Página 1 dos resultados de 2975 itens digitais encontrados em 0.007 segundos

Materiais didáticos e recursos no ensino e aprendizagem da matemática

Pires, Manuel Vara; Amado, Nélia
Fonte: Universidade do Minho, Centro de Investigação em Educação Publicador: Universidade do Minho, Centro de Investigação em Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.39%
O ensino e aprendizagem da matemática não podem dissociar-se da sociedade em que vivemos. Os alunos do século XXI estão permanentemente ligados ao mundo e em contacto com o conhecimento, através das mais variadas tecnologias, não aprendendo da mesma forma que os seus pais aprenderam. O acesso à informação está disponível em todo o lado e a escola deve tirar partido desta situação e enquadrá-la. Contudo, fazê-lo não é uma tarefa fácil. A existência de inúmeros recursos e materiais não é, por si só, garantia de melhores aprendizagens. A questão reside na forma como eles são potencializados e aproveitados. Os professores estão perante um novo desafio e um novo dilema, o de gerir a infinidade de materiais e recursos que o século XXI lhes proporciona a cada momento. Apesar da atenção que a formação, inicial e contínua, de professores tem dado à integração dos recursos e materiais no ensino e na aprendizagem da matemática, este é um campo vasto e em permanente desenvolvimento.

Recursos educativos abertos na aprendizagem da matemática no ensino básico

Morais, Carlos; Miranda, Luísa
Fonte: Associação para a Educação Matemática Elementar Publicador: Associação para a Educação Matemática Elementar
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.57%
A aprendizagem da matemática no ensino básico exige a procura de estratégias suportadas por tecnologias e recursos atuais e inovadores que façam parte da época em que vivemos e do mundo tecnológico em que os alunos se encontram. Neste artigo defendemos a aprendizagem da matemática nos diversos contextos de aprendizagem, contextos informais, não formais e formais, admitindo que a matemática aprendida em cada contexto de aprendizagem pode contribuir para a melhoria das aprendizagens nos outros contextos. Consideramos que a utilização de recursos educativos abertos (REA) nos vários contextos de aprendizagem constitui um elemento fundamental para apoiar a aprendizagem da matemática. Apresentamos exemplos de repositórios e de sites com recursos educativos digitais e a exploração de um REA no âmbito da matemática, ao nível do ensino básico.

As contribuições dos jogos para o desenvolvimento e aprendizagem da matemática em crianças da pré-escola

Costa, Daniela Santa Rosa Fiorillo
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
POR
Relevância na Pesquisa
66.56%
This research aimed do verify the contribution of the games of rules to the development and learning of the mathematics of a philantropic institution for preschool children – Centro de Educação Infantil Santo Antônio (CEISA) - from March to September 2010. The overall universe comprehends one teacher, one class auxiliary, one trainee, the organization teaching coordinator and twenty six students. The main objective was to explore games as a strategic resource for the development and learning, by searching auxiliary contributions for teaching the mathematics, and ways to wake and keep the interest of the students for the games as tools of development and learning; to identify important points for such development and learning by using games; to detect the difficulties of the students in the process of teaching-learning mathematics; to use games as a moment for fun; to show the teachers the possibilities of using ludic materials as methodic resources and to make interventions, by means of the games, to enhance the process of teaching-learning the matematics, through a qualitative approach, using the interview as instrument by means of an observation and study of case; A presente pesquisa tem por finalidade verificar a contribuição dos jogos de regras no desenvolvimento e aprendizagem da matemática com crianças na pré-escola...

A aprendizagem de matemática de discentes do curso da educação de jovens e adultos do IF-SC apoiada por um dispositivo de EaD

Coan, Lisani Geni Wachholz
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em 07/01/2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.65%
Tese de doutoramento Ciências da Educação (área de especialização em Educação Matemática); Este estudo consistiu em analisar a contribuição da integração de um ambiente de aprendizagem virtual, a Plataforma Moodle, nas atividades de aprendizagem de alunos de três turmas da Educação de Jovens e Adultos do IF-SC, em três distintos Campi ‒ Florianópolis, Continente e Chapecó ‒ no âmbito da unidade curricular de Matemática no decorrer do segundo semestre letivo de 2010. Procurou-se investigar a forma como os alunos desta modalidade de ensino utilizaram a Plataforma Moodle no desenvolvimento das suas tarefas propostas pelo seu professor de Matemática, a pertinência da complementaridade entre a sala de aula e o ambiente virtual e as suas perspetivas sobre o uso desta plataforma na sua aprendizagem de conteúdos matemáticos. Para concretizar o objetivo que orientou esta investigação, procura-se responder às seguintes questões: Que atividades desenvolveram os alunos do PROEJA na unidade curricular de Matemática? Que contributo teve a Plataforma Moodle na aprendizagem dos alunos? Que perspetivas têm os alunos do PROEJA e os seus professores sobre a utilização da Plataforma Moodle na aprendizagem de Matemática? Esta investigação foi orientada por uma abordagem qualitativa e interpretativa...

Recursos educativos abertos na aprendizagem da matemática no ensino básico

Morais, Carlos; Miranda, Luisa
Fonte: Associação para a Educação Matemática Elementar (AEME) Publicador: Associação para a Educação Matemática Elementar (AEME)
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
66.57%
A aprendizagem da matemática no ensino básico exige a procura de estratégias suportadas por tecnologias e recursos atuais e inovadores que façam parte da época em que vivemos e do mundo tecnológico em que os alunos se encontram. Neste artigo defendemos a aprendizagem da matemática nos diversos contextos de aprendizagem, contextos informais, não formais e formais, admitindo que a matemática aprendida em cada contexto de aprendizagem pode contribuir para a melhoria das aprendizagens nos outros contextos. Consideramos que a utilização de recursos educativos abertos (REA) nos vários contextos de aprendizagem constitui um elemento fundamental para apoiar a aprendizagem da matemática. Apresentamos exemplos de repositórios e de sites com recursos educativos digitais e a exploração de um REA no âmbito da matemática, ao nível do ensino básico.; CIEC - Centro de Investigação em Estudos da Criança, UM (UI 317 da FCT)

Um estudo comparativo sobre o uso das TIC na aprendizagem de matemática do ensino secundário/médio em Portugal e no Brasil; A comparative study on the use of ICT for learning in secondary school mathematics in Portugal and in Brazil school

Viseu, Floriano; Lima, Antonia Jacinta Barbosa; Fernandes, José António
Fonte: Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação Matemática da PUC-SP Publicador: Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação Matemática da PUC-SP
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.42%
A crescente utilização de recursos tecnológicos na sociedade encontra abertura da escola para os integrar nas atividades de ensino e de aprendizagem. Na disciplina de matemática, muito contribuem para essa abertura as recomendações dos programas escolares ao preconizarem o uso desses recursos. Como o que é prescrito nem sempre é concretizado, procuramos averiguar como alunos do ensino médio, do Brasil, e do ensino secundário, de Portugal, utilizam os recursos tecnológicos nas suas atividades de aprendizagem nesta disciplina. O estudo seguiu uma abordagem quantitativa e a recolha de dados foi efetuada através de um questionário. Em termos de resultados, dos recursos tecnológicos, o mais utilizado pelos alunos nas suas atividades de estudo de matemática é a calculadora. O computador, a Internet e, sobretudo, o Quadro Interativo e o Moodle são ainda pouco explorados pelos alunos de ambos os países nas atividades que realizam na sala de aula e fora dela.; The increasing use of technology resources in society is having an impact in the school in what regards their integration in teaching and learning processes. In the Mathematics, the school curriculum is also advocating the use of these resources. However, as what is prescribed is not always implemented...

Materiais didáticos no ensino e aprendizagem da matemática

Silva, Céline Alves da
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /05/2014 POR
Relevância na Pesquisa
66.38%
O relatório final de estágio apresenta-se no âmbito do Mestrado em Educação Pré-Escolar e Ensino do 1.º Ciclo do Ensino Básico. Este inclui uma reflexão crítica relativamente às unidades curriculares de Prática de Ensino Supervisionada (II e III), em contexto de estágio, no 1.º Ciclo do Ensino Básico e na Educação Pré-Escolar. O relatório contempla ainda uma investigação cuja temática se centra na área da Matemática. Para a realização da primeira parte do relatório, foram utilizados diversos materiais construídos e implementados ao longo das PES II e III, bem como autores de referência, de forma a fundamentar o texto. Relativamente à segunda parte do relatório final de estágio foi realizada uma investigação de caráter qualitativo, que teve como principal objetivo perceber de que forma a utilização de materiais didáticos, em aulas do 1.º Ciclo do Ensino Básico, influencia a aprendizagem da Matemática, num tópico muito particular: números racionais. Desta forma, foi realizado um teste diagnóstico de forma a perceber o conteúdo em que os alunos sentiam mais dificuldades. Posteriormente, foram desenvolvidas três tarefas diferentes, utilizando materiais didáticos distintos e, foi ainda realizada uma entrevista semiestruturada aos três participantes do estudo. A análise dos dados recolhidos permitiu concluir...

Scratch na aprendizagem da matemática

Correia, Tânia Filipa Martins
Fonte: Escola Superior de Educação, Instituto Politécnico de Setúbal Publicador: Escola Superior de Educação, Instituto Politécnico de Setúbal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /12/2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.45%
Mestrado em Educação Pré-Escolar e Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico; Este trabalho apresenta um estudo, realizado no âmbito da Unidade Curricular Estágio III do ano letivo 2013/2014, que se desenvolveu com alunos do 4º ano de escolaridade de uma turma do 1º Ciclo do Ensino Básico. O seu principal objetivo é compreender as potencialidades do Scratch para a aprendizagem da Matemática e os constrangimentos que podem surgir durante a sua utilização na aula. Em particular, pretende-se perceber que ideias e conceitos matemáticos emergem no desenvolvimento de projetos com o Scratch, quais as potencialidades do Scratch para o estabelecimento de conexões matemáticas e que dificuldades surgem em atividades matemáticas que envolvam o Scratch. Trata-se de um estudo que visa compreender o envolvimento dos alunos na utilização de um recurso informático (o Scratch) para trabalhar a área da Matemática. Assim, no enquadramento teórico, procura-se clarificar o que se entende por aprender Matemática hoje e discutir o papel do Scratch no ensino e aprendizagem da Matemática. Em termos metodológicos, o estudo enquadra-se numa abordagem qualitativa de investigação e no paradigma interpretativo. Os dados foram recolhidos através da observação participante...

Metodologias específicas de intervenção psicomotora nas dificuldades de aprendizagem da matemática. Estudo do impacto de metodologias específicas de intervenção psicomotora em crianças do 2º ano do 1º ciclo do ensino básico com dificuldades de aprendizagem na matemática

Rodrigues, Gizelda Ariana
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa Publicador: Universidade Técnica de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.63%
Mestrado em Reabilitação Psicomotora; Metodologias específicas de Intervenção Psicomotora nas Dificuldades de Aprendizagem na Matemática : O presente artigo tem como objetivo realizar uma revisão bibliográfica sobre relação entre as Dificuldades de Aprendizagem na matemática e a Psicomotricidade. Primeiramente será desenvolvido o conceito de Psicomotricidade, abordando sua definição, seguindo-se uma breve caracterização dos fatores psicomotores e da intervenção psicomotora, com especial enfoque à intervenção no contexto educativo. Posteriormente irão ser explorados os conceitos de dificuldades de aprendizagens e dificuldades de aprendizagem na matemática, bem como as suas características comuns e será igualmente abordado o diagnóstico das dificuldades de aprendizagem na matemática. Para finalizar, focar-se-á no contributo da intervenção psicomotora nas dificuldades de aprendizagem, particularmente, no domínio da aprendizagem na matemática.; RESUMO - Estudo do impacto de metodologias específicas de Intervenção Psicomotora nas Dificuldades de Aprendizagem na Matemática : O objetivo central deste artigo é analisar o impacto da intervenção Psicomotora em crianças com Dificuldades de Aprendizagem na Matemática (DAM). A amostra foi constituída por 16 crianças com DAM...

A visualização espacial e a aprendizagem da matemática: um estudo no 1º ciclo do ensino básico

Gordo, Maria de Fátima
Fonte: Universidade Nova de Lisboa: Faculdade de Ciências e Tecnologia Publicador: Universidade Nova de Lisboa: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //1993 POR
Relevância na Pesquisa
66.38%
Dissertação de mestrado em Ciências da Educação: área de Educação e Desenvolvimento; O presente estudo insere-se na área da Educação Matemática e decorreu numa turma do 3º Ano de Escolaridade do 1º Ciclo do Ensino Básico. Pretendeu-se estudar a visualização espacial e a relação entre o desenvolvimento da visualização espacial e a construção de conceitos matemáticos nas crianças. Especificamente, a investigação teve como objectivos: a) produzir e implementar uma proposta de intervenção que desenvolvesse as capacidades de visualização espacial em alunos do 1º Ciclo do Ensino Básico; b) identificar e analisar os efeitos da implementação dessa proposta de intervenção na aprendizagem da Matemática.

O ensino e aprendizagem da matemática: um relatório reflexivo sobre a prática

Santos, Ana Lúcia Ferreira dos
Fonte: Faculdade de Ciências e Tecnologia Publicador: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.42%
Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Ensino de Matemática no 3.º ciclo do Ensino Básico e no Secundário; Esta dissertação consiste num relatório detalhado sobre a minha atividade profissional, na vertente ensino aprendizagem da matemática onde são tratados dois temas, Programas de Matemática e as Metodologias implementadas. Para clarificar de que forma a minha prática segue as diretrizes do Currículo Nacional e que tipo de metodologias implemento, apresento o relato de um percurso, da planificação à avaliação, sobre um tópico do programa de Matemática A, 11º ano. Apesar de ser um trabalho baseado na experiência pessoal, procurei fundamentação teórica num conjunto de referências onde são tratados temas como o currículo, o conhecimento matemático e as questões da didáctica em geral. Constitui um trabalho de natureza reflexiva cujo objetivo é relatar, discutir, questionar, expressar pontos de vista, exemplificando e desenvolvendo argumentos que fundamentem eventuais posições.

A importância da afectividade na aprendizagem da matemática em contexto escolar: Um estudo de caso com alunos do 8.º ano

Neves, Maria do Carmo; Escola Secundária de Gil Vicente, Lisboa; Carvalho, Carolina; Universidade de Lisboa
Fonte: ISPA - Instituto Universitário Publicador: ISPA - Instituto Universitário
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 23/11/2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.5%
Este artigo foi escrito tendo como base uma investigação realizada na sala de aula, numa escola de Lisboa, a uma turma de 8.º ano, na disciplina de Matemática. A metodologia foi qualitativa de tipo naturalista com abordagem descritiva e interpretativa. Os métodos de recolha de dados foram: observação presencial e gravação vídeo de algumas aulas; análise das respostas dos alunos a três questionários e entrevistas semi-estruturadas. Estabeleceram-se as seguintes questões de investigação: (a) Qual a relação entre dimensão afectiva e Matemática?; (b) Que elementos sustentam essa relação?; (c) Que relação existe entre a atitude dos alunos nas aulas e as suas aprendizagens em Matemática? e (d) Como envolver os alunos, emocionalmente, na aprendizagem da Matemática? Os principais resultados obtidos foram os seguintes: a actividade matemática dos alunos é influenciada pelas experiências anteriores com os professores, os colegas, os pais e a Matemática. Os alunos valorizam os professores que procuram responder às suas necessidades, brincam com eles, são simpáticos, calmos e não têm o hábito de gritar nas aulas. A relação de confiança que os alunos estabelecem, com os professores de Matemática, reflecte-se na aprendizagem dos conhecimentos matemáticos.

Qual o papel que a memória de trabalho exerce na aprendizagem da matemática?

Corso,Luciana Vellinho; Dorneles,Beatriz Vargas
Fonte: UNESP - Universidade Estadual Paulista, Pró-Reitoria de Pesquisa; Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática Publicador: UNESP - Universidade Estadual Paulista, Pró-Reitoria de Pesquisa; Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.48%
A memória de trabalho é um sistema cognitivo que apoia o desenvolvimento de várias aprendizagens, entre elas, a matemática. Discute-se, no artigo, se as dificuldades na matemática estão associadas a defasagens em componentes específicos da memória de trabalho, ou estão relacionadas a um déficit geral deste sistema, considerando o modelo de Baddeley e Hicht. Analisa-se a diversidade encontrada nos resultados das pesquisas que relacionam memória de trabalho a dificuldades na matemática, apontando justificativas para tal situação. Define-se o papel da memória de trabalho na aprendizagem da matemática, destacando-se que tal aprendizagem está diretamente ligada a outros processos cognitivos fundamentais para o bom desempenho matemático, como é o caso da velocidade de processamento e da recuperação fluente de fatos aritméticos da memória de longo prazo. O desenvolvimento de mais pesquisas relacionando memória de trabalho a dificuldades na matemática é de fundamental importância, possibilitando avanços nos processos de prevenção e intervenção.

O longo e o curto prazo na aprendizagem da matemática

Vergnaud,Gérard
Fonte: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná Publicador: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
66.34%
"Longo prazo" refere-se a uma perspectiva de desenvolvimento: entre as primeiras competências adquiridas pelas crianças pequenas, aos cinco e seis anos, e aquelas adquiridas por apenas uma parte dos adolescentes de quinze anos, numerosas etapas e processos, filiações e rupturas são observadas. "Curto prazo" refere-se a situações suscetíveis de serem utilmente propostas aos alunos em um ou outro momento de seu desenvolvimento em função das competências já adquiridas ou parcialmente adquiridas, como também ao acompanhamento que delas o professor faz para facilitar e guiar aquele processo de aquisição. As estruturas aditivas, por exemplo, fornecem diversos casos em que certa categoria de raciocínio e a escolha de uma operação de adição ou de subtração são nitidamente mais delicadas do que em outros casos. Isto exige um arranjo específico, uma ajuda significativa do adulto e, eventualmente, uma representação simbólica original. O mesmo acontece com as estruturas multiplicativas, a geometria, a álgebra, e em outros domínios, afastados da matemática, como o da moral ou da compreensão de textos. O presente artigo limita-se a esse respeito ao exemplo da aprendizagem da matemática.

Editorial - Desafios no ensino e na aprendizagem da matemática

Hamido, Gracinda; Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém; Branco, Neusa; Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém; Machado, Ricardo; Universidade Nova de Lisboa, Faculdade de Ciências e Tecnologia
Fonte: Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém Publicador: Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 07/04/2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.46%
O presente número da revista Interacções, com o tema “Desafios no Ensino e na Aprendizagem da Matemática”, tem como finalidade proporcionar uma reflexão aprofundada, através de um conjunto de textos que apresentam e trazem a debate análises de dados empíricos, e respetivos quadros de referência teóricos, no âmbito de projetos de investigação recentes ou em curso. Nos diversos trabalhos que agora se apresentam, essa reflexão é relativa quer aos processos de aprendizagem dos alunos, ou à concretização das orientações curriculares por parte dos professores, quer ao modo como é concebida e desenvolvida a formação de professores, inicial e contínua, quer ainda às abordagens institucionais da Matemática, nomeadamente através de projetos educativos.

As competências que a calculadora gráfica promove no ensino/aprendizagem da matemática: um estudo de caso numa turma do 11.º ano

Silva, Dulce; Escola Secundária Doutor Ginestal Machado Santarém; Seixas, Sónia Raquel; Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém
Fonte: Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém Publicador: Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 06/04/2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.4%
Na sociedade em constante mudança onde actualmente vivemos, o acelerado desenvolvimento científico e tecnológico exige uma nova postura da escola na formação dos alunos como cidadãos críticos, activos, esclarecidos e responsáveis, de forma a facilitar-lhes uma plena integração na sociedade. Deste modo, é fundamental a implementação em sala de aula, de mudanças e estratégias de inovação pedagógica que se reconheçam capazes de transformar a escola de modo a obter melhorias significativas na Educação, onde se inclui a integração das novas tecnologias. Sendo a calculadora gráfica de uso obrigatório na disciplina de Matemática e face às suas potencialidades educativas, no decurso do Ensino Secundário deve ser dada uma especial relevância à sua utilização em sala de aula de modo a estimular nos alunos o desenvolvimento de competências científicas e sociais. Neste sentido, visando o desenvolvimento de estratégias que conduzam a melhorias significativas no ensino/aprendizagem da Matemática pretende-se, com o presente estudo, identificar as competências desenvolvidas pela utilização desta ferramenta pedagógica. O estudo incidiu sobre os vinte e dois alunos que constituem uma turma do 11.º ano de escolaridade...

Caminhos para a inclusão na aprendizagem da matemática: Dois estudantes Surdos no 12.º ano de escolaridade do ensino regular

Borges, Inês; César, Margarida
Fonte: Secção Portuguesa da AFIRSE Publicador: Secção Portuguesa da AFIRSE
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.47%
O aumento da multiculturalidade e abertura das escolas portuguesas do ensino regular a alunos categorizados como apresentando necessidades educativas especiais (NEE) trouxe novos desafios aos agentes educativos (César, 2009; César & Oliveira, 2005). Espera-se que os professores dinamizem o currículo de forma adequada às características, interesses e necessidades dos alunos (César, 2003; César & Santos, 2006). Apesar das alterações legislativas que acompanham e incentivam estas mudanças (ME, 1991, 2008; UNESCO, 1994), os alunos categorizados como apresentando NEE ainda vivenciam barreiras na Escola (Rodrigues, 2003). Adaptar o currículo às particularidades de cada aluno é mais urgente na disciplina de matemática onde os fenómenos de insucesso académico e rejeição são muito frequentes (Abrantes, 1994; César & Kumpulainen, 2009; Oliveira, 2006). A importância atribuída à comunicação matemática (Abrantes, Serrazina, & Oliveira, 1999; NCTM, 2007) ilumina a premência da procura de suportes comunicacionais comuns que permitam aprendizagens com atribuição de sentidos (Bakhtin, 1929/1981). Mais ainda se se incluem Surdos, cujas características comunicacionais são muito particulares (Borges, 2009; Freire, 2006; Melro...

Potenciar a utilização de recursos no ensino e aprendizagem da matemática a partir da reflexão sobre a acção

Vieira, Celina Tenreiro; Universidade de Aveiro
Fonte: MTM/PPGECT/CFM/UFSC Publicador: MTM/PPGECT/CFM/UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2009 POR
Relevância na Pesquisa
66.44%
http://dx.doi.org/10.5007/1981-1322.2009v4n1p39Assumindo que na formação de professores de matemática, os recursos em contexto das práticas, devem ser um foco de atenção, no presente artigo foca-se o trabalho desenvolvido com professores envolvidos no Programa de Formação Contínua em Matemática para Professores do 1º Ciclo do Ensino Básico Português. Neste contexto, a ênfase na dimensão dos recursos orientou-se, sobretudo, para a problematização e reflexão sobre recursos usados pelos professores na aula de matemática. Decorrente desse processo de reflexão partilhada, perspectivaram-se outros modos de exploração de tais recursos, no contexto do ensino e aprendizagem da matemática, para promover a sua eficácia didáctica.; Assuming that in mathematics teacher education the resources in the classroom learning and teaching context must be a focus of attention, the present article describes the work developed with primary teachers involved in one Mathematics Inservice Teacher Education Programme. In this context, the emphasis on resources was oriented to interrogate resources and their use in school mathematics practice. Based on teachers’ use of resources in their mathematics classroom, we reflect and delineate ways to explore the resources in the context of mathematical teaching and learning in order to promote their didactical effectiveness.

Aprendizagem da matemática: Proposta de avaliação de dificuldades específicas na adição e subtracção no 1.º Ciclo do Ensino Básico

Almeida,Ana Maria Baptista; Almeida,Leandro S.
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1998 PT
Relevância na Pesquisa
66.42%
Este artigo apresenta os resultados de um estudo sobre adição e subtracção que incidiu sobre a aprendizagem da matemática no 1.º Ciclo do Ensino Básico. O estudo a que este artigo se reporta, aborda as competências de adição e de subtracção, avaliando-as através de um instrumento construido com base em modelos da aprendizagem postulados pelas teorias piagetiana e cognitiva. A amostra foi constituída por 54 crianças com idades compreendidas entre os 7 e os 10 anos (2.º e 4.º anos de escolaridade) de escolas do distrito do Porto. O instrumento de avaliação está organizado em dois níveis de dificuldade (Nível 1 Nível 2), de acordo com o nível de escolarização das crianças. Ambos os níveis de teste incluem diversos sub-testes, por exemplo contagem, cálculo e resolução de problemas. Os resultados confirmam alguns dados teóricos e empíricos relativos ao ensino e à aprendizagem da matemática. Assim, enquanto que as crianças mais jovens usam mais estratégias manipulativas e o recurso a materiais concretos, as mais velhas adoptam sobretudo estratégias mentais. Estas crianças distin-guem-se igualmente no facto das mais jovens serem induzidas, na escolha das estratégias a adoptar, pelas características semânticas do enunciado do problema...

A importância da afectividade na aprendizagem da matemática em contexto escolar: Um estudo de caso com alunos do 8.º ano

Neves,Maria do Carmo; Carvalho,Carolina
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2006 PT
Relevância na Pesquisa
66.5%
Este artigo foi escrito tendo como base uma investigação realizada na sala de aula, numa escola de Lisboa, a uma turma de 8.º ano, na disciplina de Matemática. A metodologia foi qualitativa de tipo naturalista com abordagem descritiva e interpretativa. Os métodos de recolha de dados foram: observação presencial e gravação vídeo de algumas aulas; análise das respostas dos alunos a três questionários e entrevistas semi-estruturadas. Estabeleceram-se as seguintes questões de investigação: (a) Qual a relação entre dimensão afectiva e Matemática?; (b) Que elementos sustentam essa relação?; (c) Que relação existe entre a atitude dos alunos nas aulas e as suas aprendizagens em Matemática? e (d) Como envolver os alunos, emocionalmente, na aprendizagem da Matemática? Os principais resultados obtidos foram os seguintes: a actividade matemática dos alunos é influenciada pelas experiências anteriores com os professores, os colegas, os pais e a Matemática. Os alunos valorizam os professores que procuram responder às suas necessidades, brincam com eles, são simpáticos, calmos e não têm o hábito de gritar nas aulas. A relação de confiança que os alunos estabelecem, com os professores de Matemática, reflecte-se na aprendizagem dos conhecimentos matemáticos.