obtidos destacam a atuação de três arranjadores que iniciaram este processo: Levy Damiano Cozzella...

Arranjo linear : uma alternativa as tecnicas tradicionais de arranjo em bloco

Joel Barbosa de Oliveira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/02/2004 PT
Relevância na Pesquisa
46.49%
Esta dissertação tem como objetivo a apresentação da Técnica de Arranjo Linear como uma alternativa às técnicas tradicionais de arranjo em bloco. O trabalho parte da contextualização do ambiente de ocorrência do arranjo em bloco, desde o seu surgimento com o jazz band até a sua consolidação com a big band. Em seguida, aborda os aspectos que envolvem a construção de blocos nas técnicas tradicionais de arranjo.Por último, a dissertação traz uma exposição detalhada da Técnica de Arranjo Linear, desde a sua concepção, que, comparada com as técnicas tradicionais, se mostra útil como ferramenta alternativa e inovadora para os arranjadores; This dissertation has the goal to present the Linear Arranging Technique (Line Writing) as an alternative for the others arranging techniques. This work begins with the contextualization of the arranging techniques ambience, since from jazz bands until big bands. After, it presents all procedures involving the construction of voicings for usual arranging techniques.At last, the dissertation shows a detailed exposition of Linear Arranging Technique (Line Writing), since from its conception that, compared with the others arranging techniques, looks as an alternating and innovating tool for arrangers

A elaboração de arranjos de canções populares para violão solo

Fanuel Maciel de Lima Junior
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/12/2003 PT
Relevância na Pesquisa
36.47%
A elaboração de arranjos de canções populares para violão solo. A presente dissertação tem por propósito orientar os procedimentos necessários à realização de arranjos de canções populares para violão solo, descrevendo de maneira clara e minuciosa todo o processo envolvido desde a escolha de repertório apropriado ao idioma do instrumento, até os tratamentos destinados ao acompanhamento, e fornece ainda vários exemplos cuidadosamente escritos, abordando questões como a escolha da tonalidade, da textura, a harmonização e re-harmonização da canção popular. Tratar do conceito de arranjo tornou-se também relevante e mesmo imprescindível trazendo à tona a incompreendida figura "arranjador" e arriscando uma difícil definição do termo, na tentativa de conferir-lhe a devida importância, manifesta ao longo da história da música mas, muitas vezes por ela negada; The Elaboration of Popular Songs Arrangements for Solo Guitar. The aim of this work is to establish the necessary procedures for the elaboration of popular songs arrangements for solo guitar, descnoing fi a clear and detailed way alI the process involved, ttom the choice of the repertoire which best fits the language of the instrument, to the treatment given to the accompaniment. Some carefully written examples will also be given...

Elaboração de arranjo para guitarra solo

Marcel Eduardo Leal Rocha
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em //2005 PT
Relevância na Pesquisa
46.67%
A guitarra é um instrumento capaz de produzir música em várias texturas diferentes. Pode improvisar melodicamente como um trompete ou um saxofone, pode acompanhar solistas ou cumprir a função de instrumento harmônico num combo, ou desempenhar arranjos e composições solo como um piano ou um órgão. Tal versatilidade também constitui um dos principais atributos do músico profissional, já que vivenciamos uma época em que pouco se investe para viabilizar a música ao vivo, dificultando a formação de conjuntos musicais. Como resultado disso, freqüentemente o músico se depara com situações em que é necessário executar apenas em seu instrumento, as partes outrora destinadas a vários instrumentos. A proposta desta dissertação é direcionar o músico guitarrista à elaboração deste tipo de trabalho musical, ou seja, a criação de arranjos solo. Para tanto, serão apresentados elementos musicais baseados na prática da música popular, que serão demonstrados, analisados e exemplificados na forma de passagens musicais arranjadas para guitarra solo, bem como na forma de arranjos originais inteiros. Para auxiliar o desenvolvimento desta temática, serão apresentadas de maneira sucinta, questões a respeito da teoria da música popular...

O Cantador : a musica e violão de Dori Caymmi; Like a Lover : the music and the guitar of Dori Caymmi

Julio Cesar Caliman Smarçaro
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/02/2006 PT
Relevância na Pesquisa
46.37%
A presente dissertação tem como propósito estudar a vida e a obra do músico Dori Caymmi. Neste trabalho sua discografia é divida em três fases distintas, representando cada uma delas um momento específico de sua carreira. Serão analisados neste estudo as composições de sua autoria, e seus respectivos arranjos, presentes quase em sua totalidade nas duas primeiras fases, que cobrem o período de 1972 a 1994. As análises vão buscar as características principais de sua música, com um enfoque mais aprofundado em seu violão; This study encompasses the life and work of composer, arranger and guitar player Dori Caymmi. His discography is presented in three main periods, each representing a specific moment of his career. Most of his compositions and arrangements are analyzed in the two first periods, spanning from 1972 to 1994. This analysis aims at finding major characteristics of his music, focusing c1osely on his approach to the guitar

Tecnicas contrapontisticas aplicadas em arranjos de canções da musica popular brasileira

Andrea dos Guimarães Alvim Nunes
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/07/2004 PT
Relevância na Pesquisa
46.33%
Esta Dissertação tem como objetivo principal a discussão sobre o processo de criação, desenvolvido na elaboração de seis arranjos para canções da música popular brasileira, utilizando uma linguagem polifônica de caráter bachiano aplicada em formações instrumentais camerísticas. Algumas das técnicas contrapontísticas usadas nesta elaboração foram identificadas através da análise dos arranjos de quatro canções populares brasileiras que apresentam uma textura similar; The main purpose of this Dissertation is to discuss about the creative process involved in the elaboration of six arrangements for small groups of Brazilian popular songs, using a polyphonic texture in the style of J. S. Bach. Some of the counterpointal techniques applied in these arrangements were identified through an analysis of four Brazilian popular songs that have a similar texture

Recriaturas de Cyro Pereira : arranjo e interpoética na música popular; Recreatures by Cyro Pereira : arrangement and interpoiesis in popular music

Hermilson Garcia do Nascimento
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/02/2008 PT
Relevância na Pesquisa
46.75%
A Etnomusicologia e os Estudos de Música Popular procuram evidenciar os sentidos e nexos sociais das variadas práticas musicais populares. A presente pesquisa pretende contribuir para o aprofundamento da discussão acerca do trabalho do arranjador e de sua posição autoral na dinâmica criativa da música popular fonográfica. Tomando as realizações do maestro Cyro Pereira (1929-2011), especialmente seus escritos para a Orquestra Jazz Sinfônica de São Paulo, este estudo propõe também uma reflexão acerca da dicotomia erudito/popular, tão relevante na produção musical brasileira do Século XX. A análise semiótica da música popular, com metodologia adaptada a partir dos modelos de Philip Tagg (1982) e José Luiz Martinez (1997), foi o caminho trilhado para traduzir em termos compartilháveis com o leitor todo o universo poético da amostragem aqui tratada. De toda a obra de Cyro Pereira, arranjador e regente nacionalmente estabelecido, também autor de obra erudita considerável e premiada, esta pesquisa lida principalmente com os arranjos populares escritos a partir de 1990. Sua produção de música popular revela alto grau de elaboração nos planos harmônico, formal e sobretudo expressivo, e pode apontá-lo também como um notável orquestrador que este país produziu. Poder-se-ia acrescentar que Cyro Pereira talvez seja o maior representante contemporâneo do arranjo orquestral...

Tua imagem permanece imaculada : Radamés Gnattali e seu arranjo para a valsa-canção " Lábios que beijei"; Your image remains : Radames Gnattali and their arrangement to the waltz-song "Lips that Kissed"

Geremias Tiófilo Pereira Junior
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/02/2012 PT
Relevância na Pesquisa
46.59%
O presente trabalho investiga a valsa-canção "Lábios que beijei", composição da dupla J. Cascata (pseudônimo de Álvaro Nunes Filho, 1912-1961) e Leonel Azevedo (1908-1980), gravada em 1937 pela empresa RCA Victor na cidade do Rio de Janeiro. Essa foi uma gravação de grande sucesso e contribuiu para consolidar as carreiras de seu intérprete, o cantor Orlando Silva (1915-1978), e de seu arranjador, Radamés Gnattali (1906-1988). Diante do sucesso dessa valsa-canção, críticos e historiadores enfatizam alguns aspectos musicais fazendo referências ao arranjo de Radamés Gnattali para esta composição. É mediante esse contexto que nossa pesquisa se orienta e busca realizar uma transcrição musical e uma análise deste arranjo. Em complemento serão apresentadas informações sobre a trajetória de Radamés Gnattali como arranjador, bem como de outros arranjadores contemporâneos e antecessores à sua época, contribuindo com as pesquisas sobre o arranjo musical no Brasil, particularmente no início do século XX.; The present work investigates the song-waltz "Lábios que beijei" ("Lips that I kissed"), composed by J. Cascata (psedonym of Álvaro Nunes Filho, 1912-1961) and Leonel Azevedo (1908-1980) and recorded in 1937 by the company RCA Victor in the city of Rio de Janeiro. This recording was a great success and helped build the careers of his interpreter...

Os arranjos de Claus Ogerman na obra de Tom Jobim : revelação e transfiguração da identidade da obra musical

Duarte, Luiz de Carvalho
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
36.55%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, 2010.; O presente trabalho visa contribuir para uma conceituação de arranjo musical como elemento formador da identidade de uma obra musical e para um melhor entendimento acerca do papel do arranjador nesse processo, com base na análise crítica da parceria que o compositor brasileiro Antonio Carlos Brasileiro de Almeida Jobim, o Tom Jobim (1927-1994), estabeleceu com o maestro e arranjador alemão Claus Ogerman (1930- ) no período entre 1963 e 1980. Com base nas reflexões de Leo Treitler (1993) acerca da ontologia da obra musical, a presente pesquisa pretende romper com a ideia de “obra fechada”, cristalizada em uma partitura, performance ou em um conceito ideal, entendendo a obra musical como uma instância fluida, de identidade maleável. Desta forma, o arranjo é compreendido como o processo de caráter ambivalente que, por um lado, circunscreve a obra musical num enunciado sonoro, revelando sua identidade e, por outro, transfigura essa mesma identidade, fluida e maleável, promovendo mudanças nos elementos que a constituem e/ou acrescentando-lhe novos elementos. A análise da parceria Jobim/Ogerman foi feita com base em cópias de manuscritos originais de arranjos das composições de Jobim...

Arranjo instrumental na aula de educação musical. Uma reflexão sobre os contributos pedagógicos da metodologia Orff no contexto do currículo do ensino básico

Gonçalves, Rui Miguel Oliveira
Fonte: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa Publicador: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /12/2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.42%
Relatório apresentado para cumprimento dos requisitos necessários a obtenção do grau de Mestre em Ensino de Educação Musical no 2º e 3º Ciclo do Ensino Básico; Este relatório incide sobre a Prática de Ensino Supervisionada (P.E.S.) na Escola E.B. 2/3 Pedro Jacques de Magalhães ao longo do ano lectivo de 2010/2011. O relato e respectiva reflexão crítica focar-se-ão na observação directa de aulas bem como na prática lectiva referente a dois níveis de ensino: o quinto e o sétimo ano de escolaridades, respectivamente segundo e terceiro ciclos do ensino básico. A componente prática está subordinada ao tema: Arranjo Instrumental na Aula de Educação Musical – Uma reflexão sobre contributos pedagógicos da metodologia Orff no contexto do Currículo do Ensino Básico. O arranjo instrumental pedagógico constitui uma prática recorrente do dia-a-dia do professor de educação musical, sendo genericamente utilizado para promover, de forma rápida e eficiente, o contacto dos alunos com a realização musical e instrumental. Estando comprometido com alguns pressupostos didácticos, como a facilitação e adequação ao nível e processo de aprendizagem musical dos alunos, exige portanto o conhecimento e aplicação de princípios...

Letra, melodia, arranjo: componentes em tensão em O morro não tem vez de Antonio Carlos Jobim e Vinícius de Moraes

Merhy,Silvio Augusto
Fonte: Escola de Música da UFMG Publicador: Escola de Música da UFMG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.48%
O registro fonográfico tornou mais fácil pensar uma produção musical como documento, não apenas como objeto de apreciação estética. A gravação de canções populares permite prontamente decompor, recompor, analisar, destacar partes e pensá-las como objeto pertencente a uma rede social de amplitudes quase infinitas. Ocasionalmente, o modo como se combinam letra, melodia e arranjo faz brotar questões sobre a classificação dos gêneros. O arranjo musical, suporte sonoro da canção, pode colocar em tensão a combinação letra e música e até mesmo deslocar o sentido do conjunto. Algumas das gravações de O morro não tem vez de Tom Jobim e Vinícius de Moraes revelam contrastes e tensões que tornam uma questão permanente o que se classificou como Bossa Nova.

O arranjo e o improviso de Raphael Rabello sobre Odeon de Ernesto Nazareth

Nunes,Alvimar Liberato; Borém,Fausto
Fonte: Escola de Música da UFMG Publicador: Escola de Música da UFMG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
46.55%
Estudo comparativo entre os procedimentos composicionais de Ernesto Nazareth (1863-1934) no original de Odeon para piano de 1910 (NAZARETH e MAURÍCIO, 1968) e as práticas de performance e de arranjo pelo violonista de choro Raphael Rabello (1962-1995) no seu arranjo gravado em áudio comercial (NAZARETH e RABELLO, 1991) e em seu improviso gravado em vídeo não-comercial (RABELLO e NAZARETH, 1991). As análises das transcrições dessas gravações (NAZARETH e RABELLO, 2014; RABELLO e NAZARETH, 2014) revelam um tratamento livre da forma, alterações rítmicas, melódicas e harmônicas, e uma influência da linguagem idiomática do violão erudito e flamenco na performance de Raphael Rabello.

Arranjos de música regional do sertão caipira e sua inserção no repertório de coros amadores; Choral arrangement, choral singing, amateur choir, Brazilian regional music, "sertão caipira".

SOBOLL, Renate Stephanes
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Música; Linguística, Letras e Artes Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Música; Linguística, Letras e Artes
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.59%
This article proposes a reflection about the repertoire sung by amateur choirs, focusing on the process of elaboration of vocal arrangements based upon Brazilian regional music, especially country-hick songs (música caipira). The songs discussed here and their arrangements unfold a very particular thematic world, that of the music from one of Brazil s various country-side cultural/geographic areas: the sertão caipira (hick country side). This repertoire becomes both artistic and educational, since through the investigation, edition and performance of the arrangements it is possible, at once, to make music and preserve the social and cultural traditions of a place or community. Through the application of the compositional techniques discussed here, conductors and their amateur vocal groups will be able to enjoy an attractive repertoire, easy to prepare and quite appreciated by the public, despite its apparent simplicity when still on the page.; O presente artigo propõe reflexões sobre o processo de elaboração de arranjos vocais de músicas regionais brasileiras, em especial a caipira, destinados a coros amadores. As composições enfocadas neste artigo e os arranjos que delas resultaram revelam um universo temático muito específico...

Aprender música fazendo arranjo a quatro mãos por duas estudantes de piano do nível técnico do Conservatório Estadual de Música Cora Pavan Capparelli de Uberlândia/MG

Luz, Jane Finotti Rezende
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
46.99%
As relações entre aprender música e o fazer arranjo a quatro mãos para piano é o objeto de estudo dessa pesquisa que se fundamentou na compreensão da música e dos modos de aprender e fazer arranjos como um fenômeno sociocultural e considerou a forma como os sujeitos da pesquisa escolhem, vivenciam e criam músicas. A questão que me dispus a investigar foi: Como duas estudantes do Nível Técnico do Conservatório Estadual de Música Cora Pavan Capparelli de Uberlândia/MG aprendem música fazendo um arranjo para piano a quatro mãos? Esta questão se desdobrou em outras no processo de aproximar o objeto do campo empírico: Pode ser o arranjo, um processo de criação? Em que situações e contextos da criação do arranjo podem ser desveladas aprendizagens musicais? Quais modos de aprender podem ser observados? Essas questões representam algumas indicações acerca das minhas principais preocupações e interesses com o tema. Os sujeitos colaboradores são estudantes de piano do curso de Nível Técnico, do Conservatório Estadual de Música Cora Pavan Capparelli de Uberlândia (CMCPC) que aceitaram participar da pesquisa. Para compreender essas relações houve o diálogo entre a Educação Musical, outras áreas de conhecimento e a prática musical de fazer arranjo a quatro mãos. O trabalho apoiou-se na articulação da pesquisa teórica de conceitos relacionados ao tema com os dados trazidos do campo empírico...

Elementos da escrita de Nailor Azevedo Proveta para instrumentos de sopro em seus arranjos para Big Band; Elements of Nailor Azevedo Proveta's composition for wind instruments in his arrangements for Big Band

Érica Masson
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/10/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.53%
A presente dissertação, "Elementos da Escrita de Nailor Azevedo Proveta para Instrumentos de Sopro em seus Arranjos para Big Band", diz respeito à análise das características idiomáticas utilizadas por Nailor Azevedo Proveta identificando as técnicas e descrevendo os processos empregados no mesmo. A pesquisa parte de uma contextualização biográfica e histórica de Nailor Azevedo e da sua trajetória com a Banda Mantiqueira, seguindo, posteriormente, para a análise aplicada das técnicas e recursos utilizados por ele no arranjo da música Feminina, composta pela cantora e compositora Joyce e gravada no terceiro CD da Banda Mantiqueira; This dissertation, "Elements of Nailor Azevedo Proveta´s composition for Wind Instruments in his Arrangements for Big Band", addresses the analysis of the idiomatic characteristics utilized by Nailor Azevedo Proveta identifying his techniques and describing the processes applied. This research is comprised by a biographical and historical contextualization of Nailor Azevedo and his trajectory with the Banda Mantiqueira, followed by an applied analysis of his techniques and resources utilized on his arrange in the music Feminina, composed by the singer and composer Joyce and recorded in the third CD of the Banda Mantiqueira

Arranjos de Nailor Proveta para a Orquestra Jazz Sinfônica : soluções contemporâneas para o choro numa homenagem a Pixinguinha; Arrangements of Nailor Proveta for the Orquestra Jazz Sinfônica : Contemporary Solutions for Choro Repertoire in a Tribute to Pixinguinha

Bruno Rosas Mangueira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/02/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.62%
Estudo sobre quatro arranjos elaborados por Nailor Azevedo, o "Proveta", para a Orquestra Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo sobre obras de Pixinguinha, apresentados em 2006 no concerto dedicado ao compositor. Objetivou-se verificar as soluções técnicas e escolhas musicais empregadas por Nailor Proveta na reelaboração destas peças representativas do repertório de choro, deslocando a usual sonoridade do conjunto regional para aquele grupo constituído pela combinação de big band e orquestra sinfônica. No primeiro capítulo é realizada uma revisão conceitual a respeito da etapa "arranjo" na produção da música popular e sobre o papel do arranjador enquanto possível mediador de elementos relacionados a diferentes culturas envolvidas neste processo. O segundo capítulo discute, sob uma perspectiva musicológica, alguns aspectos relacionados à presença do repertório popular num contexto de ambiente e instrumentação mais comumente associado ao campo da música de concerto, levando em conta o fato de Nailor, arranjador e também solista no evento em questão, ser um músico formado no universo popular. No terceiro capítulo é feita uma contextualização histórica acerca do uso da orquestra na música popular brasileira...

A arte de arranjar e procedimentos usados no arranjo sinfônico para a canção Estrada Branca de Tom Jobim e Vinicius de Moraes; Art of musical arranging and procedures used for creating a symphonic arrangement of the song Estrada Branca by Tom Jobim and Vinicius de Moraes

Roberto Sion
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/02/2015 PT
Relevância na Pesquisa
46.59%
Esta tese pretende contribuir com reflexões sobre arranjo a partir da experiência profissional do autor. Segue-se um histórico conciso de como a escrita do arranjo se desenvolveu, do final do século XIX até hoje, nos Estados Unidos e no Brasil. O autor descreve o contexto social relativo a seu aprendizado, atuação como músico e as três diretrizes de sua atividade: a música popular brasileira, a tradição jazzística e a herança erudita. Finalmente, a criação de um arranjo exclusivo é demonstrada através de análise textual, grade de partitura e registro sonoro ao vivo pela Orquestra Jovem Tom Jobim.; This paper intend to contribute with some reflections about musical arranging from the author's professional experiencies. It is offered an historical description of its roots, from the late XIX century until today in the United States and Brazil. The author also comments the social contexts on which his learning and working were developed, emphasising the role played by brazilian popular music, jazz and classical backgrounds in his music. From this point on, it is described the researches and procedures taken in account to write an exclusive arrangement, using text explanation, original score and alive recording by Tom Jobim's Youth Orchestra.

A Guitarra Solo de Heraldo do Monte: Apontamentos Analíticos no Arranjo de “Pau de Arara”

Brasil Rocha, Igor; G Nascimento, Hermilson
Fonte: ANAIS DO CONGRESSO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PERFORMANCE MUSICAL Publicador: ANAIS DO CONGRESSO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PERFORMANCE MUSICAL
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 07/07/2014 POR
Relevância na Pesquisa
36.48%
O presente trabalho tem por objetivo trazer apontamentos analíticos sobre a interpretação do guitarrista Heraldo do Monte para a música “Pau de Arara” (Luiz Gonzaga/Guio de Moraes). Consideramos dados de carreira e traços estilísticos do músico, a fim de circunstanciar a análise, que é da estrutura, mas sensível à expressividade. À luz da gravação de Luiz Gonzaga e da transcrição do arranjo de Heraldo pudemos reconhecer seus procedimentos de releitura utilizados na elaboração para guitarra solo. Recursos de rearmonização dão a tônica.

Conflito, Resignação e Irrisão na Música Popular Brasileira: um estudo antropológico sobre a Saudosa Maloca, de Adoniran Barbosa. Por que as Canções têm Arranjos?

Menezes Bastos, Rafael José de; UFSC
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Antropolgia Social da UFSC Publicador: Programa de Pós-Graduação em Antropolgia Social da UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Avaliado por Pares; Formato: application/pdf
Publicado em 21/12/2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.42%
http://dx.doi.org/10.5007/2175-8034.2013v15n1-2p211Trata-se de um estudo sobre o samba Saudosa Maloca, de Adoniran Barbosa, por meio da análise de sua obscura primeira versão (de 1951), com arranjo de Nelson Miranda, tendo como cantor o próprio compositor. Esse arranjo é brevemente contrastado, sobretudo através da letra, com aquele dos Demônios da Garoa (de 1955), de autoria do próprio grupo, que transformou o samba num grande sucesso. O primeiro arranjo é marcado pela tristeza e pela dor, construídas por uma musicalidade de lamentação e de resignação. A letra da Maloca narra um encontro dramático de três sem-tetos com o establishment imobiliário na São Paulo dos anos de 1950. Esses anos são caracterizados pelo ufanismo econômico, pela reinvenção da paulistanidade e pelas retumbantes comemorações do 4º Centenário. O segundo é marcado pela jocosidade e pelo desdém, fabricados por uma musicalidade da irrisão. O estudo busca reconstituir os modelos nativos de compreensão da canção, dando especial atenção às problemáticas do arranjo e das maneiras de cantar e de tocar.