Página 1 dos resultados de 272 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Dimensões dos arcos dentários na má oclusão Classe II, divisão 1, com deficiência mandibular; Dimensions of the dental arches in the Class II, division 1, malocclusion with mandibular deficiency

SILVA FILHO, Omar Gabriel da; FERRARI JÚNIOR, Flávio Mauro; OZAWA, Terumi Okada
Fonte: Dental Press Editora Publicador: Dental Press Editora
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
46.57%
OBJETIVO: identificar alterações dimensionais nos arcos dentários superior e inferior na má oclusão Classe II, divisão 1, com deficiência mandibular (Padrão esquelético II). MÉTODOS: 48 pacientes com má oclusão Classe II, igualmente divididos quanto ao gênero, foram comparados com 51 indivíduos com oclusão normal, sendo 22 do gênero masculino e 29 do gênero feminino. Todos os 99 indivíduos estavam no estágio de dentadura permanente, com os segundos molares permanentes irrompidos ou em irrupção, com idade média de 12 anos e 5 meses (desvio-padrão de 1 ano e 3 meses), numa faixa etária oscilando entre 11 anos e 4 meses e 20 anos. CONCLUSÃO: os resultados permitem concluir que, na má oclusão Classe II, divisão 1 com deficiência mandibular, o arco dentário superior encontra-se alterado, mostrando-se atrésico e mais longo, enquanto o arco dentário inferior é pouco influenciado pela discrepância sagital de Classe II.; AIM: To determine the alterations of the upper and lower dental arches in the Class II, division 1, malocclusion with mandibular deficiency. METHODS: Cast models of 48 individuals with Class II, division 1, malocclusion, equally matched according to gender, as well as of 51 individuals (22 males and 29 females) with normal occlusion were analyzed. All 99 subjects were in the permanent dentition with the second molars either erupted or erupting. The ages of all subjects ranged from 11 years 4 months to 20 years (mean age = 12 years 5 months). CONCLUSION: We concluded that the upper dental arch is constricted and longer in the Class II...

Avaliação dos arcos dentais e das estruturas miofuncionais orais, em função do uso e tipo de chupeta, em crianças com dentição decídua completa.; Evaluation of the dental arches and myofunctional oral structures in children with complete primary dentition, according to pacifier use and type.

Zardetto, Cristina Giovannetti Del Conte
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/10/2000 PT
Relevância na Pesquisa
46.65%
Neste estudo avaliou-se as características dos arcos dentais e das estruturas miofuncionais orais de 61 crianças na faixa etária de 36 a 60 meses que apresentavam hábito de sucção de chupeta ou não, e a relação entre o uso e tipo de chupeta com diversos aspectos comportamentais da mãe, grau de escolaridade materna e renda familiar. Estes últimos três aspectos foram avaliados por meio de questionário distribuído à s mães, e as características dos arco dentais e das estruturas miofuncionais orais por meio de exame clínico. As crianças foram dividas em três grupos conforme o uso e tipo de chupeta: 1. grupo que nunca sugou chupeta, 2. grupo que sugava somente a chupeta anatômica (ortodôntica) e, 3. grupo que sugava somente a chupeta convencional. Não foi encontrada associação estatisticamente significante entre o uso da chupeta e o sexo e número de irmãos da criança, renda familiar e grau de estudo formal da mãe. Verificou-se que o período de aleitamento materno menor e o fato de ter tido uma ou mais chupetas já no enxoval do bebê, favoreceram o uso da chupeta. Não foi encontrada relação estatisticamente significante entre o tipo de arco dental, relação terminal dos segundos molares decíduos, linha média e espaço primata entre os três grupos avaliados. Notou-se que a relação canina Classe II foi significantemente maior nas crianças que sugavam chupeta do que naquelas que não tinham este hábito. Constatou-se que tanto a chupeta anatômica como a convencional...

Eficiência mastigatória de indivíduos portadores de prótese total com arco dental reduzido; Masticatory efficiency of complete denture wearers with reduced dental arch

Iegami, Carolina Mayumi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/09/2011 PT
Relevância na Pesquisa
46.74%
Um dos obstáculos na confecção das próteses totais é a diminuição de espaço intermaxilar para a montagem dos dentes artificiais posteriores, particularmente dos segundos molares, que influencia o tempo dispendido pelo profissional, pois gera a necessidade de desgaste da base de prova e muitas vezes do próprio dente. Na tentativa de contornar esse obstáculo, em alguns casos, tem-se suprimido a montagem dos segundos molares, uma vez que a ausência destes elementos não influencia a estética, fonética e conforto. Não há relatos na literatura que abordam este assunto, apesar de existirem estudos com arco encurtados e de performance mastigatória de próteses. O objetivo deste estudo foi comparar a eficiência mastigatória de pacientes portadores de próteses totais maxilomandibulares com arco reduzido (sem os segundos molares superiores e inferiores) e com o arco completo. Vinte indivíduos usuários de próteses totais maxilomandibulares, divididos em dois grupos aleatoriamente, receberam aparelhos protéticos novos. O grupo 1 recebeu as próteses sem os segundos molares e o grupo 2, com segundo molares. Após as consultas de controle, foi realizado o primeiro teste de eficiência mastigatória com Optocal. Quinze dias após o primeiro teste de performance mastigatória...

A discrepância de tamanho dentário, de Bolton, na oclusão normal e nos diferentes tipos de más oclusões, bem como sua relação com a forma de arco e o posicionamento dentário

Carreiro, Luiz Sérgio; Santos-Pinto, Ary; Raveli, Dirceu Barnabé; Martins, Lídia Parsekian
Fonte: Dental Press Editora Publicador: Dental Press Editora
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 97-117
POR
Relevância na Pesquisa
46.56%
Esta pesquisa teve como objetivo geral avaliar a discrepância de tamanho dentário, na oclusão normal e nos diferentes tipos de más oclusões e a sua relação com as medidas que determinam a forma de arco e o posicionamento dentário na região anterior. Para tanto, foram estudados 185 pares de modelos de gesso, divididos em 4 grupos: Grupo 1 (composto por 41 pares com Oclusão Normal, sendo 20 do gênero masculino e 21 do gênero feminino); Grupo 2 (composto por 44 pares com má oclusão de Classe I, divisão 1, sendo 22 do gênero masculino e 22 do gênero feminino); Grupo 3 (composto por 54 pares com má oclusão de Classe II, sendo 28 do gênero masculino e 26 do gênero feminino) e Grupo 4 (composto por 46 pares com Classe III, sendo 23 do gênero masculino e 23 do gênero feminino). Observou-se que não ocorreu dimorfismo sexual entre as discrepâncias de tamanho dentário e os diferentes tipos de oclusão dentária; as proporções estabelecidas por Bolton não se aplicaram ao grupo com Oclusão Normal; na Oclusão Normal, Classe I, Classe II e Classe III, houve um predomínio de excesso dentário total (RAZ12) no arco inferior; na Classe I houve uma igualdade na distribuição de excesso dentário anterior (RAZ6) nos arcos superior e inferior; na Oclusão Normal...

Estudo comparativo entre varios metodos de medição do espaço presente do arco dental

Felix Hoette
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em //1974 PT
Relevância na Pesquisa
46.42%
Na literatura ortodôntica, encontramos muita controvérsia entre os autores para a conceituação do espaço presente do arco dental. Para alguns, ele representa o comrpimento do osso basal, para outros o comprimento do osso alveolar, ou ainda, o comprimento do arco coronário. Além disso, a diversidade de métodos existentes para medição do espaço presente, a metodologia falha para sua aplicação e a subgetividade existente em muitos deles, fez com que o presente trabalho testasse 7 métodos de medição de espaço presente coronário, criteriosamente selecionados, para eleger quais os mais acurados. Para tanto, os 7 métodos foram aplicados em modelos de dentição permanente, com dentes em correto alinhamento, por 4 operadores. Os métodos eleitos mais acurados, foram então aplicados em casos de maoclusão para verificar se havia variação apreciável entre os operadores; Not informed

Associação entre o padrão esqueletico facial, a morfologia da coroa do incisivo central superior e a forma do arco dental mandibular; Association among facial skeletal pattern, upper cantral incisor crown and manibular dental arch

Luiz Renato Paranhos
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
46.78%
Objetivo: verificar a prevalência da morfologia do arco dental mandibular, da coroa do incisivo central superior e do padrão esquelético da face em brasileiros com oclusão normal natural, e determinar se existe associação entre estas variáveis. Material e Métodos: a amostra foi composta de 51 indivíduos leucodermas com oclusão normal natural, sem história de tratamento ortodôntico prévio, que apresentavam no mínimo quatro das seis chaves de oclusão de Andrews. O padrão esquelético da face foi definido por duas grandezas cefalométricas (SN.Gn e SN.GoGn). As imagens dos arcos dentais mandibulares e dos incisivos superiores geradas pela digitalização dos modelos foram avaliadas por 12 ortodontistas. Para verificar a concordância entre examinadores, quanto à classificação da morfologia do arco dental e do incisivo central, foi utilizado o teste Kappa. Para verificar a associação entre as variáveis foi utilizado o teste do quiquadrado. Resultado: a prevalência de arco dental com formato ovalar foi de 41,17%, quadrangular de 39,22%, e triangular de 19,61%. Os dentes apresentaram a seguinte prevalência: ovalar (47,06%), seguido de quadrangular (31,37%) e triangular (21,57%). Quanto ao padrão esquelético da face foi encontrado 47% de indivíduos braquifaciais...

Análise da correlação entre a morfologia do arco dental e da eminência articular em imagens de tomografia computadorizada de feixe cônico; Analysis of the correlation between dental arch and articular eminence morphology through cone beam computed tomography

Francielle Silvestre Verner
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/05/2015 PT
Relevância na Pesquisa
66.79%
As características dentárias podem influenciar diretamente na determinação da morfologia da eminência articular (EA). Entretanto, até o presente momento, os estudos se restringiram a correlacionar a morfologia da EA com perdas dentárias e má-oclusões. Neste contexto, torna-se importante a realização de estudos que estabeleçam uma possível correlação entre a morfologia dos arcos dentais e da EA em pacientes que não apresentem alterações oclusais ou ausências dentárias. O objetivo no presente estudo foi avaliar a correlação entre a morfologia do arco dental e da EA por meio de tomografia computadorizada de feixe cônico (TCFC). Foram utilizadas imagens de 60 pacientes, sem ausências dentárias ou alterações oclusais, e que apresentassem Classe I de Angle. As imagens foram avaliadas por três especialistas em Radiologia Odontológica, instruídos a realizar mensurações da altura (EAh) e inclinação da EA (ângulos α e β), nas regiões centrais, laterais e médias, e inclinação da parede lateral da fossa mandibular (ângulo δ). Foram avaliadas as medidas da largura, profundidade e perímetro dos arcos dentários superior e inferior. Posteriormente, os arcos foram classificados quanto às formas cônica...

A discrepância de tamanho dentário, de Bolton, na oclusão normal e nos diferentes tipos de más oclusões, bem como sua relação com a forma de arco e o posicionamento dentário

Carreiro,Luiz Sérgio; Santos-Pinto,Ary; Raveli,Dirceu Barnabé; Martins,Lídia Parsekian
Fonte: Dental Press Editora Publicador: Dental Press Editora
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2005 PT
Relevância na Pesquisa
46.41%
Esta pesquisa teve como objetivo geral avaliar a discrepância de tamanho dentário, na oclusão normal e nos diferentes tipos de más oclusões e a sua relação com as medidas que determinam a forma de arco e o posicionamento dentário na região anterior. Para tanto, foram estudados 185 pares de modelos de gesso, divididos em 4 grupos: Grupo 1 (composto por 41 pares com Oclusão Normal, sendo 20 do gênero masculino e 21 do gênero feminino); Grupo 2 (composto por 44 pares com má oclusão de Classe I, divisão 1, sendo 22 do gênero masculino e 22 do gênero feminino); Grupo 3 (composto por 54 pares com má oclusão de Classe II, sendo 28 do gênero masculino e 26 do gênero feminino) e Grupo 4 (composto por 46 pares com Classe III, sendo 23 do gênero masculino e 23 do gênero feminino). Observou-se que não ocorreu dimorfismo sexual entre as discrepâncias de tamanho dentário e os diferentes tipos de oclusão dentária; as proporções estabelecidas por Bolton não se aplicaram ao grupo com Oclusão Normal; na Oclusão Normal, Classe I, Classe II e Classe III, houve um predomínio de excesso dentário total (RAZ12) no arco inferior; na Classe I houve uma igualdade na distribuição de excesso dentário anterior (RAZ6) nos arcos superior e inferior; na Oclusão Normal...

Estabilidade pós-contenção das alterações da forma do arco inferior na má oclusão de Classe II de Angle tratada com e sem a extração de pré-molares

Busato,Mauro C. Agner; Janson,Guilherme; Freitas,Marcos Roberto de; Henriques,José Fernando Castanha
Fonte: Dental Press Editora Publicador: Dental Press Editora
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2006 PT
Relevância na Pesquisa
46.45%
OBJETIVO: o objetivo desse estudo foi comparar o comportamento da forma do arco inferior durante as fases de tratamento e pós-contenção, em pacientes portadores de má oclusão Classe II de Angle, que haviam se submetido ao tratamento ortodôntico com extrações de dois e de quatro pré-molares, portanto com e sem extrações no arco inferior. METODOLOGIA: foram selecionados 66 pacientes que apresentavam inicialmente uma má oclusão de no mínimo meia Classe II, e que foram tratados com uma das combinações de extrações propostas. Esses pacientes foram divididos em dois grupos, sendo o grupo 1 composto de 19 pacientes tratados com extração de dois pré-molares superiores, com idade média de 14,04 anos; e o grupo 2 composto de 47 pacientes com extração de quatro pré-molares, com idade média de 13,03 anos. Para verificação das diferenças entre os grupos, mediu-se os modelos referentes às fases pré-tratamento, pós-tratamento e, em média, cinco anos após o final do tratamento ativo. As alterações das dimensões do arco inferior (distância intercaninos, intermolares e comprimento de arco), entre as três fases, também foram comparadas. RESULTADOS: os resultados demonstraram que diferenças estatisticamente significantes durante o tratamento se devem à opção por extrações no grupo 2. Não houve diferença entre os dois grupos para as mudanças pós-contenção no comprimento e na largura do arco inferior. CONCLUSÕES: pode-se esperar o mesmo grau de recidiva pós-contenção da forma do arco inferior em pacientes com má oclusão de Classe II...

A forma do arco dentário inferior na visão da literatura

Triviño,Tarcila; Siqueira,Danilo Furquim; Scanavini,Marco Antonio
Fonte: Dental Press Editora Publicador: Dental Press Editora
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
46.43%
OBJETIVO: esse trabalho teve como objetivo principal analisar a literatura relacionada a um relevante aspecto clínico, a configuração do arco dentário, salientando a importância da manutenção da forma original do arco dentário para se obter a estabilidade do tratamento ortodôntico, bem como avaliar os métodos utilizados para a determinação da forma do arco e os diagramas de forma propostos por diversos autores. RESULTADOS E CONCLUSÕES: constatou-se uma controvérsia quanto à indicação de uma forma ideal média e a seleção de uma forma individualizada a partir de diagramas que forneçam configurações variadas para o arco dentário. Entretanto, observou-se um progresso nas metodologias aplicadas nos recentes estudos, o que possivelmente fornecerá precisão nos próximos resultados.

A versatilidade clínica do arco utilidade

Figueiredo,Márcio Antonio de; Figueiredo,Claudia Tebet Peyres de; Nobuyasu,Masato; Gondo,Gervásio Yoshio; Siqueira,Danilo Furquim
Fonte: Dental Press Editora Publicador: Dental Press Editora
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2008 PT
Relevância na Pesquisa
46.45%
INTRODUÇÃO: dentro da ciência Bioprogressiva, o arco utilidade, juntamente com o quadri-hélice, é o dispositivo mais conhecido e utilizado para o tratamento de inúmeras más oclusões. Com um desenho ao mesmo tempo simples e original, o arco utilidade tornou-se parte integrante do arsenal ortodôntico utilizado nos períodos das dentaduras mista e permanente. O nome do arco é uma referência à grande versatilidade que este dispositivo oferece, e devido aos vários efeitos que o mesmo pode promover durante o tratamento. OBJETIVO: este artigo destina-se a discutir a fabricação, a ativação e o uso clínico do arco utilidade de Ricketts no tratamento ortodôntico, além de descrever alguns dos princípios da técnica ortodôntica Bioprogressiva. CONCLUSÃO: pode-se concluir que o arco utilidade é um aparelho extremamente versátil, com inúmeras possibilidades clínicas, sendo capaz de intruir, extruir, avançar ou retrair os incisivos superiores e inferiores; manter, diminuir ou aumentar o espaço no arco inferior; além de ancorar os molares inferiores. Entretanto, uma das maiores vantagens de seu uso consiste na correção de más oclusões do tipo Classe II, com mordida profunda.

Avaliação do espaço adicional requerido no perímetro do arco inferior para o nivelamento da curva de Spee

Campos,Marcio José da Silva; Quintão,Cátia Cardoso Abdo; Fraga,Marcelo Reis; Vitral,Robert Willer Farinazzo
Fonte: Dental Press Editora Publicador: Dental Press Editora
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
46.43%
OBJETIVO: determinar o perímetro de arco adicional necessário para o nivelamento da curva de Spee através de uma técnica laboratorial em modelos de estudo. MÉTODOS: foram utilizados 70 modelos inferiores nos quais se mediu a profundidade da curva de Spee e o perímetro do arco (de segundo molar a segundo molar). Nos mesmos modelos, após a simulação do nivelamento da curva de Spee, o perímetro de arco foi novamente avaliado, mantendo sua forma e comprimento. RESULTADOS: foi confirmada a correlação entre a profundidade da curva de Spee e o perímetro de arco adicional, sendo deduzida a fórmula [Paa = 0,21 CSmax - 0,04]. CONCLUSÃO: a técnica proposta permitiu, através da avaliação do perímetro de arco com curva de Spee nivelada, a determinação do espaço disponível para o alinhamento dentário.

Qualidade de vida, eficiência mastigatória e presença de disfunção temporomandibular em usuários de prótese parcial removível com arco dental curto inferior

Resende, Camila Maria Bastos Machado de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Odontologia; Odontologia Preventiva e Social; Periodontia e Prótese Dentária Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Odontologia; Odontologia Preventiva e Social; Periodontia e Prótese Dentária
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.7%
Even nowadays there is in Brasil a large number of edentulous and a precarious financial condition of most of the population. In addition, World Health Organization aims for oral health, which consists on the maintenance of a natural dentition, functional and aesthetic composed of at least 20 teeth, without need of prosthetic intervention throughout life. From this and considering the lack of researches about the permanence of edentulous spaces in the oral cavity, and also avoiding overtreatment, this research has been proposed. Thus, the aim was to evaluate the effect of different lengths of the shortened lower dental arch in the presence or absence of a removable partial denture (RPD) on masticatory function, quality of life and occurrence of temporomandibular dysfunction. To achieve this goal, we compared the masticatory efficiency (colorimetric test), the oral comfort through the analysis of the impact of oral health in quality of life (OHIP-14), the presence of temporomandibular dysfunction (RDC/TMD) and the general quality of life (WHOQOL) of patients with shortened dental arches (SDA) (n=60), which is an arch with a reduction of teeth starting posteriorly, and patients with complete dental arch (Complete DA) (n = 34). The group of patients whit SDA was divided among PPR wears (PPD + SDA) (n = 17) and non-wears (n = 43). The population of this study consisted on patients who received or looked for treatment at the clinics of the Department of Dentistry of UFRN...

Estudo fotoelástico do controle vertical com o arco de dupla chave na técnica Straight wire; Photoelastic study of the vertical control with double key loop archwire in the Straight wire technique

DOBRANSZKI, Adriano; Vuolo, Jose Henrique; LEVY NETO, Flamínio; SUZUKI, Hideo; BARBOSA, Jurandir Antônio; DOBRANSZKI, Nara Pereira D'Abreu Cordeiro
Fonte: Dental Press Editora Publicador: Dental Press Editora
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
46.45%
INTRODUÇÃO: em alguns casos, a extração de pré-molares torna-se necessária e nem sempre os espaços são completamente fechados após o alinhamento e nivelamento. O arco de dupla chave, ou Double Key Loop (DKL), é um arco retangular de aço para retração, com duas alças - uma mesial e outra distal ao canino. OBJETIVOS: este trabalho propôs-se a estudar o local onde a força é exercida, após a ativação desse arco, utilizando ativação na alça distal, ativação entre as alças e na alça distal, e ativação com Gurin®. MÉTODOS: foram montados nove modelos fotoelásticos de um arco dentário inferior, sem os primeiros pré-molares e os terceiros molares, com braquetes In-Ovation e arco DKL. O arco foi ativado e a região de incisivos, caninos e dentes posteriores foi fotografada, com interposição de filtros polarizadores de luz. RESULTADOS E CONCLUSÕES: após a análise do modelo fotoelástico, concluiu-se que a ativação com Gurin® pode produzir movimento de retração anterior com componente extrusivo; a ativação na alça distal pode produzir movimento de retração anterior sem componente extrusivo; e a ativação entre as alças e na alça distal pode produzir movimento de retração anterior com componente intrusivo.; INTRODUCTION: There are clinical situations in which the extraction of bicuspids becomes necessary and...

Validação do índice de Carrea por meio de elementos dentais superiores para a estimativa da estatura humana; Validation of Carrea's index by upper dental elements for human stature estimation

Laíse Nascimento Correia Lima
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/02/2011 PT
Relevância na Pesquisa
46.71%
O índice de Carrea constitui uma importante ferramenta na estimativa da estatura humana, necessitando para sua aplicação apenas que alguns elementos dentais anteriores inferiores estejam preservados. No entanto, nos casos em que a mandíbula é acometida por um trauma, uma patologia ou por situações diversas, o uso da técnica torna-se inviável. Com isso, ampliar a utilização do índice de Carrea, estendendo-o aos elementos superiores, aumentaria as chances de se realizar o método, principalmente nos casos em que apenas o crânio é encontrado. Diante disso, o presente estudo teve como proposição testar um novo denominador no índice de Carrea, para que o mesmo possa ser utilizado no arco superior, visando um novo recurso para se estimar a estatura humana. Além disso, objetiva-se comparar os percentuais de acerto obtidos entre o arco inferior e superior. Para tanto, foi realizado um estudo com 378 modelos em gesso, sendo 189 superiores e 189 inferiores de arcos dentais correspondentes, pertencentes a alunos do curso de Odontologia da Universidade Federal da Paraíba, de ambos os sexos e com idades entre 18 e 30 anos. A estatura dos participantes foi estimada mensurando, com um paquímetro digital, os incisivos central e lateral e o canino...

Síntese e caracterização de poli (metacrilato de metila-co-metacrilato de butila) para aplicação odontológica; Synthesis and characterization of poly (methyl methacrylate-co-butyl methacrylate) for dental application

Ana Glaucia Bogalhos Lucente
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/01/2015 PT
Relevância na Pesquisa
56.79%
A falta de um material que viabilize a confecção de uma prótese dentária em um menor número de etapas, economizando tempo e facilitando a vida dos pacientes foi a maior motivação para o desenvolvimento desta tese que se baseia na patente BR n. PI 0602107-7 A: Conjuntos de arcos dentais pré-fabricados, flexíveis e com dentes ajustáveis obtida pelo grupo de pesquisa onde se insere este trabalho, em que se propõe o uso do arco dental flexível pré-fabricado na confecção da prótese, que poderá ser produzida em um menor tempo, com um menor custo. O material usado para o arco dental flexível pré-fabricado por energia de micro ondas, bem como para a prótese dental final deverá conter uma base polimérica que permitirá a flexibilidade inicial do arco, que após receber ajustes na posição dos dentes, adequados a cada paciente, será incorporado à prótese final, sendo o conjunto reticulado de forma simultânea. Para tanto, foi investigada a viabilidade do uso do copolímero de metacrilato de metila-n-metacrilato de butila (PMMA-co-PBMA), sintetizado via técnica de miniemulsão, como a matriz polimérica base para a confecção de arcos dentais pré-fabricados, flexíveis e com dentes ajustáveis e da prótese final. Na síntese do copolímero pretendido...

Estudo fotoelástico do controle vertical com o arco de dupla chave na técnica Straight wire

Dobranszki,Adriano; Vuolo,José Henrique; Levy Neto,Flamínio; Suzuki,Hideo; Barbosa,Jurandir Antônio; Dobranszki,Nara Pereira D'Abreu Cordeiro
Fonte: Dental Press Editora Publicador: Dental Press Editora
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
46.45%
INTRODUÇÃO: em alguns casos, a extração de pré-molares torna-se necessária e nem sempre os espaços são completamente fechados após o alinhamento e nivelamento. O arco de dupla chave, ou Double Key Loop (DKL), é um arco retangular de aço para retração, com duas alças - uma mesial e outra distal ao canino. OBJETIVOS: este trabalho propôs-se a estudar o local onde a força é exercida, após a ativação desse arco, utilizando ativação na alça distal, ativação entre as alças e na alça distal, e ativação com Gurin®. MÉTODOS: foram montados nove modelos fotoelásticos de um arco dentário inferior, sem os primeiros pré-molares e os terceiros molares, com braquetes In-Ovation e arco DKL. O arco foi ativado e a região de incisivos, caninos e dentes posteriores foi fotografada, com interposição de filtros polarizadores de luz. RESULTADOS E CONCLUSÕES: após a análise do modelo fotoelástico, concluiu-se que a ativação com Gurin® pode produzir movimento de retração anterior com componente extrusivo; a ativação na alça distal pode produzir movimento de retração anterior sem componente extrusivo; e a ativação entre as alças e na alça distal pode produzir movimento de retração anterior com componente intrusivo.

Edentulismo e arco dental reduzido em idosos do Inquérito Nacional de Saúde Bucal 2003; Edentulismo dental y arco dental reducido en ancianos de la Pesquisa Nacional de Salud Bucal 2003; Edentulism and shortened dental arch in Brazilian elderly from the National Survey of Oral Health 2003

Ribeiro, Marco Túlio Freitas; Rosa, Marco Aurélio Camargo da; Lima, Rosa Maria Natal de; Vargas, Andréa Maria Duarte; Haddad, João Paulo Amaral; Ferreira e Ferreira, Efigênia
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/10/2011 ENG
Relevância na Pesquisa
56.96%
OBJETIVO: Descrever a distribuição de edentulismo e estimar a prevalência de dentição funcional e arco dentário reduzido entre idosos. MÉTODOS: Estudo epidemiológico populacional com 5.349 indivíduos de 65 a 74 anos do banco de dados do inquérito nacional de saúde bucal do Ministério da Saúde/Coordenação Nacional de Saúde Bucal em 2002 e 2003. Foram avaliados perda dentária; cumprimento à meta da Organização Mundial da Saúde para a faixa etária (50% com pelo menos 20 dentes); presença de arco dental reduzido, número de pares em oclusão posterior; sexo e macro-região da residência. O teste qui-quadrado avaliou a associação entre variáveis categóricas. Os testes Kruskal-Wallis e Mann-Whitney foram usados para determinar diferenças do número médio de pares de dentes posteriores em oclusão, macro-região e sexo. RESULTADOS: Os idosos tinham, em média, 5,49 dentes (DP = 7,93) (mediana = 0). A porcentagem de indivíduos totalmente edêntulos foi de 54,7%. O edentulismo foi de 18,2% no arco superior e 1,9% no inferior. A meta da Organização Mundial da Saúde foi alcançada por 10% dos indivíduos; no entanto, 2,7% tinham a função mastigatória e estética aceitáveis (com pelo menos o arco dental reduzido). Entre esses...

Arco dental reducido: ¿Son realmente necesarios 28 dientes en la población adulta ?

Calatrava O,Luis Alonso
Fonte: Facultad de Odontología -UCV Publicador: Facultad de Odontología -UCV
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2004 ES
Relevância na Pesquisa
66.61%
Las nuevas modalidades de tratamiento han aumentado las opciones para los pacientes. Sin embargo, como las necesidades funcionales pueden variar entre los individuos, muchos estudios han recomendado que el arco dental reducido puede responder a las necesidades de una dentición eficiente. Esta idea ofrece importantes ventajas y puede considerarse como una alternativa válida para reducir la necesidad de tratamientos restauradores complejos en la región posterior de la boca

Arco Dental reducido: una alternativa para el paciente adulto

Arvelo,Betzi; Haggard,Kristina
Fonte: Facultad de Odontología -UCV Publicador: Facultad de Odontología -UCV
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2001 ES
Relevância na Pesquisa
56.49%
La restauración de una arcada dental completa es sin duda el objetivo principal de la odontología restauradora, pero en numerosas ocasiones este planteamiento no puede ser asequible ni permisible para la mayoría de los pacientes mayores. En tal sentido este propósito puede ser considerado muchas veces irrealista. El concepto del Arco Dental Reducido sugiere que las personas a una edad media pueden ser satisfechas con 20 dientes naturales, por lo que se cuestiona la necesidad del reemplazo de los molares perdidos, los cuales son los dientes mas comúnmente afectados por la caries y la enfermedad periodontal. Este concepto podría ser aplicado en numerosos casos siempre y cuando no interfiera en los requerimiento de estética y estabilidad funcional.