Página 1 dos resultados de 666 itens digitais encontrados em 0.038 segundos

Relatório Científico-Pedagógico da disciplina de Antropologia da Educação

Vieira, Ricardo
Fonte: Instituto Politécnico de Leiria Publicador: Instituto Politécnico de Leiria
Tipo: Outros
Publicado em //2004 POR
Relevância na Pesquisa
66.03%
Relatório apresentado nos termos do art.º 9.º, n.º 1, alínea a) do Decreto n.º 301/72 de 14 de Agosto e de acordo com o n.º 6, alínea a), do regulamento das provas de agregação da Summa Scientífica do ISCTE, publicado em DR. II (183) de 7-8-1999 para provas para a obtenção do título de Agregado do Grupo XV de Disciplinas de Antropologia, ISCTE – Instituto Superior de Ciências do Trabalho e Empresa, Lisboa; Este Relatório está dividido em quatro partes: 1. Na primeira, “Antropologia da Educação: conceito e contexto”, traço um breve historial da Antropologia da Educação em Geral e em Portugal e no ISCTE em particular. 2. Na segunda, “Aulas e Seminários”, apresenta-se o programa proposto, com os seus objectivos, conteúdos e avaliação, em versão sintética e detalhada e apresentam-se de forma mais pormenorizada as 12 aulas e seminários previstos, de acordo com a seguinte estrutura: textos de base, objectivos, palavras-chave, desenvolvimento, referências bibliográficas e bibliografia complementar. 3. Na terceira parte surgem as opções pedagógicas, incluindo a bibliografia geral – que exclui as referências bibliográficas e bibliografia complementar apresentadas no final de cada aula – e os critérios e parâmetros de avaliação. 4. Finalmente...

O vestido azul: educação e música na infância - ressonâncias antropológicas; The blue dress: education and music in the childhood: anthropological considerations

Espíndola, Luz Marina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/03/2010 PT
Relevância na Pesquisa
75.84%
Trata-se de dissertação de mestrado que pretende aprofundar a reflexão sobre a música e a educação na infância. Nesse sentido, não se trata de inventariar metodologias do ensino musical ou considerações de caráter técnico-musical para aplicações didáticas, mas a possibilidade de uma educação da infância que tenha como objetivo o encontro entre professor e aluno, a busca de auto-conhecimento e a expressão, através da música. A autora coloca no primeiro capítulo, Parte A, uma abordagem antropológica da música, pensando-se na universalidade dos sons humanos que se ouve e se produz, sugerindo o conceito Fundamentos sonoros do ser para distinguir a música enquanto som, não restringindo-se à canção ou teoria musical. A partir desses fundamentos, coloca-se a Paisagem sonora, enquanto sons que rodeiam o ser humano, distinguindo-se duas qualidades que a constitui, a paisagem sonora natural e a cultural, e a conversão semiótica das paisagens, como um exercício de reconstruir e ressignificar o mundo. Questiona-se a paisagem sonora contemporânea e a importância do resgate mitico no Prelúdio, rumo ao oceano. Para assim, adentrar-se na relação do mito com a música, no Refrão, Música Oceânica, em que se apresenta o conceito da música profunda que habita o ser humano e que o entrelaça na relação pedagógica. Na segunda parte...

O papel da escuta construída culturalmente nos processos de aprendizado e desenvolvimento musical da criança; The role of cultural listening in the process of musical learning and development of the child.

Silva, Marili Macruz Ferreira da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/10/2011 PT
Relevância na Pesquisa
75.83%
A presente dissertação toma como objeto a escuta construída culturalmente elaborada conceitualmente a partir da concepção de escuta cultural proposta por Pierre Schaeffer , a fim de analisar seu papel e contribuição na aprendizagem e desenvolvimento musical de crianças de uma escola da cidade de São Paulo. O processo investigativo foi conduzido pela professora de música dos alunos observados, que, desempenhou o papel de observadora participante da investigação qualitativa. A pesquisa de campo sustentou-se em formulações teóricas de autores das áreas da Música, da Antropologia, da Educação e da Educação Musical, e na realização de entrevistas e questionário dirigidos às crianças. Foram investigados os elementos musicais extra e intra-classe/escola, presentes na construção do repertório de escuta de uma criança de sete anos e dos alunos de 5º ano do ensino Fundamental e realizadas a análise e interpretação de situações de aula, associadas ao objeto de estudo. Os resultados demonstram que a escuta construída culturalmente é elemento fundamental dos processos de aprendizado e desenvolvimento musical, servindo de referência ao professor, enquanto mediador, e à participação consciente da criança em seus próprios processos de aprendizagem musical. Conclui-se que o objetivo inicial de analisar e interpretar a participação e a contribuição da escuta construída culturalmente nos processos de educação musical de alunos de seis a dez anos de uma escola particular da cidade de São Paulo tenha sido alcançado.; The objective of this dissertation was to analyze the role and contribution of the cultural listening developed conceptually from the concept proposed by Pierre Schaeffer in the process of musical learning and development of children from a school in the city of São Paulo. The investigative process was conducted by the music teacher of the observed children...

O World Café e o aprendizado pelo diálogo: limites e possibilidades de um território de sentidos no processo de formação: "diagnóstico socioambiental na APA Embu Verde: educação ambiental para a sustentabilidade na bacia do Rio Cotia", Embu das Artes, SP; The World Café and the learning process through dialogue: limits and possibilities of a territory of meanings at the educational project: APA Embu Verde social and environmental diagnosis: environmental education to sustainability at Cotia river watershed, Embu das Artes, SP, Brazil

Fernandes, Maria Eugênia Seixas de Arruda Camargo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/06/2015 PT
Relevância na Pesquisa
85.97%
A pesquisa em questão pretendeu compreender o processo de construção de um território dos sentidos através do diálogo, no âmbito de um projeto de Educação Ambiental. Buscou-se investigar as relações de pertencimento e vínculo que se estabelecem entre os sujeitos e o ambiente da APA Embu-Verde através de um processo de diálogo e criação coletiva para uma leitura de mundo (FREIRE, 1996). Situada na região metropolitana de São Paulo, no município de Embu das Artes, a APA (Área de Proteção Ambiental) Embu-Verde é uma unidade de conservação criada pela Lei municipal n. 108/ 2008 (EMBU DAS ARTES, 2008). A pesquisa está inserida num projeto mais amplo de Diagnóstico Socioambiental da APA Embu- Verde, aprovado com recursos do FEHIDRO (Fundo Estadual de Recursos Hídricos) que envolve uma série de atores e instituições incluindo poder público, sociedade civil e Universidade de São Paulo. Neste contexto utilizou-se uma metodologia inovadora para a prática do diálogo The World Café (BROWN, 2001) que faz parte de um conjunto de metodologias intitulada Art of Hosting (Arte de anfitriar conversas significativas). Buscamos através do presente estudo responder a seguinte pergunta: Em que medida o World Café, entendido como método de diálogo pode contribuir nos processos de Educação Ambiental? Com a possibilidade de um estágio de doutorado-sanduíche nos EUA com apoio da Capes/Fulbright foi possível aprofundar o estudo sobre o World Café como método de diálogo e da abordagem do Art of Hosting no tratamento de questões complexas. Neste sentido foram realizadas 12 entrevistas com lideranças que vem utilizando tal abordagem na cidade de Columbus...

"Etnobiografias e descoberta de si: uma proposta da Antropologia da Educação para a formação de professores para a diversidade cultural

Vieira,Ricardo
Fonte: UNICAMP - Faculdade de Educação Publicador: UNICAMP - Faculdade de Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
106.03%
Consideramos a Antropologia da Educação como estudo dos processos educativos, seja na escola, na família, na rua ou na trajectória social dos indivíduos e seu papel na (re)construção das identidades pessoais. A partir de pesquisas realizadas em Portugal, procuro mostrar como as etnobiografias são um caminho privilegiado para entender as pessoas como resultado de uma bricolagem identitária e como são, também, meios de (auto)formação. Exploro as potencialidades das entrevistas etnobiográficas e grupais, na racionalização das experiências passadas, para a Antropologia da Educação na formação para a diversidade cultural.

O processo de escolarização entre os Xakriabá: explorando alternativas de análise na antropologia da educação

Gomes,Ana Maria R.
Fonte: Editora Autores Associados Publicador: Editora Autores Associados
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2006 PT
Relevância na Pesquisa
95.96%
A criação das escolas estaduais indígenas, pelo Programa de Implantação das Escolas Indígenas de Minas Gerais (PIEI-MG), em 1997, foi um fato marcante para todos os povos envolvidos. Entre os Xakriabá, o processo de escolarização teve seu início pelo menos vinte anos antes, e foi intensificado de modo muito acelerado com o início do funcionamento das escolas estaduais indígenas. Tal expansão acelerada gerou um contexto escolar com características muito peculiares. No artigo busca-se explorar algumas perspectivas de análise sobre os processos de escolarização, propostas pela antropologia da educação. A presença dos "encostados" ou a possibilidade de "reprovação dos melhores", dois exemplos de aspectos que caracterizam as escolas xakriabás, alertam-nos para a necessidade de se passar a perceber também como elementos culturais os aspectos da vida cotidiana (como as modalidades de interação verbais e não-verbais e as relações de autoridade) que não alcançam imediata visibilidade, e não são, portanto, considerados parte da especificidade cultural que marca a escola xakriabá.

A educação na ética kantiana

Oliveira,Mário Nogueira de
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2004 PT
Relevância na Pesquisa
66.09%
Este artigo trata da antropologia moral de Kant na qual estão inseridas as suas considerações sobre educação. Tal como a ética kantiana é tratada costumeiramente, não apreendemos o valor de sua parte empírica, muitas vezes negada. Tal parte empírica consiste nesta antropologia moral que nos capacita para acolher em nossa vontade, pela via da educação, especificamente pelo que Kant chama de "didática ética", as leis morais em seus princípios assim como para assegurarmos sua eficácia no nosso mundo social. Uma vez que Kant afirma que "o homem, afetado por tantas inclinações, é na verdade capaz de conceber a idéia de uma razão pura prática, mas não é tão facilmente dotado da força necessária para a tornar eficaz in concreto no seu comportamento" devemos implementar nossas máximas de comportamento pela educação e pelo cultivo do nosso espírito. O que nos levará às teses de uma virtude ensinada ao jovem que, posteriormente, aprenderá a fazer uso da sua liberdade. Este estudo divide-se em seis pequenos itens, a saber, uma breve introdução, um estudo acerca da antropologia moral, a questão da educação dentro desta antropologia, uma breve análise da obra Sobre a pedagogia na qual privilegiamos os estágios da educação...

"Brincando de ser Criança": contribuições da etnologia indígena brasileira à antropologia da infância

Nunes, Angela
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2003 POR
Relevância na Pesquisa
75.95%
O reconhecimento da capacidade de 'agência' às crianças constitui um tema de investigação recente na Antropologia. Apesar dos esforços testemunhados nos últimos 15 anos, é inegável a necessidade de intensificar e diversificar as pesquisas que poderão revelar a participação efectiva das crianças na constante reconstrução da vida social, em toda e qualquer sociedade, de modo a consolidar em definitivo este novo campo de estudos, quer em termos teóricos, quer metodológicos. Esta tese vem dar um contributo nesse sentido, evidenciando perspectivas de análise bibliográfica e etnográfica especialmente voltadas para as pequenas sociedades não-ocidentalizadas. Para além de propiciar um balanço bibliográfico sobre as contribuições mais significativas, internacionais e brasileiras, estabelece também um diálogo entre a antropologia da Infância e os estudos etnológicos sobre sociedades indígenas no Brasil, através de um estudo etnográfico realizado entre os índios Xavante. Este estudo concentra-se na análise de situações de quotidiano decorrentes da introdução da educação escolar oficial, em confronto com a tentativa de implementação de um projecto educacional idealizado pelos próprios índios, e está especialmente atento à maneira como as crianças vivem este processo de transformação cultural e à dinâmica que elas próprias lhe imprimem.

Central Topics in Contemporary Educational Anthropology; Temas centrales de la antropología de la educación contemporánea; Temas centrais da antropologia da educac á o contemporánea

Bernal-Martínez de Soria, Aurora; Universidad de Navarra
Fonte: Universidad de la Sabana Publicador: Universidad de la Sabana
Tipo: Artigo de Revista Científica
SPA
Relevância na Pesquisa
76.16%
A brief history of educational anthropology as a scientific discipline —compared to other areas of anthropology— reveals a list of appropriate contents for teacher training. The adoption of diverse methodologies focuses scientific attention on equally diverse dimensions of the purpose of educational anthropology. The key categories in the study are educability and culture. Educational anthropology with an empirical method centers on the subject of culture. Educational anthropology with a philosophical method centers on educability. In terms of training teachers, this article proposes the option of edu­ cational anthropology with a philosophical method that includes both educability and culture, making use of the results of empirical research. This integrating approach enables the educator to know how education and culture stand apart and relate to one another in the growth and development of those who play a leading role in the educational process. Other notions, such as nature and person, are required for an in-depth understanding of the phenomenon of education from the standpoint of anthropology.; La breve historia de la antropología de la educación como disciplina científica —en comparación con otras divisiones de la antropología— muestra un elenco de contenidos apropiados para la formación de los educadores. La adopción de metodologías distintas enfoca la atención científica hacia dimensiones también diversas del objeto de la antropología de la educación. Las categorías clave en el estudio son: la educabilidad y la cultura. La antropología de la educación con un método empírico se centra en la temática de la cultura. La antropología de la educación con un método filosófico se centra en la educabilidad. Se propone en estas páginas...

Central Topics in Contemporary Educational Anthropology; Temas centrales de la antropología de la educación contemporánea; Temas centrais da antropologia da educac á o contemporánea

Bernal-Martínez de Soria, Aurora; Universidad de Navarra
Fonte: Universidad de la Sabana Publicador: Universidad de la Sabana
Tipo: Artigo de Revista Científica
SPA
Relevância na Pesquisa
76.16%
A brief history of educational anthropology as a scientific discipline —compared to other areas of anthropology— reveals a list of appropriate contents for teacher training. The adoption of diverse methodologies focuses scientific attention on equally diverse dimensions of the purpose of educational anthropology. The key categories in the study are educability and culture. Educational anthropology with an empirical method centers on the subject of culture. Educational anthropology with a philosophical method centers on educability. In terms of training teachers, this article proposes the option of edu­ cational anthropology with a philosophical method that includes both educability and culture, making use of the results of empirical research. This integrating approach enables the educator to know how education and culture stand apart and relate to one another in the growth and development of those who play a leading role in the educational process. Other notions, such as nature and person, are required for an in-depth understanding of the phenomenon of education from the standpoint of anthropology.; La breve historia de la antropología de la educación como disciplina científica —en comparación con otras divisiones de la antropología— muestra un elenco de contenidos apropiados para la formación de los educadores. La adopción de metodologías distintas enfoca la atención científica hacia dimensiones también diversas del objeto de la antropología de la educación. Las categorías clave en el estudio son: la educabilidad y la cultura. La antropología de la educación con un método empírico se centra en la temática de la cultura. La antropología de la educación con un método filosófico se centra en la educabilidad. Se propone en estas páginas...

A educação na ética kantiana; Education in Kantian ethics

Oliveira, Mário Nogueira de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2004 POR
Relevância na Pesquisa
66.08%
Este artigo trata da antropologia moral de Kant na qual estão inseridas as suas considerações sobre educação. Tal como a ética kantiana é tratada costumeiramente, não apreendemos o valor de sua parte empírica, muitas vezes negada. Tal parte empírica consiste nesta antropologia moral que nos capacita para acolher em nossa vontade, pela via da educação, especificamente pelo que Kant chama de "didática ética", as leis morais em seus princípios assim como para assegurarmos sua eficácia no nosso mundo social. Uma vez que Kant afirma que "o homem, afetado por tantas inclinações, é na verdade capaz de conceber a idéia de uma razão pura prática, mas não é tão facilmente dotado da força necessária para a tornar eficaz in concreto no seu comportamento" devemos implementar nossas máximas de comportamento pela educação e pelo cultivo do nosso espírito. O que nos levará às teses de uma virtude ensinada ao jovem que, posteriormente, aprenderá a fazer uso da sua liberdade. Este estudo divide-se em seis pequenos itens, a saber, uma breve introdução, um estudo acerca da antropologia moral, a questão da educação dentro desta antropologia, uma breve análise da obra Sobre a pedagogia na qual privilegiamos os estágios da educação...

Nhanhembo’é: infância, educação e religião entre os Guarani de M’Biguaçu, SC; Nhanhembo’é: childhood, education and religion among Guarani from M’Biguaçu, SC

Oliveira, Melissa Santana de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 30/03/2005 POR
Relevância na Pesquisa
75.94%
Este artigo tematiza a participaçãodas crianças no processo de “valorização da tradi- ção” na Aldeia Guarani M’Biguaçu, SC. A partir de uma abordagem etnográfica, discorro sobre a sua atuação nas rezas, no coral e na escola, três espaços considerados fundamentais neste processo. Com base nos pressupostos recentes da Antropologia da Educação e da Infância, mostro que a construção da Opÿ (casa de rezas Guarani), e mais especificamen- te, a formação do coral e a implantação da escola revelam uma intenção pedagógica das lideranças na organização de espaços de ensino-aprendizagem da “tradição” voltados para a educação das crianças. Além disso, demonstro que a participação das crian- ças nesses contextos está pautada numa noção de educação que concebe o ensinar (mbo’é) e o apren- der (nhanhembo’é) como ações que se constituem mutuamente, de modo que tanto aquele que ensina como aquele que aprende são considerados sujeitos atuantes no ensino-aprendizagem.; This article has as its theme childrenparticipation in “tradition valorization” process in M’Biguaçu village, SC.Through an ethnographic boarding, it discourses upon their atuation in pray- ing, choral and school...

A canoa da escritura formativa: trajetórias do barro pelo rio ao mar; The formative writing canoe: trajectories of the clay through the river to the sea

Castro, Miraci Tamara
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/09/2015 PT
Relevância na Pesquisa
75.74%
A dissertação investiga a escritura formativa, simultaneamente, como processo de criação e como processo formativo. Para tanto, se lastreia num enfoque autobiográfico com base no ensaio (Larossa, 2006) amplamente matizado pela obra poética da pesquisadora, num diálogo intenso com pensadores, escritores e escritoras que têm a palavra como universo de investigação e criação artística, entre eles a perspectiva fenomenológica de Gaston Bachelard, a hermenêutico-simbólica de Ferreira-Santos (1998, 2004 e outros), Ferreira-Santos e Almeida (2001 e 2012), Loureiro (2008), Willms (2013) e Rubira (2006 e 2015), bem como a dos poetas da terra Guimarães Rosa e Manoel de Barros, e das poetisas das águas Neide Arcanjo e Clarice Lispector. A investigação poética durante o próprio processo (in process) explicita as dificuldades, os obstáculos, impasses, bem como a rica produção escrita e poética derivada desse processo, mais como registro do que como produto. Tal estilo investigativo, incomum aos modelos tradicionais de pesquisa acadêmica, ainda lastreados por uma lógica aristotélica e um pensamento cartesiano, linear e previdente, apresenta-se, no desdobramento e na investigação imagética, nas metáforas da palavra com o barro...

Rumo a uma antropologia da educação: Prolegômenos (1)

Carvalho, José Carlos de Paula
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/1982 POR
Relevância na Pesquisa
106.06%
Da contribuição de uma etnologia ampliada para as perspectivas educativas. Avaliar as colocações de Pierre Erny, centradas sobre as articulações entre etnologia da educação/etno-pedagogia; encaminhar uma antropologia da educação como antropologia aplicada, evidenciando os passos de sua construção numa amplificação rumo aos projetos da unidade do homem.

O imaginário e o pensamento organizacional na obra de Edgar Morin: seus fundamentos antropológicos

Carvalho, José Carlos de Paula
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/1987 POR
Relevância na Pesquisa
76.02%
Partindo das linhas da força de uma antropologia da educação em suas implicações organizacionais, escribadas nos “projetos de unidade da Ciência do Homem” (antropologia complexa de E. Morin e antropologia do Imaginário de G. Durand), procuramos evidenciar os traços definidores de uma organizacionalidade hipercomplexa, pilotando-se a “noologia” e lançando os prolegômenos de uma antropolítica e de uma praxiatria alicerçadas na noção de auto-organização ou auto-poiesis.; Arising from Morin’s anthropology of complexity, we think the elements to an “organizational thought” and a “praxiatric model” stayed on “hypercomplexity”, “noologic” and “auto-organization”.

Rumo a uma antropologia da educação: prolegômenos (II)

Carvalho, José Carlos de Paula
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/1984 POR
Relevância na Pesquisa
85.95%
Situar os quadros epistêmicos dos “projetos de unidade da Ciência do Homem” (antropologia do Imaginário de G. Durand e antropologia da complexidade de E. Morin), evidenciando-lhes as propostas básicas para a instauração de uma “pedagogia do imaginário” como “mutação bio-antropo-psico-sócio-organizacional”.; Try to show up: the epistemic patterns underlying the “projects of wholeness in the Science of Man” (Gilbert’s Durand “anthropology of Imaginary” and Edgard’s Morin “anthropology of complexity”); the statements and feature that entail a “pedagogy of Imaginary” understood as a bio-anthropo-psyco-socio-organizational mutation”.

O CORPO NA/DA ESCOLA: AS POSSIBILIDADES DA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR NA (DES)CONSTRUÇÃO DAS REPRESENTAÇÕES CORPORAIS

da Silva, Matheus Castro; Mestrado em Educação pela Universidade Federal Fluminense; Baptista, Guilherme Gonçalves; Mestrado em Educação Física pela Universidade Federal do Rio de Janeiro
Fonte: Revista Contemporânea de Educação Publicador: Revista Contemporânea de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Uma pesquisa empírica de campo, pesquisa-ação, pautada na prática pedagógica do docente. Formato: application/pdf
Publicado em 22/12/2014 POR
Relevância na Pesquisa
75.83%
Ao considerar o corpo uma construção sociocultural, esse estudo objetiva investigar a internalização de padrões de beleza em alunos do 2º ano do Ensino Fundamental numa escola municipal de Nova Iguaçu no Rio de Janeiro e discuti-la no âmbito da Educação Física. As fontes de informações foram imagens selecionadas pelos alunos através de diferentes revistas, com a finalidade de buscarem uma foto de uma pessoa que parecesse consigo e outra que gostariam de parecer. Os dados, tratados pela análise de conteúdo, evidenciaram padrões de beleza específicos em detrimento de características inclusive mais associadas aos alunos, embora houvesse desvios desses modelos.

Anthropology and education: one field and many paths; Antropologia e educação: um campo e muitos caminhos

Gusmão, Neusa Maria Mendes de; Universidade Estadual de Campinas
Fonte: Linhas Críticas; Critical Lines Publicador: Linhas Críticas; Critical Lines
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 15/05/2015 POR
Relevância na Pesquisa
85.98%
This paper discusses the interaction between different things that are neither equal nor similar in nature. That is the case when we think of possible relations among two fields of knowledge: Anthropology and Education. Fields that differ in their principles and in their central assumptions, whose movement of intercommunication and exchange presupposes constant criticism as well as a continuing review of one’s own steps. For this reason, talking about dialogue between diverse fields of knowledge is also talking about potential conflicts and risks. It is speaking of a tensional context that challenges anthropological work, its practice and theoretical support, when it moves in a border region between one and another field of knowledge. The goal is to think about the possibilities of a comprehensive and critical Anthropology of Education, under construction in Brazil today; O presente texto discute interação entre coisas diversas, vale dizer que não são iguais ou de mesma natureza. É disso que se trata quando pensamos em relações possíveis entre dois campos de conhecimento: a antropologia e a educação. Campos que diferem em seus princípios e também em seus pressupostos centrais, cujo movimento de intercomunicação e troca supõe a crítica constante e a revisão permanente dos próprios passos. Por esta razão...

SOBRE O LUGAR DA EDUCAÇÃO NA ANTROPOLOGIA BRASILEIRA

Oliveira, Amurabi
Fonte: Editora da UFPB Publicador: Editora da UFPB
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 03/05/2015 POR
Relevância na Pesquisa
66.09%
No campo acadêmico, existem hierarquias claras sobre quais objetos são ou não privilegiados em termos de investigação, o que se aplica aos diversos campos disciplinares. Tais hierarquias são construídas socialmente, de acordo com o percurso das disciplinas acadêmicas e são transparecidas em diversos âmbitos. Considerando tais questões, analiso o lugar que a Educação ocupa nas pesquisas antropológicas no Brasil, considerando duas questões: a) o histórico sobre a questão da Antropologia da Educação no Brasil; e b) o lugar da Educação nas pesquisas em Antropologia, a partir das linhas de pesquisa dos Programas de Pós-graduação da área. Os resultados encontrados me levam a apontar para o lugar periférico que a educação ocupa na pesquisa antropológica brasileira de tal modo que a Antropologia da Educação ainda seria um campo em processo de constituição. Palavras-chaves: Antropologia da Educação; Campo acadêmico; Antropologia brasileira. 

Etnobiografias e descoberta de si: uma proposta da Antropologia da Educação para a formação de professores para a diversidade cultural

Vieira, Ricardo
Fonte: Pro-Posições Publicador: Pro-Posições
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 04/01/2016 POR
Relevância na Pesquisa
96.04%
Consideramos a Antropologia da Educação como estudo dos processos educativos, seja na escola, na família, na rua ou na trajectória social dos indivíduos e seu papel na (re)construção das identidades pessoais. A partir de pesquisas realizadas em Portugal, procuro mostrar como as etnobiografias são um caminho privilegiado para entender as pessoas como resultado de uma bricolagem identitária e como são, também, meios de (auto) formação. Exploro as potencialidades das entrevistas etnobiográficas e grupais, na racionalização das experiências passadas, para a Antropologia da Educação na formação para a diversidade cultural.Abstract We consider the anthropology of education as the study of educational processes, whether at school, at home, on the street or in the social history of individuals and their role in the (re) construction of personal identities. Based on research conducted in Portugal, I try to show how ethnobiographical studies are a privileged way to understand people as a result of an identity bricolage and how they are also forms of (self) education. I explore the potential of ethnobiographic and group interviews for the rationalization of past experiences for educational anthropology within the training in cultural diversity. Key words Identities and life stories. Reflective training. Educational anthropology. Training for cultural diversity