Página 1 dos resultados de 72 itens digitais encontrados em 0.030 segundos

Aplicação da teoria de conjuntos Fuzzy a problemas da biomedicina; Application of Fuzzy Sets Theory to Problems of Biomedicine

Ortega, Neli Regina de Siqueira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 24/05/2001 PT
Relevância na Pesquisa
55.93%
Sistemas biológicos, médicos e epidêmicos apresentam vários tipos de incertezas inerentes aos seus processos. Muitas dessas incertezas tem sido tratadas de forma eficiente com modelos estatísticos e Bayesianos. Todavia, essas áreas ainda carecem de estruturas matemáticas que possibilitem o tratamento das incertezas não-estatísticas típicas de alguns desses sistemas. Além disso, a utilização de termos linguísticos para expressar uantitativamente as variáveis é muito comum em algumas dessas áreas. Assim, devido às suas características, a lógica fuzzy se apresenta como uma teoria adequada para tratar alguns desses problemas. O objetivo dessa tese foi desenvolver aplicações da teoria de conjuntos fuzzy a problemas da biomedicina. O nosso desafio foi propor caminhos, buscar maneiras, de realizar uma junção efetiva dessa teoria com as ´áreas citadas, principalmente a epidemiologia. Foram elaborados oito trabalhos, onde vários aspectos dessa teoria foram abordados, tais como: modelos linguísticos fuzzy estáticos e dinâmicos, processos de decisão fuzzy, probabilidade de eventos fuzzy, relações fuzzy e a utilização do princípio de extensão na construção de regras fuzzy. Concluímos que a teoria de conjuntos fuzzy pode auxiliar no tratamento de muitos problemas de cunho epidemiológico...

Analise de tabelas de contingencia 2x2 : aplicações a epidemiologia

KJulia Maria Pavan
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/11/1987 PT
Relevância na Pesquisa
56.03%
É realizada uma revisão da teoria estatística apropriada para análise de tabelas de contingência 2x2, dando ênfase à aplicação destes resultados a dados gerados de estudos epidemiológicos. O desenvolvimento teórico explora a noção de condicionar a distribuição da estatística do teste em uma estatística ancilar, o que implica na tão polêmica análise de tabelas de contingência usando marginais fixadas. São apresentadas também outras formulações te6ricas como a revisão de vários procedimentos de estimação pontual ou por intervalo do parâmetro razão de produtos cruzados através de expressões exatas empregando métodos numéricos (CornField, 1956) ou expressões aproximadas (Cox, 1958; Gart, 1962.; Wolf, 1954), considerando métodos condicionais ou não condicionais. A quantidade razão de produto: cruzados se destaca como uma medida de associação superando outras quantidades devido a suas propriedades estatísticas e de aplicações. Três exemplos da área aplicada à Epidemiologia são desenvolvidos caracterizando cada tipo de estudo observacional prospectivo, retrospectivo e transversal e analisando criticamente os intervalos de confiança calculados; Not informed

Modelos de inferência causal: análise crítica da utilização da estatística na epidemiologia

Czeresnia,Dina; Albuquerque,Maria de Fátima Militão de
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/1995 PT
Relevância na Pesquisa
45.94%
Discute-se a base de construção do conceito de risco, a partir da descrição do modelo de inferência causal de Rubin, desenvolvido no âmbito da estatística aplicada, e incorporado por uma vertente da epidemiologia. A apresentação das premissas da inferência causal torna visível as passagens lógicas assumidas na construção do conceito de risco, permitindo entendê-lo "por dentro". Esta vertente tenta demonstrar que a estatística é capaz de inferir causalidade ao invés de simplesmente evidenciar associações estatísticas, estimando em um modelo o que é definido como o efeito de uma causa. A partir desta distinção entre procedimentos de inferência causal e de associação, busca-se distinguir também o que seria a dimensão epidemiológica dos conceitos, em contrapartida a uma dimensão simplesmente estatística. Nesse contexto, a abordagem dos conceitos de interação e confusão toma-se mais complexa. Busca-se apontar as reduções que se operam nas passagens da construção metodológica do risco. Tanto no contexto de inferências individuais, quanto populacionais, esta construção metodológica impõe limites que precisam ser considerados nas aplicações teóricas e práticas da epidemiologia.

Validade científica de conhecimento epidemiológico gerado com base no estudo Saúde Bucal Brasil 2003

Narvai,Paulo Capel; Antunes,José Leopoldo Ferreira; Moysés,Samuel Jorge; Frazão,Paulo; Peres,Marco Aurélio; Peres,Karen Glazer; Sousa,Maria da Luz Rosário de; Roncalli,Angelo Giuseppe
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2010 PT
Relevância na Pesquisa
65.87%
Problematiza-se a afirmação de que não são válidas as estimativas sobre as condições de saúde bucal da população brasileira geradas pelo SB Brasil 2003. Criticam-se os elementos que pretendem sustentar esse ponto de vista com base apenas em conceitos estatísticos, sem prova empírica. Identificam-se reduções decorrentes da abordagem epistemocêntrica que recusa peremptoriamente outras formas de conhecimento e não reconhece o caráter multidisciplinar da epidemiologia. Reconstituem-se informações sobre a realização do levantamento e seu impacto na produção de conhecimento. Faz-se uma analogia entre ciência e arte, argumentando-se que, nas imagens obtidas por ambas, os saberes gerados a partir do objeto cognoscível assumem feições variadas e, portanto, o reconhecimento de sua validade requer amplo domínio do objeto e operações com adequados critérios de valor. Conclui-se pela cientificidade, validade e relevância da produção acadêmica desenvolvida a partir da base de dados do levantamento SB Brasil 2003.

Epidemiologia translacional: algumas considerações

Szklo,Moyses
Fonte: Secretaria de Vigilância em Saúde - Ministério da Saúde do Brasil Publicador: Secretaria de Vigilância em Saúde - Ministério da Saúde do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
76%
Após revisitar algumas contribuições históricas da epidemiologia translacional (EpiTrans), descreve-se um possível processo de tradução e implementação de políticas públicas, programas ou intervenções baseado em níveis de evidência. A seguir, discutem-se duas estratégias da EpiTrans - análise de decisão e análise de sensibilidade -, que têm como finalidade apoiar o processo decisório quando diferentes opções programáticas são consideradas. Conceitos relevantes à EpiTrans são a seguir discutidos, a saber, o papel na Saúde Pública de associações resultantes de confundimento, a superioridade do modelo aditivo para a EpiTrans e as interpretações possíveis dos conceitos de homogeneidade e heterogeneidade de resultados de estudos epidemiológicos, dos quais depende a tradução de conhecimentos. Finalmente, as principais diferenças entre a EpiTrans e a epidemiologia acadêmica são sumarizadas.

Conceitos e aplicações da epidemiologia

Boing, Antonio Fernando; d’Orsi, Eleonora; Reibnitz, Calvino
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Publicado em // PT_BR
Relevância na Pesquisa
86.21%
Este objeto de aprendizagem conceitua epidemiologia segundo Rouquayrol & Goldbaum e em seu sentido semântico. Na sequência faz uma explanação sobre a evolução da epidemiologia no contexto histórico com destaque para seus principais personagens. Fala que as principais áreas de conhecimento dos métodos e técnicas congregados na epidemiologia são a Estatística, Ciências da Saúde e Ciências Sociais; destaca que a Epidemiologia tem como premissa básica o entendimento de que os eventos relacionados à saúde, que por meio dela é possível conhecer a situação de saúde da comunidade e que ela tem três grande aplicações: Descrever as condições de saúde da população, Identificar quais são os fatores determinantes da situação de saúde e Avaliar o impacto das ações e políticas de saúde. Por último, este objeto estabelece quais os principais aspectos que diferenciam a epidemiologia da clinica. Unidade 1 do módulo 3 que compõe o Curso de Especialização em Saúde da Família.

Epidemiologia e sua importância para a sociedade

Boing, Antonio Fernando; d’Orsi, Eleonora; Reibnitz Júnior, Calvino
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Publicado em // PT_BR
Relevância na Pesquisa
55.89%
O vídeo apresenta os conceitos básicos e os principais usos e aplicações da Epidemiologia. Os conceitos de incidência e prevalência, importantes medidas de ocorrência de doenças. Vídeo 1 do módulo 3 que compõe o Curso de Especialização em Saúde da Família.

Epidemiologia

Boing, Antonio Fernando; d’Orsi, Eleonora; Júnior, Calvino Reibnitz
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Publicado em // PT_BR
Relevância na Pesquisa
55.97%
O objetivo deste módulo foi motivar e instrumentalizar você para utilizar os conceitos e ferramentas da Epidemiologia no desenvolvimento de suas atividades na Unidade de Saúde e junto à comunidade. Por isso, você conheceu os conceitos básicos e os principais usos e aplicações da Epidemiologia. Além disso, você estudou a respeito: dos conceitos de incidência e prevalência (importantes medidas de ocorrência de doenças e eventos relacionados à saúde); de alguns dos principais indicadores de saúde que podem ser utilizados na sua prática diária como profissional da saúde; e de como são calculados e interpretados os indicadores de mortalidade geral, proporcional, infantil e materna. Por fim, conhecemos alguns dos principais Sistemas de Informações em Saúde do Brasil, suas características, quais indicadores de saúde eles produzem e aprendemos a acessar seus dados através da internet. Esperamos que você tenha aprendido que uma base de dados atualizada e bem estruturada provê aos profissionais de saúde suporte para o planejamento e a avaliação de ações e políticas, além de ser uma importante ferramenta de cidadania e um mecanismo de participação popular. A partir desses conhecimentos você poderá construir diversos indicadores de saúde que deverão ser incorporados pelas Equipes de Saúde da Família e pelos Núcleos de Apoio à Saúde da Família para o planejamento local e para a avaliação de ações e políticas de saúde.

Validade científica de conhecimento epidemiológico gerado com base no estudo Saúde Bucal Brasil 2003; Scientifi c validity of epidemiological knowledge based on data from the Brazilian Oral Health Survey (SB Brazil 2003)

Antunes, José Leopoldo Ferreira; Moysés, Samuel Jorge; Frazão, Paulo; Peres, Marco Aurélio; Peres, Karen Glazer; Souza, Maria da Luz Rosário de; Roncalli, Angelo Guiseppe
Fonte: Caderno de saúde pública Publicador: Caderno de saúde pública
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
65.87%
NARVAI, Paulo Capel et al. Validade científi ca de conhecimento epidemiológico gerado com base no estudo Saúde Bucal Brasil 2003. Caderno de saúde pública, Rio de Janeiro, v. 26, n. 4, p. 647-670, abr. 2010.; Indicators and analyses that used the database from SB Brazil 2003 (the most recent nationwide oral health survey) have been criticized as unreliable due to sampling problems. The current study countered that this critique was based solely on statistical concepts, unsupported by empirical evidence. The critique’s essentially epistemic approach leads to peremptory reductionism that denies other forms of knowledge and fails to recognize the multidisciplinary nature of epidemiology. The current study retrieves information on the implementation of the oral health survey and its impact on knowledge output in the field. The article draws an analogy between science and art, demonstrating the multifaceted images obtained by both. Thus, recognition of validity requires a full grasp of the field and appropriate use of value criteria. The current article concludes that use of the SB Brazil 2003 database is a reliable and relevant application of epidemiology to oral health. Resumo: Problematiza-se a afirmação de que não são válidas as estimativas sobre as condições de saúde bucal da população brasileira geradas pelo SB Brasil 2003. Criticam-se os elementos que pretendem sustentar esse ponto de vista com base apenas em conceitos estatísticos...

Epidemiologia e Serviços de Saúde: a trajetória da revista do Sistema Único de Saúde do Brasil

Garcia,Leila Posenato; Duarte,Elisete
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2015 PT
Relevância na Pesquisa
56.03%
Resumo A Epidemiologia e Serviços de Saúde – Revista do Sistema Único de Saúde do Brasil (RESS) é um periódico científico editado pelo Ministério da Saúde. Continuação do Informe Epidemiológico do SUS (IESUS), de 1992. Passou a denominar-se Epidemiologia e Serviços de Saúde em 2003. A RESS privilegia a epidemiologia nos serviços de saúde. Sua missão é difundir o conhecimento epidemiológico aplicável às ações de vigilância, prevenção e controle de doenças e agravos de interesse da saúde pública, visando ao aprimoramento dos serviços oferecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O artigo descreve a trajetória da RESS, desde sua criação como IESUS, até sua consolidação como importante periódico científico brasileiro da área da saúde coletiva. São destacadas inciativas que contribuíram para o desenvolvimento do periódico, a exemplo da revisão e implementação de seu plano de fortalecimento, da ampliação de seu corpo editorial, da realização de ações voltadas à promoção da integridade na publicação...

Validade científica de conhecimento epidemiológico gerado com base no estudo Saúde Bucal Brasil 2003; Scientific validity of epidemiological knowledge based on data from the Brazilian Oral Health Survey (SB Brazil 2003)

NARVAI, Paulo Capel; ANTUNES, José Leopoldo Ferreira; MOYSÉS, Samuel Jorge; FRAZÃO, Paulo; PERES, Marco Aurélio; PERES, Karen Glazer; SOUSA, Maria da Luz Rosário de; RONCALLI, Angelo Giuseppe
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
65.87%
Problematiza-se a afirmação de que não são válidas as estimativas sobre as condições de saúde bucal da população brasileira geradas pelo SB Brasil 2003. Criticam-se os elementos que pretendem sustentar esse ponto de vista com base apenas em conceitos estatísticos, sem prova empírica. Identificam-se reduções decorrentes da abordagem epistemocêntrica que recusa peremptoriamente outras formas de conhecimento e não reconhece o caráter multidisciplinar da epidemiologia. Reconstituem-se informações sobre a realização do levantamento e seu impacto na produção de conhecimento. Faz-se uma analogia entre ciência e arte, argumentando-se que, nas imagens obtidas por ambas, os saberes gerados a partir do objeto cognoscível assumem feições variadas e, portanto, o reconhecimento de sua validade requer amplo domínio do objeto e operações com adequados critérios de valor. Conclui-se pela cientificidade, validade e relevância da produção acadêmica desenvolvida a partir da base de dados do levantamento SB Brasil 2003.; Indicators and analyses that used the database from SB Brazil 2003 (the most recent nationwide oral health survey) have been criticized as unreliable due to sampling problems. The current study countered that this critique was based solely on statistical concepts...

Validade científica de conhecimento epidemiológico gerado com base no estudo Saúde Bucal Brasil 2003

NARVAI, Paulo Capel; ANTUNES, José Leopoldo Ferreira; MOYSÉS, Samuel Jorge; FRAZÃO, Paulo; PERES, Marco Aurélio; PERES, Karen Glazer; SOUSA, Maria da Luz Rosário de; RONCALLI, Angelo Giuseppe
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
65.87%
Problematiza-se a afirmação de que não são válidas as estimativas sobre as condições de saúde bucal da população brasileira geradas pelo SB Brasil 2003. Criticam-se os elementos que pretendem sustentar esse ponto de vista com base apenas em conceitos estatísticos, sem prova empírica. Identificam-se reduções decorrentes da abordagem epistemocêntrica que recusa peremptoriamente outras formas de conhecimento e não reconhece o caráter multidisciplinar da epidemiologia. Reconstituem-se informações sobre a realização do levantamento e seu impacto na produção de conhecimento. Faz-se uma analogia entre ciência e arte, argumentando-se que, nas imagens obtidas por ambas, os saberes gerados a partir do objeto cognoscível assumem feições variadas e, portanto, o reconhecimento de sua validade requer amplo domínio do objeto e operações com adequados critérios de valor. Conclui-se pela cientificidade, validade e relevância da produção acadêmica desenvolvida a partir da base de dados do levantamento SB Brasil 2003.; Indicators and analyses that used the database from SB Brazil 2003 (the most recent nationwide oral health survey) have been criticized as unreliable due to sampling problems. The current study countered that this critique was based solely on statistical concepts...

Epidemiologia

Boing, Antonio Fernando; d’Orsi, Eleonora; Júnior, Calvino Reibnitz
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Tipo: Texto Formato: Módulo de Epidemiologia do curso de especialização multiprofissional em saúde da família. Arquivo em pdf com 84 páginas.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
56%
O objetivo deste módulo foi motivar e instrumentalizar você para utilizar os conceitos e ferramentas da Epidemiologia no desenvolvimento de suas atividades na Unidade de Saúde e junto à comunidade. Por isso, você conheceu os conceitos básicos e os principais usos e aplicações da Epidemiologia. Além disso, você estudou a respeito: dos conceitos de incidência e prevalência (importantes medidas de ocorrência de doenças e eventos relacionados à saúde); de alguns dos principais indicadores de saúde que podem ser utilizados na sua prática diária como profissional da saúde; e de como são calculados e interpretados os indicadores de mortalidade geral, proporcional, infantil e materna. Por fim, conhecemos alguns dos principais Sistemas de Informações em Saúde do Brasil, suas características, quais indicadores de saúde eles produzem e aprendemos a acessar seus dados através da internet. Esperamos que você tenha aprendido que uma base de dados atualizada e bem estruturada provê aos profissionais de saúde suporte para o planejamento e a avaliação de ações e políticas, além de ser uma importante ferramenta de cidadania e um mecanismo de participação popular. A partir desses conhecimentos você poderá construir diversos indicadores de saúde que deverão ser incorporados pelas Equipes de Saúde da Família e pelos Núcleos de Apoio à Saúde da Família para o planejamento local e para a avaliação de ações e políticas de saúde.; 1.0; Ministério da Saúde/OPAS/OMS

Epidemiologia e sua importância para a sociedade

Boing, Antonio Fernando; d’Orsi, Eleonora; Reibnitz Júnior, Calvino
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Formato: Vídeo em cores com áudio. Vídeo 1 do módulo 3 que compõe o Curso de Especialização em Saúde da Família.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
55.96%
O vídeo apresenta os conceitos básicos e os principais usos e aplicações da Epidemiologia. Os conceitos de incidência e prevalência, importantes medidas de ocorrência de doenças. Vídeo 1 do módulo 3 que compõe o Curso de Especialização em Saúde da Família.; 1.0; Ministério da Saúdes/OPAS/OMS

Conceitos e aplicações da epidemiologia

Boing, Antonio Fernando; d’Orsi, Eleonora; Reibnitz, Calvino
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Formato: Unidade 1 do módulo 3 que compõe o Curso de Especialização em Saúde da Família. Arquivo .zip contendo página html com recursos de texto, imagens e animações em flash.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
86.22%
Este objeto de aprendizagem conceitua epidemiologia segundo Rouquayrol & Goldbaum e em seu sentido semântico. Na sequência faz uma explanação sobre a evolução da epidemiologia no contexto histórico com destaque para seus principais personagens. Fala que as principais áreas de conhecimento dos métodos e técnicas congregados na epidemiologia são a Estatística, Ciências da Saúde e Ciências Sociais; destaca que a Epidemiologia tem como premissa básica o entendimento de que os eventos relacionados à saúde, que por meio dela é possível conhecer a situação de saúde da comunidade e que ela tem três grande aplicações: Descrever as condições de saúde da população, Identificar quais são os fatores determinantes da situação de saúde e Avaliar o impacto das ações e políticas de saúde. Por último, este objeto estabelece quais os principais aspectos que diferenciam a epidemiologia da clinica. Unidade 1 do módulo 3 que compõe o Curso de Especialização em Saúde da Família.; 1.0; Ministério da Saúdes/OPAS/OMS

Progresso da ferrugem e da cercosporiose em cafeeiro (coffea arabica l.) Com diferentes épocas de início e parcelamentos da fertirrigação

Talamini,Viviane; Pozza,Edson Ampélio; Souza,Paulo Estevão de; Silva,Antonio Marciano da
Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2003 PT
Relevância na Pesquisa
55.97%
Avaliações da incidência da ferrugem (Hemileia vastatrix Berk. & Br.) e da cercosporiose (Cercospora coffeicola Berk. & Cooke) foram realizadas em experimento com a cultura do café cultivar 'Catuai', com 12 anos de cultivo. Os objetivos foram avaliar o efeito da irrigação e da fertirrigação na incidência da ferrugem e da cercosporiose, analisar a curva de progresso dessas doenças e sua correlação com as variáveis climáticas. O delineamento experimental foi o de blocos ao acaso, com 4 tratamentos de diferentes parcelamentos de adubação (1: 12 aplicações manuais, 2: 12 aplicações via fertirrigação, 3: 24 aplicações fertirrigado, 4: 36 aplicações fertirrigado). As parcelas foram divididas em 3 subparcelas com diferentes épocas de início de irrigação (subparcelas A: 1º de junho, B: 15 de julho, C: 1º de setembro) e 2 tratamentos adicionais (testemunhas): tratamento adicional 1- fertirrigação parcelada em 4 vezes e não irrigado; tratamento adicional 2- adubação convencional, não irrigado. Observou-se a incidência de ambas as doenças em 6 folhas por planta a cada 14 dias durante o período de 21 de março de 1998 a 6 de fevereiro de 1999. Calculou-se a área abaixo da curva de progresso da doença (AACPD)...

Uso da análise de séries temporais em estudos epidemiológicos

Antunes,José Leopoldo Ferreira; Cardoso,Maria Regina Alves
Fonte: Ministério da Saúde do Brasil Publicador: Ministério da Saúde do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2015 PT
Relevância na Pesquisa
65.75%
Esse artigo visa introduzir e cativar o interesse sobre a análise de séries temporais em estudos epidemiológicos. São descritos aspectos conceituais desse tipo de análise e sistematizadas indicações metodológicas. Foram definidos os principais conceitos da análise de séries temporais (tendência, variação cíclica e sazonal, associação e variação aleatória), e operacionalizada sua aplicação epidemiológica. Foram apresentados os métodos para avaliação da tendência (porcentagem de modificação anual), baseados em modelos de regressão de Prais-Winsten, e para quantificação da variação sazonal, segundo o modelo de Serfling. Foi, ainda, introduzida a modalidade de análise de regressão segmentada para séries temporais interrompidas, como estratégia de avaliação do efeito de intervenções em saúde.

Epidemiologia translacional: algumas considerações

Szklo,Moyses
Fonte: Ministério da Saúde do Brasil Publicador: Ministério da Saúde do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
76%
Após revisitar algumas contribuições históricas da epidemiologia translacional (EpiTrans), descreve-se um possível processo de tradução e implementação de políticas públicas, programas ou intervenções baseado em níveis de evidência. A seguir, discutem-se duas estratégias da EpiTrans - análise de decisão e análise de sensibilidade -, que têm como finalidade apoiar o processo decisório quando diferentes opções programáticas são consideradas. Conceitos relevantes à EpiTrans são a seguir discutidos, a saber, o papel na Saúde Pública de associações resultantes de confundimento, a superioridade do modelo aditivo para a EpiTrans e as interpretações possíveis dos conceitos de homogeneidade e heterogeneidade de resultados de estudos epidemiológicos, dos quais depende a tradução de conhecimentos. Finalmente, as principais diferenças entre a EpiTrans e a epidemiologia acadêmica são sumarizadas.

Validade científica de conhecimento epidemiológico gerado com base no estudo Saúde Bucal Brasil 2003

Narvai,Paulo Capel; Antunes,José Leopoldo Ferreira; Moysés,Samuel Jorge; Frazão,Paulo; Peres,Marco Aurélio; Peres,Karen Glazer; Sousa,Maria da Luz Rosário de; Roncalli,Angelo Giuseppe
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2010 PT
Relevância na Pesquisa
65.87%
Problematiza-se a afirmação de que não são válidas as estimativas sobre as condições de saúde bucal da população brasileira geradas pelo SB Brasil 2003. Criticam-se os elementos que pretendem sustentar esse ponto de vista com base apenas em conceitos estatísticos, sem prova empírica. Identificam-se reduções decorrentes da abordagem epistemocêntrica que recusa peremptoriamente outras formas de conhecimento e não reconhece o caráter multidisciplinar da epidemiologia. Reconstituem-se informações sobre a realização do levantamento e seu impacto na produção de conhecimento. Faz-se uma analogia entre ciência e arte, argumentando-se que, nas imagens obtidas por ambas, os saberes gerados a partir do objeto cognoscível assumem feições variadas e, portanto, o reconhecimento de sua validade requer amplo domínio do objeto e operações com adequados critérios de valor. Conclui-se pela cientificidade, validade e relevância da produção acadêmica desenvolvida a partir da base de dados do levantamento SB Brasil 2003.

Epidemiologia e Serviços de Saúde: a trajetória da revista do Sistema Único de Saúde do Brasil

Garcia,Leila Posenato; Duarte,Elisete
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2015 PT
Relevância na Pesquisa
56.03%
Resumo A Epidemiologia e Serviços de Saúde – Revista do Sistema Único de Saúde do Brasil (RESS) é um periódico científico editado pelo Ministério da Saúde. Continuação do Informe Epidemiológico do SUS (IESUS), de 1992. Passou a denominar-se Epidemiologia e Serviços de Saúde em 2003. A RESS privilegia a epidemiologia nos serviços de saúde. Sua missão é difundir o conhecimento epidemiológico aplicável às ações de vigilância, prevenção e controle de doenças e agravos de interesse da saúde pública, visando ao aprimoramento dos serviços oferecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O artigo descreve a trajetória da RESS, desde sua criação como IESUS, até sua consolidação como importante periódico científico brasileiro da área da saúde coletiva. São destacadas inciativas que contribuíram para o desenvolvimento do periódico, a exemplo da revisão e implementação de seu plano de fortalecimento, da ampliação de seu corpo editorial, da realização de ações voltadas à promoção da integridade na publicação...